SRZD


24/04/2009 18h54

As tendências para 2010
Walter Nicolau

O carnaval de 2010 começa mostrando algumas tendências, não sei se provocadas pela tal crise financeira ou por uma nova postura de direcionamento.

Não lembro de uma dança das cadeiras tão volumosa, tudo na busca de um novo momento para cada agremiação. Até acho que é interessante podermos vivenciar algo de novo, porém, penso também que ainda faltam algumas transformações e algumas retomadas.

O Salgueiro já aponta para dar mais importância a qualidade do que ao volume, declarando-se contrário ao acoplamento de chassis, que é dispendioso, arriscado e se não tiver uma boa concepção, será apenas mais um trambolho na avenida tomando o espaço do componente. Espero que também seja repensada a questão da altura das alegorias.

A Beija-Flor mantém sua postura de resistir a interferências externas nos seus enredos patrocinados, onde a visão acertada ou não da sua comissão de carnaval é quem direciona a formatação e deverá continuar apostando na exaustão dos ensaios para garantir sua vantagem na evolução e na harmonia. Talvez, a escola seja hoje a que melhor se adaptou a atual forma de desfilar.

Já a Unidos da Tijuca busca claramente uma retomada de seu projeto de alguns anos passados, reconduzindo Paulo Barros ao comando de seu carnaval, que parece ter sido o melhor casamento do artista até então e a Vila Isabel reconhecendo a necessidade de criar identidade artística, manteve seu carnavalesco, porém, buscando um novo direcionamento na sua bateria. São duas escolas tradicionalmente com raízes muito fortes e o relacionamento com suas comunidades deverá ser de fundamental importância para o desenvolvimento de um grande desfile.

A Portela é quem nos últimos anos tem feito as maiores experiências dentre as grandes do carnaval carioca e tentar é sempre saudável. Entendo que uma comunidade acostumada a títulos não pode se manter em uma mesmice rotineira a espera de um achado de espetáculo. Procurar, tentar, arriscar deve fazer parte sempre dos que buscam a vitória.

A maior novidade deverá vir mesmo da velha e nova Estação Primeira. Depois de um momento nebuloso, a Mangueira se dispôs a fazer a maior de todas as tentativas, não somente pela eleição do Ivo Meirelles, mas principalmente por saber das suas intenções transformadoras que sempre foram divulgadas e se tornaram de conhecimento de todos. Começou com uma vitória, preenchendo com sabedoria a lacuna deixada pelo seu tradicional casal de mestre-sala e porta-bandeira e se propondo a mexer em um enorme problema que se tornou a disputa de samba na agremiação, que se de fato vingar, deverá ser exemplo a seguido pelas co-irmãs.

De quadra nova, a Grande Rio deverá apostar na força do povo de Duque de Caxias. Prova disso é o fato de ter tomado a dianteira no anúncio do seu enredo e ninguém faz isso se não tiver bem direcionado ou desenvolvido seu projeto de carnaval e o fato de ter preparado com antecedência a substituição do Odilon pelo Ciça demonstra que é uma agremiação que prima pelo seu planejamento interno, mas ainda precisa traduzir isso em desfile.

Niterói parece trazer a grande incógnita do ano até esse momento. Mestre Jorjão, um dos ícones do único título da Viradouro, pode ser um dos grandes trunfos da escola para retomar a ousadia de outrora. Mas é apenas isso que nos chega de novidades por lá, além da efetivação de dois artistas que já trabalhavam na confecção do carnaval da agremiação. Vamos ter que aguardar que direção a escola vai tomar para o próximo carnaval.

A Porto da Pedra começa a ocupar seu espaço. Suas novas contratações fazem entender que a escola vai caminhar para o carnaval luxuoso, com riqueza de detalhes, mantendo alguns componentes preciosos e trazendo para seu convívio outros com trabalhos reconhecidos, indicativo disso é a contratação do carnavalesco Paulo Menezes. Parece que ainda precisa de um pouco mais de trabalho para superar a mudança de casa, mas nada que venha a atrapalhar um desenvolvimento bem interessante do seu projeto para esse ano.

A Leopoldina deu uma balançada na roseira, mesmo sendo uma expressão que possa lembrar a escola de Noel, a Imperatriz realmente precisava de uma boa sacudidela. Dona de uma comunidade invejável, tanto na sua fidelidade quanto na sua capacidade de desfile, a escola se não estava, parecia acomodada, sem o brilho natural dos outros carnavais e as mudanças não começaram agora, já tinham sido feitas com sua bateria. Parece uma proposta gradual de transformação que poderá ser bem sucedida. A chegada de nomes como Max Lopes e Dominguinhos do Estácio são testemunhos de que a diretoria da escola resolveu ousar.

A alegria deverá ser a aposta da União da Ilha para abrir o próximo carnaval e Oxalá assim o seja, pois além das normais dificuldades que a primeira escola sempre encontra com relação a estruturação, seu longo jejum no Grupo de Acesso pode representar uma barreira a mais, como a falta de experiência no novo Grupo, a nova forma de desfilar e acredito que os auxílios luxuosos que vem conquistando - a carnavalesca Rosa Magalhães é o maior exemplo disso - deverão amenizar um pouco essa questão. Fica aqui a torcida para que a agremiação possa romper a barreira do "iô-iô", apoiada em sua bela comunidade.

A Mocidade é quem demonstra mais dependente de transformações. Os momentos conturbados que chegaram após a penúltima colocação no carnaval passado vão precisar ser superados pela vontade maior da sua diretoria, de sua comunidade e sua imensa torcida. Qualquer que seja sua representação física de comando, é preciso chegar a hora de sair da tormenta e tentar navegar por águas plácidas sob pena de comprometer seriamente seu projeto para 2010. Ninguém a distância tem o direito de avaliar a questão política da escola, até porque, quantos são os que vivenciam seu dia a dia? As perdas de algumas peças do seu tabuleiro precisaram ser repostas com sabedoria e isso necessariamente não precisa ser feita de forma impactante, poderá vir de uma nova proposta que envolva cada um dos "independentes" dispostos a virar o jogo com as mangas arregaçadas e os olhos voltados para o brilho da sua estrela guia.  

Como indica a Liesa, o carnaval 2010 deverá ser realizado com os "pés no chão", um aprendizado que leve as escolas a enxugar seus custos sem a perda da sua qualidade, valorizando muito mais o talento e as comunidades do que a grandiosidade das fantasias e alegorias, onde vamos aprender que é muito melhor ter menos bem feito do que muito por fazer. Onde poderemos aprender a diferenciar a riqueza da beleza, da beleza da riqueza.


Comentários
  • Avatar
    27/04/2009 10:55:10evaldo guimaraesMembro SRZD desde 07/04/2009

    a mocidade tem que aproveitar a plata da casa, temos otimos musicos, mestre sala e porta bandeira, diretor de harmonia etc.

  • Avatar
    27/04/2009 10:02:11LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    obrigado !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Avatar
    27/04/2009 10:01:31LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    Walter - "Olhos de Lince" - reveja fatos e não opulência. Nesses troca-trocas, só notei seriedade na Porto da Pedra e Mangueira. A Portela se não tomar cuidado, se detona sozinha. Sobre os julgadores, "manda quem pode, e obedece quem tem juízo", isso é fato !!!

  • Avatar
    26/04/2009 13:59:29Julio César Xavier San MartinsMembro SRZD desde 13/04/2009

    Não concordo que ousar seja trazer Max Lopes e Dominguinhos do Estácio, com todo respeito que estes profissionais merecem.

  • Avatar
    26/04/2009 11:16:21eliomar gomes da silvaMembro SRZD desde 17/04/2009

    Acredito que todos os amantes dos desfiles das Escolas de Samba estejam bastante apreensivos. Só espero que não mudem tanto as regras, a formatação e a concepção a ponto de ofuscar a beleza dos desfiles. Quem é que não gosta de ver a beleza de Escolas como a Beija-Flor, Salgueiro, Vila Isabel e até mesmo a Portela que também tem feito desfiles impecáveis?

  • Avatar
    25/04/2009 16:54:07HEITOR DOS PREZERESMembro SRZD desde 07/04/2009

    Caro Paulo Henrique. Concordo com vc, todas essas mudanças, talvez a maior já realizada de um ano para outro, vão se traduzir em NADA se toda a estrutura, efetivo e critério dos julgadores não for revista. Conforme já dito em outra coluna, os julgadores já vão para a avenida com conceitos pré-determinados a respeito das escolas, e esses conceitos são difíceis de serem revistos, pois não são por mal, são até inconscientes. Ou será que existe um julgador de alegorias por exemplo que aguarde com a mesma ansiedade a gde. rio e o império? Ou desde que ele saiu de casa já estava em seu inconsciente que o imperio não teria nota maior que a gde. rio, independentemente do que ainda viesse a apresentar? Acho que é este pré-conceito que precisa mudar de algum modo, esse negócio de que todas as escolas começam com dez e vão perdendo ponto é bobagem pura. Algumas já começam com 9,8.

  • Avatar
    25/04/2009 16:36:58everton dos santos e silvaMembro SRZD desde 07/04/2009

    SIMPLISMENTE FORMIDÁVEL ESSA COLUNA DE UMA SABEDORIA INCRÍVEL ACERTOU EM CHEIO NAS TENDÃ?NCIAS PARA 2010. COM CERTEZATEREMOS UM ESPETÁCULO UM POUCO MENOR, COM MAIS QUALIDADE MANGUEIRA DESPONTA COMO A GRANDE CAIXINHA DE SURPRESA TODOS QUEREM SABER SE O IVO TA CERTO OU ERRADO, MOCIDADE TEM Q TOMAR CUIDAO POIS PORTO E ILHA ESTÃ?O FORTES ( NO MOMENTO ESSAS TRÃ?S BRIGARIAM PARA NÃ?O CAIR ) NA PARTE DE CIMA VEJO UM SALGUEIRO EMPOLGADO ( E NÃ?O FAVORITO COMO DIZEM ) BEIJA-FOR COMO SEMPRE FAVORITA ( ESSA SIM POIS NOS Ã?LTIMOS ANOS SÃ? ELA APRESENTOU UM CARNAVAL CAMPEÃ?O MESMO Q NÃ?O TENHA GANHADO) UMA VILA FORTE E ESTRUTURADA ( DERREPENTE FOI A ESCOLA Q MAIS EVOLUIU EM TERMOS DE ESTRUTURAÃ?Ã?O) A GRANDE RIO SE TRANFORMASSE SUA ORGANIZAÃ?Ã?O EM DESFILE JÁTERIA SIDO CAMPEÃ? ( POR ISSO ACHO Q TB NÃ?O Ã? FAVORITA ) IMPERATRIZ Ã? UMA INCÃ?GNITA (A ROSA SAIU E ENTROU O MAX, MAS A LIESA QUER UM CARNAVAL NOS MOLDES DO QA ROSA FAZIA NA IMPERATRIZ VAMOS VER SE DÁ CERTO)VIRADOURO VEM DESCENDO A LADERA A CADA ANO ( UMA PENA POIS A ESCOLA Ã? BOA VAMOS VER ESSE ANO) TIJUCA TEM A OBRIGAÃ?Ã?O DE VOLTAR A BRILHAR ( POIS ELA MONTOU UM SUPER TIME ) E POR ULTIMO A PORTELA Q NA MINHA OPINIÃ?O FOI AESCOLA Q MAIS CRESCEU NOS Ã?LTIMOS ANO ( POR ISSO A PONHO COMO FAVORITA POIS A COMUNIDADE TA SEDENTA DE TÍTULO E A ESCOLA TEM POTENCIAL PRA ISSO ) MAS COMO CARNAVAL Ã? UMA CX DE SURPRESA VAMOS VER NO QUE DÁ !!!!!

  • Avatar
    25/04/2009 15:13:43Thalita Pereira SantosMembro SRZD desde 12/04/2009

    Eu acho q as mudanças não acabaram! Tem muita água pra rolar até 2010 em algumas escolas! As tendências são essas, realmente, mas não vejo mais favoritas para o carnaval! Muitos achavam q a beija flor seria campeã de novo, e não aconteceu, colocaram a Vila entre as favoritas, na hora de abrir os envelopes, todos se surpreenderam com essa escola e com a Mangueira tbm, muitos não esperavam q voltasse nas campeãs. Carnaval é na avenida! Acho q se for pra cogitar alguma coisa,como algumas pessoas ja estão fazendo aqui, só depois dos desfiles q estão muuuito longe de acontecer. Parabéns pela coluna Walter! Pena q algumas pessoas ja rotularam algumas escolas a partir disso e não sabem a diferença entre tendência e resultado!

  • Avatar
    25/04/2009 14:06:37Thiago AzMembro SRZD desde 07/04/2009

    Patricia hernandes... So nao falo quem nao fede e nao cheira pois vou ser expulso!! Respeito aos pavilhoes por favor!! SOU PORTO DA PEDRA E NAO VOU ME CALAR!!! ATÃ?

  • Avatar
    25/04/2009 10:22:06Paulo Henrique da Silva PereiraMembro SRZD desde 07/04/2009

    Realmente esse ano tem sido um ano de muitas mudanças nas agremiações. Nosso amigo Ramiro que o diga pois quase todos os dias ele nos brinda com uma nova matéria sobre o mundo do samba. Mas o questionamento ao ler a brilhante coluna acima é o seguinte. A escola muda, demite, contrata, faz de tudo para apresentar algo de melhor no próximo ano. São meses de ensaios a exaustão, dedicação, amor e envolvimento com a comunidade mas alguém ouve ou vê a Liesa fazendo algo ? Pq esse modelo de julgamento não sofre mudanças ? Pq não existe um critério mais claro e um julgamento mais justo ? Cursinho de jurado de 02 dias ? Ta de sacanagem né. Queremos mudanças na estrutura do julgamento. Queremos jurados menos viciados. Até mesmo as transmissões do desfile são péssimos. Quando haverá vontade de melhorar o carnaval do RJ ?

  • Avatar
    25/04/2009 06:45:53patricia hernandesMembro SRZD desde 07/04/2009

    vejo vila, salgueiro, beija flor no grupo acima das demais, pelos ultimos carnavais. portela logoa abaixo. e de todas as mudanças acho que imperatriz e tijuca acertaram a mão. e a mangueira deve voltar a briga porto da pedra, viradouro, grande rio nem fedem nem cheiram. ilha a que pode ser tudo ou nada só a grana que vai colocar é que vai dizer. mocidade esse ano só uma catastrofe de alguma das coirmãs salvará sua pele.

  • Avatar
    24/04/2009 22:06:10Amilton Levi BrietzkeMembro SRZD desde 13/04/2009

    Onde poderemos aprender a diferenciar a riqueza da beleza, da beleza da riqueza. Essa frase valeu a coluna.

Comentar