SRZD



Cláudio Francioni

Cláudio Francioni

MÚSICA. Carioca, apaixonado por música. Em relação ao assunto, estuda, pesquisa e bisbilhota tudo que está ao seu alcance. Foi professor da Oficina de Ritmos do Núcleo de Cultura Popular da UERJ, diretor de bateria e é músico amador, já tendo participado de diversas bandas tocando contrabaixo, percussão ou cantando.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



03/10/2016 12h32

Whitesnake cumpre tabela no Rio
Cláudio Francioni

Casa cheia para a despedida do Whitesnake em solo brasileiro. Foram sete shows em treze dias e o mesmo setlist em todas as apresentações. Com preços salgados em época de crise e caindo num domingo de eleições municipais, a presença do público surpreendeu. 

Quem esperava novidades, dançou. Mas não acredito que alguém tenha saído insatisfeito do Metropolitan. O fiel seguidor da banda sabia o que esperar: um show curto, tons baixados para facilitar a vida do menino Coverdale e nada de música nova. Até porque a turnê leva o nome de Greatest Hits Tour. O que tem de mais novo no repertório, Judgment Day e The Deeper the Love, tem "apenas" 27 anos.

Foto: Reprodução

Com 15 minutos de atraso, a banda subiu ao palco após uma gravação de "My Generation", do The Who. Coverdale trajava uma camisa de botões com um desenho da bandeira do Brasil na vertical e a logo da banda no centro. Sim, ele tem feito isso em todos os países por onde passa. Coube a Bad Boys, de 1987, abrir a noite e esquentar o gogó da rapaziada e as pernas de Tommy Aldridge, que abusou do uso dos dois bumbos de sua belíssima bateria. Completando o set inicial, os clássicos Slide It In e Love Ain't no Stranger.

Depois de Fool for Your Loving, David cumpre o protocolo de boas vindas, pede o famigerado make some fucking noise e anuncia uma canção que a banda tocou no Rock in Rio de 1985, uma versão para Ain't no Love in the Heart of the City, do blueseiro Bobby "Blue" Bland. Vale lembrar que, na ocasião, o Whitesnake foi convocado às pressas para substituir o Def Leppard após o acidente automobilístico que custou um braço do baterista Rick Allen. Em Judgement Day, o cantor pede uma bandeira do Brasil de alguém em frente ao palco. Logo depois, recebe uma camisa do Flamengo. Oficial! O que faz alguém dar uma camisa de 250 reais a um desconhecido?

Antes de Slow an' Easy, os solos. Ah, os solos! Que coisa mais datada! Mas faz parte do universo hard rock, então respiremos fundo e vambora. O primeiro a testar minha paciência foi o guitarrista Reb Beach com cinco minutos de distribuição de tapping à granel. Insuportavelmente chato e repetitivo, além das caras, bocas e poses pré-históricas. Agora é a vez de Joel Hoekstra. Começa na guitarra mas logo passa ao violão. Aí sim! Com um timbre belíssimo e acompanhado das bumbadas de Aldridge, Joel executou um belo e divertido tema de levada country. Saiu do lugar comum e musicalizou seu momento.

O baixista Michael Devin usou seu solo pra executar efeitos sobre uma base de um compasso levemente funkeado, gravado na hora. Aldridge, que o acompanhava, perdeu nitidamente o andamento da gravação e teve que se encontrar no meio do solo de Devin. O baterista teve seu momento papagaiada durante Crying in the Rain. É um grande músico, mas foi tanto cabelo balançando que confesso ter lembrado do Animal, dos Muppets. No fim, baquetas pra galera e solo com as mãos. Dose! Na reta final da noite, Is This LoveGive me All Your Love e Here I Go Again, e Still of the Night e a fenomenal Burn, do Deep Purple da era Coverdale.

Não se pode dizer que foi um show frio, mas talvez burocrático. Convenhamos que pagar caro num ingresso para ouvir 14 músicas é um bocado injusto. Talvez se a banda abrisse mão dos mais de dez minutos de solos, sobraria espaço para incluir mais umas três canções. E me pouparia dois parágrafos.

SETLIST

Bad Boys
Slide It In
Love Ain't No Stranger
The Deeper the Love
Fool for Your Loving
Ain't No Love in the Heart of the City
Judgement Day
Slow an' Easy
Crying in the Rain
Is This Love
Give Me All Your Love
Here I Go Again

BIS

Still of the Night
Burn


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.