SRZD


18/06/2009 00h03

Confira sinopse da Beija-Flor
Redação SRZD-Carnavalesco

Enredo: "Brilhante ao sol do novo mundo, Brasília do sonho à realidade, a capital da esperança"

Justificativa

Tudo o que permeia a história de nossa jovem capital federal, nos remete ao sonho, ao místico, as coincidências e inspirações extraordinárias, e nela, abre-se um campo de suposições e até mesmo nos transporta ao imaginário.

Brasília é um invento que transborda as pranchetas de seu traçado arquitetônico pois apesar de planejada, temos às vezes a impressão de que em parte ela é fruto do inconsciente e que rouba pra si, todo um universo de sonhos, mitos, lendas e fatos que convergiam para a vasta região do Planalto Central brasileiro, para compor sua pré-história.

Brasília nos desafia e nos encanta à medida que nos afastamos de sua imagem de centro nervoso de nossa política governamental. Ela é sim, uma obra do homem, porém, ela é certamente o resultado de inspirações, uma obra de arte, desenhada em um quadrilátero, compondo a paisagem harmoniosamente no encontro de céu e terra, como se ela já existisse invisivelmente antes da sua construção.

Ela é a multiface do Brasil e do mundo, o que lhe dá a mestiçagem da aparência de seu urbanismo e arquitetura, bem como os contornos físicos e culturais do seu povo. Brasília nos faz viajar constantemente, do imaginário extraterrestre à mitologia indígena; um pouco Maia, Asteca, Inca, Egípcia ou mesmo o que imaginamos ser divino celestial.

Grandes nomes de nossa história, direta ou indiretamente, se conectam a ela. A idéia de se plantar a capital do Brasil no centro de seu território, nasce nos primórdios da colonização e desbravamento de nossa terra.

De Marquês de Pombal a JK, passa por Tiradentes e os ideais da inconfidência, pela declaração de nossa independência e o batismo de seu nome, por José Bonifácio até os primeiros anos da então Jovem República Brasileira. Descreve uma trajetória de pioneirismo com a marcha para o oeste através da expedição de Louis Cruls, desencadeando mais tarde um grande êxodo de brasileiros desterrados, para a sua construção.

No ano em que se comemora os seus 50 anos de vida, a capital de todos os brasileiros e patrimônio da humanidade, merece de todos nós, uma homenagem e a Beija-Flor de Nilópolis tem o orgulho de fazê-la. Por sua complexidade e importância para o Brasil e o mundo, por sua peculiar história, de imaginações, de visões e visionários, de desbravamento e pioneirismo, de coragem e triunfo da vontade política de um brasileiro e por ser ela, um monumento ao arrojo de nossa engenharia e arquitetura, Brasília, do Sonho à Realidade, empresta sua beleza para enfeitar o samba.

Sinopse

Reluz meu samba como cristal brilhante, a refletir nesse instante, mais um sonho encantado, a emanar sua energia, como alvorada que anuncia o dia, resplandecendo o Planalto Central.

Vai Beija-Flor aventureiro, abre as asas, abraça o cerrado brasileiro, traz Brasília em seu carnaval...

Faz a anunciação da terra prometida, entressonhada e celestial, da divina visão de Dom Bosco, em sua viagem no espaço do tempo, nos paralelos do futuro vitual. E torna o mito Goyaz, uma verdade, uma história de amor para eternidade, de Paranoá, guerreiro, um lago de lágrimas, de Jaci, um luar de paixão, a espreitar, num olhar azulado, a bela índia alada, que jaz, por Tupã enfeitiçada, deitada pra sempre em seu chão.

Emerge do passado a sua herança, do coração do Egito, coincidência, inspiração... Aketaton, gêmea ancestral do deserto, que se explanou em largos espaços abertos, em templos, "estelas", em reverência ao sol, abrindo-se, feito asas, norte e sul, qual vôo de íbis, ave sagrada, em seu vôo na imensidão.

Que se abram suas páginas de história, de desbravamento e bravura, de onde em busca de riquezas se ergueram bandeiras, que rasgaram o seu coração, que ainda criança, pulsava invisível e sereno, entre as matas desse sertão.

Mostre que sempre foste um sentimento, sonho e predestinação, por ser de fato o centro, deste imenso florão e que da colônia ao império, adormeces-te em ideais, como um ponto de vista de quem enxergou à frente, além da própria visão pois viste correr o tempo, entre tormentas, revoltas e insurreições e que da tempestade, sentiste os novos ventos, que ainda que tarde sopraram a liberdade e que após o brado forte e retumbante, o patriarca te batiza, de Brasília, afinal.

Que da inquietude da República foste sempre um desejo, a ânsia de realizar, e foi assim disposta na carta magna, como um vislumbre, um definitivo olhar. Viste então a missão científica, em grande marcha para o Oeste desbravar, e a medida que ela avança, abrindo a terra agreste e mansa, veio então te visitar.

Traçaram em seu planalto, um quadrilátero, entre as tortas árvores do cerrado, fauna e flora a se revelar e das entranhas do seu solo rubro, rochas cristalinas que apontam e despontam ao sol a brilhar, de suas veredas, um seio que esbanja ricos mananciais, desnuda o seu berço esplêndido e líquido, sul e norte a desaguar.

Por fim um marco te fecunda a terra, como sêmen de pedra, que do alto da serra vigia teu sono derradeiro e sob o imenso céu a contemplar o cruzeiro faz seu ventre guardar ternamente, o alvorecer do novo tempo brasileiro.

Mas eis que do horizonte faz luzir a modernidade como um raio intenso e verdadeiro e de minas sopra Venturis, varrendo os anos dourados, de esperança e prosperidade, e JK segue adiante, acordando enfim, o gigante, com seu ímpeto aventureiro.

E um país se redescobre ao mirar-se no espelho do futuro, é o querer, a coragem, o poder e fazer... E uma caravana parte, épica, qual êxodo caboclo, epopéia de pioneiros, desterrados candangos, operários guerreiros, vários Brasis, num só Brasil que se juntam a construir e a crescer...

De uma cruz esboçada em papel, ergue-se em aço uma cidade, elevando-se ao céu em silhueta de arrojo, um prodígio em traços simétricos, de volume e equilíbrio, abstrata e concreta, o contraste. Brasília nasce, num parto de vitória sobre as mentes conformistas e se faz triunfo de Juscelino, de Lúcio e Oscar, viva e ávida, pássaro dos sonhos, o próprio sonho querendo voar. E se mostrar assim, branca de luz de sol de abril, de tantas mentes, de tantos braços, tanto suor, tantas lágrimas, de tantos, de todos nós, do Brasil!

Hoje, do sonho à realidade, ela brilha! E a cada alvorada, se reinventa e re-existe, virtual e jovem, eclética e mística, cidade criança e da esperança, a esquina do Brasil, babel de sotaques, mistura, um caldeirão cultural, alfabética e numérica, superlativa, absoluta, sintética, artística, letra e música. Bossa, nova, nossa, capital... Somos todos partes desse corpo, da nave-mãe de asas abertas em seu imenso abraço norte e sul, como ave que hoje voa em nosso mundo encantado, a terra do carnaval.

Somos todos candangos a construir um sonhos, somos calangos irmãos sob o mesmo céu estrelado, somos você, Brasília, nas asas de um Beija-Flor que vêm te beijar agora, como se fosse flor, a flor do cerrado.

Alexandre Louzada, Fran Sérgio, Laíla e Ubiratan Silva


Comentários
  • Avatar
    17/01/2010 14:12:47DUILIO COSTERMANIMembro SRZD desde 17/01/2010

    Eu sou torcedor da Padre Miguel, mas admiro muito o trabalho do Beija Flor e espero que este enredo sobre Brasilia, seja bem desenvolvido pela escola pois infelizmente fatos políticos podem afetar não o trabalho, mas sim o apoio na avenida. Que saibam as pessoas que estiverem no sambódromo separar o trabalho da escola e da pessoa do Sr. Arruda e correligionários ladrões. Felicidade para a escola.

  • Avatar
    29/07/2009 15:52:08Alex NogueiraMembro SRZD desde 29/06/2009

    Exuberante em cores... Deusa da Passarela... Esta maravilha de texto é a resposta perfeita àqueles que faziam graça do nosso enredo, hehehe... Quem quiser ganhar o Carnaval vai ter que ganhar da Beija-Flor, novamente!

  • Avatar
    17/07/2009 17:28:23Rodrigo LopesMembro SRZD desde 17/07/2009

    Poético e fantástico.Bela sinopse,bem desenvolvida.Não limitando-se apenas a Brasília política,mas sim a nossa capital como o coração do Brasil,uma capital mística,de lendas e pessoas que ajudaram a erguer esse polo central,de decisões tão importantes para o nosso futuro. "Brasília, nas asas de um Beija-Flor que vêm te beijar agora, como se fosse flor, a flor do cerrado." Boa sorte pra Nilópolis...vem um grande desfile por aí...

  • Avatar
    01/07/2009 18:23:45Dado MendesMembro SRZD desde 14/04/2009

    Ola a todos ...começo com uma frase do enredo da Beija-flor incrivel e arrepiante "O proprio sonho querendo voar"..neste enredo lirico e escrito como poesia deixa bem claro o quão neo-classico vem a escola de Nilopolis...vi futuro e passado se misturarem em minha mente,vi como um filme antigo..historias e vi no presente o sonho realizado..e ainda esperanças plantadas em nossos corações..vi tambem como de tanto concreto saiu tantos abstratos..kkkk...maravilha de texto! parabens a Beija-flor..ate agora li e reli as sinopses da Beija-flor,Mocidade e Salgueiro..gostei muitos das tres propostas..mais a frente vou comentar sobre as outras..abração a todos!

  • Avatar
    24/06/2009 20:25:10Antônio Carlos SantanaMembro SRZD desde 07/04/2009

    Infelizmente este ano será da deusa da passarela, pois na liga, estão fazendo de tudo para conseguirem dar a escola esta taça, pois o laila está mordido, está puto que não fora campeão..........

  • Avatar
    23/06/2009 09:42:30igor frederico menezesMembro SRZD desde 16/04/2009

    PELO MENOS DESTA VEZ, A MULHER DO ANISIO, NAO VAI ESTAR NA CAPA DO CD. KKKKKKKKKKKKKKKKK NINGUEM MERECE

  • Avatar
    23/06/2009 09:40:54igor frederico menezesMembro SRZD desde 16/04/2009

    TANTO ENREDO BOM, LOGO BRASILIA, MTO OBSOLETO. PÃ?SSIMO..... BEM QUE O JOAOZINHO 30, CONSEGUIU O QUE QUERIA.

  • Avatar
    22/06/2009 12:50:34diogo francisco cunha alvesMembro SRZD desde 19/06/2009

    eu n sei pq essa implicancia com a beija-flor,se e previsivel pra vc denise td bem,mas pra mim nao,pq eu n conheço brasilia e mto menos a brasilia q a beija-flor vai trazer,sou torcedor da escola seim e espero q tdas as escolas passem bem pq eu vai passar na tv de graça e eu vou poder contemplar o trabalho de cada uma,se eu vo gostar ou n problema meu,mas e mto ruim ficar falando mal de uma ou outra,pq sempre q alguem fala mal outra pessoa vem e repete a msma coisa da concorrente

  • Avatar
    20/06/2009 10:39:20DeniseMembro SRZD desde 08/04/2009

    Previsível.

  • Avatar
    19/06/2009 19:35:29Everton Kleber CansançãoMembro SRZD desde 13/04/2009

    Parabéns Beija-Flor , Vai ser um grande carnaval , a sinopse está maravilhosa . Brasilia é uma grande cidade e merece respeito . No ano em que se comemora os seus 50 anos de vida, a capital de todos os brasileiros e patrimônio da humanidade, merece de todos nós, uma homenagem e a Beija-Flor de Nilópolis tem o orgulho de fazê-la. Por sua complexidade e importância para o Brasil e o mundo, por sua peculiar história, de imaginações, de visões e visionários, de desbravamento e pioneirismo, de coragem e triunfo da vontade política de um brasileiro e por ser ela, um monumento ao arrojo de nossa engenharia e arquitetura, Brasília, do Sonho à Realidade, empresta sua beleza para enfeitar o samba.

  • Avatar
    19/06/2009 15:47:55Messias dos SantosMembro SRZD desde 19/06/2009

    Boa tarde! Muito me agradou o tema abordado pela Beija Flor, pois Brasilia é o principal Palco do principais acontecimentos em território Nacional. Vou me aventurar nesse tema.

  • Avatar
    19/06/2009 15:47:50Messias dos SantosMembro SRZD desde 19/06/2009

    Boa tarde! Muito me agradou o tema abordado pela Beija Flor, pois Brasilia é o principal Palco do principais acontecimentos em território Nacional. Vou me aventurar nesse tema.

  • Avatar
    18/06/2009 21:06:29FMADRUGAMembro SRZD desde 07/06/2009

    Eh!!pelo que vejo já tem muita gente insatisfeita com o ENREDO da BEIJA, pois sabem que trata-se de um grande ENREDO!!!Em relação como o mesmo será desenvolvido a COMISSÃ?O da BEIJA é bastante competente!!!Evidentemente, que nem tudo foi e será exposto agora, ATÃ? porque NÃ?O estamos no DIA do DESFILE!!! Uma coisa é certa o ENREDO sobre BRASÍLIA é FORTE e rebderá a BEIJA outro CAMPOENATO!!! Estamos falando da CAPITAL de nosso BRASIL, o que está incomodando MUITA GENTE!!COMUNIDADE BEIJA FLÃ?R RUMO ao CAMPEONATO!!!SARAVÁ e SALVE A DEUSA DA PASSARELA!!!!!

  • Avatar
    18/06/2009 19:33:37Leonardo RochaMembro SRZD desde 18/06/2009

    Eles puxaram vários temas, como místicos ( Egito, maias, astecas, indígenas e até extraterrestres!). Abstrato demais. Se fosse Rosa Magalhães , puxaria vários outros temas, mas tudo a ver com o enredo. Poderia falar sobre a vida dos candangos, do povo, da parte rural de Brasília, vegetação, fauna e flora, e traçar um laço entre JK e a ética, justiça e até a história da política, podento até traçar uma semelhança com a Grécia Antiga e os grandes filósofos e a justiça, que hoje não parece habitar Brasília. Enfim, Rosa é Rosa. BF é BF. Continua Rosa, inventiva, com seu enredo " João das Ruas do Rio", que mais fala das ruas do que de João, mas tudo interligado, e ao mesmo tempo diferente, inovador. E continua a BF, com seus enredos que, com muita insistência, sempre falam de Ogum, Egito, Lendas enfim, misticismo. E fica na mesmice, pois Brasília poderia dar coisas fantásticas, se não fosse vista dessa maneira. Mesmice, mesmice, mesmice. Menos Rosa. Mas parece que a mesmice continua ganhando, no olhar dos jurados.

  • Avatar
    18/06/2009 16:47:55Eduardo ReisMembro SRZD desde 02/07/2012

    Assim, ainda não entendi bem o que o Egito está fazendo em Brasília. Seria uma referência a cidade PLANEJADA de Pi Ramses!? Ou a OUTRA cidade egípcia PLANEJADA de El Amarna!? ENFIM, gostei de colocarem as lendas do planalto central. Acho o cerrado extremamente rico em assunto, lendas, estórias, histórias e temas. Mas não vi nenhuma utilidade de uma segunda Macapabá com 1987987128934 civilizações... Para o tema, que, diga-se de passagem, é um murro no estômago (Até pq Brasília só tem 2 coisas a se falar em si: sua construção e sua arquitetura... Acabou o assunto), eles salvaram bastante coisa. Faltou um pouquinho mais sobre a questão Cerrado/Planalto Central/ Lendas indígenas do local, mas acredito que em desenvolvimento eles façam algo mais amarrado. De qualquer forma, foi uma maneira bacana de lidar com o ingrato tema PARABÃ?NS BEIJA FLOR, PARABÃ?NS EQUIPE DE CARNAVAL! BOA SORTE E UM Ã?TIMO TRABALHO

Comentar