SRZD


02/04/2010 19h50

Samba no pé, sim!
Eugênio Leal

Fiquei feliz com o debate que a última coluna ("Samba no pé") gerou. Este é o momento ideal para refletirmos sobre nossa festa. E, dentro deste espírito, me deparo com a entrevista que o nosso repórter Isaac Ismar produziu com o coreógrafo Fábio de Mello. Algumas coisas que ele disse têm ligação direta com comentários que li aqui no SRZD-Carnavalesco e nas listas de discussão sobre a ideia de transformar os passistas em quesito.

O que todo mundo deve entender é que nada é imutável. O ser humano busca o novo diariamente. Fábio, que revolucionou as comissões de frente, agora acha que elas perderam a essência. Mas o que será esta essência a que ele se refere?

Comissão de Frente nunca foi um quesito com fundamentos definidos. Aliás, não sei como se atribuía nota a um grupo de senhores que passavam abanando o chapéu. Nada contra eles (pelo contrário), mas quais eram os critérios para julgamento? Apresentar a escola e saudar o público. Isso pode ser feito de diversas maneiras. As pessoas foram criando, inovando - como fez Fábio de Mello. Foi um sucesso, mas engana-se quem pensa que aquilo era o limite.

O que será que a velha guarda, que abria os desfiles até os anos oitenta, acha do trabalho dele, Fábio, na Imperatriz ? E mais: alguém, por mais tradicionalista que seja, não gostou do que a comissão de Tijuca fez no último carnaval? A fila anda, pessoal. Não existe fórmula. O que se engessa fica parado no tempo. E esquecido. É claro que nem todo mundo acerta. Neste processo tem muita coisa a ser jogada no lixo, claro. Assim como em outros quesitos.

Voltando ao caso dos passistas: alguns críticos à proposta lançada na última coluna vislumbram um futuro onde eles (os passistas) se tornariam profissionais e custariam fortunas às escolas. É um exercício e tanto de futurologia, mas vamos lá: é melhor pagar ao passista ou ao astronauta?

A ideia é valorizar o samba no pé, gente, a essência deste negócio - mostrar que esta essência pode ser tão "impactante" quanto alguns delírios que já vimos na avenida e que de samba não têm nada. E este negócio de profissional do samba custar caro às escolas é ilusão. Procurem saber quanto ganham os casais de mestre-sala e porta-bandeira, os intérpretes, etc.

Além do mais, o quesito seria coletivo e envolveria oitenta, noventa, cem pessoas. Não haveria destaques individuais a serem julgados ou remunerados. Forçaria as escolas a criar escolinhas e selecionar os melhores para o desfile, disseminando e eternizando a arte.

A imaginação de alguns críticos criou uma série de outras situações que a gente não pode dizer se vão acontecer ou não, mas uma coisa é clara, cristalina, óbvia: a arte de sambar no desfile está desaparecendo - com algumas raras exceções que confirmam a regra. E, sejamos realistas, nossos dirigentes se preocupam de verdade com os quesitos. O resto, sai como pode. E de nada adianta sugerir um novo posicionamento no desfile. Não é isso que vai mudar nada.

O importante é dar valor ao samba e à arte que é sambar com beleza, ginga, malandragem. Esta arte precisa ser destacada, valorizada, apreciada. Seria uma contribuição gigantesca ao espetáculo. É só imaginar a cena - passistas com tempo para "dizer no pé" de verdade, sem serem empurrados ou apressados; passos criativos; a volta do passista masculino... Quem sabe o que é isso não pode ser contra a idéia. E não é uma volta ao passado, pelo contrário. É o novo, que a muitos assusta, e por isso é repelido. Mas é o novo com essência, com samba de verdade. Não é o novo pelo novo.

O mundo gira, pessoal. A terra treme... e as mudanças acontecem. Não sejamos acomodados.


Comentários
  • Avatar
    22/02/2012 19:33:27Roberto Cabelli CastelhanoMembro SRZD desde 22/02/2012

    Caro Eugenio Leal Alem de ser ouvinte da Radio Tupi, escuto praticamente todos os programas, sou fã dos seus comentários, seja sobre futebol ou escola de samba. E, como não poderia ser diferente, seus comentarios sobre todas as escolas de samba e seus critérios para apontar a melhor, foram bastante esclarecedor,, comentarios de quem conhece do riscado.......parabens

  • Avatar
    05/06/2010 00:40:00Rodrigo DarlanMembro SRZD desde 24/06/2009

    Não sei se está em tempo: Mas será utopia???? Acredito que quando se fala de passistas o senhor tenha inteira razão, pois o passista é aquele que samba com toque de genialidade, mas quanto a pessoas que saibam sambar, tenho certeza que o favela Mangueira tem em número suficiente, bem como Madureira , favelas da Tijuca e etc. A escola é de Samba, então tem que vir sambando! Em Mangueira até os japoneses sambam! Tem Japonês no samba...mas os da verde-rosa...que maravilha!!! Se os pernas de pau do Japão por amor à Mangueira aprendem a sambar, o que não fará os pernas de pau daqui??? Um grande abraço!!!

  • Avatar
    07/05/2010 18:09:49Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    O material que se segue deveria ter sido publicado em forma de colune, mas como não foi, segue por aqui mesmo. A quem interessar. Quem quiser me seguir no twitter basta procurar @eugenioleal

  • Avatar
    07/05/2010 18:08:33Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    Eu pretendia escrever o próximo â??postâ? sobre um outro assunto, mas alguns comentários me incentivaram a dedicar mais algumas linhas aos passistas. Fica quase como uma resposta aos comentários, embora eu não cite todos os comentários. Fico feliz pelo fato de meu texto ter chegado a pessoas como Valci Pelé, que desenvolve um belo trabalho de preservação do samba no pé. Quero muito fazer uma matéria sobre vocês na retomada dos trabalhos da Tupi para 2011. Parabéns a todos os que se dedicam de corpo e alma ao samba.

  • Avatar
    07/05/2010 18:08:07Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    Aos que não entenderam (ou não quiseram entender) o que eu disse sobre dar nota a â??um grupo de senhores que passavam abanando o chapéuâ?: não vão nunca me acusar de desrespeitar a velha guarda. A questão não é essa. Estes senhores representam muito para o carnaval. O problema é julgar a simples passagem deles. Todos merecem nosso carinho e nosso aplauso e até por isso não podem e não devem ser julgados. Julgar a velha guarda, que simplesmente caminhava, é julgar o passado daqueles senhores e isso seria um crime. Por isso o questionamento.

  • Avatar
    07/05/2010 18:07:43Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    Sobre a proposta do Rodrigo Darlan, (precisa ficar mais calmo, rapaz) considero utópica. Para fazer toda a escola sambar você precisaria de uma revolução no carnaval. Tanto na seleção dos componentes quanto no tamanho das escolas. Não há integrantes que saibam sambar em quantidade suficiente para uma escola sequer.

  • Avatar
    07/05/2010 18:07:15Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    Concordo com os que falaram sobre a desaceleração das baterias. Isso é ponto fundamental para a valorização do samba no pé. Houve uma proposta de apresentar a ala para a cabine julgadores sem ser julgada. Então, pra que apresentar? Sobre os critérios, os próprios passistas deveriam se reunir para estabalecê-los. Hoje em dia há premiações para este segmento. Algum critério já deve haver, ou não? Será subjetivo, claro, como todos os outros quesitos.

  • Avatar
    14/04/2010 18:08:58Eugênio LealMembro SRZD desde 08/04/2009

    Ok, vc venceu. Tem razão, Marcos Paulo, caí na armadilha.

  • Avatar
    08/04/2010 22:53:19Rodrigo DarlanMembro SRZD desde 24/06/2009

    Sidews, Quando o disse que eu o sou? O retardado aqui é você! Eu, Heim... Você pode entender de escola de samba, mas se percebe que Mangueira não é de tua alçada. Ela é demais para o seu conhecimento. Qualquer mangueirense tem poder em Mangueira! Insanidade aqui eu só disse uma: de se deixar de lado algumas coisas cruciais em função de um único desfile. Ã? claro que não falei sério. Se o ivo fizer isto serei um dos primeiros a atacá-lo!!! Quanto ao resto: adoraria ver MANGUEIRA LIVRE!!! SERIA UM UFFFFFFFFFFFFFFFFFFFAAAA!!! DO TAMANHO DO UNIVERSO!!!!

  • Avatar
    08/04/2010 22:51:40Rodrigo DarlanMembro SRZD desde 24/06/2009

    Sidews, Quando o disse que eu o sou? O retardado aqui é você! Eu, Heim... Você pode entender de escola de samba, mas se percebe que Mangueira não é de tua alçada. Ela é demais para o seu conhecimento. Qualquer mangueirense tem poder em Mangueira? Insanidade aqui eu só disse uma: de se deixar de lado algumas coisas cruciais em função de um único desfile. Ã? claro que não falei sério. Se o ivo fizer isto serei um dos primeiros a atacá-lo!!! Quanto ao resto: adoraria ver MANGUEIRA LIVRE!!! SERIA UM UFFFFFFFFFFFFFFFFFFFAAAA!!! DO TAMANHO DO UNIVERSO!!!!

  • Avatar
    08/04/2010 11:27:54valci PeléMembro SRZD desde 06/04/2010

    CONTINUIDADE : Ã? com passar do tempo, fomos desenvolvendo outras atividades dentro do Projeto, foi criado em 2004 o G.R.B.C. Primeiro Passo, que se tornou um desdobramento do projeto, nós temos o prazer de desfilar pelas ruas de madureira, uma semana antes do carnaval, com uma estimativa de 2.000 cianças e adolescentes, pois é um bloco infantil com a essência de buscar a arte de sambar. A Cia Dança do Samba é uma companhia que versa o encontro da arte do samba no pé com a art performance, é composta de 20 jovens sambistas/intérpretes, de 13 a 21 anos, oriundos do subúrbio carioca (Madureira e bairros adjacentes). Foi criada em 2009 atuando como desdobramento profissional ao Projeto Primeiro Passo. A sua formação artística está organizada em 3 eixos: 1. Aprendizado e aprofundamento de outras linguagens artísticas (teatro, música, percussão, circo e danças afro-brasileiras) 2. O contato entre a dança do samba com a art performance (dança-teatro); 3. Produção de trabalhos, obras e espetáculos artísticos. Sob a coordenação de Valci Pelé, Nilce Fran (direção coreográfica) e Marcus Azevedo (direção artística), a Cia. Dança do Samba fez sua 1ª participação e obra artística chamada: â??Variações do Sambaâ?, no Seminário Arte do Samba â??A beleza do carnaval estampada em sua históriaâ? um evento realizado pelo Sesc Rio â?? Madureira, em agosto de 2009. Um trabalho desenvolvido pelos jovens dando a oportunidade da expressão e interesse dos temas abordados que foram oferecidos, voltados ao mundo do carnaval, os mesmos entrevistaram as personalidades de cada segmento e apresentaram ao público que realmente o projeto tem a preocupação de oferecer a parte da pesquisa. Forte abraço e conte comigo......Valeu ! EUGÃ?NIO LEAL.

  • Avatar
    08/04/2010 11:16:20valci PeléMembro SRZD desde 06/04/2010

    Eugênio, parabenizo pela iniciativa, a coragem e o conhecimento sobre o tema abordado " Samba no pé", precisamos realmente da valorização da arte que é sambar. Além de ter me manifestado nesse primeiro momento, fico muito feliz em saber que temos várias pessoas buscando a essência do "Passista" não deixando essa arte linda adormecer. Em 2001 idealizei o Projeto Social â??Primeiro Passoâ? é uma escola do saber do samba, onde a educação, cidadania, capacitação e formação, seguem uma só direção: as tradições e cultura da arte de sambar. Desenvolve oficinas de dança do samba, jongo, percussão e cavaco. Dinamiza a arte do samba em suas variações: no miudinho, trançado ou no rasgado. Para crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. Foi vivendo o samba em sua plenitude e observando a importância dessa complexa manifestação nas suas próprias vidas e no dia-a-dia da sua comunidade, que Valci Pelé (coordenador da ala de Passista do GRES Portela) e Nilce Fran (coordenadora da ala de Passista do GRES Portela), consolidam a cultura do samba, como instrumento na busca por uma sociedade mais igualitária, abrindo novos caminhos a crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social no bairro de Madureira e no entorno. Tem por principal parceiro o SESC MADUREIRA que cedia e potencializa as ações. E como padrinho, o cantor e compositor Dudu Nobre que tem acompanhado e apoiado a iniciativa. Tive o prazer de trabalhar com o saudoso José Carlos Rego, que me incentivou a fazer alguns trabalhos como a criação do dia do Passista, que em 2007 juntamente com o Deputado Marcelino de Almeida conseguimos sancionar a Lei Valci Pelé, que se comemora no dia 19 de janeiro o dia do Passista, e outro trabalhos voltados a arte. Desenvolvo oficinas da dança do samba no Projeto "Gente que Samba Ã? Feliz" inserido no G.R.E.S. Portela. Ã? com passar do tempo, fomos desenvolvendo outras atividades dentro do Pr

  • Avatar
    07/04/2010 10:54:48Julinho di OjuaraMembro SRZD desde 13/04/2009

    Fala Eugênio, vou mudar e perguntar: Que nota vc daria um grupo de senhores elegantes a frente de uma escola, com passadas elegantes e bem marcadas ?. Na boa, se Eu julgasse evolução ou conjunto e passasse em minha frente uma escola com diversos malandros e cabrochas riscando no tapete de verdade, já levaria um ponto a mais que o normal e acho que assim deve ser. Criara quesito é que não acho legal, a arte de sambar já deve constar em Harmonia, Conjunto e Evolução !. Forte abraço.

  • Avatar
    06/04/2010 13:03:24GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Quem sabe o que é isso não pode ser contra a idéia. ( 2 ) Simplesmente perfeito nobre Eugênio. Um abraço aí do Glorioso.

  • Avatar
    06/04/2010 09:54:24JOAOZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 26/03/2010

    21/04 === DIA NACIONAL DA CUÍCA === Convidamos a todos os Sambistas e Ritmistas, para participar do 6º ENCONTRO DAS CUÍCAS DO RIO DE JANEIRO, na quadra do G.R.E.S. UNIÃ?O DE JACAREPAGUÁ, dia 21/04 apartir das 13:00 hs.. Com a presença de Cuiqueiros de todas as agremiações do Rio de Janeiro. Já temos confirmada, assim como foi ano passado, a presença de MESTRE ODILON, MESTRE TIAGO DIOGO, e de outros MESTRES e Diretores de Bateria. Tudo regado a um bom papo de Sambista e muita cerveja, além de bons sambas da antiga. Solicitamos ainda que os Cuiqueiros NÃ?O ESQUEÃ?AM DE TRAZER SEUS RESPECTIVOS INSTRUMENTOS. Ainda em tempo, "os Cuiqueiros" devem levar, 01 Kg de Carne ou algo a ser servido no churrasco. Agradecemos tambem a colaboração de PREDRINHO SAMBOTECO, o Grande Locutor do famoso bordão = A CUÍCA Ã? SUA = ( Gogó de Ouro ), obrigado Predrinho. DESDE JÁ, CONVIDAMOS A TODOS OS SAMBISTAS e RITMISTAS, PARA PARTICIPAR DE NOSSA CONFRATERNIZAÃ?Ã?O ANUAL, CONTAMOS COM A PRESENÃ?A DE TODOS !

Comentar