SRZD


31/05/2009 20h05

O universo paralelo do mundo das raves
Luiz Felipe Carneiro

O universo paralelo do mundo das raves / Foto: Reprodução/Site Oficial

Um sujeito passa uma hora pendurado por ganchos cravados na pele em busca de "prazer, dor e inspiração espiritual". Achou estranho? Pois saiba que esse fato tão bizarro é apenas uma amostra do que acontece no mundo das raves, algo tão conhecido por poucos e desconhecido por muitos. Após a leitura de "Festa Infinita - O Entorpecente Mundo das Raves" (Ediouro), o sujeito que percorreu as suas deliciosas 284 páginas, pode ter certeza de que conheceu um verdadeiro universo paralelo.

A descrição feita no livro é minuciosa, didática e curiosa. Os "personagens" do livro parecem ter sido escolhidos a dedo, deixando a leitura bem agradável. Além do tal "Coração Sangrento" que fica pendurado em ganchos, enquanto o seu sangue escorre, em "Festa Infinita" é possível encontrar a história de pessoas curiosas, como o sujeito que deixou de ser dentista para se transformar em Rica Amaral, idealizador da festa Xxxperience e um dos DJs mais conhecidos no mundo raver. Ou então a história do casal de namorados Rodrigo e Cecília (nomes fictícios). O primeiro não perde uma rave e a segunda, paciente, o acompanha a festas que chegam a durar dias.

Além das histórias curiosas, "Festa Infinita" tem um lado didático muito interessante. Tomás Chiaverini explica a história das raves e nada soa cansativo. Pelo contrário. Ou você sabia que na Idade Média já existia uma espécie de "pré-rave" das cavernas? E a história passa pela Inglaterra dos anos 80 e pelo nascimento das raves no Brasil, no início da década de 90, que desembocou em festas como a Xxxperience, a Avonts, a Fusion, a Trancendence e o Universo Paralello. Essas duas últimas chegam a durar dias e dias, como em uma festa infinita mesmo. Os estilos musicais adorados pelos frequentadores das festas - até chegar ao psytrance - também são descritos com didatismo e profundidade.

Mas para quem pensa que "Festa Infinita" é um "elogio infinito" ao mundo das raves, se engana. O distanciamento crítico do autor faz com que o livro toque em temas sensíveis como as mortes que acontecem nessas festas e toda a problemática das drogas. Tomás Chiaverini, inclusive, descreve com detalhes a história do LSD (uma das drogas mais usadas nas festas infinitas) até a sua chegada ao Brasil. Lá pelo finalzinho do livro, o autor conta como foi a sua experiência com o ectasy. O relato, cheio de sensações, é um dos pontos altos. E a conclusão do autor é crua:

"Nesse momento, tenho certeza absoluta de que não há música eletrônica sem ectasy, de que aqueles sons são uma espécie de interface com a droga, criados para estimularem os efeitos da MDMA."

+++++

Outro ponto sensível tocado pelo autor é o de que os ideais do PLUR (paz, amor, união e respeito), que sempre regeram as raves, não estão mais presentes em algumas dessas festas infinitas. Nesse momento, Tomás Chiaverini mostra a falta de educação de alguns dos participantes e, principalmente, a tolerância com as drogas que alimenta tantos males na sociedade. Um trecho do livro chega a ser revelador:

"Nenhum dos ravers neo-hippies que se dizem preocupados com os rumos da sociedade moderna parece lembrar a proveniência dessas substâncias [drogas ilícitas]. No clima de festa e alegria há espaço para manifestações contra as religiões tradicionais e o consumo de carne, mas nada se fala sobre tráfico de drogas."

+++++

Nunca pisei em uma rave, e não tenho planos de fazê-lo. Nada contra, mas realmente não é a minha praia. Talvez o meu interesse, de imediato, por "Festa Infinita" não seria muito alto. Mas a forma com que o autor escreveu o livro, faz com que a leitura desça muito bem. No estilo livro-reportagem, os capítulos são muito bem encadeados, e o relato chega a nos dar uma sensação de que nós estamos realmente em uma rave. Um universo paralelo, a princípio, estranho, mas que, ao final do livro, se torna íntimo.

E é exatamente por isso que a leitura de "Festa Infinita - O Entorpecente Mundo das Raves" é altamente recomendável. Goste-se ou não de rave, o livro nos transporta para um mundo diferente, um universo paralelo. E esse é o seu maior mérito.


Comentários
  • Avatar
    24/11/2014 19:39:09coubieutmzAnônimo

  • Avatar
    20/03/2012 15:23:53JéssicaAnônimo

    Cada um com sua opinião,cada um com sua cultura, respeito multuo ... mas o 'pré conceito' que as pessoas tiram de algo que nem se dão ao trabalho de conhecer é o que torna o sistema falho .. como ja foi citado, drogas existem em todo lugar, até na aspirina ! Se não usa, legal, mas se usa, acho que cada um sabe do teu limite, cada um com uma personalidade diferente .. Já frequentei todo tipo de festa, desde baile funk á festas rave .. e posso dizer que existe sim pessoas que saem para as festas só para se drogar ! e não falo so do lsd , mas sim de bebidas e qualquer tipo de fumo ... do mesmo jeito que tem gente que sai para se embreagar, independentemente de qual seja o tipo de festa, tem gente tbm que vai para as raves só para usar lsd, ecstase, cocaína ... e são essas pessoas que sujam os festivais de musica eletrônica .. a midia aponta esses festivais com o sinonimo de lsd ou ecstase, o reggae com maconha, o funk com putaria .. apontam o lado negro da coisa, onde quem NÃ?O CONHECE E NÃ?O FREQUENTA aliena-se , como algumas pessoas que comentaram aqui, e se deixam manipular pela opressão da midia manipuladora ! 'Pré conceito, opinião sem conceito' !

  • Avatar
    24/12/2010 22:00:06WILLIAMS PastorAnônimo

    cada um sabe o que faz da sua vida.... eu frequento e não uso nenhum tipo de droga nem bebida alcolica nao gosto mas vou por causa do som pq gosto desse tipo de evento cada um e feliz da maneira que pode entao cada um cuida da propria vida e todo mundo fica feliz abraçoO

  • Avatar
    27/07/2010 15:58:37LISAAnônimo

    Boom sou frequentadora de festa eletronica,mas já que a questão bem no fim sempre é sobre drogas e tal,EU USO , mas enquanto em raves nem todo mundo vai para se drogar ,já quem usa é a escolha de cada um né :) , em festas que se dizem normais pelos leigos rola a bebida ou seja ,a pior droga que é liberada e vista como quase nada,mas também é DROGA! no caso que as pessoas chegam embreagadas em casa agredindo a familia,é o maior indice de acidentes de carro ... seila né nas raves a gnt curte a pira só na festa , estado de felicidade contagiante e ainda mais sem encomodar ninguém , eu pelo menos acho dificil quase nunca vi noticias de acidentes de carro por embriagues após festas eletronicas e tudo mais, claro tem suas excesões ,mas nada que o auto-controle de cada pessoa não resolva .Mas que nada isso sempre vai ser motivo para as pessoas que não tem oque fazer , se intrometerem na vida de nós ,que curtimos a FESTA ELETRONICA,para chamarem de drogados ou seila oque chamam mais ,primeiro de tudo nao se deve julgar ninguém só pelo oque se ve por fora né e nem sem conhecer a cultura das festas . conhecimento é uma virtude e já que todos os que falam mal se acham os certos,dou uma dica para parar pensar,estudar sobre o assunto ,quem sabe frequentar uma festa um dia e depois vem dar seus depoimentos aqui para ver se não mudaram de idéia ,então eu paro por aqui mesmo . [LIBERDADE DE EXPRESSÃ?O GALERA, VIVA AS FESTAS ELETRONICAS]

  • Avatar
    21/06/2010 09:33:05AmandaAnônimo

    RAVES SÃ?O COISAS DO DEMONIO! GENTE PARE COM ISSO ! SE LIBERTE MEU IRMÃ?O! viva e seja feliz! SEM NECESSITAR DAS DROGAS., Ã? UM MUNDO SEM VOLTA! RAVES SÃ?O FESTAS DA PU.TA Q.UE PA.RI.U !

  • Avatar
    18/04/2010 21:49:53douglasAnônimo

    é issaae galera uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu u as rave sao iradas quemn diz que é ruim é por q nunca foi se deus quise um dia eu vo pro(_i_?à¹??Û??à¹??_i_)UniVERsoParA lÃ?LOo ] a maior de todas as raves 10 dias de vibe uhuuuuuuuuuuuuuuu uma rave é como um baile ou qualquer outra festa a unica diferença é o tipo de musica os otario q vao pra gasta 70 conto nun doçe é um babaca um dia eu vo em uma rave sim mas nao pela droga e sien pela vibe pelo som pelo pancadao uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu uuuuu (_i_?à¹??Û??à¹??_i_)UniVERso ParAlÃ?LOo ] faloe repito pra quem quise ouvi (_i_?à¹??Û??à¹??_i_)UniVERsoP arAlÃ?LOo ] dj rex africa do sul ,dave the druumer chris liberator vibe é som amix loko do mundo quem nao curte o psy ta perdendo tempo (_i_?à¹??Û??à¹??_i_)UniVERsoParAlÃ? LOo ] falow galera é o velho ditado noiz aquie vcs lah cada um no seu lugar !!! noiz aquie(_i_?à¹??Û??à¹??_i_)UniVERsoPa rAlÃ?LOo ] e vcss lah sei onde hasuahauhauhaushauhaus

  • Avatar
    11/02/2010 17:32:56LuizaAnônimo

    Eu tenho 16 anos nunca fui em uma rave, mas morro de vontade de ir, quando fizer 18 anos é a primeira coisa que vou fazer rsrs ! Mesmo nunca ter ido em uma rave eu acredito que tudo que a midia fala é verdade, porem, há muito sensacionalismo. Não são todas as pessoas que se drogam, tem gente que vai pra curtir a musica, os amigos, a vibe e a cultura. Eu acho que quando a gente não conhece as coisas de perto como realmente são não podemos ficar julgando e dizer o que é certo ou não. Dar opinião é o direito de todos mas desmerecer sem saber é um pouco de ignorancia.

  • Avatar
    22/12/2009 22:52:49tania mara fonsecaAnônimo

    Denise meu irmão ja frequentou rave e não precisa ir para saber q é um antro de droga ok.

  • Avatar
    22/12/2009 22:47:04tania mara fonsecaAnônimo

    vamos acabar com as raves , as raves só fazem reforçar o uso de drogas p mundo já esta tão violento , então temos q eliminar o q faz mal , quem é a favor não deve ter filho , a música é apenas um alibi.

  • Avatar
    07/10/2009 17:49:12Glauber StrunkAnônimo

    como e que pode o estado ser omisso em relação as Raves, so porque as festas são de classe média alta, porque o custo com as drogas são altissímos e os traficantes são filhinhos de papai, e por isso será que o Estado se omite porque não proibem esses tipo de festa? Será que também não e por causa do pão e circo para o povo? Vamos acabar com a juventude querendo novas experiências e utilizando em larga escala o LSD e o ectasy, onde os traficantes utilizam as meninas para entrarem com drogas introduzidas na vagina, ou será que e o medo de prenderem os filhos dos politicos envolvidos no tráfico!! porque pegam no pé da Funk mais das raves não porque será????

  • Avatar
    01/09/2009 03:01:14lilahAnônimo

    sem noção rsrs, perdoa senhor ele não sabe o que diz...rave eh bom d++++!!!! proximo universo paralelo estarei lah com fé em Deussss!!!....

  • Avatar
    28/07/2009 22:05:46DeniseAnônimo

    Cara...Na Boa...Tú é Muitooo Prego Mesmu!..No Mínimo é Um Cara De Meia idade q Fika Todo Ano Morrendu De vontade D Ir a uma Fsta Rave Mais a Mamãe Num Deixa! Daí Como Num tem Nada De Intressante Pra Fazer Lê Um Livro De merda Desse e Sai Tirandu Suas Próprias Conclusões Do q Ã? Uma Festa rave... Cara... Na Boa.... Perde o Medu Da Mamãe e Vai Numa Festa Ok???

  • Avatar
    21/06/2009 04:24:31walaceAnônimo

    O autor dssas informações deve não ter cultura, e simplesmente ouve um comentario e sai porai colocando na internet, apenas para demostrar que é informado? Eu acho que voce curte forró, e não ta nem ai para as outras culturas

  • Avatar
    20/06/2009 14:15:33morcego_psyAnônimo

    verdade ai galera....manda e tal autorzinho faze um livrinho da mãe dele.so quem vai numa rave que sabe....deve ser um cawboy viado..

  • Avatar
    12/06/2009 20:48:38JosimarAnônimo

    Na boa autor, informações pelos outros vc consegue fácil, porque cada um fala o que quer. Se vc não foi a nenhuma festa, não se pode condenar nem desmoralizar, muito menos tirar o mérito de quem curte. E se vc acha que não há música eletrônica sem extasy, lsd, ou seja, DROGAS, tbm não há Pagode sem briga e sem drogas, rodeio sem briga e sem drogas, hip hop sem briga e sem drogas, enfim, ela está ao redor de todos, independente da cultura musical, lugar, festa....Vá a uma, tenha a curiosidade de conhecer, vc verá que quem escolhe as drogas não é a música, mas sim os viciados, e se há droga é porque o sistema é falho, não o de segurança das festas, cujo tem parte, mas o papel de quem é de competência, falando de autoridade, não é feito, e não sendo feito, vc consegue qualquer tipo de DROGA EM QUALQUER LUGAR. Não compare MÃ?SICA COM DROGA! O mérito do seu trabalho é apenas em pesquisas, nada a fundo, então faça me um favor, antes de escrever sobre algo, prove, sinta, veja, toque o que é, caso contrário, inúmeras idéias e críticas vc terá a respeito, porém nada concreto. Livro bacana, para quem crítica o que nem se quer sabe o que é.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.