SRZD


06/01/2010 11h01

Caveiras 'mexicanas' para celebrar o Dia dos Mortos no desfile da Viradouro
Ramiro Costa

Caveiras 'mexicanas' para celebrar o Dia dos Mortos no desfile da Viradouro. Foto: Ramiro CostaA Viradouro era o "palpite certo" na lista das escolas de samba presentes no Desfile das Campeãs. Conhecida por sua inovação, uma forte bateria e um chão vindo de Niterói, mas que se sente em casa quando está no Sambódromo do Rio, a agremiação do bairro do Barreto tem aos poucos se afastado do seleto grupo das seis primeiras colocadas. Há dois anos longe do Desfile das Campeãs, a Viradouro aposta na dupla de carnavalescos Edson Pereira e Junior Schall e no enredo sobre o México para superar a fase irregular que a escola passa. Perguntado o que almejam conquistar após a apuração na quarta-feira de Cinzas, eles responderam sem pensar muito. "No título!".

Vídeo: Carnavalesco explica o enredo da Viradouro

A confiança no trabalho de um e do outro é bem nítida durante a visita do SRZD-Carnavalesco ao barracão da escola. Os dois sabem milimetricamente o roteiro do desfile e em pouco mais de uma hora de entrevista, ficou evidente a amizade conquistada no período pré-carnaval. Sobre o enredo que tem como título "México, o paraíso das cores, sob o signo do Sol", a dupla preferiu uma abertura que fugisse do óbvio.

-  Nós abrimos o carnaval falando das cores, para a gente ter subsídio e mostrar nossa proposta. Seria muito óbvio começar falando de civilizações. É um país que tem muita coisa pra colocar no papel. Falar do México não daria um enredo, mas sim vários - conta Edson, que entre seus trabalhos mais elogiados está o desfile da Unidos de Padre Miguel em 2008.

O carnavalesco Junior Schall também optou por tentar trazer uma nova leitura do enredo sobre o México para evitar comparações com outros temas parecidos, como por exemplo, o desfile campeão da Vila Isabel (Soy Loco por ti América: A Vila canta a latinidade), em 2006, que o próprio Junior ajudou no desenvolvimento, quando batia ponto no barracão da escola de Noel Rosa.

Se o assunto é cor, nada melhor do que chamar o gênio Diego Rivera e Frida Kahlo para pintarem o abre-alas da Viradouro. Logo depois, o enredo entra em seu momento histórico com o processo de auge e decadência das civilizações Maia e Asteca e a chegada dos espanhóis à América.

- Nossa segunda alegoria é o Calendário Asteca, o calendário da Pedra do Sol para depois chegarmos à invasão dos espanhóis. Temos então a figura do desbravador Hernán Cortez na terceira alegoria que traiu Montezuma (governante asteca) e iniciou a exploração da região.

Aliás, Hernán Cortez ganha uma grande escultura na terceira alegoria em forma de escorpião para simbolizar a sede pela exploração de riquezas minerais. Mas como diria o samba-enredo da escola "chegam piratas", e eles entram na história em seus navios roubando ouro, jóias que os espanhóis levavam até Europa, passando pelo Mar do Caribe. No mesmo setor, a roupa da bateria ganhou inspiração de Hollywood, mais precisamente do filme "Piratas do Caribe". Os ritmistas virão vestidos como se fosse o personagem principal da história vivido pelo ator Johnny Deep, o pirata Jack Sparrow.  - É o vilão que todo mundo queria ser - conta Júnior.

Sob o domínio espanhol por quase três séculos, catequizados e sem suas riquezas, o povo do Vice-Reino da Nova Espanha - nome antigo do México - exige sua independência. Para isso uma guerrilha foi instaurada no dia 16 de setembro de 1810, data que ficou conhecida como Grito de Dolores. Livres, é a hora dos mexicanos e da Viradouro comemorarem a cultura que segundo os carnavalescos é uma das mais preservadas do mundo. A cultura e os hábitos do povo estarão no quinto setor da escola. A ala das crianças terá uma fantasia bastante inusitada, que mereceu uma explicação detalhada do carnavalesco Junior Schall.

Confira como será a roupa da ala das crianças da Viradouro

No sétimo carro, é o momento de celebrar a vida através da morte, com muitas esculturas de caveiras estilizadas, usando trajes mexicanos. O Dia de Finados no México ganha literalmente o aspecto de festa no desfile que só termina na ala posterior, uma homenagem ao tricampeonato do Brasil na Copa do Mundo realizada no país de Rivera e Frida. Para encerrar o desfile, é a vez da fé do povo mexicano e sua devoção pela Virgem de Guadalupe entrarem em cena. A Santa terá uma representação cuidadosa para evitar qualquer tipo de polêmica e estará ao lado da velha guarda no último carro, recebendo a oração dos romeiros de Niterói para um grande desfile.    

Organograma do desfile da Viradouro

ABRE-ALAS - México, Paraíso das Cores 
2° Carro: Calendário Asteca
3° Carro: Invasão Espanhola
4° Carro: Piratas e corsários
5° Carro: Pirâmide (Monumento da Raça)
6° Carro: Aromas, sabores e cultura
7° Carro: Dia dos Mortos, celebração da vida
8° Carro: A Fé na Virgem de Guadalupe


Comentários
  • Avatar
    08/01/2010 13:57:56Everton AndradeMembro SRZD desde 26/10/2009

    a viradouro parece vim forte este ano.:

  • Avatar
    07/01/2010 20:02:59Felipe VieiraMembro SRZD desde 07/01/2010

    Errata Onde se lê: "Querendo ou não, esse não é uma prova fogo" Leia-se: Querendo ou não, esse ano é uma prova fogo

  • Avatar
    07/01/2010 20:00:43Felipe VieiraMembro SRZD desde 07/01/2010

    Como torcedor vibrante da Viradouro, fico bastante triste em ver minha escola na atual situação. O grande erro: o ponta-pé na bunda do Dominguinhos. O carisma e talento deste homem está fora de comparação com o de W. Pires. Milton Cunha (que já passou) também foi um erro da Viradouro. Milton me parece um cara bastante culto e capaz, entretanto sua plástica é desfavorável e pobre. Um dos grandes acertos: o atual coreógrafo da comissão de frente. Ã? de uma suavidade ímpar os passos por ele criados. O samba é bonito mas não é bom. O tema sobre o México é rico, interessante, mas cai sempre na mesmice: civilizações pré-colombianas, independências e caudilhos. A intenção dos carnavalescos, de abrir o desfile com pintores renomados nativos, pode ser um saída. Quanto a bateria, Jorjão é de fato um MEstre. Mas Ciça também o é. Acredito que substituímos um MEstre pelo outro. Creio que em relação a Viradouro, grande parte das expectativas recai sobre a dupla de carnavalescos. Querendo ou não, esse não é uma prova fogo para os dois. A julgar pelo barracão, não merecem muitos elogios. Todavia, barracões podem surpreender, todos sabem. Não desejo sorte a Viradouro, pois sorte é somente para os despreparados que precisam justamente dela, devido a falta de prepapro. Desejo muito trabalho e dedicação. Só assim para voltar aos trilhos dos quais a Viradouro derrapou há alguns anos...

  • Avatar
    07/01/2010 17:58:55O CriticoMembro SRZD desde 16/04/2009

    Pessoal todos nós sabemos que a Viradouro passa por um momento difícil,mas sinceramente ela ñ cai,porquê?Por que seja uma escola que ñ esta nas cabeça e tendo um "Presidente"...a Viradouro tem como padrinho nada mais nada menos que Capitão Guimarães que trouxe a escola para desfilar no Rio,claro que pode acontecer como aconteceu na Vila sua escola de coração e deu no que deu.Eu ainda acho que ela ñ caia pq nem chegamos em fevereiro e muita agua(agua ñ cocô mesmo) vai rolar naquele mangue da Pres.Vargas.Faremos o seguinte esse ano na minha opinião esta mais acirrado para quem cai ou para quem ganha,discutiremos na quarta-feira de cinzas.Valeu.

  • Avatar
    07/01/2010 17:12:51MarceloMembro SRZD desde 05/06/2009

    Primeiramente vou corrigir meu erro sobre o enredo do Microcosmos que foi 2006 e não 2007, pois nesse ano o Salgueiro se reabilitou mostrando aquele belo enredo sobre as candaces e além de ter um belíssimo samba e os jurados da liesa se deixaram levar pela África da BF. Com relação à Viradouro acho esse enredo muito bom, pois o México tem uma história e um cultura espetaculares. Acho que a escola está melhor do que nos últimos três anos, dois sob o comando do Paulo Barros e um com o Milton Cunha, que por sinal fez um belo trabalho nessa mesma escola em 2006 falando sobre arquitetura.

  • Avatar
    07/01/2010 16:54:59Brazilian CarnivalMembro SRZD desde 20/04/2009

    Marcelo pois a mesma Mangueira não foi pior do que a do ano passado, mas foi o desfile confuso e mesmo assim roubou a 6º colocação que era da Porto da Pedra, em 2005.

  • Avatar
    07/01/2010 16:29:45MarceloMembro SRZD desde 05/06/2009

    Acho que realmente deve existir as tais forças ocultas lá na liesa, pois como a Mangueira que fez o maior fiasco de todos os tempos com alegorias inacabadas, fantasias horrorosas e aquele desfile pifio ainda consegue chegar no sexto lugar e voltar ao desfile das campeãs ora é no minimo achar que somos um bando de idiotas. Com relação à Viradouro só digo que estão fazendo um pré-julgamento da escola, querendo jogá-la para baixo sem ao menos ainda ter desfilado e não se pode tirar conclusões apenas por algumas fotos no barracão. Acho o enredo da Viradouro bastante interessante e o samba também é bom.

  • Avatar
    07/01/2010 16:11:50Brazilian CarnivalMembro SRZD desde 20/04/2009

    Marcelo eu como torcedor do salgueiro realmente achei o desfile de 2006, sobre o Microcosmos o pior que o Renato Lage fez na minha escola, mas apesar de tudo naquele ano e se não fosse o desfile dsastroso da Rocinha com certeza concordo contigo iria pro Acesso, mas depois dalí a escola se estruturou foi pras cabeças e taí brigando pelo vice-campeonato, diferente da sua Viradourio que tinha patrono e sucumbiu.

  • Avatar
    07/01/2010 16:05:50Brazilian CarnivalMembro SRZD desde 20/04/2009

    Allan Capitão, tiro Porto da Pedra e Mocidade, mas a briga real pra não cair mesmo será entre Ilha e Viradouro, acho que vai ser a Viradouro, mas pelo que escutei nos bastidores do barracão da Ilha, fico com um pés atrás, mas torcendo pra União ficar.

  • Avatar
    07/01/2010 13:48:22Allan CapitãoMembro SRZD desde 08/04/2009

    Tenho hoje a Real noção que os concorrentes para o grupo de acesso ficou mesmo entre Porto, Viradouro e Ilha, confesso tb que só estou colocando a Ilha neste grupo pelo simples fato de ser a primeira a desfilar no domingo(sabemos que será um julgamento à parte), acabei de ver as fotos dos barracões no orkut e o da Ilha esta infinitamente melhor que os das outras duas citadas por mim, depois o Porto e muito atrás, mais muito atrás mesmo o da Vira, é de dar pena, quem tem como conferir estas fotos sabe doque estou falando, uma pena mesmo, entrem na comunidade O CARNAVAL CARIOCA e deem uma conferida.

  • Avatar
    07/01/2010 04:20:24Lucas ScarponettiMembro SRZD desde 07/01/2010

    Sei não...depois que esse Lira assumiu a VIRADOURO, a escola simplesmente mudou de identidade. Houve uma reformulação brusca, parece-me que até autoritária. O que eu desconfio é que ele não entende NADA de caranaval, entrou como substituto, já que era vice presidente do Monassa e na época, a comunidade achou por bem, dar-lhe o cargo, uma vez que se tratava de pessoa de confiança e experiente de nosso querido MONASSA. Dominguinhos, deram-lhe um pé na BUNDA, sem falar do maravilhoso intérprete que ele o é, além disso fazia parte da comissão de samba-enrêdo, ao qual a maioria dos hinos eleitos, soava uma melodia fantástica, de arrepiar e de comover seus integrantes e admiradores. Depois, com isso, houve uma nova forma na estruturação e melodia dos sambas, na maior parte de péssima qualidade. O desse ano ainda é melhor do que o de 2009, não chega a doer os ouvidos, tem uma certa cadência e ele é corrido e isso com um razoável raiz melódica o beneficia. A saída do nosso mestre ciça...lamentável, jamais poderia acontecer num momento tão difícil e de grande vulnerabilidade, sem comentários. Quanto a Rainha de bateria que sempre teve um peso essencial dentro do enrêdo da VIRADOURO, como anda? Não sei o porquê dessa convulsão generalizada, mas será que a VIRADOURO ficou pobre de um dia pra outro, até porque sempre foi uma agremiação que entrava pra brigar por título, ou numa situação pior, desfilar entre as campeãs. O enrêdo se bem trabalhado, pode surtir um bom efeito, mesclado com um arco-íris de cores, que pode fazer a diferença. A Escola deve vir com muito amarelo, laranja, verde, porque simboliza antes de mais nada o SOL e essas cores pode causar um impacto como um todo. Sinceramente, não podemos ter certeza a nada, em se tratando da escola de Niterói, mas uma coisa pra mim é mais do que certa. Independente de sua colocação nesse ano, Marcos Lira, deve ser EXPULSO o mais rápido possível, caso contrário ai sim, poder

  • Avatar
    06/01/2010 23:50:36DeniseMembro SRZD desde 08/04/2009

    Não acho o enredo tão ruim. A Vira pode surpreender aos mais céticos.

  • Avatar
    06/01/2010 20:04:30MarceloMembro SRZD desde 05/06/2009

    E verdade só que Critíco e Brasilian Carnival se esqueceram de incluir aquele desfile ridículo do Salgueiro em 2007 com o enredo do Microcosmos e quase a escola ia para as cucuias.

  • Avatar
    06/01/2010 19:42:14Alessandro Carlos BarbosaMembro SRZD desde 02/05/2009

    Já vem as pessoas falarem do rebaixamento da Portela que não aconteceu em 2005. Essa é uma das maiores bossalidades dos desfiles das escolas de samba. A Portela foi extremamente penalizada naquele ano pelos julgadores, quem estava na Marquês de Sapucaí sabe disso, pois viu uma escola vibrante, cantando o seu samba enredo a plenos pulmões, garra não faltou aos integrantes da escola naquele ano, mas preferem falar sobre alegorias. Aliás, se formos falar apenas de alegorias, muitos resultados de desfiles teriam d ser contestados....

  • Avatar
    06/01/2010 18:17:43maria valeriaMembro SRZD desde 27/08/2009

    Dizem la no barracão da vila que o moiseis não perdeu tempo e que o junior (excelente) já está fechado. que pena.

Comentar