SRZD


01/04/2009 11h29

É harmonia ou evolução?
Walter Nicolau

Faz algum tempo que me questiono do motivo desses dois quesitos, harmonia e evolução, estarem separados no julgamento dos desfiles do Grupo Especial e não são desmembrados oficialmente pelas direções de carnaval nas escolas. O acúmulo dessas funções por seus diretores tem prejudicado claramente o desempenho dos componentes na avenida. 

Não é difícil encontrar integrantes com reclamações sobre a forma de lidar do seu coordenador de ala, pois aquele que deveria ser o responsável por extrair o canto e a alegria, invariavelmente acaba sendo um patrulheiro de comportamento, ato que inibe o componente. Essa obrigatoriedade acaba afastando da visão coletiva do desfile, o que é uma das claras razões para ainda hoje, apesar de toda a tecnologia disponível, os desfiles apresentarem ingênuos erros, como os chamados "buracos" na avenida.

A direção de harmonia, que surgiu lá nos pioneiros desfiles, tem a responsabilidade pelo equilíbrio do canto na avenida. Nos tempos idos, esse segmento que tinha a finalidade de vir até o carro de som, "pegar" o tempo e andamento do samba e propagá-lo pela escola, evitando o que chamamos de "atravessar", tem hoje essa necessidade praticamente eliminada pela sonorização e equalização das baterias e cantores por toda a avenida.

O que restou então? A busca pela motivação e a emoção do componente pela letra e melodia do seu hino, no ecoar das suas cordas vocais, estimulando esses pulmões a responderem no compasso dos seus corações.

Já nos desfiles, ditos modernos, fica clara a necessidade de instituir a direção de evolução. Diferente dos "harmonias" esse segmento é o responsável pelo caminhar do desfile. Caberia a essa direção estabelecer o plano cronológico e como o nome já diz, do evoluir pela avenida, de cuidar do avançar e parar das alegorias e principalmente da "cabeça" da escola, onde está o segredo para sua compactação, calculando o tempo necessário para as apresentações diante dos jurados, da comissão de frente e do casal de mestre-sala e porta-bandeira, onde está até hoje, repito, apesar de toda a tecnologia disponibilizada, os "pecados mortais" nos desfiles.

O acúmulo dessas funções, tem levado os diretores de harmonia, que deveriam ser os grandes animadores da festa, a se portarem como verdadeiros patrulheiros de comportamento, na grande maioria das vezes muito mais preocupados com a ocupação do espaço do que com o fundamental que é cantar e dançar. Suas posturas durante o desfile me fazem lembrar os carrancudos e ditadores sargentos de pelotões militares, grandes inibidores da espontaneidade. Isso vem contribuindo para desfiles frios e sem a empolgação.

Acredito ser essa a hora de separarmos essas atribuições. Até para podermos ter de volta aquela figura alegre e brincalhona que era o velho e bom diretor de harmonia das nossas alas. Para quem bastava olhar e ver a beleza do carnaval, o amor pela agremiação e por essa cultura. Aquele personagem que ficava no nosso histórico do desfile como o responsável em nos levar ao mais alto estágio de alegria e descontração e que transformava cada desfile, como o melhor de nossas vidas.


Comentários
  • Avatar
    09/11/2010 23:08:14O SAMBA PEDE PASSAGEMMembro SRZD desde 09/11/2010

    Ola! Rio de janeiro (Osambapedepassagem) vem divulgar o projeto Tim musicas nas escolas que acontece todos os sabados das 10:00 as 12:00H no CIEP WOSVALDO ARANAHA em Magalhães Bastos proximo a estação de trem idade de 06 a 21 anos. Samba, Maracatu, Jongo, Fank, Ciranda e outros ritmos.

  • Avatar
    07/06/2010 10:27:18Jairo do RecreioMembro SRZD desde 19/04/2009

    A COLUNA MERECE REALMENTE COMENTÁRIOS INTERESSANTES. A COMEÃ?AR PELO TÃ?PICO QUE FALA DOS ENREDOS CHAMADOS "REPETITIVOS", O QUE CONCORDO PLENAMENTE. ACREDITO QUE OS CARNAVALESCOS EMPURRADOS PELO PRESIDENTE DA ESCOLA QUE PROCURA PATROCÍNIOS, SEJA OBRIGADO A FALAR DE ASSUNTOS "GEOGRÁFICOS" EM DETRIMENTO DE OUTROS QUE PODERIAM CERTAMENTE NOS MOSTRAR ASPECTOS DE NOSSA HISTÃ?RIA VERDADEIRA ATÃ? ENTÃ?O OBSCUROS OU NÃ?O TÃ?O CLAROS. ACHO WALTER, QUE Ã? TUDO UMA QUESTÃ?O DE Ã?TICA, DE SE PROCURAR NOVAS ABORDAGENS AO INVÃ?S DE REPETIR Ã?RROS OU PROCURAR ACERTOS. OS DEVANEIOS DE ALGUNS ACABAM SENDO O DIVISOR DE ÁGUAS POIS QUEM NÃ?O GOSTARIA DE SABER POR EXEMPLO, OS SEGREDOS DA UNIDOS DA TIJUCA CONTADOS PELO PERSONAGEM QUE FREQUENTA COM JUSTIÃ?A, OS COMENTÁRIOS PÃ?S CARNAVAL QUE Ã? O PAULO BARROS. FALTA CRIATIVIDADE, FALTA TAMBÃ?M SERIEDADE A ALGUNS DIRIGENTES QUE INSISTEM EM "BARATEAR" SEUS CUSTOS ACREDITANDO QUE ASSIM PODE CONQUISTAR ALGUMA COISA. O CARNAVAL Ã? DINÃ?MICO ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÃ?A E QUEM NÃ?O ACOMPANHA, PERDE LUGAR NA FILA.

  • Avatar
    03/04/2009 22:00:41Marcelo AbreuAnônimo

    Parabéns, Seu Walter! Bela coluna! Abração e que venham muitas!

  • Avatar
    03/04/2009 17:53:22Fiel da balançaMembro SRZD desde 07/07/2009

    Srº Walter, parabéns pela matéria e genial idéia. Porém eu, como amante do samba assim como todos aqui, lhe pergunto: Sobre esses tais seguimentos, HARMONIA e EVOLUÃ?Ã?O, em que escola de samba eu poderia encontrá-los? Não conheço nemhum e muito menos ouvir falar de um que funcionasse. Abraços.

  • Avatar
    03/04/2009 09:15:01PeixotoMembro SRZD desde 24/07/2009

    Essa é uma discussão que ocorre também, pasmem, entre os próprios jurados. Pelo menos foi assim que ocorreu quando eu fiz o curso de jurados da AESCRJ para o carnaval de 2005, quando ainda existiam os dois quesitos separados. Pairava a dúvida de onde terminava a harmonia e onde começava a evolução. Essa confusão se dissiparia - ou pelo menos diminuiria bastante - se fosse feito o que o Walter Nicolau está propondo. Separação já!

  • Avatar
    02/04/2009 19:10:56paulo conceiãoMembro SRZD desde 06/06/2009

    neste carnaval.2009 tendo eu desfilado pela unidos do porto da pedra comprovei e afirmo tudo isto que o sr.walter esta descrevendo..porem estou agora muito mais seguro..parabens presidente uberlam pela excelente contratação do sr.guilherme nobrega para nosso diretor geral de harmonia e gostei tambem de saber que o mesmo vai preparar 20 componentes oriundos das alas de comunidade que serão integrados ao departamento de harmonia...

  • Avatar
    02/04/2009 13:23:19paulo cesar constancioMembro SRZD desde 01/06/2009

    Meu amigo walter,tendo eu feito parte de um mesmo departamento de harmonia por dez carnavais. eu tenho que concordar com vc,pois inumeras vezes eu tiver que chamar a tençao de alguns( harmonias)pois assim somos conhecidos pois em cada tres harm. dois são lixos ...desculpe o termo pejorativo...mans o departamento de harmonia virou a lixeira das escolas de samba ...deixe eu me explicar quem manda tem um amigo este amigo quer desfilar primeira coisa que agente ouve se voce quiser pode ser uma camisa da harmonia....assim fica dificil,termos conjunto e evoluçãopois a maioria sequer sabem cantar o refrão do samba.

  • Avatar
    02/04/2009 10:51:55Gláucio GuterresMembro SRZD desde 07/04/2009

    Parabéns Walter! Pois é, iniciar um comentário dando parabéns, não é criativo, mas o corriqueiro é indispensável na hora de reconhecer um belo texto e uma brilhante ideia de falar sobre a "separação" harmonia de evoulção. Todos nós sabemos que HARMONIA na avenida é uma coisa, EVOLUÃ?Ã?O é outra. Mas parece que os diretores das escolas, misturam tudo e levam as duas coisas em uma, o que certamente acaba em descontos dos jurados, ou seja, se mal cuidam de uma função, quem dirá cuidar de duas. Mas enfim, PARABÃ?NS WALTER!!!

  • Avatar
    02/04/2009 10:38:58Nil GuimarãesMembro SRZD desde 08/04/2009

    O que eu não entendo é que essa nova maneira de se fazer um desfile de escola de samba é ratificada por todos aqueles que são responsáveis pela realização desse grandioso evento. Então, diante de tal afirmação, podemos dizer que LIESA, diretores e patronos de todas as agremiações, profissionais responsáveis pelos quesitos em questão e etc. de onde partiu essas novas regras? Porque ninguém tem a ousadia de ignorá-la? Só vemos reclamações e protestos, porém, nada de concreto acontece no sentido de se mudar isso. Nem mesmo uma reunião entre tais pessoas citadas acima, eu vejo e com o propósito de debater os inconvenientes dessa modalidade, eu vislumbro acontecer. Logo, não creio que os chamados diretores de harmonia e evolução possam vir a ter uma conduta diferente das que adotam durante os desfiles. Creio mesmo que eles são rigorosamente instruídos para que dessa forma atuem e por isso é que se tornam verdadeiros sargentos na hora do vamos ver. Além do mais, dois fundamentais motivos que, a meu ver, fazem com que a harmonia seja rígida, militarizada é o tamanho das escolas e o andamento dos sambas que passaram a ser entoados nos desfiles. Não há como evoluir com sambas em estilo frevo. Não há como tentar sambar, dançar com um tempo mínimo para se percorrer toda a avenida. Cada agremiação traz, em cada desfile uma quantidade de componentes que varia entre 3.500 a 4.000 brincantes e mais uma grande quantidade de penetras. logo, o tempo de passagem de cada um destes é escasso e daí o corre corre costumeiro. A questão, então, precisa ser repensada não só nos quesitos evolução e harmonia e sim, no todo e, ao que tudo indica, a agremiações, juntamente com a Liesa, não têm qualquer interesse em modificar nada.

  • Avatar
    02/04/2009 08:38:14DeniseMembro SRZD desde 08/04/2009

    Seu Walter aqui???? Parabéns! Saudade.

  • Avatar
    02/04/2009 08:23:53MauroAnônimo

    A divisão é positiva, qdo acaba dando 80 pontos ao chamado quesito de chão. Ã? o mesmo que voltar a dividir Samba-enredo em letra e melodia, que também acabaria valorizando a obra. Se forem unificar, como fizeram no acesso HARMONIA e EVOLUÃ?Ã?O, seria o caso de se unificar FANTASIA e ALEGORIA...e aí teríamos CONJUNTO PLÁSTICO e CONJUNTO HARMONICO.

  • Avatar
    01/04/2009 21:09:55dongaMembro SRZD desde 07/04/2009

    De fato, na conjuntura atual, tanto a harmonia, quanto a evolução não fazem o menor sentido. Mas não se trata de unificar como colocado pelo colunista, pois não são quesitos redundantes na minha opinião. Pois se estas funções estão confusas e difusas, isso se deve ao caminho que o carnaval tomou. Harmonia é o canto da escola, quem canta samba hoje ? Qual o refrão mesmo da escola campeã ? E evolução é a maneira como o componente passa pela avenida. E eu pergunto: Quem evolui em escola de samba hoje com essa correria ? E mesmo com todo o aparato sonoro existente, se ainda tivéssemos bons sambas com andamento de samba, certamente esses quesitos voltariam a ter função. Hoje não exite mais "harmonias" nas escolas, pois a maioria não tem noção musical nenhuma. Há especialiastas em armar a escola e colocá-la na avenida e outros especialiastas em retirar o trombolho da avenida e dispersão e uma terceira categoria que toma canto de carros e de alas. E um diretor de carnaval cronometrando a passagem da escola aento a tudo. A questão do buraco, isso sempre tem num desfile de ES, o que se tenta evitar são crateras. A não ser que a escola passe 'empaçocada' ou represada vai haver espaços, desde que não vire uma cratera, isso não deveria ser a preocupação e sim a Harmonia e evolução.

  • Avatar
    01/04/2009 21:04:12wilsonMembro SRZD desde 07/04/2009

    Parabéns....Alguem olhou pelos DIRETORES DE HARMONIAS das escolas de samba.Excelente matéria,numca ouvir falar em vc(Walter Nicolau)azar o meu,mas já sou seu fã.Uma bandeira levantada,estou mais feliz do q pinto no lixo. Chega de carnavalesco ganhar Carnaval e Harmonia Perder o mesmo. Um abraço

  • Avatar
    01/04/2009 20:30:03Leonardo Estellita " Surfista "Anônimo

    Seu Walter sempre surpreendendo haha. CONCORDO COM TUDO e assino embaixo, primeira vez que concordo com algo que seu Walter coloca. Sem dúvida! Além de ser um acúmulo de funções até criminosa pois se acontece algo errado tudo cai nas costas do diretor de harmonia, muitos sentem-se acima donos e responsáveis por tudo! Muitas escolas, principalmente as que não tem uma comunidade cativa, as ditas escolas " montadas " como Porto da Pedra, Rocinha, Renascer e Grande Rio sofrem justamente nesses quesitos e, creio eu, pelo acúmulo de responsabilidade e funções nas mãos de uma pessoa. Harmonia e evolução são quesitos separados, merecem responsáveis separados. Parabéns pela primeira coluna, uma grata surpresa e estou de olho para contra-por seus posicionamentos que na grande maioria, são opostos ao que eu penso! Que venha a segunda. Abraços

  • Avatar
    01/04/2009 19:31:47GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Grande Walter Nicoláu,parabéns pelo texto,mas também sou obrigado a concordar com um comentário feito mais abaixo,em relação aos sambas de enredos escolhidos pela maioria das escolas,escolas estas que deixam de escolher na maioria das vezes,um samba bonito,em prol de um "funcional",onde visualizam a escola num desfile quadrado estilo quase Marcial,tirando a espontaneidade dos componentes,aí realmente fica um desfile desinteressante e cansativo,obrigando os diretores de Harmonia a se desdobrarem,no sentido de despertarem os componentes que alí,não estão sentindo a alegria que gostariam de sentir no desfile,ou seja,o samba não ajuda,vejamos por exemplo o samba do Salgueiro:conheço gente que desfilou,disse que não gostou,achou o samba sem graça,disse que viu muita gente desanimada no desfile,mas pra escola foi bom no final...foi a campeã.

Comentar