SRZD


01/04/2010 11h35

DVD: 'Cantos e contos' (Zizi Possi) - Para comemorar os 30 anos de carreira
Luiz Felipe Carneiro

DVD: 'Cantos e contos' (Zizi Possi) - Para comemorar os 30 anos de carreira

Zizi Possi estava meio sumida. Mas agora os fãs vão se sentir recompensados. A Biscoito Fino acabou de colocar nas lojas dois DVDs da cantora de uma vez. Isso mesmo, dois... Em 2008, para comemorar os seus 30 anos de carreira - o seu primeiro álbum, "Flor do mal", é de 1978 -, a cantora fez uma série de shows no Tom Jazz, em São Paulo, com diversos convidados especiais. No total, foram 12 apresentações, todas elas com convidados. Os dois DVDs ora lançados (com generosos 36 números no total) traz uma espécie de resumo dessas apresentações.

No DVD "Cantos & contos 1" aparecem Alcione, Roberto Menescal, João Bosco, Alceu Valença e Edu Lobo. Zizi interpreta canções com todos eles, além de outras, sozinha. E não pense que pelo fato de comemorar 30 anos de carreira, Zizi Possi escorrega para o banal com "Perigo" ou "Per amore". Não, nenhuma das duas aparece nos DVDs. Em "Cantos & contos" temos coisas bem mais interessantes. No primeiro volume, por exemplo, Zizi canta sozinha "Lábia" (de Chico Buarque e Edu Lobo), "Sei lá, Mangueira" (uma das maiores pérolas de Paulinho de Viola e Hermínio Bello de Carvalho), "Retrato em branco e preto" (de Tom e Chico) e "As rosas não falam" (de Cartola). Coisa muito fina mesmo.

Os encontros merecem um capítulo a parte. O grande destaque é Alceu Valença, que faz dupla perfeita com Zizi em "Sabiá" (clássico de Gonzagão e Zé Dantas) e em "Na primeira manhã" (do próprio Alceu). Edu Lobo também dá o ar da graça em clássicos como "Upa neguinho" (parceria com Gianfrancesco Guarnieri) e "Pra dizer adeus" (com Torquato Neto). Já ao lado de Roberto Menescal (que levou a cantora para a antiga Polygram, fase de maior sucesso comercial de sua carreira), Zizi relembra "Dindi" (de Tom e Aloysio de Oliveira) e "O barquinho" (do próprio Menescal e de Ronaldo Bôscoli). João Bosco também dá liga com Zizi Possi, especialmente na sua "Incompatibilidade de gênios" (parceria com Aldir Blanc) e em "Milagre" (pérola de Dorival Caymmi). Alcione também faz bonito (como de costume) em "Gostoso veneno", de Wilson Moreira e Ney Lopes.

"Cantos & contos 2" segue o mesmo esquema, embora os convidados não apresentem o mesmo brilho do primeiro volume. Luiza Possi mostra amadurecimento em sua interpretação para "João e Maria" (de Chico Buarque e Sivuca). Já "Tudo a ver" (de Jorge Vercilo), também interpretada por mãe e filha, destoa do nível do repertório. Com Toninho Ferragutti, Zizi Possi relembra "Amor da minha vida" (de Raul Sampaio e Benil Santos, e que fazia parte do repertório de Gonzagão) e "Assum branco" (de José Miguel Wisnik). Ivan Lins, infelizmente, ficou restrito a apenas um dueto, não por acaso, um dos mais belos - "Bilhete". Já Ana Carolina se mostrou mais comedida nas ótimas "Ruas de outono" (da própria com Antonio Villeroy) e "Bom dia" (de Swami Jr. E Paulo Freire). Mas o grande destaque desse volume dois acaba sendo Eduardo Dusek, com ótimas versões para a sua "Cantando no banheiro", além de "Desafinado" (de Tom e Newton Mendonça). Sozinha, Zizi Possi se mostra eclética, e brilha em temas como "Luiza" (Tom Jobim), "Sentado à beira do caminho" (de Roberto e Erasmo Carlos), "Nada pra mim" (de John "Pato Fu" Ulhoa), "Eu velejava em você" (de Dusek e Luis Carlos Góes) e, principalmente, "Palavras", de Gonzaguinha.

Enfim, "Cantos & contos" é um projeto digno para comemorar os 30 anos de carreira de uma das principais cantoras do país. Pena que ela esteja meio sumida ultimamente. Tomara que alguns desses encontros perpetuados nos DVDs voltem a acontecer em breve. Aí sim a comemoração, ainda que atrasada, estará completa.


Cotação: ***1/2

***** Étimo
**** Muito Bom
*** Bom
** Regular
* Ruim


Veja mais sobre:Resenhas

Comentários
Comentar