SRZD



Clarimundo Flôres

Clarimundo Flôres

CERVEJAS. Carioca, formado em jornalismo e profundo apreciador de cerveja. Dedicou quase seus cerca de 20 anos de profissão atuando, essencialmente, nas áreas de economia e política, mas também com passagens pelo meio ambiente e de hotéis, restaurantes e gastronomia. Colaborador/consultor, em cervejas, do Prêmio Maravilhas Gastronômicas do Estado do Rio de Janeiro.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



26/09/2016 17h42

Cervejas especiais na contramão da crise
Clarimundo Flôres

Vivemos a pior crise financeira da história do país. O desemprego já é o maior em 31 anos. Paralelamente, a crise política se arrasta, mesmo depois do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Apesar de todas as mazelas que o Brasil atravessa, um mercado se expande a cada dia. Na contramão da crise, as cervejas artesanais vem ocupando cada vez mais  as reservas financeiras dos brasileiros que se entregam aos encantos dos sabores da nova iguaria.

 Isso faz o mercado melhorar. Comércios novos, com menos de um ano, tem expandido os horizontes com esse fenômeno. De um carro cervejeiro, o Drunk Trunk, na Tijuca, se tornou em 10 meses um bar container no estilo rústico, com câmara fria para não ter prejuízo com o chope e dar total qualidade aos clientes. Hoje são oito torneiras italianas e 50 rótulos de cervejas nacionais e importadas.

Com o mesmo tempo de mercado, o On Tap Pub, também tijucano, ampliou o negócio. Alugou uma loja que dava de fundos para o balcão do bar, criou uma câmara fria e vai inaugurar dia 27 de setembro, 20 torneiras italianas. Prova do sucesso que tem sido amplamente lucrativo apesar das dificuldades financeiras.

O bairro da Tijuca é o campeão no estilo de cervejas artesanais. Abriga o maior número de bares do gênero. Não foi à toa que os mineiros da cervejaria São Bartolomeu, originalmente de Juiz de Fora-MG, escolheram o bairro para abrir o bar em junho desse ano. A casa, que é um verdadeiro vintage, oferece vais de 22 estilos de cervejas especiais, além de uma culinária artesanal. Hoje o pão vem com o símbolo da casa, a prova que está valendo registrar a marca nesse período complicado no bolso de tantos brasileiros.

No Grajaú, o campeão do Comida Di Boteco de 2015, Santo Remédio, cuja a principal finalidade era a comida, não resistiu a tendência e agora recebe todas as quintas-feiras uma invasão (evento que um bar se junta com outro) de bares e cervejarias artesanais para dar aos clientes além dos sabores da comida, os agradáveis aromas e gosto dessas brejas que vem conquistando os corações dos brasileiros e alavancado lucros daqueles que investiram nesse mercado justamente no período da crise.

E vem mais. Vai inaugurar esse mês a Ambeerlancia. A prova de que para obter sucesso nesse mercado requer também criatividade. Esse vai ser um truck cervejeiro em formato de ambulância. Se de um lado aperta o bolso, de outro, não faltara socorro aos amantes da cerveja especial...

 


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.