SRZD



Ticiana Farinchon

Ticiana Farinchon

SERIADOS DE TV. Formada em Jornalismo pela Facha, cursa pós graduação em Mídias Digitais. Apaixonada por tecnologia e cultura, tem nos seriados de TV seu maior vício, acompanhando em tempo real tudo o que acontece neste fascinante universo.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



03/10/2016 17h18

Designated Survivor: quando Jack Bauer não é mais Jack Bauer
Ticiana Farinchon

A primeira coisa que tenho a dizer sobre Designated Survivor é: está é uma série difícil de assistir. Não pela temática, que envolve atentados terroristas e conspirações na Casa Branca. Mas por ter, como protagonista - obviamente envolvido com essas situações politico-policiais - Kiefer Sutherland, o eterno Jack Bauer. Nos 40 minutos do piloto juro ter pressentido o famoso bordão "Trust Me"  pelo menos umas 10 vezes. Entretanto, essa sensação de Deja Vu não chega a ser prejudicial. A contar pelo primeiro episódio Designated Survivor faz bem o seu dever de casa.

Designed Survivor. Foto: Divulgação

Pra quem nunca ouviu falar da série vamos a uma pequena sinopse: O Ministro de Habitação e Desenvolvimento Urbano Tom Kirkman, um político digamos bem "apagadinho" acaba virando Presidente dos Estados Unidos, de um minuto para o outro, em função de um atentado terrorista que devasta o Capitólio e todos os que lá estavam em razão  do discurso do Estado da União.

O perfil de Kirkman, que mais parece um pacato professor de história - muito bem caracterizado com um moletom e um óculos pra lá de nerd enquanto faz seu juramento de posse - nem de longe lembra a imagem austera e imponente dos presidentes que conhecemos nas séries políticas americanas. Ao seu lado, a esposa Alex (Natascha McElhoe), embora ainda intimidada com toda a situação envolvendo sua família, parece que ao longo da série tem tudo para virar uma espécie de Claire Underwood, norteando as decisões do marido. Além de Alex, Tom também vai contar com a ajuda de Seth Wright (interpretado por Karl Penn, o Kutner, de House), seu Speech Writer, e com sua chefe de gabinete Emily Rhodes (Italia Ricci), que pelo pouco que apareceu no piloto mostrou ser a pessoa que irá colocar a carreira política de Kirkman nos eixos.

É claro que, como todo presidente que se preze, Tom também tem um filho problema. E ai, mais uma vez, uma comparação inevitável com 24 horas... A Kim Bauer da vez é Leo, interpretado por Tannen Buchannan, que já no episódio piloto deu trabalho aos seguranças para ser localizado e conduzido à Casa Branca. Como na série da Fox, acredito que teremos pela frente muitos episódios focados nas cagadas provocadas pela rebeldia do garoto, mas tenho que confessar: a cena do personagem com sua irmazinha caçula Penny foi fofa, muito fofa.

Em paralelo aos acontecimentos envolvendo a posse do novo presidente - e todas as conspirações que começam a se formar em função dela - também fomos apresentados a história da policial do FBI Hannah (Maggie Q), que, ao que parece, será de suma importância para a trama, investigando a fundo o ataque que deu início a toda a história da série.

A julgar pelos primeiros minutos teremos uma temporada recheada de tramoias, com foco muito maior nos diálogos que na ação, o que é totalmente o avesso do que esperamos ao lermos a sinopse da atração. E não que eu ache isso de todo ruim, até porque uma trama política bem escrita, cheia de reviravoltas é algo que prende 100% da minha atenção. Estão ai Scandal e House Of Cards, que não me deixam mentir. Contudo, se tratando do Kiefer, é inevitável não acabar o piloto com aquela sensação de "poxa, queria tiro, porrada e bomba!!". Agora é esperar para que os próximos episódios venham preencher essa lacuna, pois Designated Survivor tem tudo para ser considerada a melhor estreia da fall season. Vamos torcer!!

Designated Survivor é exibida toda quarta-feira, nos EUA, pela ABC, e ainda não tem data de estreia prevista no Brasil (mas pode ser encontrada fácil facil na internet)


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.