SRZD


29/05/2009 23h10

Licitação no Carnaval
Eugênio Leal

Parece assunto proibido. Ninguém comenta nos fóruns, nenhum dirigente se pronuncia. Engraçado, porque a licitação que o prefeito Eduardo Paes pretende fazer para administrar o desfile das escolas de samba é o tema mais importante do momento neste nosso universo carnavalesco. 

Desde que Cesar Maia assumiu a prefeitura, em 1993, o governo municipal repassou à LIESA toda a organização do evento. De tal forma que a entidade passou a ser a "dona" do carnaval. Esta era pode estar chegando ao fim. 

Não se sabe ainda o que os burocratas da prefeitura estão preparando para o edital que vai reger este novo momento do carnaval carioca. Eles podem propor uma mudança radical ou apenas inserir mais um "personagem" na festa. 

Sempre defendi que o poder público tivesse um papel mais atuante. Não que ele precise "colocar a mão na massa", mas é fundamental que cumpra uma ação reguladora e fiscalizadora. É preciso que a prefeitura (que na última análise deveria ser o poder do povo) determine como deve ser a festa, definindo diretrizes e filosofias. E que mantenha uma relação profissional com o contratado, cobrando resultados e analisando as contas do evento.

Há muita coisa a ser feita para a melhoria do nosso carnaval. Tanto no aspecto artístico quanto no operacional. Uma parte depende da prefeitura e outra das escolas. Algumas destas questões foram levantadas por parlamentares nas comissões instauradas tanto na Câmara de Vereadores quanto na Assembléia Legislativa do Estado. Só que tais comissões não resolvem nada e não parecem interessadas em resolver.

É preciso que se discuta publicamente o número de escolas em cada grupo e quantas sobem e descem após o desfile; que se debata a constituição dos júris e o formato da avaliação dos desfiles; que se repense o desfile das campeãs que um dia já teve até os blocos e hoje é visto como uma festa VIP das grandes escolas; que se reveja a distribuição de verba pública entre as agremiações de diferentes grupos e que se planeje uma maneira de novamente popularizar junto ao carioca a cultura das escolas de samba. 

Por outro lado se faz urgente a revitalização do sambódromo e de seus arredores. As áreas de armação e dispersão são vergonhosas. Sujas, mal iluminadas e perigosas, as ruas que cercam a passarela representam perigo para desfilantes, turistas e prestadores de serviço. Não há sinalização (ou é pouca) nos acessos e as distâncias para quem erra o caminho são gigantescas. Lá dentro quem paga caro por um ingresso senta no concreto e corre o sério risco de sair encharcado em caso de chuva (mesmo os que estão nas frisas). Os bastidores dos camarotes também não refletem o glamour de quem gasta fortunas para ter mais conforto no "maior espetáculo da terra". As instalações para a imprensa então... melhor nem comentar. 

Aconteça o que acontecer, é bom lembrar que LIESA, LESGA e AESCRJ vão continuar exercendo papel importante no evento. Elas são as representantes das escolas e vão continuar gerenciando a execução dos desfiles. O que pode acontecer é a entrada de uma terceira empresa para cuidar da estrutura dos desfiles e trabalhar verbas publicitárias.

A mudança pode, e deve, ser para melhor. Mas também corre o risco de trazer novos problemas. Afinal, quem entrar vai encarar tudo como um grande negócio exacerbando o caráter mercadológico do qual nós já reclamamos hoje em dia. 

Por isso é fundamental que nós, amantes do samba e das nossas escolas, discutamos, debatamos e façamos ver à prefeitura que ela pode e deve inserir neste edital maneiras de proteger o caráter cultural e popular do carnaval. 

A melhor maneira eu não sei qual é, mas se cruzarmos os braços estaremos deixando passar uma oportunidade de ouro de melhorar a nossa festa e, quem sabe, deixando passar sob nossos olhares o decreto para a morte definitiva da maior manifestação cultural do país - e nossa maior paixão.


Comentários
  • Avatar
    01/06/2009 12:51:03Julinho di OjuaraMembro SRZD desde 13/04/2009

    Quando não se tem competência, fica mais fácil passar a bola para os outros. E é assim no mundo das escolas de samba, dirigentes comprometidos, com rabo preso e sem nenhuma força, se unem a qualquer associação ou grupo que de certa forma demonstra força ou poder. No carnaval foram criados feudos por gente esperta para dominar um bando de gente que se vende por qualquer trocado. Sendo assim não há opinião pública a respeito dos rumos do carnaval, e sim quem publica a opinião para este bando de omissos.

  • Avatar
    31/05/2009 12:38:33HEITOR DOS PREZERESMembro SRZD desde 07/04/2009

    Ã? Eugênio, este assunto é mesmo obscuro, pois ninguém está disposto a dizer uma verdade latente no mundo do samba. LIESA foi pensada, fundada e administrada por contraventores, que somente fizeram desde 1984 proteger seus próprios interesses. O saudoso Carlinhos Dória, que estava certo, quando não quis que a Mangueira fosse fundadora da LIESA, dizendo que era somente "um cartel para dominar o espetáculo, e fazer valer a vontade dos contraventores". Passados mais de vinte anos, alguém duvida da sua razão? E esse negócio de que hoje o espetáculo é excelente por causa da LIESA, pura falácea. O espetáculo sempre foi grandioso para sua época, quando Joãozinho e Pamplona assombraram o espetáculo com sua grandiosidade, a LIESA nem existia.A LIESA sempre primou por interesses particulares, e infelizmente a maioria dos sambistas finge que isso não existe, e se rende, ostentando com orgulho aquela cordinha azul da LIESA no pescoço, se achando especial, mal sabendo que pode estar levantando o estandarte do túmulo do samba.

  • Avatar
    31/05/2009 10:21:39Joao Pedro FigueiraMembro SRZD desde 31/05/2009

    Caro EUGÃ?NIO; Concordo que foi um movimento importante deixar por conta das Escolas de Samba o controle do carnaval. Lembro-me da dificuldade que se tinha em contratar serviços que vão desde a Cronometragem até a famosa empresa de estruturas tubulares. O que me pergunto é como vão licitar algo com objeto UNICO? Imagine licitar o show do Caetano Veloso? Claro, só o Caetano e seu agente vão ganhar a Licitação . Trata-se, logo, de Dispensa de Licitação por ser o Objeto unico...Qual a entidade que Congrega e controla as escolas de Samba do Grupo Especial ? Só a LIESA. Tem a "procuração" de suas agremiações. De minha parte, procurei incentivar a melhoria dos desfiles do Grupo de Acesso A com a criação da LESGA, na tentativa de atrair mais público para o Sabado. Claro, com mais recursos e organização. Incentivamos os Ensaios técnicos na Sapucaí, antecipando o carnaval no Rio, que é hoje um maravilhoso programa turistico gratuito. Hoje estou trabalhando no destombamento da antiga fábrica da Brahma para possibilitar a ampliação do Sambódromo. abraços e parabens pelo artigo. Joao Pedro

  • Avatar
    31/05/2009 10:11:22jackson luiz santos vasconcelosMembro SRZD desde 26/04/2009

    O desfile nada mais é do que um mega evento e a gestão César Maia assim o considerou como entendeu a LIESA como produtora desse mega evento. Por isso, foram entregues a LIESA as incumbências de contratar som, palco, iluminação, atores etc. Com certeza, o modelo propiciou economia, porque fugiu da contratação direta, que levaria para a prefeitura e contribuintes uma obrigação que ela, com certeza, não tem expertise para realizar.

  • Avatar
    31/05/2009 08:48:26GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Brilhante matéria Eugênio Leal,parabéns,o que mostra junto ao site,uma voz que se levanta. Quanto a nós povo,sabemos que a única coisa que nos resta nesse modelo de carnaval,é comprar ingressos caríssimos e aceitar tudo que "embrulham" e nos mandam. Aproveito para reiterar que para o próximo carnaval,o troféu Carnavalesco seja numa quadra de alguma escola,para que da próxima,esse mesmo povo defendido pelo site,não fique novamente de fóra. Obrigado.

  • Avatar
    31/05/2009 00:20:29LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    Eugênio uma frase representaria tudo isso que escrevestes acima; - "Sambistas procuram, e pedem a de Deus, e fora ele, é claro, que uma outra pessoa, seja do "governo" ou não, ou uma instituição, com um pouco mais de responsabilidade, olhe pelo Sambódromo , seus arredores, e até pela transmissão dos desfiles (para que outra câmera não caia sobre sua cabeça), sem distinção de credo, de raça, e de nacionalidade." Não ficaria melhor ..... ? Mas como já citei em outras pautas, parecida com esta, nossos governantes antes de se preocuparem com Escolas de Samba, deveriam preocupar-se muito mais com Hospitais, Escolas decentes para nossas crianças, e Segurança Pública, ! Depois de tudo isso resolvido, aí sim ......., mas se até hoje eles tentam, mas o povo ainda sofre ! A chapa tá esquentando.......!!! Abraços .

  • Avatar
    30/05/2009 23:04:18sergio roberto teixeira da costaMembro SRZD desde 27/04/2009

    O ideal seria que cada escola colocaria um numero limitado de componentes..de 2000 a 2500 componentes e no maximo 6 carros alegóricos, e tirava o obrigatoriedade das alas perfiladas, assim ficaria um desfile solto e com cara de escola de samba. Atualmente é uma mistura de bloco e das antigas grandes sociedades, pq escola de samba não tem nada a ver começando pelos sambas enredos que hoje se parece muito mais com marchinha do que samba mesmo. Com essa redução seja no numero de componentes e como nos carros alegóricos pode-se ter um samba enredo mais cadenciado.

  • Avatar
    30/05/2009 22:25:47luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    Deculpem a insistência, porém dá para notar que esse SITE, embora, salvo engano, censure alguns comentários, é visitado por muitos sambistas e simpatizantes competentes e se houver organização pode colaborar e muito ... como sugestão gostaria de indicar o nome dos comenteristas mais atuantes no SITE , para compor a direção dessa provável organização, eu poderia secretariar, pois tenho experiência nessa função .

  • Avatar
    30/05/2009 22:11:49luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    Por que nós comentaristas e até críticos do SITE, com outros interessados, não nos organizamos, sem qualquer propósito político, para discutir o assunto a fim de apresentar sugestões e até projetos ,, quem sabe ? pode dar samba ! ! podemos por exemplo discutir a grandiosidade do desfile, diminuindo ou mantendo o número de carros e componentes, forma de avaliação e contratação dos jurados, critérios para julgamento dos sambas enredos, otimização do espaço interno e externo na sapucaí(já existem projetos de pessoas especializa- das em organização e métodos, que não compromete a arquite- tura) etc .... a idéia está lançada, sonhar não custa nada ! ! ! !

  • Avatar
    30/05/2009 22:02:50sergio roberto teixeira da costaMembro SRZD desde 27/04/2009

    Acho que a prefeitura deveria manter a Liesa, desde que a direção fosse de pessoas não ligadas a contravenção, pq é público e notorio que há muito tempo os resultados são manipulados, esse ano então foi demais do 2º lugar ao 5º foi notoriamente manipulado. E se continuar essa corja na Liesa com certeza a Ilha já está escolhida prá descer como foi no caso do Imperio..chega de mutretas

  • Avatar
    30/05/2009 21:45:44luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    A LIESA vem cumprindo o seu papel, indiscutivelmente o desfile é o maior espetáculo da terra, acontece que sambistas tradicio- nais atuantes e simpatizantes(eu me incluo) estamos assistindo o verdadeiro samba se diluir, perdendo espaço para outras atrações e isso precisa ser resolvido com muita discussão, a maioria dos representantes da LIESA, Elmo, Castanheira, Mequinho, Hiram ... são pessoas do meio, o caminho é tentar maior díalogo com os mesmos, pois conversando pode dar samba e melhorar, logicamente temos muito a reivindicar ==>

  • Avatar
    30/05/2009 21:45:44luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    A LIESA vem cumprindo o seu papel, indiscutivelmente o desfile é o maior espetáculo da terra, acontece que sambistas tradicio- nais atuantes e simpatizantes(eu me incluo) estamos assistindo o verdadeiro samba se diluir, perdendo espaço para outras atrações e isso precisa ser resolvido com muita discussão, a maioria dos representantes da LIESA, Elmo, Castanheira, Mequinho, Hiram ... são pessoas do meio, o caminho é tentar maior díalogo com os mesmos, pois conversando pode dar samba e melhorar, logicamente temos muito a reivindicar ==>

  • Avatar
    30/05/2009 21:27:44luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    O Poder Público deve exercer sua obrigação constitucional : se quer ajudar no carnaval pode por exemplo organizar o trânsito, otimizar os acessos a Sapucaí, disponibilizar banheiros, policiar arredores ... Deve também criar parâmetros para a distribuição democrática da arrecadação e fiscalizar os resultados , parando por aí , pois, infelizmente , o histórico da atuação de políticos no que se refere a grana é catastrófico,,,,, esse angú já tem muita colher ==>

  • Avatar
    30/05/2009 20:59:41luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    teste teste teste teste teste teste teste teste teste teste

  • Avatar
    30/05/2009 19:03:11FRANCISCO JOSE LIBERATO PINTOMembro SRZD desde 13/04/2009

    Ola Companheiros Temos ter cuidado com a entrada do Poder Publico para Gestao no Carnaval , Pois nao Sabemos aonde querem chegar , concordo numa discursao para Melhor atendimento ao Publico.

Comentar