SRZD


08/09/2009 01h26

É assim que se faz o samba...
Walter Nicolau

O mais delicioso período pré-carnavalesco é sem sombra de dúvidas as eliminatórias de samba enredo. É o momento quando se pode encontrar todo mundo circulando pelas quadras, independente qual seja sua bandeira de origem, pois após as finais, cada um acaba ficando preso na sua quadra e os encontros acabam um pouco mais difíceis.

A mágica desse momento começa um pouco antes da apresentação dos sambas concorrentes, quando os compositores começam a se mobilizar para formação das parcerias e somente o samba que é capaz de separar formações, às vezes até vitoriosas, também pode unir adversários de anos anteriores, tudo na busca pela honra de fazer sua obra se tornar a trilha sonora do desfile da sua agremiação.

É verdade que o romantismo dos velhos tempos parece ter desaparecido, ou pelo menos, anda bastante escasso. A máxima da ética de outrora, quando um adversário, também cantor era capaz de subir ao palco para defender o samba de outra parceria concorrente, cujo interprete faltou em uma final e lhe dar o título, muito mais preocupado com a escola escolher o que havia de melhor na safra, parece ter sido superado pela vaidade pessoal que tem levado alguns compositores a se portarem muito mais como "inimigos" do que como "adversários" e alguns acabam saindo pelas esquinas falando mal da diretoria, da comissão julgadora, cuspindo "cobras e lagartos", chegando ao cúmulo de deixar de desfilar com a sua ala.

Na verdade, é preciso entender como tem funcionado a formação das parcerias atualmente e isso precisa ser visto de uma forma mais administrativa do que propriamente artística. No atual formato de disputa passou a integrar no grupo um novo modelo de compositor, que passou a ter uma importância da mesma proporção dos letristas e molodistas. O agregador de torcedores e o que disponibiliza recursos para o custeio das despesas é hoje parte real de uma parceria e sua participação é fundamental para fazer acontecer uma grande obra, com belas gravações de divulgação, distribuição de CDS, letras construídas em boa qualidade gráfica, com bons interpretes, etc..e isso tem contribuído para o maior deleite daqueles que prestigiam esse momento. Vale salientar que sou contra ao abuso do poder econômico e que aqueles que julgam os sambas se deixem envolver por esse episódio, pois a escolha deve sempre ser baseada nas observações do comportamento da obra perante a comunidade, as proposta do carnaval a ser feito na avenida e as notas do quesito, independentemente da estrutura financeira apresentada nas quadras, ou seja, deverá vencer sempre o que melhor se encaixar na proposta do enredo e seu desfile.

A modernidade está trazendo algumas curiosidades. A divulgação das obras pelos sites na internet foi um ganho fabuloso para as parcerias, principalmente para aquelas com menor poder de investimento, que desta forma tem a oportunidade de criar uma visibilidade para os sambas dantes impossível. Mas junto a toda essa positividade, também surgiu a explosão maior da vaidade, com compositores e torcedores de parcerias se utilizando dos fóruns disponibilizados pelo mesmo meio de comunicação para ofensas, agressões e desprestígios de seus concorrentes. Esquecem, que a safra de composições pertence a escola, a ala de compositores e não a cada parceria individualmente e sempre que uma parceria ataca a obra de outra, normalmente a que mais se destacou, estará ferindo também a agremiação, e dando "um tiro no próprio pé", pois se um daqueles sambas será o hino do desfile, chegará a confrontação com os sambas das co-irmãs com pelos menos alguns arranhões e eu considero esse o comportamento de OPORTUNISTAS e não de SAMBISTAS e que acaba afastando novos talentos que um dia pensaram em enveredar por essa seara.

Acredito que esse é o momento para todos nós, amantes dessa maravilhosa cultura darmos "VIVAS" aos nossos artistas musicais, expressarmos nosso agradecimento pelas noites e dias dedicados a construção de parte do nosso sonho e nossa alegria, responsáveis por muitas emoções e que enchem nossos dias de poesia e melodias que lavam nossas almas conturbadas pelo dia-a-dia, nos fazendo sonhar com um mundo melhor e também "REFLEXÉO" para aqueles que não tem sabido aproveitar esse grande momento do samba, que possam aprender a superar suas vaidades e encontrarem o verdadeiro espírito competitivo.

Momento de desejarmos as cabeças pensantes de cada agremiação, para que sejam iluminadas em suas escolhas, não sucumbindo às pressões externas e extra samba, para que possamos ser brindados sempre com o melhor que nossos artistas puderam produzir.


Comentários
  • Avatar
    19/09/2009 22:43:45francisco jose pinto ferreiraMembro SRZD desde 06/08/2009

    boa noite ,eu des de pequeno tive vontade de concorre na escola de meu coração ,comecei a uns tres anos atras a fazer samba praalguns blocos dk de niteroi ,primeiro bloco cheguei em terceiro ,segunda desputa em segudo ,este ano fui de peito aberto pra concorre na viradouro , na cara e na coragem , meu samba caiu na eliminatoria ,mas eu sai da quadra com uma senssação de dever comprido ,ou seja , meu sonho de criança estava sendo realizado aos 33 anos de idade, caros amigos oque eu quero dizer , que eu estou prestando atenção em tudo que vcs falam , pois pra mim é grande valor ,cada vez que eu entro no site e passeio por ele aprendo mas e mas lendo isto que o senhor julinho escreveu e a moça chamada fabiola , me encho mas e mas de esperança , uma vez ouvi de um mas compositor das antigas que pra um compositor de verdade vale mas o nome no ceio de sua comunidade do q o valor da premiação e guardo isto comigo , pra vcs um forte abraço

  • Avatar
    12/09/2009 16:27:28luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    ....... talvez se houvesse critérios mais transparentes/paupáveis nos julgamentes esse problema se amenizaria, agora uma coisa é certa se o compositor acertar na veia mesmo com um belo samba, refrão forte, harmônico, pra cima e tecnicamente enquadrado no enredo dificilmente deixará de levar ..... quero ver a comissão julgadora com pastas visadas pelos responsáveis, colocando as suas notas numa planilha, dando nota para letra, música, comprometimento com enredo .... e após as apresentações, somar as claras, é estratégico que o presidente, o carnavalesco, os diretor de harmonia, bateria, comunidade, v.guarda poderiam votar com peso diferenciado dos demais jurados,,,, eu faço isso na meu bloco em Itacuruçá, já fizemos a alguns anos atrás na U.Pe Miguel o resultado é compensador, pode não ser perfeito, porém é honesto e coerente .....

  • Avatar
    12/09/2009 16:05:00luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    Tinha prometido a mim mesmo não entrar mais nessas polêmicas, até por que existe censura nesse SITE, porém não tem como não se solidariezar com comentários saudáveis como esse do Julhinho e da Fabíola, que apesar de nova, têm inteligência para discernir, há de se criar uma fórmula para frear o poder econômico, que apesar de ser um facilitador, vem influenciando negativamente nos julgamentos .......

  • Avatar
    09/09/2009 18:46:20FABÍOLA ASSEDMembro SRZD desde 22/07/2009

    Extamante caro Julinho, e é muito triste quando encontramos excelentes obras sem parceria de recursos. Mas ainda acho que estes patrocinadores devem ter seus nomes em camisetas , faixas de agradecimentos , letras do samba etc... e logicamente seu dinheiro de volta numa suposta vitória corrigido de acordo com o combinado , o que não dá pra engolir são os patrocinadores assinando a obra. Acho também que todos os compositores não deveriam sofrer com comentários do tipo: " Não adianta que em tal escola já se sabe qual ganhará" Isto é uma covardia!! O artista não pode deixar de sonhar e muito menos de acreditar pois acredito que este é o combustívle, entende? Acreditar SEMPREEEEE!!!!!! Se isso se perder, nada terá a graça merecida.

  • Avatar
    09/09/2009 14:47:19Julinho di OjuaraMembro SRZD desde 13/04/2009

    Não há dúvidas quanto este ser o melhor momento, é ali que a gente se diverte mais, e sempre foi assim. Vejo com certas ressalvas esta coisa que hoje ganha quem gasta mais e etc..., isto sempre ocorreu. Ã? verdade, só que com menos instensidade, mas ocorreu. Outra coisa que ouço e me irrita é a coisa dos patrocinasambas !, Isto também vem de outrora, lembro-me bem que meus sambas sempre foram gravados com ajuda de patrocinadores e estes eram poucos é verdade, mas estavam ali, eram eles Velhos Malandros Maneiros que Tinham São Jorge Guerreiro no peito, sim, os bicheiros. Eram eles os primeiros a ouvir a nossa obra e se aprovadas, levavamos uma Prata para gravar, fazer prospectos, confecionar faixas e bandeirolas e quando era uma obra capaz de levar o caneco conseguiamos até alugar algumas mesas com direito a garrafas de batidas sortidas e quitutes. Só uma coisa era diferente: O premio, que normalmente mal dava para fazer uma pequena festa de confraternização, bem diferente dos R$ 180.000,00 pagos hoje e que chegam como R$ 70.000,00 nas mãos dos compositores para dividir entre 5 ou 6. Os sambas antigos tinham em suas parcerias no máximo 3 compositores (canetas de verdade), hoje como sempre digo, demoramos mais para fazer a parceria que propriamente o samba, mas fazer o quê é a evolução em desarmonia com o enredo que nos faz saltar feito mestres-salas, rodopiar como baianas, fazer força como os formigões e ainda pedir passagem como comissão de frente, isso no final só gera perda de ponto conjunto, mas e daí se já somos aptos até mesmo a confecionar alegorias e fantasias ?. O premio que deveria ser o ponto alto é o vilão, até porquê algumas agremiações insistem em não valorizar a sua Ala de Compositores assim como os compositores também não. Todos sasbem que sou Clementiano e quando me veem participando de uma disputa em outra agremiação (normalmente quando gosto do enredo) estranham, e podem ter certeza Eu também me sinto estranho

  • Avatar
    08/09/2009 20:48:34José Paulo SennaMembro SRZD desde 27/07/2009

    "Vale salientar que sou contra ao abuso do poder econômico e que aqueles que julgam os sambas se deixem envolver por esse episódio..." Pergunta, meu caro Walter: o seu filho Diego Nicolau concorre a samba em 5 ou 6 escolas, inclusive de São Paulo. Ele é mesmo compositor ou é o agregador de torcida, ou é o cara do poder econômico ou é só laranja. Em casa, vc não é contra ? Fala sério, meu caro Walter.

  • Avatar
    08/09/2009 19:31:48FABÍOLA ASSEDMembro SRZD desde 22/07/2009

    Gostei do texto , porém , gostaria de comentar sobre a inclusão de nomes em parceirias apenas por oferecer suporte financeiros . Sei que , no tempo em que vivemos , está cada vez mais difícil ver um sonho se realizar, ou seja, produzir uma composição e defende-la até o fim. Sei que estes recursos são fundamentais e hoje indispensáveis. Mas sei tb que a maioria dos verdadeiros artistas não dispõe de tais recursos. E aí? como fica? Será justo o empresário carregar seu nome numa obra campeã? No meu entender não. Artista é artista , empresário é empresário e como tal ele investe no que acredita para ter seu dinheiro com todos os bônus ou ônus de volta e não para pegar carona num brilho que ele jamais terá. Ã? apenas minha opinião de apenas um trecho do texto.

  • Avatar
    08/09/2009 19:14:33jorge laires rodriguesMembro SRZD desde 08/09/2009

    em relação a gupos de parcerias as vezes danosas para a escola,uma soluçao seria a escola ter a cessão das obras inscritas e a partir das semifinais,independente de quem vença haver um acordo para que os direiros autorais fossem divididos entre os compositores.todos sabem que alem do ego de se vencer uma disputa há tambem o fator financeiro que nem sempre é o melhor para a escola em termos de qualidade da obra vencedora.

  • Avatar
    08/09/2009 13:22:26GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Postado por:Walter Nogueira | 08/09/2009 01:39:15 Isso de "presão externa" é muito relativo, porque na maioria das vezes a "pressão" é interna, vem de dentro pra fora, arruinando a escola, e muitos presidentes se lixam pra isso. Pena que isso aqui é BRASIL, e seriedade não se pode pedir, mas ....., talvez um dia....., quem sabe !? Este e um comentário que resume e responde a tudo o que foi escrito,na mais pura excência.

  • Avatar
    08/09/2009 13:18:14GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Certa vez,num bate papo com um presidente de uma escola do grupo especial,ele me instruía: Glorioso,vou te dar o caminho das pedras,"em todas as escolas existem aqueles grupinhos de seis ou quatro parcerias,que são sempre as mesmas a fazerem as semi-finais e finais dos sambas,onde os vencedores só saem desses grupinhos,se você quizer que seu samba seja ao menos visto em alguma delas,terás que colar com alguma dessas parcerias,senão....com qualquer samba que entrar na disputa...serás logo cortado e você só consegue entrar em uma dessas parcerias,se tiver algo a oferecer.....

  • Avatar
    08/09/2009 11:58:02FabioMembro SRZD desde 17/07/2009

    Quer dizer então que quem ocupa algum carga na escola não pode colocar samba? E a demogracia aonde fica?

  • Avatar
    08/09/2009 11:33:40Paulada em BurroMembro SRZD desde 26/07/2009

    E vc correndo e pulando, torcendo, jogando papel para o alto, durante a apresentação do seu samba na Cubango, vc sendo diretor da mesma, é ético???? Tremanda cara-de-pau....

  • Avatar
    08/09/2009 07:51:21jonas pimentelMembro SRZD desde 17/08/2009

    realmente esse periodo é muito bom mesmo as quadras se enchem de pessoas q são amantes do carnaval e adora estar na quadras para saberem das novidades, pois quando os sambas já estão escolhidos e está proximo do carnaval as quadras por muitas vezes c enchem de pessoas q não estão ali para apreciar a escola e a bateria e ainda tem a cara de pau de perguntar: ué só toca samba aqui? cade o funk? bem é por isso que eu perambulo por quase todas as quadras nesses periodo por me sentir hiper bem e conhecer outras pessoas q pensam com eu, valeu nicolau muito pertinente sua materia.

  • Avatar
    08/09/2009 06:37:49jc carvalhoMembro SRZD desde 03/08/2009

    adoro. e concordo plenamente com vc. e vou mais longe vão surgir já nos proximos anos. os divulgsdores oficias de samba pela internet. já vejo alguns com grande destaque mais ainda estão trabalhando com o coração. mais já já vai rolar uma graninha.

  • Avatar
    08/09/2009 06:18:46Fábio ImperatrizMembro SRZD desde 07/04/2009

    Também acho este o período masis "gostoso", antes do carnaval.

Comentar