SRZD


12/04/2009 11h21

Prefeitura do Rio vai demolir a passarela do Obelisco de Ipanema
Redação SRZD

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, confirmou que pretende demolir a passarela que compõe o Obelisco de Ipanema, na Zona Sul da cidade, confome publicou o Jornal do Brasil neste domingo. O veículo fez uma enquete com seus leitores, em que 5 mil internautas votaram na até as 20h de sexta-feira, sendo que 81% se mostraram a favor da retirada não só da passarela, mas também do Obelisco, criado pelo arquiteto Paulo Casé.

"A minha intenção é retirar a passarela. Quanto ao Obelisco propriamente dito, antes de decidir o que fazer, em respeito ao meu amigo e grande carioca Paulo Casé, de quem sou um dos maiores admiradores, quero me encontrar com ele na próxima semana", avisou Paes.

O secretário municipal de Obras, Luiz Fernando Guaraná, anunciou que apresentará ao prefeito às 7h de segunda-feira o orçamento para a demolição da passarela. De acordo com o secretário, o valor deve ficar em torno de R$ 22 mil. Se o Obelisco também for derrubado, o custo chegaria a aproximadamente R$ 32 mil.

"Um orçamento para demolição foi elaborado em 2006 e ficou em cerca de R$ 20 mil só para a passarela. Com a correção pelo IPCA, há um acréscimo de cerca de 10% no custo", explicou.

Ele acrescentou que há duas firmas contratadas para fazer demolições para a prefeitura (uma delas foi a responsável pela recente demolição do  prédio apelidado de Minhocão, na favela da Rocinha).

"Já pedi um levantamento da estrutura da passarela, pois, como ela foi feita para a passagem de pessoas, pode ter tido um reforço que pode encarecer a demolição. Se o custo ultrapassar muito os R$ 22 mil, talvez seja preciso licitar outra empresa para o trabalho", avisou Guaraná.

O secretário acrescentou que a demolição não levará mais de uma semana e será feita à noite.

O obelisco foi erguido em 1996, durante o projeto Rio Cidade, do ex-prefeito Cesar Maia. A construção polêmica  gerou muitas críticas desde sua inauguração. Além de questionamentos estéticos, também  reclamações sobre os engarrafamentos causados na Rua Visconde de Pirajá, pela sujeira na passarela - que nunca foi aberta aos pedestres e ainda pela queda do movimento do comércio no local.


Comentários
  • Avatar
    28/08/2009 03:53:19cleber de aguiarAnônimo

    Tem que derrubar tudo........

  • Avatar
    13/04/2009 10:50:31ZappaMembro SRZD desde 16/04/2009

    Esta proposta em demolir a passarela e o obelisco, conota uma clara ação política do prefeito Eduardo Paes contra seu outrora mentor político César Maia. Lembro-me, não sei precisar quando, em entrevista ao Jô Soares, o projetista da passagem subterrânea da Praça XV (o Mergulhão) quando perguntado o porque da mega obra, que por sinal foi gerida por César Maia, falou, disse, mas não conseguiu explicar. O tal Mergulhão, Cidade do Samba, Obelisco etc..Todas são obras políticas com fins eleitoreiros, em um município carente, que em seu interior possui prioridades urbanas urgentíssimas. Só acho estranho a preocupação do prefeito em dar satisfação do que vai ou não fazer ao arquiteto do projeto, que segundo ele é seu amigo... E daí? Com relação ao orçamento e seu custo é melhor não mexermos na coisa... Apenas sei que com certeza será mais uma farra com o dinheiro público, o que não é nenhuma novidade.

  • Avatar
    13/04/2009 02:00:42RodrigoAnônimo

    22 MIL só pra derrubar aquilo? Poe 10 mil na minha conta que eu derrubo...

  • Avatar
    12/04/2009 17:12:26Leonardo GuedesMembro SRZD desde 09/04/2009

    Já vão tarde!

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.