SRZD


28/09/2009 19h19

Apafunk diz que PM não foi agredido em evento na Cidade de Deus
Redação SRZD

MC Leonardo, presidente da Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (Apafunk), informou, por meio de nota, que o episódio de agressão a um PM, no último sábado, na Cidade de Deus, não aconteceu dentro do baile funk realizado na comunidade, na Zona Oeste.

Segundo Leonardo, a agressão ocorreu a mais de um quilômetro de distância do evento, que foi realizado, de acordo com o MC, "dentro das regras estabelecidas pelo poder público, e que os organizadores só tomaram conhecimento do caso posteriormente, pelas notícias veiculadas pela imprensa".

"A Apafunk repudia mais essa tentativa de criminalizar o movimento funk. A associação lembra, ainda, que a Lei Estadual 5543, aprovada em 1º de setembro de 2009, reconhece o Funk como movimento cultural e pedagógico", afirmou na nota.

A polícia já identificou cinco bandidos envolvidos no caso. O PM agredido é lotado na Unidade de Polícia Pacificadora  da Cidade de Deus.


Veja mais sobre:Crime

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.