SRZD


01/12/2009 20h04

Veja as justificativas das notas de Walter Nicolau
Walter Nicolau

ILHA DO GOVERNADOR - Samba com a cara da escola e com letra fácil - 9,9

IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE - Obra que conquistou Ramos e promete ser muito funcional para desfile - 10,0

UNIDOS DA TIJUCA - A incógnita do enredo parece ter passado pelo samba - 9,9

VIRADOURO - a poesia me conquistou, mas a melodia apesar de boa não alcançou a riqueza da letra- 9,8

SALGUEIRO - funcional, mas me parece aquém dos demais da safra - 9,7

BEIJA FLOR - o melhor de toda a safra - 10

MOCIDADE INDEPENDENTE - a capacidade de cativar da melodia parece compensar a ausência poética da letra - 9,9

PORTO DA PEDRA - mediano dentro da safra - 9,7

PORTELA - uma aposta nos modelos de samba utilizados os anos anteriores - 9,7

GRANDE RIO - não me apetece ouvir, me parece fora das caracteristicas da escola - 9,7

VILA ISABEL - apesar do nome do Martinho, a segunda parte do samba me causa preocupação na questão da evolução da escola - 9,9

MANGUEIRA - samba como perfil de como a escola gosta de desfilar - 9,9


Comentários
  • Avatar
    13/12/2009 12:05:06PAULO OLIVEIRAMembro SRZD desde 13/12/2009

    Estranho o comentário sobre a Porto da Pedra: "mediano dentro da safra". A safra é péssima, salvando-se o da Imperatriz e a primeira parte da Vila. Todos são medianos e deveria ser dito sobre a Porto: "o mais mediano dos medianos". Vamos falar a verdade e fazer um teste. Peguem alguns grandes compositores do samba e peçam a eles que, sem se identificar, comentem a safra, sem censura. Aí veríamos o verdadeiro resultado.

  • Avatar
    02/12/2009 14:54:09Paulo Geroldo CaetanoMembro SRZD desde 07/04/2009

    Walter Nicolau, respeito bastante suas opiniões, mas achei que você nesta análise está muito politicamente correto. Sua escala de notas tem uma variação muito pequena entre o melhor e o pior samba da safra. A meu ver, essa escala é incoerente com o abismo que há entre os sambas de Imperatriz, Vila Isabel, Beija-Flor e Mangueira e os demais. Se é pra dar notas de 7 a 10, vamos usar todas as possibilidades. Não dá pra dar nota maior que 9 para a grande maioria dos sambas, isso é nivelar por baixo uma safra de sambas-enredo. Outra coisa é ficar falando que tal samba é ruim, mas pode funcionar na avenida. Lembrando que o samba do Salgueiro não funcionou este ano, dizer o contrário é balela. O que ganhou o carnaval foi a genialidade de Renato Lage. Samba bom é samba bom e o mesmo vale para samba ruim. Ã? que o gênero na atualidade está num patamar de mediocridade que o que vale é a tal da funcionalidade. O bom é que de vez em quando um Guga ou um Martinho resolvem acertar a mão e nos dão um certo alento, senão a vaca já teria ido para o brejo.

  • Avatar
    02/12/2009 10:15:45Helio Giraldo JuniorMembro SRZD desde 09/04/2009

    SR. WALTER...........COERÃ?NCIA EM SUAS JUSTIFICATIVAS..... ABRAÃ?OS

  • Avatar
    02/12/2009 01:08:09DeniseMembro SRZD desde 08/04/2009

    Não entendi as justificativas em sua maioria e nem o critério para retirada de décimos. O fato de o samba ter o perfil ou estilo da escola não significa que ele é bom ou ruim.

  • Avatar
    01/12/2009 20:56:48Leonardo Vinicius CanedoMembro SRZD desde 12/05/2009

    Notas coerentes.

  • Avatar
    01/12/2009 20:10:54Paulo Geroldo CaetanoMembro SRZD desde 07/04/2009

    Viradouro 8,4 â?? Samba razoável para um enredo sem grandes atrativos. Refrões fracos, letra e melodia sem nenhum grande destaque. Mocidade 8,2 â?? Marchinha sem-vergonha, com letra que não explica nada do enredo. Salgueiro 8 â?? Samba fraco, com letra e melodia pobres, a exemplo do último samba da escola. Grande Rio 7,8 â?? Refrões horríveis, sendo o principal um puro slogan do patrocinador do enredo. Da letra e da melodia só se salva a segunda estrofe, com algumas boas sacadas, como a passagem â??será que no terceiro milênio haverá festa cigana na avenida...â?. Unidos da Tijuca 7,5 â?? Não sei se já ouvi na vida um refrão de samba-enredo tão ruim quanto esse refrão do meio do samba da Tijuca, não dá nem pra comentar. De resto, uma obra que não chama a atenção para o bom enredo da escola. Portela 7 â?? A indignação de muitos portelenses após a escolha desse samba (ou desse arremedo de samba) não foi à toa. Não há nada na letra ou na melodia que se salve, é um amontoado de clichês em letra e em melodia (ninguém agüenta mais o â??minha águia guerreiraâ?. Se servisse de desculpa o péssimo enredo da escola, pelo menos o samba favorito da disputa em Madureira não faria um papel tão ridículo.

  • Avatar
    01/12/2009 20:10:37Paulo Geroldo CaetanoMembro SRZD desde 07/04/2009

    Minhas notas: Imperatriz 9,9 - Dispensa comentários, samba quase perfeito. Vila Isabel 9,5 - Samba maravilhoso, fácil de cantar e com a marca de Martinho da Vila. Peca apenas na melodia da segunda estrofe. Beija-Flor 9,4 - Belo samba, com refrões muito fortes, melodia original e perfeita descrição do enredo. Defeitos: segunda estrofe começa muito arrastada e só melhora no fim, a partir do trecho "vem ver a arte do mestre...", letra poderia ser mais poética do que descritiva. Mangueira 9,2 - Outro belo samba, de letra e melodia simples, mas com a cara da Mangueira. Eu gostei da gravação, só achei que algumas mudanças tiraram a força do samba. Porto da Pedra 8,7 - Letra pobre, mas que explica razoavelmente bem o enredo. A melodia agrada e o refrão final é muito bom. União da Ilha 8,5 - Um samba maravilhoso foi estragado por uma junção desnecessária. O refrão do meio que foi trocado destoa totalmente da melodia do resto do samba. O final da segunda estrofe, que chama para o refrão, foi amputado e também perdeu sua força.

Comentar