SRZD



Celso Sabadin

Celso Sabadin

CINEMA. Jornalista, crítico de cinema, professor, escritor, curador e cineasta. É autor dos livros "Vocês Ainda Não Ouviram Nada - A Barulhenta História do Cinema Mudo", "Éramos Apenas Paulistas", biografia do cineasta Francisco Ramalho Jr., e "O Cinema como Ofício", biografia do cineasta Jeremias Moreira. Roteirizou e dirigiu o longa metragem "Mazzaropi", lançado em 2013, e o curta "Nem Isso", a partir da obra de Luís Fernando Veríssimo, lançado em 2015. Corroteirizou e codirigiu a série de TV "Mazzaropi, Uma Série de Causos", exibida no Canal Brasil. É editor do site "Planeta Tela", especializado em Cinema, e sócio-fundador da Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



23/10/2016 13h27

'Noite de Verão em Barcelona': apenas simpático
Celso Sabadin

Noite de Verão em Barcelona. Foto: Divulgação

Na virada do século 20, pipocaram vários filmes - todos meio parecidos entre si - sobre pequenas histórias humanas que se desenrolavam sob o clima místico de uma suposta nova era que se iniciava. Invariavelmente eram breves dramas românticos que transitavam entre o trágico e o mágico. "Noite de Verão em Barcelona" parece um destes filmes. Algo como um projeto de 1999 que, sei lá, não conseguiu financiamento na época e sai agora com um certo sabor passadista. Viagem minha, claro.

Como já tem um tempão que o século virou, a ambientação mágica agora fica por conta da noite de 18 de agosto de 2013, momento previsto para o cometa Rose atravessar os céus da bela Barcelona. É neste clima de esperança e romantismo que o diretor Dani de la Orden reúne seis histórias de amor emolduradas pelo charme da famosa cidade catalã e temperadas por uma certa dose agridoce de jovialidade urbana.

Um trabalho apenas simpático interpretado por um eficiente elenco jovem e que motivou o diretor a realizar a sequência "Noite de Inverno em Barcelona", lançada em 2015, mas que permanece inédita no nosso circuito.


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.