SRZD


17/08/2006 00h00

CRIME: Depois de uma década, morte de JonBenet Ramsey tem um desfecho
Da Redação/ Miranda Alencastro

As autoridades tailandesas confirmaram hoje que têm sob custódia, em Bagcoc, o suposto assassino da modelo infantil americana JonBenet Ramsey. Segundo o Departamento de Imigração daquele país, o suspeito, John Mark Karr, ex-professor de 41 anos, foi preso quarta-feira em seu apartamento, no centro da cidade, e teve seu passaporte confiscado, por ser considerado persona non grata por ter cometido um crime nos Estados Unidos.

A prisão foi resultado de meses de intensa investigação, e só se realizou depois que as autoridades tailandesas começaram a trabalhar junto com o Departamento de Justiça do estado do Colorado, nos Estados Unidos. John Mark Karr, que estava tentando conseguir emprego como professor em escolas tailandesas, será extraditado para os Estados Unidos neste fim de semana.

Karr era professor de uma escola elementar e São Francisco, e confessou o crime ao ser preso. Segundo ele, a morte de JonBenet foi "um acidente". Ele e sua ex-mulher têm três filhos ' Lara Karr divorciou-se logo depois de o marido ser preso, em 2001, por posse de pornografia infantil. Ao confessar o crime, ele disse: "Eu amava JonBenet. Estava com ela quando ela morreu; foi um acidente". Quando perguntado se ele se considerava um homem inocente, respondeu: "Não, não sou".

Caso aparentemente insolúvel

JonBenet Ramsey, de seis anos, foi violentada um dia depois do Natal de 1996 e deixada amarrada e amordaçada no porão de sua própria casa. Era modelo-mirim, de um tipo muito popular no cenário americano da época - usava maquiagem pesada e roupas típicas dos guarda-roupas de candidatas a miss. Filha de um industrial milionário e da ex-miss 1977 do Estado de West Virgínia, morava com a família numa mansão na cidade de Boulder, no Colorado. Ninguém viu ou ouviu nada de anormal na noite em que a menina foi morta.

John Ramsey, o pai, chamara a polícia dizendo que a filha fora seqüestrada, o que aparentemente foi comprovado, num primeiro momento, por um bilhete exigindo uma quantia específica. Os investigadores vasculharam a casa e não encontraram nenhum sinal de arrombamento. Foi o pai de JonBenet quem desceu ao porão e a encontrou morta, enrolada num cobertor. Testes de laboratório confirmariam o estupro da menina.

Até hoje, as investigações eram inconclusas, mas os principais suspeitos (pelo menos, no imaginário de quem acompanhou o caso) sempre foram os próprios pais da garota (suspeita baseada em indícios incriminatórios, como o bilhete de resgate escrito em blocos de anotações da própria família e a quantia do resgate ser exatamente o bônus de fim de ano recebido por John Ramsey).

A mãe de JonBennet, Patsy, morreu de câncer no ovário em 24 de junho deste ano. Um mês antes, porém, a família da menina já sabia que John Karr estava prestes a ser preso.


Comentários
  • Avatar
    26/03/2011 22:49:57twOawNQqzqsmSCXsNOVAnônimo

    Www sidneyrezende.. I like it :)

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.