SRZD


19/05/2009 15h34

Empresário é preso por vender donativos de vítimas de enchentes
Redação SRZD

Empresário é preso por vender donativos destinados às vítimas de enchentes. Foto: reprodução de TV Ismael Evelson Ratzkob, empresário de 32 anos, foi preso nesta terça-feira por estar vendendo donativos que chegaram de todo o Brasil para as vítimas das enchentes que castigaram Santa Catarina em novembro do ano passado. Cerca de 400 mil peças de roupas, colchões e alimentos estavam sendo vendidos em brechós criado pelo próprio empresário. Ele admitiu que vendia cada peça ou produto por R$ 1.

De acordo com a polícia, as doações foram desviadas da prefeitura de Ilhota, no Vale do Itajaí, uma das cidades mais atingidas pela chuva. Ismael, porém, afirma que ganhou as doações, e que a prefeitura não tinha mais onde guardá-las. Três pontos de venda do empresário foram fechados hoje, em Rio Negrinho.

A Justiça decretou prisão temporária do microempresário por receptação qualificada e também formação de quadrilha. Se ele for condenado, a pena pode chegar a sete anos. "O que ele fez, para nós, é um crime. Nós vamos apurar as responsabilidades e punir os responsáveis, com certeza", diz Ademar Felisky, prefeito de Ilhota.

Prefeitura vai abrir inquérito

A prefeitura de Ilhota vai abrir inquérito administrativo para apurar se houve participação de servidores públicos na liberação de roupas, calçados e alimentos entregues para o empresário Ismael Evelson Ratzkob, 37 anos, preso na manhã desta terça-feira em Rio Negrinho, acusado de vender os donativos por R$ 1.

Em nota, a prefeitura diz estar "consternada ao saber da denúncia divulgada na manhã desta terça-feira" sobre a venda dos donativos que deveriam ser distribuídos às vítimas da enchente que atingiu a região em novembro do ano passado.  A nota ainda afirma que os procedimentos de recebimento e entrega das doações de alimentos e roupas foram legais e com "total integridade".


Comentários
  • Avatar
    19/05/2009 18:08:15MARIA LILIANE FERRACIOLI TRESAnônimo

    Até que enfim algo veio a tona. A prefeitura de Ilhota e o prefeito são coniventes com estes desvios. eles mesmos pagaram carretas para levar os donativos. Isto foi dito por um funcionario da prefeitura. O prefeito mobiliou os aptos e casas dele e de seus correligonarios. O povo não ganhou nenhum fogão que veio para o municipio. Ele não tapou um buraco até agora. Onde ta o dinheiro das doações? Investiguem.

  • Avatar
    19/05/2009 17:18:10Aline da SilvaAnônimo

    Não é a primeira vez que acontece desvio de donativos no País. Tem gente que vai ajudar só pra se dar bem.

  • Avatar
    19/05/2009 17:03:47ZappaAnônimo

    Ã? óbvio que o tal Ismael Ratzkob contou com a participação dos responsáveis pele distribuição dos donativos à população. O pior foi sua justificativa ao dizer que os donativos que lhes foram doados eram de sua propriedade e, justo por isso, podia fazer o que bem entendesse. No Brasil até ser solidário às vezes é perigoso.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.