SRZD


05/05/2009 19h27

Auditores apontam ilegalidades e superfaturamento na Cidade da Música
Redação SRZD

Auditores de quatro órgãos da prefeitura do Rio apontam em um relatório preliminar o superfaturamento nas obras da Cidade da Música, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Um microfone que custa no mercado R$ 2 mil foi comprado por R$ 15 mil. Já um amplificador foi comprado por R$ 30 mil, embora custe em média R$ 5,5 mil.  Há também erros grosseiros na execução da obra. As informações deve ser enviadas para o Ministério Público.

Os técnicos anunciaram que serão necessários cerca de R$ 150 milhões e as obras não seriam concluídas em menos de um ano. "Tudo que foi adquirido foi pela lei e foi fiscalizado pelo Tribunal de Contas e pela Procuradoria do Município - disse o ex-secretário de municipal de obras, Eider Dantas.

Até agora, foram gastos mais de R$ 400 milhões na construção da Cidade da Música. Em dezembro do ano passado, o então prefeito Cesar Maia chegou a inaugurar a sala principal de concertos. No entanto, ainda restam 27 salas para serem concluídas. Há indícios de inflitrações em algumas instalações dentro da Cidade da Música."Em quatro meses a obra poderia ser concluída. Esse dinheiro a mais que o relatório pede é tudo que as construtoras querem" - disse o ex-prefeito Cesar Maia. Para ele, bastava R$ 82 milhões para a conclusão dos trabalhos. 

O relatório também informa que não há nenhuma possibilidade das obras serem concluídas na Cidade da Música. O prefeito Eduardo Paes disse que pretende, nesta quarta-feira, publicar no Diário Oficial do Município, o prolongamento das investigações por mais quatro meses dos técnicos.


Veja mais sobre:Cidade da Música

Comentários
  • Avatar
    06/05/2009 09:54:14Jan KrugerAnônimo

    1- Ta na hora de prender uma galera. E prender de verdade. Julgamento publico e cadeia pelos proximos 10 anos. 2- Ta na hora do povo carioca pensar no seguinte: Se a prefeitura tem dinheiro pra construir uma cidade da musica com meio bilhao de reais, será que nao seria melhor gastar meio bilhao de reais pra DES-favelizar a cidade? com o dinheiro da cidade da musica é possivel reassuntar TODA a rocinha. Já imaginaram??? Ta na hora do carioca querer mais que algo mais ou menos....

  • Avatar
    06/05/2009 09:13:17Domingos DuarteAnônimo

    Comprovado o superfaturamento na Cidade da Música,o que era de se esperar, como em qualquer país decente, seria a prisão dos envolvidos e a devolução do dinheiro aos cofres públicos.Mas a historinha vai ser a mesma de sempre: Cesar Maia vai se defender atacando e o Eduardo Paes não terminará a obra, pra não botar a tal azeitona na empada do maluquete.Moral da história: perde o Rio de Janeiro e fica tudo como antes.

  • Avatar
    06/05/2009 07:50:02Marcos de Luca RothenAnônimo

    A cidade da musica não é chamada de Roberto Marinho?

  • Avatar
    05/05/2009 22:47:12MLIMAAnônimo

    CESAR MAIA AINDA ESTÁ SOLTO????

  • Avatar
    05/05/2009 21:48:46ZappaAnônimo

    Se o Pan que é um evento pequeno perto de uma Olimpíada e todo mundo arrumou uma grana, imaginem o dia que nos deixarem sediar uma Olimpíadar? Ã? como botar um macaco para tomar conta de um bananal. Ã?ta trem bão!

  • Avatar
    05/05/2009 20:16:50Monica AraujoAnônimo

    Apontam novamente, já fizeram isto ano passado e os assessores do César Maia, quase que matam os que publicam e os que criticam.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.