SRZD


Almir da Silva Lima

srzd/upload/7/3/7375FFF0473ECD2A712245268746F882952CDF80.gif

Comentários desse usuário

Noticia: Portela muda título de enredo para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-11-06 11:57:02
Alex (?!), parceiro, pelo que percebo, você diferentemente de mim, esconde até mesmo a escola de samba da qual é torcedor, somente pra fazer a provocação representativa de debate de ideias, ao qual responderei. Não há ´revolta´ de minha parte pela Portela ter ficado na injusta 3ª colocação. Quem assistiu aos desfiles oficiais do Carnaval 2016 conforme faço anualmente ao vivo e de perto, no setor 13 das cadeiras individuais da Sapucaí, sabe que a agremiação que realizou o desfile de campeã foi a Portela. Mesmo quem assistiu pela televisão sabe disso. O desfile apresentado pela campeã, embora também tenha sido competitivo, apoteótico, alegre, contagiante e emocionante, foi merecedor no máximo de se sagrar vice. Que, por sinal foi a imerecida colocação obtida pela Unidos da Tijuca. Eu nunca escondi essas minhas opiniões, as quais coincidem com a crítica sutil e irônica feita pelo carnavalesco-mago do espetáculo na própria quarta-feira de cinzas, depois da apuração. Não tenho conhecimento de crítica ou salto (sic) feita por algum membro da direção da Portela ao ´roubo´ do título. Aqui mesmo, por ocasião da festa de entrega de prêmio à Portela enquanto melhor desfile do ano, eu discordei do saudoso pres. Falcon quando ele ao receber a premiação declarou equivocadamente ´ser exemplo para a sociedade´ (sic) a gestão da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias da Mangueira para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-11-01 17:12:26
Sonia, parceira, eu já a tinha identificado enquanto adepta da paulistana Mocidade Alegre. Porém, não, portelense. O que me apraz. Auguramos mesmo que nossa amada Portela venha a conquistar o tão esperado 22º título de campeã no Carnaval 2017. Axé! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias da Mangueira para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-11-01 16:59:02
Luiz Ricardo Fernandes, parceiro, conforme diz o personagem Caco Antibes, do ator Miguel Falabella, para a personagem da atriz Marisa Orth: ´Cala a boca, Magda´! (Rsrsrs). O fato de você ser prof. de História, Geografia, Ciências e Biologia acaba expondo tratar-se de um trabalhador-educador que autoproclama ser um intelectual, que característica e atualmente enquanto reacionário pequeno-burguês é adepto da Lei da Mordaça, dentre outras. Por isto, você faz mesmo bem em calar a boca... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias da Mangueira para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-11-01 09:56:03
Luiz Ricardo Fernandes, parceiro, consciente de que é mesmo um dublê de analfabeto político & fanático-pentecostal pela 2ª agremiação maior vencedora do Carnaval Carioca, a gloriosa Estação 1ª de Mangueira, você tem feito o seguinte. Não se dirige a mim diretamente, pois, sabe que sempre apanha no debate de ideias... Rsrsrs... Você próprio grafou ou ´apequenou´ o seu nome completo aqui em letras minúsculas... Rsrsrs... Agora, esbofeteando os seus analfabetismo político e fanatismo-pentecostal enquanto adepto mangueirense, apesar dela identificar-se aqui somente com o nome (sonia), o comentário desta pessoa patenteia os meus fundamentados comentários anteriores. Ou seja, além de ser superestimada a avaliação dos trabalhos do jovem carnavalesco Leandro Vieira, ele revela-se prepotente devido à pretensão de desenvolver trabalhos ao mesmo tempo para a atual e ´imerecida´ campeã carioca 2016 e a paulistana Mocidade Alegre. Isto outros carnavalescos mais experientes e talentosos que ele, tentaram mas, não lograram êxito anteriormente. Por último, caso seja este o propósito de sua provocativa despedida através da expressão (PT saudações), esclareço-lhe. Enquanto militante marxista e trotskista da seção brasileira da Corrente Marxista Internacional (CMI) existente em quase 100 países mundo afora, a Esquerda Marxista (EM) desde 2015 saímos do PT e nos filiamos democraticamente no PSOL. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Integrantes da Beija-Flor fazem ensaio fotográfico inspirado em enredo
Postado: 2016-10-31 10:05:41
ROBERTO, por inveja, despeito e cansado apanhar de mim no debate de ideias, você não cita mais o meu nome.... Rsrsrs.... Para soá-lo mais uma vez: ´ Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim´ do saudoso compositor-poeta da Portela, Waldir 59... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Veja fotos inéditas da final na Beija-Flor
Postado: 2016-10-30 11:59:55
Reproduzo aqui meu comentário, no site Carnavalesco, sobre a notícia: ´Como será a faixa da Beija Flor (BF) no CD do Grupo Especial´. Preliminarmente, quem for faná[email protected] pentecostal pela BF a + vitoriosa no sambódromo, a Deusa da Passarela, poderá vir a ´reagir´. A foto c/o empresário Boni, ex-manda chuva na Globo & arrependido adepto da Mocidade ´ilustra´ o perfil atual da BF. Cuja agremiação, a partir do Carnaval 2011 saiu do rol das que apresentam desfiles competitivos, apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. E passou a privilegiá-los aos julgadores da LIESA onde a BF já contou com julgadores-torcedores que a agraciaram com títulos, apesar de meio-que militarizados apelidados de competitivos, técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem ser alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. Quando isso ocorreu até a consciente parcela-adepta da BF se sentiu envergonhada. Não nos iludamos com a eleição para o 3º mandato de prefeito ou alcaide de Nilópolis, do corresponsável-maior disso junto com o irmão & comparsa não-sambista verdadeiro, Anísio Abrahão David, Farid Abrahão David. Isto, porque dialeticamente a comunidade nilopolitana se conscientizará arrependendo-se de tal submissão, dominação, exploração e opressão. O ótimo intérprete oficial apesar do timbre vocal meio-rouco Neguinho da BF, o maestro regente da bateria-orquestra a ?Poderosa?, mestre Rodney e o diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, são estratégicas peças que abrilhantam os meio-que militarizados desfiles apresentados pela BF a partir do Carnaval 2011. Reconhece-se que o raro enredo autoral e samba 2017 da BF intitulados ´´Iracema: A virgem dos lábios de me´´ têm excelência na qualidade. Ocorre, a bom juízo filosófico, tal tipo de desfile sequer é merecedor de voltar no desfile das campeãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Final Beija-Flor: veja vídeo de anúncio do samba
Postado: 2016-10-30 11:57:43
Reproduzo aqui meu comentário, no site Carnavalesco, sobre a notícia: ´Como será a faixa da Beija Flor (BF) no CD do Grupo Especial´. Preliminarmente, quem for faná[email protected] pentecostal pela BF a + vitoriosa no sambódromo, a Deusa da Passarela, poderá vir a ´reagir´. A foto c/o empresário Boni, ex-manda chuva na Globo & arrependido adepto da Mocidade ´ilustra´ o perfil atual da BF. Cuja agremiação, a partir do Carnaval 2011 saiu do rol das que apresentam desfiles competitivos, apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. E passou a privilegiá-los aos julgadores da LIESA onde a BF já contou com julgadores-torcedores que a agraciaram com títulos, apesar de meio-que militarizados apelidados de competitivos, técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem ser alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. Quando isso ocorreu até a consciente parcela-adepta da BF se sentiu envergonhada. Não nos iludamos com a eleição para o 3º mandato de prefeito ou alcaide de Nilópolis, do corresponsável-maior disso junto com o irmão & comparsa não-sambista verdadeiro, Anísio Abrahão David, Farid Abrahão David. Isto, porque dialeticamente a comunidade nilopolitana se conscientizará arrependendo-se de tal submissão, dominação, exploração e opressão. O ótimo intérprete oficial apesar do timbre vocal meio-rouco Neguinho da BF, o maestro regente da bateria-orquestra a ?Poderosa?, mestre Rodney e o diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, são estratégicas peças que abrilhantam os meio-que militarizados desfiles apresentados pela BF a partir do Carnaval 2011. Reconhece-se que o raro enredo autoral e samba 2017 da BF intitulados ´´Iracema: A virgem dos lábios de me´´ têm excelência na qualidade. Ocorre, a bom juízo filosófico, tal tipo de desfile sequer é merecedor de voltar no desfile das campeãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Integrantes da Beija-Flor fazem ensaio fotográfico inspirado em enredo
Postado: 2016-10-30 11:54:06
Reproduzo aqui meu comentário, no site Carnavalesco, sobre a notícia: ´Como será a faixa da Beija Flor (BF) no CD do Grupo Especial´. Preliminarmente, quem for faná[email protected] pentecostal pela BF a + vitoriosa no sambódromo, a Deusa da Passarela, poderá vir a ´reagir´. A foto c/o empresário Boni, ex-manda chuva na Globo & arrependido adepto da Mocidade ´ilustra´ o perfil atual da BF. Cuja agremiação, a partir do Carnaval 2011 saiu do rol das que apresentam desfiles competitivos, apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. E passou a privilegiá-los aos julgadores da LIESA onde a BF já contou com julgadores-torcedores que a agraciaram com títulos, apesar de meio-que militarizados apelidados de competitivos, técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem ser alegres, contagiantes e emocionantes p/o público. Quando isso ocorreu até a consciente parcela-adepta da BF se sentiu envergonhada. Não nos iludamos com a eleição para o 3º mandato de prefeito ou alcaide de Nilópolis, do corresponsável-maior disso junto com o irmão & comparsa não-sambista verdadeiro, Anísio Abrahão David, Farid Abrahão David. Isto, porque dialeticamente a comunidade nilopolitana se conscientizará arrependendo-se de tal submissão, dominação, exploração e opressão. O ótimo intérprete oficial apesar do timbre vocal meio-rouco Neguinho da BF, o maestro regente da bateria-orquestra a ?Poderosa?, mestre Rodney e o diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, são estratégicas peças que abrilhantam os meio-que militarizados desfiles apresentados pela BF a partir do Carnaval 2011. Reconhece-se que o raro enredo autoral e samba 2017 da BF intitulados ´´Iracema: A virgem dos lábios de me´´ têm excelência na qualidade. Ocorre, a bom juízo filosófico, tal tipo de desfile sequer é merecedor de voltar no desfile das campeãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela muda título de enredo para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-10-29 12:26:31
Esta notícia dialeticamente poderá levar a Portela e o mago do espetáculo, carnavalesco Paulo Barros, otimizar o desfile oficial 2017 da agremiação. A Portela foi ´´roubada´´ no Carnaval 2016. Em outras palavras, a mudança do título do enredo 2017 de ´´Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar´´ para ´´Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar´´ ocorre na seguinte atmosfera. A Portela pisará forte na Avenida para o desfile oficial 2017. O propósito é conquistar o 22º título de campeã depois do ´´roubo´´ em 2016 sob o enredo ´´No voo da águia uma viagem sem fim...´´. Haja vista, o desfile oficial 2017 da Portela estará embalado pelas excelências nas qualidades novamente do ´´hino´´ oficial e do enredo os quais deverão abrilhantar outro espetáculo de apresentar desfile apoteótico, competitivo, alegre, contagiante e emocionante conforme foi mostrado em 2016. Explicando, a Portela quer conquistar seu 22º título de campeã conforme entoou na introdução da gravação do samba ainda enquanto obra musical concorrente, o coautor-líder da parceria, o compositor-bamba Samir Trindade ´Candeia´: ´´Pedimos licença pra evocar todos os bambas de nossa querida Portela. Salve a Portela! Axé!´´. Tal evocação, após o trágico assassinato do inesquecível presidente da estirpe do patrono portelense in memória Natal, Marcos Falcon ao qual também será dedicado o desfile oficial 2017. Além disto, há estes versos na letra do samba: ´´(...) Cantam pastoras e lavadeiras pra esquecer a dor/Tristeza foi embora, a corrente levou/Já não dá mais pra voltar ô iá iá/Deixa o prato curar ô iá iá/Vai inspiração voa em liberdade/Pelas curvas da saudade (...)´´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias que a Mocidade levará para a Avenida
Postado: 2016-10-27 15:36:57
Belos protótipos. O mais vitorioso em agremiações diferentes (Mangueira, Vila e Beija Flor) carnavalesco do Carnaval Carioca o assumido portelense, Alexandre Louzada, lidera parceria com o colega Edson Pereira, objetivando contribuírem para a volta da Mocidade Independente no desfile das campeãs em 2017. O que não ocorre desde a 5ª colocação obtida em 2003 quando o enredo foi ´Pra sempre no seu coração: Carnaval da doação´ do carnavalesco Chico Spinoza, atualmente na coirmã Estácio. Em termos de concepção filosófica de enredo, a direção da Mocidade Independente deu um giro de 90° em relação ao Carnaval 2014 (8º lugar), 2015 (7º) e 2016 (10º & antepenúltimo) quando apresentou enredos autorais e pífios, ao menos nas colocações. Ou seja, para o Carnaval 2017 a direção organiza o patrocinado enredo ´As mil e uma noites de uma ´Mocidade´ pra lá de Marrakesh´ que é bancado por grana-preta de empresas e do governo do homenageado país africano de língua árabe e reinado, Marrocos. Isto é, enquanto responsáveis diretos pelos quesitos enredo, alegorias/adereços e fantasias que é o que está em questão através destes belos protótipos, a dupla de carnavalescos da Mocidade Independente quer apagar a má imagem deixada pela grana-preta do pres. de ´honra´ que não é sambista-verdadeiro, mas sim empresário zootécnico, Rogério Andrade, com o fracassado enredo 2016 intitulado ´O Brasil de La Mancha. Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, Quixote cavaleiro, Pixote brasileiro´. Pra ter-se ideia, tendo apostado em retratar pondo até mesmo na cadeia os dois presidentes da República anteriores, os julgadores da LIESA foram impiedosos. Apenas uma nota 10, mestre-sala & porta-bandeira, das quatro foi dada nos nove quesitos avaliados. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias da Mangueira para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-10-26 11:45:23
Conforme alertei, Sérgio Rodrigues RJ (SR RJ) e Luiz Ricardo Fernandes (LRF), este sem me citar, reagiram. Pateticamente, pra SR RJ sempre que eu posso critico a gloriosa verde-rosa cujo ´justíssimo´ (sic) título 2016, sou um dos poucos a não aceitar. Soarei esses dois fanáticos-pentecostais mangueirenses. Porém, antes, esclareço. Enquanto consciente torcedor-amante da Portela, respeito todas as coirmãs. Ocorre, tenho o democrático direito de comentar criticamente a filosofia político-administrativa dos dirigentes, sem idolatrá-los. Não, raro inclusive da própria Portela. Sou casado & feliz com a mangueirense prof. Ivania Ribeiro com quem assisto na Sapucaí cada um trajando camisas de suas agremiações do coração. Agora, pra soar SR RJ e LRF: ´O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais´ do poeta austríaco, Bertolt Brecht (1898 a 1956). ´Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim´ do saudoso compositor-poeta da Portela, Waldir 59 (1927 a 2015). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-26 09:59:50
ROBERTO, cale mesmo a boca. Eu sempre comento os fatos aqui fundamentadamente. Você não, enquanto envergonhador da comunidade nilopolitana, da Beija Flor e puxa-saco dos presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros da agremiação, somente age de forma patética causando vergonha. Em outras palavras, o último a falar aqui tem que ser sempre eu... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça algumas fantasias da Mangueira para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-10-25 17:59:32
O que comentarei sobre os protótipos das fantasias em questão, poderá levar mangueirenses que sejam fanáticos-pentecostais a chiarem. Eu reafirmo, considerei ´imerecido´ o título deste ano, notadamente pelas quatro e unânimes notas 10 agraciadas pelos ´suspeitos´ julgadores da LIESA aos quesitos enredo ´Maria Bethânia: A menina dos olhos de Oyá´, alegorias & adereços e fantasias no qual, por sinal, foi descartada a nota 9,9. Como os quesitos enredo, fantasias e alegorias & adereços são de reponsabilidade direta do jovem e até então promissor carnavalesco Leandro Vieira, eu considerei superestimada tanto as notas quanto as premiações agraciadas ao agora vitorioso trabalho dele. Para o Carnaval 2017 eu já havia comentado que ter sido pretensão desse jovem e promissor carnavalesco desenvolver ao mesmo tempo Carnaval da campeã carioca e da paulistana Mocidade Alegre, ainda que desta em parceria. Assim, os protótipos das fantasias em questão confirmam isso. Vide as críticas ao trabalho do jovem carnavalesco também feitas aqui neste site pelo leitor & parceiro Arlan Argã?lo (?!) que é torcedor da Mocidade Independente. O fato é que a direção da gloriosa Estação Primeira de Mangueira além de ser acusada de praticamente não contar com a participação da própria comunidade do Morro de Mangueira na agremiação, objetivará disputar o bi em 2017, para provar não ter sido ´imerecido´ o título de campeã 2016. Porém, na era-sambódromo a verde-rosa apenas conseguiu isso em 1986/7 quando o governador e o vice respectivamente os já falecidos, Leonel Brizola e Darcy Ribeiro se assumiram mangueirenses e exerceram fortes ´pressões´ sobre a caixa-preta LIESA e seus ´suspeitos´ julgadores. Anteriormente ao ´imerecido´ título de campeã 2016, o melhor resultado mangueirense foi o vice em 2003. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: São Clemente comemora retorno à quadra da Av. Presidente Vargas
Postado: 2016-10-25 15:24:16
Na mídia especializada em Carnaval & mundo do samba os textos jornalísticos são acríticos e prestam desserviço ao meio. É o caso deste que fala em comemoração (sic) da S. Clemente pela volta à quadra, na Av. Pres. Vargas, sem esclarecer que é 180 dias. Depois deste prazo, ninguém crê que a direção da agremiação conseguirá prosseguir ocupando de graça o valorizadíssimo terreno da União onde funciona a quadra da S. Clemente, que é do bairro Botafogo, na zona sul carioca. Haja vista, o proprietário do terreno é o governo federal o qual, além de ilegítimo e antipopular é comprometido com a especulação imobiliária. Quando o pres. da S. Clemente e membro do Conselho Fiscal da LIESA, Renato Almeida Gomes disse ao site Carnavalesco que ficou tonto com a ordem judicial para a desocupação do terreno, é porque ele tem consciência do seguinte. Na disputadíssima 1ª divisão/Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca 2017, a última/12ª colocada é rebaixada para a 2ª divisão/Série A. Assim, apesar de tanto o samba quanto o enredo 2017 intitulados ´Onisuáquimalipanse´ terem qualidades para pôr a S. Clemente em uma colocação intermediária e longe do rebaixamento. Isto não é garantia de que vá ocorrer. Desde que voltou ao GE, as colocações da agremiação oscilaram perigosamente: 9ª (2011), 11ª & penúltima (2012), 10ª (2013), penúltima (2014), 8ª (2015) e 9ª (2016). Tudo, porque a direção clementiana abandonou a correta filosofia político-administrativa de apresentar enredo e samba com excelência na qualidade e tendo irreverência & crítica-política conforme o da melhor colocação da História, 6º lugar em 1990, equivalente a voltar no desfile das campeãs, cujo inesquecível título foi: ´E o Samba, sambou´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-25 10:31:37
ROBERTO, envergonhador da comunidade nilopolitana, da Beija Flor (BF) e mesmo dos presidentes não-sambistas verdadeiros da agremiação dos quais é um serviçal capitão-do-mato, é o seguinte. Por inveja e despeito de mim, você não se contenta mais em tentar me caluniar. Como você não consegue, agora passou a usar o nome de Deus em vão. Cada vez mais você envergonha a comunidade nilopolitana, a BF e os fingidos fariseus que são os presidentes não-sambistas verdadeiros da agremiação dos quais, você além de puxa-saco é tão pecador quanto. Vade retro satanás. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Reviravolta: Liesb assume desfiles das Séries C, D e E da Intendente
Postado: 2016-10-24 18:32:40
Reproduzo aqui o meu diálogo no site Galeria do Samba com o leitor & parceiro, Francisco Carlos, acerca desta notícia. Parceiro, o Carnaval e o nosso mundo do samba são Arte, Cultura e Turismo. Este é representado na 1ª divisão/Grupo Especial(GE) do Carnaval Carioca pela empresa pública Riotur. Ocorre, no mundo inteiro, as sociedades estruturadas na divisão de classes sociais. Ou seja, nas sociedades capitalistas o estado (os governos) funcionam como comitê central que cuida dos negócios de interesse da burguesia. E isto é feito de forma hipócrita. Assim, no mundo inteiro a burguesia enquanto classe social dominante impõe ao estado ´dizer´ que Educação é prioridade absoluta para os governos. Por isso, os desfiles das escolas de samba foi dado de graça em 1984/5 para os capitalistas da contravenção penal do jogo de bicho que permanecem hegemônicos na instituição privada LIESA e ligas similares. No GE do Carnaval Carioca, embora seja área da Educação assim como são Arte e Cultura, a Riotur enquanto empresa pública é gerida enquanto negócio, isto é para dar lucro. O mesmo ocorre com os desfiles das escolas de samba através das ligas seja no GE (LIESA) e mesmo nas Séries A (LIERJ) e agora Séries B, C, D, E através da LIESB. Os desfiles das escolas de samba junto com a Riotur urgem ser concebidos, geridos e executados como áreas indissociáveis que são da prioridade absoluta Educação. Ou seja, tem que ter excelência na qualidade, ser público e universalista. Isto é, de direitos iguais para todos e todas. Um primeiro, imediato e imprescindível passo para tal é dar todo apoio, votar e eleger prefeito do Rio de Janeiro, o dep. est. Marcelo Freixo (PSOL) n° 50. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-24 14:55:56
ROBERTO, você insiste em ser envergonhador da comunidade nilopolitana, da Beija Flor e mesmo dos presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros da agremiação dos quais é um serviçal. Não ´contente´ com isto, agora você pateticamente pretende bancar o falso advogado deste site. Ocorre, você de tão analfabeto político que é sequer tem consciência de que ao usar a expressão preconceituosa e racista ´denegrir´ (sic) age como capitão-do-mato. Ou seja, atravessa o samba ou faz gol-contra à medida que você também tem cor da pele preta, é negro ou afrodescendente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Opinião: 'Os Poderes da Portela'
Postado: 2016-10-23 21:45:14
Narrarei os diálogos que mantive, na eliminatória dia 23/09 c/o compositor-bamba Samir Trindade ?Candeia? e c/o intérprete Gilsinho, na final dia 14/10. Impulsionado pelo comando do inesquecível pres. Marcos Falcon, o mov. Portela Verdade encontra-se no caminho certo p/a conquista do tão sonhado 22º título de campeã da agremiação mais coirmã-madrinha e a mais carioca & vitoriosa do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Apesar disso, sou opositor do sistema de apuração/leitura do resultado dos desfiles oficiais sem a transparência de não-passar simultaneamente à imprensa as justificativas das notas inclusas as notas 10, dadas pelo ´suspeito´ quadro de julgadores (QJ) da LIESA. Isto porque, filosófica e materialmente falando, embora nossa Portela esteja c/tudo em cima p/tal sonhada conquista, é preciso analisar o seguinte. Contando historicamente com as comunidades-bases dos bairros Oswaldo Cruz e Madureira assim como c/grande torcida no RJ, no Brasil e mundo afora, além de mais recentemente c/diversas torcidas organizadas, é público & notório que a Portela se estruturou de forma profissionalizada. Seja em termos de direção e de componentes, para realizar desfiles oficiais de 2014 pra cá, com o propósito de conquistar o 22º título. Entretanto, observemos, das quatro notas dadas pelo QJ da LIESA nos atuais nove quesitos avaliados, uma ou inferior à nota 10, é descartada. Assim, no Carnaval 2017 como garantia são necessários o total de 270 pontos ou três notas 10 nos nove quesitos avaliados. Não, as unânimes ou vergonhosíssimos 300 pontos conquistados pela ´tricampeã´ em 2001 nos 10 quesitos avaliados na mão-grande pelo QJ quando a LIESA era presidida pelo atual pres. da aludida coirmã. O qual é um dos atuais membros-vitalícios do clandestino & poderosíssimo Conselho de Grandes ´Beneméritos´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Presidente da Portela parte para o ataque e diz como será daqui pra frente
Postado: 2016-10-23 21:42:03
Narrarei os diálogos que mantive, na eliminatória dia 23/09 c/o compositor-bamba Samir Trindade ?Candeia? e c/o intérprete Gilsinho, na final dia 14/10. Impulsionado pelo comando do inesquecível pres. Marcos Falcon, o mov. Portela Verdade encontra-se no caminho certo p/a conquista do tão sonhado 22º título de campeã da agremiação mais coirmã-madrinha e a mais carioca & vitoriosa do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Apesar disso, sou opositor do sistema de apuração/leitura do resultado dos desfiles oficiais sem a transparência de não-passar simultaneamente à imprensa as justificativas das notas inclusas as notas 10, dadas pelo ´suspeito´ quadro de julgadores (QJ) da LIESA. Isto porque, filosófica e materialmente falando, embora nossa Portela esteja c/tudo em cima p/tal sonhada conquista, é preciso analisar o seguinte. Contando historicamente com as comunidades-bases dos bairros Oswaldo Cruz e Madureira assim como c/grande torcida no RJ, no Brasil e mundo afora, além de mais recentemente c/diversas torcidas organizadas, é público & notório que a Portela se estruturou de forma profissionalizada. Seja em termos de direção e de componentes, para realizar desfiles oficiais de 2014 pra cá, com o propósito de conquistar o 22º título. Entretanto, observemos, das quatro notas dadas pelo QJ da LIESA nos atuais nove quesitos avaliados, uma ou inferior à nota 10, é descartada. Assim, no Carnaval 2017 como garantia são necessários o total de 270 pontos ou três notas 10 nos nove quesitos avaliados. Não, as unânimes ou vergonhosíssimos 300 pontos conquistados pela ´tricampeã´ em 2001 nos 10 quesitos avaliados na mão-grande pelo QJ quando a LIESA era presidida pelo atual pres. da aludida coirmã. O qual é um dos atuais membros-vitalícios do clandestino & poderosíssimo Conselho de Grandes ´Beneméritos´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-23 12:04:50
Beija Sempre, você enquanto falso advogado, este seu ´cliente´ e felizmente uma minoria fanática-pentecostal de adeptos da Beija Flor (BF) agem pateticamente quando falam em debater ideias. Infeliz e dialeticamente, tal minoria representa a maioria da comunidade nilopolitana e pela 3ª vez elegeu prefeito, o pres. executivo não-sambista verdadeiro da BF. Um dia, tal comunidade se conscientizará, libertando-se da contravenção penal do jogo do bicho & outras criminalidades que sofre e do crime de lesa-escola de samba que é o seguinte. Junto com o irmão, capo e comparsa de criminalidades, o pres. executivo & alcaide nilopolitano novamente eleito a partir do Carnaval 2011 impuseram à BF abandonar a filosofia de apresentar desfiles competitivos, apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes. Tudo, para passar a apresentar desfiles meio-que militarizados, apelidados de técnicos, supostamente sem-erros e sem alegrar, contagiar e emocionar o público. O que tem levado a comunidade nilopolitana a no fundo sentir-se envergonhada, mesmo quando ´conquistou´ os títulos de campeã em 2011 e 2015. Conforme afirmei anteriormente, sendo autoral, clássico e de excelência na qualidade tanto o enredo ´Iracema. A virgem dos lábios de mel´ quanto o samba 2017 não casam com o citado desfile meio-que militarizado. Além disso, coirmãs tão e ou/mais vitoriosas que a BF se conscientizaram. Consequente e ultimamente tais coirmãs têm apresentado os mencionados e vitoriosos desfiles competitivos & apoteóticos. Ou seja, agora no ´esquema´ de indicar para o ´suspeito´ quadro de julgadores da LIESA, a rebaixada e a campeã, o pres. de ´honra´ da BF não é mais hegemônico. No vitalício, clandestino e poderosíssimo Conselho de Grandes ´Beneméritos´ da LIESA, ele tem que ´brigar´ por tais indicações com muito mais gente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-22 10:52:57
ROBERTO, analfabeto político & envergonhador da comunidade nilopolitana e da afilhada portelense Beija Flor, não me canso de zoá-lo... Rsrsrs..., seja aqui ou em outro site... Rsrsrs... Conforme você diz, repetitivamente (rsrsrs) vou zoá-lo mais duas vezes... Rsrsrs... Primeiro, do poeta austríaco Bertolt Brecht (1898 a 1956) o texto intitulado O Analfabeto Político: ´O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais´. Rsrsrs... Em 2º lugar, do saudoso baluarte portelense o compositor-bamba e poeta Waldir 59 (1927 a 2015) a íntegra da letra do samba intitulado Não É Bem Assim: ´ Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim´. (Rsrsrs). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Bianca Monteiro vai reinar à frente da bateria da Portela em 2017
Postado: 2016-10-21 15:20:45
Mais uma nota 10 para a direção de nossa amada Portela pós-inesquecível presidente Marcos Falcon, pelo fato de pôr no estratégico posto de marketing de rainha da bateria/orquestra Tabajara do Samba, a ´deusa´ que quebra tudo, Bianca Monteiro. Deve-se acrescentar louvor pra nota 10 desta medida de filosofia político-administrativa, se a mesma tiver ocorrido sem melindrar a até então rainha, Patrícia Nery. A qual, conforme a sucessora Bianca Monteiro é da comunidade e conta com os demais e imprescindíveis atributos para o posto. Quão seja, carisma/simpatia, beleza estética, graça, garbo e charme. Haja vista, Patrícia Nery evoluiu aprendendo minimamente a sambar, mas não a ´quebrar tudo´. Eu propugno que ela permaneça em um posto, função ou cargo de destaque em nossa amada Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Lugar de portelense que é da comunidade é na Majestade do Samba. O reinado de Patrícia Nery a frente da Tabajara do Samba foi majestoso. Fato que com certeza, será otimizado por Bianca Monteiro, sem que seja necessário explicar o obvio e ululante. ´ Portela/Suas cores tem/Na bandeira do Brasil/E no céu também/Avante portelense para a vitória/Não vê que o teu passado é cheio de glória/Eu tenho saudade/Desperta, ó grande mocidade/As suas cores são lindas/Seus valores não tem fim/Portela, querida/És tudo na vida/Pra mim´ do saudoso baluarte da Velha Guarda o compositor-bamba Chico Santana (1911 a 1988). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: A aldeia toda estremeceu: Beija-Flor escolhe seu samba para o Carnaval 2017
Postado: 2016-10-21 12:24:39
A esperada vitória deste belíssimo samba exige mudança na filosofia político-administrativa da direção da Beija Flor (BF). Cuja História, conforme ensinou o filósofo dos filósofos Marx, é a própria contradição. Apesar de suas cores oficiais, azul do infinito e branco serem as da madrinha Portela, há quem considere que a BF é afilhada (sic) da verde-branco Império Serrano. Pra agravar, a escola de samba do coração do presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro, Anísio Abrahão David, é a verde-rosa Estação 1ª de Mangueira. O qual junto com o irmão, presidente executivo e igualmente não-sambista verdadeiro, Farid, obrigaram a BF a filosoficamente retroceder a partir de 2011, em termos de concepção de desfiles oficiais. Ou seja, a partir do título ´conquistado´ no atípico Carnaval daquele ano, o 1º pós o fenomenal, incrível e imbatível enredo ´É segredo!´, ambicionando voltar a conquistar título, os dois presidentes da BF sectariamente mudaram a concepção de desfiles oficiais. Os quais deixaram de ser apoteóticos, competitivos, alegres, contagiantes e emocionantes para o público, transformados em meio-que militarizados, apelidados de técnicos, competitivos, supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem emocionar o público; mas não o ´suspeito´ quadro de julgadores da caixa-preta LIESA. Em outras palavras, o enredo ´Iracema. A virgem dos lábios de mel´ assim como o ´hino´ oficial escolhido para o Carnaval 2017 à medida que é autoral, clássico e belíssimo exige o desafio de voltar a apresentar o citado tipo de desfile oficiai apoteótico, competitivo, alegre, contagiante e emocionante. Consciente disso, mestre Laíla anda preocupado, pois, ou a BF faz isso, ou pode nem voltar no desfile das campeãs. Vide 2014 e mesmo a ´ameaça´ representada pela 5ª colocação neste ano. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Exclusivo: compositor Vinícius Ferreira comenta saída da Portela
Postado: 2016-10-19 12:25:33
Amar, sentir paixão e ou gostar de uma escola de samba conforme a nossa Portela é questão de foro íntimo. Por isto é inegável que o compositor Vinícius Ferreira seja portelense de coração. Pra ter-se ideia, outros dois inclusive atualmente são membros do Conselho Deliberativo de nossa amada agremiação. Refiro-me ao nada-saudoso ex-pres. portelense e ex-patrono da coirmã Estácio, o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã e ao ex-assessor dele e ex-pres. da citada coirmã, Marcos Aurélio Fernandes. O qual, por sinal, é equivocadamente tido pela atual direção portelense como representante (sic) da Portela junto a caixa-preta LIESA. Pra ´ilustrar´ todo amor sentido pela nossa amada Portela por parte do compositor Vinícius Ferreira, que aqui posa de ético e praticamente um ´monge´, eu lembro o seguinte. Ele esteve envolvido, enquanto um dos coautores do samba-enredo oficial 2015 da escola de samba, então na 3ª divisão/Série B do Carnaval Carioca, Unidos da Vila Santa Tereza à medida que tal samba substituiu o que havia vencido a disputa através de uma fraude. Isto é, de ter sido comprado. Tudo isso foi noticiado por este prestigioso site à época, dia 12/12/2014 ? 12h04 ? sob o título: ´Após polêmica, Vila Santa Tereza divulga áudio do samba de 2015. Em outras palavras, eu reafirmo o que disse anteriormente, enquanto consciente torcedor-amante que apoia sem idolatria o movimento Portela Verdade desde 2011/2. Por isto, eu estou de acordo com todas as medidas político-administrativas punitivas tomadas pela atual direção portelense, por consequência da briga, no imbróglio da definição do nosso ´hino´ oficial 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Beija-Flor: internautas elegem o samba de Claudemir e cia o melhor
Postado: 2016-10-18 19:08:02
Eu votei pro samba/parceria liderado pelo compositor Claudemir se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Beija Flor (BF). Na enquete daqui, que obviamente mudará, este samba tem 57,4%, o liderado por Sormani 17 %, por Marcelo Valência 14,9% cada um e por Serginho Aguiar 10,6%. Mais adiante as justificativas. Eu considero excessivo o número de mais de três sambas finalistas em uma disputa. O que é agravado pela falta de transparência, pois as justificativas dos sambas finalistas não se tornarão públicas. Ou seja, não serão simultaneamente passadas à imprensa presente em quadra. Essa mesma falta de transparência ocorre em relação às notas inclusas as notas 10 dadas pelo ´suspeito´ quadro de julgadores da caixa-preta LIESA. Fato que levou os presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros que não citarei, pois não merecerem, a exatamente por isso impor à BF passar a apresentar a partir do Carnaval 2011, desfiles oficiais invariavelmente desta forma. Meio que militarizados apelidados de competitivos & técnicos, os quais deixaram de ser apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes para o público. Isto é, do carnaval 2011 pra cá tal forma de apresentações de desfiles são impulsionadas pela garra da comunidade e enfeitadas pelos segmentos/quesitos notas 10 unânimes, a bateria/orquestra a `Poderosa´ e o chamado casal de mestre-sala e porta-bandeira, ou seja, fantásticos bailarinos-sambistas. Escolhi/votei pra obra musical em parceria liderada pelo compositor Claudemir se tornar o samba-enredo oficial 2017 da BF pelo seguinte. Porque em relação ao ótimo & clássico enredo autoral ´Iracema, a virgem dos lábios de mel´, fato raro na concepção dos não-sambistas verdadeiros presidentes da BF, nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical da agremiação, é o que mais me ´agrada´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Final acaba cedo com vitória da parceria de Moisés Santiago, na Imperatriz
Postado: 2016-10-18 18:03:57
Favorito com 45% dos votos na enquete do site Carnavalesco, o samba/parceria liderado pelo compositor Moisés Santiago se sagrou o ´hino´ oficial 2017 da Imperatriz, enredo ´Xingu: O clamor que vem da floresta´ do carnavalesco Cahê Rodrigues. Afilhada do Império Serrano que é a agremiação do coração do pres. Luizinho Drumond, a Imperatriz no Carnaval 2016 conseguiu a última/6ª vaga no desfile das campeãs. Isso graças ao pres. da Imperatriz, que embora não seja sambista-verdadeiro, mas sim capo da contravenção penal do jogo de bicho e de outras criminalidades conforme integrar máfias como a do bingo e das máquinas caça-níqueis. Ele atualmente é membro-vitalício do Conselho de Grandes ´Beneméritos´ (CGB) da LIESA onde foi presidente, mandou e desmandou. Pra ter-se ideia, dentre os oito títulos de campeã da Imperatriz na 1ª divisão/Grupo Especial, 1980/1/9, 1994/5/9, 2000/1, os três últimos ocorreram na mão-grande. Ou seja, com ele presidindo a LIESA. A ponto do título de 2001 ter sido ´conquistado´ através de notas 10 unânimes em todos 10 quesitos. Essa fase áurea levou a Imperatriz a ficar conhecida como a Rainha da Zona da Leopoldina, notabilizando-se por desfiles militarizados apelidados de técnicos & competitivos, frios, monótonos e sem alegrar, contagiar ou emocionar o público. Apesar de não ser do ramo, o pres. da Imperatriz não é burro e abandonou tal tipo de desfile militarizado, porque a agremiação amargou colocações pífias entre 2006 e 2012. O que para o Carnaval 2010 causou a demissão sumária da carnavalesca da mencionada fase áurea, Rosa Magalhães. Tendo voltado aos desfiles das campeãs em 2013, o pres. da Imperatriz parece conformado com isso. Afinal perdeu força no poderoso CGB da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Noca não faz mais parte da Velha Guarda da Portela
Postado: 2016-10-17 19:25:52
Sobre as primeiras e acertadas medidas político-administrativas tomadas pela direção de nossa amada Portela contra os identificados e ou/envolvidos na lamentabilíssima briga que presenciei em quadra, já na manhã de sábado 15/10, depois de definido o ´hino´ oficial 2017 da Majestade do Samba. Eu apoio todas essas medidas. Caso o compositor-bamba & poeta lírico mestre Noca da Portela decidir mesmo deixar nossa Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira será um ´tiro´ no próprio pé, próximo do final da vida e da carreira profissional majestosamente construída. Haja vista, a marca registrada Noca da Portela. O mestre e sua neta Danielle Vilela urgem virem a público e fazerem autocríticas pelo sacrilégio do mestre e das postagens ofensivas a integrantes da direção da Portela feitas pela neta no Facebook. Não há dúvida sobre qual é a escola de samba do coração de ambos. Assim, o departamento jurídico de nossa amada agremiação deve agir altaneira & guerreiramente. Porém, não entrar numa onda de caça às bruxas tão em voga nos dias atuais no Brasil, perpetrado pelo draconiano & ditatorial Juiz Moro. Fizeram bem tanto a filha do imortal Mestre Candeia, Selma Candeia, quanto o cantor e compositor-bamba Diogo Nogueira terem dado declarações à imprensa. Ele repudiou a briga na qual afirma não ter-se envolvido e que desfilará em nossa Portela em 2017. Espera-se que ele prossiga criando mais ativamente obras musicais na ala de compositores. Exaltemos a filha do imortal Mestre Candeia, por ter clamado pela união de todos os segmentos de nossa amada Portela. A filha do Mestre e Diogo Nogueira fizeram isso no site SRZD-Carnaval. ´(...) Avante portelense para a vitória (...)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira: Lequinho é campeão na verde e rosa
Postado: 2016-10-17 17:02:06
O samba/parceria liderado pelo compositor Lequinho se sagrou ´hino´ oficial 2017 da Estação 1ª de Mangueira, tendo vencido a enquete do site Carnavalesco com 85,8% de votos; contra 7,1% dos empatados na 2ª colocação, os liderados pelos compositores Nelson Sargento e Tantinho. Já na enquete do site SRZD-Carnaval, o liderado por Lequinho ficou na 3ª colocação com 13,9% de votos, contra 38,7% do 2º colocado o liderado por Tantinho e 47,4% do 1º colocado, o liderado por Nelson Sargento. Na disputa ano passado para o Carnaval deste ano é que o liderado por Lequinho fôra considerado o preferido da comunidade e do carnavalesco Leandro Vieira, enredo ´Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá´. Na oportunidade, se sagrou samba-enredo oficial 2016 o liderado pelo compositor Alemão do Cavaco, que para o Carnaval 2017 sequer chegou à final. Ou seja, apesar de no Carnaval 2016 de fato ter apresentado um desfile competitivo tradicionalmente apoteótico, alegre, contagiante e emocionante para o público. Tal desfile não foi merecedor do título de campeã, mas sim no máximo vice. Tal título foi inacreditável. A agremiação em 2015 amargou a antepenúltima/10ª colocação e desde 2011 sequer voltava no desfile das campeãs. O título de 2016 coincidiu com a estreia do pres. Chiquinho da Mangueira no Conselho de Grandes Beneméritos da LIESA, que é quem indica para os julgadores a campeã e a rebaixada. Aguardemos o desfile 2017. O último bi da gloriosa verde-rosa ocorreu em 1986/7 quando o então governador que inaugurou o sambódromo, o falecido mangueirense Brizola era poderoso. De lá pra cá, depois de se sagrar campeã a melhor colocação mangueirense ocorreu em 2003, vice. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Noca não faz mais parte da Velha Guarda da Portela
Postado: 2016-10-16 19:11:02
Estive em quadra nessa final da Portela. À hora do anúncio do samba vencedor, não houve provocação de adeptos da bicampeã parceria liderada pelo compositor-bamba Samir Trindade ´Candeia´ (ST´C´) conforme alegaram adeptos das parcerias não-vencedoras. Os quais quem causaram toda confusão & briga. Enquanto torcedor-amante apoio o movimento Portela Verdade desde 2011/2, e concordo com as medidas político-administrativas já tomadas pela direção portelense contra o baluarte compositor-bamba & poeta lírico mestre Noca da Portela (mestre NP) de tirá-lo da Velha Guarda. O mestre NP se equivoca e mostra preconceito contra portelenses que residam em Nilópolis e ou/outro município da Baixada, caso tenham ido de ônibus torcer pelo samba que se sagrou ´hino´ oficial 2017 da Portela. O compositor-bamba ST´C´ antes de retornar à Portela disputou e venceu sambas na afilhada Beija Flor, sim. Ocorre, mestre NP também já deixou de disputar samba na Portela, pra fazê-lo na coirmã Estação Primeira de Mangueira. Nenhum ou nenhuma portelense deve querer que mestre NP deixe nossa amada agremiação. Lugar de portelense é na Portela. Agora, todo apoio às expulsões dos que brigaram em quadra e ameaçaram o presidente portelense Luiz Carlos Magalhães. O qual por precaução deve registrar queixa na DP. Porém, sou contrário a um ditatorial processo cível como fez no site Carnavalesco, o leitor Luiz F. Bassin. Por fim, prossigo propugnando que o sistema de escolha de samba-enredo seja transparente. As justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do que se sagrar ´hino´ oficial deve ser simultaneamente passadas à imprensa. O mesmo deve passar a ocorrer na hora da leitura das notas, inclusas as notas 10, dadas pelo quadro de julgadores da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Mocidade: confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-10-13 19:18:11
Nas enquetes, eu votei pro sambão/parceria liderado pelo compositor-bamba Altay Veloso se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Mocidade Independente. A justificativa que não é simultaneamente passada à imprensa por nenhuma filosofia político-administrativa das direções das escolas de samba em todos Grupos/Séries do Carnaval Carioca é a seguinte. Dos excessivos quatros sambas finalistas, este que votei é o que mais me agrada nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical da agremiação em relação ao enredo ´As mil e uma noites de uma ´Mocidade´ pra lá de Marrakesh´ que é desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira. Tal falta de transparência nos concursos para definição do samba-enredo oficial. Isto é de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do escolhido ´hino´ acaba deixando ´dúvida´ sobre a ética ou lisura. Ocorre o mesmo em relação às notas inclusas as notas 10 dadas pelos ´suspeitos´ quadros de julgadores das ligas LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso durante as leituras dos resultados dos desfiles oficiais. Haja vista, as notas 10 jamais são justificadas e quando as das notas abaixo se tornam públicas, ou seja entregues à imprensa um mês depois. Não é nada raro terem ocorrido injustos rebaixamentos e ou/títulos de campeãs ´conquistados´ através de desfile militarizado apelidado de técnico & competitivo, supostamente sem-erros, frio, monótono e sem ser apoteótico, alegre, contagiante e emocionante para o público. Tudo sob a maior impunidade para os ´suspeitos´ quadros de julgadores das citadas ligas. Essa final da Mocidade Independente é ilustrada pela antiética ´enquete´ do site SRZD-Carnaval mostrando percentuais, que obviamente serão mudados: 43,4% - 32,7% - 16,2% - 7,7%.Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Portela: confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-10-13 16:38:00
Votei pra obra-prima musical nota 10 com louvor, isto é o samba/parceria liderado pelos compositores-bambas Neyzinho do Cavaco (NC) e o portelense que deixou a afilhada Beija Flor, Samir Trindade ´Candeia´ (ST´C´) se sagrar ´hino´ oficial 2017. Conforme fiz dia 23/09, estarei em quadra nesta 6ª feira, 14/10 quando trajarei a camisa-propaganda gentilmente cedida por ST´C´: ´Vem conhecer esse Amor!´. Reafirmarei e darei transparência às imprescindíveis justificativas que não são praticadas pela filosofia político-administrativa da direção e ou/da comissão julgadora de nossa amada agremiação. Que no caso deveria ser passar simultaneamente à imprensa presente em quadra as justificativas seja de cada samba concorrente eliminado durante todo concurso-escolha assim como dos não-vencedores inclusive do samba-enredo escolhido como oficial em uma final conforme a que está em questão. Assim, fica em honrosíssima 3ª colocação o samba-concorrente finalista liderado pelo compositor-bamba & poeta lírico mestre Noca da Portela. Isto, porque, é incompleto consequentemente arriscado deixar de obter as costumeiras notas 10 unânimes o verso do refrão no subquesito letra/poesia/rimas: ´Chegou (sem Oswaldo Cruz) Madureira chegou/Salve a santa salve ela (...)´. Já na 2ª colocação, ainda que seja merecedor de notas 10 unânimes, o samba concorrente finalista dos crias. Afinal, sendo merecedor de notas 10 unânimes com louvor já disse e justifiquei qual deve se sagrar ´hino´ oficial 2017. O qual, em relação ao samba-enredo 2016 na parte do subquesito letra/poesia/rimas: ´(...) Mais uma estrela que vai brilhar no pavilhão (sem Oswaldo Cruz) de Madureira (...)´ foi corrigido para: ´Salve a Velha Guarda e os frutos da jaqueira/Oswaldo Cruz e Madureira/Navega a barqueada em louvação/Para mostrar que na Portela o samba é religião (...)´ conforme ensinou Mestre Candeia. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Mangueira: confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-10-13 16:19:36
Eu votei pro samba/parceria liderado pelo compositor-bamba & presidente de honra da verde-rosa Nelson Sargento se sagrar o ´hino´ oficial 2017 da Estação 1ª de Mangueira. Apresentarei as justificativas deste voto/escolha/preferência assim como dos não-escolhidos em relação ao enredo ´Só com ajuda do santo´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira. Isto, porque as justificativas são sempre ´subjetivas´ e em larga medida influenciadas pelo gosto e ou/preferência, posição pessoal, hábito e emoção. Assim, o samba finalista que apontei como ´preferido´ é o que mais me ´agrada´ ou ´contempla´ nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical da agremiação. Ao qual, digamos eu ´atribuo´ nota 10. O 2º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,9 é o liderado pelo compositor-bamba Tantinho. O 3º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,8 é o liderado pelo compositor-bamba Lequinho. Obs: As notas ´atribuídas´ são meramente simbólicas. Já o agravante da falta de transparência que deixa ´dúvida´ sobre a ética é que as direções e ou/Comissões Julgadoras (CJ) das agremiações assim como as direções da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso não entregam simultaneamente à imprensa as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não vencedores mesmo do samba-enredo ´escolhido´ enquanto oficial. O mesmo ocorre em relação às notas, inclusas as notas 10, dadas pelos quadros de julgadores (QJ) das citadas e representativas ligas das escolas de samba em todos Grupos/Séries do Carnaval Carioca. Ou seja, 1ª divisão/Grupo Especial (LIESA), 2ª divisão/Série A (LIERJ) e 3ª, 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E (ACSN). Não é raro o samba-enredo ´escolhido´ como oficial não ser o de consenso na comunidade, além de injustas campeãs e rebaixadas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro escolhe samba de Marcelo Motta para cantar 'Divina Comédia' em 2017
Postado: 2016-10-13 10:46:10
Oswaldo Fernandes Filho, salgueirense parceiro de Juiz de Fora (MG), agradeço-lhe pelo alerta. Não é ´surpresa´ que a ótima presidenta do Salgueiro sendo do PMDB apoie e peça votos p/Crivella (PRB). É uma ´natural´ atitude conservadora e reacionária dela ao que significa a candidatura de Freixo (PSOL) inclusive para nosso mundo do samba. A presidenta salgueirense fez o mesmo em 2012 quando então ainda era discriminada, oprimida e relegada à mera suplência no Conselho Fiscal da LIESA nos dois sexistas/machistas mandatos anteriores do presidente do órgão, Jorge Castanheira. Embora este não seja o seu caso, parceiro Oswaldo Fernandes Filho, rejeitemos tanto o sectarismo quanto o analfabetismo político. Vide o comentário do leitor & adepto de nosso mundo do samba, Xavier de Macaé. Aqui, o atual e reeleito alcaide, o médico Dr. Aluízio (PMDB) é egresso do PV e é originário do PSDB. No qual foi arrependido-aliado da corrupta oligarquia burguesa que dominou o povo pobre e oprimido durante 35 anos (1977 a 2012). A ´referência´ do leitor Xavier de Macaé é o alcaide anterior que é torcedor União da Ilha, mas desfilava pela Deusa da Passarela enquanto padrinho de casamento de Neguinho da Beija Flor. Neste ano nem houve desfile das escolas de samba de Macaé onde me afastei da verde-rosa Princesinha em 1983 enquanto diretor campeão 1982. Por último, apesar da ótima presidenta salgueirense ser conservadora e reacionária. Junto com o presidente portelense Luiz Carlos Magalhães, somente presidentes de escolas de samba podem fazê-lo, ela e ele são nossas esperanças de algum tipo de mudança na caixa-preta LIESA e em nosso indevidamente mercantilizado mundo do samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro escolhe samba de Marcelo Motta para cantar 'Divina Comédia' em 2017
Postado: 2016-10-12 17:54:34
A propósito da ´campanha´ dos leitores do site Carnavalesco pela volta/retrocesso do intérprete Quinho ao carro de som oficial do Salgueiro, eu afirmo o seguinte. Por não ser apartado da sociedade, o nosso mundo do samba reproduz mazelas como o retrocesso do impeachment da presidenta da República sem prova do crime de responsabilidade, para pôr no cargo de chefe da nação o vice que é do maior partido político da burguesia no Brasil (PMDB). Isso, apesar de o partido de trabalhadores da presidenta ter governado junto e muitíssimo mais para burguesia, que para o povo pobre e oprimido. Fora Temer e esse Congresso Nacional! Pela Assembleia Popular Nacional Constituinte! Pelo Governo dos Trabalhadores! Quanto à improvável volta de Quinho ao Salgueiro, ele faz ´marketing´ posando de salgueirense, apesar de ter iniciado carreira profissional de sambista na União da Ilha em 1985. Tá certa a ótima presidenta salgueirense Regina Celi Fernandes quando descarta a volta dele ao carro de som oficial. Ela que também preside o Conselho Fiscal da LIESA, deve ignorar seus detratores que a acusam sem provar de ´adepta´ da agremiação de Noel. Além de deixar claro agora se votará e ou/indica corretamente o voto em Freixo ou equivocadamente no nefasto Crivella, ela precisa ficar ligada. Ao invés de cogitar candidatar-se novamente à vereança carioca em 2020, ela desde já deve buscar compor na eleição presidencial da LIESA em meados de 2018, uma chapa concorrente independente com o presidente da Portela, Luiz Carlos Magalhães. Afinal, a menos que o Salgueiro e a Portela realizem desfiles três notas 10 em todos nove quesitos avaliados, ambas prosseguirão sendo ´roubadas´ conforme o foram em 2014/5 e 2016. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro escolhe samba de Marcelo Motta para cantar 'Divina Comédia' em 2017
Postado: 2016-10-12 11:45:28
Nas enquetes, eu tinha mesmo votado pra este sambão se sagrar ´hino´ oficial 2017 do Salgueiro. Ao qual ´atribuí´ nota 10, com as imprescindíveis justificativas acerca dos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical salgueirense em relação ao enredo ´A Divina Comédia´ do Carnaval´ dos casal de carnavalescos, o mago do neon Renato & Márcia Lage. Esta tem razão em relação às esdrúxulas justificativas do ´suspeito´ quadro de julgadores da caixa-preta LIESA neste ano. Quanto ao injusto (´roubado´) bi vice do Salgueiro em 2014/5, a melhor declaração à imprensa foi dada pelo carnavalesco: ´Sinto-me enojado com as campeãs que ´conquistaram´ seus títulos através de desfiles militarizados, apelidados de técnicos & competitivos, supostamente sem erros, frios, monótonos e sem ser apoteóticos, alegres, contagiantes e emocionantes para o público´. Já eu anteriormente afirmei, o 5º & semifinalista samba concorrente/parceria liderado pelo compositor-bamba Tiãozinho do Salgueiro era o meu ´preferido´. Assim, conforme ensinou o filósofo dos filósofos, Marx, o critério da verdade é a prática. Ou seja, eu não estou convencido que o ´hino´ oficial 2017 salgueirense necessite dos tais ´ajustes´ ditos pela ótima presidenta Regina Celi Fernandes. A propósito, é discriminatório & nefasto o apelido ´sinhá´ que lhe foi dado pelos preconceituosos humoristas Sambistas da Depressão. Agora, depois de ter equivocadamente concorrido a vereadora pelo maior partido político da burguesia no Brasil (PMDB). Ela, por isto obteve pífios 4.280 votos comparativamente ao menos votado (Dr. João Ricardo, 14.994 votos) da majoritária bancada de 10 edis cariocas peemedebistas. É fantasioso o discurso dela: ´Fiz mais de 70 lideranças (sic) em toda cidade´. Urge ela dizer se votará e ou indica votar acertadamente em Freixo ou equivocadamente em Crivella. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete: Veja qual é o samba mais votado pelo leitor do SRZD para o Salgueiro
Postado: 2016-10-10 16:26:39
Eu votei pro samba/parceria liderado pelo compositor-bamba Marcelo Motta se sagrar o ´hino´ oficial 2017 do Salgueiro. Apresentarei as justificativas deste voto/preferência e dos não-escolhidos em relação ao enredo ´A Divina Comédia do Carnaval´ que será desenvolvido pelo casal de carnavalescos Renato & Márcia Lage. Pra esclarecer, tais justificativas são sempre ´subjetivas´ e em larga medida influenciadas por gosto, preferência, posição pessoal, hábito e emoção. O samba finalista que apontei como ´preferido´ é o que mais me ´agrada´ nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical da agremiação. Ao qual, eu ´atribuo´ nota 10. E a ´enquete´ deste site antieticamente mostra 62,1%. O 2º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,9 é o liderado pelo compositor-bamba Demá Chagas. 24,1% nesta ´enquete´. O 3º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,8 é o liderado pelo compositor-bamba Luiz Pião. 3, 5% nesta ´enquete´. Já o liderado pelo compositor Xande Pilares que nem devia ter chegado à final, nesta ´enquete´ tem 10,3%. O pior é que as direções e ou/Comissões Julgadoras (CJ) das agremiações e as direções da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso não entregam simultaneamente à imprensa as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não vencedores mesmo do samba-enredo ´escolhido´ enquanto oficial. O mesmo ocorre em relação às notas, inclusas as notas 10, dadas pelos quadros de julgadores (QJ) de tais ligas em todos Grupos/Séries do Carnaval Carioca. Ou seja, 1ª divisão/Grupo Especial (LIESA), 2ª divisão/Série A (LIERJ) e 3ª, 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E (ACSN). Não é raro o samba-enredo ´escolhido´ como oficial não ser o de consenso na comunidade, além de injustas campeãs e rebaixadas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira define 3 parcerias para final de samba
Postado: 2016-10-10 11:39:23
Na enquete do site Carnavalesco, eu votei pro samba/parceria liderado pelo compositor-bamba & presidente de honra Nelson Sargento se sagrar o ´hino´ oficial 2017 da Estação 1ª de Mangueira. Apresentarei as justificativas deste voto/escolha/preferência assim como dos não-escolhidos em relação ao enredo ´Só com ajuda do santo´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira. Isto, porque as justificativas são sempre ´subjetivas´ e em larga medida influenciadas pelo gosto e ou/preferência, posição pessoal, hábito e emoção. Assim, o samba finalista que apontei como ´preferido´ é o que mais me ´agrada´ ou ´contempla´ nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/identidade musical da agremiação. Ao qual, digamos eu ´atribuo´ nota 10. O 2º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,9 é o liderado pelo compositor-bamba Tantinho. O 3º ´preferido´ ao qual ´atribuo´ nota 9,8 é o liderado pelo compositor-bamba Lequinho. Obs: As notas ´atribuídas´ são meramente simbólicas. Já o agravante da falta de transparência que deixa ´dúvida´ sobre a ética é que as direções e ou/Comissões Julgadoras (CJ) das agremiações assim como as direções da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso não entregam simultaneamente à imprensa as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não vencedores mesmo do samba-enredo ´escolhido´ enquanto oficial. O mesmo ocorre em relação às notas, inclusas as notas 10, dadas pelos quadros de julgadores (QJ) das citadas e representativas ligas das escolas de samba em todos Grupos/Séries do Carnaval Carioca. Ou seja, 1ª divisão/Grupo Especial (LIESA), 2ª divisão/Série A (LIERJ) e 3ª, 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E (ACSN). Não é raro o samba-enredo ´escolhido´ como oficial não ser o de consenso na comunidade, além de injustas campeãs e rebaixadas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Vila: veja o samba concorrente preferido para 2017
Postado: 2016-10-07 09:29:25
Antieticamente a ´enquete´ daqui do site SRZD-Carnaval está registrando e obviamente mudará 48,3% - 21,6% - 18,4% - 11,1% e 0,6 %. Eu votei pro samba/parceria liderado pelos compositores-bambas Evandro Bocão, André Diniz e Tunico da Vila se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Unidos de Vila Isabel. A imprescindível justificativa é que em relação ao enredo ´O som da cor´ que será desenvolvido pelo bom carnavalesco Alex de Souza, nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/DNA do swing da agremiação tal obra musical tem ótima qualidade e é merecedora da nota máxima, 10. O que não significa que isso vá ocorrer, devido ao ´suspeito´ sistema sem transparência praticado pela direção da LIESA de não passar simultaneamente à imprensa as justificativas das notas, inclusas as notas 10, dadas pelo quadro de julgadores. Haja vista, a apuração/leitura do resultado dos desfiles carnavalescos oficiais é feita na quarta-feira de cinzas, na Praça da Apoteose, no sambódromo. Porém, as justificativas das notas inclusas das notas 10 somente se tornam públicas cerca de um mês depois. O pior é que em todos os Grupos/Séries do Carnaval Carioca as agremiações não reivindicam/exigem tal transparência e ética às direções das ligas (LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso) que as representam no Grupo Especial/1ª divisão, Série A 2ª/divisão, Série B/3ª divisão e nas Séries C, D, E respectivamente 4ª, 5ª e 6ª divisões. Algumas direções de agremiações chegam ao descalabro de adotar a nefasta prática do samba-enredo encomendado. Uma vez que as escolas de samba e as ligas são instituições privadas do interesse público/comunitário, urge que as mesmas se tornem transparentes e éticas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Após luto por morte de presidente, Portela retorna eliminatórias de sambas
Postado: 2016-10-06 11:09:15
Apesar da última vez que eu acertei a escolha do samba-enredo oficial de nossa amada Majestade do Samba ter ocorrido, pra zoação de meus detratores, para o Carnaval 2011 (rsrsrs) eu prosseguirei arriscando. (Rsrsrs). Eu disse isto, dia 23/09, em quadra, ao compositores-bambas Samir Trindade ´Candeia´ (ST´C´), Alexandre Fernandes (AF), Wanderley Monteiro (WM), poeta lírico mestre Noca da Portela (plmNP) e um do samba dos crias cujo nome não me lembro. Todos foram atenciosos e gentis comigo e com exceção de plmNP, na hora não ele tinha, cederam-me o CD do samba-concorrente na parceria que lideram. Na final deste ano, dia 14/10, estarei novamente em quadra. Porém não creio na repetição do ano passado quando o samba concorrente da parceria coliderada pelos bambas ST´C´ e WM obteve 48 dos 51 votos da Comissão Julgadora. Mas, eu estou convencido que o samba concorrente da parceria agora coliderada pelos bambas ST´C´ e Neyzinho do Cavaco (NC) se sagrará ´hino´ oficial 2017 de nossa amada Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Cuja justificativa em relação ao enredo ´Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar´ do mago do espetáculo carnavalesco Paulo Barros, é a de que os subquesitos letra/poesia/rimas tudo em licença poética e melodia/ritmo/DNA do heterogêneo swing da agremiação são uma obra-prima musical nota 10 unânime com louvor. Quanto aos outros dois sambas concorrentes que disputarão a final, embora os sete tenham ótima qualidade, eu só estou convencido do liderado pelo bamba plmNP cuja justificativa é a seguinte. O que eu conceituo como lirismo do subquesito letra/poesia/rimas diminui a excelência do subquesito melodia/ritmo/DNA do swing da Portela. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na São Clemente: veja o samba concorrente preferido para 2017
Postado: 2016-10-04 11:39:53
Eu votei pro samba concorrente/parceria liderado pelo portelense & ético compositor-bamba Toninho Nascimento, que coerentemente não liderou nem inscreveu samba concorrente em parceria na Majestade do Samba, se sagrar ´hino´ oficial 2017 da afilhada da afilhada da Portela, Beija Flor, a escola de samba São Clemente. Isto, porque tal obra musical em parceria é a que mais me ´agrada´ ou contempla nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/DNA do swing da agremiação. Isto, obviamente em relação ao enredo ´Onisuáquimalipanse´ (envergonhe-se quem pensar mal disso) que será desenvolvido pela carnavalesca-mestre Rosa Magalhães. Independentemente do placar parcial mostrado pela enquete do site SRZD-Carnaval quando se vota, eu não considero eticamente correto mostrá-lo. Haja vista, na hora em que eu votei, tal placar parcial registrava a seguinte ordem de preferência: 70 % - 22 % e 8 %. O que urge ocorrer em nosso mundo do samba e no Carnaval como um todo, é dar a transparência de tornar públicas entregando simultaneamente à imprensa as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não vencedores e do próprio ´hino´ oficial escolhido. O mesmo urge ocorrer por ocasião da apuração/leitura dos resultados dos desfiles oficiais das escolas de samba em todos os Grupos/Séries. Ou seja, por parte das direções da LIESA, LIERJ, LIESB e Associação Cultural Samba é Nosso, em relação às notas das inclusas as notas 10, das pelos ´suspeitos´ quadros de julgadores de tais ligas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete União da Ilha: veja o samba concorrente preferido para 2017
Postado: 2016-10-04 09:33:21
Eu votei pro samba concorrente/parceria liderado pelo compositor-bamba Regis se sagrar ´hino´ oficial 2017 da afilhada portelense União da Ilha. Independentemente do placar parcial aqui mostrado quando se vota, eu não considero eticamente correto mostrá-lo. Por ocasião da semifinal, apontei que o samba concorrente da parceria liderada pelo compositor Bigode, apesar de sua boa qualidade, seria eliminado. Como justificativa eu afirmei que, embora o samba fosse cantado pelo gogó de ouro Wander Pires, eu considero passado o tempo artístico, musical enquanto compositor e produtor, principalmente como dirigente de um dos coautores, o sambista Ivo Meirelles. O qual é ex-presidente-usurpador e ex-mestre da atual bateria/orquestra ´Tem Que Respeitar Meu Tamborim´ da gloriosa Estação Primeira de Mangueira da qual, indevida e cartorialmente, ele se apropriou da denominação-marketing ´Surdo Um´. Ou seja, no que concerne ao enredo ´Nzara Ndembu´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo, estreante na União da Ilha, o samba concorrente/parceria liderado pelo compositor Bigode junto com Ivo Meirelles ficou a desejar nos subquesitos melodia/ritmo/swing-DNA da União da Ilha. Então, por ocasião da semifinal eu afirmei que os três sambas concorrentes que eu considerava merecedores de se tornarem finalistas eram mesmo as parcerias lideradas pelos compositores Gabriel Fraga, Marinho e Regis. E ressaltei, o samba liderado por Regis é o que mais me agrada ou contempla nos subquesitos que citei. Haja vista é impulsionado pelos cantos dos intérpretes-bambas os ótimos Wantuir (a atual voz oficial da Tuiuti na 1ª divisão/Grupo Especial) e Quinho (ex-Salgueiro e sem ser voz oficial desde 2014) mais o promissor Nino do Milênio a voz oficial da Inocentes de Belford Roxo, na 2ª divisão/Série A. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Wilson Moisés rebate nota da Vila: 'Jaiminho não é do meu relacionamento de amizade'
Postado: 2016-10-02 11:24:42
Independente da agremiação do coração, todas e todos nós do mundo do samba queremos que se resolva já este problema da afilhada portelense Unidos de Vila Isabel, da qual o Carnaval Carioca precisa. Este problema é causado pela falta de consciência da comunidade na última eleição da agremiação. Foi público e notório que em 2014 devia ter sido rejeitado o apoio do ex-presidente e atual ´benemérito´ o não-sambista verdadeiro Capitão Guimarães (CG) à então quase unânime & imbatível Dona/Tia Beta. A despeito de ela em 2015 ter decepcionado ao renunciar ao cargo de presidenta para o qual fora eleita. Depois do título merecidamente conquistado em 2013 pela Vila, CG esteve por trás da antepenúltima/10ª colocação em 2014 e do penúltimo/11º lugar em 2015 da agremiação. E ficou à sombra quando da renúncia de Dona/Tia Beta. A qual, devido ter aceito o apoio, não tem independência política pra denunciar isso. O fato foi que isso acarretou nas crises da renúncia do vice que assumiu a presidência no lugar dela, Luciano Vieira o Luciano da Vila, até chegar à essa da Vila Isabel se ver obrigada a suspender todas suas atividades por tempo indeterminado. Agora está claro como água o que significam atualmente para a Vila Isabel os dois últimos presidentes campeões e derrotados na eleição 2014. O filho trânsfuga Wilsinho da Silva Alves está na União da Ilha e o pai Wilson Vieira Alves o Moisés ´lava as mãos´ sem deixar de atacar e zoar a atual direção da Vila Isabel, afirmando que a mesma tem medo da volta dele. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ouça o hino de 2017 da Grande Rio, com participação de cantora Ivete Sangalo
Postado: 2016-10-01 12:28:57
Eu respeito a História, a comunidade e as obras musicais da afilhada salgueirense, a escola de samba Acadêmicos do Grande Rio. A exceção é o fato da comunidade caxiense ser submissa ao patrono não-sambista verdadeiro, que nem citarei porque não merece. A Grande Rio é presidida por um sambista-verdadeiro e um de seus fundadores, Milton Abreu do Nascimento o Perácio, pela 3ª vez. Cujo atual mandato exerce desde 2013, e antes em 1998 e o de fundação de 1988 a 1990. Quanto à gravação do samba-enredo oficial 2017 intitulado ´Ivete do rio ao Rio!´ com parceria musical liderada pelo compositor-bamba Paulo Onça e o enredo será desenvolvido pelo carnavalesco Fábio Ricardo o Fabinho, eu tenho a dizer o seguinte. Tecnicamente falando, conforme ocorreu em 2013 quando o timbre vocal do ótimo intérprete Nêgo ´abafou´ o do bom intérprete oficial Emerson Dias, na gravação em questão a voz da boa cantora da Música Popular Brasileira, Ivete Sangalo, faz o mesmo. O ´hino´ oficial 2017 da Grande Rio tem muito boa/ótima qualidade nos subquesitos letra/poesia/rimas e melodia/ritmo/DNA do swing da agremiação. Porém, eu não creio que vá obter notas 10 sobretudo, unânimes do ´suspeito´ quadro de julgadores da caixa-preta LIESA. Eu considero que o enredo ´Ivete do rio ao Rio!´ tem qualidade para tanto. Por isto, eu acredito que a direção da Grande Rio almeje voltar honrosamente no desfile das campeãs em 2017. O que não se deu em 2016, apesar de ocorrer desde 2005, embora volta e meia a agremiação tenha apresentado desfiles meio que militarizados, apelidados de competitivos e técnicos, frios, monótonos consequentemente sem alegrar, contagiar e ou emocionar o público. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça as parcerias semifinalistas da União da Ilha
Postado: 2016-09-30 12:14:54
Os comentários sobre os quatro sambas concorrentes semifinalistas da afilhada portelense União da Ilha para o Carnaval 2017, devem ser feitas como um todo aos subquesitos letra/poesia/rima e melodia/ritmo/swing-DNA da agremiação em relação ao enredo ´Nzara Ndembu. Glória ao senhor tempo´ do estreante na tricolor insulana, carnavalesco Severo Luzardo. Na União da Ilha quem escolhe o ´hino´ oficial é a direção, com o chamado voto minerva do presidente Ney Filardi. Assim, eu considero que o samba concorrente da parceria liderada pelo compositor Bigode, embora seja boa obra musical, não deva ser um dos três sambas concorrentes finalistas, a despeito de ser cantado pelo gogó de ouro Wander Pires. Eu considero que o tempo artístico, musical enquanto compositor e produtor, principalmente de dirigente do sambista Ivo Meirelles já passou. O qual é ex-presidente-usurpador e ex-mestre da atual bateria/orquestra ´Tem Que Respeitar Meu Tamborim´ da gloriosa Estação Primeira de Mangueira da qual, indevida e cartorialmente, ele se apropriou da denominação-marketing ´Surdo Um´. Então, os três sambas concorrentes que eu considero merecedores de se tornarem finalistas na União da Ilha para o Carnaval 2017 são as parcerias lideradas pelos compositores Gabriel Fraga, Marinho e Regis. O deste é o que mais me agrada ou contempla nos subquesitos que citei. Haja vista é impulsionado pelos cantos dos intérpretes-bambas os ótimos Wantuir (a atual voz oficial da Tuiuti na 1ª divisão/Grupo Especial) e Quinho (ex-Salgueiro e sem ser voz oficial desde 2014) mais o promissor Nino do Milênio a voz oficial da Inocentes de Belford Roxo, na 2ª divisão/Série A. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: confira a programação da missa de sétimo dia de Marcos Falcon
Postado: 2016-09-29 16:55:23
Agora presidida pelo jornalista e prof. Luiz Carlos Magalhães, que conforme eu não é religioso e respeita todas elas, a ótima direção de nossa Portela constituída pelo saudoso Marcos Falcon, precisa caracterizar como culto ecumênico esta missa de 7° dia. Em 1978 eu assisti ao culto ecumênico em memória do então recém falecido, o portelense Mestre Candeia, cuja missa dentre outros cultos religiosos, pra ter-se ideia, foi rezada por um padre de nome Max. Essa denominada missa de 7º dia em memória do saudoso presidente da Majestade do Samba, Marcos Falcon pode e deve ser um culto ecumênico. Em vida ele próprio demonstrou ser católico fervoroso e adepto do ecumenismo, notadamente o de sincretismo com as religiões de matriz africana Umbanda e Candomblé. Observemos que a viúva de Marcos Falcon, a porta-bandeira Selminha Sorriso, através da rede social Facebook declarou: ´Pela alma dele fui à beira do mar, e chorei, orei e clamei´! Ademais, digamos assim o ecumenismo e ou o sincretismo religioso estão no DNA da História das Escolas de Samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Quero que o Carnaval seja uma festa linda e de paz', diz candidato Marcelo Crivella
Postado: 2016-09-29 11:48:37
Eu recomendo todo apoio e voto para prefeito carioca no dep. est. Marcelo Freixo (PSOL) n° 50, levando-o ao 2º turno. Isto porque as pesquisas registram empate técnico entre a candidatura de Freixo, do PMDB e a do PCdoB/PT. Estaria em 1º lugar a do PRB, bispo Crivella o qual nas redes sociais aparece em um vídeo dizendo: ´As pessoas com cor da pele preta/negros/afrodescendentes gostam de cachaça, macumba e maconha´. Isto é dito em um púlpito expressando as ideias do guru que está por trás de Crivella, o anticristo apelidado bispo Edir Macedo. Que é o dono da igreja Universal a exploradora da boa-fé dos pobres e oprimidos especialmente afrodescendentes e pessoas adeptas das religiões Candomblé e Umbanda. As quais são estigmatizadas como seitas do diabo e criminosamente não-toleradas. Apoiar e votar para prefeito carioca em Freixo (PSOL) n° 50 significa garantir sua ida ao 2º turno, independentemente de quem vier ser o adversário na nova eleição dia 30 de outubro. Sobre a política para o Carnaval e o mundo do samba que são Arte e Cultura, tratam-se de áreas estratégicas e indissociáveis conforme Turismo vide a RioTur, da política de prioridade absoluta, Educação. A qual deve ser sempre pública, ter excelência na qualidade e ser universalista isto é de direitos iguais para todos e todas. Já para vereador carioca eu recomendo votar no prof. Felipe Araújo (PSOL) n° 50.917 que é morador comunitário, poeta e adepto de nosso mundo do samba onde prestou serviço no barracão da Portela. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Adeus, Marcos Falcon: segmentos da Portela e outros sambistas gravam últimas homenagens
Postado: 2016-09-28 18:22:22
O filósofo dos filósofos, Marx, ensinou: ´O critério da verdade é a prática´. Por sua vez na obra-prima musical Filosofia do Samba eternizada por Paulinho da Viola o Príncipe do Samba, Mestre Candeia, ensinou: `Pra cantar Samba não preciso de razão/Pois a razão está sempre em dois lados (...)´. Não cheguei a conhecer pessoalmente o já saudoso pres. exec. da estirpe do patrono in memória da Portela, Natal, Marcos Falcon. O qual, eu creio que caso o tivesse feito, teríamos gostado um do outro. Na eliminatória de samba da última 6ª feira, 23/09, eu estive em quadra. Fiquei a maior parte do tempo bem próximo à sala que dá acesso ao palco, na esperança de que eu pudesse me apresentar, conhecê-lo e conversar minimamente. Que foi o que fiz com os compositores-bambas mestre Noca da Portela, Samir Trindade, Wanderley Monteiro, Alexandre Fernandes e um do samba dos crias que não cheguei a saber o nome. O mago carnavalesco Paulo Barros declarou durante o velório de Falcon, ambos serem iguais. Eu estou convencido que caso tivéssemos nos conhecido pessoalmente eu e Falcon diríamos a mesma coisa um do outro. Haja vista, desde que erigiu o movimento Portela Verdade entre 2011/2012 eu sempre manifestei apoio sem idolatria à liderança dele. Por isto, chamou-me à atenção o seguinte. Até agora assim considero devido não ter conhecimento do contrário, as ausências no velório e enterro de Falcon, de duas personalidades do mundo samba que com ele trabalharam. Me refiro ao vitorioso carnavalesco que é assumido portelense de coração, Alexandre Louzada. O outro é o ótimo intérprete Wantuir Oliveira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Nosso luto é mais azul!
Postado: 2016-09-28 16:07:13
O filósofo dos filósofos, Marx, ensinou: ´O critério da verdade é a prática´. Por sua vez na obra-prima musical Filosofia do Samba eternizada por Paulinho da Viola o Príncipe do Samba, Mestre Candeia, ensinou: `Pra cantar Samba não preciso de razão/Pois a razão está sempre em dois lados (...)´. Não cheguei a conhecer pessoalmente o já saudoso pres. exec. da estirpe do patrono in memória da Portela, Natal, Marcos Falcon. O qual, eu creio que caso o tivesse feito, teríamos gostado um do outro. Na eliminatória de samba da última 6ª feira, 23/09, eu estive em quadra. Fiquei a maior parte do tempo bem próximo à sala que dá acesso ao palco, na esperança de que eu pudesse me apresentar, conhecê-lo e conversar minimamente. Que foi o que fiz com os compositores-bambas mestre Noca da Portela, Samir Trindade, Wanderley Monteiro, Alexandre Fernandes e um do samba dos crias que não cheguei a saber o nome. O mago carnavalesco Paulo Barros declarou durante o velório de Falcon, ambos serem iguais. Eu estou convencido que caso tivéssemos nos conhecido pessoalmente eu e Falcon diríamos a mesma coisa um do outro. Haja vista, desde que erigiu o movimento Portela Verdade entre 2011/2012 eu sempre manifestei apoio sem idolatria à liderança dele. Por isto, chamou-me à atenção o seguinte. Até agora assim considero devido não ter conhecimento do contrário, as ausências no velório e enterro de Falcon, de duas personalidades do mundo samba que com ele trabalharam. Me refiro ao vitorioso carnavalesco que é assumido portelense de coração, Alexandre Louzada. O outro é o ótimo intérprete Wantuir Oliveira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portelenses prometem título de Carnaval na despedida de Falcon
Postado: 2016-09-28 12:36:22
Causou consternação a execução a tiros de fuzis de Marcos Falcon, pres. exec. da Portela e da liga das escolas de samba da 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E do Carnaval Carioca a Associação Cultura Samba é Nosso (ACSN). Desde então se acompanha as informações sobre tal tragédia que tirou a vida do comandante da Portela e da ACSN cuja liga conta com 44 escolas de samba: Unidos da Vila Kennedy, Arranco do Engenho de Dentro, União de Jacarepaguá, Boca de Siri, Arrastão de Cascadura, Lins Imperial, Unidos das Vargens, Acadêmicos de Vigário Geral, União de Maricá, Flor da Mina do Andaraí, Coroado de Jacarepaguá, Unidos da Vila Santa Tereza, Sereno de Campo Grande e Unidos de Lucas (Série C). Alegria do Vilar, Acadêmicos do Dendê, Unidos da Villa Rica, Mocidade Unida da Cidade de Deus, Chatuba de Mesquita, Rosa de Ouro, Unidos de Manguinhos, Mocidade Independente de Inhaúma, Nação Insulana, Império da Uva, Matriz de São João de Meriti, Difícil é o Nome, Tupy de Brás de Pina, Unidos de Cosmos e Acadêmicos da Abolição (Série D). Unidos do Cabral, Mocidade de Vicente de Carvalho, Bohêmios da Cinelândia, Embalo Carioca, Gato de Bonsucesso, Império Ricardense, Chora na Rampa, Colibri, Boêmios de Inhaúma, União de Vaz Lobo, Delírio da Zona Oeste, Acadêmicos de Madureira, Boi da Ilha do Governador, Império da Zona Oeste e Unidos de Três Corações (Série E). A direção da Portela já informou, a presidência executiva passou para o vice, o jornalista e prof. Luiz Carlos Magalhães. O que não ocorreu na ACSN, embora o vice seja Reinaldo Bandeira, ex-pres. exec. e atual pres.de honra da União de Jacarepaguá. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Morte de Falcon deixa um vazio na Portela e na Intendente Magalhães
Postado: 2016-09-28 12:34:10
Causou consternação a execução a tiros de fuzis de Marcos Falcon, pres. exec. da Portela e da liga das escolas de samba da 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E do Carnaval Carioca a Associação Cultura Samba é Nosso (ACSN). Desde então se acompanha as informações sobre tal tragédia que tirou a vida do comandante da Portela e da ACSN cuja liga conta com 44 escolas de samba: Unidos da Vila Kennedy, Arranco do Engenho de Dentro, União de Jacarepaguá, Boca de Siri, Arrastão de Cascadura, Lins Imperial, Unidos das Vargens, Acadêmicos de Vigário Geral, União de Maricá, Flor da Mina do Andaraí, Coroado de Jacarepaguá, Unidos da Vila Santa Tereza, Sereno de Campo Grande e Unidos de Lucas (Série C). Alegria do Vilar, Acadêmicos do Dendê, Unidos da Villa Rica, Mocidade Unida da Cidade de Deus, Chatuba de Mesquita, Rosa de Ouro, Unidos de Manguinhos, Mocidade Independente de Inhaúma, Nação Insulana, Império da Uva, Matriz de São João de Meriti, Difícil é o Nome, Tupy de Brás de Pina, Unidos de Cosmos e Acadêmicos da Abolição (Série D). Unidos do Cabral, Mocidade de Vicente de Carvalho, Bohêmios da Cinelândia, Embalo Carioca, Gato de Bonsucesso, Império Ricardense, Chora na Rampa, Colibri, Boêmios de Inhaúma, União de Vaz Lobo, Delírio da Zona Oeste, Acadêmicos de Madureira, Boi da Ilha do Governador, Império da Zona Oeste e Unidos de Três Corações (Série E). A direção da Portela já informou, a presidência executiva passou para o vice, o jornalista e prof. Luiz Carlos Magalhães. O que não ocorreu na ACSN, embora o vice seja Reinaldo Bandeira, ex-pres. exec. e atual pres.de honra da União de Jacarepaguá. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Drama: São Clemente luta contra despejo da sua quadra
Postado: 2016-09-27 15:54:46
Não há informação se tal reunião das escolas de samba desta notícia foi ou não realizada. Não deve ter sido, por causa da consternação causada na tarde da própria 2ª feira, 26/09; pela trágica execução a tiros de fuzis do presidente da Portela, Marcos Falcon. Tal reunião é chamada de ´Manifesto Clementiano´, porque objetiva a solidariedade das agremiações à direção da São Clemente. Que permanecer usando de graça a quadra no terreno da união, que quer lacrá-la. Este imbróglio revela a falta de consciência política no mercantilizado mundo do samba. Equivalentes a voltar no desfile das campeãs, as melhores colocações da S. Clemente ocorreram nas décadas de 1980 e 1990. Nessa época áurea, a agremiação clementiana chegou a ser chamada de PT das escolas de samba. Tudo, devido a bem-sucedidos enredos irreverentes e críticos, conforme o de 1990 intitulado: ´E o Samba, sambou...´. O qual levou a agremiação à sua melhor colocação da História, 6º lugar. Tal enredo foi uma duríssima crítica à mercantilização do mundo do samba. De lá pra cá, a S. Clemente não somente abandonou tal tipo de enredo, como andou sofrendo alguns rebaixamentos para a 2ª divisão/Série A. Já o PT ao abandonar suas características de partido de trabalhadores através de governos de colaboração com a burguesia, acabou sofrendo vingança dessa opressora classe dominante, representada pelo impeachment sem comprovação de crime de responsabilidade. Como a missão do desgoverno Temer é de integrismo ao capital internacional, o enorme e valorizadíssimo terreno onde tem funcionado de graça esses anos todo a quadra da S. Clemente deverá mesmo ser lacrado e tomado da agremiação. Somente sua alienada direção não sabe disto. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela segue disputa de sambas com oito parcerias
Postado: 2016-09-26 15:30:28
Conforme eu tinha anunciado, estive em quadra do início ao fim durante a eliminatória da última 6ª feira, 23/09. Farei o mesmo na final, dia 14/10. Por isso, eu sei que os dois sambas concorrentes eliminados e não informados pelos sites de nosso mundo do samba foram as obras musicais cujas parcerias foram ou eram lideradas pelos compositores Gérson PM e Beto Martins. Além de não mais informar isso aos leitores e leitoras de nosso mundo do samba, os sites prestam o desserviço de não contribuírem em nada com a consciência ou senso crítico das pessoas em nosso mundo do samba. Haja vista, permanece na filosofia político-administrativa da ótima direção de nossa amada agremiação (e das demais) em todos Grupos/Séries a falta de transparência de ao final dos trabalhos, já com todas e todos cansados e sedentos por tais informações, serem anunciados somente os sambas concorrentes classificados. Ou seja, não são passadas para a imprensa as justificativas dos sambas concorrentes eliminados. Falta de transparência essa que prossegue até a final quando igualmente não são passadas à imprensa as justificativas dos sambas concorrentes não-vencedores e do que se sagra ´hino´ oficial. O que acaba tirando a moral das direções das agremiações de reivindicarem essa transparência das ligas LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso em relação às justificativas das notas inclusas as notas 10 dadas pelos quadros de julgadores. O que tem levado algumas agremiações a serem injustamente rebaixadas e outras se sagrarem campeãs imerecidamente e ou/através de desfiles militarizados apelidados de técnicos & competitivos supostamente sem erros, frios, monótonos consequentemente sem alegrar, contagiar e emocionar o público. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Final Tuiuti: samba da parceria de Carlinhos Chirrinha é campeão
Postado: 2016-09-25 09:56:47
São sectárias consequentemente equivocadas as manifestações contra a escolha do samba finalista que se sagrou ´hino´ oficial 2017 da comunitária afilhada mangueirense Paraíso do Tuiuti. Nesse sistema não-transparente de não passar à imprensa as justificativas dos sambas não-vencedores assim como do próprio ´hino´ oficial escolhido, comprova o seguinte. Apesar de cada um dos dois sambas não-vencedores ter ganho as enquete dos sites Carnavalesco e SRZD-Carnaval, os três sambas finalistas são equivalentes. O mesmo autoritarismo na 2ª divisão/Série A praticado pelo presidente da Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes, quando fez questão de afirmar que ´escolheu´ (sic) sozinho contra as divididas diretoria e comunidade-base da agremiação, agora ocorreu na 1ª divisão/Grupo Especial (GE) onde a Tuiuti tem sido ioiô. Refiro-me ao acinte praticado pelo presidente da Tuiuti, Renato Thor, de afirmar ter quebrado ?paradigma? (sic) quando pôs pastores da Igreja ´Cristã´ (sic) Novo Tempo pra fazer cânticos de louvor no palco da quadra da afilhada mangueirense, uma vez ser público & notório que seitas evangélicas-pentecostais conforme a citada são criminosamente intolerantes com as comunitárias religiões de matriz africana Candomblé e Umbanda, as quais ´acusam´ (sic) de não se tratar de religiões, mas sim de seitas ligadas ao ´diabo´ (sic). Pra não me alongar mais no comentário, estou convencido que caso a Tuiuti repita em 2017 a última colocação ocorrida em 2001 quando foi ioiô na 1ª divisão/GE, o presidente Renato Thor se arrependerá amargamente dessa autoritária, acintosa e equivocadíssima atitude que tomou. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Carnaval não é só festa turística. É cultura', diz candidato Marcelo Freixo
Postado: 2016-09-23 12:01:19
Eu considero que o povo carioca e especifica o de nosso mundo do samba em 2012 devia ter levado ao 2º turno e elegido o dep. est. Marcelo Freixo (PSOL) candidato nº 50, prefeito da Cidade Maravilhosa. Isto pode e ou deverá ocorrer agora. Eu também recomendo que o professor Felipe Araújo (PSOL), n° 50.917, que é adepto de nosso mundo do samba, morador em uma comunidade e poeta, igualmente seja apoiado e votado enquanto candidato a vereador. Em consonância com o ideário dos citados candidatos a prefeito e vereador, sendo que deste sou camarada de militância na corrente interna do PSOL, Esquerda Marxista (EM), acerca desta entrevista eu serei propositivo. Dentre as responsabilidades do poder público para com o Carnaval de rua e das escolas de samba, a prefeitura carioca deve trabalhar em conjunto com tais órgãos representativos como as federações de blocos e ligas (LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso) que são entidades/instituições privadas do interesse público-comunitário e devem tornarem-se órgãos reivindicativos, consultivos, de apoio e principalmente de fiscalização dos bilionários gastos públicos. A concepção, a gestão e a execução do Carnaval dever ser 100% do poder público. Carnaval e mundo do samba são Arte e Cultura, estratégicas e indissociáveis áreas de uma das prioridades absolutas de um governo que se proponha ser popular do ponto de vista dos interesses da comunidade pobre e oprimida, Educação. A qual também pertencem outras áreas estratégicas como Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo. Este, não por outra razão, representado pela Rio Tur é uma empresa pública pertencente à prefeitura carioca. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela junta chaves e dez sambas seguem na disputa pelo hino de 2017
Postado: 2016-09-21 16:01:29
Eu estarei em quadra nesta 6ª feira, 23/09 e na final, dia 14/10. Espero não ver aquela grande faixa de idolatria ao pres. Falcon, que sempre apoiei a gestão, transformada em algo tipo propaganda político-eleitoral. Apesar da candidatura dele a vereador ser democrática, ele o faz através de um partido político de centro-direita apelidado de ´progressista´. Uma vez que meu domicílio eleitoral é em minha terra natal, no Rio eu recomendo apoio e voto no dep. est. Marcelo Freixo (nº 50) enquanto candidato a prefeito e para o adepto de nosso mundo do mundo, morador comunitário, poeta o prof. Felipe Araújo (n° 50.917) que é candidato a vereador. Agora, é indignante ver no site Carnavalçesco ´comentário´ de leitor supostamente portelense agindo pateticamente: ?A safra não é boa (sic), um enredo fraco (sic), pois é repeteco (sic) de outros carnavais. E chega de samba que só fala (sic) em Osvaldo Cruz e em Madureira, parece até que a águia só voa no ninho (sic). Os torcedores portelenses (sic) querem é novidades (sic). Chega de relembrar... este rio está cheio de redemoinhos (sic), vamos ver o bixo (SIC) que vai dar. Portela não pode sonhar tem é que ganhar, chega de exalta (sic)?. ... Rsrsrs... Até o ´suspeito´ quadro de julgadores da LIESA não tem podido deixar de dar desde 2012 notas 10 unânimes ao quesito samba-enredo. ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Do saudosíssimo Waldir 59. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Renascer de Jacarepaguá dispensa Luiz Carlos Bruno
Postado: 2016-09-21 14:17:43
Comentarei a polêmica saída de Luiz Carlos Bruno (LCB) da Renascer cuja direção desde o Carnaval 2014 na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, aposta em antiéticos sambas-enredo encomendados. Egresso da Portela onde trabalhou como diretor & membro da Comissão de Carnaval da agremiação 3ª colocada em 2014, 5ª em 2015 e 3ª em 2016, LCB anteriormente trabalhou como carnavalesco. Na Unidos da Tijuca em 2007 junto com Lane Santana, quando a agremiação ficou no 4º lugar através do enredo ´De lambida em lambida, a Tijuca dá um click na avenida´ notas 10 + 10 + 10 + 10. E trabalhos solos em 2008, 5º lugar, enredo ´Vou juntando o que eu quiser, minha mania vale ouro. Sou Tijuca, trago a arte colecionando o meu tesouro´ notas 9,8 + 9,9 + 10 + 10. E enredo ´Tijuca 2009: uma odisseia no espaço´, 9º lugar, notas 9,7 + 9,7 + 9,8 + 9,8. De 2011 a 2014, LCB trabalhou como carnavalesco para a Rocinha na 2ª divisão então grupo de acesso. Em 2011 enredo ´Rocinha, estou vidrado em você´, 9º lugar. Em 2012 enredo ´Vou colocar teu nome na praça´ 8º lugar. Em 2013 enredo ´Mistura de sabores e ´raças´: uma feijoada à brasileira´ 5º lugar. E, 2014 enredo ´Do paraíso sonhado, um sonho realizado. Sorria, a Rocinha chegou à Barra´ penúltimo/16º lugar notas 9,6 + 9,7 + 9,5 + 9,6, que rebaixou a agremiação para 3ª divisão/Série B. Na Unidos da Tijuca os trabalhos de LCB como carnavalesco foram muito bons/ótimos. Não, os desenvolvidos na Rocinha. Já na Portela da qual pediu dispensa dos trabalhos, LCB foi considerado mal-educado e não estimado pela comunidade. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: O outro lado: 'A Cubango tem que entender seus limites', diz Cid Carvalho
Postado: 2016-09-20 16:39:45
A repentina de decisão desligar-se da agremiação de minha simpatia na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, a niteroiense afilhada imperiana Acadêmicos do Cubango, do carnavalesco Cid Carvalho, me leva a comentar o seguinte. O carnavalesco era profissional contratado pela direção da Cubango desde o Carnaval 2016. Ele é bom artista plástico-sambista que erigiu na vitoriosa Comissão da Beija Flor (BF) constituída a partir de 1998 na qual permaneceu até o Carnaval 2006, tendo sido campeã em 1998 e no tri 2003/4/5. Ele próprio contou ao colega-carnavalesco João Vitor Araújo, dia 05/12/2014, seção ´Papo Coirmão´ do site SRZD-Carnaval, que deixou a BF pra fazer carreira solo, porque propusera que todos membros da Comissão pusessem seus cargos à disposição, devido à inesperada 5ª colocação da agremiação nilopolitana. De lá pra cá, somente em termos de 1ª divisão/Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca o carnavalesco Cid Carvalho passou pela Mocidade Independente (8º lugar em 2008 e 7º em 2010/1), Mangueira (7º em 2012/3 e 10º em 2015) e Vila Isabel (7º em 2007 e 10º lugar em 2014) sendo que neste ano ele por causa de calote nos pagamentos de seus serviços profissionais, saiu e voltou à agremiação de Noel e Martinho da Vila. Uma vez que prosseguirá desenvolvendo pelo segundo ano seguido o Carnaval 2017 da escola de samba Leão de Nova Iguaçu, na 3ª divisão/Série B, o não mais bem-sucedido na 1ª divisão/GE carnavalesco Cid Carvalho precisa conscientizar-se. Já a direção da Cubango em cujo site oficial o presidente de honra ou patrono é Marcelo Kalill, não dá mais pra prosseguir com o ´caô´ do sonho de ascender ao GE. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Tuiuti: veja qual samba concorrente é o preferido dos leitores do SRZD
Postado: 2016-09-20 11:41:04
Diferem bastante, sendo quase dicotômicas, as enquetes dos sites Carnavalesco e SRZD-Carnaval. Em ambas votei pro samba concorrente da parceria liderada pelo compositor Carlinhos Chirrinha se sagrar ´hino´ oficial da afilhada mangueirense Paraíso do Tuiuti em sua 3ª passagem pela 1ª divisão/Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca 2017. As passagens anteriores da Tuiuti pelo GE ocorreram em 1959 quando ficou na 15ª colocação e em 2001 já por ocasião dos desfiles realizados no sambódromo pelo indevido monopólio privado da caixa-preta LIESA. Pra ter-se ideia, junto com a penúltima/13ª colocada União da Ilha, a última/14ª colocada Tuiuti acabou rebaixada. Registre-se a vice-campeã com 299,5 pontos foi a Beija Flor. Já ´tricampeã´ 1999, 2000/1 com a diferença mínima, 0,5 ponto, foi a Imperatriz que obteve ´suspeitíssimos´ e máximos 300 pontos. Ou seja, notas 10 unânimes em todos os dez quesitos avaliados pelo, até os dias atuais, ´suspeito´ quadro de julgadores da LIESA. Haja vista, à época do tri da Imperatriz, além de seus desfiles oficiais eram militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros e competitivos, frios, monótonos, sem alegrar, contagiar e emocionar o público. Atenção, tal tri da Imperatriz foi ´conquistado´ durante a gestão na presidência da LIESA do atual presidente executivo & patrono da agremiação, o não-sambista verdadeiro isto é o ´empresário´ zootécnico, Luiz Pacheco Drumond o capo Luizinho. Por fim, a enquete do site Carnavalesco pergunta: Qual o samba favorito pra vencer a disputa na Tuiuti pro Carnaval 2017, sem mostrar a marcha da votação. Já a enquete do SRZD-Carnaval pergunta: Qual samba deve representar a agremiação, mostrando que por ora o mais votado tem 46,1%, o segundo tem 33,8% e o terceiro 20,1%. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Renascer de Jacarepaguá: conheça o samba de 2017, para o enredo 'O papel e o mar'
Postado: 2016-09-17 13:28:22
Passarei a limpo o seguinte. A hipocrisia do aburguesado presidente da comunitária e respeitabilíssima afilhada salgueirense escola de samba Renascer de Jacarepaguá, Antônio Carlos Salomão, correlacionado os ilegítimos sambas-enredo por ele encomendados a partir de 2014. Um dos quais até foi premiado pela mídia especializada. Porém, têm levado a afilhada salgueirense a não obter notas 10 unânimes no quesito samba-enredo. Consequentemente às pífias colocações da Renascer, desde então na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca. Assim, em 2014 o samba-enredo ´Olhar caricato. Simplesmente Lan´ de coautoria dos compositores Moacyr Luz e o empresário ou de escritório Cláudio Russo, obteve notas 9,9 + 9,7 + 9,9 + 9,8 que levaram a Renascer ao 11º lugar. Já em 2015 o samba-enredo ´Manifesto ao povo em forma de arte!´ de coautoria dos compositores Moacyr Luz, Teresa Cristina e Cláudio Russo, apesar de premiado na mídia especializada obteve notas 10 + 10 + 10 + 9,9 que levaram a Renascer à intermediária 9ª colocação. Colocação e coautoria de compositores repetidas pela Renascer em 2016 através do samba-enredo ´Cacá Diegues: retratos de um Brasil em cena´ cujas notas obtidas foram 9,8 + 9,9 + 10 + 10. Por isso, no site Carnavalesco o citado, hipócrita e aburguesado presidente da Renascer disfarça desavergonhadamente afirmando: ?Que bom que o pessoal está gostando do samba, dizendo que é bom, só elogio. Vamos ver agora é a caneta dos jurados. Mas o objetivo de todos é conquistar os prêmios?. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo/Vizinha Faladeira: confira clipe com samba para Carnaval 2017
Postado: 2016-09-16 10:44:51
Parabéns à direção da tradicionalíssima, foi fundada em 1932, escola de samba Vizinha Faladeira por este ótimo clipe concernente ao seu samba-enredo ´A última do português, a que nem Camões contaria´ com o qual a agremiação se apresentará na 3ª divisão/Série B do Carnaval Carioca 2017. Este enredo & tema será desenvolvido pelo carnavalesco portelense de coração, leitor deste e de outros sites de nosso mundo samba, Jean Rodrigues. Os coautores do samba são os compositores Junior Nascimento, Betinho do Cavaco, Leandro R. C., J. do Taxi, Gui Cruz e Favinho, e o intérprete oficial é Marcelinho da Vizinha. A tricolor em azul-vermelho-branco do bairro Santo Cristo, dentre suas conquistas, tradições e glórias se destaca o título de campeã da 1ª divisão/Grupo Especial em 1937. No clipe em questão, dentre as diversas imagens, aparecem a bem pintada & remodelada quadra da Vizinha Faladeira e um documento mostrado por dirigentes da agremiação junto com o prefeito carioca Eduardo Paes (PMDB). Espera-se que no atual momento de eleição, não esteja ocorrendo uso indevido da Vizinha Faladeira através de seus dirigentes e da comunidade, sendo usada disfarçada & subliminarmente propaganda político, partidária e eleitoral em favor do candidato à sucessão do próprio alcaide carioca; ainda que tal candidato não apareça e eu não o cite nominalmente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Sossego: Zezé Motta participa da gravação do hino em sua homenagem
Postado: 2016-09-15 15:25:39
No site Carnavalesco, não neste, o texto jornalístico desta notícia comete ´barriga´ quando afirma que a afilhada da Portela a niteroiense Sossego cumpriu mais uma etapa para o seu retorno (sic) à Marquês de Sapucaí, na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. A Sossego se sagrou campeã 2016 na 3ª divisão/Série B realizada na Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho, conquistando assim o direito de estrear na Passarela da Sapucaí, no centro da cidade, abrindo os desfiles oficiais da Série A do Carnaval Carioca 2017, 6ª feira, dia 25 de fevereiro. Assim, a participação da homenageada cantora e atriz Zezé Motta na gravação do CD oficial, da LIERJ & Som Livre da Globo, de sambas-enredo 2017 da Série A, é merecida, correta e boa uma vez a homenageada canta bem. Ocorre, trata-se muito mais de um marketing da direção da Sossego. Isto porque a direção tem consciência que escolheu um belo samba, porém em meio ao desafio de abrir os desfiles oficiais da Série A, onde a última colocada é rebaixada para a Série B e apenas a campeã ascende à 1ª divisão/Grupo Especial. Ademais, o samba-enredo oficial 2017 da Sossego é uma obra musical em parceria liderada pelo antiético compositor Felipe Filósofo, também coautor do da coirmã niteroiense Viradouro, além de concorrer na Mangueira. A participação de Zezé Motta digamos não traz boas recordações. Homenageada pela afilhada imperiana Arrastão de Cascadura em 1989 através do enredo ?Zezé um canto de amor e ´raça? do carnavalesco Joãozinho de Deus, a Arrastão acabou na antepenúltima, 8ª colocação, sendo rebaixada do então grupo 2 ou 2ª divisão para a 3ª divisão, então grupo 3. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Renascer de Jacarepaguá
Postado: 2016-09-14 16:03:23
Já foi divulgado o samba-enredo oficial 2017 da afilhada salgueirense Renascer de Jacarepaguá, cujo enredo ´O papel e mar´ é aqui mencionado pelos três colunistas do site. Conforme revelou o próprio membro da Comissão de Carnaval da Renascer, Luiz Carlos Bruno somente ele e o compositor & colega na Comissão, Cláudio Russo, conhecem a sinopse. Também são coautores de tal encomendado samba-enredo, os compositores Moacyr Luz e um dos também intérpretes oficiais da agremiação, Diego Nicolau. O título-tema do enredo ´O papel e o mar´ foi inspirado no filme curta metragem com o mesmo título, do cineasta Luiz Antônio Pilar, tendo enquanto viés artístico-cultural e fio condutor uma fictícia viagem-narrativa. Ou seja, um encontro entre duas figuras com cor da pele preta/negros/afrodescendentes da História do Brasil, o marinheiro ou o almirante negro João Cândido (1880 a 1969) e a escritora que foi catadora de lixo Carolina Maria de Jesus (1914 a 1977). Não foi devidamente criticado pelos três colunistas, o fato de o encomendado samba-enredo oficial 2017 da Renascer ter sido divulgado antes da sinopse. O presidente da agremiação, Antônio Carlos Salomão, alegou que encomenda samba-enredo oficial por não ter espaço para realizar concurso-escolha devido à quadra da agremiação ter perdido 70% para as obras do BRT executadas pela prefeitura carioca. Ou seja, salomonicamente o presidente da Renascer se ´esquece´ da quadra da própria agremiação-madrinha, Salgueiro a Academia do Samba, local que tem servido para diversos eventos de nosso mundo do samba. Citado pela colunista Rachel Valença, o Império Serrano foi 6º colocado na 2ª divisão/Série A em 2010 quando apresentou desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães, o enredo ´João das ruas do Rio´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade desclassifica parceria de 'Tio Bira' e divulga nota oficial
Postado: 2016-09-13 18:25:14
Em sã consciência e sem trocadilho, independentemente de ser ou não adepto da agremiação da estrela-guia de Padre Miguel, esta notícia mostra o quão não-honroso é o momento da Mocidade Independente. Tendo enquanto presidente executivo um dos fundadores, Wandir Trindade o Vô Macumba, quem se pronuncia pela filosofia político-administrativa da agremiação é o presidente de ´honra´ Rogério de Andrade, que não é sambista-verdadeiro. Mas, sim ´empresário´ zootécnico e ou/um dos capos de outras criminalidades como as máfias do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Isto é patético. Fica parecido com o episódio mostrado pela imprensa, no qual os presidentes de ´honra´ e executivo igualmente não-sambistas verdadeiros da madrinha Beija Flor ´ensinando´ aos compositores desta agremiação como se ´compõem´ sambas-enredo (Rsrsrs). Em respeito à História, títulos e glórias da afilhada agremiação da estrela-guia de Padre Miguel, devia ser evitado expor o sambista Vô Macumba como ´rainha da Inglaterra´. É correta, no entanto, a justificativa tornada pública para a desclassificação do samba concorrente em questão. Fica faltando a mesma transparência de tornar público simultaneamente através da imprensa a entrega das justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não vencedores na final inclusive do que se sagrar ´hino´ oficial. Daí o vice-presidente & fiel escudeiro do presidente de ´honra´ independente Rogério de Andrade, Rodrigo Pacheco que é mero suplente no Conselho Fiscal da LIESA, poderá reivindicar a mesma transparência à direção do órgão, em relação às justificativas das notas inclusas as notas 10 dadas pelos ´suspeitos´ julgadores dos desfiles oficiais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Carnaval, divina comédia do povo!': assim cantará a Inocentes de Belford Roxo em 2017
Postado: 2016-09-12 16:41:03
É um acinte o autoritarismo do presidente da comunitária e respeitável, porém usada/oprimida Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes, ter dito ao site Carnavalesco: ´Decidi sozinho, contra o consenso da diretoria, o samba-enredo oficial 2017´. Tal autoritário presidente é o mesmo que a comandou e antiteticamente presidiu a extinta liga das agremiações do grupo de acesso (LESGA) a ponto de no Carnaval 2012 a Inocentes ter conquistado o título de ´campeã´ sob suspeita, ascendendo à 1ª divisão/Grupo Especial. Curiosamente, dia 16/02/2010, no site SRZD-Carnaval, quem assinou o texto-reportagem intitulado ´Presidente da LESGA, Reginaldo Gomes, deixa Terreirão escoltado pela polícia´ foi o jornalista Alberto João, o atual diretor & editor responsável do site Carnavalesco. Na enquete do SRZD-Carnaval, eu votei para o samba-parceria liderado pelo compositor Serginho Castro se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Inocentes. Mas, foi considerado favorito com 55,7% dos votos o liderado pelo compositor Flávio Ignez. O que eu votei teve 35, 3% dos votos, tendo portanto 20,4% de diferença. Eu considerei esses dois citados sambas concorrentes mais o da parceria liderada pelo portelense compositor-bamba Samir Trindade equivalentes e afirmei que esses três deviam ser os finalistas. Também afirmei que o citado portelense compositor-bamba deixou as hostes da Beija Flor e retornou à madrinha da agremiação nilopolitana, a Águia Altaneira. E que, embora ele não estivesse desonrando eticamente a Majestade do Samba, devido concorrer em diversas agremiações da 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, ele devia ser criticado. Afinal, ele na Inocentes fez indevida parceria com compositores da Águia Altaneira conforme o bamba Neyzinho do Cavaco e Girão. Por último critiquei a alienação da mídia especializada do nosso mundo samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete: Internautas elegem samba preferido para representar Império em 2017
Postado: 2016-09-12 11:50:52
Nas enquetes, com o imprescindível senso crítico, eu votei para o samba da numerosíssima & galáctica parceria de compositores liderado pelo antiético & granaleiro Arlindo Cruz se sagrar ´hino´ oficial 2017 do Império Serrano na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca. Este belo & clássico samba concorrente imperiano, nesta final, embora concorra com outros dois, apenas o liderado pelo jovem & promissor-bamba Lucas Donato tem, além de identidade imperiana, ótima qualidade nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo que chegam a ´ameaçar´ a provável vitória do que votei como favorito. Isso porque, apesar de se tratar de bom samba concorrente, o da parceria liderada pelo compositor Zé Paulo da Viola mostra estar na final como espécie de ´boi de piranha´. Tudo, porque o belo samba da parceria liderado pelo compositor-bamba Henrique Hoffmann tinha excelência na qualidade para estar nessa final e se sagrar ´hino´ oficial. Porém, inconscientemente enquanto espécie de inocente útil, fez o serviço sujo de causar merecida eliminação. O movimento que deve existir tem que ser propositivo e exigir das direções das agremiações em todos Grupos/Séries encurtar, baratear e definir limite numérico & ético para as parcerias nos concursos-escolhas em quadra, tornando-os transparentes à medida que cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não-vencedores e o que se sagrar ´hino´ oficial, conforme é o caso do Império Serrano, terem suas justificativas simultaneamente entregues à imprensa. A mesma reivindicação/exigência tem que ser feitas pelas direções das agremiações às direções da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores durante as apurações dos resultados dos desfiles oficiais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Renascer de Jacarepaguá: 'Encomendo samba porque não tenho espaço para disputa'
Postado: 2016-09-11 11:46:01
Embora tenha ótima qualidade nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo, o encomendado (ilegítimo) samba-enredo oficial 2017 da afilhada salgueirense Renascer de Jacarepaguá reflete a hipocrisia própria da sociedade capitalista e de nosso mundo do samba. Incrivelmente, tal ´hino´ oficial foi apresentado antes da sinopse do enredo à oprimida comunidade componente da agremiação e para a acrítica mídia especializada. Hipocritamente, o aburguesado presidente da Renascer, Antônio Carlos Salomão, alega que encomenda samba-enredo oficial por não ter espaço para realizar concurso-escolha devido à quadra da agremiação ter perdido 70% para as obras do BRT executadas pela prefeitura carioca. Ou seja, salomonicamente o presidente da Renascer se esquece da quadra da própria agremiação-madrinha, Salgueiro, que além de ser a Academia do Samba, tem servido para diversos eventos de nosso mundo do samba. Já o personalista diretor de Harmonia, de Carnaval e carnavalesco-integrante da Comissão da Renascer, Luiz Carlos Bruno, não deixou de assumir que apenas ele próprio e o compositor-empresário ou de escritório, Cláudio Russo, conhecem a sinopse do enredo ´O papel e o mar´. O qual foi inspirado no filme curta-metragem de ficção, do diretor Luiz Antônio Pilar, com o mesmo título e que aborda um encontro entre duas figuras com cor da pele preta/negros/afrodescendentes da História do Brasil, o marinheiro ou o almirante negro João Cândido (1880 a 1969) e a escritora que foi catadora de lixo Carolina Maria de Jesus (1914 a 1977). Os coautores do encomendado ´hino´ oficial 2017 da Renascer são os compositores Moacyr Luz, o também intérprete oficial da agremiação Diego Nicolau e Cláudio Russo que igualmente é membro da Comissão de Carnaval da agremiação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete: Na Inocentes, parceria de Flávio Ignez é favorita
Postado: 2016-09-10 18:37:12
Nas enquetes, eu votei para o samba-parceria liderado pelo compositor Serginho Castro se sagrar ´hino´ oficial 2017 da escola de samba Inocentes de Belford Roxo, na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca. Na enquete do site SRZD-Carnaval o samba considerado favorito com 55,7% dos votos foi o liderado pelo compositor Flávio Ignez. O que eu votei teve 35, 3% dos votos, tendo portanto 20,4% de diferença. No entanto, eu considero estes dois citados sambas concorrentes mais o da parceria liderada pelo portelense compositor-bamba Samir Trindade equivalentes. Deviam ser estes três os finalistas. Chamo atenção para o fato de que o citado portelense compositor-bamba deixou as hostes da Beija Flor, retornando à madrinha da agremiação nilopolitana, a Águia Altaneira. Assim, ainda que ele não esteja desonrando eticamente a Majestade do Samba, ao concorrer em diversas agremiações da 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, ele tem que ser criticado. Afinal, apesar de não ser agremiações da 1ª divisão/Grupo Especial, ele na Inocentes faz indevida parceria com compositores da Águia Altaneira conforme o bamba Neyzinho do Cavaco. Critico também a alienação da apelidada mídia especializada do nosso mundo samba em relação à falta de ética do presidente de ´honra´ da Inocentes o vereador belforroxense Rodrigo Gomes o qual, por ser filho do presidente executivo Reginaldo Gomes, usarem a agremiação para fazer proselitismo propagandístico, político, partidário e eleitoral. Sendo candidato à reeleição enquanto vereador pelo maior partido da burguesia no Brasil (PMDB), o presidente de ´honra´ da Inocentes não deixará de fazer campanha eleitoreira, pelo simples fato da final para definição do samba-enredo oficial 2017 da agremiação belforroxense ser realizada na quadra da coirmã caxiense Grande Rio. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete: Com votação expressiva, internautas ficam quase divididos quanto ao samba da Viradouro
Postado: 2016-09-10 11:42:26
Eu votei, nas enquetes, para o samba-parceira liderado pelo compositor Dan Passos se sagrar o ´hino´ oficial 2017 da Viradouro. Conforme tenho afirmado, realizar final com mais de três sambas, mais que excessivo, no caso da Viradouro que é uma das duas agremiações niteroienses afilhada portelense, os comentários no site Carnavalesco do viradourense leitor Alan Rodrigues dizem praticamente tudo. Ou seja, esta final da Viradouro reflete o momento de crise pelo qual passa a agremiação. Além de perder o diretor de Carnaval, Wilson Policarpo, devido ele não receber seus atrasadíssimos salários, a final em questão expõe a incoerência e os graves equívocos da filosofia político-administrativa da direção da afilhada portelense. Em outras palavras, a direção da afilhada Viradouro devia ter seguido exemplo da madrinha Águia Altaneira que impugnou a inscrição do vitoriosíssimo compositor portelense Luiz Carlos Máximo por ele ter antiteticamente inscrito antes samba concorrente na São Clemente. Isto é, a direção da Viradouro devia ter feito o mesmo com o samba-parceria liderado pelo compositor Felipe Filósofo. O qual além de ser acusado pelo citado leitor de compositor-empresário ou de escritório, não consegue disfarçar tratar-se de um granaleiro. Isto é um professor de Filosofia escravizado pela ambição de ganhar a grana-preta de direitos autorais, pois venceu samba na coirmã niteroiense da Viradouro, Sossego, e concorre na Estação Primeira de Mangueira. O samba concorrente cuja parceria é liderada pelo compositor P.C. Portugal é o segundo a merecer sagrar-se ´hino´ oficial 2017 da Viradouro. Os outros dois não-citados participantes da final em questão, dão a entender se tratarem de ´bois de piranhas´ para uma possível, antiética e nefasta ´vitória´ do compositor Felipe Filósofo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Final Santa Cruz: 'Dos quatro finalistas, dois se destacaram', conta diretor de harmonia
Postado: 2016-09-09 19:55:29
Nas enquetes, eu votei no nada-surpreendente belo samba-parceria liderado pelos compositores-bambas Fernando de Lima, Zé Glória, Zé Luiz e Claudio Russo (CR). A despeito de CR ser um antiético granaleiro escravizado pela ambição de ganhar a grana-preta de direitos autorais enquanto compositor empresário ou de escritório, que concorre em diversas agremiações e como agravante participa de parceria na criação de famigerado samba-enredo encomendado. De acordo com declaração dada ao site SRZD-Carnaval pelo diretor de Harmonia da Santa Cruz, Marquinhos Harmonia, que exerce o mesmo cargo na São Clemente, dois dos quatros sambas finalistas da Santa Cruz se destacam. Embora ele não diga quais são, por si só, isto representa o equívoco de realizar uma final com excessivos quatro sambas. O que vem ser o perfil da gestão da diretoria da Santa Cruz, que é acusada de organizar a escola objetivando somente manter-se na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca. Haja vista, embora igualmente comunitária e tradicional, a agremiação-madrinha da Santa Cruz é a Unidos de Bangu que em 2015 caiu para a 3ª divisão/Série B onde permanece. A despeito de que tanto a madrinha quanto a afilhada teve passagem pela 1ª divisão/Grupo Especial. Ou seja, a última passagem da madrinha ocorreu no longínquo 1963. Já a da afilhada ocorreu em 2003 e a melhor na 2ª divisão/Série A, terceiro lugar, ocorreu em 2007 e 2008. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete: Em votação expressiva, internautas definem o melhor samba da UPM para 2017
Postado: 2016-09-09 18:22:26
Nas enquetes, eu votei no samba da parceria liderada pelos compositores-bambas W. Corrêa, Samir Trindade e Cláudio Russo (CR) se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM). Mas, não deixo de criticar CR devido ele ser um portelense que eticamente não honra a Águia Altaneira enquanto um granaleiro compositor-empresário ou de escritório escravizado pela ambição de ganhar a grana-preta de direitos autorais. Haja vista, CR concorre em diversas agremiações inclusive cria em parceria o famigerado samba-enredo encomendado. A mesma crítica enquanto granaleiro faço ao compositor-bamba Dudu Nobre que liderada outra bela obra musical em parceria nesta final da UPM. Já o 3º finalista é o também belo samba em parceria liderado pelo compositor Leonardo D´ Vincci. Por sinal, vencedor da enquete do site SRZD-Carnaval, embora perca muita qualidade devido na gravação os intérpretes Daniel Silva e Thiago Brito pronunciarem incorretamente as expressões do dialeto Ioruba: Igba (cabaça) cuja pronúncia é ibá. E a própria pronúncia do orixá Osain conforme critica o leitor Diego Ti Osun. Tendo como agremiação-madrinha a niteroiense Viradouro, a direção da UPM acertou ao realizar a final para definição de seu samba-enredo oficial 2017 entre três belas obras musicais. O que urge é passar a dar transparência às disputas em quadra. Ou seja, tornar pública entregando à imprensa durante todo concurso-escolha as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do que se sagrar ´hino´ oficial. Assim, terá moral pra exigir o mesmo da direção da LIERJ em relação às notas inclusas as notas 10 dadas pelos julgadores. Afinal, a UPM objetiva inédita ascensão à 1ª divisão/Grupo Especial. Porém, bateu na trave, sendo bi vice-campeã 2015/6. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Final da Estácio: Em votação pouco expressiva, duas obras empatam tecnicamente
Postado: 2016-09-09 10:43:23
Nas enquetes, eu votei na obra musical em parceria liderada pelo compositor Daniel Gonzaga se sagrar samba-enredo oficial 2017 da Estácio. São corretas as críticas ao condômino n° de 12 compositores nessa obra musical, nelas inclusas as participações de alguns bambas que são notórios e antiéticos compositores-empresários ou de escritório. Porém, não as ´críticas´ que pretendem desqualificar enquanto compositor o citado filho do homenageado, o saudosíssimo cantor e compositor Luiz Gonzaga Junior o Gonzaguinha (1945 a 1991). São grotescas as ´críticas´ ao subquesito letra/poesia da obra musical em parceria liderada pelo filho do homenageado ter a criatividade de se aludir a diversas poesias-musicais do homenageado, acusando-a sem fundamentação de ´plágio´. Primeiro, o citado subquesito letra/poesia descreve com excelência na qualidade o quesito enredo. Segundo, somente poderia ser considerado plágio, caso o subquesito letra/poesia copiasse em sequência sete notas musicais do subquesito melodia/ritmo das obras musicais originais supostamente copiadas. Os resultados das enquetes com o excessivo número de quatro sambas finalistas vem comprovando que o quarto samba, não raro o terceiro, menos votado participa imerecida e ridiculamente da fanal sem apoio/preferência, mas somente com torcida comprada, se tanto. Urge passar a ser praticado pelas direções das agremiações de todos os Grupos/Séries durante as disputas em quadra que devem ser obrigatórias e proibidos os sambas-enredos encomendados, a transparência de entregar à imprensa simultaneamente as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do que se sagrar ´hino´ oficial. A mesma transparência urge ser praticada pelas direções da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso em relação às justificativas das notas inclusas as notas 10 dadas pelos julgadores. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Com quadra cheia, parceria de Ismael David e Gilmar L. Silva vence na Império da Tijuca
Postado: 2016-09-08 12:56:34
Enquete do site Carnavalesco mostrou ser incorreto final com quatro obras musicais concorrendo a samba-enredo oficial, conforme a da Império da Tijuca. Na qual o samba-enredo escolhido, na citada enquete ficou em 2º lugar com 38,7% dos votos. O primeiro mais votado obteve 54%, o terceiro 6,6% e o quarto 0,7%. O correto são no máximo três obras musicais finalistas. A direção da Império da Tijuca devia ter evitado que o 4º mais votado fosse exposto ao ´ridículo´. O agravante é que as escolas de samba em todos Grupos/Séries não praticam transparência tornando públicas, isto é, passando simultaneamente à imprensa presente, as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do que se sagrar ´hino´ oficial. Isso inviabilizam as próprias direções das agremiações reivindicarem a mesma transparência das ligas que as representam na 1ª divisão/Grupo Especial (LIESA), na 2ª divisão/Série A (LIERJ), na 3ª divisão/Série B (LIESB) e nas 4ª, 5ª e 6ª divisões respectivamente Séries C, D, E (ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso) em relação às notas dadas pelos julgadores inclusas as notas 10. Para ter-se ideia da urgência de tal transparência passar a ser praticada no mundo do samba, a direção da Império da Tijuca tem consciência que a agremiação embora seja comunitária, tradicional e grandiosa, nunca conseguiu escapar do rebaixamento permanecendo na 1ª divisão/Grupo Especial em 1987, 1996 e 2014. Por consequência disso, em 2015 a Império da Tijuca foi decepcionantemente 6ª colocada na 2ª divisão/Série A, caindo ainda mais em 2016 quando acabou na 7ª colocação. Pelo visto, a política administrativa da atual direção objetiva somente uma colocação honrosa, não brigar pelo título e voltar ao Grupo Especial. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Com quadra cheia, parceria de Ismael David e Gilmar L. Silva vence na Império da Tijuca
Postado: 2016-09-08 12:48:48
Os percentuais de votos nesta enquete mostram ser incorreto final com quatro obras musicais concorrendo a samba-enredo oficial. O correto são no máximo três obras musicais finalistas, mesmo que nesta da Império da Tijuca, a 3ª mais votada não tenha obtido nem 10%. O resultado da enquete mostra que a 4ª obra musical mais votada não atingiu sequer 1% ficando exposta ao ´ridículo´. A direção da Império da Tijuca devia ter tido sensibilidade político-administrativa evitando isso. O agravante é que as escolas de samba em todos Grupos/Séries não praticam transparência tornando públicas, isto é, passando simultaneamente à imprensa presente, as justificativas de cada samba concorrente eliminado, não-vencedores e do que se sagrar ´hino´ oficial. O que acaba inviabilizando as próprias direções das agremiações reivindicarem a mesma transparência das ligas que as representam na 1ª divisão/Grupo Especial (LIESA), na 2ª divisão/Série A (LIERJ), na 3ª divisão/Série B (LIESB) e nas 4ª, 5ª e 6ª divisões respectivamente Séries C, D, E (ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso) em relação às notas dadas pelos julgadores inclusas as notas 10. Para ter-se ideia da urgência de tal transparência passar a ser praticada no mundo do samba, a direção da Império da Tijuca tem consciência que a agremiação embora seja comunitária, tradicional e grandiosa, nunca conseguiu escapar do rebaixamento permanecendo na 1ª divisão/Grupo Especial em 1987, 1996 e 2014. Por consequência disso, em 2015 a Império da Tijuca foi decepcionantemente 6ª colocada na 2ª divisão/Série A, caindo ainda mais em 2016 quando acabou na 7ª colocação. Pelo visto, a política administrativa da atual direção objetiva somente uma colocação honrosa, não brigar pelo título e voltar ao Grupo Especial. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Finalistas Império da Tijuca: compositores falam sobre a disputa de sambas e suas obras
Postado: 2016-09-07 17:45:20
Nas enquetes, eu votei no samba-parceria liderada pelo compositor Vicente L. Silva. Confesso, votei influenciado pela homenagem à minha terra natal na 9ª colocação da Império da Tijuca em 2001, na 2ª divisão então grupo A, enredo ´Macaé, a Princesinha do Atlântico´ do carnavalesco Eduardo Silva, cujas notas foram 8,5 + 9. O samba-enredo dos compositores Adilson Tatu e Gago foi cantado/puxado pelo então intérprete oficial Serginho do Porto e obteve notas 9 + 8,5. Embora seja comunitária, tradicional e grandiosa, a Império da Tijuca não logrou êxito nas três passagens que teve pela 1ª divisão/Grupo Especial em 1987, 1996 e 2014, acabando rebaixada. Porém, pelo menos em 2014 quando a verde-branco tijucana apresentou o elogiadíssimo enredo ´Batuk´ do carnavalesco Junior Pernambucano (JP), o rebaixamento foi injusto. Os ´suspeitos´ e impiedosos julgadores da LIESA deram apenas uma nota 10, quesito evolução, entre as quatro dos dez quesitos avaliados. O que levou ao decepcionante 6º lugar da agremiação em 2015 na 2ª divisão/Série A através do ótimo enredo ´O Império nas águas doces de Oxum´ do carnavalesco JP, apesar de ter obtido notas 9,9 + 10 + 9,9 + 10 nesse quesito. As mesmas obtidas pelo samba-enredo dos compositores Alexandre Bola, Dudu, Gallo e Marcão Meu Rei. Por último, apesar de ter apresentado o excelente enredo ´O tempo ruge, a Sapucaí e grande e o Império aplaude o Felomenal´ do carnavalesco JP cujas notas foram 10 + 10 + 9,9 + 10 e 9,5 + 9,7 + + 9,7 + 9,9 (samba-enredo) dos compositores Dalton Jussara, Luiza Fontella, Adriana Vieira e Lid, em 2016 a Império da Tijuca ficou na 7ª colocação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Cubango: confira o samba campeão na opinião dos leitores
Postado: 2016-09-06 16:39:58
Nas enquetes, eu votei no samba 2 a parceria liderada pelo compositor Gabriel Martins, enquanto favorito para se sagrar ´hino´ oficial 2017 da agremiação de minha simpatia na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, a escola de samba niteroiense Acadêmicos do Cubango. Depois de ouvir atenta e repetidas vezes os três sambas finalistas da Cubango, enredo ´Versando (João) Nogueira nos 100 anos do ritmo que é nó na madeira´ do carnavalesco Cid Carvalho, conforme declarou à imprensa o citado compositor da parceria, o favoritismo pra se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Cubango, reside na ótima qualidade de sua obra musical fugir do padrão habitual. Haja vista, as notas obtidas em 2015 quando a verde-branco niteroiense repetiu a melhor colocação de sua História na Série A, 4º lugar, com o enredo ´Cubango, a realeza africana de Niterói´ do carnavalesco Jaime Cezário. Notas 10 + 9,8 + 10 + 10 e 9,8 + 10 + 10 + 10 (samba-enredo) que teve enquanto um dos coautores o compositor Gabriel Martins. O qual não participou da parceria do ´hino´ oficial 2016 da sexta colocada Cubango, quando o enredo ´Um banho de mar à fantasia´ do carnavalesco Cid Carvalho obteve notas 9,9 + 9,9 + 9,9 + 9,9 e 9,7 + 10 + 9,8 + 9,9 (samba-enredo). O que significa dizer, o citado compositor quer voltar a integrar parceria de um ´hino´ oficial da agremiação niteroiense de minha simpatia na Série A, a afilhada do Império Serrano, Cubango, ajudando-a no propósito de conquistar o tão sonhado título de campeã em 2017. O que caso venha a ocorrer levará a Cubango a ascender ineditamente ao Grupo Especial. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Para evitar problemas com Tribunal Regional Eleitoral', Inocentes fará final na Grande Rio
Postado: 2016-09-06 11:05:21
Caros Gomes da Motta, você se dá por vencido. Então, pra encerrar o debate de ideias, pertencemos praticamente à mesma geração. Porém, ao contrário de mim, você se revela um adepto de nosso mundo do samba, que está envelhecido devido sua arrogância e de sua equivocada concepção corporativista sobre o significado de sambista. Para lhe conscientizar, esclareço, embora eu seja um dos fundadores do GRANES Quilombo no Rio e em Macaé eu ter deixado de militar na escola de samba Princesinha onde fui diretor de Relações Públicas logo depois desta agremiação se sagrar campeã 1982, não me considero sambista, mas sim um modesto, consciente e não-envelhecido adepto. Isso, apesar de eu ter optado em privilegiar militância em nosso mundo do samba desta forma que você discrimina. Na Princesinha cheguei a interpretar sambas concorrentes algumas vezes. Já no Rio, na Quilombo e na extinta Sociedade Cultural Apóstolos do Samba, sendo que nesta tendo sido contemporâneo do compositor-bamba o xará Almir de Araújo, não cheguei a interpretar nem a compor sambas. Apenas ´tirei onda´. (Rsrsrs). Modéstia à parte, não creio que eu precise de ´aulas´ de quem idolatra antiéticos dirigentes em nosso mundo do samba baseando-se na nefasta lei da mordaça. Você confunde consciência crítica com ´falar mal e ou/fazer intrigas´, tendo o agravante de revelar-se um granaleiro. Afinal, você pretende cobrar uma grana-preta por tais ´aulas´. (Rsrsrs). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Para evitar problemas com Tribunal Regional Eleitoral', Inocentes fará final na Grande Rio
Postado: 2016-09-05 18:32:25
Carlos Gomes da Motta, neste debate de ideias quem tem a palavra final sou eu, até porque você nem sabe separar o joio do trigo. Os democráticos e críticos comentários que faço, não deixam de respeitar toda e qualquer agremiação de nosso mundo do samba. De nada adiantará você utilizar o nome do ótimo presidente executivo da Majestade do Samba em uma fracassada tentativa de aplicar-me espécie de lei da mordaça. Sou opositor desta e da igualmente famigerada lei antiterrorismo, se é que você tem consciência destas duas draconianas leis. Em outras palavras, as críticas que faço em meus comentários são à filosofia político-administrativa dos dirigentes das escolas de samba os quais, não devem ser idolatrados, mesmo os de minha amada Portela. Isto é público e notório em nosso mundo do samba. Você enquanto portelense não conseguirá que eu idolatre algum dirigente da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira, conforme você faz em relação ao antiético presidente da, reafirmo, comunitária e respeitável escola de samba Inocentes de Belford Roxo. Cuja agremiação deve mesmo estar atravessando um momento difícil. Mas isto se deve à exploração, opressão e dominação que sofre dos enganadores e antiéticos presidente executivo Reginaldo Gomes e o seu filho & sucessor supostamente ´licenciado´ da vice-presidência, mas ocupando a apelidada presidência de ´honra´ da Inocentes, Rodrigo Gomes. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Para evitar problemas com Tribunal Regional Eleitoral', Inocentes fará final na Grande Rio
Postado: 2016-09-05 11:50:37
Carlos Gomes da Motta, esta não será a primeira e creio que não será a última vez que zoarei um analfabeto político, idólatra do antiético presidente executivo da comunitária e respeitabilíssima escola de samba Inocentes de Belford Roxo a cuja comunidade envergonha, conforme você faz questão de mostrar.... Rsrsrs... De tão desqualificada figura que você é, você não consegue deixar de revelar preconceito em relação às cidades do interior fluminense conforme Macaé. O que, devido não ser típico dos cidadãos cariocas nem dos belforroxenses, envergonha-os. Se liga, cara. Sem preocupar-me ante sua característica e patética provocação por eu ser assumido torcedor-amante da Majestade do Samba, informo-lhe. Residi, estudei, trabalhei e militei inclusive no mundo samba durante 15 anos no Rio de Janeiro. Onde sob o comando/liderança de Mestre Candeia (1935 a 1978) participei da fundação do Grêmio Recreativo de Artes Negras e Escola de Samba (GRANES) Quilombo, sem que deixássemos de amar a Portela. A propósito, a próxima eliminatória de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira que contar com as duas chaves unificadas, poderá vir a ser 6ª feira agora dia 09 de setembro, estarei presente em quadra. O mesmo ocorrerá na final dia 14 de outubro vindouro. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Para evitar problemas com Tribunal Regional Eleitoral', Inocentes fará final na Grande Rio
Postado: 2016-09-04 12:45:32
Até que o TRE de Belford Roxo e a promotora Maria Lúcia foram benevolentes com a direção da Inocentes. Isto, porque sendo candidato à reeleição, o vereador belforroxense Rodrigo Gomes finge ter-se ´licenciado´ da vice-presidência da Inocentes, ocupando a presidência de honra da agremiação. A candidatura dele deveria ter sido impugnada. Porque tudo que faz objetiva proselitismo político, partidário e eleitoral inclusive na merecida honraria legislativa concedida recentemente ao diretor da Beija Flor, mestre Laíla. Já o presidente executivo da Inocentes, Reginaldo Gomes é ficha suja. Isto é, tendo exercido quatro mandatos de vereador belforroxense entre 1997 e 2012 através dos partidos burgueses PMDB e PSDB, ele no Carnaval Carioca 2012 acumulou antieticamente as presidências executivas da Inocentes e da então liga dos chamados grupos de acesso equivalentes às Séries A e B, a extinta LESGA. A cujos cargos somente renunciou, após ter levado a Inocentes ao Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca através de suspeitíssimo título de ´campeã´ 2012. Tanto que em 2013 a Inocentes acabou na última colocação, retornando à Série A onde permanece. Por último, tendo optado por realizar no próximo sábado, 10 de setembro, na quadra da Grande Rio, a final para definir o ´hino´ oficial 2017 entre excessivos seis sambas concorrentes. Este fato, por si só ´explica´ o porquê da falta de transparência de não tornar públicas passando à imprensa as justificativas dos sambas eliminados, não-vencedores e do escolhido ´hino´ oficial. O mesmo ocorre nas apurações de resultados dos desfiles oficiais por parte da LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso em relação às justificativas das notas inclusas as notas 10 dadas por ´suspeitos´ julgadores. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Curicica: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-02 18:15:02
Túlio Rabelo, parceiro, eu faço autocrítica, ficou mesmo muito bom este ´hino´ oficial 2017 da Curicica, fruto da junção das obras musicais-parcerias lideradas pelos compositores Alex Português e Neguinho. Em outras palavras, neste caso eu estava equivocado e a direção da Curicica correta. A propósito, parabenizo-a assim como o muito bom intérprete oficial Ronaldo Ylê e demais intérpretes-apoiadores do carro de som da Curicica, por abrilhantarem o canto do ´hino´ oficial. No entanto, parceiro Túlio Rabelo, as quatro obras musicais finalistas não eram ´horríveis´ e, se não ocorresse junção de duas delas, não causaria risco de rebaixamento à agremiação. Ao menos em princípio, eu considero que a Curicica se apresentará objetivando uma colocação intermediária e honrosa em 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Curicica faz junção de sambas e comunidade abraça ideia: 'É o amor, é o amor, é fogo, é paixão'
Postado: 2016-09-02 18:04:09
Eu faço autocrítica, ficou mesmo muito bom este ´hino´ oficial 2017 da Curicica, fruto da junção das obras musicais-parcerias lideradas pelos compositores Alex Português e Neguinho. Em outras palavras, neste caso eu estava equivocado e a direção da Curicica correta. A propósito, parabenizo-a assim como o muito bom intérprete oficial Ronaldo Ylê e demais intérpretes-apoiadores do carro de som da Curicica, por abrilhantarem o canto do ´hino´ oficial. Assim, no site SRZD-Carnaval eu dialogo com o leitor e parceiro, Túlio Rabelo, segundo o qual sem a junção, devido as quatro obras musicais finalistas serem ´horríveis´ causaria risco de rebaixamento à agremiação. O que, ao menos em princípio, eu não concordo. Eu considero que a Curicica se apresentará objetivando uma colocação intermediária e honrosa em 2017. Consequentemente, no site Carnavalesco eu discordo do comentário do leitor e parceiro Matheus Souza, que afirma ter ficado ´maravilhosa´ a junção, podendo levar a Curicica à conquista do título de campeã 2017, na 2ª divisão/Série A. Com o que obviamente eu não concordo. Saudações carnavalescas do portelense. Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Rocinha: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-02 16:42:12
Nas enquetes votei no samba-parceria liderado pelo compositor Marquinhos do Armazém se sagrar ´hino´ oficial 2017 da afilhada da Vila Isabel, Rocinha, na 2ª divisão/Série A, enredo ´No saçarico da Marquês, tem mais um freguês: Viriato Ferreira´ do carnavalesco João Vitor Araújo. Independentemente da quantidade e qualidade dos sambas inscritos, é excessivo final com quatro sambas. O que é agravado devido não existir transparência por parte da direção da Rocinha, de tornar públicas passando simultaneamente à imprensa as justificativas dos sambas eliminados, não-vencedores e do samba concorrente vitorioso. A mesma falta de transparência ocorre por parte da direção da LIERJ em relação às justificativas das notas inclusas as notas 10 dadas pelo quadro de julgadores. Pra ter-se ideia, em 2016 a Rocinha escapou de mais um rebaixamento da Série A ficando na penúltima/13ª colocação, quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Oliveira o enredo ´Nova Roma é Brasil, Brasil é a Rocinha´ notas 9,8 + 9,7 + 9,6 + 9,6. E notas 9,7 + 9,7 + 9,8 + 9,7 no quesito samba-enredo de coautoria dos compositores Edinho, Diego do Carmo, Vitor Coutinho, Rico Bernardes, Rafael Mikaiá, Wander Timbalada, Luiz Thiago, Alex Santos, Daniel Barbosa e Wilson Pessino. Já nas duas vezes que se apresentou na 1ª divisão/Grupo Especial a Rocinha acabou na última colocação, voltando à 2ª divisão/Série A. Em 1997 a Rocinha foi a 16ª colocada através do enredo ´A viagem fantástica do Zé Carioca à Disney´ dos carnavalescos Flávio Tavares e Miguel Falabella. E em 2006 a agremiação da borboleta encantada foi a 14ª colocada com o enredo ´A felicidade não tem preço´ do carnavalesco Alex de Souza. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Alegria: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-02 10:45:20
Nas enquetes eu votei no samba-parceria liderada pelo compositor Márcio André Filho pra ´hino´ oficial da Alegria da Zona Sul (AZS), na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017, cujo enredo ´Vou festejar... com Beth Carvalho, a madrinha do Samba´ do carnavalesco Marco Antônio Falleiros. Foi dificílima esta escolha ante quatro ótimos, porém excessivos quatro finalistas. Embora haja compositores da Portela na disputa, a agremiação-madrinha da AZS é o Salgueiro. Décima colocada no Carnaval deste ano, o enredo da AZS foi ´Ogum´ do próprio carnavalesco Falleiros, notas 9,8 + 9,6 + 9,7 + 9,9. E notas 10 + 9,8 + 10 + 9,9 samba-enredo dos compositores Pixulé, Tubino, Meiners, James Bernardes, Alex Bagé, André K, Gilson, José Mário, Junior e Victor Alves. A melhor colocação da AZS na Série A, 5º lugar, ocorreu em 2005, enredo ´Teatro Rival, 70 anos de resistência cultural´ dos carnavalescos Deco, Oswaldo Luiz e Carlos André. Notas 9,8 + 9,8 + 9,7 + 10. E notas 9,4 + 9,6 + 10 + 9,5 samba-enredo dos compositores Adilson Silva, Marcelinho Santos Bittar e Pixulé cuja íntegra da letra é: ´A arte entra em cena/O show vai começar/Em cartaz neste carnaval/Esse teatro genial/Exemplo maior/Da resistência cultural/Declamando o "amor"/Começou a trajetória/Que o próprio tempo guardou/Ilustrando a memória. Fez o povo aplaudir/Delirar, sonhar, sorrir/Revelando artistas/Caminhou sem desistir (BIS). Segue o "Rival", sempre "Leal"/Orgulho do meu Rio/Na essência da cultura/Vai vencendo desafios/Enriquecendo a arte/Se tornou tão popular/Ele é um espaço de primeira/Da música popular brasileira/Hoje tem show musical/E a Cinelândia é o palco principal. Parabéns... São 70 anos de glória/A Zona Sul, com alegria enaltece/O Rival e sua história (BIS)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Porto da Pedra: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-01 17:08:47
Nas enquetes, eu votei no samba liderado pelos compositores-bambas Vadinho e Fernando Macaco pra ´hino´ oficial da Porto da Pedra, na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Não há por parte da direção da agremiação a transparência de passar à imprensa as justificativas dos sambas não-vencedores e do vitorioso. Isso também ocorre por parte da direção da LIERJ durante a apuração de resultado dos desfiles oficiais, em relação às notas inclusas as notas 10, dadas pelo quadro de julgadores. Haja vista, equivalem-se os quatro sambas finalistas da ótima safra do enredo ´Ô abre alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar... seu coração!´ que será desenvolvido pelo experiente carnavalesco com qualidade de 1ª divisão/Grupo Especial (GE) e ainda sem título que o consagrasse, Jaime Cezário. Que foi quem desenvolveu em 2016 na 5ª colocação da Porto da Pedra o enredo ´Palhaço Carequinha, paixão e orgulho de São Gonçalo. Tá certo ou não tá?´ notas 10 + 9,9 + 9,8 + 10 (enredo) e 9,7 + 9,8 + 9,7 + 9,9 (samba-enredo) coautoria dos compositores Porkinho, Kiko Ribeiro, Vitor Gabriel, Daniel Morais, Márcio Souza, Bizzar, Willian do Barreto e Flavinho. Afilhada da carioca União da Ilha, a são-gonçalense Porto da Pedra antes de ser rebaixada para a Série A em 2012, já se apresentou durante três períodos no GE onde a melhor colocação, 5º lugar ocorreu em 1997, enredo ´No reino da Folia, cada louco com sua mania´ do carnavalesco Mauro Quintaes, notas 10 + 9,5 + 10 + 10. E notas 9,5 + 10 + 10 + 10 em samba-enredo dos compositores Vadinho, Carlinho e Pinto. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Curicica: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-01 12:28:15
É injustificável o diretor de Carnaval da Curica, Wanderson Sodré que já foi mestre sala nesta escola de samba ter declarado ao site Carnavalesco, existir possiblidade de junção de sambas, quatro concorrem, na final para definir o ´hino´ oficial da agremiação nesta 5ª feira, 1º de setembro, para a 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Tudo, agravado porque somente cinco obras musicais foram inscritas. A Curicica é afilhada da coirmã igualmente tricolor da 1ª divisão/Grupo Especial, a caxiense Grande Rio. Em outras palavras, está parecendo que a direção da Curicica está pessimista ante os trabalhos da dupla de jovens irmãos carnavalescos Leandro e Vítor Mourão no enredo ´O importante é ser feliz e mais nada!´ e também da ala de compositores. O carnavalesco Leandro é egresso de outras agremiações e está assinando o 1º trabalho-parceria com o estreante mano Vitor. Nas enquetes eu votei na obra musical da parceria é liderada pelo compositor Alex Português, a qual deveria concorrer apenas com a liderada pelo compositor Pitimbu. Tudo, porque as duas são distintas. Ao contrário do que afirmou o diretor de Carnaval da Curicica, ambas nos subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo em relação ao enredo, são suficientes e pode propiciar competitivo e bom desfile à agremiação. No Carnaval 2016 a Curicica ficou na 11ª colocação. Na oportunidade, desenvolvido pelo jovem considerado promissor carnavalesco Marcus Ferreira agora na coirmã Império Serrano, o enredo ´Corações mamulengos´. As notas foram 9,4 + 9,4 + 9,7 + 9,7 (enredo) e 9,9 + 9,9 + 10 + 9,7 (samba-enredo) coautoria dos compositores Pitimbu, Washington Motta, Vagner Silva, Alexandre Alegria, Telmo, Léo da Taberna e Marcelo Valência. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: SRZD-Enquete na Grande Rio: Confira o samba campeão na preferência dos leitores
Postado: 2016-09-01 08:41:35
Votei no samba do trio de compositores-bambas Myngal, Mingalzinho e Murilo Rayol. É excessivo quatro sambas numa final. Tema, viés artístico cultural e fio condutor de homenagem no enredo ´Ivete (Sangalo) do rio ao Rio´ do jovem carnavalesco ainda sem passar de promissor, Fábio Ricardo o Fabinho, embora seja digamos meio modístico, pode sim propiciar competitiva apresentação que garanta à respeitabilíssima afilhada salgueirense Grande Rio voltar no desfile das campeãs. No qual em 2016 não figurou, depois de nele ter voltado desde 2005, nem sempre merecidamente. Em 2011 a Grande Rio apresentou desfile oficial hors concours, isto é, não foi avaliado, devido a incêndio em seu barracão. De 2005 pra cá, causado por sido vice-campeã duas vezes seguidas em 2006/2007 e ainda em 2010, a tricolor caxiense por ser comandada por não-sambista verdadeiro, volta e meia apresentou conforme o fizeram coirmãs dominadas por não-sambistas verdadeiros, desfile meio que militarizado apelidado de técnico, frio, monótono, sem alegrar, contagiar e ou/emocionar o público. Agravado pelo fato dos concursos em quadra para escolha de samba-enredo oficial não contarem com a transparência de passar à imprensa presente as respectivas justificativas de cada samba concorrente eliminado ou não-vencedores, conforme é o caso, além do que se sagrar ´hino´ oficial. Essa final da Grande Rio devido contar com quatro sambas, todos sendo parcerias lideradas por vitoriosos compositores-bambas, corre risco de causar insatisfação; obviamente às não-vencedoras. Por último, se a vencedora for a liderada pelo bamba Myngal, não vejo risco da obra musical deixar de obter dos ´suspeitos´ julgadores da LIESA nota 10 por causa do erro de concordância verbal no verso ´As águas do São Francisco me banhou´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Sossego cantará, de novo, samba da parceria de Felipe Filósofo e cia em 2017
Postado: 2016-08-27 12:24:11
Diferentemente da madrinha Portela, a direção da afilhada Sossego, que estreia na 2ª divisão/Série A 2017 escolheu como ´hino´ oficial a ótima obra musical liderada pelo antiético e granaleiro compositor-bamba Felipe Filósofo, no enredo ´Zezé Motta. A deusa de ébano´ do carnavalesco Márcio Puluker. A escolha reproduz o retrocesso representado pelo impeachment sob não-provado crime de responsabilidade da presidenta da República. Corretamente a direção da Portela impugnou o samba antiteticamente inscrito por um compositor-bamba e vitorioso, que violou a ética ao inscrever antes samba na São Clemente. Já a direção da Sossego escolheu o seu ´hino´ oficial 2017 ignorando o fato de o samba ser liderado pelo citado antiético compositor, vitorioso na própria Sossego, na coirmã da mesma Série A, Viradouro onde também concorre e na Estação 1ª de Mangueira. Nesta, por sinal, o seu próprio presidente de honra e baluarte compositor-bamba concorre antiteticamente liderando um samba. Na sociedade a presidenta da República foi tirada do cargo por intolerância à origem operária do degenerado partido político de trabalhadores dela, apesar dos governos que comandou junto com o partido ter sido de traição e ataques aos interesses dos pobres e oprimidos. Fora Temer e o Congresso Nacional! Pela Assembleia Popular Nacional Constituinte! Pelo Governo dos Trabalhadores! Aguardemos o desfile oficial da Sossego abrindo a Série A do Carnaval Carioca 2017 onde apenas a campeã ascende ao GE e as duas últimas são rebaixadas para a 3ª divisão/Série B. Em 1989 na então 2ª divisão/grupo 2 através do enredo ´Zezé (Motta) um canto de amor e raça´ do carnavalesco Joãozinho de Deus a antepenúltima colocada Arrastão de Cascadura foi rebaixada. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça o samba da parceria de Samir Trindade
Postado: 2016-08-25 11:40:27
Serei coerente apresentando a imprescindível justificativa, que reivindico das direções das agremiações e das ligas, sobre porque atribuo nota 10 com louvor para a encantadora obra prima-musical em questão. Ou seja, porque eu considero que este samba concorrente deve ser escolhido enquanto ´hino´ oficial 2017 de nossa Portela. Antes, porém, sendo igualmente coerente reafirmo. Não é eticamente aceitável os baluartes da Velha Guarda Show que merecidissimamente integram a Comissão Julgadora (CJ), a exemplo do que ocorreu quando o samba-enredo oficial 2016 era samba concorrente, prossigam democrática e honrosamente convidados a cantar e depois votarem na CJ, escolhendo o samba-enredo oficial de nossa amada Majestade do Samba a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Isso, porque, esclareço a excelência na qualidade da poesia no subquesito letra assim como do clássico ritmo musical DNA portelense do subquesito melodia deverá repetir a majoritária e quase-unanimidade de votos favoráveis dos membros da CJ conforme ocorreu em relação ao samba-enredo oficial 2016 intitulado: ´No voo da águia, uma viagem sem fim...´ de criação e desenvolvimento do carnavalesco bem-casado com nossa Portela, Paulo Barros. À época, me vi obrigado fazer autocrítica ante as licenças-poéticas no refrão da letra desse samba-enredo oficial, devido me equivocar e achar supostas incorreções: ´Eu sou a Águia/Fale de mim quem quiser, mas é melhor respeitar/Sou a Portela/Nessa viagem, mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de Madureira (sem Oswaldo Cruz)´. No caso da letra do samba concorrente a ´hino´ oficial 2017 da Majestade do Samba isso foi devidamente aperfeiçoado na letra da obra-prima musical intitulada: ´Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-08-24 16:11:23
Tem excelência sim em qualidade a safra de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 de minha amada Majestade do Samba. A ouvi e depois gravei-a em CD para analisá-la melhor através de um aparelho de som mais apropriado. Esclareço, tenho no entanto consciência de que conforme leitores afirmam aqui, é imprescindível assistir in loco, isto é, em quadra cada uma das obras musicais concorrentes. Então, pela ordem, as obras musicais de minha preferência para prosseguirem até uma das eliminatórias à qual assistirei em quadra assim como a final, são as lideradas pelos seguintes compositores: 01) Neyzinho do Cavaco e Samir Trindade. 02) Flávio Bororó, Alexandre Fernandes, Eli Penteado e Prof.ª Sônia. 03) Espanhol e Sylvio Paulo. 04) mestre Noca da Portela, Celso Lopes, Diogo Nogueira e Ciraninho. 05) Doutor e Renato Valle. 06) Gerson PM, Bruno Lima e Thiago na Fé. 07) Wanderley Monteiro e Cida Nunes. 08) Darcy Maravilha e Paulo Formigão. 09) mestre Caixa d´Água e doutor Renato de Petrópolis. A obra musical da parceria liderada pelo compositor-bamba Luiz Carlos Máximo o qual antiteticamente também concorre na São Clemente e na Portela envolve compositores jovens conforme Gustavo Henrique e Rafael Cavaliere, apesar de gabaritada para figurar como a décima, deve ser impugnada, em nome da ética. Dura lex, sedi lex. Em outras palavras, a direção e ou/Comissão Julgadora da Portela urgem dar transparência passando para a imprensa as justificativas de cada obra musical eliminada, não-vencedora ou não-vencedoras no caso de final com mais de dois sambas e da que se sagrar ´hino´ oficial. No espaço de comentário neste site de cada obra musical, apresentarei as imprescindíveis justificativas de minhas opiniões. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) SRZD-Enquete na Sossego: qual samba deve ser o campeão na homenagem à Zezé Motta?
Postado: 2016-08-24 08:47:45
Mário Andrade, parceiro, embora eu concorde que ninguém deve ganhar pelo nome. Lamentável é você revelar-se adepto fanático pentecostal pela respeitabilíssima Sossego e idólatra do vitorioso compositor-bamba em questão, o qual age nesta niteroiense agremiação-afilhada de minha amada Majestade do Samba conforme um granaleiro. Isto é, conforme um dos inúmeros antiéticos compositores-sambistas bambas escravizados pela ambição de ganhar a grana preta de direitos autorais. Não ´denigro´ (esta expressão é preconceituosa e racista) grandes trabalhos e não ponho em dúvida a honestidade de pessoas. Por isso vou zoá-lo duas vezes. Primeiro, do poeta alemão Bertolt Brecht (1898 a 1956), o texto O Analfabeto Político: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. Rsrsrsrsrs... Segundo, de autoria do saudoso sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir de Souza o Mestre Waldir 59 (1927 a 2015), a obra musical intitulada Não É Bem Assim: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) SRZD-Enquete na Sossego: qual samba deve ser o campeão na homenagem à Zezé Motta?
Postado: 2016-08-22 18:24:04
Diferentemente, mas não ´melhor´ que leitores deste site, adeptos ou não da Sossego, eu tinha afirmado: É provável que a final, dia 26 de agosto, vá realizar-se entre mais dois sambas concorrentes. Tudo porque, apesar de não ser a melhor qualificada em letra (poesia) e melodia (ritmo), a direção da agremiação não será transparente consequentemente ética eliminando a parceria liderada pelo vitorioso e ´idolatrado´ compositor Felipe Filósofo. Isso ocorre igualmente nas apurações de resultados dos desfiles oficiais, quando as notas dadas pelos julgadores são lidas, porém as justificativas não são simultaneamente passadas à imprensa. O que é repetido nos concursos para escolha dos ´hinos´ oficiais de todas as escolas de samba em todos os Grupos/Séries do Carnaval Carioca. No caso da Sossego é público e notório que as parcerias lideradas pelos compositores Igor Leal e Celso Tropical são melhores qualificadas para se sagrar ´hino´ oficial 2017 da agremiação, que a do citado compositor. Entretanto, não existe norma, regra ou impedimento ético a qualquer compositor ou compositora concorrer em agremiações diferentes, mesmo que do mesmo Grupo/Série. Por isso ele é um dos coautores dos sambas-enredo oficiais 2016 da Sossego a campeã da 3ª divisão/Série B e da 3ª colocada Viradouro na 2ª divisão/Série A. Agora para o Carnaval 2017, ele é um dos coautores de sambas concorrentes a ´hino´ oficial outra vez e dessa forma antiética em ambas agremiações e na Estação Primeira de Mangueira. É lamentabilíssimo que não exista essa consciência crítica em nosso mundo do samba. Afinal, na enquete do SRZD-Carnaval votei no samba da parceria liderada pelo compositor Igor Leal, porém a de tal antiético e ´idolatrado´ compositor lidera disparadamente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Unidos da Tijuca
Postado: 2016-08-22 15:23:23
Equivocam-se os colunistas quando falam norte-americana ou americana ao invés de estadunidense quando se referem ao colonialismo cultural e artístico dos Estados Unidos. Um dos colunistas é carnavalesco e é dele o enredo ´Brazil, não seremos jamais. Ou seremos?´ apresentado pela 9ª colocada Caprichosos no Carnaval 1986, notas 8 + 10. Essa é a letra do samba-enredo de coautoria dos compositores Almir de Araújo, Balinha, Carlinho Lessa, Hércules Correa e Carlinhos de Pilares: ´Tudo bem nova mente popular/Um novo Sol a brilhar/É isso aí vou caprichar, vou caprichar/Brasil, meu Brasil com "S" fica bem mais forte/No Sul, no Centro, no Norte/Na voz do nosso povo/Ninguém vai me enganar de novo/Num sorriso de criança/A fé, a esperança a conquistar/O que é da nossa terra/Sem essa de americanizar. Não enfie o pau/Noutra bandeira/Mas tira, tira/E bota a nossa brasileira (BIS). Sou canariquito, carioca, a cantar/Águia não cala meu bico/Meu ouvido não é penico/Meu Sam é de Sambar/Unido aos heróis brasileiros/Nos pagodes, nos terreiros/Contra o que vem de lá/Canto a liberdade/Meu hino, minha verdade/A feijoada e o vatapá. Quem comeu, comeu/Quem não comeu, não come mais/Brasil com "Z" jamais (BIS)´. Os colunistas acertam ao esperarem bom desfile 2017 da Unidos da Tijuca através do enredo ´Música na alma. Inspiração de uma nação´ da Comissão integrada pelos carnavalescos Mauro Quintaes, Annik Salmon, Marcus Paulo e Hélcio Paim. A sinopse foi pesquisada pelo enredista Marcos Roza. Já tema, viés artístico-cultural e fio condutor contarão a contribuição dos afrodescendentes à música estadunidense, que foram baseados no encontro dos músicos afrodescendentes o brasileiro Pixinguinha (1897 a 1973) e o estadunidense Louis Armstrong (1901 a 1971) ocorrido no Rio em 1957. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo do Império Serrano
Postado: 2016-08-21 12:06:06
Fez bem um dos colunistas ao afirmar que o jovem carnavalesco Marcus Ferreira, embora seja promissor, não desenvolveu trabalhos anteriores à altura do Império Serrano. Cuja direção pretender repetir em 2017 na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, o que ocorreu em 2016 com a Mangueira que conquistou o título de campeã da 1ª divisão/Grupo Especial (GE), apesar do desfile apresentado ter sido de no máximo vice. Ou seja, a direção imperiana quer repetir a História se sagrando campeã 2017 através do enredo ´Um quintal é maior que o mundo´ que será desenvolvido pelo jovem carnavalesco Marcus Ferreira. Isto é repetir o jovem & supervalorizado carnavalesco Leandro Vieira vitorioso na estreia em 2016 através do enredo ´Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá´ que obteve quatro unânimes notas 10. Já o carnavalesco Marcus Ferreira em 2016 na 2ª divisão/Série A pela 11ª colocada Alegria da Zona Sul desenvolveu o enredo ´Corações mamulengos´ notas 9,8 + 9,6 + 9,7 + 9,9. Ainda pra ter-se ideia, em 2015 na 2ª divisão/Série A pela 7ª colocada Caprichosos de Pilares o carnavalesco Leandro Vieira desenvolveu o enredo ´Na minha mão é mais barato´ notas 10 + 9,9 + 9,8 + 9,9. Já o carnavalesco Marcus Ferreira em 2015 na 3ª divisão/Série B desenvolveu na 15ª colocada a rebaixada Unidos da Vila Santa Teresa o enredo `Aquarela negra de Debret´ notas 9,8 + 9,6 + 9,9 + 9,9. Ao apostar no trabalho do jovem carnavalesco Marcus Ferreira, a direção do Império Serrano quer voltar à 1ª divisão/GE ignorando o ensinamento do filósofo dos filósofos, Marx (1818 a 1883):´A História só se repete enquanto farsa, tragédia ou ambas´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Inocentes de Belford Roxo
Postado: 2016-08-19 11:09:31
É correto os três colunistas terem afirmado ser original, um achado de irreverência a sinopse do enredo ´Os vilões. O verso do inverso´ do carnavalesco Wagner Gonçalves para o desfile da escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Inobstante, vale lembrar, de uma forma ou de outra, irreverência foi o tema focado já no 1º enredo criado e desenvolvido por este carnavalesco, intitulado ´Arre égua! Hoje vamos pras comédias!´ no desfile apresentado pela 3ª colocada a escola de samba Renascer de Jacarepaguá, na então 3ª divisão/grupo B do Carnaval Carioca 2003. Cujas notas foram 10 + 10 e o samba-enredo de coautoria dos compositores Léo Nunes, Silas Nascimento e Ailton, obteve notas 9 + 9,6 sendo a seguinte a íntegra da letra: ´Alegria!!! A gargalhada corre solta pelo ar/Hoje nós vamos pras comédias/Abram as cortinas, o show vai começar!/Meu "Ceará moleque" amanheceu sorrindo/Cabeça chata quer rodar de bar em bar/Contar piada, sorrir, ver no teatro bonequinhos de cariri!!!!/Folclore em festas popular, reisado, boi-do-ceará/Pastoril, torém reflete a fauna do lugar/Brincadeira nas religiões/O oposto em suas manifestações/Sagrado, luxo e pobreza. Arre égua! Anariê no arraiá!/Cearense tá melado/A galera vai mangar!!! (REFRÃO). O grande Dragão do Mar/Acende a chama de talentos geniais/O cine mostra em festival, comédia tema principal/Partindo assim o retirante/Com artesanato e as lembranças/"Oiando a terra e o berço seu saudades na bagagem leva fé"/Assina a obra Patativa do Assaré. Jangadeiro, cabra macho pra danar/Renascer conta piada em homenagem ao Ceará/Humor! Risadas em cordel/Sou cearense, a minha cultura sou fiel!!! (REFRÃO)´. Oportunamente comentarei a já divulgada sambs concorrentes a ´hino´ oficial 2017 da IBF. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça as parcerias semifinalistas na Acadêmicos do Sossego
Postado: 2016-08-18 18:10:44
É possível que na semifinal desta 6ª feira, dia 19 de agosto, com cinco sambas concorrentes, que a direção da escola de samba Acadêmicos do Sossego (AS) opte por realizar a final no próximo dia 26, entre mais de duas obras musicais. Isso porque, embora não seja a melhor qualificada em termos de letra (poesia) e melodia (ritmo), não se crê que a direção da AS vá eliminar já a obra musical concorrente cuja parceria é liderada pelo vitorioso na agremiação o compositor-bamba Felipe Filósofo. Tudo, porque além disso ocorrer igualmente nas apurações de resultados dos desfiles oficiais, quando as notas dadas pelos julgadores são lidas, porém as justificativas não são simultaneamente passadas à imprensa. A mesma falta de transparência ocorre nos concursos realizados em quadra para escolha dos ´hinos´ oficiais das escolas de samba em todos os Grupos/Séries do Carnaval Carioca. Em outras palavras, agravado pelo fato de que ao menos as parcerias lideradas pelos compositores Igor Leal e Celso Tropical são melhores qualificadas para se sagrar ´hino´ oficial 2017 da AS. Infelizmente não existe norma, regra ou impedimento ético a qualquer compositor ou compositora musical de concorrer/participar de disputas em agremiações diferentes, mesmo que do mesmo Grupo/Série. Por isso, apesar de ser um dos coautores em 2016 dos sambas-enredo oficiais da AS a campeã da 3ª divisão/Série B e da 3ª colocada Viradouro na 2ª divisão/Série A, tal compositor é um dos coautores de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 outra vez de forma antiética nessas duas agremiações, agora, ambas na 2ª divisão/Série A. O pior é constatar no site Carnavalesco que há pessoas que não estão nem aí pra isso. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-08-18 12:10:16
Lá no site Carnavalesco são hipócritas os ´comentários´ antisalgueirenses que desqualificam a pouco numerosa, mas qualificada sim safra de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 concernente ao não-inédito e ótimo enredo da Academia do Samba intitulado ´A divina comédia do carnaval´ do casal de carnavalescos Renato e Márcia Lage. Não pode ser confundida quantidade com qualidade. Aliás, acerca de qualidade, no memorável título de campeã 1993 do Salgueiro conquistado através do enredo ´Peguei um ita no norte´ do carnavalesco Mário Borriello, obra-musical de coautoria dos compositores Demá Chagas, Arizão, Bala, Celso Trindade e Guaracy, ocorreu uma única nota diferente da nota máxima 10 (nota 9,5 em Harmonia) entre os 10 quesitos avaliados. Ou seja, a Academia do Samba conquistou o título de campeã 1993 através um samba-enredo que até os dias atuais é digamos venerado. Porém, atenção, dentro da ´subjetividade´ do meu exigente conceito musical por samba clássico, o samba-enredo ´Peguei um ita no norte´ não é por mim considerado uma obra prima musical merecedora de nota 10 nos subquesitos letra (rimas & poesia) e melodia (ritmo & swing). Pra ter-se ideia, considero o último samba-enredo salgueirense assim o de 2014 intitulado ´Gaia. A vida em nossas mãos´. No entanto, uma vez que não sou sectário, compreendo que o samba-enredo 1993 é do inteiro ´gosto ou agrado´ popular. Assim, com relação à safra de sambas concorrentes 2017 do Salgueiro, estou de acordo com os comentários que consideram digamos ´favoritos´, pra um deles se sagrar ´hino´ oficial e não-necessariamente nesta ordem, as obras musicais em parcerias lideradas pelos compositores-bambas Demá Chagas, Dudu Botelho, Tiãozinho do Salgueiro, Marcelo Motta, Luiz de Oliveira e Luiz Pião. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ouça o samba-enredo de 2017 da Difícil é o Nome
Postado: 2016-08-17 12:01:23
Atribuo nota 9,6 para este samba-enredo escolhido como oficial pela direção da escola de samba Difícil é o Nome para a 5ª divisão/Série D do Carnaval Carioca 2017. Isso porque conforme prevê o regulamento oficial da liga das escolas de samba da Série D a Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) para o quadro de julgadores, a avaliação do quesito samba-enredo deve ser feita observando-se separadamente os subquesitos letra e melodia. Assim, atribuo nota 4,8 à letra da obra musical em parceria dos compositores Jorginho Moreira, Sidney de Pilares, Prof. Laranjo, Alexandre Valle Filho e William do Salão, devido contar com poucas rimas consequentemente pouca poesia em relação ao enredo ´Difícil é não amar! Quadrilha do Sampaio: 60 anos de História na Cultura Popular´ do estreante carnavalesco Sandro Gomes. Atribuo nota 4,8 para o subquesito melodia da obra musical em questão, levando-se em conta a característica rítmica própria, beleza, desenho e harmonia musicais da obra. Haja vista, 6ª colocada em 2016 na própria Série D a escola de samba vermelho-branco Difícil é o Nome, cuja agremiação-madrinha é a verde-rosa-branco Unidos do Jacarezinho, quando apresentou dos carnavalescos Rodrigo Marques e Guilherme Diniz o enredo ´IdeAlice: O maravilhoso mundos dos sonhos´ e samba-enredo dos compositores Ricardo Santos, Amaro Poeta, Edinho do Banjo, Sidney Santos e Marcelo Fernandes, as notas obtidas foram 9,9 + 10 + 9,9 + 9,8 (enredo) e 10 + 10 + 9,7 + 10 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-08-16 19:16:50
Carlos Roberto Lima, parceiro, se liga. Parece com a voz do compositor & intérprete Pixulé, a de quem canta na gravação da que ele, Pixulé, é coautor junto com Dalton da Nelci e Jussara Pereira. Isso não ocorre na gravação da parceria dos compositores Rody mais Caíque Alves, Thiago Silveira, Sérgio Hermenegildo, Pety Barbosa e Wanderley Freitas. Caso o coautor Rody seja o vice-presidente que comanda a ala de compositores, Rodemir Rodrigues Pereira ou Rody da Mangueira, isto é falta de ética. Então vou zoá-lo duas vezes. Primeiro, do poeta alemão Bertolt Brecht (1898 a 1956), o texto O Analfabeto Político: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. Rsrsrsrsrs... Segundo, de autoria do saudoso sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir de Souza o Mestre Waldir 59 (1927 a 2015), a obra musical intitulada Não É Bem Assim: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Acadêmicos do Cubango
Postado: 2016-08-16 17:40:41
Estão corretos os três colunistas quando enfatizam não ser modismo, mas sim corretíssima homenagem ao saudosíssimo compositor-sambista João Nogueira (1941 a 200) no ano do centenário desse genuíno gênero da Música Popular Brasileira, a sinopse do enredo ´Versando Nogueira nos 100 anos do ritmo que é nó na madeira´ para o Carnaval Carioca 2017, 2ª divisão/Série A, da niteroiense Acadêmicos do Cubango cuja agremiação-madrinha é a carioca Império Serrano. Pesquisada e redigida pelo independente jornalista Fabio Fabato, a sinopse do enredo da agremiação da simpatia na Série A deste portelense leitor, tem enquanto responsável pelo desenvolvimento do tema, o experiente & vitorioso carnavalesco Cid Carvalho. No Carnaval Paulistano 2013 a escola de samba Águia de Ouro acabou na 3ª colocação não se sagrando campeã somente porque estourou o tempo de desfile em um minuto, sendo penalizada em 1,1 ponto. Haja vista, a Águia de Ouro ficou com 268,7 pontos e a vice Rosa de Ouro mais a campeã pelo critério desempate Mocidade Alegre, ambas com 268,9 pontos. Na oportunidade, de criação e desenvolvimento do carnavalesco Cebola o enredo apresentado pela Águia de Ouro foi ´Minha missão. O canto do povo. João Nogueira´. Notas 10 + 10 + 10 + 9,9 + 9,9 (enredo) e 10 + 10 + 10 + 10 + 10 (samba-enredo). Oportunamente comentarei a já divulgada safra de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 da Acadêmicos do Cubango. Cuja agremiação em 2016 foi a 6ª colocada, quando apresentou do carnavalesco Cid Carvalho o enredo ´Um banho de mar à fantasia´. Notas 9,9 + 9,9 + 9,9 + 9,9 (enredo) e 9,7 + 10 + 9,8 + 9,9 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-08-16 11:36:46
Oportunamente comentarei a safra de sambas concorrentes a ´hino´ oficial 2017 da gloriosa & respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira a campeã 2016. Cujo título dado pelos julgadores da LIESA ´coincidiu´ com a entrada do presidente da agremiação no Conselho de Grandes ´Beneméritos´ do órgão, depois de ter apresentado desfile apoteótico, competitivo e emocionante, porém merecedor de máximo ser vice. É quase total a alienação filosófico-política a esse respeito entre mangueirenses. Na recente eleição da agremiação os outros dois candidatos a presidente denunciaram que inexiste participação da comunidade-base do Morro de Mangueira na agremiação a partir da ´gestão´ do atual, reeleito e enganador presidente. Tudo isso se reflete nos ´comentários´ sobre a safra em questão. Ninguém diz nada sobre a antiética parceria do baluarte & merecidíssimo presidente de honra Nelson Sargento (sem licenciar-se do posto) feita com o colega compositor-bamba o granaleiro imperiano Arlindo Cruz, a despeito da obra musical ser de ótima qualidade. Na nada saudosa gestão do então presidente portelense Nilo Mendes Figueiredo, justiça seja feita, ele cortou no ato quando soube que o aludido & granaleiro compositor-bamba imperiano que é empresário ou sambista de escritório tinha inscrito samba concorrente na Portela através de um compositor de aluguel. À época devida critiquei a antiética gravação no CD enquanto samba concorrente do ´hino´ oficial 2016 da Majestade do Samba por parte dos baluartes da Velha Guarda Show da Portela que merecidamente integram a Comissão Julgadora. Para o Carnaval 2017 isso não pode voltar ocorrer. Nem a dupla portelense de compositores-bambas, Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo que inscreveu ótimo samba concorrente na São Clemente mesmo sem identidade melódica clementiana, deve fazê-lo na Portela. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Mocidade
Postado: 2016-08-16 09:43:10
Têm razão os três colunistas. Embora um pouco extensa, gera boa expectativa de desfile a qualificada sinopse do enredo ´A mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakech´ dos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Mocidade Independente. O patrocinado enredo tem como tema, viés artístico-cultural e fio condutor o Marrocos, país africano, no extremo noroeste do continente, uma monarquia, cuja língua é o árabe e faz fronteira marítima com a Espanha. Tal enredo é inédito e não deve ser considerado ´afro´. Pra ter-se ideia, no Carnaval 1982 a Estação 1ª de Mangueira foi a 4ª colocada, quando apresentou do saudoso carnavalesco Fernando Pinto (1945 a 1987) o enredo ´As mil e uma noites cariocas´. Já a Em Cima da Hora foi rebaixada da 2ª divisão/Série A para a 3ª divisão/Série B por ter ficado na última/15ª colocação, quando apresentou do carnavalesco Marco Antônio Falleiros o enredo ´O Rio das Arábias: No coração da cidade uma História das mil e uma noites´ notas 9,5 + 9,4 + 9,4 + 9,4 (enredo) e 9,8 + 9,8 + 9,8 + 9,8 (samba-enredo). Oportunamente comentarei a já divulgada safra de sambas concorrentes que conta com boas obras musicais e a consequente escolha do ´hino´ oficial 2017 da Mocidade Independente. Não dá pra dissociar a expectativa de desfile da Mocidade Independente no Carnaval 2017 da crise político-administrativa que a agremiação e a comunidade sofrem devido ser comandadas por um anacrônico presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro. Afinal, o objetivo da direção da Mocidade Independente deixou de ser conquistar título, pra voltar ao desfile das campeãs, fato que não ocorre desde 2003. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Santa Cruz
Postado: 2016-08-13 09:12:36
Um dos colunistas sendo jornalista devia ter esclarecido que não existe ´objetividade´ quando se redige texto ou sinopse. Ao fazê-lo adota-se medidas ´subjetivas´ como posição pessoal, hábito e emoção. É o caso do enredo ´Vou levar somente o que couber no bolso e no coração... Uma viagem de sabedoria, além da imaginação´ de criação e desenvolvimento da Comissão integrada pelos carnavalescos Lane Santana, Munir Nicolau e Wladimir Morollebaumm para o Carnaval 2017 da Acadêmicos de Santa Cruz (ASC), na 2ª divisão/Série A. O que levou um dos colunistas que é professor de Matemática e carnavalesco a ´morder e assoprar´ afirmando que ´torce´ para o sucesso de seu ex-pupilo o carnavalesco Lane Santana. O enredo em si somente poderá ser avaliado no desfile oficial propriamente dito. Afinal, à medida que a sinopse descreve um enredo que se propõe abordar tema, viés artístico-cultural e fio condutor abordando a literatura infantil, torna necessário a safra de sambas concorrentes consequentemente a escolha do ´hino´ oficial, para que se tenha ideia de como o enredo será apresentado no desfile oficial. De 2015 pra cá que foi quando o carnavalesco Lane Santana passou a comandar a citada Comissão na ASC, as colocações da agremiação e notas foram as seguintes. Em 2015 enredo ´O pequeno menino se tornou Grande Otelo´, 10º lugar, notas 10 + 10 + 10 + 9,9 (enredo) e 9,8 + 9,7 + 9,7 + 9,8 (samba-enredo). Em 2016 enredo ´Diz mata! Digo verde. A natureza veste a incerteza. E o amanhã? O clamor da floresta´, 12º lugar, notas 9,8 + 9,7 + 9,8 + 9,8 (enredo) e 9,9 + 9,9 + 9,8 + 9,8 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Acadêmicos da Rocinha
Postado: 2016-08-12 17:17:01
Embora os colunistas não tenham falado nisso, é louvável que eles sendo brancos ou eurodescendentes, reconheçam gabarito nos trabalhos do carnavalesco João Vitor Araújo (JVA). O qual, apesar de o Brasil ser o 2º país do mundo com maioria da população tendo cor da pele preta, negra ou afrodescendente, é um dos raríssimos carnavalescos com essa característica antropológica. Em nosso mundo do samba não há mulheres pretas, negras, afrodescendentes trabalhando como carnavalescas e coreógrafas da Comissão de Frente. Pesquisada e redigida por Daniel Targueta, conforme afirmaram os colunistas é de boa qualidade a sinopse do enredo ´No saçarico da Marquês tem mais um freguês, Viriato Ferreira´ criado e que será desenvolvido pelo carnavalesco JVA para o Carnaval 2017 da escola de samba Acadêmicos da Rocinha na 2ª divisão/Série A. Tendo atuado no Carnaval 2016 como figurista-assistente do atual carnavalesco portelense, o colega JVA contribuiu para as unânimes quatro notas 10 no quesito fantasias da agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira. Já a Rocinha foi campeã na 3ª divisão/Série B em 2015 quando apresentou dos carnavalescos Alex Oliveira e Cristine Moutinho o enredo ´Borboleteando nos destinos da vida! O que te desafia, te transforma´ notas 9,9 + 9,9 + 10 + 10 (enredo) e 10 + 10 + 9,9 + 10 (samba-enredo). Neste ano a Rocinha escapou do rebaixamento na 2ª divisão/Série A quando ficou na penúltima/13ª colocação através do enredo ´Nova Roma é Brasil, Brasil é a Rocinha´ do carnavalesco Alex Oliveira. Notas 9,8 + 9,7 + 9,6 + 9,6 (enredo) e 9,7 + 9,7 + 9,8 + 9,7 (samba-enredo). Aguardemos a safra e a consequente escolha do ´hino´ oficial 2017 da Rocinha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Lamentável: Prefeitura cancela participação de escolas na Praça XV e muda evento de lugar
Postado: 2016-08-11 17:08:18
Há interesse político-eleitoral nesta mudança do ´Boulevard Olímpico´ (governo do burguês portelense Eduardo Paes-PMDB) tirando o Encontro de Carnavais da Praça XV, transferindo-o para o Parque Madureira. Mega eventos como Pan 2007, Copa 2014, Olimpíada Rio 2016 e os desfiles das escolas de samba e os dos massivos blocos de rua são do interesse da burguesia no mundo inteiro e no Brasil. Não, necessariamente para que ocorra participação e felicidade do povo pobre e oprimido. Tais megas eventos, conforme as sociedades divididas em classes sociais, mercantilizaram-se globalmente e dissociaram-se da prioridade social absoluta, Educação. A qual não prescinde da excelência na qualidade, de ser pública e universalista, ou seja, de direitos iguais para todos e todas. Tais megas eventos significam Esporte, Arte, Cultura e Turismo, enquanto áreas da citada prioridade absoluta, Educação. Porém, do ponto de vista da Economia foram transformados em diversos tipos de negócios. Assim, apesar da crise econômica mundial ter erigido na época do Pan 2007 e no Brasil ter sido apelidada de marolinha (sic), nos últimos anos se agigantou. No entanto, o mundo acabou de assistir à excelência do espetáculo de abertura da Olimpíada Rio 2016 ao custo de apenas 15% do bilionário orçamento da Londres 2012. Tal sucesso coincide com as eleições municipais. Sendo portelense e equivocadamente apoiado pela maioria na direção da agremiação e da comunidade de Oswaldo Cruz e Madureira, o burguês alcaide carioca levou pra lá o Encontro de Carnavais. Ele pretende eleger o seu sucessor. Eu recomendo todo apoio e voto aos pré-candidatos do PSOL, o deputado Marcelo Freixo (prefeito) e o professor, poeta, morador da comunidade e adepto de nosso mundo do samba Felipe Araújo (vereador). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da São Clemente
Postado: 2016-08-10 16:41:21
Merecedora de ´idolatria´ por ser a mais vitoriosa com seis títulos, a carnavalesca-mestre Rosa Magalhães é aliviada de críticas dos três colunistas nesta sinopse do enredo ´Onisuáquimalipanse´, que ela criou e desenvolverá para o Carnaval 2017 da São Clemente (SC). Embora eu concorde com os colunistas quando afirmam que esse enredo poderá dar caldo, isto é, propiciar belo desfile puxado por bom ´hino´ oficial uma vez que a ala de compositores da SC tirou leite de pedra. O fato é que a sinopse tem tema, viés artístico-cultural e fio condutor que não têm praticamente nada da irreverência-crítica que caracteriza a SC no Carnaval Carioca. Esclareça-se a carnavalesca é mestra porque cinco títulos foram conquistados na Imperatriz em 1994/5/9, 2000/1 através de incríveis e vitoriosos enredos. Ou seja, apesar de tais desfiles terem sido militarizados apelidados de técnicos, frios, monótonos além de terem sido incapazes de alegrar, arrebatar e emocionar o público. Ao contrário disso, isto é apoteótica e merecidamente, o sexto título foi conquistado na Vila Isabel em 2013, mesmo a carnavalesca-mestre tendo sofrido calote no pagamento do cachê ou salário. Em 2017 a carnavalesca-mestre desenvolverá o terceiro carnaval na SC, com a qual não está bem casada. Ou seja, ambos não tem conseguido voltar no desfile das campeãs. Haja vista, a melhor colocação da História da SC na 1ª divisão/Grupo Especial ocorreu na 6ª colocação em 1990 quando foi desenvolvido pelos carnavalescos Carlinhos D´Andrade, Roberto Costa e Cesar Azevedo o incrível & apoteótico enredo de irreverência-crítica ao próprio maior espetáculo da Terra, intitulado ´E o Samba sambou...´. Tal inesquecível samba-enredo é de coautoria dos compositores-bambas Helinho 107, Mais Velho, Nino e Chocolate. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Caprichosos de Pilares
Postado: 2016-08-09 18:17:39
Tem a cara da agremiação a sinopse do irreverentíssimo enredo ´Vamos quebrar tudo... Só de sacanagem!´ do carnavalesco Amauri Santos para o Carnaval 2017 da Caprichosos de Pilares (CP) na 3ª divisão/Série B. O enredo foi inspirado no texto de abril/2009 ´Só de sacanagem´ da poetisa e atriz Elisa Lucinda e se propõe retratar a corrupção no País exaltando atitudes honestas. Aludindo-se à corrupção que grassava com a lucrativa extração comercial da madeira nativa pau-brasil é dito: ´Era uma festa sem fim... Piratas ingleses que saqueavam piratas portugueses; franceses enlouquecidos com nosso pau, e assim nosso país foi perdendo algumas de suas preciosidades ao longo do tempo´. Prestigiado na CP onde foi mantido no cargo para o Carnaval 2017, o trabalho mais vitorioso do citado carnavalesco foi o do título em 2012 na própria 3ª divisão/Série B, quando desenvolveu o enredo ´A Caprichosos faz o seu papel... Levanta, sacode a poeira e dá volta por cima´. O qual obteve quatro & unânimes notas 10, apesar da nova queda da agremiação neste ano. Ou seja, foi rebaixada da 2ª divisão/Série A, causada pela última e 14ª colocação, através do enredo desenvolvido pelo carnavalesco intitulado ´Tem gringo no samba´ homenageando o técnico de futebol e ex-craque sérvio naturalizado brasileiro Petkovic, cujas baixas notas obtidas foram 9,2 + 9,3 + 9,5 + 9,5. Aguardemos a safra e o ´hino´ oficial 2017 da CP que é tradicional, já se apresentou na 1ª divisão/Grupo Especial, e em 1985 voltou no desfile das campeãs, graças ao 5º lugar e ao samba-enredo notas 10 unânimes ´E por falar em saudade´ dos compositores Almir de Araújo, Balinha, Marquinho Lessa, Hércules e Carlinhos de Pilares. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Imperatriz Leopoldinense: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-08-09 15:22:18
Reproduzo aqui o que comentei no site Carnavalesco. Concordo plenamente com a leitora & parceira Sol Ferreira, não se sabe o verdadeiro problema ?técnico? que levou a parceria liderada pelo compositor-bamba Guga retirar da disputa a obra musical também integrada pelos compositores Vitor Kacz, Píer, Paulo Siso e Gustavo. Depois de ouvi-la conclui que o problema ?técnico? é a pouquíssima chance dela tornar-se ´hino´ oficial. Haja vista, não existe a transparência de tornar-se público passando para a imprensa as justificativas das obras eliminadas, não-vencedoras ou não-vencedora e da que se sagrar samba-enredo oficial. O mesmo ocorre na apuração de resultados dos desfiles oficiais em todas divisões ou Grupos/Séries do Carnaval Carioca por parte das respectivas ligas que representam as escolas de samba, no que concerne às notas inclusas as notas 10 dadas pelos ?suspeitos? quadros de julgadores. Assim, na notícia em questão o mais ?conveniente? para a parceria é retirar a obra musical da disputa. Há outras melhores qualificadas. Basta confrontar as notas obtidas pelas três últimas parcerias vitoriosas lideradas pelo citado compositor-bamba com 16 sambas-enredo oficiais na Imperatriz, com a parceria da obra musical retirada da disputa. Samba-enredo 2014 ?Arthur X o reino do galinho de ouro na corte da Imperatriz? (notas 9,8 + 9,8 + 10 + 9,9) compositores Elymar Santos, Tião Pinheiro, Gil Branco, Me Leva e Guga. Samba-enredo 2010 ?Brasil de todos os deuses? (notas 10 + 10 + 10 + 9,9 + 10) compositores Jeferson Lima, Flavinho, Gil Branco, Me Leva e Guga. Samba-enredo 2004 ?Breazail? (notas 9,6 + 9,8 + 10 + 9,9) compositores Carlos de Olaria, Veneza, Jeferson Lima, Me Leva e Guga. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ouça o samba de 2017 da Vizinha Faladeira
Postado: 2016-08-09 09:28:17
Sai à frente a direção da escola de samba Vizinha Faladeira (VF) ao divulgar a escolha do seu ´hino´ oficial, que é de ótima qualidade, com o qual estreará na 3ª divisão/Série B do Carnaval Carioca 2017 enquanto a campeã 2016 da 4ª divisão/Série C. A final do concurso-escolha do samba-enredo oficial da VF foi realizada na noite do último sábado, 06 de agosto, entre quatro obras musicais e o enredo & tema ´A última do português. A que nem Camões contaria...´ é de criação e será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues. O qual, caso não se trata de um homônimo, é nosso portelense-parceiro de militância nos sites do mundo do samba. A parceria musical que se sagrou vencedora foi a dos compositores Junior Nascimento, Betinho do Cavaco, Leandro R.C, J. do Taxi, Gui Cruz, Flavinho contando com as participações especiais dos colegas Enzo Belmont e Daniel Katar. Não foram divulgadas as imprescindíveis justificativas nem de tal obra musical escolhida nem das outras três não-vencedoras. É o que infelizmente ocorre nos concursos-escolhas de todas as escolas de samba e em todos os Grupos/Séries do Carnaval Carioca. Não há a transparência de se passar simultaneamente à imprensa presente tais justificativas, para que as mesmas se tornem de conhecimento público. O mesmo ocorre com as notas inclusas as notas 10 dadas pelos quadros de julgadores das ligas do Grupo Especial (LIESA), da 2ª divisão/Série A (LIERJ), da 3ª divisão/Série B (LIESB) e das 4ª 5ª 6ª divisões/Séries C, D, E a Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) quando da apuração de resultado dos desfiles oficiais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Estácio de Sá
Postado: 2016-08-08 18:20:33
É ótima a sinopse deste enredo que homenageará o saudoso cantor e compositor Gonzaguinha (1945 a 1991) e com o qual a Estácio se apresentará na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Porém, não foi a escola de samba Paraíso do Tuiuti, mas sim a São Clemente que apresentou em 2006 na 2ª divisão o então grupo A, quando se sagrou vice-campeã o enredo ´De Gonzagão a Gonzaguinha: Em vida de viajante´. O qual foi desenvolvido pela Comissão dos carnavalescos Renato Lyra, Tatiana Santos, Fábio Santos, Bráulio Malheiro e Rodrigo Sampaio. Tal enredo obteve três notas 10 + 9,7. Já o samba-enredo de coautoria dos compositores Rodrigo Índio, Naldo, Ricardo Góes, Fábio Rossi e Cláudio Filé, obteve quatro unânimes notas 10: ´Lua´ ilumina a minha escola/Pra fazer na avenida o mais bonito São João/Tem forró, maracatu, frevo, arte em argila/Num "estado" de paixão/Seu coração pernambucano bate forte de saudade/Que a "alma do sertão" resgatou/Transformando sonhos em realidade/Toca o fole sanfoneiro e encanta o mundo inteiro/Asa Branca quer voar!/Espalhando a semente, é do povo, é da gente/Abre o sorriso e vem cantar. Não dá mais pra segurar, amor!/Seu grito de alerta ecoou/Desceu do morro o poeta especial/Explode coração no carnaval (REFRÃO). Cantar... e não ter a vergonha de ser feliz/Viver... na escola da vida um eterno aprendiz/Amar a mulher e a pureza da criança/No futuro há esperança/Com liberdade pra sonhar/Sangrando eu vou... eu vou.../Mergulhar com você no lago do amor/E lá no céu poder reviver/Mais uma linda turnê. Levanta a poeira, sou mais São Clemente/O preto e amarelo, orgulho da gente/Sacode bateria no compasso do Baião/Cantando Gonzaguinha e Gonzagão (REFRÃO)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da União da Ilha
Postado: 2016-08-07 12:18:21
´Nzara Ndembu: Glória ao senhor tempo´ será o 5º enredo afro, no 57º desfile da União da Ilha em 64 anos incompletos de existência, foi fundada 07/03/1953. Os quatro anteriores foram: ´Epopeia dos Palmares´ do carnavalesco D. Lopes em 1967 na 3ª colocação da agremiação no então grupo 3. ´Ritual afro-brasileiro´ do carnavalesco Edson Machado na 14ª colocação no então grupo 2. Pelo qual foi campeã em 1971 com o enredo ´Lendas e rituais das Yabás´ do carnavalesco Mário Barcellos. A última apresentação de enredo afro em desfile da União da Ilha ocorreu na 9ª colocação do Grupo Especial, em 1998, intitulado ´Fatumbi: A ilha de todos os santos´ do carnavalesco Milton Cunha, cujas notas foram 10 + 9 + 10 + 10 + 10 (enredo) e 9,5 + 9 + 9,5 + 8,5 + 9,5 (samba-enredo) de coautoria dos compositores Márcio André, Almir da Ilha e Maurício 100:´Vem ver, vem ver a bateria arrepiar/Xirê, Sapucaí vai tremer/Pra Fatumbi Ojuobá (REFRÃO). Vem brilhar, um dom divino/Na regência de ifá, nasce o filho do destino/E com a Ilha atravessa o mar/O navio é negreiro ô ô ô/ E na vinda vem os orixás/ Pra surgir nossos terreiros/Na cultura Yorubá Nagô ô ô/Se entrega por inteiro/E se sagrou babalaô/Homem branco feiticeiro. Negro chora, negro ri, amor, amor/Negro é ´raça´/Negro é grito/negro é tão bonito/Fatumbi fotografou (REFRÃO). E com Jubiabá na memória/Muda sua trajetória, vem-se embora/E da Bahia faz o seu canto/Se torna filho de santo, de mãe senhora/E sua obra no Candomblé/Mostra a força do nosso axé/E a grandeza dessa nação/Iluminado pela paz de Oxalá/É luz que brilha com seu encanto/É Ilha de todos os santos´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da União do Parque Curicica
Postado: 2016-08-06 12:31:35
Discordo das opiniões dos três colunistas. Esta sinopse tem boa qualidade sim e é coerente ao que se propõe o quesito enredo. O qual será avaliado no desfile oficial. O próprio regulamento define o quesito como ´o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito e ou/ideia nas quais é obrigatório existir equilíbrio a partir da concepção que é a divulgação da sinopse, até a realização que é o desfile propriamente dito´. Redigida por Raphael Homem e pelos irmãos-carnavalescos Leandro e Vitor Mourão, o enredo tem enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor recordações e memórias em relação ao tempo. O qual será retratado sob formas ´irreverente e lúdica´ até porque tais significados são ´subjetivos´. Isso deveria ter sido ao menos levado em conta na opinião do colunista Luiz Fernando Reis, que é carnavalesco e trabalhou em 1984/5 e 1999 na escola de samba Unidos de Lucas a agremiação onde em 2011 o carnavalesco Leandro Mourão iniciou carreira. A ala de compositores da Curica criou pequena e boa safra de sambas concorrentes, consequentemente deverá ser bom o ´hino´ oficial 2017 da agremiação. O que oportunamente comentarei. Muito embora, o segmento da Curicica melhor avaliado em termos de notas 10 unânimes em 2014/5/6 ter sido a bateria/orquestra a ´Audaciosa´. Em 2016 na 11ª colocação da Curicica o enredo foi ´Corações mamulengos´ do jovem carnavalesco Marcus Ferreira. Notas 9,4 + 9,4 + 9,7 + 9,7 (enredo) e 9,9 + 9,9 + 10 + 9,7 (samba-enredo). Fundada em 01/03/1993 e tendo enquanto cores oficiais vermelho-azul-branco, a escola de samba União do Parque Curicica tem como agremiação-madrinha outra tricolor, a caxiense em verde-vermelho-branco, Grande Rio. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo do Salgueiro
Postado: 2016-08-04 12:47:01
Uma sectária leitora utilizou supostos fundamentos do Candomblé e da Umbanda para à base do despeito atacar a carnavalesca Márcia Lávia Lage. Antes, outra fizera elucubrações pseudo-intelectuais tentando desqualificar a ótima sinopse. Tendo um dos colunistas mencionado não ser inédito ou original o enredo em questão cujo tema homenageia os imortais-carnavalescos Fernando Pamplona (1926 a 2013), Arlindo Rodrigues (1931 a 1987) e Joãosinho Trinta (1933 a 2011). Este no Carnaval ano 2000 da 3ª colocada Viradouro criou e desenvolveu o enredo ´Brasil: Visões de paraísos e infernos´. As notas obtidas foram três unânimes notas 10 tanto no quesito enredo quanto no samba-enredo de coautoria dos compositores Gusttavo Clarão, Gilberto Gomes, R. Mocotó, P. C. Portugal e Dadinho. A íntegra da letra é: ´O dia vai raiar, amor, amor/Com a Viradouro eu vou, eu vou, eu vou/Meu canto de amor se espalha no ar/Quinhentos anos vamos festejar (REFRÃO). Na era medieval começa o meu Carnaval/No paraíso eu me vesti de branco/E no ´martírio eterno´, o vermelho é meu manto/Navegando ao oriente, ´seu´ Cabral/O jardim das delícias´ descobriu/´Seu´ Caminha escreveu o que ele viu/Maravilhas do Brasil/Bordunas, tacapes e Ajarés/Na dança o índio põe aos seus pés/mas nascem ideias diversas, são mentes perversas/Não foi essa a lição dos pajés. Irê, irê, pra agba yê/O negro canta, o negro dança em liberdade/Irê, irê, pra agba yê/Pra agba yê, felicidade (REFRÃO). Bem longe daqui, na festa da coroação/O negro africano, nos seus desenganos/Desfaz-se dos planos, pro branco explorar/Preso nas correntes da vida/São marcas que jamais esquecerá/Mas o tempo passou e a felicidade eu vejo brotar/Na luz da esperança, há paz e alegria/Pro rei do universo abençoar´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Beija-Flor de Nilópolis
Postado: 2016-08-02 16:33:10
É ótima tanto a sinopse do enredo 2017 da Beija Flor (BF) intitulado ´A virgem dos lábios de mel: Iracema´ quanto a safra de sambas concorrentes. Oportunamente comentarei a safra, agora comentarei as opiniões dos três colunistas sobre a sinopse. Concordo com eles, inclusive pelos fatos da sinopse ser um pouco longa, pelo excessivo n° de 11 integrantes na vitoriosa Comissão de Carnaval (CC) e até por estranharem a saída do compositor Cláudio Russo. Ocorre, mostra intolerância anti-BF o desrespeitoso, preconceituoso e discriminatório ´comentário´ que busca desqualificar as obras/trabalhos de mestre Laíla na CC, a despeito de que eventualmente ele deva mesmo ser criticado, não ´idolatrado`. Que são o que fazem alguns ´comentários´ de fanáticos-pentecostais pela BF. Em um desses é patético o fundamentalismo pentecostal: 'encho um pouco a bola no início para acabar com a escola no final. Eu particularmente NUNCA ouvi ou vi uma crítica construtiva desses comentaristas a respeito do enredo, sinopse ou qualquer coisa que valha da BF´. Rsrsrs... Tal patético ´comentário´ é concluído com esta pérola: ´Ainda bem, que a Deusa da Passarela não precisa das notas dessas pessoas para se sagrar campeã ou ter uma colocação melhor, porque senão, só iria tirar de 10º lugar para baixo´. É o próprio tal fanático-pentecostal quem aponta o ´mérito´ para as colocações dos desfiles que passaram a ser apresentados pela BF a partir de 2011 por imposição de seus presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros. Ou seja, desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de alegrar, arrebatar, contagiar, emocionar e ou ´levantar as arquibancadas´ conforme desavergonhadamente outro ´comentário´ arrosta... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império Serrano: em primeira disputa, 3 sambas são eliminados e 1 é desclassificado
Postado: 2016-08-02 10:47:22
A notícia em questão é mais uma prova de que está passando da hora de ocorrer transparência nos concursos/escolhas dos sambas-enredos das agremiações assim como nas apurações dos resultados dos desfiles oficiais. Por quê três sambas concorrentes são eliminados pela direção da respeitabilíssima Império Serrano (IS) sem que as justificativas tenham sido simultâneas e transparentes, isto é, tornadas públicas, conforme ocorreu na desclassificação do samba concorrente 1 a parceria liderada pelos compositores Paulinho Valença e Henrique Hoffmann? Apesar de o samba concorrente 1 ser uma obra musical qualificada para tornar-se ´hino´ oficial 2017 da IS, a medida extrema de desclassificá-lo tomada pela direção da agremiação, caso as acusações contra a parceria de compositores de tal obra musical tenham sido verídicas, a desclassificação é correta e justa. Assim, para que não haja dúvida sobre a lisura dos concursos/escolha de samba-enredo e nas apurações de resultados dos desfiles oficiais por parte de todas as ligas (LIESA, LIERJ, LIESB e ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso) das escolas de samba de todos os Grupos/Séries têm que passar a fazer o seguinte. Nos concursos/escolhas de sambas-enredo cada samba concorrente eliminado, não-vencedor ou não-vencedores caso a final ocorra entre mais de dois sambas concorrentes inclusive a obra musical que se sagrar ´hino´ oficial tem que ter suas justificativas simultaneamente passadas à imprensa presente. O mesmo tem que passar a ocorrer na hora da leitura das notas dadas pelos julgadores inclusas as notas 10. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Imperatriz
Postado: 2016-07-29 11:54:14
Concordo essencialmente com as análises dos três colunistas. De fato é muito boa a sinopse do enredo ´Xingu, o clamor que vem da floresta´ redigida pelos jornalistas Cláudio Vieira o editor da revista oficial da LIESA ´Ensaio Geral´ e Marta Queiroz, cujo desenvolvimento do tema será do carnavalesco Cahê Rodrigues, para o desfile oficial da Imperatriz no Carnaval 2017. Fez bem o colunista Hélio Ricardo Rainho dizer que o enredo se refere aos quase 60 anos do Parque Nacional Indígena Xingu. O mesmo fez a colunista Raquel Valença ao lembrar ser carnavalizável as obras ´Kuarup´ filme (1989) do cineasta Ruy Guerra e o livro (1967) do escritor Antônio Callado (1917 a 1997) no centenário dele em 2017. Ficou faltando dizerem que no Carnaval 1983 a Mocidade Independente foi 6ª colocada quando apresentou desenvolvido pelo saudoso carnavalesco Fernando Pinto (1945 a 1987) o enredo ´Como era verde meu Xingu´ cujo samba-enredo de coautoria dos compositores Dico da Viola, Adil, Pulinho Mocidade e Tiãozinho da Mocidade é: ´Emoldurado em poesias/Como era verde o meu Xingu, meu Xingu/Sua fauna, que beleza/Onde encantava o uirapuru. Palmeiras, carnaúbas, seringais/Cerrados, florestas e matagais (BIS). Oh! Sublime natureza/Abençoada pelo nosso criador/Quando o verde era mais verde/E o índio era o senhor/Kamaiurú, Kalapalo e Kaikuru/Cantavam aos deuses livres no verde Xingu (ó morena...). Ó morena, morada do Sol e da Lua/Ó morena, o paraíso onde a vida continua (BIS). Quando o homem branco aqui chegou/Trazendo a cruel destruição/A felicidade sucumbiu/Em nome da civilização/Mas Mãe Natureza, revoltada com a invasão/Seus camaleões guerreiros/Com seus raios justiceiros/Os caraúbas expulsaram (mas deixe). Deixe nossa mata sempre verde/Deixe nosso índio ter seu chão (BIS). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Grande Rio
Postado: 2016-07-28 11:57:09
Jorge, parceiro, não consegui identificar o samba concorrente eliminado a que você se refere, pelo número e por quem o defendeu, o intérprete e ou/compositor Nelson Pilão. O que posso e devo comentar já é o seguinte. Só oportunamente me dedicarei a analisar a safra de sambas concorrentes das agremiações, porque isso exige muito tempo. Agora, cortar logo na 1ª eliminatória 13 sambas concorrentes é injustificável. Conforme você diz sobre a eliminação do samba concorrente 7, a ´justificativa´ da direção da Grande Rio é absurda. O que reforça as ideias que defendo. Contraventores penais do jogo de bicho e ou/integrantes das chamadas máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis, não são sambistas-verdadeiros e não devem comandar escolas de samba. Quando isso ocorre se deve ao interesse de tais contraventores e ou/criminosos em auferir lucros na exploração às comunidades e usarem as agremiações, notadamente na conquista de títulos, enquanto marketing-hipocrisia das milionárias fortunas auferidas nos lucros das citadas contravenção penal e criminalidades. Um dia a respeitabilíssima comunidade caxiense se conscientizará e se libertará disso. Até lá, o que também é imprescindível em termos de transparência & ética nos concursos para escolha de samba-enredo e na apuração do resultado dos desfiles oficiais é que passe a ocorrer o seguinte. Cada samba concorrente que for eliminado, tornar-se não-vencedor ou não-vencedores na final e o próprio vencedor tem que ter suas respectivas justificativas passadas à imprensa na hora do anúncio. O mesmo tem que passar a ocorrer na hora da leitura das notas inclusas as notas 10 dadas pelos julgadores na hora da apuração dos resultados dos desfiles oficiais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Império da Tijuca
Postado: 2016-07-27 18:39:35
É boa esta sinopse cujos tema, viés artístico-cultural e fio condutor focam o santo católico São João Batista. Porém difere do enredo ´O alabê de Jerusalém, a saga de Ogundana´ do carnavalesco Max Lopes, no desfile da Viradouro na própria Série A em 2016, cuja citação de São João Batista enquanto profeta não foi tema, viés e ou/fio condutor. As notas foram 9,9 + 9,9 + 9,9 + 10 (enredo) e 10 + 10 + 9,9 + 10 (samba-enredo). No Carnaval 1983 a Império da Tijuca foi vice-campeã, no então grupo1B a atual Série A, quando apresentou do carnavalesco Gil Ricon o enredo ´Santos e pecados´ cuja letra do samba-enredo de coautoria dos compositores Adilson da Viola, Chipolechi e Dacó é: ´Bahia de todos santos e magia/Peço licença ao meu Pai Oxalá/Para teus costumes exaltar/E teus pecados cantar/Tem candomblés e rituais/O afoxé abre os caminhos nos teus carnavais/O calendário baiano/No místico, sagrado e o profano/O santos na capela e na magia/São festejados pelo povo da Bahia. Ribombam os trovões, o vento se agita/barraqueiros no mercado/Fazem festa pra bendita (BIS). Eparrê, Iansã surge um novo amanhã/Pra mamãe Oxum, Senhora da Conceição/Tem axé lá no terreiro/Na igreja, procissão. Segure o remo, remador, reme pro mar/Vou fazer boa viagem, Bom Jesus vai me levar (BI). Oh! Meu senhor/Meu povo, vem rezar em teu louvor/Tem caruru, vatapá e quindim/Água no pote na lavagem do Bonfim/Cai o sereno, vem a festa da Ribeira/Com muito samba, confusões e capoeira/Ei, baiana, vem cantar/Traga oferendas à Rainha Iemanjá/Baba-lotim peça à Abaluê/Pra abrir caminho à Senhora Baruquê. Tem pescaria, quero ver quem é/Quem vai arrastar a rede pra ganhar o lava-pé´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Grande Rio
Postado: 2016-07-25 15:45:52
Comentarei indo direto ao assunto, embora basicamente eu concorde com as opiniões dos três colunistas sobre a sinopse do enredo ´Ivete do rio ao Rio´ do carnavalesco Fábio Ricardo para a escola de samba Acadêmicos do Grande Rio (AGR) na 1ª divisão/Grupo Especial do Carnaval Carioca 2017. Com todo respeito à comunidade da tricolor em verde/vermelho/branco afilhada da vermelho-branco Academia do Samba, Salgueiro, conforme afirmou o colunista Luiz Fernando Reis, a sinopse em questão é ´oportunista´ no sentido de seguir o modismo de ter enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor homenagear uma artista famosa & atrativa à grana-preta em termos de patrocínio. Em outras palavras, a sinopse do enredo em questão tem tudo a ver com o perfil de não-sambista verdadeiro do patrono da AGR, Jaider Soares. Não por outra razão, a despeito de que desde o Carnaval 2003 viesse voltando no desfile das campeãs, neste ano a AGR acabou merecidamente ficando fora, sendo a 7ª colocada. Haja vista, além de ultimamente ter passado a apresentar desfiles meio que militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público. Para ter-se ideia, em 2016 o patrocinado enredo ´Fui no Itororó beber água, não achei. Mas achei a bela Santos e por ela me apaixonei´ do carnavalesco Fábio Ricardo, obteve notas 9,9 + 9,8 + 9,9 + 9,7 (enredo) e 10 + 10 + 9,9 + 9,7 (samba-enredo). Aguardemos a safra de sambas concorrentes e a consequente escolha do ´hino´ oficial referente ao enredo ´Ivete do rio ao Rio´, ainda que o objetivo da direção da AGR seja claro, voltar ao desfile das campeãs em 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Viradouro
Postado: 2016-07-25 12:05:14
É de boa qualidade tanto a sinopse do enredo ´E todo menino é um rei´ do carnavalesco Jorge Silveira, com o qual a escola de samba niteroiense Unidos do Viradouro (UV) se apresentará na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Quanto o curioso & altivo debate de ideias sob o olhar da imperiana colunista do site, a jornalista Rachel Valença, travado entre os colegas-colunistas, o professor de Matemática Luiz Fernando Reis que é carnavalesco e Hélio Ricardo Rainho que é publicitário e portelense intelectual-sambista acerca do tema infantil do enredo estar no gênero masculino (menino) sem enfocar o feminino (menina). O fato é que o jovem carnavalesco egresso do Carnaval Paulistano, Jorge Silveira, neste ano trabalhou como assistente do vitorioso & experiente carnavalesco Max Lopes no enredo ´O alabê de Jerusalém: A saga de Ogundana´ cujas notas foram 9,9 + 9, 9 + 9,9 + 10 (enredo) e 10 + 10 + 9,9 + 10 (samba-enredo) as quais levaram a UV à 3ª colocação. Outras curiosas informações. O título-tema infantil do enredo ´E todo menino é um rei´ causou o citado altivo de debate de ideias entre os colunistas sobre gênero humano, sendo que a UV tem vermelho-branco como cores oficiais e a azul-branco Portela enquanto agremiação-madrinha. Já o enredo ´Roberto Ribeiro (1940 a 1996), o menino rei´ do carnavalesco André Wonder para a escola de samba Unidos da Ponte (UP), na 3ª divisão/Série B do Carnaval Carioca 2017, tem enquanto viés artístico-cultural e fio condutor homenagear o saudoso cantor e compositor da verde-branco Império Serrano. Haja vista, a UP tem azul-branco como cores oficiais e a verde-rosa Mangueira como agremiação-madrinha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Alegria da Zona Sul
Postado: 2016-07-23 20:32:09
Estou de acordo com os três comentaristas sobre o enredo em questão, com o qual a escola de samba Alegria da Zona Sul (AZS) se apresentará na 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca 2017. É a 3ª vez que a cantora e sambista Beth Carvalho é homenageada. Em 2013 isso ocorreu na 1ª divisão Grupo Especial do Carnaval Paulistano pela 11ª colocada Acadêmicos do Tatuapé com o enredo ´Beth Carvalho, a madrinha do Samba´ do carnavalesco Mauro Xuxa. E em 1984 no então grupo 1B, a atual 3ª divisão/Série B do Carnaval Carioca pela campeã Unidos do Cabuçu através do enredo ´Beth Carvalho, a enamorada do Samba´ do carnavalesco Sidelson. Cuja íntegra da letra de coautoria dos compositores Edmundo Souto, Paulinho Tapajós, Iba Nunes e Luiz Carlos da Vila foi: ´Bate outra vez mais um samba no meu coração/Beth outra vez arrebata de emoção a multidão/Brotou no jardim da Gamboa, essa menina flor/Bailarina, dançou, encantou e assim que cantou/Desabrochou por fim/Nos festivais todo o povo aplaudiu/E sua Andança o mundo então seguiu. Onde você for quero ser seu par/A cantar/Quero ser o samba e te enamorar/Namorar, enamorar (BIS). Cantou pandeiro e viola/Nelson Cavaquinho e Cartola/O samba no pé, o povo na mão/Querendo salário, pedindo feijão/Gritou com toda força pra moçada/Agora tá na hora da virada, porque. Porque o seu sonho mais profundo/É o dia que o samba venha dominar o mundo (BIS). Cacique, Mangueira e o seu Botafogo/Ardendo veias paixões como fogo/Beth embala Luana, Beth quer te embalar/Beth embala Luana, pra Luana não chorar. Mas chora/Chora, não vou chorar/Nem lamentar o que passou´. Aguardemos a safra e o ´hino´ oficial 2017 da AZS. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Paraíso do Tuiuti
Postado: 2016-07-23 18:37:59
Ouso discordar dos três comentaristas que corroboram o equívoco do promissor carnavalesco Jack Vasconcelos, que anteriormente declarou não ter enfoque político (sic) o enredo ´Carnavaleidoscópio tropifágico´. O qual o carnavalesco criou, desenvolverá e a escola de samba Paraíso do Tuiuti apresentará em 2017. No tema do enredo o viés e o fio condutor são o movimento artístico, cultural e musical Tropicalismo de 1967. Como carnaval e samba significam Arte e Cultura as quais enquanto áreas universais da Educação, não podem ser filosófica e mecanicamente dissociadas da política. Haja vista, no livro Literatura e Revolução o marxista Trotsky (1879 a 1940) ensinou: ´O compromisso dos poetas e artistas (inclusos atletas esportivo e sambistas) não é com o politicamente correto. Mas, sim produzi obras de excelência na qualidade, para entrar na História e ajudar a transformá-la´. Ou seja, a despeito de o carnavalesco em questão ser promissor e ter realizado boa pesquisa do tema e redigido uma boa sinopse. Aguardemos pelo menos a safra de sambas concorrentes e a escolha do ´hino´ oficial 2017 da Tuiuti. Afinal, enredo é tema, conceito ou ideia na qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até o desfile oficial em si. Já no samba-enredo os subquesitos letra e melodia são avaliados separadamente, observando-se a forma poética (letra) e melódica (DNA rítmico-musical da agremiação) como são apresentados no enredo. Na última passagem da Tuiuti pela 1ª divisão o Grupo Especial em 2001, a agremiação foi ioiô, 14ª (última) colocada, rebaixada. O enredo foi ´Um mouro no quilombo, isso a História registra´ do carnavalesco Paulo Menezes. As notas válidas foram 9, 9 e 8,5 (enredo) e 9, 9 e 10 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Carnaval 2017: Comentaristas do SRZD opinam sobre enredo da Sossego
Postado: 2016-07-23 12:05:44
Conforme disseram os três comentaristas é sintética e ótima a sinopse do enredo & tema ´Zezé Motta, a deusa de ébano´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Márcio Puluker para a apresentação da escola de samba niteroiense Acadêmicos do Sossego (AS) na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Isso, apesar de não ser inédito tema, viés artístico-cultural e fio condutor que homenageiam a atriz cinematográfica, teatral, de novela televisiva e cantora Zezé Motta. A qual foi homenageada pela 8ª e antepenúltima colocação da escola de samba Arrastão de Cascadura no então grupo 2, a atual 2ª divisão/Série A, do Carnaval Carioca 1989 através do enredo ´Zezé um canto de amor e raça´ desenvolvido pelo carnavalesco Joãozinho de Deus. Cuja íntegra da letra do samba-enredo coautoria dos compositores Jacy Inspiração, Netinho e Bebeto Arrastão foi:´Sou um pedacinho desta festa/E lá vou eu nesta folia/Peito aberto pra te decantar/Oh, Zezé!/Tu és razão deste poema/Da nossa Escola muito mais que tema/Tu és a própria Arte vivano cordão/Quero é mais eternamente ver-te em cena/Nos palcos dos Teatros desta vida/Negra pura flor mulher/Sintoqu o vento sopra um canto de amor/Hoje as ´raças´ se irmanam/Tudo se transforma neste show. É a dança é a ginga/Deiuxa o corpo balançar/Este mar de alegria /Faz a onda te lever (BIS). Emoldurei-te em pensamento/Bordei a tela no meu coração/Pôxa, tu estavas tão bonita/Revivendo Negra Xica, que fascinação/Anda que ainda é tempo/Tempo de mostrar bem mais/E a glória do artista/Mais que artista um mito que não se desfaz. O talento corre os ares/Corre chão/É Zezé nos braços da multidão(BIS)´. Aguardemos a safra dos sambas concorrentes, a consequente escolha do ´hino´oficial concernente ao enredo 2017 da AS. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Série A: Lierj anuncia diminuição de módulos e jurados. Nota máxima será 30
Postado: 2016-07-18 16:20:49
Apoio estas mudanças filosóficas, específicas e técnicas anunciadas pela direção da LIERJ para os desfiles da 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca 2017. Urge fazer o mesmo as direções da LIESA nos desfiles da 1ª divisão/Grupo Especial (GE), da LIESB nos desfiles da 3ª divisão/Série B e a da ACSN-Associação Cultural Samba é Nosso na 4ª, 5ª e 6ª divisões/Séries C, D, E. Entretanto, a mudança central que urge ocorrer é filosófica e estrutural. Os desfiles passarem a ser concebidos, geridos e organizados enquanto Arte e Cultura. Isto é enquanto áreas da Educação a qual igualmente engloba Turismo. Ou seja, os desfiles passarem a ter monopólio 100% estatal, cabendo às ligas o honrosíssimo papel de órgãos de apoio, consulta e principalmente de fiscalização dos bilionários gastos públicos. Tudo, porque no geral as ligas e as escolas de samba se tornaram profissionalizadas, enxutas e eficientes. O que significa dizer, outras mudanças filosóficas e técnicas urgem vir a ocorrer. Todas as escolas de samba têm que tornar obrigatório as realizações em quadra de concursos para escolha do samba-enredo oficial, consequentemente abandonar e ou/proibir os nefastos sambas-enredo encomendados. Em cujos concursos a partir da fase eliminatória até a final passe a existir transparência e simultaneidade nas justificativas dos cortes dos sambas concorrentes, ocorrendo o mesmo na final com o não-vencedor ou não-vencedores inclusive do que se sagrar ´hino´ oficial. Ou seja na hora dos anúncios, as respectivas justificativas serem passadas à imprensa presente. Transparência e simultaneidade essas que urgem passar a ocorrer igualmente durante as apurações dos resultados dos desfiles em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores inclusive das notas 10. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Unidos de Vila Isabel
Postado: 2016-07-14 10:54:32
É ótima esta sinopse do enredo & tema ´O som da cor´, que foi criado e será desenvolvido pelo muito bom/ótimo carnavalesco Alex de Souza, falta-lhe um título para consagrá-lo, para o Carnaval 2017 da Vila Isabel. Apesar de em certo trecho da sinopse existir a equivocada expressão ´negritude´(sic). Deve-se enaltecer o título. Isto em função do aspecto filosófico-antropológico de falar em (cor) da pele humana. Não em ´raça´ conforme ocorreu no antológico & merecidíssimo enredo campeão 1988 ´Kizomba a festa da raça´ dos carnavalescos Milton Siqueira, Paulo Cesar Cardoso e Ilvamar Magalhães, ainda que tenha obtido notas 10 unânimes tanto em enredo quanto em samba-enredo. Explicando, a expressão ´negritude´ é incorreta porque advém da reacionária ´filosofia da negritude´ do político e escritor senegalês & serviçal do colonialismo e imperialismo da França, Leopold Senghor (1906 a 2001). Já na injusta 3ª colocação da Vila no Carnaval 2012 enredo ´ Você semba lá... Que eu sambo cá! O canto livre de Angola´ da carnavalesca-mestre Rosa Magalhães, acabou levando dos ´suspeitos´ julgadores da LIESA quatro notas 9,8 nesse quesito e a descartada 9,9 + 10 + 10 + 10 em samba-enredo. Por isso soa como precipitação ou fanatismo pentecostal adeptos já falarem que a Vila irá ´disputar e muito´ o título em 2017, ao invés de afirmarem que o objetivo é voltar no desfile das campeãs. O que exatamente não ocorre desde o merecidíssimo título de 2013. De 2011 pra cá, esse foi o último título conquistado por uma agremiação que apresentou desfile alegre, apoteótico, contagiante, arrebatador, competitivo e emocionante. Por isso merecidamente campeã. Haja vista, não foi esse o caso da campeã 2016. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da União da Ilha
Postado: 2016-07-13 18:06:19
Embora um pouco longa, é ótima esta sinopse do enredo-tema ´Nzara Ndembu, glória ao senhor tempo´ dos carnavalescos André Rodrigues e Severo Luzardo para a União da Ilha no Carnaval 2017. A sinopse foi pesquisada e redigida por Jeferson Pedro e contou com as colaborações de Ubiratan de Oliveira Araújo, Ricardo Euandilu Tenório, Alex Varela e Wellington Imperial. O tema desse enredo é inédito. No site Carnavalesco certo ´comentário´ o acusa, sem provar, de repetir o enfoque do título-tema no enredo ´O tempo não para´ na 15ª colocação do Império Serrano no Carnaval 1995, da carnavalesca Lílian Rabello. Cujo enredo-tema enfocou a aproximação da virada do século, isto é, do ano 2000 através de oito tópicos/tipos de tempo (histórico, na natureza, biológico, tentativa de parar o tempo, hora universal, correria atrás do tempo, dinheiro enquanto significado de tempo e tempo de crise). Notas 9 + 9 + 9 + 8,5 + 8 (enredo) e 10 + 8,5 + 10 + 10 + 10 (samba-enredo). Já o enredo ´Nzara Ndembu, glória ao senhor do tempo´ do carnavalesco Severo Luzardo para o desfile 2017 da União da Ilha, é completamente diferente. Ou seja, além do enfoque do tema tempo ser afro, a sinopse encontra-se concebida em cinco setores/tópicos/tipos. Aguardemos pelo menos a safra de sambas concorrentes e a consequente escolha do ´hino´ oficial. Afinal, o regulamento da LIESA define assim. Enredo é o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito ou ideia, mantendo-se equilíbrio desde a concepção (apresentação da sinopse) até a realização (desfile oficial). Samba-enredo, os subquesitos letra e melodia são avaliados separadamente, observando-se a forma poética (da letra) e melódica como o enredo é apresentado. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: Baianas vão desfilar com seios à mostra em 2017
Postado: 2016-07-12 17:32:57
Esta notícia lembra dois fatos ocorridos no Carnaval 1992. O primeiro. Apesar de somente no Carnaval 2015 o ´super´ quesito conjunto ter deixado de ser avaliado pelos ´suspeitos´ julgadores da LIESA. Já em 1992 a existência do mesmo era aberrativa & flagrante. A Beija Flor (BF) obteve apenas e justamente três unânimes notas 10 nesse ´super´ quesito entre os 10 avaliados. Porém, a BF acabou na 7ª colocação, ficando fora do desfile das campeãs. O 2° fato foi um agravante disso. Isto é, tendo apresentado do genial, vitorioso e saudoso carnavalesco Joãosinho Trinta (1933 a 2011) o enredo ´Há um ponto de luz na imensidão´, a BF acabou penalizada, perdendo dois (2,0) pontos e virou caso de polícia. Isto é, na delegacia o carnavalesco teve que explicar que as duas pessoas da BF com as genitálias desnudas retrataram uma obra do pintor Leonardo da Vinci. O que era, e até hoje, é proibido pelo regulamento da LIESA. Então, por ordem do presidente de ´honra´ da BF e torcedor da Estação Primeira de Mangueira, Anísio Abrahão David o carnavalesco acabou demitido sumariamente. Todos esses fatos encontram-se na memória da direção da BF. Registre-se ainda, no Carnaval do ano anterior, 1991, a escola de samba Unidos do Viradouro apresentou do carnavalesco Max Lopes o enredo ´Bravo! Bravíssimo! Dercy Gonçalves (1907 a 2008) o retrato de um povo´. No qual a saudosa e então homenageada atriz desfilou com os seios desnudos, sendo aplaudidíssima pelo público. Será mesmo que a maioria das tias da ala de baianas da BF, conforme disse ao jornal Extra, mestre Laíla, gostará e ou/aceitará desfilar com os seios nus? Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Unidos de Vila Isabel
Postado: 2016-07-10 12:29:10
De fato, trata-se de DNA da agremiação de Noel, a escolha da direção da escola de samba Unidos de Vila Isabel (UVI) pelo título-tema considerado afro no enredo ´O som da cor´. O qual terá sinopse com texto pesquisado e redigido assim como a criação e o desenvolvimento serão do muito bom/ótimo carnavalesco ainda sem título, Alex de Souza. Por isso é ´injustificável´ o texto do site Carnavalesco dizer que o título do enredo é uma ´tradição´ (sic) da UVI, porque sempre desfila com enredo ´cultural´ (sic). Qual é o enredo que não é cultural e artístico, se Carnaval e Samba são Arte e Cultura? Da mesma forma, são ´injustificáveis´ no citado site os comentários típicos de fanatismo pentecostal feitos por vilaisabelenses já proclamando que a UVI ´brigará e muito pelo título´ (sic). É fato que a UVI se reforçou com os retornos dos vitoriosos mestre-sala Raphael Rodrigues, campeão pela agremiação em 2006 e do diretor de Carnaval, Junior Schall, campeão pela agremiação de Noel em 2013, ambos tirados da campeã 2016. Daí proclamar que a UVI ´brigará e muito pelo título em 2017´ vai uma distância muito grande. A sinopse, a safra de sambas concorrentes e o ´hino´ oficial sequer foram apresentados. Ademais, a despeito de a UVI ser agremiação comunitária, tradicional, respeitabilíssima, com 70 anos de existência, possui somente três títulos na História (1988, 2006 e 2013). Nenhum deles foram conquistados através de enredos criados e desenvolvidos pelo muito bom/ótimo carnavalesco Alex de Souza. O qual obteve enquanto melhores trabalhos na UVI, duas quartas colocações em 2010 e 2009, sendo que esta junto com o colega Paulo Barros. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Estação Primeira de Mangueira
Postado: 2016-07-09 16:15:19
Não é ?surpresa? ser concisa e ótima a sinopse do enredo 2017 da gloriosa e respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira à medida que pesquisa e redação do tema foram do jovem, talentoso e já vitorioso carnavalesco, apesar de prepotente e superestimado, Leandro Vieira. Que será quem também desenvolverá junto com colegas o da paulistana Mocidade Alegre. Outros carnavalescos mais experientes e vitoriosos em n° de títulos e agremiações diferentes não somente não se propuseram à tamanha responsabilidade como não lograram êxito. O que é factível repetir-se com o citado carnavalesco. Em relação à sinopse do enredo ?Só com a ajuda do santo?, em diversos comentários de mangueirenses no site Carnavalesco constata-se fanatismo pentecostal pela agremiação. A qual é confundida com ?religião?, não como escola de samba pela qual, assim como ocorre com clube futebolístico, adeptos, comunidade e torcida o fazem com paixão, mas não com fundamentalismo religioso. Já nas fotos do site SRZD-Carnaval flagra-se falta de merecimento nas notas 10 dos julgadores da LIESA para quesitos como fantasias e alegorias & adereços, ou seja, praticamente inexistiram verde-rosa no visual plástico da campeã 2016, ?coincidindo? com a estreia do presidente Chiquinho da Mangueira no clandestino e dominante Conselho de Grandes ?Beneméritos?. Isto é, a agremiação realizou desfile apoteótico, competitivo e emocionante, porém merecedor de máximo ser vice. Que foi o que ocorreu no ano seguinte ao título de 2002 quando naquelas oportunidades o carnavalesco foi o experiente e vitorioso na Mangueira e na Imperatriz, Max Lopes. Já em 1999 e 2000 a Mangueira foi 7ª colocada, quando o carnavalesco era o experiente e vitorioso na própria agremiação, Beija Flor e Vila Isabel, Alexandre Louzada. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da União do Parque Curicica
Postado: 2016-07-08 16:21:35
É ótima & irreverente a sinopse deste enredo da escola de samba União do Parque Curicica (UPC) para a 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca 2017. Redigida por Raphael Homem e pelos irmãos-carnavalescos Leandro e Vitor Mourão, o enredo em questão tem enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor o tempo. A ala de compositores da UPC poderá criar boa safra de sambas concorrentes consequentemente bom ´hino´ oficial 2017, apesar de o segmento da agremiação avaliado com notas 10 em 2014/5/6 tenha sido a bateria/orquestra a ´Audaciosa´. Em 2016 na 11ª colocação da UPC o enredo foi ´Corações mamulengos´ criado/desenvolvido pelo jovem carnavalesco Marcus Ferreira. Notas 9,4 + 9,4 + 9,7 + 9,7 (enredo) e 9,9 + 9,9 + 10 + 9,7 (samba-enredo). Fundada em 01/03/1993, tendo portanto 23 anos, a UPC é tricolor em vermelho-azul-branco. Sua agremiação-madrinha é outra tricolor, a caxiense em verde-vermelho-branco, a Grande Rio que é da 1ª divisão Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca. Embora nunca tenha se apresentado na 1ª divisão GE, a UPC foi campeã 2005 da 4ª divisão Série C através do enredo ´Bahia de São Salvador, o porto seguro do Brasil´ do carnavalesco Jorge Caribé; e vice da 3ª divisão Série B em 2011, enredo ´Eu sou o Samba, a voz de um povo brasileiro´ do carnavalesco Amauri Santos. A melhor colocação da UPC na 2ª divisão Série A foi o 7º lugar em 2014 quando apresentou do carnavalesco Mauro Quintaes o enredo ´Na garrafa, no barril, salve a cachaça: Patrimônio cultural do Brasil´ notas 10 + 98, + 10 + 9,8 (enredo) e 9,8 + 9,9 + 9,8 + 10 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Portela
Postado: 2016-07-08 14:05:34
Não ´surpreende´ a excelência desta sinopse concebida & redigida pelo carnavalesco, que diz ser produtor de espetáculos e a mídia de o mago, Paulo Barros (PB) & equipe (Isabel Azevedo, Ana Paula Trindade e Simone Martins). Também não os ´comentários´ (site Carnavalesco) que dizem: ?Não gostei? (Rsrsrs). Ou que se trata de sinopse referente a enredo & tema não-inédito. São ´comentários´ de pessoas digamos antipaulobarrianas e ou/antiportelenses, a despeito de que também haja os da minoria portelense fanática-pentecostal e ou/idólatra paulobarriana. O fato é que em relação à suposta falta de ineditismo, o enredo 2017 da Portela ´Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar´ além do título propriamente dito. Tema, viés artístico-cultural e fio condutor não têm nada a ver com estes dois enredos apresentados pela agremiação. ´Rio, azul da cor do mar´ o hors concours (não avaliado) no Carnaval 2011 cujo tema focou a História da navegação e o centenário do Porto do Rio. Já na 7ª colocação da Portela no Carnaval 2013 através do enredo ´Madureira... Onde o meu coração se deixou levar´ desenvolvido pelo carnavalesco & atual assistente direto do colega PB, Paulo Menezes, o tema focou o seguinte. O 4º centenário de Madureira, o 90° aniversário da Portela, o 70° de Paulinho da Viola de ´Foi um Rio que passou em minha vida´, o trem de sambistas pela Central parando em diversas estações e reencontrando/homenageando velhos amigos como a vizinha Império Serrano. Espero que a safra de sambas concorrentes e o ´hino´ oficial 2017 da Portela tenham letra que zoe, mesmo que com sutileza, o ´roubo´ do título 2016. Axé! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Tuiuti: 'Precisamos nos moldar ao que o jurado cobra', diz mestre Ricardinho
Postado: 2016-07-07 18:22:20
Diferem no horário, 11:28 no site Carnavalesco e 19h42 no SRZD-Carnaval, as declarações do maestro regente da bateria/orquestra ´Super Som´ da Paraíso do Tuiuti (PT), mestre Ricardinho. O qual diz que na 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca a ´Super Som´ é considerada de excelência na qualidade, mas na 1ª divisão Grupo Especial (GE) será necessário ´amoldar-se mais às exigências dos julgadores´. Desde 2014 ele obtém notas 10 unânimes dos julgadores da LIERJ no comando/regência da ´Super Som´. Ocorre, em 2014/5/6 ocupou a vice-presidência do órgão Renato Thor, o atual presidente da PT que reassumiu o cargo na agremiação em abril/2016. Assim, temendo ´desagradá-lo` e ao da LIESA, Jorge Castanheira, mestre Ricardinho afirma que haveria diferença no padrão de avaliação entre os julgadores de uma liga e outra. Porém, isso é desmentido pelas quatro notas 10 unânimes obtidas em 2014 e 2015 pela bateria/orquestra ´Audaciosa´ da escola de samba Curicica, na 2ª divisão Série A, então comandada e ou/regida pelo maestro regente, mestre Lolo. O qual obteve o mesmo na 1ª divisão GE em 2016 comandando-regendo a bateria/orquestra ´Swing da Leopoldina´ da Imperatriz. Ao invés de reivindicar transparência e simultaneidade das justificativas (são tornadas públicas 1 mês depois) das notas dos julgadores, embora seja merecido nota 10 enquanto sambista, mestre Ricardinho que é professor de Matemática e diretor em uma escola pública, mostra ser favorável à famigerada lei da mordaça (Lei 765/2015). Trata-se daquela que retrocede à época medieval, proibindo manifestações e ou declarações políticas em sala de aula. Ou seja, dentro das escolas, por parte de alunos e professores, mesmo que estes sejam sindicalistas. Abaixo a Lei da Mordaça! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Grupo de Acesso C: Confira a ordem de desfiles para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-07-06 15:40:55
´Mães do Brasil... Histórias de luta, esperança e amor... Na passarela do carnaval... A vocês, uma Flor´ é o título do enredo da Flor da Mina do Andaraí (FMA) para a 4ª divisão Série C do Carnaval Carioca 2017. A pesquisa e a redação da sinopse couberam a Fábio Batista. Já o desenvolvimento do enredo caberá ao carnavalesco Clovis Costha. O tema, o viés artístico-cultural e o fio condutor de tal enredo homenageiam mães brasileiras, que no texto da sinopse são representadas pela Mãe Natureza considerada a genitora do país. Ainda de acordo com o texto da sinopse, as mães-nativas indígenas foram quem ensinaram caçar, as mães negras foram amas de leite que ensinaram a resistir e as yabás africanas foram quem educaram nas senzalas abençoando junto com as mães brancas a importância da família. Aguarda-se agora a safra de sambas concorrentes e a consequente definição do ´hino´ oficial 2017 da FMA. Cuja agremiação tem 54 anos incompletos, foi fundada em 12/12/1962, tem enquanto cores oficiais vermelho-branco-verde e como agremiação-madrinha a vizinha Salgueiro que também tem como bairro-base o Andaraí. As melhores colocações da História da FMA foram dois títulos de campeã. Em 1995 no então grupo 1 que equivale a atual 4ª divisão Série D quando o enredo apresentado foi ´Verde e rosa, por que não?´ desenvolvido pela Comissão de Carnaval. E em 2016 quando o enredo apresentado foi ´A Flor da Mina se veste com as sete cores do arco-íris para Oxumarê passar´ desenvolvido pelo carnavalesco Clovis Costha. As notas obtidas foram 9,9 + 10 + 10 + 9,9 (enredo) e 10 + 10 + 9,9 + 10 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela desmente Gracyanne Barbosa como rainha de bateria
Postado: 2016-07-05 16:53:12
Rainhas de bateria e musas de escolas de samba não são cargos (remunerados), mas, sim postos ou funções (não remuneradas) do marketing de tais agremiações e não são quesitos avaliados pelos julgadores. Considera-se que sejam pré-requisitos para ocupar os dois postos, não necessariamente pela ordem. Ter samba no pé (de preferência ´quebrar tudo´), pertencer à comunidade entendendo-se como tal bairros-bases da agremiação ou a própria comunidade do samba em geral e ter carisma/simpatia, beleza estética, charme/garbo/graça. Não é comum, porém as direções de algumas agremiações adotam ter além musas e rainhas de bateria, madrinha e até rei. Foi o caso do Carnaval 2015 quando o cantor, compositor, instrumentista e sambista baiano Carlinhos Brown atuou enquanto rei da bateria/orquestra da Portela a ´Tabajara do Samba´. Já no Carnaval de 1997 a 2004 quando ´quebrava tudo´ a passista pertencente à comunidade Edicléia Neves ocupou o posto de rainha da rainha da Tabajara do Samba, e a atual musa Adriane Galisteu ocupou o de madrinha de 2000 a 2003. A saudosíssima 1ª porta-bandeira portelense Dona/Tia Dodô (1920 a 2015) ocupou em 2004 o posto de madrinha da Tabajara do Samba. Que tem enquanto atual ocupante do posto de rainha desde o Carnaval 2013, Patrícia Nery que pertence à comunidade, aprendeu a ter samba no pé e é empresária-publicitária preenchendo os demais pré-requisitos. Não se compreende porque ela é criticada por certas leitoras do site Carnavalesco como ´meio feia´ (sic). E a despeito de ter ocupado o posto de rainha de bateria em outras agremiações anteriormente, a bela, gostosona e bombada atual musa portelense a modelo-empresária Gracyanne Barbosa é criticada porque teria um corpo ´horrível´ (sic). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira confirma enredo com temática religiosa, com pegada 'afro'
Postado: 2016-07-03 12:48:26
Há aqui e no site Carnavalesco fanáticos pentecostais pela Estação 1ª de Mangueira e idólatras do jovem, talentoso e prepotente carnavalesco da agremiação que são patéticos. (Rsrsrs). Eles fazem provocações pretendendo antagonizar coirmãs com a campeã 2016 e querem desqualificar a política editorial do citado site, que é aliado e cliente da agremiação deles. Tais patéticos mangueirenses tentam comparar as obras de carnavalesco debutante e agora vitorioso na 1ª divisão Grupo Especial (GE) com quem tem três títulos no GE mesmo que numa só agremiação mais consagrados trabalhos em outras agremiações e divisões. Quanto ao título-tema ´Só com a ajuda do santo´ no enredo 2017 da gloriosa e respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira, atenção. O regulamento da LIESA define (sem exigência de ineditismo) o quesito enredo como ´o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito ou ideia na qual é obrigatório existir equilíbrio desde a concepção até a realização, que é a apresentação do desfile oficial em si´. Assim, não há risco de que possa ocorrer suposta falta de ineditismo em relação a enredos já apresentados e citados por outros leitores & parceiros. ´Padre Miguel, olhai por nós´ desenvolvido pelo carnavalesco Renato Lage o mago do neon em 1995 para a 4ª colocada Mocidade Independente. ´O império do divino´ do carnavalesco Paulo Menezes para a 8ª colocada Império Serrano em 2006. ´Brasil de todos os deuses´ do carnavalesco Max Lopes para a 8ª colocada Imperatriz Leopoldinense em 2010. Enfim, deverá sim desenvolver outro belo enredo & carnaval o carnavalesco Leandro Vieira. O qual de tão inovador, ousado e talentoso que é, numa foto no site Carnavalesco ele exibe faixas como ´A campeã do carnaval voltou!´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Unidos da Tijuca
Postado: 2016-07-02 11:17:24
É ótima esta sinopse do enredo 2017 da Unidos da Tijuca (UT) cujo tema conta com viés artístico-cultural que propõe enquanto fio condutor, focar a contribuição dos negros ou pessoas com cor da pele preta à musica estadunidense. Isso através de uma ficção ou licença poética tirada de um encontro no Brasil entre Pixinguinha e Louis Armstrong. O fato do enredo vir ou não ser patrocinado e a UT nem sempre ter sido tradicional, competitiva e vitoriosa, não impede a constatação do seguinte. A partir do título de campeã 2010 conquistado com o incrível, fantástico e extraordinário enredo ´É segredo!´ do carnavalesco Paulo Barros. Desde então se consagraram como vitoriosos tanto o carnavalesco quanto a UT. O que levou a direção da agremiação a apresentar desfiles tão competitivos os quais se tornaram supostamente apoteóticos e emocionantes. Haja vista, de 2010 pra cá a UT não deixou mais de estar no desfile das campeãs, a despeito de tais desfiles terem se transformados em apresentações militarizadas apelidadas de técnicas supostamente sem-erros, frias, monótonas e incapazes de alegrar, contagiar e emocionar o público; obviamente com a exceção da citada como incrível, fantástica e extraordinária. Não por outra razão, a imprensa passou a chamar o carnavalesco que desenvolveu tal enredo de o mago, já que anteriormente consagrara o colega Renato Lage especificamente enquanto o mago do neon. Uma vez que é o próprio regulamento da LIESA onde o presidente da UT Fernando Horta preside o Conselho Deliberativo com poder & força, define como vitais os quesitos enredo e samba-enredo. Os aguardemos. Afinal, tudo leva a crer que o enredo 2017 da UT a credencia como candidata ao título. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Santa Cruz
Postado: 2016-06-30 20:11:26
A novidade nesta sinopse é a estreia na Comissão de Carnaval da Santa Cruz, do jovem membro da Comissão da Beija Flor, Wladimir Morellebaumm. O qual junto com os colegas-carnavalescos Lane Santana e Munir Nicolau desenvolverão o enredo em questão cujo tema foca a literatura infantil. Com tal enredo, a Santa Cruz se apresentará em 2017 na 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca, objetivando honrosa e melhor colocação que tire da agremiação a pecha de desfilar somente pra não ser rebaixada para a 3ª divisão Série B. Haja vista, a Santa Cruz chegou a se apresentar na 1ª divisão Grupo Especial (GE) em 2003, porém acabou sendo agremiação-ioiô. Ou seja, foi rebaixada para a então 2ª divisão grupo A, porque ficou na última, 14ª colocação. Fundada em 18/02/1959 a verde-branco Santa Cruz é afilhada da vizinha vermelho-branco a Unidos de Bangu. Que é a mais antiga da zona oeste, tendo também já se apresentado na 1ª divisão GE em 1963. Por isso são cobradas colocações boas e honrosas tanto de uma quanto de outra. Pra ter-se ideia, a melhor e mais recente colocação da Santa Cruz na 2ª divisão Série A ocorreu no vice de 2004. De lá pra cá tem ficado em colocações intermediárias e até próxima do rebaixamento. Conforme ocorreu em 2016 quando foi a antepenúltima, 12ª colocada com o enredo ´Diz mata! Digo verde. A natureza veste a incerteza. E o amanhã? (O clamor da floresta)´ da Comissão composto pelos carnavalescos Lane Santana, Munir Nicolau e Lucas Pinto. Notas 9, 8 + 9,7 + 9,8 + 9,8 (enredo) e 9,9 + 9,9 + 9,8 + 9,8 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: em carta aberta, presidente critica saída de Dudu Azevedo
Postado: 2016-06-30 12:18:42
Tijuca, parceiro ou parceira, você se identifica aqui usando um avatar da bandeira do Salgueiro cujo bairro-sede é Andaraí. Sem problema. Andaraí e Tijuca além de vizinhos, são mesmo bairros-base da Academia do Samba. O que quero lhe dizer é o seguinte. Filosoficamente falando tudo na vida tem a ver com questão política, obvia e não-necessariamente com política partidária; apesar de que no caso em questão isso ocorra. O fato é que o nosso mundo do samba não está apartado da sociedade onde queiramos ou não, é imprescindível ter-se o maior patrimônio humano, que é Educação consequentemente consciência política. Parodiando aquela frase do poetinha Vinícius de Moraes (1913 a 1980) segundo a qual, as feias que me desculpem, mas beleza é fundamental... Rsrsrs... As pessoas politicamente alienadas que me desculpem, educação política é imprescindível. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: em carta aberta, presidente critica saída de Dudu Azevedo
Postado: 2016-06-29 15:44:43
Apesar do ex-diretor e membro da Comissão de Carnaval (CC) do Salgueiro, Dudu Azevedo e a direção da Grande Rio (GR) ainda não terem se pronunciado. O próprio Azevedo afirmou que deixou o Salgueiro por um ´futuro melhor e de estabilidade para si e pra família´. Ele fez isso por grana, é um granaleiro. Quanto a direção da GR, embora o presidente Perácio seja sambista-verdadeiro e honrado, não é ele quem dá as cartas. Mas, sim o patrono o contraventor penal do jogo de bicho, portanto não-sambista verdadeiro, Jaider Soares que ´ficará na dele´. Já a ótima presidenta salgueirense em 3º mandato consecutivo e 1º no Conselho Fiscal (CF) da LIESA, Regina Celi Fernandes, tem contra si o preconceito e a opressão de uma sociedade capitalista, sexista e machista que a própria presidenta não combate. Vide que de 2007 a 2015 durante os dois mandatos anteriores do presidente da LIESA, Jorge Castanheira, ela aceitou passivamente ser relegada à mera suplente no CF do órgão. Ela tem contra si também a acusação de ser autoritária, conforme na demissão sumária neste ano da parte mais fraca na engrenagem de responsabilidade na CC do Salgueiro. Isto é, na demissão do funcionário que deixou de conectar o cabo elétrico do carro abre-alas, causando a perda de três décimos de pontos no quesito Alegorias & Adereços na 4ª colocação da agremiação. Não por outra razão, embora seja ótima presidenta do Salgueiro, ela é pré-candidata a vereadora carioca logo pelo maior partido político da burguesia no Brasil, o PMDB do pres. da República interino. Fora Temer e esse Congresso Nacional! Pela Assembleia Popular Nacional Constituinte! Pelo governo dos trabalhadores! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Unidos da Tijuca
Postado: 2016-06-25 12:02:04
Conforme afirmei assim que o título foi anunciado, este enredo não é ´novidade´. Carnaval e samba significam Arte e Cultura as quais filosoficamente falando, são áreas da Educação que é universal e deve respeitar as peculiaridades da História, das próprias Arte e Cultura dos povos em seus respectivos continentes e nações. Nesta notícia causa indignação aquilo que o jornalista, escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues (1912 a 1980) chamava de ´complexo de vira-lata´. Ou seja, constata-se a passividade culturalmente colonizada da mídia, mesmo a especializada em carnaval e samba, em relação aos Estados Unidos. Cujo país, o mais imperialista dos países imperialistas, é tratado como se fosse o único existente no continente norte-americano, ignorando-se México e Canadá ou mesmo os países das Américas Central e do Sul. Na notícia em questão há o equívoco significativo de colonialismo cultural se referir à música ´americana´(sic) ao invés de música estadunidense. Por isso, relembremos a íntegra da obra-musical imortalizada pela voz do cantor e compositor Jackson do Pandeiro (1919 a 1982) de coautoria dos compositores Gordurinha (1922 a 1969) e Almira Castilho (1924 a 2011), intitulada Chiclete com Banana: ´Eu só boto bebop no meu samba/Quando Tio Sam tocar um tamborim/Quando ele pegar no pandeiro e no zabumba/Quando ele aprender que o samba não é rumba/Aí eu vou misturar Miami com Copacabana/Chiclete eu misturo com banana e o meu samba vai ficar assim. Tururururururi bop-bebop-bebop/Tururururururi bop-bebop-bebop/Tururururururi bop-bebop-bebop/Eu quero ver a confusão/Tururururururi bop-bebop-bebop/Tururururururi bop-bebop-bebop/Tururururururi bop-bebop-bebop/Olha aí, o samba-rock, meu irmão (REFRÃO & BIS). É, mas em compensação/Eu quero ver um boogie-woogie/De pandeiro e violão/Eu quero ver o Tio Sam de frigideira/Numa batucada brasileira´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: clamor por sambas de melhor qualidade marca encontro com compositores
Postado: 2016-06-20 12:01:30
O que comentarei poderá levar adeptos fanáticos-pentecostais pela Beija Flor (BF) e idólatras dos presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros da agremiação a ´chiarem´. De fato, a sinopse foi bem concebida e redigida. Reaparecendo das cinzas depois do arrependimento de ter-se assumido direitista e racista, até certa independente reconhece isso. No final da justificativa da sinopse é patética a citação à frase ´A Arte existe para que a realidade não nos destrua´ do filósofo alemão Nietzsche (1844 a 1900) o contemporâneo e patrício do filósofo dos filósofos Marx (1818 a 1883). Isso, porque Nietzsche foi um crítico do fanatismo que grassa entre dirigentes e adeptos da BF simbolizado pela prepotência de autoproclamar a agremiação como ´a maior do Planeta (sic)´. Isto é um marketing-caô ´roubado´ de um falecido intérprete oficial da agremiação do coração do presidente de ´honra´ da BF. No site SRZD-Carnaval também são patéticos os discursos dele e do irmão-presidente executivo da BF, ambos ´ensinam´ aos compositores o que é e como compor samba com excelência na qualidade... Rsrsrs... O enredo ´A virgem dos lábios de mel: Iracema´ é de ótima qualidade. No entanto, aguardemos. O regulamento da LIESA onde os dirigentes da BF perderam poder, depois da correta denúncia de manipulação no resultado dos desfiles feito neste ano por mestre Laíla, os quesitos enredo e samba-enredo são. O desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito ou ideia, na qual exige-se equilíbrio a partir da concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si (enredo). Já no samba-enredo cada subquesito, letra e melodia, é avaliado separadamente observando-se a forma poética e melódica de como o enredo é apresentado. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Unidos da Tijuca
Postado: 2016-06-19 20:43:38
Não ´surpreende´ que a direção da Unidos da Tijuca (UT) tenha escolhido enquanto tema-enredo a contribuição dos negros à musica dos Estados Unidos. Este país da América do Norte é tido como 1° mundo, conta com burguesias branca e negra as quais ´acham´ que a nação estadunidense é considerada os três continentes americanos, norte, central e sul. Os Estados Unidos são o mais imperialista dos países imperialistas. Tal escolha de enredo não ´surpreende´ também pelo seguinte. Carnaval é arte e cultura com significado universal e o regulamento da LIESA assim o concebe corretamente. Daí porque a direção da UT ultimamente tem preferido tema patrocinado a peso de ouro, uma vez que tanto viés artístico-cultural quanto fio condutor se refere a algum país do 1° mundo. Haja vista, os desfiles apresentados têm sido militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público. O de 2013 intitulado ´Desceu num raio, é trovoada! O deus Thor pede passagem pra mostrar nessa viagem a Alemanha encantada´ foi desenvolvido a contragosto pelo carnavalesco Paulo Barros. Apesar disso, a UT ficou na 3ª colocação, o quesito enredo obteve quatro unânimes notas 10 e samba-enredo 10 + 9,9 + 9,7 + 9,8. Já na 4ª colocação da UT em 2015 o enredo ´Um conto marcado no tempo, o olhar suíço de Clóvis Bornay´ foi desenvolvido pelos carnavalescos Mauro Quintaes, Annik Salmon, Hélcio Paim, Marcus Paulo e Carlos Carvalho. Notas 10 + 9,9 + 9,9 + 10 (enredo) e 9,7 + 9,9 + 9,9 + 9,8 (samba-enredo). Aguardemos a sinopse, a safra de sambas concorrentes e o ´hino´ oficial da UT para o Carnaval 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o título do enredo de 2017 da União da Ilha
Postado: 2016-06-19 12:19:08
Já afirmei isso desde que este título de enredo & tema foi cogitado. As pessoas adeptas da respeitabilíssima e simpaticíssima afilhada de minha amada Majestade do Samba, a União da Ilha (UI), não devem se ´iludir´. O objetivo da direção da UI em 2017 é apresentar um desfile oficial apoteótico, competitivo e alegre/contagiante/emocionante, que garanta uma colocação intermediária consequentemente longe do risco de rebaixamento. Tudo, porque a direção da UI se conscientizou de ter ´achado´ a 4ª colocação da agremiação em 2014 ´injusta´. Haja vista, em 2015 a queridíssima afilhada portelense voltou às suas tradicionais colocações intermediárias, ficando em 9° lugar. Pra agravar e provar isso, neste ano de 2016 a UI acabou ameaçada de rebaixamento, ficando na penúltima 11ª colocação. Pra ter-se ideia, o enredo ´Olímpico por natureza... Todo mundo se encontra no Rio´ dos demitidos carnavalescos Paulo Menezes, que é bom porém ainda sem título, e o promissor-colega Jack Vasconcelos, não conseguiu os prometidos patrocínios oficial e privado. Por isso, as melhores notas entre os nove quesitos avaliados foram 9,9 (descartada) + três 10 em bateria. Então, os fatos são os seguintes. Embora seja bom carnavalesco, Severo Luzardo que desenvolverá o tema afro do enredo 2017 da UI intitulado ´Nzara Ndembu, glória ao senhor tempo´ estreará na 1ª divisão Grupo Especial do Carnaval Carioca, abrindo os desfiles da 2ª feira de Carnaval. Além disso, o carnavalesco Severo Luzardo somente reeditou pela Paraíso do Tuiuti em 2014 então na 2ª divisão Série A, um enredo afro ´Kizomba, a festa da ´raça´ da campeã Vila Isabel em 1988. Aguardemos a sinopse, a safra de sambas concorrentes e o ´hino´ oficial 2017 da UI. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Papeando com o SRZD: Carlos Reis
Postado: 2016-06-18 16:02:50
Embora tenha desfilado pela agremiação no carnaval 1991, o 1º Destaque da Portela, Carlos Reis acabou não dizendo isso, neste papo. Porém, eu irei fazê-lo. Foi injusto o 6º lugar da Majestade do Samba naquele ano, ainda que tal colocação atualmente equivalha a voltar no desfile das campeãs. Pra ter-se ideia, a Portela foi Estandarte de Ouro como a melhor do ano em personalidade, revelação, comissão de frente, ala feminina e samba-enredo. O desfile apresentado pela Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira teve a cara do então estreante enquanto Destaque, o próprio Carlos Reis. Pra recordar e ilustrar isso, a íntegra da letra do ´hino´ oficial nota 10 unânimes, obra musical em parceria dos compositores-bambas Carlinhos Madureira, Café da Portela e Iran Silva, cujo tema foi desenvolvido pelo carnavalesco Sílvio Cunha e enredo intitulado Tributo à Vaidade: ´Olha eu aí/Cheguei agora/Cheguei pra levantar o seu astral/Posso perder, posso ganhar, isso é normal/Vinte e uma vezes campeã do Carnaval (REFRÃO). Eu sou vaidosa/Eu sou assim/Vaidade não tem preço/Mas eu tenho o seu apreço/Pois você gosta de mim/Eu sei que faço seu corpo arrepiar/Eu sei que você não vai sem me ver passar/Eu já vi você chorar/Na hora do meu desfile encerrar. Perguntei ao espelho meu/Qual delas é mais linda do que eu?/Ele então me respondeu/Mais linda do que eu só eu (BIS). O meu azul veio lá do infinito/O meu canto é mais bonito/Salve Oswaldo Cruz e Madureira/Me chamam celeiro de bamba/A Majestade do Samba/Da Velha Guarda formosa e faceira/Eu sou e sei que sou/Mais fascinante, deslumbrante, mais amor/Bem sei que você aprova/Pois meu visual comprova/Eu sou luxo e esplendor´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor confirma enredo sobre a índia Iracema no Carnaval 2017
Postado: 2016-06-17 19:09:18
O leitor e parceiro no site Galeria do Samba, Carlos Vicente faz crítica como supostamente não-inédito o tema do enredo 2017 da Beija Flor (BF) intitulado ´ A virgem dos lábios de mel: Iracema´. Segundo esse leitor e parceiro, a escola de samba atualmente na 6ª divisão Série E do Carnaval Carioca, União de Vaz Lobo (UVL) já teria apresentado tal tema & enredo. Ocorre o que a UVL apresentou em 1990 quando ficou na antepenúltima 10ª colocação do então grupo 2 equivalente a atual 3ª divisão Série B foi o enredo ´Guaraná, Guarani´. O qual foi desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Bithencourt. A expressão Guarani obviamente se referiu ao clássico pertencente à literatura brasileira ´O Guarani´ de 1857, cujo autor foi o escritor e político José de Alencar (1829 a 1877) o mesmo do enredo 2017 da BF. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade: Biógrafos, figuras públicas e integrantes criam manifesto crítico à gestão
Postado: 2016-06-17 17:56:16
Não é por ´acaso´ que seja a mesma estrela de cinco pontas a da Mocidade Independente (MI) e a de certo partido político. Ambos se degeneraram. Tal partido político nasceu entre 1978 e 1980 da própria luta de classes em plena ditadura militar (1964 a 1985). Um fenômeno histórico mundial, um partido de trabalhadores ter nascido enquanto partido operário e em uma conjuntura ditatorial. Isso ocorreu porque a luta de classes é pródiga nisso. Entretanto tal partido político de conciliação em conciliação com a burguesia, foi degenerando-se até chegou ao poder. Porém, deu no que deu. A ponto de a presidenta da República que é desse degenerado partido político, depois de tanto negar a luta de classes no governo de conciliação com a burguesia, ter reconhecido que seu erro foi ter feito as alianças que fez. Agora é tarde, tal presidenta só por ´milagre´ voltará ao cargo. Filosoficamente falando, o mesmo ocorre quando são os próprios pequeno-aburguesados intelectuais adeptos da MI que assinam esse contraditório manifesto, que eles próprios consideram ´apolítico´(sic). Ou seja, tais adeptos da MI corretamente fazem críticas à filosofia político-administrativa da atual direção da MI, leia-se do presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro e seus asseclas. Isto é, tais independentes no fundo querem fazer conciliação com essa política administrativa que está levando a MI para um caminho sem volta. O que significa dizer, se na sociedade as palavras de ordens corretas são: Fora Temer, esse Congresso Nacional; pela Assembleia Popular Nacional Constituinte e pelo governo dos trabalhadores! Pra comunidade da agremiação da estrela-guia de Padre Miguel só tem uma saída: Salve a MI, não abandone a agremiação até a próxima eleição! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor confirma enredo sobre a índia Iracema no Carnaval 2017
Postado: 2016-06-17 16:01:07
Não é ´surpresa´ que eles próprios considerem ´apolítico´(sic), o contraditório manifesto que critica a filosofia político-administrativa da atual direção da Mocidade Independente (MI), assinado por pequeno-aburguesados intelectuais adeptos da MI. Por sua vez, era esperada e óbvia a escolha por parte da direção da Beija Flor (BF) do enredo ´A virgem dos lábios de mel: Iracema´ enquanto título-tema para o Carnaval 2017 da agremiação nilopolitana. Surpreendente e chocante é o ressurgimento da velha prepotência dos seus dirigentes. Haja vista, no site SRZD-Carnaval o diretor geral de Harmonia e Carnaval da BF, mestre Laíla proclama a agremiação nilopolitana como: ´A maior escola de samba do Planeta (sic)´. Este marketing-caô foi ´roubado´ de um falecido intérprete oficial da agremiação do coração do presidente de ´honra´ da BF. Nesse vídeo, mestre Laíla reafirma que o concurso realizado em quadra para escolha do ´hino´ oficial 2017 da BF conforme é praxe na agremiação, será aberto a compositores de todo o país. Este modelo de escolha é populista à medida que não trabalha a formação artístico-cultural dos sambistas da própria Ala de Compositores da BF, que é uma agremiação comunitária e respeitabilíssima. Pra agravar, embora as semifinais e a final de escolha do samba-enredo 2016 tenham ocorrido com os votos abertos dos membros da Comissão Julgadora (CJ). O imprescindível e urgente é que ocorra transparência total durante todo concurso-escolha. Isto é, na hora do anúncio dos sambas concorrentes classificados consequentemente dos eliminados, do não-vencedor ou dos não-vencedores no caso da final ocorrer entre mais de dois, inclusive do que se sagrar ´hino´ oficial, as justificativas da CJ têm que ser simultaneamente passadas à imprensa presente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Leão de Nova Iguaçu
Postado: 2016-06-16 18:05:05
O título deste enredo afro que será desenvolvido pelo carnavalesco Cid Carvalho e com o qual a Leão de Nova Iguaçu (LNI) se apresentará em 2017 na 3ª divisão Série B do Carnaval Carioca tem como significado, viés artístico-cultural e fio condutor o orixá do Candomblé, Xangô. Que é considerado, dentre outros, o da Justiça cuja dança ritualística é um espetáculo. No Carnaval 2016 na própria 3ª divisão Série B, a LNI foi a 3ª colocada. Também desenvolvido pelo mesmo carnavalesco o enredo apresentado foi ´Pas de Dance, hoje tem festa no arraiá´ que obteve três notas 9,9 + 10 e unânimes quatro notas 10 em samba-enredo. Em 2015 a LNI foi campeã da 4ª divisão Série C, quando apresentou outro tema afro, enredo ´Da força de Zumbi dos Palmares à ´raça´ de Nelson Mandela, orgulho da cultura negra´ do carnavalesco Ivan Carneiro. Tendo três cores oficiais, vermelho, amarelo-ouro e branco, a LNI é uma agremiação com 48 anos incompletos, foi fundada em 15/11/1968. Sua madrinha é a vizinha Beija Flor de Nilópolis a mais vitoriosa da era sambódromo Prof. Darcy Ribeiro, na Rua Marquês de Sapucaí, centro da cidade, local dos desfiles da 1ª divisão Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca. Atualmente se apresentando na passarela da Estrada Intendente Magalhães no bairro suburbano Campinho, a LNI teve uma passagem não bem sucedida, 13ª e antepenúltima colocada, pelo GE em 1992 quando apresentou desenvolvido pela Comissão dos carnavalescos Fábio Borges, Adalmir Braga e Paulo Sottero, o enredo ´Leão na selva de ilusões (da falecida novelista da Globo) Janete Clair´ que obteve três notas 9 e 10 + 9 + 9 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Imperatriz Leopoldinense
Postado: 2016-06-15 12:24:09
Reproduzo aqui meus diálogos no site Carnavalesco c/os leitores-parceiros Ismar Silva (IS) e Ronaldo Martins (RM). Parceiros, torcedor-amante que sou da agremiação mais coirmã-madrinha, da que tem mais torcida organizada e da mais vitoriosa do Carnaval Carioca, não tenho nem poderia ter ´diferença´ e ou/paixão ´retraída´ (rsrsrs) pela Imperatriz Leopoldinense (IL) e demais agremiações. Todas são amadas por suas comunidades e respeitabilíssimas. Nunca disse que a IL é militarizada. Mas, sim que não concordo c/a comunidade aceitar a opressão que sofre do presidente não-sambista verdadeiro e torcedor do Império Serrano, em troca dos títulos 1994/5/9, 2000/1 ´conquistados´ através de desfiles militarizados. Apesar de explorada pela contravenção penal do jogo do bicho e outras criminalidades praticadas pelo presidente da IL, a comunidade aceita isso em nome de tais ´conquistas´ de títulos. Não, os conquistados com desfiles apoteóticos, competitivos e emocionantes em 1980/1/9. Desfiles esses que voltaram a ser apresentados. Em 2007 o presidente reassumiu o cargo pela 3ª vez. Ele depois em 2009 demitiu a carnavalesca-mestra Rosa Magalhães, porque ela não conseguiu mais encaixar o desenvolvimento de enredos com desfiles militarizados e ´conquistas´ de títulos. Não entendi porque o parceiro IS diz pra eu ter cuidado, pra meus comentários não se tornarem além de ´chatos´(rsrsrs) racistas (sic?!). Parceiro RM, por que você diz saudações imperianas (sic) e não gresilenses? Por fim: ?Olha eu aí, cheguei agora/Cheguei pra levantar o seu astral/Posso perder, posso ganhar isso é normal/Vinte e uma vezes campeã do Carnaval (...) Eu sou a Águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem, mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de (Oswaldo Cruz e) Madureira?. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor entrega sinopse neste domingo; enredo será conhecido dois dias antes
Postado: 2016-06-14 16:53:23
O site Galeria do Samba noticiou 6ª feira, 10/06/2016 ´Beija Flor confirma (?!) enredo sobre romance ´Iracema´ de José de Alencar´ informando que o tema seria anunciado oficialmente na quadra da agremiação 2ª feira, 13/06/2016. Na 3ª feira, 14/06/2016 o site noticiou ´Beija Flor entrega sinopse domingo, 19/06/2016´ sem confirmar nada. Será que no afã de ´furar´ os concorrentes o site cometeu ´barriga´? Não creio que o enredo 2017 da Beija Flor (BF) vá deixar de ser Iracema. Este tema é o preferido da comunidade e da Comissão de Carnaval. O que deve estar ocorrendo é o seguinte. Como o tema é autoral e nada impede que possa vir a contar com patrocínio. Uma vez que quem manda e decide isso são os presidentes de ´honra´ e o executivo da BF respectivamente os capos não-sambistas verdadeiros, os irmãos Anísio e Farid Abrahão David. Os quais, conforme é público e notório, não abrem mão de enredos patrocinados e desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios monótonos e incapazes de emocionar o público, pois, para eles o imprescindível são títulos que possam funcionar como marketing/capa da contravenção penal do jogo do bicho e outras criminalidades hipocritamente ´toleradas´ pelas Polícias e Justiça. Tudo leva a crer que o enredo 2017 da BF vá ser mesmo Iracema. Aguardemos. O fato é que os dirigentes da respeitabilíssima BF já não podem mais bater no peito autoproclamando: ´A coirmã que ousar pretender ser campeã, terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. Em 2014 a BF ficou fora do desfile das campeãs com a 7ª colocação e em 2016 quase com a 5ª colocação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Imperatriz Leopoldinense
Postado: 2016-06-14 12:47:16
É ótimo este texto pesquisado e redigido pelos jornalistas Cláudio Vieira editor da revista da LIESA, Ensaio Geral, e Marta Queiroz. É a sinopse do enredo ´Xingu o clamor que vem floresta´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Cahê Rodrigues (CR) para o Carnaval 2017 da Imperatriz Leopoldinense (IL). Os dois jornalistas fizeram o mesmo em 2009 para a Portela, enredo ´E por falar em amor, onde anda você?´ dos carnavalescos Lane Santana e Jorge Caribé, que sucederam o colega CR levado pela então grana-preta da Grande Rio (GR). Ainda sem título que o torne vitorioso, CR é no entanto muito bom carnavalesco. Ele está na IL desde 2013. Na GR ele ficou de 2009 a 2013. Os trabalhos dele significam investimentos feitos pelo presidente executivo e de ´honra´ da IL, o não-sambista verdadeiro que é contraventor penal do jogo de bicho e torcedor da agremiação-madrinha Império Serrano, Luizinho Drumond. O qual faz isso com o saudosista propósito de que a IL volte aos tempos áureos de 1994/5/9, 2000/1 quando através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público, a IL ´conquistou´ cinco de seus oito títulos. Todos enredos criados e desenvolvidos pela carnavalesca-mestre Rosa Magalhães. A qual permaneceu na IL até o Carnaval 2009 quando foi sumariamente demitida, pois, não mais conseguia encaixar ´conquistas´ de títulos com os citados desfiles militarizados. Haja vista, a época áurea de títulos da IL ´coincidiram´ com o período de seu atual presidente na presidência da LIESA. Embora a partir de 2013 tenha retornado ao desfile das campeãs, em 2015/6 a IL quase ficou fora, acabando na 6ª colocação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Em noite especial, Lins Imperial lança enredo em homenagem a Monarco
Postado: 2016-06-12 11:13:19
Embora a Lins Imperial esteja na 4ª divisão Série C, permanece tradicional, inclusive em 1976, 1990 e 1991 se apresentou na 1ª divisão Grupo Especial. Fundada em 07/03/1963, a LI tem como cores oficiais o verde e o rosa de uma de suas duas madrinhas, a Estação 1ª de Mangueira, a outra é a afilhada desta o Salgueiro. Já o símbolo oficial da LI é um brasão logo abaixo de uma águia o símbolo oficial da Portela, que tem enquanto presidente de honra o homenageado pelo enredo 2017 da LI, Hildemar Diniz o baluarte, compositor e cantor-sambista, mestre Monarco. Pitorescamente a LI teve como presidente executivo em 2011/2 Cristiano Costa o Amendoim do Samba, o atual é Jorge Torresmo e o de honra João Banana. A LI ascendeu à 4ª divisão Série C em 2014 quando conquistou 2ª colocação da 5ª divisão Série D com o enredo ´Tenha fé´ do carnavalesco Luiz di Paulanis. O qual desenvolveu na 3ª colocação da LI em 2015 o enredo ´Do Brasil para o mundo, nosso axé: Erva Guiné´. Devido à descida da LI para 7ª colocação em 2016 quando a agremiação reeditou o seu próprio enredo 1997 intitulado ´Tudo isso é Brasil!´ ele foi demitido. As notas foram 9,8 + 9,8 + 9,9 + 9,6 (enredo) e unânimes quatro 10 (samba-enredo). Apesar de serem triviais as citações entre aspas das obras musicais do homenageado pelo enredo 2017 da LI intitulado ´O monarca do samba´, a sinopse foi bem redigida por um dos carnavalescos da Comissão da agremiação, Tiago Ribeiro, os demais são os colegas Eduardo Minucci e Flávio Mello. Aguardemos a safra e o ´hino´ oficial. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Torcida critica e Mocidade volta atrás: fará nova logomarca do enredo
Postado: 2016-06-11 16:41:33
São corretas as críticas à logomarca, não à ótima sinopse do patrocinado e afro enredo 2017 da Mocidade Independente (MI). O qual tem a desenvolvê-lo dois bons carnavalescos, o jovem e promissor Edson Pereira notadamente o que tem mais títulos em agremiações diferentes, Alexandre Louzada, Mangueira (1998), Vila (2006) e a madrinha da MI, Beija Flor (2007 e 2008). O problema da MI é filosófico e estrutural. Eram outros os áureos tempos dos seus cinco títulos de campeã (1979, 1985, 1990, 1991 e 1996) que coincidiram com o fato de ter sido comandada por um contraventor penal do jogo de bicho, portanto não-sambista verdadeiro, Castor de Andrade (1926 a 1997). Não é somente devido à morte dele que a MI deixou de conquistar título. De lá pra cá a MI perdeu até mesmo espaço na estrutura de poder da LIESA, apenas a partir de 2015 o vice-presidente Rodrigo Pacheco, o fiel escudeiro e igualmente não-sambista verdadeiro do colega-presidente de ´honra´ Rogério de Andrade, tornou-se reles suplente no Conselho Fiscal do órgão. Um dos fundadores da MI, Wandyr Trindade o Vô Macumba por não ter personalidade de sambista-dirigente e líder, funciona como dublê de presidente executivo e ´rainha da Inglaterra´. De 1997 pra cá a MI permaneceu sendo agremiação comunitária, nem sempre competitiva, deixando a partir de 2004 inclusive de voltar no desfile das campeãs. Tudo, porque a MI passou a ter na diretoria maioria de sambistas incompetentes em termos de gestão. Pra agravar a partir de 2014 ocorreu o retrocesso representado pela volta do atual presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro e o caô: A MI se modernizou, estruturou-se e funciona como ´empresa´ (sic). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Confira a sinopse do enredo de 2017 da Lins Imperial
Postado: 2016-06-07 12:30:41
Embora a Lins Imperial esteja na 4ª divisão Série C, permanece tradicional, inclusive em 1976, 1990 e 1991 se apresentou na 1ª divisão Grupo Especial. Fundada em 07/03/1963, a LI tem como cores oficiais o verde e o rosa de uma de suas duas madrinhas, a Estação 1ª de Mangueira, a outra é a afilhada desta o Salgueiro. Já o símbolo oficial da LI é um brasão logo abaixo de uma águia o símbolo oficial da Portela, que tem enquanto presidente de honra o homenageado pelo enredo 2017 da LI, Hildemar Diniz o baluarte, compositor e cantor-sambista, mestre Monarco. Pitorescamente a LI teve como presidente executivo em 2011/2 Cristiano Costa o Amendoim do Samba, o atual é Jorge Torresmo e o de honra João Banana. A LI ascendeu à 4ª divisão Série C em 2014 quando conquistou 2ª colocação da 5ª divisão Série D com o enredo ´Tenha fé´ do carnavalesco Luiz di Paulanis. O qual desenvolveu na 3ª colocação da LI em 2015 o enredo ´Do Brasil para o mundo, nosso axé: Erva Guiné´. Devido à descida da LI para 7ª colocação em 2016 quando a agremiação reeditou o seu próprio enredo 1997 intitulado ´Tudo isso é Brasil!´ ele foi demitido. As notas foram 9,8 + 9,8 + 9,9 + 9,6 (enredo) e unânimes quatro 10 (samba-enredo). Apesar de serem triviais as citações entre aspas das obras musicais do homenageado pelo enredo 2017 da LI intitulado ´O monarca do samba´, a sinopse foi bem redigida por um dos carnavalescos da Comissão da agremiação, Tiago Ribeiro, os demais são os colegas Eduardo Minucci e Flávio Mello. Aguardemos a safra e o ´hino´ oficial. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: João Nogueira na Cubango: 'Viveu 60 dos 100 anos de samba', diz Cid Carvalho
Postado: 2016-06-06 17:07:41
Será o vitorioso na Beija Flor entre 1998 e 2006, carnavalesco Cid Carvalho o responsável pelo desenvolvimento do enredo em questão cujos viés artístico-cultural e fio condutor são tanto o transcurso dos 100 anos do gênero da Música Popular Brasileira, samba, quanto merecidamente exaltar o compositor-bamba e cantor desse gênero musical, João Nogueira (1941 a 2000) que foi portelense. Quem pesquisou e redigiu a sinopse foi o jornalista Fábio Fabato que é independente. A Cubango desfila no Carnaval Carioca desde 1986, porém não na 1ª divisão Grupo Especial. Foi campeã duas vezes na atual 3ª divisão Série B com enredos afros. Em 2002 enredo ´África, o exuberante paraíso negro´ dos carnavalescos Roberto Reis e Antônio Sérgio, e em 2009 enredo ?Afoxé é cortejo, é ritual, é festa. Afoxé é Carnaval? dos carnavalescos Sérgio Silva e Léo Moraes. Na era-sambódromo as melhores colocações da Cubango foram três vezes 4º lugar na 2ª divisão Série A, em 2011 e 2012; sendo a mais recente em 2015 através do enredo também afro ?Cubango, a realeza africana de Niterói? do carnavalesco Jaime Cezário. Em 2016 a Cubango acabou na 6ª colocação com o enredo ?Um banho de mar à fantasia? do carnavalesco Cid Carvalho, cujas notas foram quatro 9,9 em enredo e a descartada 9,7 + 10 + 9,8 + 9,9 em samba-enredo. Quanto ao enredo 2017 da Cubango aguardemos a safra de sambas concorrentes, o ´hino´ oficial e o ensaio técnico. Aí saberemos se é caô ou não a alegação do presidente Olivier Luciano Vieira o Pelé de que a 6ª colocação da agremiação em 2016 se deveu a ter fechado os desfiles. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela contrata Renato Vieira para comandar a comissão de frente em 2017
Postado: 2016-06-05 21:42:52
Os trabalhos profissionais mais recentes do coreógrafo Renato Vieira foram. Em 2013 na antepenúltima 10ª colocação da São Clemente com o enredo ´Horário Nobre´ do carnavalesco Fábio Ricardo, quando as notas do quesito Comissão de Frente foram 9,5 (descartada) + 9,6 + 9,8 + 9,7. Em 2012 na 9ª colocação da Mocidade Independente com o enredo ´Por ti, Portinari rompendo a tela, a realidade´ do carnavalesco Alexandre Louzada, quando as notas foram 9,6 (descartada) + 9,7 + 9,9 + 9,9. E na Grande Rio de 2003 a 2011. Neste ano com o enredo `Y Jurerê Mirim, a encantadora Ilha das Bruxas (um conto de Cascaes)´ do carnavalesco Cahê Rodrigues, devido a incêndio no barracão o desfile apresentado pela agremiação não foi apreciado. Citado pelo leitor do site Carnavalesco e parceiro Péricles do Espírito Santos, em 2003 na 3ª colocação da Grande Rio com o enredo ´O nosso Brasil que Vale´ do carnavalesco Joãosinho Trinta, as notas do quesito Comissão de Frente foram quatro e unânimes 10. Por último, mencionado pela leitora do site Carnavalesco e parceira Dricka Nascimento Laurence, não é fato verídico que o coreógrafo Renato Vieira tenha trabalhado profissionalmente na Portela durante o nada-saudoso período de 2005 a 2013 do presidente que nem citarei o nome, pois, não comandou a conquista de título algum durante três mandatos consecutivos cujas ´gestões´ foram temerárias. Coreógrafo Renato Vieira, seja bem-vindo ao ninho da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira a Majestade do Samba! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império Serrano: 'Quis popularizar a linguagem da obra de Manoel de Barros', diz carnavalesco
Postado: 2016-06-05 19:51:57
O jovem carnavalesco Marcus Ferreira (MF) e a boa direção do Império Serrano (IS) disseram que repaginarão a plástica da agremiação em 2017 com o enredo ´Meu quintal é maior que o mundo´. E na divulgação da sinopse esclareceram como serão desenvolvidos o viés artístico-cultural e o fio condutor na homenagem às obras do poeta Manoel de Barros (1916 a 2014). A ótima sinopse teve revisão de texto de Henrique Pessoa. A pesquisa e a redação foram dos membros da Comissão de Carnaval, Junior Fionda e Paulo Santi mais o próprio carnavalesco MF. Redigida sob a forma de versos e em quatro partes indicativas do n° de setores que o enredo será apresentado, a sinopse objetiva ajudar a ala de compositores na criação dos sambas. Aguardemos a safra, a definição do ´hino´ oficial e o ensaio técnico para que vislumbremos a meta da direção da IS de levar a agremiação à 1ª divisão Grupo Especial (GE) através da conquista do título em 2017. A IS tem nove títulos na 1ª divisão (GE) 1948/9/50/1/5/6/60/72 e 1982, encontrando-se na 2ª divisão Série A desde 2010. De lá pra cá a melhor colocação da agremiação foi o vice em 2012 sob o enredo ´Dona Ivone Lara: O enredo do meu Samba´ do carnavalesco atualmente na Unidos da Tijuca, Mauro Quintaes. As notas foram quatro 10 (enredo) e dois 10 - 9,8 e 9,9 (samba-enredo). A IS desceu da 3ª colocação em 2015 para o 4º lugar em 2016 quando apresentou do carnavalesco atualmente na União da Ilha, Severo Luzardo, o enredo ´Silas canta Serrinha´ notas 9,9 ? 9,9 ? 9,8 ? 10 (enredo) e 9,9 ? 9,8 ? 9,9 ? 10 (samba-enredo). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o título do enredo da Portela para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-06-04 20:15:18
Já fiz a devida autocrítica por ter considerado ´broadwayados´ os enredos criados e desenvolvidos vitoriosamente pelo carnavalesco Paulo Barros em 2010/2/4 nos títulos conquistados pela Unidos da Tijuca. Sem ´idolatrá-lo´, reafirmo foi espetacular o desfile oficial realizado pela Portela em 2016. Conforme prometeu o próprio carnavalesco o desfile teve a cara da agremiação, provando que o casamento deu enredo, samba-enredo isto é deu certo. Embora o merecidamente apoiado e inconteste presidente, líder e comandante Marcos Falcon tenha sido um dos artífices da contratação do carnavalesco, não me agradou o ´conformismo´ ante as absurdas justificativas usadas pelos suspeitos julgadores da LIESA, notadamente a citada nesta notícia, para tirarem o 22º título de campeã da Portela. Para agravar, Falcon na premiação de melhor desfile 2016 conferida pelo site SRZD-Carnaval, afirmou na presença do mesmo, que as gestões do presidente da LIESA, Jorge Castanheira, são ´exemplos´ (sic) para a sociedade. O fato é que me agradam mais as reações do carnavalesco ao ´roubo´ do título de campeã 2016 da Portela praticado pelos suspeitos julgadores da caixa-preta LIESA. Eu espero que o carnavalesco junto com a direção e a comissão de carnaval da Portela redijam sinopse, criem e desenvolvam tema no enredo ´Foi um Rio que passou em minha vida e o meu coração se deixou levar´ que propicie à ala de compositores nota 10 criar obras musicais ensejadoras para um ´hino´ oficial 2017 tirando onda e zoando o ´roubo´ do título de campeã 2016 da agremiação. Haja vista, o samba-enredo 1985 na 4ª colocação da Portela citado pelo leitor e parceiro no site Carnavalesco, Wilson Borges, principalmente o do título de campeã 1980 intitulado ´Hoje tem marmelada?´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Confira a sinopse do enredo de 2017 de Gato de Bonsucesso
Postado: 2016-06-04 11:30:24
Apesar de rebaixada para a 6ª divisão Série E do Carnaval Carioca em 2016, a escola de samba Gato de Bonsucesso (GB) quer subir novamente e voltar à 4ª divisão Série C onde desfilou em 2005 conquistando a 6ª colocação, a melhor de sua História. Na oportunidade, o enredo apresentado pela GB foi ´Rio a mais maravilhosa das cidades´ de criação e desenvolvimento da Comissão constituída pelos carnavalescos Sérgio Marcelo, Carlos Gomes da Costa, Roseni Lima e Rafael Oliveira. Para tanto, a direção da GB divulgou a sinopse do enredo ´A opereta de um boi em festa´ com o qual a agremiação se apresentará na Estrada Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho, a chamada Passarela Popular em 2017. A sinopse tem a qualidade da concisão e da chamada objetividade e precisão sobre o tema expresso pelo título, tendo sido redigida pelo carnavalesco Marcos Salles. Que é estreante na agremiação e obviamente quem criou o tema e a logomarca do enredo, além de ser o responsável pelo desenvolvimento do mesmo. Assim, o enredo & tema ´A opereta de um boi em festa´ deverá propiciar bom samba-enredo. Em 2016 na 13ª e penúltima colocação conquistada pela GB, o enredo & tema foi ´Catcherê-Doimã, lendas e festas Mãndubi´ do carnavalesco Guilherme Estevão. As notas do quesito enredo foram 9,2 ? 9,7 ? 9,7 e 9,8. Já as notas do quesito samba-enredo foram 9,8 ? 9,7 ? 9,8 e 9,8. Por último, a escola de samba Gato de Bonsucesso é sediada na comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré na zona norte e suburbana do Rio, foi fundada em 16/02/1999, suas cores oficiais são azul-branco e sua agremiação-madrinha é a Portela. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: São Clemente: 'Onisuáquimalipanse', uma crítica à política atual?
Postado: 2016-06-03 11:47:19
É trivial a sinopse do enredo ´Onisuáquimalipanse´ redigida pela carnavalesca Rosa Magalhães que criou e desenvolverá o tema dessa expressão da Língua Francesa cujo significado é: Envergonhe-se quem pensar mal disso. É esse o enredo com o qual a São Clemente (SC) irá se apresentar na 1ª divisão Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca 2017. Na estreia da carnavalesca em 2015 a SC ficou na 8ª colocação. O enredo foi ´A incrível História do homem que só tinha medo da Matinta Perera, da Tocandira e da Onça Pé de Boi´ cujo tema homenageou folcloricamente o carnavalesco dos carnavalescos, o assumido marxista-leninista isto é o revolucionário Fernando Pamplona (1926 a 2013). As notas dadas pelos julgadores da LIESA foram a descartada 9,8 mais três 10 (enredo) e uma descartada 9,8 mais outra além de duas 9,9 (samba-enredo). Já em 2016 sob o enredo ´Mais de mil palhaços no salão´ as notas foram a descartada 9,7 mais dois 10 e 9,8. E para o samba-enredo as notas foram a descartada 9,7 mais três 9,8. É preciso aguardar a safra de sambas concorrentes e a escolha do ´hino´ oficial 2017 da SC sob o enredo ´Onisuáquimalipanse´. Só assim será possível vislumbrar o objetivo de colocação da SC na 1ª divisão GE. Embora a vitoriosa carnavalesca Rosa Magalhães seja ´idolatrada´, desde que voltou à 1ª divisão GE no atípico Carnaval 2011 a SC ficou na 9ª e última colocação, na 11ª e penúltima em 2012, na 10ª e antepenúltima em 2013, na 11ª e penúltima em 2014. De 2011 pra cá a SC ou ficou nas últimas colocações e ameaçada de rebaixamento ou fora do desfile das campeãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: 'A nossa história é pautada no amor pela dança', diz Selminha Sorriso
Postado: 2016-06-02 18:18:13
Comentarei não esta, mas a notícia do site Carnavalesco intitulada: ´Beija Flor luta por enredo patrocinado. Comissão de Carnaval quer desenvolver ´Iracema´. Em 2015 o presidente de ´honra´ da Beija Flor (BF) o não-sambista verdadeiro e torcedor da Mangueira, Anísio se equivocou duas vezes. Primeiro, ele tentou e não conseguiu comprometer a ótima presidenta salgueirense, Regina Celi Fernandes, propondo apoiá-la enquanto candidata à presidência da LIESA contra Jorge Castanheira. Este que ainda não se decidira concorrer a mais uma reeleição o fez. Castanheira ao se reeleger pôs na presidência do Conselho Fiscal da LIESA a presidenta salgueirense e contra golpeou enfraquecendo o poder de Anísio no extinto Conselho ´Superior´ (CS) tornado Conselho de Grandes ´Beneméritos´ (CGB) no qual o próprio Castanheira virou membro vitalício. Sentindo o golpe, Anísio fingiu ´renunciar´ ao extinto CS, mas, não ao CGB. Em 2016 a BF quase ficou fora do desfile das campeãs, na 5ª colocação. Então a mando de Anísio, o diretor da BF, mestre Laíla, denunciou a existência de manipulação de resultados nos desfiles. O que está rolando na Polícia e na Fazenda Judiciária, embora não se saiba a quantas anda. Uma vez que a qualidade e o ineditismo do tema do poema ´Iracema´ de José de Alencar somente será exequível enquanto enredo autoral consequentemente não-patrocinado, Anísio está no mato sem cachorro. Apesar da força comunidade e do chão da Escola liderada pela Comissão de Carnaval comandada por mestre Laíla, não pode mais bater no peito e dizer: ´A coirmã que tiver a pretensão de conquistar o título de campeã terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império Serrano anuncia enredo para 2017
Postado: 2016-06-02 16:32:19
Embora tenha as mesmas cores oficiais verde-branco da madrinha Império da Tijuca igualmente na 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca, a direção do Império Serrano (IS) apesar de ter caído da 3ª colocação em 2015 para a 4ª em 2016, espelha-se na coirmã verde-rosa da 1ª divisão Grupo Especial (GE), Estação Primeira de Mangueira (EPM). Esta, depois de ter ficado fora do desfile das campeãs de 2012 a 2015, em 2016 fez a façanha de se sagrar campeã, a despeito do desfile apresentado ter sido apoteótico, competitivo e emocionante. Porém, merecedor de no máximo ser vice. Não por outra razão, no dia do anúncio do enredo 2017 da IS intitulado ´Meu quintal é maior do que o mundo´ do jovem e promissor carnavalesco Marcus Ferreira (MF), quem foi à quadra da agremiação imperiana de Madureira foi o jovem, prepotente e supervalorizado carnavalesco Leandro Vieira. O qual se arrisca devido a pretensão de desenvolver ao mesmo tempo o carnaval 2017 no RJ da campeã EPM e o da Mocidade Alegre em SP. Apenas carnavalescos cascudos têm sido bem sucedidos nessa pretensão. Ou seja, quando a direção da IS e o jovem carnavalesco MF falam em ´dar uma repaginada na parte plástica´ isto é nos quesitos Fantasias e Alegorias & Adereços além do citado Enredo 2017, quer dizer que pretendem repetir a façanha 2016 da EPM. Isto é, a direção da IS e o jovem carnavalesco MF têm a pretensão de conquistar o título de campeã 2017 da 2ª divisão Série A. Aguardemos a sinopse, a safra de sambas concorrentes e a escolha do ´hino´ oficial, para vislumbrarmos a pretensão da IS de repetir tal façanha. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 do Salgueiro
Postado: 2016-05-31 12:07:52
Conforme era esperada é ótima esta sinopse, parceria do departamento Cultural do Salgueiro com o casal de carnavalescos Renato e Márcia Lage. A sinopse faz belíssima correlação carnavalizada entre as obras do italiano Dante Alighieri e a do brasileiro João do Rio. São patéticos os fanáticos-pentecostais salgueirenses, que no site Carnavalesco, afirmam que o desfile oficial a ser apresentado em 2017 pela agremiação tem cara de ´campeão´ (sic). Ao longo dos três mandatos consecutivos da ótima presidenta Regina Celi Fernandes, o Salgueiro a despeito de ter-se sagrado campeão logo no ano de estreia dela na presidência em 2009, tem se caracterizado por apresentar desfiles apoteóticos, competitivos e emocionantes. Porém, tem ´atravessado o samba´, isto é, tem se atrapalhado e perdido o gol na hora do desfile oficial. De 2009 pra cá a agremiação acabou vice-campeã em 2012, 2014 e 2015 a ponto do vitorioso carnavalesco Renato Lage ter afirmado: ´Fiquei enojado devido as ´campeãs´ terem apresentado desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público´. Já a presidenta Regina Celi Fernandes nada disse, foi passiva, mesmo discriminada e relegada à mera suplente do Conselho Fiscal (CF) da LIESA de 2010 a 2015. Nesse ano, ela deu uma pelegada trocando seu apoio e voto à continuísta reeleição para o 4º mandato não-consecutivo do presidente da LIESA, Jorge Castanheira, pela função de presidenta do CF. Agora em 2016 ela mostra a cara lançando sua pré-candidatura à vereadora carioca pelo maior partido político da burguesia no Brasil (PMDB). Todo apoio (e voto) ao pré-candidato pelo PSOL o professor, poeta, da comunidade e adepto de nosso mundo do samba, Felipe Araújo! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: com chapa única, Marcos Falcon é eleito presidente
Postado: 2016-05-30 11:36:30
Apesar de ter ocorrido através da chapa única Portela Verdade, foi democrático o pleito que elegeu para o triênio 2016/2019, Marcos Falcon presidente e Luiz Carlos Magalhães vice. Ambos são frutos do movimento Muda Portela iniciado em 2010/1. O estatuto da Portela precisa ser atualizado à modernidade de sócio torcedor, para tornar o atual pleito indireto, eleição direta. Em 2004 e 2013 dois candidaturas presidenciais concorreram e representaram a pluralidade de ideias inerente às instituições privadas de interesse público-comunitário conforme são as escolas de samba. O pleito de 2004 foi o da ruptura com a equivocada ideia de que as agremiações não podem prescindir do comando de não-sambistas verdadeiros os contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades. O próprio e merecido patrono in memória da Portela, Natal (1905 a 1975) foi trabalhador da Central do Brasil, um sambista-verdadeiro que migrou para a contravenção penal. Assim, o pleito de 2004 foi disputado por dois candidatos a presidente. Pela situação, Marcos Aurélio Fernandes que era assessor do então presidente o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. E pela oposição representando a ruptura, Nilo Mendes Figueiredo, que venceu a eleição e se reelegeu duas vezes através de chapa única. Cujos nada-saudosos três mandatos consecutivos não conquistou sequer um título, deixando em meio aos escombros dívidas de 16 milhões, já reduzida para menos de dois milhões pela gestão do trio Serginho Procópio, Falcon e mestre Monarco. Por fim, embora os dois ainda sejam associados de nossa amada agremiação, oponho-me aos fatos de Carlinhos Maracanã ser membro vitalício do famigerado Conselho de Grandes ´Beneméritos´ e Marcos Aurélio Fernandes ´representante´ da Portela na LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Laíla recebe honraria máxima da Câmara Municipal de Belford Roxo
Postado: 2016-05-27 16:21:44
É justa esta honraria sob a forma de medalha de mérito agraciando o diretor geral de Carnaval e Harmonia da escola de samba Beija Flor (BF) que é de Nilópolis, mestre Laíla, por seu curto trabalho profissional de consultor prestado à vizinha & coirmã da BF, a Inocentes de Belford Roxo. Na oportunidade, o trabalho do mestre nem foi bem sucedido, pois, a Inocentes que fôra ioiô na 1ª divisão Grupo Especial no Carnaval Carioca 2013, acabou na 10ª colocação na 2ª divisão Série A em 2014. O fato é que conforme ensinou o genial marxista Trotsky (1879 a 1940) no livro Literatura e Revolução: ´Não é com o politicamente correto, mas sim produzir obras de excelência na qualidade pra entrar na História ajudando ou não a transformá-la, o compromisso dos poetas e artistas inclusos atletas esportivos e sambistas´. Em outras palavras, tem razão mestre Laíla em seu discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal de Belford Roxo, excetuando a parte erroneamente atribuída como suposto mérito da família do presidente de ´honra´ da BF enquanto a mais vitoriosa da era sambódromo ou a Deusa da Passarela. Afinal, é público e notório, o mérito da BF ser o que é da comunidade nilopolitana incluso o próprio mestre Laíla. Não do aludido presidente de ´honra´ o qual não é sambista-verdadeiro. Mas, sim contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades que explora e oprime a comunidade, da qual aufere lucros bilionários. Que estão escondidos atrás do ´marketing´ das conquistas de títulos da BF. A qual nem é a agremiação dele do coração, porque é torcedor da Estação Primeira de Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: Viradouro aposta em bom samba e busca parceiros para desenvolver temática infantil
Postado: 2016-05-26 18:20:28
Parece sem ´rumo´ a estratégia da direção da escola de samba Unidos do Viradouro objetivando voltar para a 1ª divisão Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca. Uma das três agremiações sediadas em Niterói, as outras são a Cubango e a Sossego, na 2ª divisão Série A, a Viradouro chegou a ser campeã na 1ª divisão GE em 1997, enredo ´Trevas! Luz! A explosão do universo´ do genial e vitoriosíssimo carnavalesco Joãosinho Trinta. Porém, foi rebaixada duas vezes. A 1ª em 2010 enredo `México, o paraíso das cores, sob o signo do sol´ dos promissores carnavalescos Edson Pereira e Junior Schall e em 2015 enredo ´Nas veias do Brasil, é a Viradouro em um dia de graça´ do jovem carnavalesco João Vitor Araújo. Desde 2011 na presidência da Viradouro, o compositor-bamba Gusttavo Clarão tem mudado radicalmente estratégicos quadros profissionais como o de carnavalesco. Em meio a isso foi divulgada a sinopse do enredo 2017: ´E todo menino é um rei´ criado e que será desenvolvido pelo jovem carnavalesco egresso do Carnaval Paulistano, Jorge Luiz Silveira. O tema do enredo é baseado no samba ´Todo menino é um rei´ de coautoria dos compositores Nelson Rufino e Zé Luiz, imortalizado pela voz do saudoso cantor e compositor bamba Roberto Ribeiro (1940 a 1996). Ou seja, apesar dos rebaixamentos em 2010 e em 2015 terem ocorridos com carnavalescos jovens e promissores, a direção viradourense aposta em outro para o Carnaval 2017. Aguardemos a safra de sambas concorrentes e a escolha do ´hino´ oficial, pra saber a perspectiva da 3ª colocada em 2016 na 2ª divisão Série A onde somente a campeã ascende à 1ª divisão GE. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videorreportagem do SRZD: entenda o enredo de 2017 do Salgueiro
Postado: 2016-05-25 15:01:42
Não se deve ´idolatrar´ como ocorreu em ´comentários´ no site Carnavalesco, mas sim fazer jus à presidenta salgueirense no 3º mandato consecutivo, Regina Celi Fernandes, em relação ao já esclarecido tema do enredo 2017. Ela é o 16º presidente, a 2ª mulher a exercer esse cargo. A 1ª foi Elisabeth Nunes, de 1986 a 1988. Em cujo mandato, através da 6ª colocação em 1986, 5ª em 1987 e 4ª em 1988, o Salgueiro se manteve no desfile das campeãs. Já a atual presidenta salgueirense foi campeã logo em 2009, ano de estreia de seus mandatos. O que foi uma façanha, porque impediu o 3º tri na História da Beija Flor a mais vitoriosa da era sambódromo. Isso, depois de ter sido vice-campeã em 2008 quando ainda era a 1ª dama, isto é, a mulher do então presidente salgueirense o contraventor penal do jogo de bicho Luiz Augusto Duran o Fu, a quem derrotou em duas eleições. Ela é boa gestora em termos capitalista, pois, as escolas de samba são instituições privadas do interesse público-comunitário. Por isso ela escolheu o autoral enredo 2017 do Salgueiro ´A Divina Comédia do Carnaval´ ao invés de um enredo patrocinado como o de 2013 ´Fama´ bancado a peso de ouro pela revista burguesa Caras. Na oportunidade o Salgueiro foi o 5º colocado. Esta colocação enquanto expectativa para 2017 prejudicaria a atual presidenta salgueirense, devido ela ser pré-candidata à vereadora carioca pelo maior partido da burguesia no Brasil (PMDB). Sugiro dar todo apoio e votar na pré-candidatura pelo PSOL do professor e poeta Felipe Araújo que é da comunidade, é marxista, trotskista e adepto do mundo do samba conforme sou. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Renato Lage, do Salgueiro: 'Ou o dinheiro ou o prestígio da escola', critica
Postado: 2016-05-24 17:06:59
Acertou a direção do Salgueiro esclarecendo o tema do seu enredo 2017 que foi criado pelo departamento cultural e pelo casal de carnavalescos, Renato Lage e Márcia Lávia Lage, os quais desenvolverão a carnavalização da épica e teológica obra do século XIV ´A Divina Comédia´ do poeta italiano Dante Alighieri. Nesse caso, o viés artístico-cultural e o fio condutor homenagearão três saudosos baluartes salgueirenses: O pai de todos, o carnavalesco dos carnavalescos, o revolucionário isto é o marxista-leninista Fernando Pamplona (1926 a 2013) tetracampeão pelo Salgueiro em 1960/5/9 e 1971. Já o vitoriosíssimo Arlindo Rodrigues (1931 a 1987) foi penta campeão pelo Salgueiro em 1960/3/5/9 e 1971, bi campeão pela Imperatriz em 1980/1 e campeão pela Mocidade Independente em 1979. Por sua vez, o genial Joãosinho Trinta (1933 a 2011) foi bicampeão pelo Salgueiro em 1974/5, pentacampeão pela Beija Flor em 1976/7/8, 1980/3, campeão pela Viradouro em 1997 e tricampeão em grupos de acesso pela Rocinha em 1989/90/1. Aguardemos a sinopse, a safra de sambas concorrentes consequentemente o próprio samba-enredo oficial 2017 que será escolhido na apelidada copa do samba do Salgueiro. No vice em 2014 enredo ´Gaia, a vida em nossas mãos´ as notas obtidas foram quatro unânimes 10 (enredo), a descartada 9,7 mais 9,9 e dois 9,8 (samba-enredo). Já no vice em 2015 enredo ´Do fundo quintal, saberes e sabores na Sapucaí´ as notas foram 10, mais três 9,9 sendo uma descartada (enredo) e três 10 válidas e a descartada 9,9 (samba-enredo). Por sua vez, na 4ª colocação em 2016 com o enredo ´A ópera dos malandros´ o Salgueiro obteve quatro unânimes notas 10 tanto em enredo quanto em samba-enredo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo da Unidos de Padre Miguel para 2017
Postado: 2016-05-24 09:36:37
Bateu na trave duas vezes o propósito da bi vice-campeã 2015 e 2016 a Unidos de Padre Miguel (UPM) de voltar à 1ª divisão do Carnaval Carioca, o Grupo Especial erroneamente chamado de ´elite´. A última vez ocorreu em 1972, então grupo 1, quando a UPM foi a 12ª colocada com o enredo ´Madureira, seu Samba, sua História´. Por isso, objetivando o tão sonhado título de campeã 2017 da 2ª divisão do Carnaval Carioca Série A, a direção da UPM divulgou a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ criado e que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira, o qual se encontra na agremiação desde 2013. O tema desse enredo, ou seja, o poder da cura através das ervas e plantas é considerado afro. Haja vista, o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé, que deu o título de campeã 2008 à Inocentes de Belford Roxo, na 3ª divisão do Carnaval Carioca o então grupo B. Assim, embora o tema de ambos enredos seja o mesmo, título mais viés artístico-cultural e fio condutor são diferentes. Ademais, o próprio regulamento oficial das ligas das escolas de samba define o quesito enredo como o desenvolvimento de tema, conceito ou ideia na qual é obrigatório que haja equilíbrio da concepção até a realização, que é a apresentação do desfile carnavalesco em si. Aguarda-se a safra de sambas concorrentes e a consequente escolha do ´hino´ oficial 2017 da UPM. Em 2015 a agremiação obteve quatro unânimes notas 10 em enredo e em samba-enredo. Já em 2016 foram três notas 10 válidas e uma descartada nota 9,9. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça a sinopse do enredo de 2017 da Grande Rio
Postado: 2016-05-20 16:29:35
Considero equivocados alguns ´comentários´ postados no site Carnavalesco idolatrando a homenageada cantora, e os de falsos advogados da redação do texto ante a injustificável questão supostamente geofilosófica de englobar como zona oeste carioca (sic) o comunitário bairro Rio das Pedras, o da zona norte São Cristóvão e o município da Baixada Fluminense, Caxias, devido ao estigma ´alto índice de nordestinos´(sic). Como agravante é patético considerar o gênero musical estadunidense, funk, enquanto ritmo carioca (sic). Música clássica ou erudita e popular assim como arte como um todo têm significado universal. Ao se respeitar as peculiaridades continentais, nacionais ou locais da arte (da cultura e da História que é História da luta de classes) é intrínseco levar isso em conta. A sinopse do enredo em questão está à altura da filosofia político-administrativa do patrono não-sambista verdadeiro da respeitabilíssima escola de samba Grande Rio, Jaider Soares. Neste caso tal filosofia é a de adesão ao modismo de homenagear artistas famosos e bem sucedidos em grana-preta. A despeito de que Ivete Sangalo seja boa cantora, sem passar disto, além de ter História e contar com sucessos em seu repertório de Música Popular Brasileira; os quais podem sim dar bom enredo e samba. Tendo 28 anos incompletos, foi fundada em 22/09/1988, a afilhada salgueirense Grande Rio almeja voltar em 2017 ao desfile das campeãs. Do qual saiu em 2016 devido ter ficado merecidamente na 7ª colocação. Vice-campeã em 2006/7/10, a agremiação desde 2003 vinha voltando no desfile das campeãs, nem sempre com méritos. Esclarecendo, embora seja comunitária e respeitabilíssima, a Grande Rio sofre a pecha de ser ´agremiação de artistas & famosos das novelas de tevê´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2017 da Mocidade Independente de Padre Miguel
Postado: 2016-05-19 17:52:57
É bem redigida a sinopse deste bem concebido enredo que foi criado e será desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira para a Mocidade Independente (MI) no Carnaval 2017. O enredo é patrocinado e tema, viés artístico-cultural e fio condutor enfocam o Marrocos. País rico do chamado 3º mundo, no noroeste da África, governado por rei e com fronteira marítima com a Espanha, na Europa chamada de 1° mundo. É radical mudança de filosofia de enredo por parte de quem manda na MI, o presidente de ´honra´ o não-sambista verdadeiro Rogério de Andrade. Tudo, para voltar a brigar por uma honrosa vaga no desfile das campeãs. A MI não conquista essa vaga desde 2003 quando foi a 5ª colocada através do enredo notas 10 unânimes ?Para sempre no seu coração. Carnaval da doação? do carnavalesco atualmente na Estácio, Chico Spinoza. Já sob o domínio do citado presidente de ´honra´ dois enredos autorais foram malsucedidos. Em 2015 o enredo ?Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só te restasse um dia?? do carnavalesco Paulo Barros obteve a descartada nota 9,8 e válidos três 10, porém a MI acabou fora das campeãs na 7ª colocação. Em 2016 foi pior a MI ficou na 10ª colocação através do enredo ?O Brasil de La Mancha: Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, sou Quixote cavaleiro, pixote brasileiro? dos carnavalescos Louzada e Pereira, cujas notas foram a descartada 9,9 e outras três válidas. Isso, em meio a uma alegoria supostamente ´politizada´ da Lava a Jato e Comissão de Frente tendo Lula e Dilma na cadeia presos por Dom Quixote. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Não ao golpe!', exclama Beth Carvalho após evento em sua homenagem
Postado: 2016-05-17 18:46:43
Representa o personagem no texto O Analfabeto Político do poeta austríaco Bertolt Brecht (10/02/1898 a 15/08/1956) esse patético ´comentário´ desse dublê de leitor & fake de adepto de nosso mundo do samba. Postei comentário semelhante em outros sites denunciando tal acovardado que se traveste de leitor aqui. Então, para zoá-lo a íntegra do citado texto do mencionado poeta: ´O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Monarco será homenageado pela Lins Imperial em 2017
Postado: 2016-05-17 16:35:52
A Lins Imperial divulgou o título e a logomarca do enredo que será desenvolvido pela Comissão integrada pelos carnavalescos Eduardo Minucci, Thiago Ribeiro e Flávio Mello, com o qual se apresentará na 4ª divisão Série C do Carnaval Carioca 2017: ´O monarca do Samba´. Nesse enredo, tema, viés artístico-cultural e fio condutor homenagearão o presidente de honra, baluarte e membro da Velha Guarda Show da Portela o compositor e cantor, mestre Monarco cujo nome completo é Hildmar Diniz. Que será homenageado pela 3ª vez. Antes, em 2005 na atual 3ª divisão Série B o então grupo B, a 10ª colocada a Unidos do Jacarezinho lhe dedicou o enredo ´Monarco, voz e memória do Samba, um passado de glória´ do carnavalesco Eduardo Minucci. Já em 2015 na 2ª divisão Série A, a 12ª colocada a União do Parque Curicica apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Menezes, o enredo: `Os três tenores... do Samba´ que homenageou os compositores-cantores Arlindo Cruz, Martinho da Vila e mestre Monarco. Registre-se que a logomarca do enredo 2017 da Lins Imperial retrata bem o prestígio do presidente de honra da Portela, mestre Monarco, no mundo do samba. A Unidos do Jacarezinho tem como cores oficiais verde, rosa e branco, foi fundada em 16/06/1966 e tem enquanto madrinha a Estação Primeira de Mangueira. A qual juntamente com sua afilhada Salgueiro são as madrinhas da Lins Imperial que foi fundada em 07/03/1963 e tem como cores oficiais verde e rosa. Já a União do Parque Curicica cujas cores oficiais são vermelho, azul e branco, foi fundada em 01/03/1993 e a madrinha é a Grande Rio. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Não ao golpe!', exclama Beth Carvalho após evento em sua homenagem
Postado: 2016-05-16 18:08:55
A cantora e sambista da Música Popular Brasileira (MPB), Beth Carvalho será enredo de escola de samba pela 3ª vez. ´Vou festejar... com Beth Carvalho, a madrinha do Samba´ é o título do enredo 2017 da Alegria da Zona Sul na 2ª divisão Série A do Carnaval Carioca. O tema e a logomarca foram criadas e a sinopse de tal enredo redigida pelo carnavalesco Marco Antônio Falleiros, que o desenvolverá. Foi ele quem desenvolveu o enredo 2016 ´Ogum´ que levou a agremiação à 10ª colocação. Em 2013 a cantora e sambista foi homenageada na 1ª divisão Grupo Especial do Carnaval Paulistano pela 11ª colocada Acadêmicos do Tatuapé com o enredo ´Beth Carvalho, a madrinha do Samba´ do carnavalesco Mauro Xuxa. E em 1984 na atual 3ª divisão Série B, então grupo 1B, no Carnaval Carioca pela campeã Unidos do Cabuçu através do enredo ´Beth Carvalho, a enamorada do Samba´ do carnavalesco Sidelson. Ela é considerada um baluarte da Estação Primeira de Mangueira pela qual sempre foi assumida adepta e componente, ainda que no Carnaval 2007 tenha sido barrada, impedida de desfilar sobre um carro alegórico. O que a levou ficar afastada até recentemente. Filha de pais perseguidos pela ditadura militar (1964 a 1985) ela é engajada em termos de militância política inclusa a partidária, sendo filiada ao PDT do falecido ex-governador fluminense Brizola (1922 a 2004). Por isso, no evento de apresentação da homenagem que lhe será feita pela escola de samba Alegria da Zona Sul, neste domingo, 15/05/2016, ela fez questão de declarar que considera um golpe o impeachment da presidenta da República que ajudou a eleger e reeleger. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Tuiuti: 'O enredo não tem enfoque político', explica Jack Vasconcelos ao SRZD
Postado: 2016-05-16 14:42:30
Equivoca-se o promissor carnavalesco Jack Vasconcelos quando declara não ter enfoque político (sic) o enredo ´Carnavaleidoscópio tropifágico´. Que ele criou, desenvolverá e a Tuiuti apresentará em 2017. No tema do enredo o viés e o fio condutor são o movimento artístico, cultural e musical Tropicalismo de 1967, em plena ditadura militar (1964 a 1985). Haja vista, o mais genial revolucionário seguidor do filósofo dos filósofos, Marx (1818 a 1883), Trotsky (1879 a 1940) no livro Literatura e Revolução ensinou: ´O compromisso dos poetas e artistas (inclusos atletas esportivo e sambistas) não é com o politicamente correto. Mas, sim produzi obras de excelência na qualidade, para entrar na História e ajudar a transformá-la´. Embora seja promissor, o carnavalesco enquanto artista-sambista não ajudou praticamente nada com tal declaração. A despeito de ter criado enredo da qualidade artístico-cultural como o em questão e de ter feito a correta pesquisa literária do tema, criado a logomarca e redigido a sinopse do mesmo, para no fim afirmar essa bobagem !?. Aguardemos a safra de sambas, o ´hino´ oficial 2017 da Tuiuti, para saber se a obra musical estará à altura do enredo em questão, depois de desenvolvido o tema, conceito ou ideia na qual tenha sido mantido equilíbrio a partir da concepção até o desfile oficial em si. Na última passagem da Tuiuti pela 1ª divisão o GE em 2001, a agremiação foi ioiô, 14ª (última) colocada, rebaixada. O enredo foi ´Um mouro no quilombo, isso a História registra´ do carnavalesco Paulo Menezes. as notas foram 9, 9 e 8,5 (enredo) e 9, 9 e 10 (samba-enredo) dos compositores Cesar Som Livre, Kleber Rodrigues, David Lima Cláudio Martins. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'O enredo é exclusivamente sobre marchinhas', explica carnavalesco da P. da Pedra
Postado: 2016-05-12 17:13:52
A agremiação são-gonçalense na 2ª divisão, Série A do Carnaval Carioca 2017, a Unidos do Porto da Pedra (UPP) fez festa 4ª feira, 11 de maio. Em meio as apresentações do novo mestre da bateria Ritmo Feroz, Pablo, e do ´casal´ mestre-sala & porta-bandeira, Marlom Lamar e Lucinha Nobre, foi divulgada a sinopse do enredo: ´Ô abre-alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar ... seu coração´ cujo tema será desenvolvido pelo carnavalesco Jaime Cezário. Que é bom, apesar de ainda não ter conquistado título na 1ª divisão, grupo especial (GE) e ter desenvolvido em 2012 o patrocinado & malsucedido tema sobre iogurte no enredo: ´Da seiva materna ao equilíbrio da vida´ que rebaixou a UPP do GE para a Série A. O carnavalesco explicou que no tema 2017 o gênero da Música Popular Brasileira marchinhas, ou seja, as marchas-rancho com letra e melodia curtas serão exaltadas diretamente e homenageados indiretamente os autores. Em 2016 ele foi o carnavalesco que desenvolveu para a UPP na Série A o enredo ´Palhaço Carequinha, paixão e orgulho de São Gonçalo! Tá certo ou não tá?´ que obteve duas notas 10 mais 9,9 e 9,8 no quesito e duas notas 9,7 mais 9,8 e 9,9 em samba-enredo. A UPP está na Série A do Carnaval Carioca desde 2013. Foi fundada em 08/03/1978 tendo 38 anos. Dos quais passou pelo GE em 1996/7/8, 2000 e de 2002 a 2012. Por ocupar o cargo desde o final de 2012, exibe prepotência o pres. Fábio Montibelo quando diz que a UPP (que permanece comunitária, grandiosa e respeitabilíssima) é uma agremiação de GE. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'A opereta de um boi em festa' é o enredo de 2017 do Gato de Bonsucesso
Postado: 2016-05-10 18:12:18
A jovem (foi fundada em 16/02/1999) escola de samba Gato de Bonsucesso fez festa e apresentou a logomarca e um pequeno texto chamado de sinopse redigida sob a forma considerada como licença poética cujo título do enredo é: ´A opereta de um Boi em festa´. Com o qual, a agremiação que tem como cores oficiais azul-e-branco desfilará na 6ª divisão do Carnaval Carioca 2017 o grupo de acesso/Série E, que se realiza na Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. Tal enredo é de criação e será desenvolvido pelo jovem e estreante carnavalesco Marcos Salles que é formado em gestão de Carnaval e eventos, tendo como experiência oito anos como diretor de barracão na agremiação mirim da Mocidade Independente a Estrelinha da Mocidade na qual desde 2014 é o carnavalesco, exercendo atualmente também o cargo de chefe de atelier na Estácio, no Grupo Especial. A escola de samba Gato de Bonsucesso é afilhada portelense, tendo como comunidade-base a Nova Holanda, no Complexo da Maré. Em 2016 na 5ª divisão do Carnaval Carioca o grupo de acesso/Série D, a agremiação foi a penúltima (13ª) colocada e uma das três rebaixadas. A melhor colocação da curta História da agremiação, que como inúmeras surgiu de bloco, ocorreu em 2005 na 4ª divisão o grupo de acesso/Série C, quando foi a sexta colocada. Na oportunidade, o enredo apresentado foi ´Rio, a mais maravilhosa das cidades´ criado e desenvolvido pela Comissão integrada pelos carnavalescos Roseni Lima, Rafael, Sérgio Marcelo e Carlos Gomes da Costa. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Primeira edição do 'Troféu Sambista' agita a Zona Norte com entrega de 34 prêmios
Postado: 2016-05-08 12:39:51
Ao menos a 1ª divisão do Carnaval Carioca o Grupo Especial (GE) encontra-se sob suspeita de manipulação de resultado conforme denunciou o diretor da Beija Flor, mestre Laíla. Tal denúncia tramita na Fazenda Judiciária e na Polícia. O que deixa sob suspeita os resultados dos desfiles carnavalescos não somente do GE assim como das demais divisões, isto é da 2ª à 6ª, ou seja dos grupos de acessos/Séries A, B, C, D, E. Já as premiações feitas por órgãos da mídia especializada acaba expondo essa suspeita, porque quase nunca é a mesma dos resultados dos desfile carnavalescos oficiais das escolas de samba. É o caso da premiação feita pelo Jornal do Sambista. O qual, conforme praticamente toda mídia especializada, não premiou como melhor desfile do ano a escola de samba agraciada pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA como a campeã 2016 do GE do Carnaval Carioca. Cujo desfile apresentado de fato foi apoteótico, competitivo, emocionante porém merecedor de no máximo ser vice. A solução para isso passa pelas escolas de sambas passarem a praticar transparência total nos concursos-escolhas em quadra de seus sambas-enredo oficiais. Os quais, a partir da fase eliminatória até a final têm que ser encurtados e barateados. Na hora de anunciar as listas dos sambas concorrentes classificados consequentemente dos eliminados, não-vencedores mesmo do que se sagrar samba-enredo oficial na finalíssima, suas justificativas têm que ser imediatamente entregues à imprensa presente. O mesmo tem que passar a ocorrer na apuração dos resultados dos desfiles das escolas de samba. Ou seja, na hora da leitura das notas inclusas das notas 10, suas justificativas têm que ser entregues simultaneamente à imprensa. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Meu ciclo com a Mangueira terminou, mas não é um adeus. É, quem sabe, até breve'
Postado: 2016-05-07 13:06:59
O que comentarei poderá causar reações iradas de fanáticos pentecostais pela agremiação e ou/idólatra do presidente Chiquinho da Mangueira ´coincidentemente´ campeã 2016 logo no ano de estreia dele no clandestino Conselho de Grandes Beneméritos (CGB) da LIESA. Haja vista, no CGB são definidas a rebaixada e a campeã. Que apresentou desfile apoteótico, competitivo, emocionante e merecedor de no máximo ser vice. Tudo, para salvar e ajudar reeleger o mandato do presidente que é um blefe no comando da comunitária, tradicionalíssima e respeitabilíssima agremiação 2ª mais vitoriosa do Carnaval Carioca. A qual utiliza o marketing-caô ´a maior escola de samba do Planeta´, apesar de viver uma crise, não-disfarçada pela milionária dívida e pela escassa participação de sua comunidade-base no quadro de associados da agremiação. O que foi criticado pelos candidatos concorrentes de oposição durante a campanha da eleição do dia 24 de abril passado. O primeiro a perceber isso e a abandonar o barco da campeã 2016 foi o até então diretor de Carnaval, Junior Schall. O qual retornou à agremiação de Noel da qual era egresso, apesar da mesma também viver tempos difíceis representados por dívida milionária e risco de rebaixamento. Agora foi a vez do mestre-sala Raphael Rodrigues, desde 2010 na agremiação onde obteve notas 10 unânimes em 2015 e em 2016. O fato é que tanto esse mestre-sala quanto o ex-diretor de Carnaval da Estação Primeira de Mangueira, apesar de ambos não ser profissionais de cachês tão caros assim, decidiram deixar a agremiação pela qual acabaram de se tornarem campeões. Afinal perceberam que a milionária dívida não permitiria que seus contratos fossem renovados à altura de seus valores profissionais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo da Viradouro para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-05-06 16:51:33
Já foi um espanto quando a direção de uma das três escolas de samba niteroienses na 2ª divisão do Carnaval Carioca 2017 o grupo de acesso/Série A, a Viradouro anunciou recentemente que contratou o jovem e promissor carnavalesco da Dragões da Real no Carnaval Paulistano, Jorge Silveira. Agora que o carnavalesco anunciou como título do enredo ´E todo menino é um rei´ e fala sobre tema, viés artístico-cultural e fio condutor desse enredo fica claro que sua contratação representa uma sectária mudança de filosofia por parte da direção da Viradouro. Haja vista, o jovem e promissor carnavalesco Jorge Silveira sucede ninguém menos que o único carnavalesco-membro da Academia Brasileira de Belas Artes o vitoriosíssimo mago das cores Max Lopes. O qual, em meio as injustas críticas que sofre como ´excessivamente tradicionalista, desatualizado´ não foi bem em seus dois trabalhos mais recentes. A 11ª e penúltima colocação na agremiação de Noel em 2015 no Grupo Especial e a 3ª colocação na 2ª divisão o grupo de acesso/Série A em 2016 na própria Viradouro. Eu não vejo a coisa dessa forma. O fato é que está na moda opor a filosofia de desfile dito moderno a de desfile dito tradicional, apostando-se em carnavalesco jovem e promissor suposta, exagerada e precipitadamente considerado ´grande talento dos últimos 10 anos´ conforme o carnavalesco da campeã 2016 no GE que apresentou desfile de fato apoteótico, competitivo, emocionante e praticamente sem as cores oficiais da agremiação. Agravado por ser ter sido merecedor de no máximo vice. É bom aguardar pelo menos o desfile 2017 assim como parece também ser o caso em relação ao trabalho do carnavalesco Jorge Silveira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Inocentes festeja sinopse e dá mais um passo para o Carnaval de 2017
Postado: 2016-05-03 16:31:05
Depois que conquistou o polêmico título de campeã 2012 na espécie de 2ª divisão do Carnaval Carioca o grupo de acesso/Série A, a escola de samba Inocentes de Belford Roxo em 2013 foi agremiação-ioiô no Grupo Especial. Ou seja, tendo ficado na última, 12ª colocação, retornou ao citado grupo de acesso onde foi 10ª colocada (2014), 8ª (2015) e 9ª (2016). Assim, para o Carnaval 2017 a agremiação divulgou o que é chamado de a sinopse do enredo ´Os vilões, o verso do inverso´. Na realidade, acredita-se que seja a apresentação do tema, viés artístico-cultural e fio condutor concebidos os quais vão ser criados e desenvolvidos pelo carnavalesco Wagner Gonçalves. Segundo o qual, tal enredo é uma ficção, uma fábula que objetiva representar um samba através de uma licença poética significativa de sátira social e política ao que ocorre atualmente no Brasil. Será o primeiro trabalho nesse satírico gênero de enredo que será desenvolvido pelo carnavalesco na Inocentes. Os anteriores ´Corumbá, ópera Tupy Guaicuru´ (2012) e ´O triunfo da América, o canto lírico de Joaquina Lapinha´(2014) ambos no grupo de acesso/Série A e ´As sete confluências do Rio Han, 50 anos de imigração da Coreia do Sul no Brasil´(2013) no Grupo Especial, não foram desse ficcional, satírico e abstrato gênero de enredo. Em 2015 ´Nelson Sargento, samba inocente pé no chão´ e em 2016 ´Cacá Diegues, retratos de um Brasil em cena´ foram criados e desenvolvidos pelos carnavalescos Walter Guilherme e Márcio Puluker. Aguarda-se a sinopse propriamente dita do enredo ´Os vilões, o verso do inverso´ para que possam ser vislumbradas as qualidades do mesmo e do quesito samba-enredo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: Com a presença do filho de Gonzaguinha, Estácio divulga título e sinopse do enredo
Postado: 2016-05-03 11:42:37
Conforme era esperado, é boa a sinopse deste enredo, com o qual a escola de samba Estácio se apresentará no grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2017. Cujo tema, viés artístico-cultural e fio condutor homenageará o saudoso cantor e compositor Luiz Gonzaga Junior o Gonzaguinha (1945 a 1991) nascido na citada comunidade-base da agremiação, o Morro São Carlos. Tendo contado com a colaboração de um dos filhos do homenageado, Daniel Gonzaga, a pesquisa e a redação da sinopse são dos carnavalescos que criaram o enredo e o desenvolverão, Chico Spinoza e Tarcísio Zanon. Este, conforme ensinou o marxista Trotsky no livro Literatura e Revolução ´tem compromisso, não com o politicamente correto, mas sim produzir obra de excelência na qualidade, para entrar na História e ajudar ou não a transformá-la´. Ou seja, o carnavalesco Zanon redigiu uma boa sinopse, porém se equivocou quando afirmou que as atemporais canções do homenageado também refletiriam o atual momento político do Brasil. É impossível saber qual seria a posição política de Gonzaguinha caso fosse vivo, uma vez que ele enquanto um dos fundadores do PT, dele divergiu, por exemplo, em 1984 quando corretamente esse atual degenerado partido de trabalhadores decidiu não votar no espúrio Colégio Eleitoral. Não dá para saber se Gonzaguinha fosse vivo, se ele estaria apoiando os governos de aliança com partidos da burguesia comandados pelo PT a partir de 2003. Sobretudo, se Gonzaguinha estaria defendendo agora: Abaixo o impeachment! Fora Temer, Cunha e Aécio! Pela Assembleia Popular Nacional Constituinte! Pelo Governo dos Trabalhadores! Por último, o carnavalesco Zanon acerta quando considera injusta a última colocação e o consequente rebaixamento da Estácio em 2016. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Sossego: 'A ficha ainda não caiu. A emoção é grande', conta Zezé Motta ao SRZD
Postado: 2016-05-02 17:39:51
Comentarei crítica, propositiva e diferentemente do que ocorre na mídia burguesa mesmo na especializada como este site. A atriz e cantora Zezé Motta em 1989 na atual 3ª divisão o grupo de acesso/Série B, então grupo 2, foi homenageada pela Arrastão de Cascadura no enredo ´Zezé, um canto de amor e ´raça´(sic)´ do carnavalesco Joãosinho de Deus. Tal enredo foi concebido e desenvolvido sob a ótica do equivocado racialismo, que é a ideologia fundamentalista não-comprovada cientificamente da existência de ´raças´ humanas. Apesar disso, o samba-enredo de coautoria dos compositores Jaci Inspiração mais Amauri, Netinho e Bebeto Arrastão obteve nota 10 e acabou agraciado pelo Estandarte de Ouro como o melhor do ano no grupo, levando a agremiação à 8ª colocação, sem evitar que fosse rebaixada. Já na sinopse do enredo ´Zezé Motta, a deusa de ébano´ pesquisa, texto e redação são de Júlio Cesar Farias e o desenvolvimento do enredo está a cargo do carnavalesco Márcio Puluker. A própria atriz e cantora foi quem sugeriu o título do enredo à Sossego para apresentá-lo na 2ª divisão do Carnaval Carioca 2017 o grupo de acesso/Série A. Uma vez que Zezé Motta é adepta do movimento negro racialista, a sinopse acabou redigida de forma narrativa e a chamada licença poética ora ocorre na 1ª pessoa do singular como se fosse ela falando, ora como se fosse o pesquisador. Recém chegada à Série A, onde a disputa é acirradíssima e a última colocada é rebaixada, será um risco a Sossego apresentar desfile com enredo assim. Haja vista, o que o filósofo dos filósofos, Marx, ensinou: `A História se repete como farsa, tragédia ou ambas´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: 'Enredo sobre Iracema é possibilidade forte dentro da escola', revela Laíla
Postado: 2016-05-02 10:52:03
Rogério, somente um acovardado nilopolitano fanático pentecostal como você, para, não se dignar de citar o meu nome. Porém, fazer essa torpe provocação desrespeitando a madrinha da agremiação da qual você é um envergonhador, pois, não consegue argumentar nada enquanto falso ´advogado´ de defesa. Por isso, sem me cansar, serei repetitivo zoando-o duas vezes. Primeiro, do poeta austríaco Bertolt Brecht, o texto O Analfabeto Político: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. Rsrsrsrsrs... Segundo, de autoria do saudoso sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a obra musical intitulada Não É Bem Assim: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império da Tijuca: leia a sinopse do enredo do Carnaval 2017
Postado: 2016-05-01 16:18:48
Tendo a expressão educativa em sua denominação, a escola de samba Império da Tijuca divulgou a sinopse do enredo ´O último dos profetas´ com o qual se apresentará no grupo de acesso/Série A, espécie de 2ª divisão do Carnaval Carioca 2017. Quem pesquisou o tema, redigiu a sinopse, criou e desenvolverá esse enredo foi o carnavalesco Junior Pernambucano, no cargo desde 2013. É bíblico o viés artístico-cultural e o fio condutor do tema desse enredo à medida que se refere ao personagem judaico da História cristã São João Batista, sincretizado na Umbanda pelo orixá da justiça no Candomblé, Xangô. Localizada na comunidade-base Morro da Formiga no bairro da zona norte carioca Tijuca e tida como o 1º império, a Império da Tijuca é assim considerada em função de ter sido fundada em 08/12/1940. Ao passo que a igualmente tradicional e também nas cores oficiais verde-branco a sua afilhada Império Serrano é situada na comunidade-base Morro da Serrinha no bairro suburbano Madureira e foi fundada em 23/03/1947. A afilhada Império Serrano conquistou nove títulos de campeã no Grupo Especial (GE), a espécie de 1ª divisão do Carnaval Carioca erroneamente chamado de ´elite´ e se encontra no grupo de acesso/Série A desde 2010. Já a madrinha Império da Tijuca não chegou a conquistar título de campeã no GE onde sua mais recente passagem ocorreu em 2014 quando apresentou o enredo afro ´Batuk´ que lhe propiciou apoteótico, competitivo e belo desfile, injustiçado pelo ´suspeito´ quadro de julgadores da caixa-preta LIESA com a última (12ª) colocação. Por isso a Império da Tijuca quer conquistar o título de campeã em 2017, para ascender ao GE em 2018. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Zezé Motta confirma presença em festividade na Sossego
Postado: 2016-04-30 19:30:04
A escola de samba niteroiense Acadêmicos do Sossego definiu o enredo cujo título será: ´Zezé Motta, a deusa de ébano´. Com o qual a agremiação debutará no grupo de acesso/Série A, espécie de 2ª divisão do Carnaval Carioca 2017 cujos desfiles são realizados na passarela do sambódromo Professor Darcy Ribeiro, no centro da cidade. A criação e o desenvolvimento desse enredo está a cargo do carnavalesco Márcio Puluker, egresso da 9ª colocada em 2016 a Inocentes de Belford Roxo onde desenvolveu o enredo-homenagem ao cineasta ´Cacá Diegues, retratos de um Brasil em cena´. Já a Sossego conquistou o título de campeã 2016 grupo de acesso/Série B, espécie de 3ª divisão que se realiza na passarela da Intendente Magalhães, bairro suburbano Campinho. Conforme se vê está em voga apresentar enredos carnavalescos homenageando artistas, notadamente famosos, não raro, bem sucedidos. Não é o caso desse enredo-homenagem à atriz e cantora Zezé Motta, por toda excelência de sua carreira artística-cultural e de militância no movimento negro. O fato é que os desfiles realizados na Intendente são considerados Carnaval Popular, ou seja, gratuitos. Já os realizados no sambódromo situado na Avenida Marquês de Sapucaí são glamorosos, globalizados e caros. Um show business, isto é, apelidado de o maior espetáculo da Terra. Ao qual nem que a vaca tussa governantes e ou políticos burgueses, sobretudo, impopulares, de direita e ou corruptos como os que lideram esse nefasto impeachment em curso não se atreverão a assistir: Fora Temer, Cunha e Aécio! Por uma Assembleia Popular Nacional Constituinte! Pelo governo dos trabalhadores, não os de coalizão com partidos da burguesia comandados desde 2003 por um degenerado partido dos trabalhadores! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Renato Russo seria belo enredo, mas a Ilha não chegou a cogitar', conta diretor de Carnaval
Postado: 2016-04-30 12:30:18
Fez bem a direção da União da Ilha ao descartar como enredo 2017 homenagear o saudoso compositor e cantor Renato Russo. Em meio ao modismo atual, seria prestar homenagem a um artista da Música Popular Brasileira (MPB) gênero rock cujas obras, embora valorosas, não têm a ver com o Carnaval e o mundo do samba. Em vida, o próprio Renato Russo enquanto ex-integrante da banda de rock Legião Urbana, assumiu ser fruto musical do chamado rock progressivo. O qual, a despeito de ter valor universal a essência artística-cultural pertence às Histórias dos povos de países do chamado primeiro mundo onde Carnaval e samba não têm tradição. Ante a crise econômica mundial chegada ao Brasil vítima de nefasto impeachment em curso: Fora Temer, Cunha e Aécio! P/Assembleia Popular Nacional Constituinte! P/Governo dos trabalhadores! Devido ao mundo do samba ter-se tornado um show business, a direção da União Ilha deverá se definir por um dos aludidos enredos patrocinados. Acredita-se por consequência disso ser pequena a chance do enredo 2017 da União da Ilha vir a ser autoral. A própria direção da agremiação insulana assume isso. A União da Ilha é uma escola de samba comunitária, tradicional e querida, considerada a segunda agremiação no coração do povo. Vide que sua melhor colocação na História ocorreu no Carnaval de 1980 quando se sagrou vice-campeã através do enredo (Bom, Bonito e Barato) criado e desenvolvido pelo carnavalesco Adalberto Sampaio. Tendo ficado na penúltima (11ª) colocação em 2016 através de um alegado enredo que não recebeu a grana prometida e sem voltar no desfile das campeãs desde 2014, a direção da União da Ilha almeja fazê-lo em 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Escola da Série C do Rio traz presidente do Salgueiro como enredo
Postado: 2016-04-29 15:29:25
Apesar de tema-homenagem assim atualmente ser moda, é bom o título do enredo 2017 da escola de samba do grupo de acesso/Série C a Arranco do Engenho de Dentro. O qual pode propiciar tanto bom enredo quanto samba. Haja vista, enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou ideia à medida que ocorra equilíbrio da concepção até a apresentação do desfile em si. Já os subquesitos letra e melodia são avaliados separadamente ante a forma poética e a qualidade rítmico-musical do enredo. Aguarda-se a sinopse e a safra de sambas concorrentes. Apesar de não ter logrado êxito em 2016 no grupo de acesso/Série B sendo a penúltima (15ª) colocada e uma das quatro rebaixadas, quando apresentou desenvolvido pelo próprio carnavalesco Júlio Cesar Farias o enredo ´Pelo Engenho de Dentro, de amores eu me Arranco´. Nessa dupla homenagem a ótima presidenta salgueirense não pode vir a receber o tratamento de sinhá (denominação dada à senhora branca e dona de escravos negros) conforme fazem os colunistas de humor no site Carnavalesco ´Sambistas da Depressão´. Nem como as três componentes salgueirenses que são negras quando anunciaram que pediriam (sic) à homenageada presidenta do Salgueiro permissão (sic) para realizarem o evento ´Samba pretinha, roda de conversa sobre racismo e preconceitos´ que realizar-se-á na quadra da agremiação, dia 10 de maio próximo. Por fim, é equivocado o texto em questão quando se refere à inédita coreógrafa-responsável pela Comissão de Frente da Arranco, Mariana Reis, que é mulher preta/negra/afrodescendente enquanto ´mulata´ (sic). Esta expressão é racista, designaria cor de mula ao ser humano do sexo feminino, fruto de miscigenação entre uma pessoa branca e outra negra. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: 'Enredo sobre Iracema é possibilidade forte dentro da escola', revela Laíla
Postado: 2016-04-28 18:31:58
Depois que ele próprio denunciou ocorrer manipulação de resultado no Carnaval Carioca, os problemas da Beija Flor (BF) são. Quando mestre Laíla se refere à direção da BF, leia-se os dois cappos presidentes não-sambistas verdadeiros, o de ´honra´ e torcedor mangueirense Anísio Abrahão David mais o executivo e mano dele Farid Abrahão David, os quais com mãos de ferro definem tanto a filosofia do enredo quanto a do desfile. De 2011 pra cá, independe do enredo, patrocinado ou não, os desfiles apresentados foram expropriados da Imperatriz na fase áurea 1994/5/9, 2000/1. Isto é desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem capacidade de alegrar, contagiar e emocionar o público na Sapucaí e o de casa que assiste pela televisão inclusa a parcela nilopolitana consciente e envergonhada, devido às suspeitas de manipulações denunciadas pelo mestre Laíla. Enredado nesse lamaçal, por ocasião da eleição da LIESA em meados de 2015 o cappo Anísio fez a bravata fingindo ter renunciado ao então Conselho ´Superior´ (CS) a clandestina estância de poder na estrutura do órgão que indica para os julgadores a rebaixada e a campeã. O que levou a extinção do CS sucedido pelo igualmente clandestino Conselho de Grandes ´Beneméritos´ (CGB) tendo a mesma finalidade indicativa. Ao CGB além do próprio Anísio mais os cappos da Imperatriz Luizinho Drumond e o vilaisabelense Capitão Guimarães se juntaram os comparsas o caxiense Jaider Soares, os ex-presidentes da Portela e da Estácio respectivamente Carlinhos Maracanã e Marcos Aurélio Fernandes mais o presidente da LIESA, Jorge Castanheira e Chiquinho da Mangueira. Tanto faz se o enredo 2017 da BF for Iracema, Chacrinha, Egito ou Ronaldo Fenômeno. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo da Unidos de Bangu para o Carnaval 2017
Postado: 2016-04-28 15:44:11
Atualmente no grupo de acesso/Série B e tendo as mesmas cores oficiais vermelho e branco do Salgueiro, a Unidos de Bangu foi fundada por operários da extinta Fábrica Bangu e é a 1ª escola de samba do Brasil que foi ligada a clube futebolístico, o Bangu Atlético Clube. Três outras do Carnaval Paulistano são a Gaviões da Fiel (Corinthians), a Mancha Verde (Palmeiras) e a Dragões da Real (São Paulo). Intitulado (Onde há fumaça, há fogo!) que foi criado e será desenvolvido pelos carnavalescos Guilherme Diniz e Rodrigo Marques, o enredo 2017 da Unidos de Bangu tem tema parecido com o enredo 2005 (Do fogo que ilumina a vida, Salgueiro é chama que não se apaga) do casal de carnavalescos Renato e Márcia Lage. Na oportunidade os quesitos enredo e samba obtiveram notas 10 unânimes, levando o Salgueiro à 5ª colocação. Assim, devido ser parecido com o enredo 2005 do Salgueiro, o 2017 da Unidos de Bangu exigirá dos carnavalescos Diniz e Marques, criação e desenvolvimento inéditos em termos de viés artístico-cultural e fio condutor. Isso, se a Unidos de Bangu objetivar colocações melhores que quando homenageou de forma bajuladora a coirmã e vizinha Mocidade Independente. Em 1997 no enredo (Mocidade Independente, uma estrela do céu para brilhar em Padre Miguel) desenvolvido pelo carnavalesco Natan, a Unidos de Bangu foi 5ª colocada. Já em 2016 através do enredo (60 Anos de glórias. A estrela guia Bangu, rumo à vitória) do carnavalesco Marco Antônio, o carnaval da Unidos de Bangu foi bancado pelo bajulado presidente de ´honra´ da Mocidade Independente, Rogério Andrade, que levou a levou à 6ª colocação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Passistas do Salgueiro realizam roda de conversa sobre racismo e preconceitos
Postado: 2016-04-27 18:30:34
Este evento anteriormente foi anunciado de forma equivocada pelas três jovens e belas passistas da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, as quais têm cor da pele preta, são negras ou afrodescendentes. Elas afirmaram que pediriam (sic) permissão (sic) para realizá-lo à ótima presidenta da agremiação, Regina Celi Fernandes. A qual devido ser branca miscigenada é chamada sob a forma preconceituosa e discriminatória de sinhá (senhora de escravos) pelos ´Sambistas da Depressão´, colunistas de humor no site Carnavalesco. Constata-se nessa notícia que a presidenta salgueirense em terceiro mandato consecutivo não tem nada de sinhá. As três passistas salgueirenses idealizadoras do evento denominado ´Samba Pretinha - roda de conversa sobre racismo e preconceitos´ são quem, embora bem intencionadas, perdem-se no labirinto das opressões típicas de sociedade capitalista consequentemente dividida em classes sociais que é a maior das opressões entre outras específicas como o racismo, a de gênero ou sexismo machista e o racialismo a ideologia ou a crença não comprovada cientificamente da existência de ´raças´ humanas. Por isso, no citado evento, dentre as importantes temáticas a ser abordadas há, por exemplo, uma intitulada de ´Autoestima (sic) da mulher negra versus ser passista´. Explicando, autoestima se refere aos seres humanos independentemente de sua cor da pele ou característica antropológica. As mulheres negras sofrem três opressões, a de classe social, a do racismo e a sexista-machista. Por isso o título de outra das sete temáticas a ser abordada, ao invés de ´Formas legais de se defender do patriarcado branco´ o correto seria: `Formas legais de se defender da opressão patriarcal da burguesia que no Brasil é inteiramente branca ou euro descendente´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Chiquinho da Mangueira é reeleito na Estação Primeira de Mangueira
Postado: 2016-04-26 16:56:00
Mangueirenses fanáticos pentecostais e ou idólatras do reeleito presidente Chiquinho da Mangueira poderão reagir. O pleito refletiu a política da sociedade onde a presidenta da República foi reeleita no 2º turno em 2014 para barrar a volta da nefasta direita tucana ao poder, sem ter dado ouvido às jornadas de junho/2013 que a alertaram e ao seu degenerado partido de trabalhadores. Por isso tão logo foi anunciada sua reeleição a presidenta se trajou de branco. Um estelionato eleitoral, pois, trajou vermelho durante o 2º turno. Isso agravou os governos de coalizão com partidos da burguesia, realizados desde 2003. Agora nem a presidenta nem o partido dela têm forças para livrá-la do impeachment em curso, apesar do vice, do partido dele que é o maior da burguesia no Brasil mais a quadrilha de direitistas e dos maiores corruptos do País também não terem legitimidade para assumir o governo federal: Abaixo o impeachment! Fora Temer, Cunha e Aécio! Por uma Assembleia Popular Nacional Constituinte! Já os números da reeleição do presidente Chiquinho da Mangueira significam que sua até então pífia gestão foi mesmo salva pelo título de campeã 2016 da agremiação, no ano em que ele estreou no Conselho de Grandes ´Beneméritos´ da LIESA que é quem indica para os julgadores a rebaixada e a campeã. O desfile apresentado foi apoteótico, competitivo, emocionante e merecedor de sagrar-se no máximo vice. O caô ´a maior escola de samba do Planeta´ da gloriosa e respeitabilíssima 2ª agremiação mais vitoriosa do Carnaval Carioca ficou exposto. Dos 603 mangueirenses com direito de voto, 70% (427) o fizeram, embora Chiquinho da Mangueira tenha sido reeleito com 80% (346 votos). Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ilha: 'O que a Globo tem contra o Carnaval?', questiona Ney Filardi
Postado: 2016-04-19 10:21:44
Me ausentarei p/participar do Congresso Nacional da seção brasileira da Corrente Marxista Internacional (CMI) a Esquerda Marxista (EM) de 21 a 24 de abril, em Barra do Sul (SC). Sobre os desfiles do GE do Carnaval Carioca, é mais que subjetivo, suspeito, a caixa preta LIESA utilizar o quadro de julgadores para avaliar nove quesitos através de notas e respectivas justificativas até a nota 9,9 (não há em relação à nota 10) sem que tais notas e justificativas sejam simultâneas e transparentes. Isso acaba sendo um convite à manipulação de resultados conforme denunciou o diretor da Beija Flor, mestre Laíla. Repito o que sempre propugnei, as escolas de samba urgem passar a adotar as citadas simultaneidade e transparência nas disputas em quadra para escolha do samba-enredo oficial objetivando ter moral para exigirem o mesmo da LIESA. Isto é, na disputa em quadra entre sambas concorrentes, a partir da fase eliminatória mais curta para barateá-la até a final, na hora dos anúncios dos classificados, não-vencedor ou não-vencedores obviamente no caso da finalíssima, incluso do que se sagrar samba-enredo oficial, as justificativas sobre cada samba concorrente eliminado e ou não vencedor tem que ser passada à imprensa presente. Já na hora da leitura das notas na quarta-feira de cinzas, no sambódromo, as justificativas das notas inclusas das notas 10 tem que ser entregues à imprensa. Somente assim serão evitado que agremiações ´conquistem´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos, sem alegrar, cativar, emocionar o público e ou como a campeã 2016 que apresentou desfile apoteótico, competitivo, emocionante e merecedor de no máximo ser vice. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Saiba tudo sobre as eleições na Mangueira, que acontecem neste domingo
Postado: 2016-04-19 10:08:28
Me ausentarei p/participar do Congresso Nacional da seção brasileira da Corrente Marxista Internacional (CMI) a Esquerda Marxista (EM) de 21 a 24 de abril, em Barra do Sul (SC). Prosseguindo o debate de ideias sobre esse pleito da respeitabilíssima Estação Primeira de Mangueira, é mais que subjetivo, suspeito, a caixa preta LIESA utilizar o quadro de julgadores para avaliar nove quesitos através de notas e respectivas justificativas até a nota 9,9 (não há em relação à nota 10) sem que tais notas e justificativas sejam simultâneas e transparentes. Isso acaba sendo um convite à manipulação de resultados conforme denunciou o diretor da Beija Flor, mestre Laíla. Repito o que sempre propugnei, as escolas de samba urgem passar a adotar as citadas simultaneidade e transparência nas disputas em quadra para escolha do samba-enredo oficial objetivando ter moral para exigirem o mesmo da LIESA. Isto é, na disputa em quadra entre sambas concorrentes, a partir da fase eliminatória mais curta para barateá-la até a final, na hora dos anúncios dos classificados, não-vencedor ou não-vencedores obviamente no caso da finalíssima, incluso do que se sagrar samba-enredo oficial, as justificativas sobre cada samba concorrente eliminado e ou não vencedor tem que ser passada à imprensa presente. Já na hora da leitura das notas na quarta-feira de cinzas, no sambódromo, as justificativas das notas inclusas das notas 10 tem que ser entregues à imprensa. Somente assim serão evitado que agremiações ´conquistem´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos, sem alegrar, cativar, emocionar o público e ou como a campeã 2016 que apresentou desfile apoteótico, competitivo, emocionante e merecedor de no máximo ser vice. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ilha: 'O que a Globo tem contra o Carnaval?', questiona Ney Filardi
Postado: 2016-04-18 17:24:45
Ocupando a presidência da União da Ilha desde 2009 e a vice do Conselho Deliberativo da LIESA de 2013 pra cá, Sidney Filardi o Ney ao atacar a Globo exibe uma bravata. Isso, porque tal ataque dá mostra que possa ter por trás um final de mandato na presidência da tricolor insulana onde o diretor de Carnaval da agremiação, Márcio André, já declarou que concorrerá à presidência no próximo pleito, que pode ocorrer ainda neste ano. Ou, no máximo depois do Carnaval 2017. Em outras palavras, agora que a Globo provou o seu nefasto poderio de monopólio privado imperial, isto é, mesmo devendo uma quase bilionária grana preta de impostos ao governo federal, capitaneou a mídia burguesa colocando-se na primeira linha da golpista frente ampla que uniu a direita, a burguesia e os principais políticos corruptos do País no já inicialmente aprovado impeachment da presidenta da República, contra a qual não há prova de crime de responsabilidade. Trata-se de uma vingança de classe contra as origens operárias de um partido de trabalhadores, apesar de tal partido que é o da presidenta vir desde de 2003 governando junto e muito mais com a burguesia e seus partidos que para o povo trabalhador pobre e oprimido. Enfim, tudo leva a crer que seja mesmo uma bravata do presidente da União da Ilha e vice do Conselho Deliberativo da LIESA esse ataque à Globo. Afinal, liderados por um economista egresso do mercado de capitais, o presidente do órgão Jorge Castanheira, os presidentes das agremiações fundadoras e das atuais 12 do Grupo Especial filiadas à LIESA são subservientes à Globo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ilha: 'O que a Globo tem contra o Carnaval?', questiona Ney Filardi
Postado: 2016-04-18 17:24:44
Ocupando a presidência da União da Ilha desde 2009 e a vice do Conselho Deliberativo da LIESA de 2013 pra cá, Sidney Filardi o Ney ao atacar a Globo exibe uma bravata. Isso, porque tal ataque dá mostra que possa ter por trás um final de mandato na presidência da tricolor insulana onde o diretor de Carnaval da agremiação, Márcio André, já declarou que concorrerá à presidência no próximo pleito, que pode ocorrer ainda neste ano. Ou, no máximo depois do Carnaval 2017. Em outras palavras, agora que a Globo provou o seu nefasto poderio de monopólio privado imperial, isto é, mesmo devendo uma quase bilionária grana preta de impostos ao governo federal, capitaneou a mídia burguesa colocando-se na primeira linha da golpista frente ampla que uniu a direita, a burguesia e os principais políticos corruptos do País no já inicialmente aprovado impeachment da presidenta da República, contra a qual não há prova de crime de responsabilidade. Trata-se de uma vingança de classe contra as origens operárias de um partido de trabalhadores, apesar de tal partido que é o da presidenta vir desde de 2003 governando junto e muito mais com a burguesia e seus partidos que para o povo trabalhador pobre e oprimido. Enfim, tudo leva a crer que seja mesmo uma bravata do presidente da União da Ilha e vice do Conselho Deliberativo da LIESA esse ataque à Globo. Afinal, liderados por um economista egresso do mercado de capitais, o presidente do órgão Jorge Castanheira, os presidentes das agremiações fundadoras e das atuais 12 do Grupo Especial filiadas à LIESA são subservientes à Globo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Pleito na Mangueira: 'Vou manter todo mundo. Em time que está ganhando não se mexe', diz Chiquinho
Postado: 2016-04-18 09:22:34
Em meio ao pleito que ocorrerá na Estação Primeira de Mangueira no próximo dia 24 causa curiosidade o seguinte. O até então pífio, um blefe em relação à chapa ´Muda, Mangueira´, mandato do presidente Chiquinho da Mangueira foi salvo pelo título de campeã que caiu no colo da agremiação este ano. Entenda-se que caiu no colo porque o desfile apresentado pela agremiação, de fato foi apoteótico, competitivo e emocionante, porém merecedor de máximo sagrar-se vice. Haja vista, este foi o ano de estreia do presidente mangueirense enquanto membro do clandestino Conselho de Grandes ´Beneméritos´ da LIESA que é onde são indicadas para os julgadores a rebaixada e a campeã. Tudo isso serviram, embora ele obviamente não assuma, para o presidente mangueirense mudar de ideia e a denominação da chapa para ´A Mangueira não pode parar´ e concorrer à reeleição. Tendo passado a contar com o apoio da ex-presidenta Chininha que na eleição de 2013 apoiou a candidatura do também ex-presidente novamente candidato Percival Pires o Perci, Chiquinho da Mangueira elogia os mandatos dos dois ex-presidentes mangueirenses. Praticamente ele fez o mesmo em relação a quem usurpou tomando de assalto o cargo de presidente mangueirense de 2010 a 2013, Ivo Meirelles. O que expõe a hipocrisia do atual presidente mangueirense que não chega a mencionar o fato de que o ex vice-presidente de Patrimônio em sua gestão, Libério Anastácio também é candidato a presidente na eleição mangueirense do próximo dia 24. Aliás, o mais estranho de tudo é que tanto Perci quanto Libério Anastácio fazem críticas à gestão de Chiquinho da Mangueira como pouco inclusiva em relação à própria comunidade do Morro de Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Pleito na Mangueira: 'Vou manter todo mundo. Em time que está ganhando não se mexe', diz Chiquinho
Postado: 2016-04-18 09:22:33
Em meio ao pleito que ocorrerá na Estação Primeira de Mangueira no próximo dia 24 causa curiosidade o seguinte. O até então pífio, um blefe em relação à chapa ´Muda, Mangueira´, mandato do presidente Chiquinho da Mangueira foi salvo pelo título de campeã que caiu no colo da agremiação este ano. Entenda-se que caiu no colo porque o desfile apresentado pela agremiação, de fato foi apoteótico, competitivo e emocionante, porém merecedor de máximo sagrar-se vice. Haja vista, este foi o ano de estreia do presidente mangueirense enquanto membro do clandestino Conselho de Grandes ´Beneméritos´ da LIESA que é onde são indicadas para os julgadores a rebaixada e a campeã. Tudo isso serviram, embora ele obviamente não assuma, para o presidente mangueirense mudar de ideia e a denominação da chapa para ´A Mangueira não pode parar´ e concorrer à reeleição. Tendo passado a contar com o apoio da ex-presidenta Chininha que na eleição de 2013 apoiou a candidatura do também ex-presidente novamente candidato Percival Pires o Perci, Chiquinho da Mangueira elogia os mandatos dos dois ex-presidentes mangueirenses. Praticamente ele fez o mesmo em relação a quem usurpou tomando de assalto o cargo de presidente mangueirense de 2010 a 2013, Ivo Meirelles. O que expõe a hipocrisia do atual presidente mangueirense que não chega a mencionar o fato de que o ex vice-presidente de Patrimônio em sua gestão, Libério Anastácio também é candidato a presidente na eleição mangueirense do próximo dia 24. Aliás, o mais estranho de tudo é que tanto Perci quanto Libério Anastácio fazem críticas à gestão de Chiquinho da Mangueira como pouco inclusiva em relação à própria comunidade do Morro de Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Rocinha vai de 'No Saçarico da Marquês, tem mais um freguês: Viriato Ferreira'
Postado: 2016-04-17 11:44:53
A despeito do mundo do samba espelhar a sociedade que é estruturada por opressões como racismo contra negros e indígenas sendo a pior de tais opressões a divisão em classes sociais. Não deveria ser necessário o jovem, talentoso e promissor carnavalesco e figurinista João Vitor Araújo (JVA) ter que vir a público explicar tintim por tintim o enredo por ele criado e a ser desenvolvido para a Rocinha no grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2017 cujo título é: ´No saçarico da Marquês, tem mais um freguês. Viriato Ferreira´. Em 1º lugar, JVA já provou ser talentoso e competente através de ótimos trabalhos como na própria Rocinha, Viradouro e atualmente na Portela. Em 2º lugar, em meio ao fato de JVA ter sido obrigado explicar o desconhecimento da Língua Portuguesa em relação à expressão (saçarico), a divulgada sinopse do citado enredo é clara. Não se trata de releitura dos trabalhos do homenageado carnavalesco falecido em 1992, Viriato Ferreira. A frase-título do enredo 2017 da Rocinha, excetuando a grafia diferente entre os termos saçarico e sassarico, deve mesmo ter sido inspirada/extraída por JVA da que teve o último carro alegórico por ocasião do desfile apresentado pela Imperatriz em 1993 cujo título do enredo foi ´Marquês que é Marquês, do sassarico é freguês´ criado e desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães. Porém, tema, viés artístico-cultural e fio condutor são diferentes não tendo nada a ver um enredo com o outro. Assim como no mercado do mundo do samba não há negras exercendo profissionalmente os cargos de coreógrafas responsáveis pelo quesito comissão de frente e de carnavalescas, são raríssimos os negros a exercê-los. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Pleito na Mangueira: 'Queremos resgatar quem deixou a escola', diz Libério Anastácio
Postado: 2016-04-15 10:22:31
Por não ser apartado da sociedade capitalista que é dividida em classes sociais, o mundo do samba reproduz os interesses e as lutas nela existentes. Isso fica claro na eleição da gloriosa e respeitabilíssima Mangueira. Capitaneada pela Globo que desde 2003 deve milhões em impostos ao governo federal, a maioria da mídia está engajada no golpista movimento pró impeachment. Já na eleição mangueirense, por interesse na grana preta recebida pelo anúncio ´Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir´, o site Carnavalesco dá apoio à chapa `A Mangueira não pode parar´ do atual presidente Chiquinho da Mangueira. Que é deputado estadual pelo PMN e sempre foi fiel escudeiro do prefeito carioca Eduardo Paes e do governador fluminense Pezão, ambos do PMDB do vice-presidente da República Michel Temer o maior interessado no impeachment. Já o site SRZD-Carnaval publica entrevista com o candidato pela chapa ´Renova, Mangueira´ que apoia na eleição presidencial da agremiação o ex vice-presidente de Patrimônio na atual gestão mangueirense, Libério Anastácio. O qual, alegou ter outro compromisso, por isso não comparecerá ao debate que será realizado pelo site Carnavalesco, na próxima 4ª feira, dia 20 de abril. Segundo esse site, confirmaram presença no debate apenas o presidente Chiquinho da Mangueira pela chapa ´A Mangueira não pode parar´ e o ex-presidente mangueirense Percival Pires o Perci pela chapa ´A vez do morro´. Em 2007 devido ser flagrado na festa de casamento de um famoso traficante detento, o Perci renunciou quando exercia o 2° mandato presidencial mangueirense. À época ele foi sucedido pela então presidenta Chininha que na eleição mangueirense de 2013 o apoiou e agora apoia Chiquinho da Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Pleito na Mangueira: 'Queremos resgatar quem deixou a escola', diz Libério Anastácio
Postado: 2016-04-15 10:22:30
Por não ser apartado da sociedade capitalista que é dividida em classes sociais, o mundo do samba reproduz os interesses e as lutas nela existentes. Isso fica claro na eleição da gloriosa e respeitabilíssima Mangueira. Capitaneada pela Globo que desde 2003 deve milhões em impostos ao governo federal, a maioria da mídia está engajada no golpista movimento pró impeachment. Já na eleição mangueirense, por interesse na grana preta recebida pelo anúncio ´Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir´, o site Carnavalesco dá apoio à chapa `A Mangueira não pode parar´ do atual presidente Chiquinho da Mangueira. Que é deputado estadual pelo PMN e sempre foi fiel escudeiro do prefeito carioca Eduardo Paes e do governador fluminense Pezão, ambos do PMDB do vice-presidente da República Michel Temer o maior interessado no impeachment. Já o site SRZD-Carnaval publica entrevista com o candidato pela chapa ´Renova, Mangueira´ que apoia na eleição presidencial da agremiação o ex vice-presidente de Patrimônio na atual gestão mangueirense, Libério Anastácio. O qual, alegou ter outro compromisso, por isso não comparecerá ao debate que será realizado pelo site Carnavalesco, na próxima 4ª feira, dia 20 de abril. Segundo esse site, confirmaram presença no debate apenas o presidente Chiquinho da Mangueira pela chapa ´A Mangueira não pode parar´ e o ex-presidente mangueirense Percival Pires o Perci pela chapa ´A vez do morro´. Em 2007 devido ser flagrado na festa de casamento de um famoso traficante detento, o Perci renunciou quando exercia o 2° mandato presidencial mangueirense. À época ele foi sucedido pela então presidenta Chininha que na eleição mangueirense de 2013 o apoiou e agora apoia Chiquinho da Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Desfiles da Série A começarão mais tarde em 2017
Postado: 2016-04-14 12:34:05
Este site dá quase nenhuma atenção às escolas de samba do grupo de acesso/Série C do Carnaval Carioca que é realizado na Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. Então comento a sinopse divulgada pela Acadêmicos de Vigário Geral referente ao seu hilariante enredo 2017: ´Conto do vigário: Nasce um trouxa a cada minuto´. A redação da sinopse e a criação e o desenvolvimento do enredo são dos carnavalescos Alexandre Costa Pereira, Lino Sales e Marcus Vinícius do Val. Que se basearam nos livros ´Os contos e os vigários´ de José Augusto Dias Junior, e ´Contos do vigário: Vacine-se contra eles´ de Jorge Rodrigues da Silva e Wagner Tomás Barba. Tema, viés artístico-cultural e fio condutor desse enredo são o artigo do Código Penal n° 171 (Estelionato) tipificado como ´crimes cometidos por pessoas, objetivando obter vantagens ilícitas para si ou outrem, em prejuízo alheio, ao induzir ou manter alguém em erro, mediante ardil, artifício ou qualquer outro meio fraudulento´. Cujas ocorrências são registradas em Delegacias de Polícia e propiciam crônicas policiais que serão apresentadas no enredo 2017 da escola de samba Acadêmicos de Vigário que foi fundada em 13/03/1991, é tricolor em vermelho, verde e branco, as mesmas cores da madrinha a escola de samba União da Ilha. Em 2016 grupo de acesso/Série D a escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral foi vice-campeã. Na oportunidade a agremiação apresentou de criação dos próprios carnavalescos Pereira, Sales e do Val o enredo ´Maracanã-Guaçu e o Ninho dos Deuses´. Por isso a escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral ascendeu para o grupo de acesso/Série C em 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Desfiles da Série A começarão mais tarde em 2017
Postado: 2016-04-14 12:34:04
Este site dá quase nenhuma atenção às escolas de samba do grupo de acesso/Série C do Carnaval Carioca que é realizado na Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. Então comento a sinopse divulgada pela Acadêmicos de Vigário Geral referente ao seu hilariante enredo 2017: ´Conto do vigário: Nasce um trouxa a cada minuto´. A redação da sinopse e a criação e o desenvolvimento do enredo são dos carnavalescos Alexandre Costa Pereira, Lino Sales e Marcus Vinícius do Val. Que se basearam nos livros ´Os contos e os vigários´ de José Augusto Dias Junior, e ´Contos do vigário: Vacine-se contra eles´ de Jorge Rodrigues da Silva e Wagner Tomás Barba. Tema, viés artístico-cultural e fio condutor desse enredo são o artigo do Código Penal n° 171 (Estelionato) tipificado como ´crimes cometidos por pessoas, objetivando obter vantagens ilícitas para si ou outrem, em prejuízo alheio, ao induzir ou manter alguém em erro, mediante ardil, artifício ou qualquer outro meio fraudulento´. Cujas ocorrências são registradas em Delegacias de Polícia e propiciam crônicas policiais que serão apresentadas no enredo 2017 da escola de samba Acadêmicos de Vigário que foi fundada em 13/03/1991, é tricolor em vermelho, verde e branco, as mesmas cores da madrinha a escola de samba União da Ilha. Em 2016 grupo de acesso/Série D a escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral foi vice-campeã. Na oportunidade a agremiação apresentou de criação dos próprios carnavalescos Pereira, Sales e do Val o enredo ´Maracanã-Guaçu e o Ninho dos Deuses´. Por isso a escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral ascendeu para o grupo de acesso/Série C em 2017. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Série B: Vizinha Faladeira abre o desfile e Unidos de Bangu fecha o Carnaval de 2017
Postado: 2016-04-14 11:55:00
Este site dá pouca atenção às escolas de samba do grupo de acesso/Série D do Carnaval Carioca, na Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. Então comento a divulgação da sinopse do enredo 2017 da Acadêmicos do Dendê: ´Viagem fantástica na arca do Poetinha´. É mais uma homenagem ao saudoso compositor, cantor e poeta Vinícius de Moraes (19/10/1913 a 09/07/1980) por isso o Poetinha, tendo como tema, viés artístico-cultural e fio condutor o livro A Arca de Noé, única obra infantil existente na coletânea do homenageado. A redação da sinopse, a criação e o desenvolvimento do enredo ´Viagem fantástica na arca do Poetinha´ são do carnavalesco Guilherme Alexandre. O qual teve passagens por outras agremiações como Boi da Ilha, Império da Tijuca, Unidos de Padre Miguel e a niteroiense Acadêmicos do Sossego. No Carnaval Carioca as duas últimas homenagens ao Poetinha ocorreram no Grupo Especial em 2013 quando a 9ª colocada União da Ilha apresentou o enredo ´Vinicius no plural: Paixão, poesia e Carnaval´ do carnavalesco Alex de Souza e em 2011 no grupo de acesso/Série A na 6ª colocação do Império Serrano através do enredo `A benção, Vinícius´ do carnavalesco Alexandre Colla. Vinda de honrosa 6ª colocação em 2015, a escola de samba Acadêmico do Dendê em 2016 sofreu queda do grupo de acesso/Série C devido ter sido a antepenúltima (11ª) colocada, sendo uma das quatro rebaixadas. Na oportunidade, o enredo apresentado foi `Wandyr Trindade, sua estrela vira um sonho na Avenida´ que homenageou um dos fundadores, o atual presidente executivo da Mocidade Independente que é apelidado de Vô Macumba, de criação e desenvolvimento dos carnavalescos Luiz Antônio de Almeida e Severo Luzardo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo da Porto da Pedra para o Carnaval 2017
Postado: 2016-04-13 18:06:16
Agremiação que no Carnaval Carioca deste ano no grupo de acesso/Série A subiu da 11ª colocação em 2015 para o honroso 5º lugar, a são-gonçalense Porto da Pedra divulgou a sinopse do enredo 2017: ´Ô abre alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar... Seu coração!´. A sinopse foi redigida e o enredo criado será desenvolvido pelo carnavalesco Jaime Cesário. Que é bom e tem experiência no Grupo Especial como na atual campeã, onde obteve a melhor colocação, 6ª em 2010 junto com o colega Jorge Caribé através do enredo ´Mangueira é música do Brasil´. A sinopse do enredo 2017 ´Ô abre alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem ganhar... Seu coração!´ diz tudo. Tem enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor, as tradicionais músicas carnavalescas do gênero marcha-rancho dotadas de letras e melodias curtas e rápidas, por isso chamadas de marchinhas. Conforme ocorreu com o samba-enredo 2016 intitulado ´Palhaço Carequinha: Paixão e orgulho de São Gonçalo! Tá certo ou não tá?´, o enredo 2017 da Porto da Pedra deverá propiciar boa safra de sambas concorrentes consequentemente bom ´hino´ oficial. De acordo com o regulamento da liga das escolas de samba do grupo de acesso/Série A, a LIERJ define o seguinte. Enredo é o desenvolvimento artístico & cultural de tema, conceito ou ideia na qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si. Já samba-enredo é um quesito cuja letra e melodia são avaliadas separadamente, observando-se a forma poética como o enredo é apresentado através das mesmas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo da Porto da Pedra para o Carnaval 2017
Postado: 2016-04-13 18:06:15
Agremiação que no Carnaval Carioca deste ano no grupo de acesso/Série A subiu da 11ª colocação em 2015 para o honroso 5º lugar, a são-gonçalense Porto da Pedra divulgou a sinopse do enredo 2017: ´Ô abre alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar... Seu coração!´. A sinopse foi redigida e o enredo criado será desenvolvido pelo carnavalesco Jaime Cesário. Que é bom e tem experiência no Grupo Especial como na atual campeã, onde obteve a melhor colocação, 6ª em 2010 junto com o colega Jorge Caribé através do enredo ´Mangueira é música do Brasil´. A sinopse do enredo 2017 ´Ô abre alas que as marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem ganhar... Seu coração!´ diz tudo. Tem enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor, as tradicionais músicas carnavalescas do gênero marcha-rancho dotadas de letras e melodias curtas e rápidas, por isso chamadas de marchinhas. Conforme ocorreu com o samba-enredo 2016 intitulado ´Palhaço Carequinha: Paixão e orgulho de São Gonçalo! Tá certo ou não tá?´, o enredo 2017 da Porto da Pedra deverá propiciar boa safra de sambas concorrentes consequentemente bom ´hino´ oficial. De acordo com o regulamento da liga das escolas de samba do grupo de acesso/Série A, a LIERJ define o seguinte. Enredo é o desenvolvimento artístico & cultural de tema, conceito ou ideia na qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si. Já samba-enredo é um quesito cuja letra e melodia são avaliadas separadamente, observando-se a forma poética como o enredo é apresentado através das mesmas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Lucinha Nobre pode voltar: 'Estou pronta para mais um desafio', diz porta-bandeira
Postado: 2016-04-13 10:45:21
Comentarei quatro notícias da Mocidade Independente (MI). As declarações do carnavalesco Alexandre Louzada (AL) de que foi caótica a concentração p/o desfile 2016, o recadastramento final p/a comunidade dia 24 de abril, a volta do intérprete Wander Pires (WP) e a da porta bandeira (PB) Lucinha Nobre (LN) que quer retornar ao mercado do mundo do samba. O ótimo carnavalesco AL demorou muito para afirmar o que é público e notório. Embora o atual Rogério de Andrade seja sobrinho do lendário presidente de ´honra´ o falecido advogado & contraventor penal do jogo de bicho Castor de Andrade, ambos simbolizam a convicção filosófica de que Escolas de Samba para permanecerem bem geridas, competitivas e vitoriosas têm que ser dirigidas por sambistas verdadeiros vocacionados para tal. As ´exceções´ da regra como a madrinha da MI & mais vitoriosa da era sambódromo e a outrora vitoriosa Rainha da Zona da Leopoldina, em questão de tempo provarão isso. É correto a atual direção da MI realizar o recadastramento da comunidade. Porém, dominada por um presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro, fica exposta a ´humilhação´ do submisso presidente-executivo e um dos fundadores. O qual se expõe como figura decorativa. O vice-presidente & fiel escudeiro do presidente de ´honra´ que é o presidente executivo de fato. Pra agravar, o equivocado ´marketing´ de que a MI funciona como empresa, embora Escolas de Samba e Clubes sejam instituições sem fins lucrativos que lidam com a paixão de seus adeptos. Quanto tempo demorará essa 4ª volta do ótimo intérprete que troca de agremiação como toca de camisa, WP? Não creio na da PB LN à MI, neste ano ela até desfilou em coirmãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade: último recadastramento para comunidade acontece dia 24
Postado: 2016-04-13 10:30:26
Comentarei quatro notícias da Mocidade Independente (MI). As declarações do carnavalesco Alexandre Louzada (AL) de que foi caótica a concentração p/o desfile 2016, o recadastramento final p/a comunidade dia 24 de abril, a volta do intérprete Wander Pires (WP) e a da porta bandeira (PB) Lucinha Nobre (LN) que quer retornar ao mercado do mundo do samba. O ótimo carnavalesco AL demorou muito para afirmar o que é público e notório. Embora o atual Rogério de Andrade seja sobrinho do lendário presidente de ´honra´ o falecido advogado & contraventor penal do jogo de bicho Castor de Andrade, ambos simbolizam a convicção filosófica de que Escolas de Samba para permanecerem bem geridas, competitivas e vitoriosas têm que ser dirigidas por sambistas verdadeiros vocacionados para tal. As ´exceções´ da regra como a madrinha da MI & mais vitoriosa da era sambódromo e a outrora vitoriosa Rainha da Zona da Leopoldina, em questão de tempo provarão isso. É correto a atual direção da MI realizar o recadastramento da comunidade. Porém, dominada por um presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro, fica exposta a ´humilhação´ do submisso presidente-executivo e um dos fundadores. O qual se expõe como figura decorativa. O vice-presidente & fiel escudeiro do presidente de ´honra´ que é o presidente executivo de fato. Pra agravar, o equivocado ´marketing´ de que a MI funciona como empresa, embora Escolas de Samba e Clubes sejam instituições sem fins lucrativos que lidam com a paixão de seus adeptos. Quanto tempo demorará essa 4ª volta do ótimo intérprete que troca de agremiação como toca de camisa, WP? Não creio na da PB LN à MI, neste ano ela até desfilou em coirmãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ao som de 'Sangrando' Wander Pires se apresenta à Mocidade e emociona torcedores
Postado: 2016-04-13 10:22:31
Comentarei quatro notícias da Mocidade Independente (MI). As declarações do carnavalesco Alexandre Louzada (AL) de que foi caótica a concentração p/o desfile 2016, o recadastramento final p/a comunidade dia 24 de abril, a volta do intérprete Wander Pires (WP) e a da porta bandeira (PB) Lucinha Nobre (LN) que quer retornar ao mercado do mundo do samba. O ótimo carnavalesco AL demorou muito para afirmar o que é público e notório. Embora o atual Rogério de Andrade seja sobrinho do lendário presidente de ´honra´ o falecido advogado & contraventor penal do jogo de bicho Castor de Andrade, ambos simbolizam a convicção filosófica de que Escolas de Samba para permanecerem bem geridas, competitivas e vitoriosas têm que ser dirigidas por sambistas verdadeiros vocacionados para tal. As ´exceções´ da regra como a madrinha da MI & mais vitoriosa da era sambódromo e a outrora vitoriosa Rainha da Zona da Leopoldina, em questão de tempo provarão isso. É correto a atual direção da MI realizar o recadastramento da comunidade. Porém, dominada por um presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro, fica exposta a ´humilhação´ do submisso presidente-executivo e um dos fundadores. O qual se expõe como figura decorativa. O vice-presidente & fiel escudeiro do presidente de ´honra´ que é o presidente executivo de fato. Pra agravar, o equivocado ´marketing´ de que a MI funciona como empresa, embora Escolas de Samba e Clubes sejam instituições sem fins lucrativos que lidam com a paixão de seus adeptos. Quanto tempo demorará essa 4ª volta do ótimo intérprete que troca de agremiação como toca de camisa, WP? Não creio na da PB LN à MI, neste ano ela até desfilou em coirmãs. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: amor crônico, crônica de amor!
Postado: 2016-04-12 18:34:26
Chovo no molhado parabenizando o blogueiro Hélio Ricardo Rainho pelo texto em questão. No ensejo, comento três fatos sobre nossa Portela. O culto religioso pelos 93 anos de fundação da agremiação, dia 11/04/2016. O texto ´A Portela em paz!´ do diretor executivo Cultural, jornalista Luiz Carlos Magalhães. E o Festival sobre Samba de Terreiro que ocorrerá de 1º de maio a 26 de junho vindouros e aberto a compositores de coirmãs. Embora missa em ação de graças seja denominação católica, o culto foi ecumênico. Os padroeiros da Portela, São Sebastião e N. Senhora da Conceição no sincretismo correlacionado às religiões de matriz africana Umbanda e Candomblé são Oxóssi e Oxum. Isso será mostrado pelos Sambas de Terreiro no Festival, aberto a colegas-sambistas de coirmãs, um golaço da Comissão coordenadora incumbida pela ala de compositores da Portela integrada pelos bambas Jane Garrido, Walter Alverca e Arlindão Matias. Inclusive porque a premiação para o 1º colocado será troféu, diploma mais R$-2 mil, diploma mais R$-1 mil para o 2º colocado e R$-500 mais diploma para o 3º colocado, sendo que o melhor intérprete do Festival também ganhará troféu. Por último, o texto ´ A Portela em paz!´ está correto. Embora o prazo final de inscrição vá até o dia 29 do corrente, tudo leva a crer que o pleito do dia 29 de maio vindouro navegará em águas tranquilas. Vide a letra do samba ´Timoneiro´ do baluarte Paulinho da Viola: ´Não sou eu quem me navega/Quem me navega é o mar (BIS). É ele quem me carrega/Como nem fosse levar (BIS). E quanto mais remo mais rezo/Pra nunca mais se acabar/Essa viagem que faz...´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela terá Festival de Samba de Terreiro aberto a compositores de outras escolas
Postado: 2016-04-12 18:06:18
Comentarei três fatos relacionados à Portela. O culto religioso pelos seus 93 anos de fundação, dia 11/04/2016. O texto ´A Portela em paz!´ do diretor executivo Cultural, jornalista Luiz Carlos Magalhães, em um site. E o anúncio de que o Festival sobre Samba de Terreiro ocorrerá de 1º de maio a 26 de junho próximos e será aberto a compositores de coirmãs. Embora missa em ação de graças seja denominação católica, o culto foi ecumênico. Os padroeiros da Portela, São Sebastião e N. Senhora da Conceição no sincretismo correlacionado às religiões de matriz africana Umbanda e Candomblé são respectivamente Oxóssi e Oxum. Isso ficará explícito quando os Sambas de Terreiro se apresentarem no Festival. Que ao abrir-se a colegas-sambistas de coirmãs é uma acertadíssima medida da Comissão coordenadora incumbida pela ala de compositores da Portela integrada pelos bambas Jane Garrido, Walter Alverca e Arlindão Matias. Inclusive porque a premiação para o 1º colocado será troféu, diploma mais R$-2 mil, diploma mais R$-1 mil para o 2º colocado e R$-500 mais diploma para o 3º colocado, sendo que o melhor intérprete do Festival também ganhará troféu. Por último, o texto ´ A Portela em paz!´ está correto. Embora o prazo final de inscrição vá até o dia 29 do corrente, tudo leva a crer que o pleito do dia 29 de maio vindouro navegará em águas tranquilas. Vide a letra do samba ´Timoneiro´ do baluarte Paulinho da Viola: ´Não sou quem me navega/Quem me navega é o mar (BIS). É ele quem me carrega/Como nem fosse levar (BIS). E quanto mais remo mais rezo/Pra nunca mais se acabar/Essa viagem que faz...´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Chapa única 'Portela Verdade' lança Marcos Falcon como candidato à presidência
Postado: 2016-04-10 11:37:45
´Portela/Suas cores tem/Na bandeira do Brasil/E no céu também/Avante portelense para a vitória/Não vê que o teu passado é cheio de glória/Eu tenho saudade/Desperta, ó grande mocidade/As suas cores são lindas/Seus valores não tem fim/Portela, querida/És tudo na vida/Pra mim´. Íntegra da letra do hino oficial de nossa amada Escola de Samba. Obra musical do saudoso compositor-baluarte Chico Santana. Serve para prosseguirmos, sem perder a consciência crítica, manifestando singelo e propositivo apoio à chapa encabeçada pelo vice agora candidato a presidente, Marcos Falcon. Que é o que fazemos desde o lançamento em 2013 do movimento-chapa Portela Verdade. O atual presidente Serginho Procópio tem que prosseguir na diretoria executiva. Ele faz jus a isso e para manter-se a unidade, sem que ocorra dispersão nas hostes da Portela. Por falar em unidade, assim como sempre foi um democrático direito do atual prefeito carioca Eduardo Paes (PMDB) ter prestígio junto a comunidade e o privilégio de desfilar como ´ritmista´ na Tabajara do Samba pelo fato de ser portelense de coração. O mesmo se dá em relação ao candidato do alcaide carioca para sua sucessão, o deputado federal Pedro Paulo. Tudo, porque ambos políticos são notórios burgueses, tanto que pertencem ao maior partido político burguês do Brasil o qual pensa que o povo é bobo e se deixa iludir pela ambição do movimento pró impeachment o qual objetiva pôr na presidência o vice e colega de classe social & partido político ou na pior das hipóteses, trazer de volta ao poder a direita tucana. Sem que apoiemos o equivocado governo de aliança da presidenta Dilma (PT) com a burguesia, abaixo o movimento pró impeachment! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Chapa única 'Portela Verdade' lança Marcos Falcon como candidato à presidência
Postado: 2016-04-10 11:37:45
´Portela/Suas cores tem/Na bandeira do Brasil/E no céu também/Avante portelense para a vitória/Não vê que o teu passado é cheio de glória/Eu tenho saudade/Desperta, ó grande mocidade/As suas cores são lindas/Seus valores não tem fim/Portela, querida/És tudo na vida/Pra mim´. Íntegra da letra do hino oficial de nossa amada Escola de Samba. Obra musical do saudoso compositor-baluarte Chico Santana. Serve para prosseguirmos, sem perder a consciência crítica, manifestando singelo e propositivo apoio à chapa encabeçada pelo vice agora candidato a presidente, Marcos Falcon. Que é o que fazemos desde o lançamento em 2013 do movimento-chapa Portela Verdade. O atual presidente Serginho Procópio tem que prosseguir na diretoria executiva. Ele faz jus a isso e para manter-se a unidade, sem que ocorra dispersão nas hostes da Portela. Por falar em unidade, assim como sempre foi um democrático direito do atual prefeito carioca Eduardo Paes (PMDB) ter prestígio junto a comunidade e o privilégio de desfilar como ´ritmista´ na Tabajara do Samba pelo fato de ser portelense de coração. O mesmo se dá em relação ao candidato do alcaide carioca para sua sucessão, o deputado federal Pedro Paulo. Tudo, porque ambos políticos são notórios burgueses, tanto que pertencem ao maior partido político burguês do Brasil o qual pensa que o povo é bobo e se deixa iludir pela ambição do movimento pró impeachment o qual objetiva pôr na presidência o vice e colega de classe social & partido político ou na pior das hipóteses, trazer de volta ao poder a direita tucana. Sem que apoiemos o equivocado governo de aliança da presidenta Dilma (PT) com a burguesia, abaixo o movimento pró impeachment! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Eleições na Portela: Marcos Falcon, atual vice, lança candidatura
Postado: 2016-04-08 16:13:45
Conforme faço desde o lançamento do movimento Portela Verdade em 2013, manifesto singelo e propositivo apoio à chapa encabeçada pelo vice agora candidato a presidente, Marcos Falcon. O atual mandato do presidente Serginho Procópio, que tem que prosseguir na diretoria executiva, faz jus à nota 9,9. Não à nota 10 por ter entrado no esquema do continuísmo na LIESA em maio/2015. Que o comprometeu enquanto membro do Conselho Fiscal do órgão. Na barganha, o secretário do Conselho Deliberativo da LIESA o nada-saudoso ex-presidente Nilo Mendes Figueiredo foi tirado da função. Porém, entrou no Conselho de Grandes ´Beneméritos´ do órgão outro falso portelense e nefasto ex-presidente o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Para fazer jus à nota 10, a chapa Portela Verdade agora encabeçada por Marcos Falcon precisa definir em sua plataforma tornar transparente e baratear a disputa entre sambas concorrentes a ´hino´ oficial que se realiza em quadra. Para isso as medidas são. Não permitir mais que os baluartes da Velha Guarda que merecidamente integram a Comissão Julgadora gravem samba concorrente como ocorreu com o quase-unânime que se sagrou samba-enredo oficial 2016. Diminuir o número de eliminatórias para a queda dos custos da disputa e a partir dessa fase na hora do anúncio dos classificados consequentemente os eliminados ou não-vencedores terem suas respectivas justificativas passadas à imprensa assim como daquele que na final se sagrar samba-enredo oficial. O que objetiva a mesma exigência de transparência em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores da LIESA na hora da leitura das mesmas durante a apuração dos resultados dos desfiles oficiais no sambódromo, na 4ª feira de cinzas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Eleições na Portela: Marcos Falcon, atual vice, lança candidatura
Postado: 2016-04-08 16:13:44
Conforme faço desde o lançamento do movimento Portela Verdade em 2013, manifesto singelo e propositivo apoio à chapa encabeçada pelo vice agora candidato a presidente, Marcos Falcon. O atual mandato do presidente Serginho Procópio, que tem que prosseguir na diretoria executiva, faz jus à nota 9,9. Não à nota 10 por ter entrado no esquema do continuísmo na LIESA em maio/2015. Que o comprometeu enquanto membro do Conselho Fiscal do órgão. Na barganha, o secretário do Conselho Deliberativo da LIESA o nada-saudoso ex-presidente Nilo Mendes Figueiredo foi tirado da função. Porém, entrou no Conselho de Grandes ´Beneméritos´ do órgão outro falso portelense e nefasto ex-presidente o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Para fazer jus à nota 10, a chapa Portela Verdade agora encabeçada por Marcos Falcon precisa definir em sua plataforma tornar transparente e baratear a disputa entre sambas concorrentes a ´hino´ oficial que se realiza em quadra. Para isso as medidas são. Não permitir mais que os baluartes da Velha Guarda que merecidamente integram a Comissão Julgadora gravem samba concorrente como ocorreu com o quase-unânime que se sagrou samba-enredo oficial 2016. Diminuir o número de eliminatórias para a queda dos custos da disputa e a partir dessa fase na hora do anúncio dos classificados consequentemente os eliminados ou não-vencedores terem suas respectivas justificativas passadas à imprensa assim como daquele que na final se sagrar samba-enredo oficial. O que objetiva a mesma exigência de transparência em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores da LIESA na hora da leitura das mesmas durante a apuração dos resultados dos desfiles oficiais no sambódromo, na 4ª feira de cinzas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Com enredo 'Onisuáquimalipanse', São Clemente pode abordar cultura francesa em 2017
Postado: 2016-04-07 18:58:54
Propicia filosófico, artístico e cultural debate de ideias, o enredo em questão. Nada a ver com o apresentado na 5ª colocação da Grande Rio em 2009, enredo ´Voilà, Caxias! Para sempre: Liberté, Egalité, Fraternité. Merci beaucoup, Brésil! Não tem de quê´. Cujo tema foi a época em que o Rio de Janeiro era a Paris Tropical, desenvolvido pelo carnavalesco Cahê Rodrigues. Para o presidente clementiano, Renato Almeida Gomes, o enredo terá como tema, viés e fio condutor retratar bailes e banquetes em jardins e palácios durante o reinado na França. Cujo país é colonialista e imperialista, localizado na parte ocidental, desenvolvida e nobre da Europa chamada de 1º mundo. Tal enredo é um desafio tanto para o presidente clementiano quanto para a carnavalesca Rosa Magalhães. A melhor colocação da História da S. Clemente, 6º lugar, ocorreu em 1990 através do enredo de irreverência crítica: ´E o samba? Sambou...´. Porém, esse tipo de enredo foi deixado de lado na agremiação objetivando voltar no desfile das campeãs. Mas, tem servido somente para colocação intermediária, longe do rebaixamento. Assim, a carnavalesca desenvolverá em 2017 na S. Clemente o 3º enredo consecutivo. Em 2015 na 8ª colocação da agremiação ela desenvolveu folclórico enredo homenageando o revolucionário carnavalesco dos carnavalescos o saudosíssimo Fernando Pamplona. E na 9ª colocação em 2016 desenvolveu o enredo apelidado de irreverente: ´Mais de mil palhaços no salão´. Na vitoriosíssima carreira de seis títulos, o primeiro da carnavalesca foi conquistado em 1994 pela Imperatriz cujo enredo abordou o mencionado colonialismo do reinado francês no Brasil: ´Catarina de Médicis na corte dos Tupinambôs e Tabajeres´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Eleições na Mangueira: apenas sócios contribuintes 'em dia' podem votar
Postado: 2016-04-07 17:01:24
Não merece isso, a gloriosa e respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira, apesar de pairar no ar o caô: ´A maior escola de samba do Planeta´. O 19º título da 2ª mais vitoriosa no Carnaval Carioca ocorreu no ano de estreia do presidente Chiquinho da Mangueira no Conselho de Grandes ´Beneméritos´ da LIESA, onde são indicadas para os julgadores a campeã e a rebaixada. O título foi conquistado através de apoteótico, competitivo e emocionante desfile, merecedor de no máximo sagrar-se vice. Que se deu para salvar o mandato do presidente mangueirense cuja gestão não diminuiu quase nada a milionária dívida herdada, embora na eleição de 2013 sua chapa tenha sido: ´Muda, Mangueira´. Refletido na eleição de 2014, pois ele não se reelegeu para o atual 4º pífio mandato de deputado estadual que cumpre enquanto suplente. Outros fatos também provam isso. A troca do nome da chapa concorrente que encabeça tentando reeleger-se presidente: ´A Mangueira não pode parar´. E o fato de sua gestão, apesar da milionária dívida gastar uma grana preta em um site do mundo do samba com a propaganda: ´Proteção verde rosa, sua única preocupação é se divertir´. Envergonhado, tal site não agraciou com o prêmio Estrela do Carnaval o desfile oficial da campeã 2016 como o melhor do ano. Por isso, pela chapa `Renova Mangueira´ Libério Anastácio um dos atuais diretores abriu dissidência, candidatando-se a presidente. Já pela chapa `Resgata Mangueira´ o ex Percival Pires o Perci, que em dezembro/2007 renunciou ao 2º mandato porque foi flagrado na festa de casamento de um famoso traficante-presidiário, quer voltar a ser presidente mangueirense, candidatando-se de forma cínica e provocativa. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Acadêmicos de Madureira define enredo sugerido por Noan Hilton, que morreu há um mês
Postado: 2016-04-06 18:13:02
Deve ser enaltecida a humanística homenagem que a direção da escola de samba Acadêmicos de Madureira prestará ao seu saudoso carnavalesco Noan Hilton, falecido em fevereiro deste ano, definindo enquanto enredo da agremiação para o Carnaval Carioca 2017 grupo de acesso/Série E, o enredo & tema por ele criado, cujo título é: ´Se é feriado aqui, eu pulo pro lado de lá. Região dos Lagos, melhor lugar não há!´. Ocorre, duas coirmã, por sinal ambas afilhadas da vizinha no bairro Madureira, Império Serrano, já o fizeram. Em 2001 no então grupo A o atual grupo de acesso/Série A, a Inocentes de Belford Roxo obteve a 11ª colocação sendo rebaixada para o grupo B, quando apresentou desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Louzada e Cristiane Costa, o enredo ´Região dos Lagos, a Inocentes é folia na terra do sol e do sal´. Já no Grupo Especial 2002 a Tradição escapou do rebaixamento ficando na penúltima (13ª) colocação, quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Orlando Junior, tema abrangendo os municípios da Região dos Lagos sob o enredo ´Os encantos (da região) da Costa do Sol´. Em outras palavras, em meio a consternável definição pelo enredo 2017 já anunciado, a direção da Acadêmicos de Madureira precisa ficar ligada, para não incorrer no risco de perder pontos na escolha de enredos já apresentados. Haja vista, tendo conquistado somente a 4ª colocação no grupo de acesso/Série E, que vem ser o antigo grupo de avaliação de blocos, no Carnaval 2016 a escola de samba Acadêmicos de Madureira não conseguiu ascender ao grupo de acesso/Série D, pois somente as duas primeiras colocadas o fazem. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Luiz Fernando Reis avalia enredo 'fantástico' sobre Gonzaguinha
Postado: 2016-04-05 17:43:28
É acertadíssima enquanto tema de enredo carnavalesco autoral & biográfico, a escolha da direção da escola de samba Estácio de Sá para o Carnaval Carioca 2017 grupo de acesso/Série A de homenagear o saudosíssimo compositor e cantor da Música Popular Brasileira (MPB), Luiz Gonzaga Junior o Gonzaguinha (22/09/1945 a 29/04/1991). A definição do título da homenagem que ocorrerá através de enquetes nas páginas das redes sociais pertencentes à primeira escola de samba do Brasil também foi corretíssima, pois, envolverá a comunidade adepta da MPB, do mundo do samba especialmente da agremiação. Não é modismo pelo fato da campeã 2016, que conquistou o título apesar de ter apresentado desfile para no máximo se sagrar vice, ser useira e vezeira em ser campeã através de enredos desse tipo. Até porque a atual campeã em 1994 foi muito zoada por ter ficado na 11ª colocação, quando apresentou de criação e desenvolvimento do bom carnavalesco Ilvamar Magalhães o enredo ´Atrás da verde-rosa só não vai quem já morreu´ que homenageou os doces bárbaros da MPB os baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia. Já pesquisa que terá como colaborador um dos quatros filhos de Gonzaguinha, Daniel Gonzaga, mais redação da sinopse, criação e desenvolvimento do enredo 2017 da Estácio estará a cargo dos carnavalescos Chico Spinoza e Tarcísio Zanon. De acordo com o regulamento para desfiles carnavalescos, sendo um dos nove quesitos a ser avaliados pelo quadro de julgadores, enredo é o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito e ou ideia na qual é obrigatório existir equilíbrio desde a concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Luiz Fernando Reis avalia enredo 'fantástico' sobre Gonzaguinha
Postado: 2016-04-05 17:43:27
É acertadíssima enquanto tema de enredo carnavalesco autoral & biográfico, a escolha da direção da escola de samba Estácio de Sá para o Carnaval Carioca 2017 grupo de acesso/Série A de homenagear o saudosíssimo compositor e cantor da Música Popular Brasileira (MPB), Luiz Gonzaga Junior o Gonzaguinha (22/09/1945 a 29/04/1991). A definição do título da homenagem que ocorrerá através de enquetes nas páginas das redes sociais pertencentes à primeira escola de samba do Brasil também foi corretíssima, pois, envolverá a comunidade adepta da MPB, do mundo do samba especialmente da agremiação. Não é modismo pelo fato da campeã 2016, que conquistou o título apesar de ter apresentado desfile para no máximo se sagrar vice, ser useira e vezeira em ser campeã através de enredos desse tipo. Até porque a atual campeã em 1994 foi muito zoada por ter ficado na 11ª colocação, quando apresentou de criação e desenvolvimento do bom carnavalesco Ilvamar Magalhães o enredo ´Atrás da verde-rosa só não vai quem já morreu´ que homenageou os doces bárbaros da MPB os baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia. Já pesquisa que terá como colaborador um dos quatros filhos de Gonzaguinha, Daniel Gonzaga, mais redação da sinopse, criação e desenvolvimento do enredo 2017 da Estácio estará a cargo dos carnavalescos Chico Spinoza e Tarcísio Zanon. De acordo com o regulamento para desfiles carnavalescos, sendo um dos nove quesitos a ser avaliados pelo quadro de julgadores, enredo é o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito e ou ideia na qual é obrigatório existir equilíbrio desde a concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Estácio de Sá se rende a Gonzaguinha
Postado: 2016-04-05 17:39:18
É acertadíssima enquanto tema de enredo carnavalesco autoral & biográfico, a escolha da direção da escola de samba Estácio de Sá para o Carnaval Carioca 2017 grupo de acesso/Série A de homenagear o saudosíssimo compositor e cantor da Música Popular Brasileira (MPB), Luiz Gonzaga Junior o Gonzaguinha (22/09/1945 a 29/04/1991). A definição do título da homenagem que ocorrerá através de enquetes nas páginas das redes sociais pertencentes à primeira escola de samba do Brasil também foi corretíssima, pois, envolverá a comunidade adepta da MPB, do mundo do samba especialmente da agremiação. Não é modismo pelo fato da campeã 2016, que conquistou o título apesar de ter apresentado desfile para no máximo se sagrar vice, ser useira e vezeira em ser campeã através de enredos desse tipo. Até porque a atual campeã em 1994 foi muito zoada por ter ficado na 11ª colocação, quando apresentou de criação e desenvolvimento do bom carnavalesco Ilvamar Magalhães o enredo ´Atrás da verde-rosa só não vai quem já morreu´ que homenageou os doces bárbaros da MPB os baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia. Já pesquisa que terá como colaborador um dos quatros filhos de Gonzaguinha, Daniel Gonzaga, mais redação da sinopse, criação e desenvolvimento do enredo 2017 da Estácio estará a cargo dos carnavalescos Chico Spinoza e Tarcísio Zanon. De acordo com o regulamento para desfiles carnavalescos, sendo um dos nove quesitos a ser avaliados pelo quadro de julgadores, enredo é o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito e ou ideia na qual é obrigatório existir equilíbrio desde a concepção até a realização que é a apresentação do desfile oficial em si. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: João Vitor Araújo é apresentado na Rocinha: 'Espero fazer o melhor pela escola em 2017'
Postado: 2016-04-05 10:50:41
Algumas questões precisam ser esclarecidas na notícia referente a apresentação do jovem & promissor carnavalesco João Vitor Araújo enquanto novo contratado de volta ao seio da escola de samba Acadêmicos da Rocinha para o Carnaval 2017 grupo de acesso/Série A. Primeiro, apesar da notícia em questão não informar, o jovem carnavalesco deve prosseguir como estilista & assistente direto do colega Paulo Barros, na Portela onde no Carnaval 2016 propiciou à agremiação as quatro notas 10 unânimes no quesito fantasias. Já o reaparecimento do ex-presidente da Rocinha o aburguesado & elitista empresário Maurício Mattos, o que se espera é que ele não influencie, segundo informa o morador & adepto da Rocinha o parceiro Thiago Meneguite, para a comunidade-base pobre & oprimida da Rocinha ser discriminada em detrimento de privilegiarem-se enquanto componentes os moradores das comunidades vizinhas da Barra da Tijuca, Leblon, Ipanema e Copacabana. Ou seja, os moradores desses bairros vizinhos da Rocinha devem ter direito de participarem da escola de samba Acadêmicos da Rocinha. Porém, sem que a comunidade pobre & oprimida da Rocinha seja discriminada, deixando de ser hegemônica na composição orgânica da agremiação da borboleta encantada. Quanto ao objetivo da gestão do bom presidente Ronaldo Oliveira que pertence à própria comunidade-base da Rocinha, deve ser o seguinte. O de estruturar profissionalmente a agremiação trabalhando parceiramente com a comunidade e ter enquanto meta para o Carnaval 2017 grupo de acesso/Série A levar a agremiação da borboleta encantada até uma colocação digna, honrosa e condizente com a representatividade & importância dessa escola de samba que em 1997 e 2006 chegou a apresentar-se no Grupo Especial do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: João Vitor Araújo é apresentado na Rocinha: 'Espero fazer o melhor pela escola em 2017'
Postado: 2016-04-05 10:50:40
Algumas questões precisam ser esclarecidas na notícia referente a apresentação do jovem & promissor carnavalesco João Vitor Araújo enquanto novo contratado de volta ao seio da escola de samba Acadêmicos da Rocinha para o Carnaval 2017 grupo de acesso/Série A. Primeiro, apesar da notícia em questão não informar, o jovem carnavalesco deve prosseguir como estilista & assistente direto do colega Paulo Barros, na Portela onde no Carnaval 2016 propiciou à agremiação as quatro notas 10 unânimes no quesito fantasias. Já o reaparecimento do ex-presidente da Rocinha o aburguesado & elitista empresário Maurício Mattos, o que se espera é que ele não influencie, segundo informa o morador & adepto da Rocinha o parceiro Thiago Meneguite, para a comunidade-base pobre & oprimida da Rocinha ser discriminada em detrimento de privilegiarem-se enquanto componentes os moradores das comunidades vizinhas da Barra da Tijuca, Leblon, Ipanema e Copacabana. Ou seja, os moradores desses bairros vizinhos da Rocinha devem ter direito de participarem da escola de samba Acadêmicos da Rocinha. Porém, sem que a comunidade pobre & oprimida da Rocinha seja discriminada, deixando de ser hegemônica na composição orgânica da agremiação da borboleta encantada. Quanto ao objetivo da gestão do bom presidente Ronaldo Oliveira que pertence à própria comunidade-base da Rocinha, deve ser o seguinte. O de estruturar profissionalmente a agremiação trabalhando parceiramente com a comunidade e ter enquanto meta para o Carnaval 2017 grupo de acesso/Série A levar a agremiação da borboleta encantada até uma colocação digna, honrosa e condizente com a representatividade & importância dessa escola de samba que em 1997 e 2006 chegou a apresentar-se no Grupo Especial do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade promove mestre-sala e porta-bandeira da Estrelinha e define segundo casal da escola
Postado: 2016-03-31 11:42:07
Serei propositivo no ensejo do início de cadastramento para alas da comunidade e da definição por parte da diretoria da Mocidade Independente do seu 2º casal de mestre-sala & porta-bandeira. Uma vez que no Carnaval 2016 a agremiação apresentou o enredo ´O Brasil de La Mancha: Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, sou Quixote cavaleiro, Pixote brasileiro´ que se arremeteu no que atualmente ocorre na política do País, os dirigentes, componentes e a própria comunidade devem posicionarem-se ante o movimento ´Sambistas unidos em prol da Democracia´ que é contra o impeachment. Será uma boa oportunidade para dirigentes, componentes e a comunidade da agremiação da estrela-guia de Padre Miguel deixarem claro que se dispõem ou não a seguir o exemplo do compositor-bamba & vitoriosíssimo Tiãozinho da Mocidade, que se encontra na linha de frente do citado movimento contra o impeachment. Enfim, será uma boa oportunidade de se pôr em pratos limpos QUAL É a do presidente de ´honra´ o não-sambista verdadeiro & contraventor penal do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrar máfias como as do bingo ou das maquinas caça níqueis Rogério de Andrade e do carnavalesco que é portelense Alexandre Louzada, quando decidiram-se pelo citado enredo?!. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela realiza roda de samba-enredo
Postado: 2016-03-31 09:32:16
Comentarei ao mesmo tempo, os projetos de nossa Portela sobre empregabilidade, o de antológicos sambas concorrentes que não se tornaram ´hinos´ oficiais para comemorar o aniversário de 93 anos da agremiação e como devem posicionarem-se os dirigentes portelenses ante o movimento ´Sambistas unidos em prol da Democracia´ que é contra o impeachment. Este movimento tem que ser encarado pelos dirigentes portelenses como diretamente ligado ao projeto ´Portela dá emprego´. Isso porque caso a presidenta Dilma sofra impeachment, fatalmente esse projeto social será encerrado pelo vice devido ele pertencer ao maior partido da burguesia no Brasil, a despeito do prefeito carioca ser um notório burguês portelense. O qual não se sabe de que lado está em relação ao impeachment. Então os dirigentes portelenses a começar pelo atual vice que se elegerá presidente em maio próximo & conta com meu singelo apoio Marcos Falcon, o presidente de honra mestre Monarco e o executivo Serginho Procópio urgem vir a público dizer de que lado estão. Ou seja, esses três ótimos dirigentes portelenses devem manifestarem-se seguindo os exemplos do diretor cultural o jornalista Luiz Carlos Magalhães notadamente do baluarte o compositor mestre Noca da Portela que se encontram na linha de frente do movimento contra o impeachment intitulado:´ Sambistas unidos em prol da Democracia´. Desde já parabéns pelo transcurso de 93 anos de nossa amada Majestade do Samba no próximo dia 11 de abril, assim como ao departamento cultural portelense pela iniciativa de promover uma roda de sambas concorrentes antológicos que não se tornaram ´hinos´ oficiais a realizar-se dia 16 de abril próximo, na quadra da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela realiza roda de samba-enredo
Postado: 2016-03-31 09:32:15
Comentarei ao mesmo tempo, os projetos de nossa Portela sobre empregabilidade, o de antológicos sambas concorrentes que não se tornaram ´hinos´ oficiais para comemorar o aniversário de 93 anos da agremiação e como devem posicionarem-se os dirigentes portelenses ante o movimento ´Sambistas unidos em prol da Democracia´ que é contra o impeachment. Este movimento tem que ser encarado pelos dirigentes portelenses como diretamente ligado ao projeto ´Portela dá emprego´. Isso porque caso a presidenta Dilma sofra impeachment, fatalmente esse projeto social será encerrado pelo vice devido ele pertencer ao maior partido da burguesia no Brasil, a despeito do prefeito carioca ser um notório burguês portelense. O qual não se sabe de que lado está em relação ao impeachment. Então os dirigentes portelenses a começar pelo atual vice que se elegerá presidente em maio próximo & conta com meu singelo apoio Marcos Falcon, o presidente de honra mestre Monarco e o executivo Serginho Procópio urgem vir a público dizer de que lado estão. Ou seja, esses três ótimos dirigentes portelenses devem manifestarem-se seguindo os exemplos do diretor cultural o jornalista Luiz Carlos Magalhães notadamente do baluarte o compositor mestre Noca da Portela que se encontram na linha de frente do movimento contra o impeachment intitulado:´ Sambistas unidos em prol da Democracia´. Desde já parabéns pelo transcurso de 93 anos de nossa amada Majestade do Samba no próximo dia 11 de abril, assim como ao departamento cultural portelense pela iniciativa de promover uma roda de sambas concorrentes antológicos que não se tornaram ´hinos´ oficiais a realizar-se dia 16 de abril próximo, na quadra da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Resistência que a força não calou: Sambistas se unem pela democracia
Postado: 2016-03-30 17:50:34
Comentarei o texto da blogueira do SRZD-Carnaval, Raquel Valença: ´Resistência que a força não calou, sambistas se unem pela Democracia´ e a declaração do presidente da LIESA, Jorge Castanheira: ´Temos que rever o modelo atual de ensaios técnicos quase-inviabilizado pela crise econômica´. Aqui ou nas redes sociais, nosso mundo do samba é representado pela comunidade pobre & oprimida, que conforme entoa o intérprete Wantuir Oliveira, eu ´adoro, adoro´. A qual urge manifestar-se em apoio ao citado movimento que é contra o impeachment e realizou Ato 2ª feira, 28/03/2016, sugestivamente no Centro Teatro do Oprimido, na Lapa, no Rio. A comunidade urge manifestar-se também em relação ao que está por trás dessa declaração do presidente da LIESA. Alegados como quase-inviabilizados devido à crise econômica, antes dela os ensaios técnicos eram apelidados pelo órgão de ´gratuitos´ pois tinham custos embutidos nos caros preços dos ingressos para os desfiles carnavalescos. Porém, o ameaçadíssimo de impeachment governo da presidenta Dilma passou a bancá-los através da chamada lei de incentivos fiscais. Assim, caso a presidenta sofra impeachment o vice-presidente que a sucederá, devido pertencer ao notório maior partido da burguesia mundial no Brasil, deverá mudar naturalmente a política em relação ao mundo do samba e ao Carnaval. Haja vista, estando na linha de frente do movimento pró impeachment, as Organizações Globo o faz porque a partir de 2003 deixou de pagar seus bilionários impostos ao governo federal. Enfim é a Globo que está por trás da submissa LIESA no propósito de mudar o atual modelo de ensaios técnicos. Mas, isso não é assumido pelo presidente da LIESA não-sambista verdadeiro, um economista egresso do mercado de capitais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Não vai ter golpe': Ato em prol da democracia reúne sambistas no Centro do Rio
Postado: 2016-03-29 18:42:42
Dentre os que aqui estão defendendo o impeachment, todos são proletários e adeptos de agremiações comunitárias, tradicionais e respeitabilíssimas. São portanto, pobres e oprimidos defendendo os interesses políticos dos opressores, funcionando como analfabetos político e ou/inocentes úteis. Agora, um deles chama atenção pelo fato de usar apelido que junta iniciais do clube futebolístico e parte do nome da escola de samba, ambos do coração. Porém, tal inocente útil não sabe que tal clube futebolístico também é o do meu coração. Só que eu tenho consciência que o atual presidente e diretoria se encontram corretamente aliados com um clube rival em prol de mudanças progressistas no futebol carioca, fluminense e brasileiro à medida que ambos clubes estão na linha de frente na Primeira Liga. Já a escola de samba Unidos de Vila Isabel de tal inocente útil deve ser a do elitista e prepotente recém empossado presidente Levi Junior, que apesar de durante dois anos ter sido vice, disse que não quer mais (sic) a agremiação passeando (sic) na Avenida. Não, a agremiação de Noel e de Martinho da Vila. Este, com certeza, conforme eu sou é contra o impeachment. Por fim, parodiando o Poeta da Vila na obra prima-musical intitulada Palpite Infeliz: ´Quem é você, que não sabe o que diz...´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Não vai ter golpe': Ato em prol da democracia reúne sambistas no Centro do Rio
Postado: 2016-03-29 18:42:42
Dentre os que aqui estão defendendo o impeachment, todos são proletários e adeptos de agremiações comunitárias, tradicionais e respeitabilíssimas. São portanto, pobres e oprimidos defendendo os interesses políticos dos opressores, funcionando como analfabetos político e ou/inocentes úteis. Agora, um deles chama atenção pelo fato de usar apelido que junta iniciais do clube futebolístico e parte do nome da escola de samba, ambos do coração. Porém, tal inocente útil não sabe que tal clube futebolístico também é o do meu coração. Só que eu tenho consciência que o atual presidente e diretoria se encontram corretamente aliados com um clube rival em prol de mudanças progressistas no futebol carioca, fluminense e brasileiro à medida que ambos clubes estão na linha de frente na Primeira Liga. Já a escola de samba Unidos de Vila Isabel de tal inocente útil deve ser a do elitista e prepotente recém empossado presidente Levi Junior, que apesar de durante dois anos ter sido vice, disse que não quer mais (sic) a agremiação passeando (sic) na Avenida. Não, a agremiação de Noel e de Martinho da Vila. Este, com certeza, conforme eu sou é contra o impeachment. Por fim, parodiando o Poeta da Vila na obra prima-musical intitulada Palpite Infeliz: ´Quem é você, que não sabe o que diz...´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Não vai ter golpe': Ato em prol da democracia reúne sambistas no Centro do Rio
Postado: 2016-03-29 10:52:38
´O papel dos poetas e artistas inclusos atletas esportivos e sambistas não é com a consciência do politicamente correto. Mas, sim produzir obras de excelência na qualidade, que quando ocorrem entram na História, podendo ou não ajudar a transformá-la´. Do livro Literatura e Revolução, do genial marxista russo Trotsky (1879 a 1940). Outro livro dele (A revolução traída) também tem a ver com a notícia em questão. Isso, porque tendo propugnado corretamente que a revolução proletária tem que ser mundial e permanente, Trotsky anteviu que devido ter-se tornado hegemônico no velho partido comunista, o estalinismo levaria à derrocada da burocratizada União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) consequentemente dos burocratizados estados operários do leste europeu. O que se confirmou nos anos da década de 1990. Depois de atuarmos nas frentes de batalhas que derrubaram a ditadura militar (1964 a 1985) nós marxistas e trotskistas, antes de ajudar a derrotar tal ditadura ajudamos fundar um partido de trabalhadores. No qual a partir do movimento pelo impeachment erguemos a bandeira do Fora Collor junto com eleições gerais. Agora o movimento pró impeachment é impulsionado pela burguesia de direita que não aceita ter perdido o poder para um partido de trabalhadores. Mesmo tal partido tendo se equivocado em aliar-se a partidos burgueses, ter governado muito mais para a burguesia que para o povo pobre e oprimido e como agravante ter-se imiscuído com a corrupção própria do capitalismo. Tudo, para pôr na presidência da República o vice que é do maior partido burguês do Brasil e se aproveitou fingindo-se de ´aliado´ da presidenta contra a qual não há prova de crime de responsabilidade. Contra o movimento pró impeachment! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Não vai ter golpe': Ato em prol da democracia reúne sambistas no Centro do Rio
Postado: 2016-03-29 10:52:37
´O papel dos poetas e artistas inclusos atletas esportivos e sambistas não é com a consciência do politicamente correto. Mas, sim produzir obras de excelência na qualidade, que quando ocorrem entram na História, podendo ou não ajudar a transformá-la´. Do livro Literatura e Revolução, do genial marxista russo Trotsky (1879 a 1940). Outro livro dele (A revolução traída) também tem a ver com a notícia em questão. Isso, porque tendo propugnado corretamente que a revolução proletária tem que ser mundial e permanente, Trotsky anteviu que devido ter-se tornado hegemônico no velho partido comunista, o estalinismo levaria à derrocada da burocratizada União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) consequentemente dos burocratizados estados operários do leste europeu. O que se confirmou nos anos da década de 1990. Depois de atuarmos nas frentes de batalhas que derrubaram a ditadura militar (1964 a 1985) nós marxistas e trotskistas, antes de ajudar a derrotar tal ditadura ajudamos fundar um partido de trabalhadores. No qual a partir do movimento pelo impeachment erguemos a bandeira do Fora Collor junto com eleições gerais. Agora o movimento pró impeachment é impulsionado pela burguesia de direita que não aceita ter perdido o poder para um partido de trabalhadores. Mesmo tal partido tendo se equivocado em aliar-se a partidos burgueses, ter governado muito mais para a burguesia que para o povo pobre e oprimido e como agravante ter-se imiscuído com a corrupção própria do capitalismo. Tudo, para pôr na presidência da República o vice que é do maior partido burguês do Brasil e se aproveitou fingindo-se de ´aliado´ da presidenta contra a qual não há prova de crime de responsabilidade. Contra o movimento pró impeachment! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Sambistas se unem em prol da democracia e organizam ato para hoje
Postado: 2016-03-27 10:38:46
Parabéns à política editorial deste prestigioso site por publicar esta notícia, pondo-se ao lado dos conscientes sambistas e amantes do segmento social-comunitário de artes e culturas, mundo do samba & Carnaval. Ao contrário de concorrentes como o site Carnavalesco, o SRZD-Carnaval toma partido corretamente. Uma espécie de autocrítica devida, porque em maio de 2015 o seu diretor proprietário & responsável publicou texto defendendo a 3ª reeleição e atual 5º mandato não-consecutivo do presidente da LIESA. Isso, porque conforme é público e notório, tal presidente além de não ser sambista verdadeiro, mas sim economista, foi trazido em 1995 do mercado de capitais para presidir o órgão pelos colegas não-sambistas verdadeiros os contraventores penais do jogo do bicho e ou/de outras criminalidades que dominam a LIESA. Tais contraventores foram apoiadores da ditadura militar (1964 a 1985). O que está registrado no livro ´Nos porões da contravenção´ dos jornalistas Aloy Jupiara e Chico Otávio. Uma vez que a História é a História da luta de classes e ou/feita de contradições, ao publicar a notícia em questão revelando apoiar o movimento ´Frente Popular do Samba´ o fato ocorre, coincidentemente ou não, depois do seguinte. Ocorre depois que a Globonews demitiu o seu funcionário, o jornalista que é o proprietário & responsável por este prestigioso site. Tudo, porque ele dignamente, em pleno noticiário do citado canal fechado de tevê das Organizações Globo, criticou-a denunciando-a como a ponta de lança ou a vanguarda do atraso no movimento golpista pró impeachment que pretende o retrocesso do País representado pela hipotética volta da direita tucana ao poder. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Sambistas se unem em prol da democracia e organizam ato para hoje
Postado: 2016-03-27 10:38:46
Parabéns à política editorial deste prestigioso site por publicar esta notícia, pondo-se ao lado dos conscientes sambistas e amantes do segmento social-comunitário de artes e culturas, mundo do samba & Carnaval. Ao contrário de concorrentes como o site Carnavalesco, o SRZD-Carnaval toma partido corretamente. Uma espécie de autocrítica devida, porque em maio de 2015 o seu diretor proprietário & responsável publicou texto defendendo a 3ª reeleição e atual 5º mandato não-consecutivo do presidente da LIESA. Isso, porque conforme é público e notório, tal presidente além de não ser sambista verdadeiro, mas sim economista, foi trazido em 1995 do mercado de capitais para presidir o órgão pelos colegas não-sambistas verdadeiros os contraventores penais do jogo do bicho e ou/de outras criminalidades que dominam a LIESA. Tais contraventores foram apoiadores da ditadura militar (1964 a 1985). O que está registrado no livro ´Nos porões da contravenção´ dos jornalistas Aloy Jupiara e Chico Otávio. Uma vez que a História é a História da luta de classes e ou/feita de contradições, ao publicar a notícia em questão revelando apoiar o movimento ´Frente Popular do Samba´ o fato ocorre, coincidentemente ou não, depois do seguinte. Ocorre depois que a Globonews demitiu o seu funcionário, o jornalista que é o proprietário & responsável por este prestigioso site. Tudo, porque ele dignamente, em pleno noticiário do citado canal fechado de tevê das Organizações Globo, criticou-a denunciando-a como a ponta de lança ou a vanguarda do atraso no movimento golpista pró impeachment que pretende o retrocesso do País representado pela hipotética volta da direita tucana ao poder. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Mocidade Independente de Padre Miguel
Postado: 2016-03-25 20:45:25
Para que eu não seja ´confundido´ (rsrsrs) com um suposto corneteiro ou/antiMocidade Independente (rsrsrs) registro o seguinte. Enquanto digamos curiosidade a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel por ocasião do título de campeã conquistado em 1990 através do antológico enredo (Vira, virou, a Mocidade chegou) de criação & desenvolvimento do então casal de carnavalescos Renato Lage e Lílian Rabello, consta como coreógrafo responsável pela Comissão de Frente um tal Paulo Vianna. Terá sido o nada saudoso ex-presidente?! Já com relação a tema, viés artístico-cultural e fio condutor dentro de enredos que tenham títulos e conteúdos chamados de afros, somente dois. Em 1972 a Mocidade Independente foi a 7ª colocada quando apresentou de criação e desenvolvimento do falecido carnavalesco, Clovis Bornay, o enredo ´Rainha mestiça (sic) em tempo de lundu´. Para esclarecer, antropologicamente falando é equivocado dizer rainha ´mestiça´. O correto seria rainha miscigenada. E em 1976 a Mocidade Independente foi a 3ª colocada quando apresentou de criação e desenvolvimento do falecido, genial & lendário carnavalesco Arlindo Rodrigues, o enredo ´Mãe Menininha do Gantois´. Por último, reafirmo o que disse anteriormente. Oxalá através do enredo ´As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakesh´ no Carnaval 2017 a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel volte a brilhar, dispute o título, no mínimo volte no desfile das campeãs! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Mocidade Independente de Padre Miguel
Postado: 2016-03-25 20:45:25
Para que eu não seja ´confundido´ (rsrsrs) com um suposto corneteiro ou/antiMocidade Independente (rsrsrs) registro o seguinte. Enquanto digamos curiosidade a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel por ocasião do título de campeã conquistado em 1990 através do antológico enredo (Vira, virou, a Mocidade chegou) de criação & desenvolvimento do então casal de carnavalescos Renato Lage e Lílian Rabello, consta como coreógrafo responsável pela Comissão de Frente um tal Paulo Vianna. Terá sido o nada saudoso ex-presidente?! Já com relação a tema, viés artístico-cultural e fio condutor dentro de enredos que tenham títulos e conteúdos chamados de afros, somente dois. Em 1972 a Mocidade Independente foi a 7ª colocada quando apresentou de criação e desenvolvimento do falecido carnavalesco, Clovis Bornay, o enredo ´Rainha mestiça (sic) em tempo de lundu´. Para esclarecer, antropologicamente falando é equivocado dizer rainha ´mestiça´. O correto seria rainha miscigenada. E em 1976 a Mocidade Independente foi a 3ª colocada quando apresentou de criação e desenvolvimento do falecido, genial & lendário carnavalesco Arlindo Rodrigues, o enredo ´Mãe Menininha do Gantois´. Por último, reafirmo o que disse anteriormente. Oxalá através do enredo ´As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakesh´ no Carnaval 2017 a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel volte a brilhar, dispute o título, no mínimo volte no desfile das campeãs! Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo de 2017 da Mocidade Independente de Padre Miguel
Postado: 2016-03-25 17:16:07
Após os autorais enredos 2014/5/6 ser bancados pelo dinheiro sujo do seu presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro e referenciada em sua combativa comunidade, a direção da respeitabilíssima Mocidade Independente (MI) definiu-se por um patrocinado. Tudo, porque a causa da MI encontrar-se desde 2003 sem sequer voltar no desfile das campeãs, deve-se ao retrocesso da volta do seu presidente de ´honra´ como um gangster. É fato que foram desastrosas as ´gestões´ do seu presidente executivo anterior. Entretanto, o retrocesso da volta do seu presidente de ´honra´ é igualzinho ao que na política da sociedade está por trás do movimento pró impeachment. Se na política da sociedade os governos de aliança com a burguesia comandados por um partido de trabalhadores governa muito pouco para os pobres & oprimidos e para agravar se imiscui com a corrupção que é própria da fingida burguesia ´aliada´. Isso deve mesmo ser apurado e punido com pena máxima de cadeia para corruptores e corruptos. Porém, não tem nada a ver com o retrocesso que seria a volta da direita tucana ao poder. Que através do patrocinado enredo (As mil e uma noites de uma ´Mocidade´ pra lá de Marrakesh) em 2017 conduza a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel voltar a brilhar, a disputar o título, no mínimo a voltar no desfile das campeãs. Um dos carnavalescos da MI foi vitorioso em 1998 pela atual campeã, em 2006 pela agremiação de Noel e em 2007 pela madrinha através do enredo (Áfricas, do berço real à corte brasiliana). O qual tem a ver com o 2017 da MI. Ambos têm viés artístico-cultural e fio condutor chamados de tema afro. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Unidos de Padre Miguel: 'O enredo de 2017 é um presente aos 60 anos da escola', diz carnavalesco
Postado: 2016-03-24 16:17:21
Embora a escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) tenha apresentado e sido campeã no então grupo B do Carnaval Carioca 2008 com o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Não é reedição o enredo ´Ossain, o poder da cura´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM) no grupo de acesso/Série A. De acordo com o carnavalesco Edson Pereira, a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ deverá ser apresentada à imprensa até meados de abril. No entanto, além de ser diferentes os títulos dos dois citados enredos, mesmo que que a temática a cura através das ervas florais seja a mesma. O regulamento dos desfiles carnavalescos das escolas de samba em todos grupos e ou séries define que o quesito enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou/ideia nos quais tem que ser mantido um equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é até a apresentação do desfile carnavalesco em si por parte da agremiação, quando o quesito enredo junto com outros serão avaliados pelos julgadores. O que significa dizer, quando a sinopse do enredo 2017 da UPM intitulado ´Ossain, o poder da cura´ for apresentado saber-se-á o seguinte. Em relação ao enredo 2008 da IBR intitulado ´Ewe, a cura vem da floresta´ se são ou não também diferentes viés artístico-cultural e fio condutor no enfoque da temática a cura através das ervas florais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Unidos de Padre Miguel: 'O enredo de 2017 é um presente aos 60 anos da escola', diz carnavalesco
Postado: 2016-03-24 16:17:21
Embora a escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) tenha apresentado e sido campeã no então grupo B do Carnaval Carioca 2008 com o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Não é reedição o enredo ´Ossain, o poder da cura´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM) no grupo de acesso/Série A. De acordo com o carnavalesco Edson Pereira, a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ deverá ser apresentada à imprensa até meados de abril. No entanto, além de ser diferentes os títulos dos dois citados enredos, mesmo que que a temática a cura através das ervas florais seja a mesma. O regulamento dos desfiles carnavalescos das escolas de samba em todos grupos e ou séries define que o quesito enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou/ideia nos quais tem que ser mantido um equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é até a apresentação do desfile carnavalesco em si por parte da agremiação, quando o quesito enredo junto com outros serão avaliados pelos julgadores. O que significa dizer, quando a sinopse do enredo 2017 da UPM intitulado ´Ossain, o poder da cura´ for apresentado saber-se-á o seguinte. Em relação ao enredo 2008 da IBR intitulado ´Ewe, a cura vem da floresta´ se são ou não também diferentes viés artístico-cultural e fio condutor no enfoque da temática a cura através das ervas florais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: conheça a logomarca do enredo de 2017 da Unidos de Padre Miguel
Postado: 2016-03-24 16:15:45
Embora a escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) tenha apresentado e sido campeã no então grupo B do Carnaval Carioca 2008 com o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Não é reedição o enredo ´Ossain, o poder da cura´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM) no grupo de acesso/Série A. De acordo com o carnavalesco Edson Pereira, a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ deverá ser apresentada à imprensa até meados de abril. No entanto, além de ser diferentes os títulos dos dois citados enredos, mesmo que que a temática a cura através das ervas florais seja a mesma. O regulamento dos desfiles carnavalescos das escolas de samba em todos grupos e ou séries define que o quesito enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou/ideia nos quais tem que ser mantido um equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é até a apresentação do desfile carnavalesco em si por parte da agremiação, quando o quesito enredo junto com outros serão avaliados pelos julgadores. O que significa dizer, quando a sinopse do enredo 2017 da UPM intitulado ´Ossain, o poder da cura´ for apresentado saber-se-á o seguinte. Em relação ao enredo 2008 da IBR intitulado ´Ewe, a cura vem da floresta´ se são ou não também diferentes viés artístico-cultural e fio condutor no enfoque da temática a cura através das ervas florais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Acadêmicos da Abolição: leia a sinopse do enredo de 2017
Postado: 2016-03-24 11:35:16
Depois de sua melhor colocação na História (4º lugar) em 2014 quando ascendeu ao grupo de acesso/Série B, a Acadêmicos da Abolição segue os passos para trás de sua madrinha a Caprichosos de Pilares. Esta, depois da intermediária 7ª colocação em 2015, no Carnaval 2016 acabou rebaixada do grupo de acesso/Série A para a Série B devido ter ficado na última (14ª) colocação. Já a Abolição que em 2015 foi rebaixada para o grupo de acesso/Série C por ter ficado na última (18ª) colocação, em 2016 foi rebaixada para o grupo de acesso/Série D por ter ficado na penúltima (12ª) colocação. Agora, para o Carnaval 2017 a Abolição demonstra pretender ganhar tempo ao apresentar a sinopse do enredo `Oxóssi, o caçador´. Cujo título tem enquanto tema, viés artístico-cultural e fio condutor o orixá Oxóssi que pertence à religião de matriz africana Candomblé. Na qual tal orixá representa a caça, a fartura, o sustento. Enfim, o orixá Oxóssi é o senhor das florestas e dos seres que as habitam. A pesquisa e redação do texto/sinopse coube a João Francisco Dantas, Leandro Thomaz e ao carnavalesco Lucas Milato que é o incumbido pelo desenvolvimento do enredo. Segundo a sinopse o enredo ´Oxóssi, o caçador´ será apresentado por quatro setores. 1 origem, Oxóssi o caçador de uma só flecha. 2 na mata, Oxóssi e Ossain. 3 no rio, Iemanjá. 4 Oxóssi no Brasil. Esclarecendo, o quesito enredo será avaliado pelos julgadores à medida que é o desenvolvimento artístico-cultural de tema, conceito ou ideia, necessitando haver equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é, até a apresentação oficial do desfile carnavalesco por parte da agremiação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império da Tijuca: 'Teremos um enredo vibrante. Há possibilidade de ser afro', diz carnavalesco
Postado: 2016-03-23 17:41:03
A escola de samba Império da Tijuca tem uma ligação digamos afetiva com a cidade atualmente denominada como a Capital Brasileira da Energia ou do Petróleo, Macaé a Princesinha do Atlântico. Que foi o título do enredo-homenagem desenvolvido pelo carnavalesco Eduardo Silva, apresentado pelo 1° Império do mundo do samba no Carnaval Carioca 2001 no grupo de acesso a atual Série A que levou a agremiação à intermediária nona colocação. Na oportunidade, a bateria/orquestra Sinfonia Imperial foi comandada ou regida pelo maestro o mestre Márcio Porrete, no CD o samba de coautoria dos compositores Adilson Tatu e Gago foi gravado por um dos atuais intérpretes salgueirenses Serginho do Porto e na Avenida puxado pelo intérprete Celino Dias. A íntegra da letra é: ´Meu Império da Tijuca vem mostrar/Como é doce viajar nesta emoção/Deixa eu te namorar Macaé/E conquistar teu coração (REFRÃO). Emoldurada pelas mãos do criador/É lindo contemplar tanta beleza/Seus rios, cachoeiras e cascatas/Verdadeiro paraíso de riquezas/O índio era o dono dessa terra/Quando o homem branco aqui chegou/E o negro feiticeiro vai pra mata/No quilombo a liberdade (liberdade) das amarras do senhor (BIS). Depois do porto a ferrovia chegou/Dos engenhos de açúcar ao cultivo do café. O ouro da Coroa reluzia, impulsionando Macaé (BIS). Na música uma nova aurora/Conspiradores shows de liras pelo ar/A São Pedro vai meu barco em procissão/Festa junina e lenda de emocionar/Oh! Santana segredo mistério em oração/Assim conta a história/Que cem anos durou a maldição/E o ouro negro surgiu, fez o progresso jorrar/E a cidade novamente a prosperar/Hoje a Princesinha do Atlântico/Faz turista se encantar/Dádiva da natureza, joia rara que me faz sonhar´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: 'Sigo firme e já tenho belas propostas de enredo', comemora Cid Carvalho
Postado: 2016-03-23 15:59:22
Enquanto torcedor-amante da Portela e simpatizante da Cubango a qual espero que ascenda da Série A para o Grupo Especial do Carnaval Carioca em 2017 comentarei sobre a declaração do presidente cubanguense Luciano Olivier o Pelé concitando a agremiação e a comunidade a renascerem das cinzas. E acerca do que falou o carnavalesco Cid Carvalho sobre o tipo ou concepção filosófica do enredo 2017. Com todo respeito ao presidente cubanguense, discordo do simbolismo da expressão ´renascer das cinzas´ por ele utilizada como palavra-de-ordem. A Cubango não está nem nunca esteve ´nas cinzas´, apesar de no Carnaval 2015 ter ficado na 4ª colocação e em 2016 ter retrocedido duas posições na tabela, acabando no 6° lugar. Não é por isso nem por ter perdido o comandante da bateria Ritmo Folgado, mestre Maurão, que se bandeou para a vizinha vermelho-branco e o coreógrafo da Comissão Frente (CF), Márcio Moura que optou pela agremiação do saudoso sambista Ismael Silva. A comunidade e a Cubango conforme disse o enredo 2015 são a realeza africana de Niterói, um celeiro de bambas. Assim como o jovem intérprete oficial Hugo Junior foi um achado enquanto prata da casa, com certeza, o mesmo pode ocorrer em relação aos cargos de mestre da bateria Ritmo Folgado e de coreógrafo da CF. Ou, então fazer as contratações após garimpagens no chamado mercado do mundo do samba. Por último, tem razão o bom e vitorioso, mesmo que somente à época da Beija Flor, carnavalesco Cid Carvalho quando concebe que o enredo 2017 da Cubango será patrocinado e sem abrir mão de que tenha excelência na qualidade. Talento para isso o carnavalesco tem. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: 'Sigo firme e já tenho belas propostas de enredo', comemora Cid Carvalho
Postado: 2016-03-23 15:59:22
Enquanto torcedor-amante da Portela e simpatizante da Cubango a qual espero que ascenda da Série A para o Grupo Especial do Carnaval Carioca em 2017 comentarei sobre a declaração do presidente cubanguense Luciano Olivier o Pelé concitando a agremiação e a comunidade a renascerem das cinzas. E acerca do que falou o carnavalesco Cid Carvalho sobre o tipo ou concepção filosófica do enredo 2017. Com todo respeito ao presidente cubanguense, discordo do simbolismo da expressão ´renascer das cinzas´ por ele utilizada como palavra-de-ordem. A Cubango não está nem nunca esteve ´nas cinzas´, apesar de no Carnaval 2015 ter ficado na 4ª colocação e em 2016 ter retrocedido duas posições na tabela, acabando no 6° lugar. Não é por isso nem por ter perdido o comandante da bateria Ritmo Folgado, mestre Maurão, que se bandeou para a vizinha vermelho-branco e o coreógrafo da Comissão Frente (CF), Márcio Moura que optou pela agremiação do saudoso sambista Ismael Silva. A comunidade e a Cubango conforme disse o enredo 2015 são a realeza africana de Niterói, um celeiro de bambas. Assim como o jovem intérprete oficial Hugo Junior foi um achado enquanto prata da casa, com certeza, o mesmo pode ocorrer em relação aos cargos de mestre da bateria Ritmo Folgado e de coreógrafo da CF. Ou, então fazer as contratações após garimpagens no chamado mercado do mundo do samba. Por último, tem razão o bom e vitorioso, mesmo que somente à época da Beija Flor, carnavalesco Cid Carvalho quando concebe que o enredo 2017 da Cubango será patrocinado e sem abrir mão de que tenha excelência na qualidade. Talento para isso o carnavalesco tem. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla opina sobre os gastos excessivos nas disputas de sambas
Postado: 2016-03-21 17:38:46
Comentarei e serei propositivo sobre a crítica de um dos comandantes da bateria/orquestra nota 10 a ´Poderosa´ da Beija Flor (BF), mestre Rodney às injustas duas notas 9,9 dadas pelos suspeitos julgadores da LIESA e a afirmação do diretor geral de Harmonia & Carnaval da BF, mestre Laíla de que são os próprios compositores que encarecem as disputas de sambas. Estas disputas urgem tornarem-se transparentes a partir da fase eliminatória até a final em relação aos anúncios dos sambas concorrentes que vão se classificando e o que se tornar o samba-enredo oficial. Na hora de tais anúncios as justificativas dos eliminados e não-vencedores ou não-vencedor e do próprio vencedor tem que ser passadas à imprensa. Essa transparência tem que passar a existir nas disputas de sambas das agremiações de todos os grupos/séries. Isso, para que possam exigir a mesma transparência às ligas que são LIESA, LIERJ, LIESB e Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores. Isto é, na hora das leituras das notas simultaneamente as justificativas inclusas as notas 10 têm que entregues à imprensa. A transparência nas escolhas em quadra dos sambas-enredo com o consequente fim dos sambas encomendados e nas apurações dos resultados dos desfiles apresentado pelas escolas de samba democratizarão e baratearão tais escolhas e ajudarão inestimavelmente a resolver as injustiças nas notas dadas pelos julgadores conforme as criticadas com razão por mestre Rodney. Depois de injustiçada a muitos anos a bateria/orquestra nota 10 a ´Poderosa´ da BF finalmente em 2016 obteve cinco premiações enquanto a melhor do ano, inclusive a mais tradicional que é o Estandarte de Ouro. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla opina sobre os gastos excessivos nas disputas de sambas
Postado: 2016-03-21 17:38:45
Comentarei e serei propositivo sobre a crítica de um dos comandantes da bateria/orquestra nota 10 a ´Poderosa´ da Beija Flor (BF), mestre Rodney às injustas duas notas 9,9 dadas pelos suspeitos julgadores da LIESA e a afirmação do diretor geral de Harmonia & Carnaval da BF, mestre Laíla de que são os próprios compositores que encarecem as disputas de sambas. Estas disputas urgem tornarem-se transparentes a partir da fase eliminatória até a final em relação aos anúncios dos sambas concorrentes que vão se classificando e o que se tornar o samba-enredo oficial. Na hora de tais anúncios as justificativas dos eliminados e não-vencedores ou não-vencedor e do próprio vencedor tem que ser passadas à imprensa. Essa transparência tem que passar a existir nas disputas de sambas das agremiações de todos os grupos/séries. Isso, para que possam exigir a mesma transparência às ligas que são LIESA, LIERJ, LIESB e Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) em relação às justificativas das notas dadas pelos julgadores. Isto é, na hora das leituras das notas simultaneamente as justificativas inclusas as notas 10 têm que entregues à imprensa. A transparência nas escolhas em quadra dos sambas-enredo com o consequente fim dos sambas encomendados e nas apurações dos resultados dos desfiles apresentado pelas escolas de samba democratizarão e baratearão tais escolhas e ajudarão inestimavelmente a resolver as injustiças nas notas dadas pelos julgadores conforme as criticadas com razão por mestre Rodney. Depois de injustiçada a muitos anos a bateria/orquestra nota 10 a ´Poderosa´ da BF finalmente em 2016 obteve cinco premiações enquanto a melhor do ano, inclusive a mais tradicional que é o Estandarte de Ouro. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Império Serrano e Portela fecham parceria com 'Projeto Quem És Tu, Passista?'
Postado: 2016-03-21 11:26:45
Farei autocrítica antes de comentar as apresentações oficiais pelo Império Serrano de seus novos contratados o jovem & promissor carnavalesco Marcus Ferreira e o igualmente promissor intérprete Marquinhos Art´Samba assim como o fechamento da parceria da agremiação com a vizinha em Madureira, Portela, no Projeto ´Quem és tu, passista?´. Equivoquei-me sendo preconceituoso ´achando´ que a diretoria imperiana liderada pela presidenta Vera Lúcia significaria aburguesamento embranquecedor com a consequente elitização sociológica e antropológica da coirmã e vizinha da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Nota zero pra mim... Rsrsrs... Agora, voltando a falar sério, descobri meu equívoco quando a presidenta imperiana declarou à imprensa que tinha se socorrido da solidariedade inclusive financeira da coirmã & vizinha em Madureira para a honrosa 3ª colocação do Império Serrano no Carnaval 2015. De lá pra cá, os inúmeros eventos em parceria realizados na quadra de uma e de outra somente vieram comprovar isso. Assim, realizados na quadra do Império Serrano os eventos das citadas apresentações de seus novos carnavalesco e intérprete oficial assim como a parceria imperiana com a coirmã & vizinha Portela no mencionado Projeto somente vem confirmar o acerto da filosofia político-administrativa das diretorias de ambas agremiações. Por último, louve-se que o esforço de iniciativa desse Projeto em parceria deveu-se sempre ao vídeo-blogueiro em um site do mundo do samba, Hélio Ricardo Rainho. Afinal, conforme o próprio declarou: `Sou um apaixonado amante portelense, que enquanto filho de saudoso & histórico imperiano, não pode deixar de assumir que é influenciado por isso´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2016-03-18 12:07:54
A Beija Flor (BF) não tem sido notícia aqui. Por isso reproduzo meu comentário em outro site sobre declarações do jovem carnavalesco-membro da vitoriosa Comissão da BF, Fran Sérgio, que lembram a não esquecida época que se batia no peito e gritava: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. O que fez crescer a antipatia pela respeitabilíssima agremiação. Depois de sua justa 7ª colocação em 2014 quando ficou fora do desfile das campeãs tal prepotência foi deixada de lado. Porém, ressurgiu com o imerecido título de campeã 2015 conquistado através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem-erros, frio, monótono e incapaz de alegrar e emocionar apoteoticamente o público. Tal prepotência não se justifica ante a justa 5ª colocação da BF em 2016. O que somente se explica devido a insatisfação ante a perda da liderança no ranking da LIESA para a coirmã que é outra agremiação useira e vezeira em apresentar o citado desfile militarizado apelidado de técnico. Quanto à declaração do jovem, eficiente e vitorioso carnavalesco Fran Sérgio de preferir um enredo 2017 que fala de amor na Avenida. Espera-se que ele não esteja se aludindo a homenagear o cappo-presidente de ´honra´ da BF que não é sambista-verdadeiro, embora a escola de samba do coração seja a verde-rosa. Afinal, o ´amor´ de tal cappo pela BF e sua comunidade é respectivamente dominá-la e explorá-la. Para tanto, as glórias dos títulos conquistados pela respeitabilíssima agremiação mais vitoriosa da era sambódromo são usados enquanto marketing & cortina encobridora dos milionários lucros auferidos na mafiosa exploração sobre a comunidade nilopolitana. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2016-03-18 12:07:54
A Beija Flor (BF) não tem sido notícia aqui. Por isso reproduzo meu comentário em outro site sobre declarações do jovem carnavalesco-membro da vitoriosa Comissão da BF, Fran Sérgio, que lembram a não esquecida época que se batia no peito e gritava: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. O que fez crescer a antipatia pela respeitabilíssima agremiação. Depois de sua justa 7ª colocação em 2014 quando ficou fora do desfile das campeãs tal prepotência foi deixada de lado. Porém, ressurgiu com o imerecido título de campeã 2015 conquistado através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem-erros, frio, monótono e incapaz de alegrar e emocionar apoteoticamente o público. Tal prepotência não se justifica ante a justa 5ª colocação da BF em 2016. O que somente se explica devido a insatisfação ante a perda da liderança no ranking da LIESA para a coirmã que é outra agremiação useira e vezeira em apresentar o citado desfile militarizado apelidado de técnico. Quanto à declaração do jovem, eficiente e vitorioso carnavalesco Fran Sérgio de preferir um enredo 2017 que fala de amor na Avenida. Espera-se que ele não esteja se aludindo a homenagear o cappo-presidente de ´honra´ da BF que não é sambista-verdadeiro, embora a escola de samba do coração seja a verde-rosa. Afinal, o ´amor´ de tal cappo pela BF e sua comunidade é respectivamente dominá-la e explorá-la. Para tanto, as glórias dos títulos conquistados pela respeitabilíssima agremiação mais vitoriosa da era sambódromo são usados enquanto marketing & cortina encobridora dos milionários lucros auferidos na mafiosa exploração sobre a comunidade nilopolitana. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: Beija-Flor recebe Prêmio SRZD-Carnaval 2016 de melhor bateria do Grupo Especial
Postado: 2016-03-18 12:00:44
A Beija Flor (BF) não tem sido notícia aqui. Por isso reproduzo meu comentário em outro site sobre declarações do jovem carnavalesco-membro da vitoriosa Comissão da BF, Fran Sérgio, que lembram a não esquecida época que se batia no peito e gritava: ?A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela?. O que fez crescer a antipatia pela respeitabilíssima agremiação. Depois de sua justa 7ª colocação em 2014 quando ficou fora do desfile das campeãs tal prepotência foi deixada de lado. Porém, ressurgiu com o imerecido título de campeã 2015 conquistado através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem-erros, frio, monótono e incapaz de alegrar e emocionar apoteoticamente o público. Tal prepotência não se justifica ante a justa 5ª colocação da BF em 2016. O que somente se explica devido a insatisfação ante a perda da liderança no ranking da LIESA para a coirmã que é outra agremiação useira e vezeira em apresentar o citado desfile militarizado apelidado de técnico. Quanto à declaração do jovem, eficiente e vitorioso carnavalesco Fran Sérgio segundo a qual ele prefere um enredo que fala de amor na Avenida. Espera-se que ele não esteja se aludindo a homenagear o cappo-presidente de ´honra´ da BF que não é sambista-verdadeiro, embora a escola de samba do coração seja a verde-rosa. Afinal, o ´amor´ de tal cappo pela BF e sua comunidade é respectivamente dominá-la e explorá-la. Para tanto, as glórias dos títulos conquistados pela respeitabilíssima agremiação mais vitoriosa da era sambódromo são usados enquanto marketing & cortina encobridora dos milionários lucros auferidos na mafiosa exploração sobre a comunidade nilopolitana. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vila: 'Chega de passar na Avenida. Vamos disputar o título', diz novo presidente
Postado: 2016-03-18 10:43:34
É prepotência esta declaração do jovem presidente Levi Junior que acaba de ser empossado na respeitabilíssima escola de samba Unidos de Vila Isabel. Reflete o momento ameaçador de um retrocesso no País escondido no movimento de impeachment. É desrespeitosa a afirmação dele de que a partir do Carnaval 2017 a agremiação deixará de passear (sic) na Avenida. Como assim?! Depois do seu 3º título da História em 2013, os anteriores ocorreram em 1988 e 2006, as más colocações da agremiação 10ª (2014), 9ª (2015) e a comemorada 8ª (2016) mostraram a superação do povo do samba em meio à crise causada pela renúncia da então presidenta vilaisabelense, que não merece ter o nome citado. Renúncia essa que levou à chegada e ao surgimento na direção da Unidos de Vila Isabel do então vice e agora presidente Levi Junior. Ficam expostas sua arrogância e desrespeito ao período que ele integrou na direção da agremiação de Noel e que equivocadamente afirma ter sido de passeio na Avenida. A outra prepotência do presidente vilaisabelense está no fato dele ter dito que a prioridade zero era sanar as milionárias contas da agremiação, mas agora arrosta essa bravata de que já no Carnaval 2017 a Unidos de Vila Isabel irá dar o salto da 8ª colocação em 2016, para a disputa real de título. Nem a própria minoria vilaisabelense fanática pentecostal que existe em toda agremiação crê nesse ´milagre´ ocorrido com a campeã 2016 que apresentou desfile para no máximo ser vice. Depois de ter ficado fora do desfile das campeãs desde 2011 e acabar saltando da 10ª colocação em 2015 para o título em 2016. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Homenageada de 2017, Ivete Sangalo canta e faz a festa na quadra da Grande Rio
Postado: 2016-03-15 11:32:03
Ricardinho, prezado parceiro portelense, aqui comenta-se o que e da forma que quiser. Porém, como somos torcedores-amantes da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira ou/da Majestade do Samba a agremiação mais carioca, a mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida organizada e embora não conquiste título sozinha desde 1970, o último ocorreu em 1984. Nossa amada agremiação acaba causando inveja, ciúme e despeito no competitivo mundo do samba. O mesmo ocorre em relação ao vitorioso carnavalesco mesmo que em uma só agremiação, Paulo Barros que casou bem com a comunidade e com a Portela. Seu comentário de adivinhação apocalíptica da queda da Grande Rio (GR) pode funcionar como guarda aberta para os detratores atacarem o carnavalesco e nossa Portela. Reafirmo o que comentei sobre os valores da cantora Ivete Sangalo e de um enredo a homenageando. Lembro-lhe, a última vez que a GR apresentou enredo homenageando uma cantora da MPB ocorreu em 2014 quando ficou na 6ª colocação. O enredo foi: ´ Verdes olhos de Maysa (cantora) sobre o mar, no caminho Maricá´ patrocinado pela prefeitura desse município e de criação e desenvolvimento do jovem e promissor carnavalesco Fábio Ricardo. Virou moda apresentar enredo assim. Quem é useira e vezeira nisso é a campeã 2016 que apresentou desfile para no máximo ser vice. Apesar de ter ficado na 11ª colocação em 1994 quando homenageou os doces bárbaros os cantores baianos o portelense Gil, Caetano, Gal e Bethânia. Tal respeitabilíssima agremiação foi supercampeã em 1984, bi campeã em 1986/7 e campeã em 1998 quando o homenageado, o até então portelense Chico Buarque, virou casaca. Mas, não o carnavalesco Alexandre Louzada. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2016-03-14 19:43:14
Reproduzo meu comentário em outro site sobre o mesmo ter posto no título do texto jornalístico acerca do evento de premiação Estrela do Carnaval que o próprio realizou na quadra do Salgueiro, dia 13/03/2016. O que serve de indício p/pedir uma CPI no Legislativo Carioca p/apurar a denúncia do diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla de manipulação nos resultados no Carnaval 2016 da LIESA. Se refere bem mais à sua voracidade por lucro que às escolas de samba, quando o texto fala em apresentações históricas. Isso é público e notório. Realizada mais uma vez na quadra da injustiçada bi vice em 2014/5, o evento teve apoio da LIESA responsável por tais injustiças e pelo título de campeã 2016 dado à agremiação que no máximo fez por merecer o vice. Além do apoio oficial da LIESA, o evento de premiação teve como uma das parceiras a empresa AM17. Na qual dois aburguesados e vorazes empresários-sócios são ninguém menos que os ex-presidentes da campeã 2016 e dirigentes da LIESA, Álvaro Luiz Caetano o Alvinho e Elmo José dos Santos. Este inclusive é o diretor de Carnaval do órgão e representou quem não compareceu ao evento, o presidente oriundo do mercado de capitais, o economista Jorge Castanheira. A apresentação do evento coube ao atual comentarista da Globo o carnavalesco Milton Cunha. Agora, ganha um doce quem acertar qual agremiação, mesmo sendo respeitabilíssima e mergulhada em milionárias dívidas está pagando anúncio & propaganda na capa e nas páginas internas do site. Tudo sem disfarce: ?Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir?. Tá tudo dominado. Isso é uma vergonha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Prêmio SRZD-Carnaval 2016: veja shows dos premiados, entrevistas e fotos da festa
Postado: 2016-03-14 19:13:22
Reproduzo o que comentei em outro site sobre o fato do mesmo ter posto no título do texto jornalístico acerca do evento de premiação Estrela do Carnaval que realizou na quadra do Salgueiro neste domingo, dia 13/03/2016. Se refere bem mais à sua própria voracidade por lucro que às escolas de samba, quando o texto fala em apresentações históricas. Isso é público e notório. Realizada mais uma vez na quadra da injustiçada bi vice em 2014/5, o evento teve apoio da LIESA responsável por tais injustiças e pelo título de campeã 2016 dado à agremiação que no máximo fez por merecer o vice. Além do apoio oficial da LIESA, o evento de premiação teve como uma das parceiras a empresa AM17. Na qual dois aburguesados e vorazes empresários-sócios são ninguém menos que os ex-presidentes da campeã 2016 e dirigentes da LIESA, Álvaro Luiz Caetano o Alvinho e Elmo José dos Santos. Este inclusive é quase eterno diretor de Carnaval do órgão e representou quem não compareceu ao evento, o presidente oriundo do mercado de capitais, o economista Jorge Castanheira. A apresentação do evento de premiação coube ao atual comentarista da Globo o carnavalesco Milton Cunha. Agora, ganha um doce quem acertar qual agremiação, mesmo sendo respeitabilíssima e mergulhada em milionárias dívidas está pagando anúncio & propaganda na capa e nas páginas internas do site. Tudo sem disfarce: ?Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir?. Tá tudo dominado. Isso é uma vergonha. Ou melhor, talvez sirva como prova da manipulação dos resultados no Carnaval 2016 da LIESA que o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla denunciou. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Prêmio 'Machine Bastidores do Carnaval Carioca': SRZD fatura o de melhor cobertura
Postado: 2016-03-14 18:58:57
Reproduzo o que comentei em outro site sobre o fato do mesmo ter posto no título do texto jornalístico acerca do evento de premiação Estrela do Carnaval que realizou na quadra do Salgueiro neste domingo, dia 13/03/2016. Se refere bem mais à sua própria voracidade por lucro que às escolas de samba, quando o texto fala em apresentações históricas. Isso é público e notório. Realizada mais uma vez na quadra da injustiçada bi vice em 2014/5, o evento teve apoio da LIESA responsável por tais injustiças e pelo título de campeã 2016 dado à agremiação que no máximo fez por merecer o vice. Além do apoio oficial da LIESA, o evento de premiação teve como uma das parceiras a empresa AM17. Na qual dois aburguesados e vorazes empresários-sócios são ninguém menos que os ex-presidentes da campeã 2016 e dirigentes da LIESA, Álvaro Luiz Caetano o Alvinho e Elmo José dos Santos. Este inclusive é quase eterno diretor de Carnaval do órgão e representou quem não compareceu ao evento, o presidente oriundo do mercado de capitais, o economista Jorge Castanheira. A apresentação do evento de premiação coube ao atual comentarista da Globo o carnavalesco Milton Cunha. Agora, ganha um doce quem acertar qual agremiação, mesmo sendo respeitabilíssima e mergulhada em milionárias dívidas está pagando anúncio & propaganda na capa e nas páginas internas do site. Tudo sem disfarce: ?Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir?. Tá tudo dominado. Isso é uma vergonha. Ou melhor, talvez sirva como prova da manipulação dos resultados no Carnaval 2016 da LIESA que o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla denunciou. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Homenageada de 2017, Ivete Sangalo canta e faz a festa na quadra da Grande Rio
Postado: 2016-03-14 10:35:54
Tendo definido (Hoje é dia de Ivete) enquanto título do enredo 2017 deve-se manter respeito à Grande Rio (GR) estigmatizada como ´agremiação de artistas e celebridades da Globo´, embora seja uma escola de samba comunitária. Apesar de comandada por um cappo-presidente de ´honra´ que não é sambista-verdadeiro, mas sim contraventor penal do jogo de bicho que explora a comunidade e domina a agremiação. Tudo disfarçado pelo fato da GR ter ficado fora do desfile das campeãs apenas em 2016. Ou seja, excetuando o atípico Carnaval 2011 no qual não foi avaliada por causa de incêndio no barracão, isso não ocorria desde a 10ª colocação em 2004. Quando o enredo foi o do genial carnavalesco Joãosinho Trinta, intitulado: ´Vamos vestir a camisinha, meu amor!´. Assim, para o Carnaval 2017 além de se respeitar a GR deve-se aguardar a sinopse, a safra de sambas concorrentes a ´hino´ oficial e por último. Esperar o desenvolvimento do enredo. O que de acordo com o regulamento oficial é a produção artístico-cultural de tema ou conceito, desde que se mantenha um equilíbrio a partir da concepção até a apresentação em si, que é o desfile carnavalesco. Isto é, embora o gênero da Música Popular Brasileira (MPB) axé-music seja culturalmente colonizado de forma digamos afro-estadunidencizada, não se pode negar. Em termos de qualidade de timbre vocal e mesmo de repertório musical, a baiana cantora Ivete Sangalo chega a ser boa e pode ser igualmente um bom tema, viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem no enredo 2017 da GR. Afinal, filosoficamente falando, artes e culturas têm valor universal desde que se respeite as peculiaridades e tradições nacionais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Presidente da Inocentes desabafa sobre nota de jurada: 'Pedimos respeito'
Postado: 2016-03-13 17:41:30
Causa indignação este choroso ´repúdio´ do presidente da respeitabilíssima Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes. Isso, porque passa da hora dos dirigentes se conscientizarem. Por mais gabarito que julgador ou julgadora tenha sendo pertencente ou não ao mundo do samba, existirá sempre a possibilidade de justificar e dar nota baseado na subjetividade e ou influência de ser a agremiação do coração, de sua simpatia ou antipatia. Urge as escolas de samba em todos os grupos passarem a praticar transparência nas escolhas do sambas-enredo, por exemplo, para poderem ter moral de exigir o mesmo das ligas. No caso em questão, por se tratar do grupo de acesso/Série A que é de responsabilidade da LIERJ, tem que passar a ocorrer o seguinte. A partir da fase eliminatória até a final, na hora de anunciar os sambas concorrentes eliminados, não-vencedores e ou o que se tornar samba-enredo oficial, as justificativas serão entregues à imprensa. Somente assim as agremiações terão moral para exigirem a mesma transparência às ligas na hora da leitura das notas durante a apuração, cujas justificativas têm que ser simultaneamente passadas à imprensa. Ainda mais o presidente Reginaldo Gomes o qual em 2012 quando acumulou as presidências da Inocentes e da então liga do grupo de acesso cuja sigla era LESGA ficou sob suspeita de ter levado a Inocentes a ascender ao Grupo Especial (GE) da LIESA. A qual se encontra sob suspeita de manipulação de resultados conforme denúncia do diretor da Beija Flor, mestre Laíla. O fato é que a partir de 2013 a campeã do grupo de acesso/Série A & ascendente ao GE torna-se carta marcada para ser rebaixada. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Prêmio SRZD-Carnaval 2016: veja shows dos premiados, entrevistas e fotos da festa
Postado: 2016-03-12 18:55:12
RETIFICAÇÃO: Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA, NÃO poderemos apresentar prova material da manipulação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: blogueiros debatem e avaliam justificativas das notas dos jurados no Carnaval 2016
Postado: 2016-03-12 18:53:14
RETIFICAÇÃO: Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA, NÃO poderemos apresentar prova material da manipulação. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: blogueiros debatem e avaliam justificativas das notas dos jurados no Carnaval 2016
Postado: 2016-03-12 18:41:49
Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA poderemos provar a manipulação. O fato é que dois ex-presidentes da campeã 2016 que não apresentou desfile para tal, são ´beneméritos´ da Portela. Refiro-me ao quase eterno diretor de Carnaval da LIESA, Elmo José dos Santos e Álvaro Luiz Caetano o Alvinho atualmente suplente do Conselho Fiscal (CF) do órgão. Na última eleição em meados de 2013 foi registrado pela imprensa os comparecimentos de ambos à quadra da Portela para votar provavelmente, não, na chapa vencedora a da atual diretoria, mas sim na do nada-saudoso presidente anterior da agremiação e então secretário do Conselho Deliberativo da LIESA, Nilo Mendes Figueiredo. Já no último pleito-aclamação sempre através de chapa única do órgão realizado em maio de 2015, equivocaram-se o presidente portelense Serginho Procópio e a colega salgueirense Regina Celi Fernandes, porque apoiaram e votaram no continuísmo tornando-se ele membro e ela presidente do CF da LIESA. O preço pago foi ter que engolir enquanto membros vitalícios do Conselho de Grandes ´Beneméritos´(CGB) que indica para os julgadores a campeã e a rebaixada, dentre outros, o presidente Chiquinho da Mangueira e o ex-patrono da Estácio e ex-presidente da Portela que não é sambista verdadeiro o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Tudo isso explica o bi vice do Salgueiro em 2014/5 e a Portela em 2016 ter sido aclamada como a campeã de fato pelo público e por praticamente toda mídia especializada em enquetes e premiações. Menos pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: blogueiros debatem e avaliam justificativas das notas dos jurados no Carnaval 2016
Postado: 2016-03-12 18:41:49
Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA poderemos provar a manipulação. O fato é que dois ex-presidentes da campeã 2016 que não apresentou desfile para tal, são ´beneméritos´ da Portela. Refiro-me ao quase eterno diretor de Carnaval da LIESA, Elmo José dos Santos e Álvaro Luiz Caetano o Alvinho atualmente suplente do Conselho Fiscal (CF) do órgão. Na última eleição em meados de 2013 foi registrado pela imprensa os comparecimentos de ambos à quadra da Portela para votar provavelmente, não, na chapa vencedora a da atual diretoria, mas sim na do nada-saudoso presidente anterior da agremiação e então secretário do Conselho Deliberativo da LIESA, Nilo Mendes Figueiredo. Já no último pleito-aclamação sempre através de chapa única do órgão realizado em maio de 2015, equivocaram-se o presidente portelense Serginho Procópio e a colega salgueirense Regina Celi Fernandes, porque apoiaram e votaram no continuísmo tornando-se ele membro e ela presidente do CF da LIESA. O preço pago foi ter que engolir enquanto membros vitalícios do Conselho de Grandes ´Beneméritos´(CGB) que indica para os julgadores a campeã e a rebaixada, dentre outros, o presidente Chiquinho da Mangueira e o ex-patrono da Estácio e ex-presidente da Portela que não é sambista verdadeiro o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Tudo isso explica o bi vice do Salgueiro em 2014/5 e a Portela em 2016 ter sido aclamada como a campeã de fato pelo público e por praticamente toda mídia especializada em enquetes e premiações. Menos pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Prêmio SRZD-Carnaval 2016: veja shows dos premiados, entrevistas e fotos da festa
Postado: 2016-03-12 18:38:28
Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA poderemos provar a manipulação. O fato é que dois ex-presidentes da campeã 2016 que não apresentou desfile para tal, são ´beneméritos´ da Portela. Refiro-me ao quase eterno diretor de Carnaval da LIESA, Elmo José dos Santos e Álvaro Luiz Caetano o Alvinho atualmente suplente do Conselho Fiscal (CF) do órgão. Na última eleição em meados de 2013 foi registrado pela imprensa os comparecimentos de ambos à quadra da Portela para votar provavelmente, não, na chapa vencedora a da atual diretoria, mas sim na do nada-saudoso presidente anterior da agremiação e então secretário do Conselho Deliberativo da LIESA, Nilo Mendes Figueiredo. Já no último pleito-aclamação sempre através de chapa única do órgão realizado em maio de 2015, equivocaram-se o presidente portelense Serginho Procópio e a colega salgueirense Regina Celi Fernandes, porque apoiaram e votaram no continuísmo tornando-se ele membro e ela presidente do CF da LIESA. O preço pago foi ter que engolir enquanto membros vitalícios do Conselho de Grandes ´Beneméritos´(CGB) que indica para os julgadores a campeã e a rebaixada, dentre outros, o presidente Chiquinho da Mangueira e o ex-patrono da Estácio e ex-presidente da Portela que não é sambista verdadeiro o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Tudo isso explica o bi vice do Salgueiro em 2014/5 e a Portela em 2016 ter sido aclamada como a campeã de fato pelo público e por praticamente toda mídia especializada em enquetes e premiações. Menos pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Prêmio SRZD-Carnaval 2016: veja shows dos premiados, entrevistas e fotos da festa
Postado: 2016-03-12 18:38:28
Eu e o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla, que denunciou a existência de manipulação de resultado nos desfiles carnavalescos realizados pela LIESA poderemos provar a manipulação. O fato é que dois ex-presidentes da campeã 2016 que não apresentou desfile para tal, são ´beneméritos´ da Portela. Refiro-me ao quase eterno diretor de Carnaval da LIESA, Elmo José dos Santos e Álvaro Luiz Caetano o Alvinho atualmente suplente do Conselho Fiscal (CF) do órgão. Na última eleição em meados de 2013 foi registrado pela imprensa os comparecimentos de ambos à quadra da Portela para votar provavelmente, não, na chapa vencedora a da atual diretoria, mas sim na do nada-saudoso presidente anterior da agremiação e então secretário do Conselho Deliberativo da LIESA, Nilo Mendes Figueiredo. Já no último pleito-aclamação sempre através de chapa única do órgão realizado em maio de 2015, equivocaram-se o presidente portelense Serginho Procópio e a colega salgueirense Regina Celi Fernandes, porque apoiaram e votaram no continuísmo tornando-se ele membro e ela presidente do CF da LIESA. O preço pago foi ter que engolir enquanto membros vitalícios do Conselho de Grandes ´Beneméritos´(CGB) que indica para os julgadores a campeã e a rebaixada, dentre outros, o presidente Chiquinho da Mangueira e o ex-patrono da Estácio e ex-presidente da Portela que não é sambista verdadeiro o contraventor penal do jogo de bicho Carlinhos Maracanã. Tudo isso explica o bi vice do Salgueiro em 2014/5 e a Portela em 2016 ter sido aclamada como a campeã de fato pelo público e por praticamente toda mídia especializada em enquetes e premiações. Menos pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: Marquinhos e Giovanna formam o novo casal da Paraíso do Tuiuti
Postado: 2016-03-12 11:10:21
José B. M. Marinho o Mário Marinho, imperiano parceiro, rsrsrs, aquele abraço, rsrsrs, agrada-me & diverte-me o seu bom humor o qual deveria ser obrigatório para todos nós amantes do mundo do samba. É o seguinte. Não se deve perder a consciência & o senso crítico independente do amor ou paixão que que sinta por uma escola de samba, sob pena do sentimento tornar-se o que chamo de fanatismo pentecostal... Rsrsrs... Estou convencido não ser este o seu caso. Ou seja, identifico-o enquanto um consciente imperiano. Quanto ao direito & dever enquanto trabalhadores dos artistas-sambistas representado pelo chamado casal de MS & PB em questão, se não me fiz entender, serei repetitivo... Rsrsrs... O ótimo & praticamente nota 10 casal de MS & PB é uma exceção da regra. Isto é, vende sua força de trabalho no mercado do mundo do samba tendo firmado durante 15 anos laços de amor com a agremiação do coração e da qual o casal é oriundo, a gloriosa Estação Primeira de Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: Marquinhos e Giovanna formam o novo casal da Paraíso do Tuiuti
Postado: 2016-03-12 11:10:21
José B. M. Marinho o Mário Marinho, imperiano parceiro, rsrsrs, aquele abraço, rsrsrs, agrada-me & diverte-me o seu bom humor o qual deveria ser obrigatório para todos nós amantes do mundo do samba. É o seguinte. Não se deve perder a consciência & o senso crítico independente do amor ou paixão que que sinta por uma escola de samba, sob pena do sentimento tornar-se o que chamo de fanatismo pentecostal... Rsrsrs... Estou convencido não ser este o seu caso. Ou seja, identifico-o enquanto um consciente imperiano. Quanto ao direito & dever enquanto trabalhadores dos artistas-sambistas representado pelo chamado casal de MS & PB em questão, se não me fiz entender, serei repetitivo... Rsrsrs... O ótimo & praticamente nota 10 casal de MS & PB é uma exceção da regra. Isto é, vende sua força de trabalho no mercado do mundo do samba tendo firmado durante 15 anos laços de amor com a agremiação do coração e da qual o casal é oriundo, a gloriosa Estação Primeira de Mangueira. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: Marquinhos e Giovanna formam o novo casal da Paraíso do Tuiuti
Postado: 2016-03-11 17:32:41
O mercado do mundo do samba funciona assim. Somente como exceção da regra, artistas-sambistas profissionalizados criam laços de fidelidade com as agremiações do coração e ou/da qual são oriundos. É o que ocorre com estes dois ótimos artistas-sambistas o chamado casal de mestre-sala & porta-bandeira (MS & PB) Marquinhos e Giovanna. Que iniciou carreira em 1995 e permaneceu até o Carnaval 2009 na Estação Primeira de Mangueira que é a madrinha da Paraíso do Tuiuti. Nela em 2017 vão atuar pela 2ª vez, sendo a 1ª no Grupo Especial (GE) onde a Tuiuti foi ioiô-carta marcada no Carnaval 2001. Em temos de GE o casal de MS & PB em questão teve passagens por outras duas agremiações, pela Unidos da Tijuca de 2010 a 2013 e pela Unidos de Vila Isabel em 2014. Já por escolas de samba em grupos de acesso ou séries, pela Unidos do Viradouro em 2016 (Série A) e anteriormente pela Flor da Mina do Andaraí e pela Unidos da Villa Rica. Não por outra razão, o fragmento da letra desse samba-enredo diz tudo: ´(...) O mestre-sala foi parar em outra Escola/Carregado por cartolas do poder de quem dá mais (...)´. O qual pertence ao ´hino´ oficial 1990 da São Clemente que abandonou este tipo de tema irreverente & crítico, apesar de lhe ter propiciado sua melhor colocação (6ª) da História. O título do enredo é ´E o Samba sambou...´ de criação & desenvolvimento dos carnavalescos que atualmente estão fora do mercado, Carlinhos d´Andrade e Roberto Costa. Já os coautores da obra musical são os compositores Helinho 107, Mais Velho, Nino e Chocolate. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Diretamente de São Cristóvão': Wantuir fala sobre sua ida para a Paraíso do Tuiuti
Postado: 2016-03-10 19:46:55
Reproduzo e abordarei aqui algumas coisas que comentei em outro site. Fazem bem enquanto leitores um dos bons intérpretes oficiais do Salgueiro a Academia do Samba o gentleman & multimídia Leonardo Bessa assim como o parceiro, Alexandre Santos. Um saúda e dá justíssimas boas-vindas ao ótimo colega Wantuir Oliveira o qual agora passa a ser uma das duas vozes oficiais da Paraíso do Tuiuti. Esta respeitabilíssima agremiação que é afilhada da Estação Primeira de Mangueira em 2001 foi injustamente penalizada com a 14ª colocação consequentemente rebaixada enquanto ioiô-carta marcada. A Tuiuti é reverenciada pelo outro leitor através do 1º refrão na letra do injustiçado sambão de apenas uma nota 10 dada pelos ´suspeitos´ julgadores da LIESA intitulado ´Um mouro no Quilombo, isto a História registra´ do bom carnavalesco de estilo barroco Paulo Menezes. A obra musical foi a de coautoria dos compositores-bambas Cesar Som Livre, Kleber Rodrigues, David Lima e Cláudio Martins. A íntegra de sua letra cujo canto esteve a cargo do atual & ótimo intérprete oficial mangueirense Ciganerey é a seguinte: ´Tu és meu sonho, Tiuiti/Tens um destino a cumprir/É brilhar no Carnaval/No desfile principal/Todo o povo a te aplaudir (REFRÃO). Pra agradecer/O dom da vida/O mais sublime dom de Alah/No mar... Um bravo mouro se aventurou/Ao risco de tenebrosas tormentas/Piratas, batalhas sangrentas/Mas, naufragou/E o destino lhe sorriu/Nas mãos de um Salvador/O trouxe pro Brasil... De Zumbi. Ê ô Zumbi/Todo o Quilombo... Coragem/É força pra resistir/É fé que vem acudir/É fibra que brota em ti... Palmares (REFRÃO). Assim surgiu/O desejo de escrever/A própria História/E quem quiser chegar/Pra construir essa vitória/Um povo mais feliz/A meca de um país/Justiça e igualdade´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Grande Rio vai promover festa para oficializar homenagem à Ivete Sangalo
Postado: 2016-03-10 12:30:47
Respeitabilíssima agremiação embora seja estigmatizada como ´escola de samba de artistas & celebridades da Globo´, fato agravado devido ser comandada por um cappo-presidente de ´honra´ que não é sambista-verdadeiro, a Grande Rio ficou fora do desfile das campeãs em 2016. Excetuando o atípico Carnaval 2011 no qual não foi avaliada por causa de incêndio no barracão, isso não ocorria desde 2004 quando foi a 10ª colocada. O enredo apresentado foi o do genial carnavalesco que dá nome à Cidade do Samba, Joãosinho Trinta, intitulado: ´Vamos vestir a camisinha, meu amor!´. Para o Carnaval 2017 não chega a ser surpresa a agremiação realizar neste sábado, dia 12 de março, essa populista festa em quadra, cujos ingressos nem serão cobrados. Tudo, para recepcionar a baiana cantora da Música Popular Brasileira (MPB) gênero culturalmente colonizado como axé music, Ivete Sangalo, que será tema, viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem no enredo 2017 da tricolor caxiense. Afilhada do Salgueiro a Academia do Samba, a última vez que a Grande Rio apresentou enredo tendo viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem à cantora da MPB ocorreu em 2014 quando ficou na 6ª colocação. O título do enredo foi: ´ Verdes olhos (da cantora Maysa) sobre o mar, no caminho (o município cuja prefeitura patrocinou) Maricá´ do jovem & promissor carnavalesco Fábio Ricardo. Virou moda apresentar enredo desse tipo. A campeã 2016 é useira & vezeira nisso, tendo sido supercampeã em 1984, bi campeã 1986/7 e campeã 1998, apesar de ter se dado mal ficando na 11ª colocação em 1994 quando homenageou o cantores baianos Caetano, Gil, Gal e Bethânia. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Grande Rio vai promover festa para oficializar homenagem à Ivete Sangalo
Postado: 2016-03-10 12:30:46
Respeitabilíssima agremiação embora seja estigmatizada como ´escola de samba de artistas & celebridades da Globo´, fato agravado devido ser comandada por um cappo-presidente de ´honra´ que não é sambista-verdadeiro, a Grande Rio ficou fora do desfile das campeãs em 2016. Excetuando o atípico Carnaval 2011 no qual não foi avaliada por causa de incêndio no barracão, isso não ocorria desde 2004 quando foi a 10ª colocada. O enredo apresentado foi o do genial carnavalesco que dá nome à Cidade do Samba, Joãosinho Trinta, intitulado: ´Vamos vestir a camisinha, meu amor!´. Para o Carnaval 2017 não chega a ser surpresa a agremiação realizar neste sábado, dia 12 de março, essa populista festa em quadra, cujos ingressos nem serão cobrados. Tudo, para recepcionar a baiana cantora da Música Popular Brasileira (MPB) gênero culturalmente colonizado como axé music, Ivete Sangalo, que será tema, viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem no enredo 2017 da tricolor caxiense. Afilhada do Salgueiro a Academia do Samba, a última vez que a Grande Rio apresentou enredo tendo viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem à cantora da MPB ocorreu em 2014 quando ficou na 6ª colocação. O título do enredo foi: ´ Verdes olhos (da cantora Maysa) sobre o mar, no caminho (o município cuja prefeitura patrocinou) Maricá´ do jovem & promissor carnavalesco Fábio Ricardo. Virou moda apresentar enredo desse tipo. A campeã 2016 é useira & vezeira nisso, tendo sido supercampeã em 1984, bi campeã 1986/7 e campeã 1998, apesar de ter se dado mal ficando na 11ª colocação em 1994 quando homenageou o cantores baianos Caetano, Gil, Gal e Bethânia. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Insatisfeita com notas, coreógrafa da comissão de frente da Portela deixa escola
Postado: 2016-03-09 19:24:01
A coreógrafa Ghislaine Cavalcanti (GC) pediu demissão enquanto responsável pela Comissão de Frente (CF) da Portela cuja direção aceitou. Como a CF no Carnaval 2016 foi coordenada pelo carnavalesco Paulo Barros (PB) o qual também é um dos membros da Comissão de Carnaval (CC) da agremiação e para o Carnaval 2017 os coreógrafos Marcelo Sandryni e Roberta Nogueira prosseguirão coreografando as alegorias, a notícia em questão mostra o seguinte. Devido encontrar-se no cargo desde meados de 2013 quando a atual direção tomou posse, a coreógrafa GC assumiu para si sozinha a responsabilidade ante os resultados não-vitoriosos da Portela batidos na trave três anos seguidos, em 2014/5/6. Entretanto, o pedido de demissão da coreógrafa GC é oposto à autoritária e injusta demissão sumária que foi vítima na Beija Flor logo após o Carnaval 2010. Isso, porque a então campeã Unidos da Tijuca tinha apresentado a imbatível CF idealizada pelo carnavalesco PB. Ademais, a coreógrafa GC fez vitoriosíssima parceria com a CC da BF na qual foi campeã em 1998, 2003/4/5/7/8. Depois disso, embora a BF tenha sido campeã logo em 2011. Em função da agremiação ser comandada por presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros, a filosofia político-administrativa praticada na BF casando o trabalho da CC com o de um coreógrafo responsável pela CF somente deu certo a partir do Carnaval 2014. Espera-se que a atual direção portelense de sambistas-verdadeiros saiba contratar coreógrafo ou coreógrafa responsável pela CF tão vitoriosa quanto GC. Afinal, é correto prosseguir a busca pela conquista do tão sonhado 22° título em 2017. Mas, não pode ser debitada na conta da demissionária coreógrafa GC a perda do título em 2016. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Marquinho Art'Samba já recebeu diversos convites: 'Em breve estarei em outra grande escola'
Postado: 2016-03-08 18:08:04
Foi mesmo surpreendente a demissão feita pela respeitabilíssima Imperatriz Leopoldinense do promissor intérprete Marquinhos Art´Samba. O fato é que desde que foi expropriada a partir do atípico Carnaval 2011 pelos cappos-presidentes de ´honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros nilopolitanos da estratégia de apresentar desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público que notabilizaram a campeã 1994/5/9, 2000/1. O cappo patrono & presidente executivo da respeitabilíssima, conforme também é a Beija Flor, Imperatriz Leopoldinense perdeu o bonde da História. De lá pra cá, a equivocada filosofia político-administrativa dele até conseguiu conduzir a Imperatriz de volta aos desfiles das campeãs através de desfile digamos alegres, apoteóticos e competitivos. Porém, é público & notório que o preço pago por isso tem sido apresentar enredos, temas, viés artístico-cultural notadamente fio condutor de homenagem a personalidades que não têm nada a ver com o mundo do samba. Dizem as más línguas que após o ótimo intérprete que tem a cara da Imperatriz, Preto Joia, no qual teria até dado uns tapas na cara, o aludido cappo da Rainha da Zona Leopoldina não conseguiu firmar o ponto e criar laços representados pela estirpe do citado intérprete com a agremiação. Para ter-se ideia, pela Imperatriz ultimamente passaram intérpretes do naipe de Dominguinhos do Estácio, Wander Pires, Nêgo e agora o promissor Marquinhos Art´Samba. Aguardemos o próximo passo a ser dado pela filosofia político-administrativa do dublê de cappo-presidente executivo não-sambista verdadeiro da Rainha da Zona da Leopoldina & torcedor imperiano em relação à voz oficial que será profissionalmente contratada para o carro de som da respeitabilíssima Imperatriz. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Imperatriz anuncia desligamento de Marquinhos Art´Samba
Postado: 2016-03-08 17:55:22
Antes de comentar esta notícia, o que seria a aristocracia (sic) do samba a qual certo leitor do site alude? O fato é que desde que foi expropriada a partir do atípico Carnaval 2011 pelos cappos-presidentes de ´honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros nilopolitanos a estratégia de apresentar desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público que notabilizaram a campeã 1994/5/9, 2000/1. O cappo patrono & presidente executivo da respeitabilíssima, conforme também é a Beija Flor, Imperatriz Leopoldinense perdeu o bonde da História. De lá pra cá, a equivocada filosofia político-administrativa dele até conseguiu conduzir a Imperatriz de volta aos desfiles das campeãs através de desfile digamos alegres, apoteóticos e competitivos. Porém, é público & notório que o preço pago por isso tem sido apresentar enredos, temas, viés artístico-cultural notadamente fio condutor de homenagem a personalidades que não têm nada a ver com o mundo do samba. Dizem as más línguas que após o ótimo intérprete que tem a cara da Imperatriz, Preto Joia, no qual teria até dado uns tapas na cara, o aludido cappo da Rainha da Zona Leopoldina não conseguiu firmar o ponto e criar laços representados pela estirpe do citado intérprete com a agremiação. Para ter-se ideia, pela Imperatriz ultimamente passaram intérpretes do naipe de Dominguinhos do Estácio, Wander Pires, Nêgo e agora o promissor Marquinhos Art´Samba. Aguardemos o próximo passo a ser dado pela filosofia político-administrativa do dublê de cappo-presidente executivo não-sambista verdadeiro da Rainha da Zona da Leopoldina & torcedor imperiano em relação à voz oficial que será profissionalmente contratada para o carro de som da respeitabilíssima Imperatriz. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: Luciano Ferreira renuncia; Levi Júnior assume comando da escola
Postado: 2016-03-08 15:38:23
Embora o site não informe nesta notícia, o presidente da Vila Isabel, Luciano Ferreira (LF) renunciou ao cargo declarando: `Provei que um homossexual pode liderar escola de samba´. Assim, a condição ou orientação sexual deve ser combatida permanentemente, conforme toda e qualquer forma de opressão, quando manifestada/praticada enquanto crime (homofobia). Ocorre, sendo estruturada na mais perversa das opressões que é a divisão em classes sociais, a sociedade capitalista é hipócrita. LF ascendeu enquanto vice à presidência e agora renuncia ao cargo revelando-se vítima de outras duas opressões, é pobre e miscigenado negro/preto/afrodescendente. Bastaria dizer que ele é afrodescendente, porque diferentemente dos Estados Unidos, África do Sul, Nigéria & outros, não há burguesia negra no Brasil. Aqui a burguesia é inteiramente branca/euro descendente mesmo que miscigenada enquanto tal e é opressiva, racista e fingida. Daí a declaração de LF. Cuja causa está no fato do mundo do samba não ser apartado da sociedade e dela reproduzir mazelas. Tal renúncia é a segunda na atual gestão, é um problema filosófico, estrutural e vem de longe. Vem da incompreensão de que não dá mais para escola de samba ser comandada ou sofrer dominação de não-sambistas verdadeiros os contraventores penais do jogo do bicho & outras criminalidades como integrar máfias conforme são as do bingo e das máquinas caça-níqueis. Foi o que se deu na eleição da Unidos de Vila Isabel em 2014 quando todos seus segmentos foram passivos aceitando o nefasto apoio de um ex-presidente & atual ´benemérito´ da agremiação. O qual está por trás das citadas renúncias, pois, sendo o nefasto cappo não-sambista verdadeiro que é, não merece ter o nome citado. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: Phelipe Lemos e Dandara Ventapane se despedem da Vila Isabel
Postado: 2016-03-08 12:25:51
Reproduzo meu comentário, em outro site, sobre a renúncia do presidente da Vila Isabel, Luciano Ferreira, que declarou: `Provei que um homossexual pode liderar escola de samba´. A condição ou orientação (´opção´ é errôneo) sexual deve ser combatida permanentemente, assim como qualquer forma de opressão, quando manifestada/praticada enquanto crime (homofobia). Ocorre, como a sociedade capitalista é estruturada na mais perversa das opressões que é a divisão em classes sociais, torna-se hipócrita. Esse vice que ascendeu à presidência e agora renuncia ao cargo de presidente, é vítima de outras duas opressões, é pobre e miscigenado negro/preto/afrodescendente. Aliás, bastaria dizer que ele é afrodescendente uma vez que no Brasil, diferentemente dos Estados Unidos, África do Sul, Nigéria & outros não há burguesia negra. Nesse País a burguesia é inteiramente branca/euro descendente mesmo que miscigenada enquanto tal e é opressiva, racista e fingida. Daí essa declaração do renunciante presidente vilaisabelense. Que é causada porque nosso mundo do samba não ser apartado da sociedade, dela reproduzindo as mencionadas mazelas. Por trás dessa renúncia está um problema que é filosófico, estrutural e vem de longe na respeitabilíssima agremiação. Ou seja, vem da incompreensão de que não dá mais para escola de samba ser comandada ou sofrer dominação de não-sambistas verdadeiros que são os contraventores penais do jogo do bicho & outras criminalidades conforme integrar máfias como as do bingo e das máquinas caça-níqueis. Que foi o que ocorreu na última eleição da agremiação em 2014 quando todos os segmentos aceitaram o nefasto apoio de um ex-presidente & atual ´benemérito´ da Unidos de Vila Isabel que é um dos aludidos cappos-não sambista verdadeiro cujo nome nem merece ser citado. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Oficial: Phelipe Lemos e Dandara Ventapane se despedem da Vila Isabel
Postado: 2016-03-08 12:25:51
Reproduzo meu comentário, em outro site, sobre a renúncia do presidente da Vila Isabel, Luciano Ferreira, que declarou: `Provei que um homossexual pode liderar escola de samba´. A condição ou orientação (´opção´ é errôneo) sexual deve ser combatida permanentemente, assim como qualquer forma de opressão, quando manifestada/praticada enquanto crime (homofobia). Ocorre, como a sociedade capitalista é estruturada na mais perversa das opressões que é a divisão em classes sociais, torna-se hipócrita. Esse vice que ascendeu à presidência e agora renuncia ao cargo de presidente, é vítima de outras duas opressões, é pobre e miscigenado negro/preto/afrodescendente. Aliás, bastaria dizer que ele é afrodescendente uma vez que no Brasil, diferentemente dos Estados Unidos, África do Sul, Nigéria & outros não há burguesia negra. Nesse País a burguesia é inteiramente branca/euro descendente mesmo que miscigenada enquanto tal e é opressiva, racista e fingida. Daí essa declaração do renunciante presidente vilaisabelense. Que é causada porque nosso mundo do samba não ser apartado da sociedade, dela reproduzindo as mencionadas mazelas. Por trás dessa renúncia está um problema que é filosófico, estrutural e vem de longe na respeitabilíssima agremiação. Ou seja, vem da incompreensão de que não dá mais para escola de samba ser comandada ou sofrer dominação de não-sambistas verdadeiros que são os contraventores penais do jogo do bicho & outras criminalidades conforme integrar máfias como as do bingo e das máquinas caça-níqueis. Que foi o que ocorreu na última eleição da agremiação em 2014 quando todos os segmentos aceitaram o nefasto apoio de um ex-presidente & atual ´benemérito´ da Unidos de Vila Isabel que é um dos aludidos cappos-não sambista verdadeiro cujo nome nem merece ser citado. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Paraíso do Tuiuti: primeiro casal, Jackellyne e Vinicius Pessanha, se desliga da escola
Postado: 2016-03-07 18:16:52
Esta notícia mostra como funciona o mercado do mundo do samba e como nem sempre criam laços com as agremiações que os contratam profissionalmente, artistas-sambistas, mesmo, os de excelência na qualidade conforme o chamado casal de mestre-sala & porta-bandeira (MS & PB) Marquinhos e Giovanna. Que é oriundo da Estação Primeira de Mangueira onde iniciou carreira em 1995 e permaneceu até o Carnaval 2009. Ou seja criou laços de 15 anos com a madrinha da Paraíso do Tuiuti. Na qual em 2017 vão atuar pela 2ª vez e 1ª no Grupo Especial (GE) onde a afilhada mangueirense foi ioiô no Carnaval 2001. Em temos de GE o chamado casal de MS & PB Marquinhos e Giovanna teve passagens por outras duas agremiações, pela Unidos da Tijuca de 2010 a 2013 e pela Unidos de Vila Isabel em 2014. Já por escolas de samba em grupos de acesso/Séries, pela Unidos do Viradouro em 2016 (Série A) e anteriormente pela Flor da Mina do Andaraí e pela Unidos da Villa Rica. Não por outra razão, diz tudo esse fragmento da letra de um samba-enredo: ´(...) O mestre-sala foi parar em outra Escola/Carregado por cartolas do poder de quem dá mais (...)´. O qual pertence ao ´hino´ oficial 1990 da São Clemente que abandonou este tipo de tema irreverente & crítico, apesar de lhe ter propiciado sua melhor colocação (6ª) da História. O título do enredo é ´E o Samba sambou...´ de criação & desenvolvimento dos carnavalescos Carlinhos d´Andrade e Roberto Costa que deixaram o meio. Já os coautores da obra musical são os compositores-bambas Helinho 107, Mais Velho, Nino e Chocolate. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Paraíso do Tuiuti: primeiro casal, Jackellyne e Vinicius Pessanha, se desliga da escola
Postado: 2016-03-07 18:16:51
Esta notícia mostra como funciona o mercado do mundo do samba e como nem sempre criam laços com as agremiações que os contratam profissionalmente, artistas-sambistas, mesmo, os de excelência na qualidade conforme o chamado casal de mestre-sala & porta-bandeira (MS & PB) Marquinhos e Giovanna. Que é oriundo da Estação Primeira de Mangueira onde iniciou carreira em 1995 e permaneceu até o Carnaval 2009. Ou seja criou laços de 15 anos com a madrinha da Paraíso do Tuiuti. Na qual em 2017 vão atuar pela 2ª vez e 1ª no Grupo Especial (GE) onde a afilhada mangueirense foi ioiô no Carnaval 2001. Em temos de GE o chamado casal de MS & PB Marquinhos e Giovanna teve passagens por outras duas agremiações, pela Unidos da Tijuca de 2010 a 2013 e pela Unidos de Vila Isabel em 2014. Já por escolas de samba em grupos de acesso/Séries, pela Unidos do Viradouro em 2016 (Série A) e anteriormente pela Flor da Mina do Andaraí e pela Unidos da Villa Rica. Não por outra razão, diz tudo esse fragmento da letra de um samba-enredo: ´(...) O mestre-sala foi parar em outra Escola/Carregado por cartolas do poder de quem dá mais (...)´. O qual pertence ao ´hino´ oficial 1990 da São Clemente que abandonou este tipo de tema irreverente & crítico, apesar de lhe ter propiciado sua melhor colocação (6ª) da História. O título do enredo é ´E o Samba sambou...´ de criação & desenvolvimento dos carnavalescos Carlinhos d´Andrade e Roberto Costa que deixaram o meio. Já os coautores da obra musical são os compositores-bambas Helinho 107, Mais Velho, Nino e Chocolate. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'O enredo da Beija-Flor é fascinante', diz compositor Marcelo Guimarães
Postado: 2015-12-03 17:23:32
Poderá causar protesto da parcela nilopolitana fanática-pentecostal me acusando de ´anti-Beija Flor´ o que direi. É equivocada a afirmação do compositor em questão de que o enredo (Mineirinho genial! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortal!) é ´fascinante (sic). O samba ficou bom, abrilhantado pela voz do ótimo intérprete Neguinho da Beija Flor e pela bateria-orquestra nota 10 e ainda sem auto denominação-marketing. Ocorre o samba não passa disso, avaliados separadamente conforme prevê o regulamento da LIESA, os subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo. Não é o caso do quesito enredo, que é avaliado como ´desenvolvimento artístico de tema ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até sua realização-apresentação. Isto é até o desfile propriamente dito´. Daí, afirmar que o enredo é ´fascinante´ chega a ser patético. Ao reler-se a sinopse não se encontra ´fascínio´ no tema ou no conceito acerca da História do Marquês de Sapucaí suficiente para considerá-lo genial (sic) enquanto personalidade. Muito menos, poeta merecedor da qualificação de ´imortal´ (sic). Por melhor boa vontade que tenha o quadro de julgadores da LIESA, não será possível dar nota máxima ou próxima disso a esse enredo. O que poderá ficar claro como água. Caso, forçada pela obsessão de seus capos-presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros de buscar conquistar títulos a qualquer preço. A Beija Flor apresentar em 2016 o tipo de desfile que passou a fazer a partir de 2011. Ou seja, apresentar desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar o público. Seja o presente ao sambódromo, mesmo o de casa que assiste pela televisão. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Dia Nacional do Samba: 'Rivalidade só dentro das quadras', dizem compositores
Postado: 2015-12-03 10:58:14
Foram infelizes as declarações (em outro site) do sambista, compositor e um dos intérpretes do Salgueiro, Xande de Pilares, sobre o Dia Nacional do Samba. Sambista que ascendeu ao sucesso quando integrou conjunto de Música Popular Brasileira (MPB) apelidado de pagode, ele disse não ´aceitar´ o título concedido ao gênero musical Samba, segundo ele ´apenas´ como Patrimônio Cultural. Ele deveria ter consciência de que o que o gênero musical Samba necessita é ter excelência na qualidade enquanto Arte e Cultura genuinamente brasileiras. Tudo, porque Arte e Cultura não devem ser filosoficamente dissociadas da política para a Educação dos governos em todos os níveis. O mesmo deve ocorrer em relação a Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente, Turismo, além de obviamente Arte e Cultura. Tudo isso devem estar associado, ter excelência na qualidade, ser público, gratuito e universalista. Ou seja, ser de direitos iguais para todos e todas. É correto que dois de dezembro a partir do ano de 1963 tenha se tornado oficialmente Dia Nacional do Samba, mesmo que através de decreto do governo federal. Já em 09/05/2012 através da Lei 12.624 o governo federal tornou a data dezessete de outubro Dia Nacional da MPB. Isso, porque é o dia do nascimento de Chiquinha Gonzaga (1847 a 1935). A qual foi uma célebre pianista, maestrina regente e compositora-criadora de inúmeros sucessos musicais e considerada uma das fundadoras da MPB. No Carnaval 1997 a escola de samba Imperatriz Leopoldinense homenageou Chiquinha Gonzaga através do enredo ´Eu sou da lira, não posso negar...´ desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães e o samba-enredo foi o de coautoria dos compositores Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Dia Nacional do Samba: Museu do Samba recebe homenagem na Câmara
Postado: 2015-12-03 10:54:43
Foram infelizes as declarações (em outro site) do sambista, compositor e um dos intérpretes do Salgueiro, Xande de Pilares, sobre o Dia Nacional do Samba. Sambista que ascendeu ao sucesso quando integrou conjunto de Música Popular Brasileira (MPB) apelidado de pagode, ele disse não ´aceitar´ o título concedido ao gênero musical Samba, segundo ele ´apenas´ como Patrimônio Cultural. Ele deveria ter consciência de que o que o gênero musical Samba necessita é ter excelência na qualidade enquanto Arte e Cultura genuinamente brasileiras. Tudo, porque Arte e Cultura não devem ser filosoficamente dissociadas da política para a Educação dos governos em todos os níveis. O mesmo deve ocorrer em relação a Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente, Turismo, além de obviamente Arte e Cultura. Tudo isso devem estar associado, ter excelência na qualidade, ser público, gratuito e universalista. Ou seja, ser de direitos iguais para todos e todas. É correto que dois de dezembro a partir do ano de 1963 tenha se tornado oficialmente Dia Nacional do Samba, mesmo que através de decreto do governo federal. Já em 09/05/2012 através da Lei 12.624 o governo federal tornou a data dezessete de outubro Dia Nacional da MPB. Isso, porque é o dia do nascimento de Chiquinha Gonzaga (1847 a 1935). A qual foi uma célebre pianista, maestrina regente e compositora-criadora de inúmeros sucessos musicais e considerada uma das fundadoras da MPB. No Carnaval 1997 a escola de samba Imperatriz Leopoldinense homenageou Chiquinha Gonzaga através do enredo ´Eu sou da lira, não posso negar...´ desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães e o samba-enredo foi o de coautoria dos compositores Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Dia Nacional do Samba: Museu do Samba recebe homenagem na Câmara
Postado: 2015-12-03 10:54:43
Foram infelizes as declarações (em outro site) do sambista, compositor e um dos intérpretes do Salgueiro, Xande de Pilares, sobre o Dia Nacional do Samba. Sambista que ascendeu ao sucesso quando integrou conjunto de Música Popular Brasileira (MPB) apelidado de pagode, ele disse não ´aceitar´ o título concedido ao gênero musical Samba, segundo ele ´apenas´ como Patrimônio Cultural. Ele deveria ter consciência de que o que o gênero musical Samba necessita é ter excelência na qualidade enquanto Arte e Cultura genuinamente brasileiras. Tudo, porque Arte e Cultura não devem ser filosoficamente dissociadas da política para a Educação dos governos em todos os níveis. O mesmo deve ocorrer em relação a Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente, Turismo, além de obviamente Arte e Cultura. Tudo isso devem estar associado, ter excelência na qualidade, ser público, gratuito e universalista. Ou seja, ser de direitos iguais para todos e todas. É correto que dois de dezembro a partir do ano de 1963 tenha se tornado oficialmente Dia Nacional do Samba, mesmo que através de decreto do governo federal. Já em 09/05/2012 através da Lei 12.624 o governo federal tornou a data dezessete de outubro Dia Nacional da MPB. Isso, porque é o dia do nascimento de Chiquinha Gonzaga (1847 a 1935). A qual foi uma célebre pianista, maestrina regente e compositora-criadora de inúmeros sucessos musicais e considerada uma das fundadoras da MPB. No Carnaval 1997 a escola de samba Imperatriz Leopoldinense homenageou Chiquinha Gonzaga através do enredo ´Eu sou da lira, não posso negar...´ desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães e o samba-enredo foi o de coautoria dos compositores Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Dia Nacional do Samba: Museu do Samba recebe homenagem na Câmara
Postado: 2015-12-03 10:54:43
Foram infelizes as declarações (em outro site) do sambista, compositor e um dos intérpretes do Salgueiro, Xande de Pilares, sobre o Dia Nacional do Samba. Sambista que ascendeu ao sucesso quando integrou conjunto de Música Popular Brasileira (MPB) apelidado de pagode, ele disse não ´aceitar´ o título concedido ao gênero musical Samba, segundo ele ´apenas´ como Patrimônio Cultural. Ele deveria ter consciência de que o que o gênero musical Samba necessita é ter excelência na qualidade enquanto Arte e Cultura genuinamente brasileiras. Tudo, porque Arte e Cultura não devem ser filosoficamente dissociadas da política para a Educação dos governos em todos os níveis. O mesmo deve ocorrer em relação a Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente, Turismo, além de obviamente Arte e Cultura. Tudo isso devem estar associado, ter excelência na qualidade, ser público, gratuito e universalista. Ou seja, ser de direitos iguais para todos e todas. É correto que dois de dezembro a partir do ano de 1963 tenha se tornado oficialmente Dia Nacional do Samba, mesmo que através de decreto do governo federal. Já em 09/05/2012 através da Lei 12.624 o governo federal tornou a data dezessete de outubro Dia Nacional da MPB. Isso, porque é o dia do nascimento de Chiquinha Gonzaga (1847 a 1935). A qual foi uma célebre pianista, maestrina regente e compositora-criadora de inúmeros sucessos musicais e considerada uma das fundadoras da MPB. No Carnaval 1997 a escola de samba Imperatriz Leopoldinense homenageou Chiquinha Gonzaga através do enredo ´Eu sou da lira, não posso negar...´ desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães e o samba-enredo foi o de coautoria dos compositores Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: O samba...Ah, o samba!
Postado: 2015-12-03 10:41:32
Foram infelizes as declarações (em outro site) do sambista, compositor e um dos intérpretes do Salgueiro, Xande de Pilares, sobre o Dia Nacional do Samba. Sambista que ascendeu ao sucesso quando integrou conjunto de Música Popular Brasileira (MPB) apelidado de pagode, ele disse não ´aceitar´ o título concedido ao gênero musical Samba, segundo ele ´apenas´ como Patrimônio Cultural. Ele deveria ter consciência de que o que o gênero musical Samba necessita é ter excelência na qualidade enquanto Arte e Cultura genuinamente brasileiras. Tudo, porque Arte e Cultura não devem ser filosoficamente dissociadas da política para a Educação dos governos em todos os níveis. O mesmo deve ocorrer em relação a Esporte, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente, Turismo, além de obviamente Arte e Cultura. Tudo isso devem estar associado, ter excelência na qualidade, ser público, gratuito e universalista. Ou seja, ser de direitos iguais para todos e todas. É correto que dois de dezembro a partir do ano de 1963 tenha se tornado oficialmente Dia Nacional do Samba, mesmo que através de decreto do governo federal. Já em 09/05/2012 através da Lei 12.624 o governo federal tornou a data dezessete de outubro Dia Nacional da MPB. Isso, porque é o dia do nascimento de Chiquinha Gonzaga (1847 a 1935). A qual foi uma célebre pianista, maestrina regente e compositora-criadora de inúmeros sucessos musicais e considerada uma das fundadoras da MPB. No Carnaval 1997 a escola de samba Imperatriz Leopoldinense homenageou Chiquinha Gonzaga através do enredo ´Eu sou da lira, não posso negar...´ desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães e o samba-enredo foi o de coautoria dos compositores Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2015-12-02 09:09:29
São patéticos os dublês de agentes policialescos infiltrados no mundo samba, na comunidade nilopolitana e na Beija Flor (BF) para prestar serviço de idólatras dos capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF que não são sambistas verdadeiros, conforme este aí que nem merece ter o nome citado. É preciso zoar tais dublês mais duas vezes, sem me cansar. Primeiro, do poeta austríaco Bertolt Brecht, o texto: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. Rsrsrsrsrs... Segundo, do agora saudoso sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a obra musical: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2015-12-01 12:23:23
2ª PARTE. Não me ´incomodam´ as provocações de adeptos fanáticos pentecostais pela BF ´irritados´ ante qualquer comentário crítico meu, não às respeitabilíssimas agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo a Deusa da Passarela e sua comunidade. Mas, sim à filosofia político-administrativa mafiosa de exploração e dominação sobre a BF e a comunidade nilopolitana praticadas pelos capos-presidente de ´honra´ e executivo que não são sambistas-verdadeiros. São contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as chamadas máfias do bingo e das máquinas de caça-níqueis. Tudo encoberto pelos merecidos 11 primeiros títulos (1976/7/8/80/3/98, 2003/4/5/7/8) todos conquistados através de desfiles apoteóticos. Os quais significaram a 1ª fase, apelidada pelo mestre Laíla de ´padrão de desfile da BF´. Já a 2ª fase ocorreu a partir de 2011 quando ´conquistou´ o título repetido em 2015, sendo que desde então os desfiles se tornaram militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público presente à Sapucaí e o de casa que assiste pela televisão inclusa a parcela adepta e consciente nilopolitana. Tal público assistente acaba se sentindo ´enojado´ ante tal tipo de desfile, mesmo a parcela adepta nilopolitana consciente. Isso também ocorreu por ocasião dos mencionados bi e tri da Imperatriz em 1994/5/99, 2000/1. Nessa época, parodiando o mestre Laíla, a bateria-orquestra Swing da Leopoldina, então comandada/regida pelo maestro-mestre Beto assim como os sambas-enredo da Imperatriz eram praticamente notas 10 unânimes. Ou seja, atualmente isso que ocorre com sambas-enredo e a bateria-orquestra ainda sem denominação-marketing da Beija Flor comandada/regida pelos maestros-mestres Plínio e Rodney. Isto é, conforme afirmou mestre Laíla: ´Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Postado: 2015-11-29 18:19:48
Comentarei este post do vídeo-blogueiro o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor (BF) mestre Laíla, embora isso ´irrite´ adeptos fanáticos pentecostais pela BF. O mestre tem razão em quase tudo. Já o ´padrão´ de desfile da BF tem duas fases. Na 1ª a BF inovou criando a Comissão de Carnaval por ele liderada, conquistando logo na estreia o título junto com a Mangueira em 1998. De 1999 a 2002 a BF foi tetra-vice, no tri da Imperatriz em 1999, 2000/1 e no título da verde-rosa em 2002. Nessa 1ª fase os desfiles apresentados pela BF foram apoteóticos e mantidos até 2009/10 nos títulos do Salgueiro e da Unidos da Tijuca. Então, como a BF em 2009 deixou de conquistar seu 3º tri da História, a partir de 2011 foi iniciada a 2ª fase do ´padrão´. Isto é, os capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF se apropriaram do tipo de desfile que tinha notabilizado o bi e o tri da Imperatriz em 1994/5/9,2000/1. Ou seja, a BF foi obrigada passar a apresentar o que mestre Laíla chama de ´padrão´ e que ele comanda com a competência de um profissionalizado sambista-verdadeiro. Isto é desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público. É por isso, não por ´suposta´ métrica de sambas-enredo, que a bateria-orquestra nota 10 da BF toca certinha, sem as paradinhas. Não é ´mera´ coincidência que os capos-presidentes de ´honra´ e executivos da BF e da Imperatriz não sejam sambistas-verdadeiros. Mas, sim contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Waldir 59: velório acontece na antiga quadra. Enterro é nesta quinta
Postado: 2015-11-25 14:56:23
A forma que encontrei de fazer homenagem póstuma ao agora saudoso baluarte portelense, o bamba compositor-poeta WALDYR DE SOUZA, WALDYR 59 (03/03/1927 a 25/11/2015) P R E S E N T E! é a de citar a íntegra da letra do samba concorrente para o Carnaval 2016 da Portela intitulado No Voo da Águia, Uma Viagem Sem Fim... Trata-se de uma obra-prima musical (então a de minha ´preferência´) nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo, criada/composta em parceria por alguns compositores-sambistas cuja liderança é do imortal WALDYR 59 (PRESENTE!): ´Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... É Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia guerreira... Eterna paixão (REFRÃO). Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!/É pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃO). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Waldir 59: velório acontece na antiga quadra. Enterro é nesta quinta
Postado: 2015-11-25 14:56:23
A forma que encontrei de fazer homenagem póstuma ao agora saudoso baluarte portelense, o bamba compositor-poeta WALDYR DE SOUZA, WALDYR 59 (03/03/1927 a 25/11/2015) P R E S E N T E! é a de citar a íntegra da letra do samba concorrente para o Carnaval 2016 da Portela intitulado No Voo da Águia, Uma Viagem Sem Fim... Trata-se de uma obra-prima musical (então a de minha ´preferência´) nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo, criada/composta em parceria por alguns compositores-sambistas cuja liderança é do imortal WALDYR 59 (PRESENTE!): ´Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... É Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia guerreira... Eterna paixão (REFRÃO). Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!/É pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃO). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Portela chora a perda do baluarte Waldir 59
Postado: 2015-11-25 12:22:25
A forma de homenagem póstuma ao agora saudoso/imortal baluarte portelense, o bamba compositor-poeta WALDYR DE SOUZA, WALDYR 59 (03/03/1927 a 25/11/2015) P R E S E N T E! é citar a íntegra da letra do samba concorrente para o Carnaval 2016 da Portela intitulado No Voo da Águia, Uma Viagem Sem Fim... É uma obra-prima musical nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo, criada/composta em parceria cuja liderança é de WALDYR 59 (PRESENTE!): ´Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!/É pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃO). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer. Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... É Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia Guerreira... Eterna paixão (REFRÃO). Saudações carnavalescas, Almir Da Silva Lima marido da mangueirense Ivania Ribeiro, o portelense Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-25 10:26:49
ROBERTO, espero concluir aqui, não precisando mais lhe responder. A profissão que sempre exerci com vocação, naturalidade e satisfação é a de jornalista. Você, não, no mínimo exerce duas profissões. Essa de assumido agente policialesco do capo-presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro da Beija Flor pode levar as Polícias prender você junto com ele, por formação de quadrilha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-25 10:26:49
ROBERTO, espero concluir aqui, não precisando mais lhe responder. A profissão que sempre exerci com vocação, naturalidade e satisfação é a de jornalista. Você, não, no mínimo exerce duas profissões. Essa de assumido agente policialesco do capo-presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro da Beija Flor pode levar as Polícias prender você junto com ele, por formação de quadrilha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-24 09:11:19
ROBERTO, você não se envergonha mesmo de se assumir agente policialesco infiltrado no mundo do samba a serviço dos capos-presidente de ´honra´ e executivo da Beija Flor (BF) que não são sambistas verdadeiros. Esse é o patético papel de um preto/negro/afrodescendente sem consciência antirracista alguma, funcionando como capitão-do-mato a serviço dos senhores-capos presidentes não-sambistas verdadeiros da BF. Os quais devem dar risadas às suas custas quando você usa a expressão preconceituosa e racista (´denegrir´). Para não me alongar, repare que você envergonha tanto a comunidade da BF que as pessoas adeptas da mesma deixaram de se comunicarem com você e ou/manifestarem-lhe solidariedade. Isso é o sinal dos tempos. Isto é, você foi abandonado pelos adeptos da BF os quais mostram ter começado a despertar suas consciências. Tudo isso sem que tenham deixado de amar a comunidade nilopolitana e a BF a agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a Deusa da Passarela coirmã & afilhada da Majestade do Samba... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-24 09:11:19
ROBERTO, você não se envergonha mesmo de se assumir agente policialesco infiltrado no mundo do samba a serviço dos capos-presidente de ´honra´ e executivo da Beija Flor (BF) que não são sambistas verdadeiros. Esse é o patético papel de um preto/negro/afrodescendente sem consciência antirracista alguma, funcionando como capitão-do-mato a serviço dos senhores-capos presidentes não-sambistas verdadeiros da BF. Os quais devem dar risadas às suas custas quando você usa a expressão preconceituosa e racista (´denegrir´). Para não me alongar, repare que você envergonha tanto a comunidade da BF que as pessoas adeptas da mesma deixaram de se comunicarem com você e ou/manifestarem-lhe solidariedade. Isso é o sinal dos tempos. Isto é, você foi abandonado pelos adeptos da BF os quais mostram ter começado a despertar suas consciências. Tudo isso sem que tenham deixado de amar a comunidade nilopolitana e a BF a agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a Deusa da Passarela coirmã & afilhada da Majestade do Samba... Rsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-23 12:01:46
Reproduzo aqui meu comentário em outro site cujo título da notícia é (Ensaios do Grupo Especial: uma religião chamada Beija Flor). É infeliz isso de dar conta que a comunidade da Beija Flor (BF) tenha devoção religiosa, quiçá fanatismo, por ela que é a agremiação mais vitoriosa da era sambódromo. A realidade mundial atual mostra que fanatismo religioso é uma das causas de guerras entre povos, não raro, terrorismo incluso praticado por estados (governos). Há respeito pela comunidade e pela BF cuja correta autodenominação-marketing é a Deusa da Passarela. Também é público e notório, há ´antipatia´ devido a comunidade ser submissa à filosofia político-administrativa imposta pelos capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF os quais, por não ser sambistas-verdadeiros se apropriaram da obsessiva estratégia de buscar títulos através do seguinte tipo de desfile. Militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar o público inclusa a própria consciente parcela da BF presente à Sapucaí, mesmo a que assiste aos desfiles pela televisão, que se sentem ´envergonhadas´. O mesmo ocorreu por ocasião dos títulos ´conquistados´ em 1994/5/9, 2000/1 por outra agremiação. A qual ficou estigmatizada enquanto comunitária, vitoriosa, respeitadíssima, porém, antipática, fria e useira e vezeira em conquistar títulos através de tais tipos de desfiles. As duas aludidas escolas de samba são dominadas por contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as chamadas máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis. Afinal, tais não-sambistas verdadeiros utilizam obsessivamente a estratégia de buscar ´conquistar´ títulos através de tais tipo de desfile, usados como cortina da contraventora & criminosa exploração sofrida pelas comunidades adeptas de tais escolas de samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-23 12:01:46
Reproduzo aqui meu comentário em outro site cujo título da notícia é (Ensaios do Grupo Especial: uma religião chamada Beija Flor). É infeliz isso de dar conta que a comunidade da Beija Flor (BF) tenha devoção religiosa, quiçá fanatismo, por ela que é a agremiação mais vitoriosa da era sambódromo. A realidade mundial atual mostra que fanatismo religioso é uma das causas de guerras entre povos, não raro, terrorismo incluso praticado por estados (governos). Há respeito pela comunidade e pela BF cuja correta autodenominação-marketing é a Deusa da Passarela. Também é público e notório, há ´antipatia´ devido a comunidade ser submissa à filosofia político-administrativa imposta pelos capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF os quais, por não ser sambistas-verdadeiros se apropriaram da obsessiva estratégia de buscar títulos através do seguinte tipo de desfile. Militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar o público inclusa a própria consciente parcela da BF presente à Sapucaí, mesmo a que assiste aos desfiles pela televisão, que se sentem ´envergonhadas´. O mesmo ocorreu por ocasião dos títulos ´conquistados´ em 1994/5/9, 2000/1 por outra agremiação. A qual ficou estigmatizada enquanto comunitária, vitoriosa, respeitadíssima, porém, antipática, fria e useira e vezeira em conquistar títulos através de tais tipos de desfiles. As duas aludidas escolas de samba são dominadas por contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as chamadas máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis. Afinal, tais não-sambistas verdadeiros utilizam obsessivamente a estratégia de buscar ´conquistar´ títulos através de tais tipo de desfile, usados como cortina da contraventora & criminosa exploração sofrida pelas comunidades adeptas de tais escolas de samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-20 12:15:28
Tedy Beija-Flor, parceiro, embora seja seu democrático direito me citar objetivando comentar o que comentou aqui, eu preciso esclarecer algumas coisas. Tenho respeito pela comunidade nilopolitana, pela afilhada da Majestade do Samba a Deusa da Passarela a agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, pela Comissão de Carnaval da Beija Flor (BF) inclusive trato o bamba diretor de Harmonia & Carnaval enquanto mestre Laíla. Eu somente idolatro Deus. Sempre foi público & notório que a combativa oposição que faço é à filosofia político-administrativa dos infiltrados capos não-sambistas verdadeiros dos presidentes de ´honra´ e executivo da BF. Para não me alongar, modéstia à parte, não creio que seja necessário eu ficar sendo repetitivo em relação à situação estrutural de nosso País, nela inclusa a de corrupção. Por isso serei objetivo. Pode até vir a demorar. Entretanto, a comunidade nilopolitana, a diretoria da BF e sua Comissão de Carnaval se conscientizarão de que não vale a pena prosseguirem submissos aos mafiosos interesses dos presidentes de ´honra´ e executivo da BF. Os quais usam estratégica e obsessivamente a meta de conquistar títulos para a Deusa da Passarela enquanto cortina dos milionários lucros auferidos através da contravenção penal do jogo de bicho e de outras criminalidades como as máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-19 16:14:27
O último desfile épico da Beija Flor (BF) foi na 3ª colocação em 2010. O enredo: ´Brilhante ao sol do novo mundo, Brasília, do sonho à realidade, a capital da esperança´ foi idealizado por Joãosinho 30 e desenvolvido pela então CC-Comissão de Carnaval (Alexandre Louzada, Ubiratan Silva, Fran Sérgio e mestre Laíla). Aqui, dia 05/12/2014, seção Papo Coirmão, o carnavalesco Cid Carvalho contou porque foi obrigado a deixar a CC da BF em 2006. Por isso a partir de 2011 os desfiles se tornaram militarizados. Agora, a letra belo samba 2010 da BF: ´Sou candango, calango e Beija Flor!/Traçando o destino ainda criança/A luz da alvorada anuncia!/Brasília, capita da esperança (REFRÃO). Dádivas o Criador concedeu/Fez brotar um sonho divinal/O mais precioso cristal/Lágrimas, fascinante foi a ira de Tupã/Diz a lenda que o mito Goyás nasceu/O brilho em Jaci vem do olhar/Pra sempre refletido em suas águas/A força que fluiu desse amor é Paranoá... Paranoá/Oh! Deus Sol em sua devoção/Ergueu-se no Egito fonte e inspiração/Pássaro sagrado voa no infinito azul/Abre as asas bordando o cerrado de Norte a Sul. Ah! Terra tão rica é sertão/Rasga o coração da mata desbravador!/Finca a bandeira nessa chão/Pra desabrochar a linda flor (REFRÃO). No coração do Brasil, o afã de quem viu/Um novo amanhã/Revolta, insurreições, coroas e brasões/Batismo num clamor de liberdade!/Segue a missão em caravana em jornada/Enfim a Natureza em sua essência revelada/Firmando o desejo de realizar/A flor desabrochou nas mãos de JK/A miscigenação se fez raiz/Com sangue e o suor deste País/Vem ver... A arte do mestre/Num traço um poema/Nossa Capital vem ver.../Legião de artistas, caldeirão cultural!/Orgulho, patrimônio mundial.´ Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-19 16:14:26
O último desfile épico da Beija Flor (BF) foi na 3ª colocação em 2010. O enredo: ´Brilhante ao sol do novo mundo, Brasília, do sonho à realidade, a capital da esperança´ foi idealizado por Joãosinho 30 e desenvolvido pela então CC-Comissão de Carnaval (Alexandre Louzada, Ubiratan Silva, Fran Sérgio e mestre Laíla). Aqui, dia 05/12/2014, seção Papo Coirmão, o carnavalesco Cid Carvalho contou porque foi obrigado a deixar a CC da BF em 2006. Por isso a partir de 2011 os desfiles se tornaram militarizados. Agora, a letra belo samba 2010 da BF: ´Sou candango, calango e Beija Flor!/Traçando o destino ainda criança/A luz da alvorada anuncia!/Brasília, capita da esperança (REFRÃO). Dádivas o Criador concedeu/Fez brotar um sonho divinal/O mais precioso cristal/Lágrimas, fascinante foi a ira de Tupã/Diz a lenda que o mito Goyás nasceu/O brilho em Jaci vem do olhar/Pra sempre refletido em suas águas/A força que fluiu desse amor é Paranoá... Paranoá/Oh! Deus Sol em sua devoção/Ergueu-se no Egito fonte e inspiração/Pássaro sagrado voa no infinito azul/Abre as asas bordando o cerrado de Norte a Sul. Ah! Terra tão rica é sertão/Rasga o coração da mata desbravador!/Finca a bandeira nessa chão/Pra desabrochar a linda flor (REFRÃO). No coração do Brasil, o afã de quem viu/Um novo amanhã/Revolta, insurreições, coroas e brasões/Batismo num clamor de liberdade!/Segue a missão em caravana em jornada/Enfim a Natureza em sua essência revelada/Firmando o desejo de realizar/A flor desabrochou nas mãos de JK/A miscigenação se fez raiz/Com sangue e o suor deste País/Vem ver... A arte do mestre/Num traço um poema/Nossa Capital vem ver.../Legião de artistas, caldeirão cultural!/Orgulho, patrimônio mundial.´ Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-19 10:20:22
As reações aqui da minoria (?) fanática-pentecostal pela Beija Flor (BF) & idólatra dos capos-presidentes de ´honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros desta agremiação parecem o seguinte. Parecem o terrorismo praticado pelas partes que envolvem os chamados estados islâmicos e os governos imperialistas da União Europeia (UE) tendo o governo dos Estados Unidos a frente ou por trás. Explicando: É de responsabilidade quase-total dos aludidos capos-presidentes o ´imperialismo´ dos títulos conquistados pela BF através dos desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público inclusa sua parcela consciente de adeptos que se sente envergonhada. Tal ´imperialismo´ ocorre por causa da submissão dos 12 presidentes das agremiações do Grupo Especial (GE) aos capos-presidentes da BF que são de origem judaico-libanesa, conforme é judaico-sionista a identidade dos governos estadunidense e da EU. Assim, a Comissão de Carnaval da BF se submete profissionalmente organizando o ´imperialismo´ das apresentações dos obsessivos desfiles militarizados na busca de conquistar títulos a qualquer preço. Ou seja, apresentar sempre tais desfiles militarizados e ainda por cima conquistar títulos tendo o beneplácito dos mudados 25 julgadores da LIESA e dos presidentes das 12 agremiações do GE. O que significa ´terrorismo´ de estado praticado por tais citadas instituições carnavalescas, da mesma forma que o terrorismo dos governos estadunidense e da EU. Isso, obviamente em comparação aos interesses da comunidade adepta do mundo do samba que assiste aos desfiles na Sapucaí e em casa pela tevê. Já as reações aqui manifestadas pela minoria (?) fanática-pentecostal pela BF & idólatra dos capos-presidentes não sambistas-verdadeiros desta agremiação significam o terrorismo dos chamados estados islâmicos. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-19 10:20:22
As reações aqui da minoria (?) fanática-pentecostal pela Beija Flor (BF) & idólatra dos capos-presidentes de ´honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros desta agremiação parecem o seguinte. Parecem o terrorismo praticado pelas partes que envolvem os chamados estados islâmicos e os governos imperialistas da União Europeia (UE) tendo o governo dos Estados Unidos a frente ou por trás. Explicando: É de responsabilidade quase-total dos aludidos capos-presidentes o ´imperialismo´ dos títulos conquistados pela BF através dos desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público inclusa sua parcela consciente de adeptos que se sente envergonhada. Tal ´imperialismo´ ocorre por causa da submissão dos 12 presidentes das agremiações do Grupo Especial (GE) aos capos-presidentes da BF que são de origem judaico-libanesa, conforme é judaico-sionista a identidade dos governos estadunidense e da EU. Assim, a Comissão de Carnaval da BF se submete profissionalmente organizando o ´imperialismo´ das apresentações dos obsessivos desfiles militarizados na busca de conquistar títulos a qualquer preço. Ou seja, apresentar sempre tais desfiles militarizados e ainda por cima conquistar títulos tendo o beneplácito dos mudados 25 julgadores da LIESA e dos presidentes das 12 agremiações do GE. O que significa ´terrorismo´ de estado praticado por tais citadas instituições carnavalescas, da mesma forma que o terrorismo dos governos estadunidense e da EU. Isso, obviamente em comparação aos interesses da comunidade adepta do mundo do samba que assiste aos desfiles na Sapucaí e em casa pela tevê. Já as reações aqui manifestadas pela minoria (?) fanática-pentecostal pela BF & idólatra dos capos-presidentes não sambistas-verdadeiros desta agremiação significam o terrorismo dos chamados estados islâmicos. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Crítica é normal, desde que haja discernimento', defende Laíla, da Beija-Flor
Postado: 2015-11-18 17:16:21
A Comissão de Carnaval da agremiação +vitoriosa da era sambódromo cumpre seu papel profissional, que é se assumir ´cúmplice´ da obsessiva filosofia político-administrativa imposta pelos não-sambistas verdadeiros os capos-presidentes de ´honra´ e o executivo da Beija Flor (BF) de buscar conquistar títulos à qualquer preço. Para isso, depois de deixar de conquistar o 3º tri da BF em 2009, a ´História se repetiu como tragédia´ em 2010. Então, a partir do Carnaval 2011 tal obsessiva filosofia político-administrativa foi agravada pela apropriação de apresentar desfiles que notabilizaram a coirmã campeã em 1994/5/9, 2000/1. Isto é, apresentar desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público, inclusa sua parcela consciente de adeptos presente ao sambódromo, mesmo a que assiste em casa pela tevê, que fica envergonhada. Tais desfiles militarizados rolaram até 2014 quando a obsessão por títulos ´atravessou o samba´. Isto é, apresentou enredo e samba-enredo bizarros (O Astro Iluminado da Comunicação Brasileira) homenageando um figurão empresário de mídia, que nem vale a pena citá-lo. Por isso a BF acabou na 7ª colocação. Daí porque no título 2015 o desfile apresentado pegou pesado com 10 milhões de reais patrocinados pela oligárquico-burguesa família que infelicita com uma ditadura sanguinária o oprimido povo africano da Guiné Equatorial. Antes da conquista desse título contribuiu a submissa & unânime mudança de 25 julgadores da LIESA aprovada pelos presidentes das 12 agremiações do Grupo Especial. Agora, para o Carnaval 2016, com certeza tal tipo militarizado de desfile se repetirá através de outro enredo e samba-enredo pífios. Por isso a Comissão de Carnaval da BF diz o que diz neste vídeo. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: intérprete Igor Sorriso canta o samba de 2016 para o SRZD
Postado: 2015-11-15 21:11:27
O jovem & bom intérprete Igor Sorriso estará se submetendo a um teste de fogo na Vila Isabel no Carnaval 2016. Agraciado com o Estandarte de Ouro de revelação 2011 quando debutou no Grupo Especial (GE) enquanto voz oficial da S. Clemente, ele deixou a agremiação clementiana, segundo afirmou, não somente pelo cachê contratual que lhe foi oferecido pela diretoria da Vila. O intérprete disse que trocou de agremiação porque, além de mais tradicional e vitoriosa, a Vila tem dois títulos no GE (1988 e 2013), por residir no bairro de Noel e se identificar com a agremiação. Ocorre, se por um lado a agremiação clementiana não tem título no GE. Por outro lado, a S. Clemente foi ´injustiçada´ com a penúltima (11ª) colocação em 2014, tendo a então campeã Vila Isabel ficado na 10ª colocação. Ocorre, em 2015 a S. Clemente que chegou a sonhar com o desfile das campeãs, subiu para 8ª colocação. Já a Vila desceu para a penúltima (11ª) colocação. Para o Carnaval 2016 nas hostes da agremiação clementiana volta-se a sonhar com o desfile das campeãs. E na Vila o objetivo é permanecer no GE. Afinal, a agremiação busca superar a crise que sofre desde a inesperada & decepcionante renúncia da presidente que se elegera enquanto ´esperança´. O vice Luciano Vieira o Luciano da Vila assumiu a presidência, o presidente de honra Martinho se desdobrou idealizando sinopse e o enredo (Memórias do ´Pai Arraia´, um sonho pernambucano, um legado brasileiro) além de liderar o bom samba-enredo. Nas hostes da Vila o sonho é o de uma colocação intermediária e longe do rebaixamento. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: Leonardo Bessa e Serginho do Porto cantam o samba de 2016 para o SRZD
Postado: 2015-11-15 19:05:17
Mostra-se afinada a boa dupla de intérpretes oficiais do Salgueiro a Academia do Samba, Serginho do Porto e Leonardo Bessa. A dupla no Carnaval 2016 irá para o segundo ano de parceria enquanto vozes oficiais comandando o carro de som salgueirense. A dupla representa bem aquilo que é exigido atualmente de bons intérpretes/cantores/puxadores de escolas de samba notadamente da Academia do Samba. Ou seja, em termos de canto ter boa qualidade vocal mais identidade e carisma com a agremiação que os mantém profissionalmente sob cachês contratuais. Os bons intérpretes Leonardo Bessa e Serginho do Porto não deixam saudade alguma do colega com quem foram parceiros de 2011 a 2014. Ou seja, daquele intérprete que saiu da agremiação pela porta dos fundos, depois de queimar seu próprio filme tentando concorrer à presidência salgueirense ilegalmente e com apoio de não-sambistas verdadeiros. Isto é, de contraventores penais do jogo de bicho & outras criminalidades infiltrados na Academia do Samba. A queimação de filme do aludido intérprete que permanece fora do chamado mercado do mundo do samba ficou ´célebre´ pela equivocadíssima & reacionaríssima frase segundo a qual: ´O Salgueiro não é Cuba´. O fato é que a escola de samba Salgueiro está ´com a faca entre os dentes´, isto é, sedento de conquistar título, sendo bi vice em 2014/2015. O último título foi conquistado em 2009, logo no ano de estreia da ótima presidente que cumpre o terceiro mandato consecutivo no comando salgueirense, Regina Celi Fernandes. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: Leonardo Bessa e Serginho do Porto cantam o samba de 2016 para o SRZD
Postado: 2015-11-15 19:05:17
Mostra-se afinada a boa dupla de intérpretes oficiais do Salgueiro a Academia do Samba, Serginho do Porto e Leonardo Bessa. A dupla no Carnaval 2016 irá para o segundo ano de parceria enquanto vozes oficiais comandando o carro de som salgueirense. A dupla representa bem aquilo que é exigido atualmente de bons intérpretes/cantores/puxadores de escolas de samba notadamente da Academia do Samba. Ou seja, em termos de canto ter boa qualidade vocal mais identidade e carisma com a agremiação que os mantém profissionalmente sob cachês contratuais. Os bons intérpretes Leonardo Bessa e Serginho do Porto não deixam saudade alguma do colega com quem foram parceiros de 2011 a 2014. Ou seja, daquele intérprete que saiu da agremiação pela porta dos fundos, depois de queimar seu próprio filme tentando concorrer à presidência salgueirense ilegalmente e com apoio de não-sambistas verdadeiros. Isto é, de contraventores penais do jogo de bicho & outras criminalidades infiltrados na Academia do Samba. A queimação de filme do aludido intérprete que permanece fora do chamado mercado do mundo do samba ficou ´célebre´ pela equivocadíssima & reacionaríssima frase segundo a qual: ´O Salgueiro não é Cuba´. O fato é que a escola de samba Salgueiro está ´com a faca entre os dentes´, isto é, sedento de conquistar título, sendo bi vice em 2014/2015. O último título foi conquistado em 2009, logo no ano de estreia da ótima presidente que cumpre o terceiro mandato consecutivo no comando salgueirense, Regina Celi Fernandes. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: Leonardo Bessa e Serginho do Porto cantam o samba de 2016 para o SRZD
Postado: 2015-11-15 19:04:07
Mostra-se afinada a boa dupla de intérpretes oficiais do Salgueiro a Academia do Samba, Serginho do Porto e Leonardo Bessa. A dupla no Carnaval 2016 irá para o segundo ano de parceria enquanto vozes oficiais comandando o carro de som salgueirense. A dupla representa bem aquilo que é exigido atualmente de bons intérpretes/cantores/puxadores de escolas de samba notadamente da Academia do Samba. Ou seja, em termos de canto ter boa qualidade vocal mais identidade e carisma com a agremiação que os mantém profissionalmente sob cachês contratuais. Os bons intérpretes Leonardo Bessa e Serginho do Porto não deixam saudade alguma do colega com quem foram parceiros de 2011 a 2014. Ou seja, daquele intérprete que saiu da agremiação pela porta dos fundos, depois de queimar seu próprio filme tentando concorrer à presidência salgueirense ilegalmente e com apoio de não-sambistas verdadeiros. Isto é, de contraventores penais do jogo de bicho & outras criminalidades infiltrados na Academia do Samba. A queimação de filme do aludido intérprete que permanece fora do chamado mercado do mundo do samba ficou ´célebre´ pela equivocadíssima & reacionaríssima frase segundo a qual: ´O Salgueiro não é Cuba´. O fato é que a escola de samba Salgueiro está ´com a faca entre os dentes´, isto é, sedento de conquistar título, sendo bi vice em 2014/2015. O último título foi conquistado em 2009, logo no ano de estreia da ótima presidente que cumpre o terceiro mandato consecutivo no comando salgueirense, Regina Celi Fernandes. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: Leonardo Bessa e Serginho do Porto cantam o samba de 2016 para o SRZD
Postado: 2015-11-15 19:04:07
Mostra-se afinada a boa dupla de intérpretes oficiais do Salgueiro a Academia do Samba, Serginho do Porto e Leonardo Bessa. A dupla no Carnaval 2016 irá para o segundo ano de parceria enquanto vozes oficiais comandando o carro de som salgueirense. A dupla representa bem aquilo que é exigido atualmente de bons intérpretes/cantores/puxadores de escolas de samba notadamente da Academia do Samba. Ou seja, em termos de canto ter boa qualidade vocal mais identidade e carisma com a agremiação que os mantém profissionalmente sob cachês contratuais. Os bons intérpretes Leonardo Bessa e Serginho do Porto não deixam saudade alguma do colega com quem foram parceiros de 2011 a 2014. Ou seja, daquele intérprete que saiu da agremiação pela porta dos fundos, depois de queimar seu próprio filme tentando concorrer à presidência salgueirense ilegalmente e com apoio de não-sambistas verdadeiros. Isto é, de contraventores penais do jogo de bicho & outras criminalidades infiltrados na Academia do Samba. A queimação de filme do aludido intérprete que permanece fora do chamado mercado do mundo do samba ficou ´célebre´ pela equivocadíssima & reacionaríssima frase segundo a qual: ´O Salgueiro não é Cuba´. O fato é que a escola de samba Salgueiro está ´com a faca entre os dentes´, isto é, sedento de conquistar título, sendo bi vice em 2014/2015. O último título foi conquistado em 2009, logo no ano de estreia da ótima presidente que cumpre o terceiro mandato consecutivo no comando salgueirense, Regina Celi Fernandes. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta os objetivos dos harmonias dentro dos desfiles
Postado: 2015-11-10 18:57:12
Conforme alertei, esse é tipo de reação contrária a que me referi anteriormente. É dessa forma que se assumem os dublês de fanáticos pentecostais pela Beija Flor & idólatras dos capos não-sambistas verdadeiros patrono e o presidente executivo da agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo, por isso a Deusa da Passarela. Tais patéticos dublês não têm a menor vergonha de prestar serviço policialesco de agente provocadores infiltrados no mundo do samba. Tais dublês são iguaizinhos aos aludidos capos. Por isso, não me canso de cantar do sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a obra musical: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta os objetivos dos harmonias dentro dos desfiles
Postado: 2015-11-10 18:57:12
Conforme alertei, esse é tipo de reação contrária a que me referi anteriormente. É dessa forma que se assumem os dublês de fanáticos pentecostais pela Beija Flor & idólatras dos capos não-sambistas verdadeiros patrono e o presidente executivo da agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo, por isso a Deusa da Passarela. Tais patéticos dublês não têm a menor vergonha de prestar serviço policialesco de agente provocadores infiltrados no mundo do samba. Tais dublês são iguaizinhos aos aludidos capos. Por isso, não me canso de cantar do sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a obra musical: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete: eleja o samba mais bonito do Grupo Especial para o Carnaval 2016
Postado: 2015-11-10 10:48:10
Mea culpa, equivoquei-me no comentário anterior sobre o resultado parcial da enquete em questão. Confundi as cores azuis indicativas dos percentuais de votos referentes ao quesito Samba-Enredo 2016 da escola de samba que até aqui lidera a enquete. Não é o da atual campeã, mas, sim o da Estação Primeira de Mangueira. O qual conceituo como tão ´bonito´, quanto o da Portela que eu votei conceituando-o enquanto tal. Assim mesmo, grafado entre aspas, dado à subjetividade da conceituação. Apesar disso, esclareça-se tais obras musicais são incomparáveis e obviamente diferentes, não apenas no subquesito letra & poesia, notadamente no subquesito melodia & ritmo. Por isso concordo com os comentários felizmente críticos dos leitores Gladisnei dos Santos Soares e Luiz Marcos Gomes que levantam correta ´suspeição´ sobre o resultado até aqui da enquete em questão, devido não somente um, mas, dois dos coautores do Samba-Enredo 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira atuarem como blogueiros deste site. Por sinal, o blogueiro de textos é colega de redação na TV Globo do jornalista-empresário & diretor-responsável do site. Já o vídeo-blogueiro, conforme tenho criticado pertence à quase-totalidade de blogueiros do site, os quais por falta de consciência de classe, ainda que sejam especialistas em Carnaval & mundo do samba, submetem-se ao seguinte. De forma amadorística e ou/enquanto mão-de-obra barata ocupam indevidamente vagas de profissionais de Comunicação Social que tenham a citada especialização. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete: eleja o samba mais bonito do Grupo Especial para o Carnaval 2016
Postado: 2015-11-10 10:48:10
Mea culpa, equivoquei-me no comentário anterior sobre o resultado parcial da enquete em questão. Confundi as cores azuis indicativas dos percentuais de votos referentes ao quesito Samba-Enredo 2016 da escola de samba que até aqui lidera a enquete. Não é o da atual campeã, mas, sim o da Estação Primeira de Mangueira. O qual conceituo como tão ´bonito´, quanto o da Portela que eu votei conceituando-o enquanto tal. Assim mesmo, grafado entre aspas, dado à subjetividade da conceituação. Apesar disso, esclareça-se tais obras musicais são incomparáveis e obviamente diferentes, não apenas no subquesito letra & poesia, notadamente no subquesito melodia & ritmo. Por isso concordo com os comentários felizmente críticos dos leitores Gladisnei dos Santos Soares e Luiz Marcos Gomes que levantam correta ´suspeição´ sobre o resultado até aqui da enquete em questão, devido não somente um, mas, dois dos coautores do Samba-Enredo 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira atuarem como blogueiros deste site. Por sinal, o blogueiro de textos é colega de redação na TV Globo do jornalista-empresário & diretor-responsável do site. Já o vídeo-blogueiro, conforme tenho criticado pertence à quase-totalidade de blogueiros do site, os quais por falta de consciência de classe, ainda que sejam especialistas em Carnaval & mundo do samba, submetem-se ao seguinte. De forma amadorística e ou/enquanto mão-de-obra barata ocupam indevidamente vagas de profissionais de Comunicação Social que tenham a citada especialização. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete: eleja o samba mais bonito do Grupo Especial para o Carnaval 2016
Postado: 2015-11-09 16:23:57
Votei no da Portela, não, por ser assumido adepto da agremiação. Mas, sim de acordo com o que define o próprio regulamento da LIESA para os julgadores. O quesito Samba-Enredo é avaliado separadamente através dos subquesitos letra e melodia, observando-se a forma poética e melódica como o quesito Enredo é apresentado. Então é estranho/bizarro que até agora o mais votado aqui seja o samba da atual campeã, que a partir de 2011 passou a apresentar para coadunar com Enredos não-raros, mercantilizados e pífios, obras musicais que ficam muito longe de ser consideradas as ´mais bonitas´. Haja vista, a aludida agremiação, embora deve ser respeitada enquanto a mais vitoriosa da era sambódromo, tornou-se useira & vezeira em apresentar desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público nele inclusa a parcela adepta que seja consciente presente à Sapucaí, mesmo a telespectadora que assiste em casa pela televisão. Tudo porque se sente envergonhada ante tal tipo de desfile. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta os objetivos dos harmonias dentro dos desfiles
Postado: 2015-11-09 12:51:36
O que comentarei poderá causar reações contrárias. Agora, sim, com o microfone devidamente ligado & próximo à boca, mestre Laíla expõe audivelmente suas ideias enquanto gabaritadíssimo diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor (BF). Em meio a isso, com todo respeito, não creio que o mestre tenha consciência de que é ´usado´ como vídeo-blogueiro, espécie de mão-de-obra barata, provavelmente não-remunerada conforme são quase todos blogueiros do site. Isto é, embora o mestre e quase-todos blogueiros sejam especialistas em Carnaval & mundo do samba, ocupam amadoristicamente vagas pertencentes aos profissionais de Comunicação Social com a imprescindível & citada especialização. Por considerá-lo corresponsável em menor escala juntamente com o patrono e o presidente da BF pela apropriação a partir de 2011 da filosofia de apresentar desfiles que notabilizaram os títulos da coirmã Rainha da Zona da Leopoldina em 1994/5/9, 2000/1, a exemplo do que ocorreu nos títulos 2011 e 2015 o que se espera do mestre no comando do desfile 2016 da BF é o seguinte. O desfile de praxe militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar o público nele inclusa a parcela adepta nilopolitana consciente & envergonhada presente à Sapucaí, mesmo a telespectadora em casa ante tal tipo de desfile. É o que tenho assistido todos os anos no aludido período das cadeiras individuais setor 13, ou seja próximo à Praça da Apoteose que é de onde, a partir da metade dos desfiles apresentados pela agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo, por isso a Deusa da Passarela, o mestre tem comandado via-rádio os desfiles carnavalescos da BF. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ouça os sambas das escolas do Grupo Especial para o Carnaval de 2016
Postado: 2015-11-07 19:07:33
2ª parte/final. IMPERATRIZ: O samba é obra-prima ante o pífio enredo. São patéticas as vozes da homenageada dupla sertaneja em meio a do estreante & muito bom intérprete Marquinhos Art-Samba. Expropriada a partir de 2011 pela atual campeã dos desfiles militarizados apelidados de técnicos que a notabilizaram nos títulos em 1994/5/9, 2000/1, a agremiação objetiva permanecer no desfile das campeãs. MOCIDADE: O samba é muito bom. Traz o retorno do discípulo & sucessor do lendário Mestre André, mestre Jorjão na coordenação da bateria-orquestra Não Existe Mais Quente com o swing da Nota Dez. A agremiação objetiva voltar no desfile das campeãs. MANGUEIRA: O samba é ótimo. Por ela não pertencer ao mundo do samba, não ´agrada´ na abertura a voz da homenageada cantora Maria Bethânia junto com a do saudoso & razoável intérprete Luizito. Onde estiver o Mestre Jamelão está cantando ´Minha Mangueira agora tem bom intérprete´, Ciganerey. Fora desde 2011, a agremiação objetiva voltar no desfile das campeãs. UNIÃO DA ILHA: O samba é de razoável a bom. A destacar o ótimo intérprete Ito Melodia e a volta da batida tradicional da bateria-orquestra BaterILHA com o maestro-regente mestre Ciça. A agremiação objetiva voltar no desfile das campeãs. SÃO CLEMENTE: O samba é de razoável a bom. O intérprete Leozinho Nunes está estreando. A agremiação objetiva voltar no desfile das campeãs. VILA ISABEL: O samba é muito bom. Não ´agradam´ na abertura as vozes de Martinho, Martnália e Arlindo Cruz. A agremiação objetiva permanecer no Grupo Especial. ESTÁCIO: O samba é muito bom. Ainda mais tendo como uma vozes das oficiais, Wander Pires. A agremiação objetiva o mesmo que a de Noel. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Ouça os sambas das escolas do Grupo Especial para o Carnaval de 2016
Postado: 2015-11-07 19:05:43
1ª Parte. BEIJA FLOR (BF): O samba é bom, sem passar disto. O intérprete Neguinho da BF e a bateria-orquestra ainda sem autodenominação-marketing por incompetência da diretoria são de ótima qualidade. É esperado mais um desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar, pois, o objetivo da agremiação é ser ´agraciada´ pelos julgadores da LIESA com o título. SALGUEIRO: O samba é ótimo. Os intérpretes Serginho do Porto e Leonardo Bessa não deixam ´saudade´ alguma de Quinho. Embora com autodenominação-marketing de mera bateria, a Furiosa é uma das mais magistrais baterias-orquestras. Bi vice em 2014/5 e sem título desde 2009, a Academia do Samba está com a faca entre os dentes. GRANDE RIO: O samba é razoável e se propõe a repetir a inesperada 3ª colocação de 2015. O objetivo tradicional da agremiação não é disputar título, mas sim voltar no desfile das campeãs. UNIDOS DA TIJUCA: O samba é ótimo, não o enredo. Na abertura, show da bateria-orquestra notas 10 unânimes em 2014 e 2015, a Pura Cadência. Tendo quatro títulos na História 1936, 2010/2 e 2014, a agremiação passou de tradicional à grandiosa objetivando manter a honrosíssima 4ª colocação de 2015. PORTELA: O samba é ótimo. Tem a cara da agremiação mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida-organizada e a mais vitoriosa. Por isso é a Majestade do Samba. Tendo apresentado desfiles emocionantes e com erros em 2014 e 2015, uma vez que não é campeã sozinha desde 1970 e o último título foi conquistado em 1984, a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira está com as garras afiadas. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Doloroso demais ficar longe da Portela', revela Gilsinho
Postado: 2015-10-29 17:43:18
Contra argumentarei em relação ao comentário de quem se assume mangueirense e busca intrigar/opor os intérpretes oficiais portelenses Gilsinho a Wantuir, sendo desrespeitoso com este e agravar tudo ao se revelar colonizado pela utilização de palavras da Língua Inglesa. Bem, está embutido na declaração em questão do muito bom intérprete Gilsinho uma espécie de autocrítica ante o que na prática se mostrou um equívoco dele como sambista-profissional. Isto é, ter deixado o comando do carro de som da Portela enquanto voz oficial às vésperas da eleição da atual diretoria em meados de 2013, então chapa concorrente ?Portela Verdade?. Haja vista, a vitória de tal chapa era prevista e ao intérprete Gilsinho bastava ter a paciência de aguardá-la negociando sua permanência e o recebimento dos atrasos de pagamento que sofrera na agremiação do coração, causados pela nada-saudosa diretoria anterior. O que à época levou a eleita diretoria portelense a socorrer-se em contratar o ótimo intérprete & sem laços com a Majestade do Samba, Wantuir. O qual até aqui tem se revelado sambista-profissional com qualidade, potência e timbre vocais que me ´agradam´ mais. Além disso, Wantuir mostrou-se afinado com a diretoria portelense ao receber de braços abertos o gogó de ouro Wander Pires para o Carnaval 2015. O mesmo Wantuir fez agora para o Carnaval 2016 com Gilsinho. Por fim, a propalada preferência por parte de Wantuir e Wander Pires pelo samba concorrente não vencedor o da parceria liderada por mestre Noca da Portela, mais que um democrático direito de ambos, não deve ter sido a causa da saída de Wander Pires. Nem creio que tenha sido uma suposta incompatibilidade com Gilsinho. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: 'Doloroso demais ficar longe da Portela', revela Gilsinho
Postado: 2015-10-29 17:43:18
Contra argumentarei em relação ao comentário de quem se assume mangueirense e busca intrigar/opor os intérpretes oficiais portelenses Gilsinho a Wantuir, sendo desrespeitoso com este e agravar tudo ao se revelar colonizado pela utilização de palavras da Língua Inglesa. Bem, está embutido na declaração em questão do muito bom intérprete Gilsinho uma espécie de autocrítica ante o que na prática se mostrou um equívoco dele como sambista-profissional. Isto é, ter deixado o comando do carro de som da Portela enquanto voz oficial às vésperas da eleição da atual diretoria em meados de 2013, então chapa concorrente ?Portela Verdade?. Haja vista, a vitória de tal chapa era prevista e ao intérprete Gilsinho bastava ter a paciência de aguardá-la negociando sua permanência e o recebimento dos atrasos de pagamento que sofrera na agremiação do coração, causados pela nada-saudosa diretoria anterior. O que à época levou a eleita diretoria portelense a socorrer-se em contratar o ótimo intérprete & sem laços com a Majestade do Samba, Wantuir. O qual até aqui tem se revelado sambista-profissional com qualidade, potência e timbre vocais que me ´agradam´ mais. Além disso, Wantuir mostrou-se afinado com a diretoria portelense ao receber de braços abertos o gogó de ouro Wander Pires para o Carnaval 2015. O mesmo Wantuir fez agora para o Carnaval 2016 com Gilsinho. Por fim, a propalada preferência por parte de Wantuir e Wander Pires pelo samba concorrente não vencedor o da parceria liderada por mestre Noca da Portela, mais que um democrático direito de ambos, não deve ter sido a causa da saída de Wander Pires. Nem creio que tenha sido uma suposta incompatibilidade com Gilsinho. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça os novos videoblogueiros do SRZD-Carnaval!
Postado: 2015-10-27 19:58:57
Tanto o leitor que se identifica apenas pelo apelido quanto o jornalista & repórter não conseguem bancar os ´advogados´ do site. Se trata de ´causa´ perdida tentar defender desrespeito aos direitos sociais de trabalhadores/sambistas escondidos sob as denominações de blogueiros e vídeo-blogueiros, agravado pelo fato de estarem indevida & amadoristicamente exercendo atividades que são próprias aos trabalhadores do ramo da Comunicação Social. Diferentemente do não-identificado leitor, não há ´rancor´ de nossa parte em relação a este assim como a outro site. O que existe é o universal direito de crítica praticado por um leitor que tem consciência pra tal. Ou seja, que não é um analfabeto político. Falta de consciência política esta que acomete ao jornalista & repórter do site quando tenta ´advogar´ para o patrão. O debate de ideias aqui deve ser travado entre quem é leitor dotado da devida consciência de classe enquanto tal e o patrão. Afinal, o mesmo reproduz aqui sobre trabalhadores do mundo samba e do ramo da Comunicação Social, a mesma exploração de mão-de-obra que sofre em um televisivo órgão capitalista & monopolista pertencente a um conglomerado privado & imperial tanto no ramo da Comunicação Social quanto no das indústrias gráficas. Os demais leitores do site demonstram não se disporem participar desse debate de ideias. Aguardemos para ver se as entidades sindicais de trabalhadores e dos patrões estão. Estou fazendo a minha parte. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro anuncia saída de segunda porta-bandeira
Postado: 2015-10-27 15:29:30
É oportuno reproduzir aqui o que comentei em outro site: ´É desrespeitosa a desqualificação profissional dos intérpretes salgueirenses Serginho do Porto e Leonardo Bessa feita pelo leitor, que nem merece ter o nome citado. Em 1º lugar, os dois bons citados intérpretes assumiram junto com o então colega Quinho o comando do carro de som salgueirense enquanto vozes oficiais no atípico Carnaval 2011. À época, ao que consta o aludido leitor não disse nada. Haja vista, tendo se tornado a cara salgueirense, embora seja originário da União da Ilha, Quinho voltara ao Salgueiro em 2004 sucedendo o intérprete Nêgo (equivocadamente defendido pelo aludido leitor) o qual ficou na Academia do Samba em 2001/2/3 sucedendo exatamente Wander Pires. O qual ficou na agremiação apenas em 2000. Quanto ao intérprete Rychachs, outro defendido pelo aludido leitor, ficou no Salgueiro em 1987/8/9. O aludido leitor deveria pesquisar antes de arvorar-se desqualificador dos dois bons atuais intérpretes oficiais salgueirense, pois, assim tal leitor ficaria sabendo do seguinte. O título de campeã do Carnaval 1969 conquistado pelo Salgueiro sob o enredo ?Bahia de todos os deuses? de criação & desenvolvimento do carnavalesco dos carnavalescos o inesquecível Fernando Pamplona, a obra musical foi a de coautoria dos compositores Bala e Manuel Rosa, interpretada-puxada pela independente cantora Elza Soares. Já o bi conquistado pelo Salgueiro em 1974 e 1975 neste ano sob o enredo ?O segredo das minas do Rei Salomão? de criação & desenvolvimento do saudosíssimo carnavalesco Mestre Joãosinho Trinta, cuja obra musical foi a da dupla Zé Di & Malandro. O intérprete-puxador foi o atual diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro anuncia saída de segunda porta-bandeira
Postado: 2015-10-27 15:29:30
É oportuno reproduzir aqui o que comentei em outro site: ´É desrespeitosa a desqualificação profissional dos intérpretes salgueirenses Serginho do Porto e Leonardo Bessa feita pelo leitor, que nem merece ter o nome citado. Em 1º lugar, os dois bons citados intérpretes assumiram junto com o então colega Quinho o comando do carro de som salgueirense enquanto vozes oficiais no atípico Carnaval 2011. À época, ao que consta o aludido leitor não disse nada. Haja vista, tendo se tornado a cara salgueirense, embora seja originário da União da Ilha, Quinho voltara ao Salgueiro em 2004 sucedendo o intérprete Nêgo (equivocadamente defendido pelo aludido leitor) o qual ficou na Academia do Samba em 2001/2/3 sucedendo exatamente Wander Pires. O qual ficou na agremiação apenas em 2000. Quanto ao intérprete Rychachs, outro defendido pelo aludido leitor, ficou no Salgueiro em 1987/8/9. O aludido leitor deveria pesquisar antes de arvorar-se desqualificador dos dois bons atuais intérpretes oficiais salgueirense, pois, assim tal leitor ficaria sabendo do seguinte. O título de campeã do Carnaval 1969 conquistado pelo Salgueiro sob o enredo ?Bahia de todos os deuses? de criação & desenvolvimento do carnavalesco dos carnavalescos o inesquecível Fernando Pamplona, a obra musical foi a de coautoria dos compositores Bala e Manuel Rosa, interpretada-puxada pela independente cantora Elza Soares. Já o bi conquistado pelo Salgueiro em 1974 e 1975 neste ano sob o enredo ?O segredo das minas do Rei Salomão? de criação & desenvolvimento do saudosíssimo carnavalesco Mestre Joãosinho Trinta, cuja obra musical foi a da dupla Zé Di & Malandro. O intérprete-puxador foi o atual diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça os novos videoblogueiros do SRZD-Carnaval!
Postado: 2015-10-26 17:59:46
A notícia em questão precisa ser comentada com profundidade & fundamentação. Não me ´incomodo´ com alguns leitores & meus detratores, quando tentam me intrigar com este site devido eu democraticamente criticar a política editorial do mesmo. O fato é que a proliferação de blogueiros e vídeo-blogueiros, sem vínculos empregatícios ou seja amadorísticos e com o agravante de não ser trabalhadores do ramo da Comunicação Social, apesar da vivência no mundo do samba é reflexo do que ocorre na sociedade. Na qual por ser capitalista os patrões estão organizados sindical e nacionalmente nas poderosas Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) e Associação Nacional de Jornais e revistas (ANJ). Sem contarem com um sindicato nacional ? a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) é dominada pelos patrões ? unificando os empregados das indústrias gráficas e das empresas de Comunicação Social, os trabalhadores ficam à mercê da exploração. Ou conforme o caso aqui, trabalhando de graça como espécie de ´modernos escravos´. Esta realidade, a despeito da crise econômica não ocorrer somente no Brasil, pois, não existe capitalismo em um só país, acaba levando ao seguinte. Acaba levando à falta de credibilidade na chamada mídia especializada do mundo do samba. O que pode ser aferido pela perda da grande quantidade de leitores & leitoras dispostos a comentar as notícias do dia-a-dia aqui. Que não é modéstia à parte o meu caso. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Dudu Nobre estreia com vitória na disputa da Unidos da Tijuca
Postado: 2015-10-26 12:09:25
É oportuno reproduzir o que postei no site Carnavalesco. É ?natural? o pres. do Conselho Fiscal da LIESA & da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, ser ?idolatrado? conforme no comentário anterior. É indubitável o sucesso da filosofia político-administrativa do dirigente-sambista tijucano. Na era dele a agremiação fundada em 1931 conquistou três ? 2010/2/4 o 1º ocorreu em 1936 - de seus quatro títulos no Grupo Especial do Carnaval Carioca. Excetuando quando pretendeu destronar o bairro Madureira como a Capital do Samba, o presidente tijucano é sempre contundente. Para o Carnaval 2014 o presidente tijucano ?deu pernada? na então debutante atual diretoria portelense que aceitou ser a penúltima a desfilar trocando a sorteada ordem com a Unidos da Tijuca, que fechou e conquistou o título de campeã do Carnaval daquele ano. Para o Carnaval 2015 o presidente tijucano provocou e provou que a agremiação amarelo-ouro & azul-pavão derrotaria a coimã da estrela-guia de Padre Miguel que tirara de seus quadros profissionais o inovador & vitorioso carnavalesco Paulo Barros. Isto é, no Carnaval 2015 a Unidos da Tijuca foi a 4ª colocada, ou seja, voltou no desfile das campeãs, enquanto que a Mocidade Independente ficou fora e além disso perdeu o citado carnavalesco para a Portela, 5ª colocada. Agora, para o Carnaval 2016 o presidente quer repetir a dose. Isto é, a Unidos da Tijuca fechará os desfiles, tendo trocado com a União da Ilha que passou a ser a 2ª a apresentar-se. O fato. Tão comunitária & tradicional quanto as coirmãs de Oswaldo & Madureira e a tricolor insulana, a Unidos da Tijuca embora não tenha tanta torcida assim, não ?teme? fechar os desfiles carnavalescos oficiais. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Wander Pires se desliga da Portela: 'Estará sempre no meu coração'
Postado: 2015-10-21 17:30:43
?Portela/Suas cores tem/Na bandeira do Brasil/E no céu também/Avante portelense para a vitória/Não vê que o teu passado é cheio de glória/Eu tenho saudade/Desperta, ó grande mocidade/As suas cores são lindas/Seus valores não tem fim/Portela, querida/És tudo na vida/Pra mim?. Esta é a letra do hino oficial de nossa amada agremiação. A autoria é do saudoso compositor-sambista Chico Santana, Francisco Felisberto Santana (22/09/1911 a 26/03/1988) que foi um baluarte na Velha Guarda da escola de samba mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida-organizada, a mais carioca e a mais vitoriosa do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Por isso, a Majestade do Samba a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Para nós portelenses a hora agora é de não nos dispersarmos, de mantermos a união começando pelo ´hino´ oficial 2016 de nossa amada agremiação, na esperança de vir a conquistar o tão sonhado 22º título. Quanto à carta-despedida do gogó de ouro a quem o intérprete Wander Pires chama de Querida Nação Portelense, ele deixa as coisas claro como água. Isto é, o gogó de ouro respeita a nossa Portela, a escola de samba do carnaval paulistano Vai-Vai que acaba de contratá-lo profissionalmente enquanto intérprete oficial. Wander Pires também afirma estar de volta à sua Mocidade Independente enquanto compositor, não como intérprete. Ignoremos os rumores. Por fim, para nós portelenses a hora agora é de não nos dispersarmos, de mantermos a união começando pelo ´hino´ oficial 2016 de nossa amada agremiação, na esperança de vir a conquistar o tão sonhado 22º título. Esqueçamos, caso os sambas concorrentes finalistas de nossas ´preferencias´ tenham sido outros. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Wander Pires se desliga da Portela: 'Estará sempre no meu coração'
Postado: 2015-10-21 17:30:42
?Portela/Suas cores tem/Na bandeira do Brasil/E no céu também/Avante portelense para a vitória/Não vê que o teu passado é cheio de glória/Eu tenho saudade/Desperta, ó grande mocidade/As suas cores são lindas/Seus valores não tem fim/Portela, querida/És tudo na vida/Pra mim?. Esta é a letra do hino oficial de nossa amada agremiação. A autoria é do saudoso compositor-sambista Chico Santana, Francisco Felisberto Santana (22/09/1911 a 26/03/1988) que foi um baluarte na Velha Guarda da escola de samba mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida-organizada, a mais carioca e a mais vitoriosa do Carnaval da Cidade Maravilhosa. Por isso, a Majestade do Samba a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Para nós portelenses a hora agora é de não nos dispersarmos, de mantermos a união começando pelo ´hino´ oficial 2016 de nossa amada agremiação, na esperança de vir a conquistar o tão sonhado 22º título. Quanto à carta-despedida do gogó de ouro a quem o intérprete Wander Pires chama de Querida Nação Portelense, ele deixa as coisas claro como água. Isto é, o gogó de ouro respeita a nossa Portela, a escola de samba do carnaval paulistano Vai-Vai que acaba de contratá-lo profissionalmente enquanto intérprete oficial. Wander Pires também afirma estar de volta à sua Mocidade Independente enquanto compositor, não como intérprete. Ignoremos os rumores. Por fim, para nós portelenses a hora agora é de não nos dispersarmos, de mantermos a união começando pelo ´hino´ oficial 2016 de nossa amada agremiação, na esperança de vir a conquistar o tão sonhado 22º título. Esqueçamos, caso os sambas concorrentes finalistas de nossas ´preferencias´ tenham sido outros. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Oh leva eu, me leva': samba de Wanderley Monteiro vira hino da Portela em 2016
Postado: 2015-10-18 12:26:01
´Eu sou a águia, fale mim quem quiser/É melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem mais uma estrela/Que vai brilhar em Oswaldo Cruz e Madureira´. Sendo ou não alterado, é assim que ´canto ´ o refrão do ´hino´ oficial 2016 de nossa Portela. A conjunção (mas) significaria a águia, isto é, a Portela ser mal falada, quando é a mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida-organizada e a mais vitoriosa do Carnaval Carioca, por si só, respeitadíssima. Quanto à mudar o verso (Que vai brilhar no pavilhão de Madureira) para ´Que vai brilhar em Oswaldo Cruz e Madureira´ se trata de exaltar os dois bairros-bases portelenses. Outras mudanças imprescindíveis. Na hora da leitura das notas dos julgadores da LIESA no sambódromo assim como dos anúncios nas quadras das agremiações dos sambas concorrentes eliminados e ou/não-vencedores, as justificativas devem ser entregues à imprensa. Embora azul e amarelo também sejam duas das três cores do Madureira Futebol Clube, foi equivocada a águia usada como adorno na cabeça pelos adeptos do samba concorrente vencedor com as mesmas cores da nada-saudosa era do tucanato. Por mais que um dos intérpretes do mais potente carro de som do Carnaval Carioca revele bom gosto musical e a bateria-orquestra Tabajara do Samba mostre sua excelência & versatilidade, não me ´agrada´ ouvir sambas-enredo de coirmãs na quadra de nossa amada Portela. Divirjo do presidente executivo portelense, o preço mínimo de R$-50,00 dos ingressos já é caro demais, não pode ser comparado com o de coirmãs. Sem mencionar os versos do samba ´Não É Bem Assim´ do compositor-poeta Waldir 59, zoo @s [email protected] portelenses que citam o meu nome aqui. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Oh leva eu, me leva': samba de Wanderley Monteiro vira hino da Portela em 2016
Postado: 2015-10-18 12:25:57
´Eu sou a águia, fale mim quem quiser/É melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem mais uma estrela/Que vai brilhar em Oswaldo Cruz e Madureira´. Sendo ou não alterado, é assim que ´canto ´ o refrão do ´hino´ oficial 2016 de nossa Portela. A conjunção (mas) significaria a águia, isto é, a Portela ser mal falada, quando é a mais coirmã-madrinha, a que conta com mais torcida-organizada e a mais vitoriosa do Carnaval Carioca, por si só, respeitadíssima. Quanto à mudar o verso (Que vai brilhar no pavilhão de Madureira) para ´Que vai brilhar em Oswaldo Cruz e Madureira´ se trata de exaltar os dois bairros-bases portelenses. Outras mudanças imprescindíveis. Na hora da leitura das notas dos julgadores da LIESA no sambódromo assim como dos anúncios nas quadras das agremiações dos sambas concorrentes eliminados e ou/não-vencedores, as justificativas devem ser entregues à imprensa. Embora azul e amarelo também sejam duas das três cores do Madureira Futebol Clube, foi equivocada a águia usada como adorno na cabeça pelos adeptos do samba concorrente vencedor com as mesmas cores da nada-saudosa era do tucanato. Por mais que um dos intérpretes do mais potente carro de som do Carnaval Carioca revele bom gosto musical e a bateria-orquestra Tabajara do Samba mostre sua excelência & versatilidade, não me ´agrada´ ouvir sambas-enredo de coirmãs na quadra de nossa amada Portela. Divirjo do presidente executivo portelense, o preço mínimo de R$-50,00 dos ingressos já é caro demais, não pode ser comparado com o de coirmãs. Sem mencionar os versos do samba ´Não É Bem Assim´ do compositor-poeta Waldir 59, zoo @s [email protected] portelenses que citam o meu nome aqui. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Enquete/Portela: veja qual samba concorrente ganhou a preferência do leitor
Postado: 2015-10-16 12:31:13
Analisarei o comentário do colunista Luiz Carlos Magalhães (LCM) e as enquetes de sites que apontam a preferência em favor do samba concorrente liderado pelos compositores-bambas Toninho Nascimento& Luiz Carlos Máximo na final de nossa Portela hoje, 16/10/2015, que estarei presente, para definição do ´hino´ oficial 2016. Conforme eu, o colunista LCM se rendeu em 2015 à maciça preferência entre portelenses pela então obra-prima liderada pelos compositores-bambas mestre Noca da Portela & Celso Lopes. Já o samba concorrente liderado pelos compositores-bambas Wanderley Monteiro & Samir Trindade sofreu a ´virada´ nas enquetes da mesma forma que em quadra durante a fase eliminatória e a semifinal. Isto foi previsto pelo parceiro-portelense Yuri Matos. Ou seja, os portelenses beijaflorizados pelo refrão que apresenta a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira de forma arrogante/prepotente e necessita clamar por respeito, levou os admiradores de tal obra musical a confundir liderança esmagadora de audições do CD com preferência entre portelenses. A decisão de logo mais se dará entre a poesia do samba liderado pelos bambas Nascimento & Máximo e a alegria do que consta ser favorito entre segmentos portelenses que é o samba liderado pelos bambas mestre Noca & Lopes. Por fim, de coautoria dos compositores Wanderley Monteiro e Álvaro Maciel a letra do samba Vida de Compositor: `Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Portela: qual samba representará melhor a azul e branca em 2016?
Postado: 2015-10-14 16:10:51
Votei no liderado pela dupla de bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. Esta obra musical é a que mais me ´agrada´ nos subquesitos melodia/ritmo principalmente e letra/poesia. Neste, quando eu ´canto´(rsrsrs) corrijo o refrão assim: ´A águia da Portela voltou/Pro solo sagrado da nossa bandeira/Foi buscar na viagem sem fim/Mais uma estrela pra mim/A águia da Portela voltou/De azul e branco, o batuque do samba chamou´. Isso, porque caso esse samba concorrente se sagre ´hino´ oficial 2016 da Portela, o subquesito letra/poesia necessita ser corrigido em relação à sinopse do enredo: ´No voo da águia, uma viagem sem fim...´. Ou seja, o solo sagrado da Portela cuja bandeira tem as cores azul e branco são os bairros-bases Oswaldo Cruz e Madureira. Tudo, para não correr o risco de deixar de obter dos julgadores da LIESA conforme ocorre desde 2012, que são as usuais e unânimes quatro notas 10 no quesito samba-enredo. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Regina Celi: 'Quando for a hora do Salgueiro, vamos trazer o caneco'
Postado: 2015-10-12 17:57:22
O último título do Salgueiro a Academia do Samba foi conquistado no carnaval 2009, logo no ano de estreia da presidenta Regina Celi Fernandes, impedindo que a Beija Flor chegasse ao 3º tri da História. A presidenta salgueirense cumpre o 3º mandato consecutivo, sucedendo o ex-marido o não-sambista verdadeiro & contraventor penal do jogo de bicho Luiz Augusto Duran o Fu, a quem derrotou nas duas últimas eleições. O que talvez explique o desabafo dela antes de anunciar a escolha do samba-enredo oficial 2016 do Salgueiro, quando afirmou: ´É preciso respeitar a honra de uma mulher (...) Há uma pessoa escondida na rede social WhatsApp me atacando (...) Ninguém paga minhas contas (...)´. O fato é que os mandatos dela têm sido eficientes, competitivos e vitoriosos, praticamente notas 10. Seu único erro filosófico-político até agora foi ter votado no continuísmo na LIESA. Ou seja, ela acabou aderindo à burra-unanimidade dos colegas-presidentes que apoiaram e votaram mais uma vez na chapa única que reelegeu para o 5º mandato não consecutivo o presidente não-sambista verdadeiro tirado do mercado de capitais pelos contraventores penais do jogo de bicho que dominam a LIESA, o economista Jorge Castanheira. Embora, justiça seja feita, conste que ela corretamente rejeitou ser candidata a presidente do órgão tendo o nefasto apoio do capo-presidente de ´honra´ da Beija Flor. Bi vice-campeã em 2014 e em 2015, a presidenta salgueirense diz que logo, logo o Salgueiro a Academia do Samba será campeã novamente. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Regina Celi: 'Quando for a hora do Salgueiro, vamos trazer o caneco'
Postado: 2015-10-12 17:57:22
O último título do Salgueiro a Academia do Samba foi conquistado no carnaval 2009, logo no ano de estreia da presidenta Regina Celi Fernandes, impedindo que a Beija Flor chegasse ao 3º tri da História. A presidenta salgueirense cumpre o 3º mandato consecutivo, sucedendo o ex-marido o não-sambista verdadeiro & contraventor penal do jogo de bicho Luiz Augusto Duran o Fu, a quem derrotou nas duas últimas eleições. O que talvez explique o desabafo dela antes de anunciar a escolha do samba-enredo oficial 2016 do Salgueiro, quando afirmou: ´É preciso respeitar a honra de uma mulher (...) Há uma pessoa escondida na rede social WhatsApp me atacando (...) Ninguém paga minhas contas (...)´. O fato é que os mandatos dela têm sido eficientes, competitivos e vitoriosos, praticamente notas 10. Seu único erro filosófico-político até agora foi ter votado no continuísmo na LIESA. Ou seja, ela acabou aderindo à burra-unanimidade dos colegas-presidentes que apoiaram e votaram mais uma vez na chapa única que reelegeu para o 5º mandato não consecutivo o presidente não-sambista verdadeiro tirado do mercado de capitais pelos contraventores penais do jogo de bicho que dominam a LIESA, o economista Jorge Castanheira. Embora, justiça seja feita, conste que ela corretamente rejeitou ser candidata a presidente do órgão tendo o nefasto apoio do capo-presidente de ´honra´ da Beija Flor. Bi vice-campeã em 2014 e em 2015, a presidenta salgueirense diz que logo, logo o Salgueiro a Academia do Samba será campeã novamente. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'É que eu sou malandro batuqueiro': parceria de Marcelo Motta vence no Salgueiro
Postado: 2015-10-12 17:09:42
Thayana Monteiro e Fabiano de Vila-Forte, com todo respeito à salgueirense leitora/parceira e ao portelense leitor/parceiro conforme eu sou, minhas democráticas opiniões estão postadas neste site nos seguintes locais. Sobre o ´hino´ oficial 2016 salgueirense nas notícia intituladas ´Vídeo: com discurso inflamado presidente do Salgueiro anuncia samba vencedor´ e ´Regina Celi: quando for a hora do Salgueiro, vamos trazer o caneco´. Já em relação à escolha do samba-enredo 2016 da Portela cuja final assistirei, dia 16/10/2015, estão postadas nas notícias concernentes à tal escolha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: com discurso inflamado, presidente do Salgueiro anuncia samba vencedor
Postado: 2015-10-12 16:36:38
É ótimo sem chegar a excelente, não creio em notas 10 unânimes dos julgadores da LIESA, o samba-enredo do Salgueiro para o Carnaval 2016. A obra musical é de coautoria dos compositores Marcelo Motta, Fred Camacho, Guinga, Getúlio Coelho, Francisco Aquino e Ricardo Fernandes, homônimo do diretor de carnaval da Grande Rio. ´A ópera dos malandros´ é o título do enredo a ser desenvolvido pelo casal de carnavalescos Renato Lage e Márcia Lávia Lage. Ele foi campeão algumas vezes na Mocidade. E no Salgueiro em 2009, ano do último título da agremiação, desenvolvendo o enredo-afro ´Tambor´. Nesse ano ela desenvolveu no Império Serrano a reedição do enredo ´Lendas das sereias e o mistério do mar´. O título do Salgueiro no carnaval 2009 foi conquistado logo no ano de estreia da presidenta Regina Celi Fernandes, impedindo que a Beija Flor chegasse ao 3º tri da História. A presidenta salgueirense cumpre o 3º mandato consecutivo, sucedendo o ex-marido o não-sambista verdadeiro & contraventor penal do jogo de bicho Luiz Augusto Duran o Fu, a quem derrotou nas duas últimas eleições. O que talvez explique o desabafo dela antes de anunciar a escolha do samba-enredo oficial 2016 do Salgueiro, quando afirmou: ´É preciso respeitar a honra de uma mulher (...) Há uma pessoa escondida na rede social WhatsApp me atacando (...) Ninguém paga minhas contas (...)´. O fato é que os mandatos dela têm sido eficientes, competitivos e vitoriosos, praticamente notas 10. Seu único erro filosófico-político foi ter votado no continuísmo na LIESA. Bi vice-campeã em 2014 e em 2015, a presidenta salgueirense diz que logo, logo o Salgueiro a Academia do Samba será campeã novamente. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Parceria de Marcelo Guimarães é campeã na Beija-Flor
Postado: 2015-10-11 20:50:36
Maurício Santos, nilopolitano parceiro, a carta-branca dada ao mestre Laíla pelos capos-presidentes não sambistas verdadeiros da Beija Flor (BF) é o seguinte. Verde rosa de coração, o capo-presidente de ´honra´ da BF tem consciência de que o mestre Laíla, embora salgueirense de coração, é gabaritadíssimo & serviçal sambista-dirigente profissionalizado. Ou seja, as partes são filosoficamente afinadas, sendo a liderança carnavalesca de fato e de direito do mestre Laíla. Para ter-se ideia, os desfiles carnavalescos todos os anos são assistidos por mim junto com minha amada mulher a mangueirense Ivania, das cadeiras individuais setor 13. É de onde assistimos ao seguinte. Os desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público foram apropriados pela BF da Imperatriz. Em 2008 a BF foi bicampeã e a Imperatriz 6ª colocada. Ou seja, por pouco a Imperatriz não ficou fora do desfile das campeãs. Em 2009 a BF perdeu seu 3º tri da História e Imperatriz ficou fora das campeãs. Então a carnavalesca-mestre Rosa Magalhães foi mandada embora sumariamente devido não-mais conseguir desenvolver desfiles que se encaixassem nos outrora ´vitoriosos´ desfiles militarizados apelidados de técnicos da Imperatriz. Espertamente mestre Laíla e os capos-presidentes da BF se aproveitaram disso, e a partir do atípico Carnaval 2011 se apropriaram para não mais largar de tais ´vitoriosos´ desfiles militarizados pragmaticamente apelidados de técnicos. A malograda 7ª colocação da BF em 2014 foi exceção da regra que levou a agremiação a botar a boca no trombone liderando o unânime movimento de mudança de 25 julgadores da LIESA. O qual desembocou no vergonhoso (até para parcela consciente nilopolitana) título de ´campeã´ 2015. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade levará quatro sambas para a grande final
Postado: 2015-10-11 19:05:41
Devido ser comandada por um capo-presidente de ´honra´ que não é sambista verdadeiro, a Mocidade Independente fará final p/escolha do samba-enredo 2016 com excessivas quatro obras musicais, apesar de todas terem boa qualidade. Outrora vitoriosa, a agremiação não volta no desfile das campeãs desde 2003 quando foi 5ª colocada. O enredo foi: ´Pra sempre no coração, o Carnaval da doação´ do carnavalesco Chico Spinoza. De lá pra cá, a comunitária, tradicional e respeitabilíssima agremiação da Vila Vintém entrou em um ´inferno astral´ a ponto de no Carnaval 2015 a diretoria ter iludido a comunidade prometendo disputar título, mas acabou na 7ª colocação. O mesmo é prometido novamente pela diretoria em relação ao Carnaval 2016, isto é, ficar no mínimo na 3ª colocação. Porém, a agremiação em 2016 lutará para voltar honrosamente no desfile das campeãs. Tal nova & equivocada promessa é do diretor de Harmonia & Carnaval, Rômulo Ramos. O qual se perde em outro marketing que é ´achar´ que a Mocidade virou uma grande empresa, conforme supostamente grandes clubes futebolísticos, em função de ter adotado o programa Sócio Torcedor. Escolas de samba e clubes quando modernizam suas estruturas profissionais, não significa que se transformaram em ´empresas´. Lidam filosoficamente com a paixão de suas comunidades e torcidas. Não, com o consumismo de clientes. O bom enredo 2016 da Mocidade ´O Brasil de La Mancha. Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, sou pixote cavaleiro. Pixote Brasileiro´ será desenvolvido pelo vitorioso carnavalesco Alexandre Louzada e pelo colega Edson Pereira. Já na final de sambas, a disputa deverá ficar entre os sambas-parcerias liderados pelos compositores Jefinho Rodrigues e Diego Nicolau, embora os liderados por Dico da Viola e Ribeirinho, dela também façam parte. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade levará quatro sambas para a grande final
Postado: 2015-10-11 19:05:37
Devido ser comandada por um capo-presidente de ´honra´ que não é sambista verdadeiro, a Mocidade Independente fará final p/escolha do samba-enredo 2016 com excessivas quatro obras musicais, apesar de todas terem boa qualidade. Outrora vitoriosa, a agremiação não volta no desfile das campeãs desde 2003 quando foi 5ª colocada. O enredo foi: ´Pra sempre no coração, o Carnaval da doação´ do carnavalesco Chico Spinoza. De lá pra cá, a comunitária, tradicional e respeitabilíssima agremiação da Vila Vintém entrou em um ´inferno astral´ a ponto de no Carnaval 2015 a diretoria ter iludido a comunidade prometendo disputar título, mas acabou na 7ª colocação. O mesmo é prometido novamente pela diretoria em relação ao Carnaval 2016, isto é, ficar no mínimo na 3ª colocação. Porém, a agremiação em 2016 lutará para voltar honrosamente no desfile das campeãs. Tal nova & equivocada promessa é do diretor de Harmonia & Carnaval, Rômulo Ramos. O qual se perde em outro marketing que é ´achar´ que a Mocidade virou uma grande empresa, conforme supostamente grandes clubes futebolísticos, em função de ter adotado o programa Sócio Torcedor. Escolas de samba e clubes quando modernizam suas estruturas profissionais, não significa que se transformaram em ´empresas´. Lidam filosoficamente com a paixão de suas comunidades e torcidas. Não, com o consumismo de clientes. O bom enredo 2016 da Mocidade ´O Brasil de La Mancha. Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, sou pixote cavaleiro. Pixote Brasileiro´ será desenvolvido pelo vitorioso carnavalesco Alexandre Louzada e pelo colega Edson Pereira. Já na final de sambas, a disputa deverá ficar entre os sambas-parcerias liderados pelos compositores Jefinho Rodrigues e Diego Nicolau, embora os liderados por Dico da Viola e Ribeirinho, dela também façam parte. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela vai contar com três sambas na grande final
Postado: 2015-10-10 20:00:12
RETIFICAÇÃO: É o parceiro Rodrigo quem faz as desqualificações das obras musicais por mim citadas. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela vai contar com três sambas na grande final
Postado: 2015-10-10 19:52:33
Rodrigo Pinheiro Bianchi e Gladisnei dos Santos Soares, parceiros, é o seguinte. Em meio ao fanatismo pentecostal e a idolatria pelo samba concorrente que mais ´agrada´ a ambos e não creio ter o propalado 90% (rsrsrs) de apoio da comunidade portelense, vocês revelam preconceito contra quem não é natural e ou/não mora no Rio onde residi 15 anos. É você, parceiro Gladisnei, quem desqualifica as obras musicais lideradas pelos compositores-bambas Toninho Nascimento e Luiz Carlos Máximo considerando-a ´mais do mesmo´ e como ´fraca´ a liderada pelos bambas mestre Noca da Portela e Celso Lopes. Eu sempre conceituei e deixei claro como de usuais excelência na qualidade as três obras musicais finalistas assim como as três de meu maior ´agrado´, infelizmente eliminadas sem as devidas & transparentes justificativas públicas por parte da Comissão Julgadora, pela ordem: As lideradas pelos poetas & baluartes Waldir 59 e Casquinha, pelo bamba Neyzinho do Cavaco e a de jovens liderada pelo promissor Gustavo Henrique. Dia 16/10/2015 assistirei à final do início ao término inclusa a hora que Wantuir e Wander Pires junto com a Tabajara do Samba mais todos os segmentos de nossa amada agremiação e sua comunidade nos conduzirem pela Rua Clara Nunes sob o ´hino´ oficial 2016 da Majestade do Samba a Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela vai contar com três sambas na grande final
Postado: 2015-10-10 18:39:52
Rodrigo Pinheiro Bianchi e Gladisnei dos Santos Soares, parceiros, ambos mostram a face da minoria existente em todas as agremiações, mesmo em nossa amada pertencente a Oswaldo Cruz e Madureira, que é ser adepto fanático-pentecostal & idólatra de portelense. Assisti à eliminatória dia 04/09/2015 e assistirei à final, dia 16/10/2015. Diferentemente de vocês, não confundir como ´melhor´, o samba que mais me ´agrada´ é outro. Por isto lhes esclareço. Na disputa de sambas, a partir da fase eliminatória até a final, propugno justificativas sucintas dos eliminados e ou/não-vencedores ser simultaneamente entregues à imprensa na hora dos anúncios em quadra. O mesmo no sambódromo 4ª feira de cinzas, na hora da leitura das notas dos julgadores da LIESA. Isso, não deixa dúvida sobre a ética dos resultados. Tudo, por causa do título ´conquistado´ através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público, agravado pelo unânime movimento liderado pela ´campeã´ que mudou 25 julgadores. O que levou a diretoria praticamente nota 10 portelense a se equivocar ao apoiar e votar no continuísmo na LIESA. Por apoiá-la desde a chapa concorrente ´Portela Verdade´ em 2013, a diretoria de nossa amada agremiação faz jus à reeleição em meados de 2016. Isto é, merece ser reeleita, independentemente do resultado do Carnaval do próximo ano. Entretanto, isso não pode ser confundido com idolatria à mesma. Embora o vice-presidente portelense de fato mereça todas as loas, não pode ser idolatrado como na faixa existente na quadra da Portela, ainda mais com o equívoco de dizer que ele é pertencente somente a um dos dois bairros-bases de nossa amada agremiação. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela vai contar com três sambas na grande final
Postado: 2015-10-10 11:52:06
Presumi a eliminação do samba liderado por Jorge do Batuque na semifinal dia 09/10/2015, da Portela para o Carnaval 2016. O que reforçou minhas ideias. Dos três sambas finalistas que assistirei em quadra dia 16/10/2015, o liderado por Wanderley Monteiro & Samir Trindade tem gravíssimos equívocos na criação musical do refrão ante a sinopse do enredo: ´No voo da águia, uma viagem sem fim...´ que são. Apresentar a águia, isto é, a Portela de forma arrogante/prepotente supostamente mau falada & desrespeitada. Por isto necessitando clamar por respeito, quando a Águia Altaneira & Guerreira a agremiação mais coirmã-madrinha e mais vitoriosa do Carnaval Carioca, a Majestade do Samba, por si só é respeitadíssima. Além disso, tal refrão comete o pecado geográfico-filosófico de omitir que Oswaldo Cruz (e Madureira) são os bairros-base da Portela. Por isso, apesar de bela obra musical e contar com apoio na comunidade portelense, esse samba tem menos excelência nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo que os outros dois finalistas. Já o liderado por mestre Noca da Portela & Celso Lopes desde o aclamado samba-enredo 2015 não possuía a mesma excelência no subquesito melodia/ritmo que a obra musical liderada por Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. Além disso, o samba liderado por mestre Noca da Portela & Celso Lopes comete o gravíssimo pecado geográfico-filosófico de aludir somente ao povo e ao bairro de Madureira enquanto base da Portela. Enfim, embora o samba liderado por Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo também cometa tal pecado geográfico-filosófico quando cita a águia, isto é, a Portela enquanto pertencente somente ao bairro Madureira. É o samba mais qualificado para se sagrar ´hino´ oficial 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Acompanhe a maratona de semifinais e finais deste fim de semana pelo SRZD!
Postado: 2015-10-09 17:18:11
Na semifinal da disputa de sambas concorrentes da Portela para o Carnaval 2016 desta 6ª feira, 09/10/2015, deverá ser eliminado o da parceria liderada pelo compositor-bamba Jorge do Batuque. Isso, porque o samba no subquesito letra/poesia tem os seguintes equívocos. O verso (eu não sou daqui, eu não sou lá) fez parte em um dos refrãos dos dois belíssimos & injustamente eliminados sambas liderados pelos compositores Waldir 59 e pelo jovem Gustavo Henrique. Desconfia-se que tenha sido uma das ´causas´ não-transparentes da Comissão Julgadora para eliminá-los. Além disso o citado verso é antecedido e sucedido pelo iníquo (la laiá laiá la laiá laiá) que prejudica agravando o já não tão belo/rico subquesito melodia/ritmo da obra musical liderada por Jorge do Batuque. Como agravante o último verso dessa parte da letra/poesia do samba (de Madureira vim brincar o Carnaval) se trata do pecado de omitir que Oswaldo Cruz também é bairro-base da Portela. Esse gravíssimo erro geográfico-filosófico, ocorre no samba liderado pelos compositores Wanderley Monteiro e Samir Trindade. E se imiscui à arrogância/prepotência de apresentar a águia, isto é, a Portela clamando respeito à agremiação mais coirmã-madrinha & vitoriosa do Carnaval Carioca. Por si só, respeitada. Não me surpreenderei caso essa obra musical e, não a liderada pelo compositor Jorge do Batuque for a eliminada nessa semifinal, a despeito do propalado apoio que estaria tendo junto à comunidade portelense. O fato é que estou convencido de que dois dos três sambas concorrentes finalistas serão as parcerias lideradas pelas duplas de compositores-bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo (o que mais me ´agrada´) e mestre Noca da Portela & Celso Lopes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Acompanhe a maratona de semifinais e finais deste fim de semana pelo SRZD!
Postado: 2015-10-09 17:18:10
Na semifinal da disputa de sambas concorrentes da Portela para o Carnaval 2016 desta 6ª feira, 09/10/2015, deverá ser eliminado o da parceria liderada pelo compositor-bamba Jorge do Batuque. Isso, porque o samba no subquesito letra/poesia tem os seguintes equívocos. O verso (eu não sou daqui, eu não sou lá) fez parte em um dos refrãos dos dois belíssimos & injustamente eliminados sambas liderados pelos compositores Waldir 59 e pelo jovem Gustavo Henrique. Desconfia-se que tenha sido uma das ´causas´ não-transparentes da Comissão Julgadora para eliminá-los. Além disso o citado verso é antecedido e sucedido pelo iníquo (la laiá laiá la laiá laiá) que prejudica agravando o já não tão belo/rico subquesito melodia/ritmo da obra musical liderada por Jorge do Batuque. Como agravante o último verso dessa parte da letra/poesia do samba (de Madureira vim brincar o Carnaval) se trata do pecado de omitir que Oswaldo Cruz também é bairro-base da Portela. Esse gravíssimo erro geográfico-filosófico, ocorre no samba liderado pelos compositores Wanderley Monteiro e Samir Trindade. E se imiscui à arrogância/prepotência de apresentar a águia, isto é, a Portela clamando respeito à agremiação mais coirmã-madrinha & vitoriosa do Carnaval Carioca. Por si só, respeitada. Não me surpreenderei caso essa obra musical e, não a liderada pelo compositor Jorge do Batuque for a eliminada nessa semifinal, a despeito do propalado apoio que estaria tendo junto à comunidade portelense. O fato é que estou convencido de que dois dos três sambas concorrentes finalistas serão as parcerias lideradas pelas duplas de compositores-bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo (o que mais me ´agrada´) e mestre Noca da Portela & Celso Lopes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Parceria de Marcelo Guimarães é campeã na Beija-Flor
Postado: 2015-10-09 12:38:28
É bom, sem passar disto, o ´hino´ oficial da Beija Flor (BF) para o Carnaval Carioca 2016. Agora, o estranho é o diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, prosseguir mostrar certa ´antipatia/prepotência´ (no fundo não é isto) quando diz: ´Desafio os críticos a dizerem que a BF não tem um bom samba´. O mestre Laíla tem consciência de que foi ele próprio quem admitiu fazer junção de dois dos quatro sambas concorrentes finalistas. Assim como foi ele também quem prometeu um desfile da BF em 2016 mais ´leve´. O que não deveria ter prometido, pois quem define isso são os dois capos-presidentes da BF, o de ´honra´ e o executivo, que não são sambistas verdadeiros. Por isto, se apropriaram do tipo de desfile que notabilizou a Rainha da Zona da Leopoldina, bicampeã em 1994/5 e tri em 1999/2000/01. Ou seja, conquistar título de ´campeã´ através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público. Embora o samba-enredo 2016 da BF seja uma boa obra musical, ainda que se deva aguardar o desfile em si, para analisá-lo. O mesmo não pode ser esperado do pífio enredo autoral que os capos-presidentes não sambistas verdadeiros da BF tiveram que engolir em meio à crise, intitulado: ´Mineirinho genial! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortal´. Uma vez que a LIESA põe uma banda marcial para executar o Hino Nacional antes de serem iniciados os desfiles de domingo e 2ª feira. Duvido da promessa de mestre Laíla de pôr a BF para cantar o Hino Nacional durante o ´esquenta´, antes de desfilar. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: ouça o samba oficial para 2016 após alterações
Postado: 2015-10-08 10:25:06
Sou aqui leitor quase-solitário. Por isto não devem se repetir comentários negativistas sobre esta notícia conforme ocorreu em outro site. Negativismo pró-retrocesso que rola na sociedade da qual, o mundo do samba não é apartado e reproduz essa mazela. Primeiro a Vila foi atacada somente porque escolheu como enredo o centenário de um político, o saudoso Miguel Arraes o ´Pai Arraia´. Tudo, porque ele foi ligado à História, Educação e Cultura do povo pobre & oprimido. No outro site os ataques negativistas ao ´hino´ e ao intérprete oficiais da Vila ocorreram, porque ao ser mudada parte da letra/poesia, o samba-enredo teria sido ´estragado´ e o intérprete oficial precisaria ser outro ´vibrante, para o ritmo não cair´. Tudo, sem considerar que a mudança em parte da letra/poesia ocorreu para adequá-la à sinopse. Igor Sorriso é promissor intérprete, com bom timbre vocal e debuta na Vila. Tudo relacionado à Harmonia como o canto dele, da comunidade e acompanhamento da Suingueira de Noel serão aperfeiçoados nos ensaios. Em 2015 o samba-enredo sofreu alterações e obteve somente uma nota 10, as demais foram 9,9 ? 9,8 e a descartada 9,7. Ocorre notas 10 unânimes apenas as usuais da Portela mais Imperatriz e Estação 1ª de Mangueira obtiveram. O problema da Vila para o Carnaval 2016 são outros. Em meio à crise o presidente de honra é o idealizador do enredo, coautor da sinopse, concorreu e venceu junto com sambistas-compositores bambas & empresários ou sambistas de escritório/firma. A menos que conte com hipotético favorecimento de certo ´benemérito´ seu & grande ´benemérito´ da LIESA, a agremiação de Noel ´brigará´ com a de Ismael para permanecer no Grupo Especial. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-10-07 14:37:17
Conforme todo ano assistirei à final da Portela para escolha do ´hino´ oficial 2016, dia 16/10/2015. Estou confiante que o samba liderado pelos bambas Toninho Nascimento e Luiz Carlos Máximo seja um dos três finalistas, pois se tornou o que mais me `agrada´. Apesar do equívoco da licença poética no único refrão repetir que a águia, ou seja, a Portela tem como bairros-bases, não Oswaldo Cruz e Madureira, mas somente este. Caso se sagre ´hino´ oficial é o risco que a Portela correrá de deixar de obter dos julgadores da LIESA as usuais notas 10 unânimes, conforme ocorre desde 2012. Pior são os casos dos outros três sambas que permanecem na disputa. O da parceria liderada por Jorge do Batuque também comete esse equívoco, além de não me ´agradar´ em melodia/ritmo. Deve ser o próximo eliminado. O liderado por mestre Noca da Portela e Celso Lopes comete o mesmo equívoco e o subquesito melodia/ritmo desde o samba-enredo 2015 não tem a mesma excelência do liderado por Nascimento e Máximo. Já o liderado por Wanderley Monteiro e Samir Trindade, além do equívoco em relação aos dois bairros-bases da Portela, imiscui-se à arrogância/prepotência de apresentar a Águia Altaneira & Guerreira clamando por respeito. A Majestade do Samba a agremiação mais vitoriosa do Carnaval Carioca, por si só é respeitada. Por fim, foram injustas e não-transparentes a Comissão Julgadora eliminar sem as devidas justificativas ao menos para a imprensa, os sambas concorrentes liderados pelos compositores Waldir 59, Neyzinho do Cavaco e pelo jovem Gustavo Henrique. Em relação à sinopse do enredo (No voo da águia, uma viagem sem fim...) deveriam ser os finalistas. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Beija-Flor: qual samba você quer ouvir a atual campeã cantar em 2016?
Postado: 2015-10-07 10:02:15
ATENÇÃO: A indagação que farei adiante, a fiz diversas vezes anteriormente, porém ninguém da parceria, algum dirigente e ou adepto da Beija Flor (BF) a comunitária agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo, a Deusa da Passarela, esclareceu. Por isso, torno indagar. Na parceria do samba concorrente finalista nº 39 liderado pelos compositores-bambas Marquinho Beija-Flor e J. Veloso, o coautor Jorge Babu é homônimo ou se trata do próprio acusado judicialmente de ser assassino & integrante de grupo de extermínio de menores, por isso expulso do PT? Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Beija-Flor: qual samba você quer ouvir a atual campeã cantar em 2016?
Postado: 2015-10-06 16:22:05
Tendo declarado que a Beija Flor (BF) tem a melhor (sic) safra de sambas concorrentes para o Carnaval 2016. E em seguida admitir fazer junção entre dois dos quatro sambas finalistas, é o próprio diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, quem impede que se vote na enquete apontando um ´favorito´ ou um ´melhor´ para se tornar samba-enredo oficial 2016 da atual campeã. Cujo título 2015 foi ´conquistado´ através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público inclusa a consciente & envergonhada parcela de adeptos da agremiação presente à passarela da Avenida Marquês de Sapucaí. Ironicamente o fantasioso ´mineirinho genial´ do autoral & pífio enredo: ´Mineirinho genial! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortal´. Isso, depois de o mestre Laíla ter prometido um desfile 2016 da BF ´mais leve´, quando quem decide isso são os capos patrono e presidente executivo da agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a Deusa da Passarela. Os quais não são sambistas-verdadeiros e se apropriaram da filosofia político-administrativa de ´conquistar´ títulos através dos citados desfiles militarizados que tornaram impopulares a BF e outrora a Rainha da Zona da Leopoldina. Os quatro sambas concorrentes finalistas da BF para o Carnaval 2016 variam entre sofríveis e quase bons. Por isso mestre Laíla admite a junção de dois deles, sem ter consciência do seguinte. Caso ponha a BF para cantar o Hino Nacional depois da banda marcial tê-lo tocado conforme a LIESA anualmente faz antes dos desfiles carnavalescos, a Deusa da Passarela fatalmente será vaiada pelo público mais uma vez, como tem acontecido nos últimos anos. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Beija-Flor: qual samba você quer ouvir a atual campeã cantar em 2016?
Postado: 2015-10-06 16:22:05
Tendo declarado que a Beija Flor (BF) tem a melhor (sic) safra de sambas concorrentes para o Carnaval 2016. E em seguida admitir fazer junção entre dois dos quatro sambas finalistas, é o próprio diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla, quem impede que se vote na enquete apontando um ´favorito´ ou um ´melhor´ para se tornar samba-enredo oficial 2016 da atual campeã. Cujo título 2015 foi ´conquistado´ através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público inclusa a consciente & envergonhada parcela de adeptos da agremiação presente à passarela da Avenida Marquês de Sapucaí. Ironicamente o fantasioso ´mineirinho genial´ do autoral & pífio enredo: ´Mineirinho genial! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortal´. Isso, depois de o mestre Laíla ter prometido um desfile 2016 da BF ´mais leve´, quando quem decide isso são os capos patrono e presidente executivo da agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a Deusa da Passarela. Os quais não são sambistas-verdadeiros e se apropriaram da filosofia político-administrativa de ´conquistar´ títulos através dos citados desfiles militarizados que tornaram impopulares a BF e outrora a Rainha da Zona da Leopoldina. Os quatro sambas concorrentes finalistas da BF para o Carnaval 2016 variam entre sofríveis e quase bons. Por isso mestre Laíla admite a junção de dois deles, sem ter consciência do seguinte. Caso ponha a BF para cantar o Hino Nacional depois da banda marcial tê-lo tocado conforme a LIESA anualmente faz antes dos desfiles carnavalescos, a Deusa da Passarela fatalmente será vaiada pelo público mais uma vez, como tem acontecido nos últimos anos. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Salgueiro: qual samba representará melhor a escola em 2016?
Postado: 2015-10-06 09:27:41
Votei no da parceria liderada pelo compositor-bamba Marcelo Motta porque me ´agrada´ mais nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo. Porém, o da parceria liderada pelo agora não mais personalista jovem compositor-bamba Antônio Gonzaga também pode representar enquanto trilha sonora, isto é, sagrar-se samba-enredo intitulado ´A ópera dos malandros´ do Salgueiro a Academia do Samba no Carnaval 2016. O mesmo ocorreria caso fosse os das parcerias lideradas pelos compositores-bambas Xande de Pilares e David Correa. Analisando o slogan salgueirense ´nem melhor nem pior, apenas uma Escola diferente´, neste 3º mandato consecutivo praticamente nota 10 da presidenta Regina Celi Fernandes (discordei somente do apoio & voto ao continuísmo na LIESA), a Academia do Samba de fato inovou na forma de disputa de sambas concorrentes. Ocorre, não resolveu o problema central que é a partir da fase eliminatória até a final cada samba cortado e ou/não vencedor terem suas justificativas passadas à imprensa simultaneamente ao anúncio de cada samba concorrente classificado e ou/vencedor. Trata-se do que igualmente tem que passar ocorrer na 4ª feira de cinzas em relação às justificativas ao serem lidas as notas dadas pelos julgadores da LIESA. Tudo, para que não haja dúvida sobre a ética. Mais que desrespeitosa, é intolerância típica do preconceito e da discriminação comuns às pessoas religiosas adeptas do extremismo evangélico pentecostal o ataque (de uma leitora do site Carnavalesco) à honra da presidenta salgueirense, pelo fato de ela supostamente ter manifestado sua preferência cantando e dançando como se faz nos cultos das religiões Umbanda e Candomblé. Afinal, são democráticos e não-antiéticos os direitos da presidenta e dos ritmistas da bateia-orquestra Furiosa manifestarem suas preferências por um determinado samba concorrente. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-10-05 15:35:40
Há inconsciência sobre os interesses envolvidos no mundo do samba. A diretoria quase nota 10 da Portela errou quando apoiou e votou no continuísmo na LIESA em maio passado. Ficou ´suspeito´ o título de campeã 2015 logo para quem liderou as coirmãs na unânime troca de 25 julgadores. Tudo, porque tal agremiação considerou ´injusta´ a 7ª colocação no Carnaval 2014, apesar de ter passado a ´conquistar´ título a partir de 2011 através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Desfiles militarizados esses que outrora notabilizaram a ´tri´ do início de século & ´bi´ do meado da década dos anos 1990. Não é mera coincidência tais ´campeãs´ serem comandadas por capos patronos não-sambistas verdadeiros e ambas terem se tornado impopulares. Contribui para isso as notas e as justificativas dos julgadores da LIESA não ser simultâneas e transparentes. Justificativas que só se tornam públicas muitos dias após a leitura das notas realizadas no sambódromo, na 4ª feira de cinzas. Em relação à disputa de sambas concorrentes para o Carnaval 2016 da Portela, a diretoria respalda uma Comissão Julgadora que também não é transparente, pois, não apresenta as justificativas dos eliminados e ou/não-vencedores a partir das eliminatórias até a final que define o samba-enredo. Embora os quatro sambas remanescentes tenham excelência no subquesito melodia/ritmo, em letra/poesia há equívocos já apontados. Histórica, tradicional e corretamente a Portela nunca apresentou tais desfiles militarizados. Agora corre risco de perder no quesito samba-enredo as usuais quatro notas 10 obtidas a partir de 2012. O que mais me ´agrada´ passa ser o da parceria liderada pela dupla de compositores-bambas Nascimento & Máximo. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: Laíla não descarta junção e vai com quatro sambas para a final
Postado: 2015-10-02 17:30:30
No site Carnavalesco a semifinal de sambas da Beija Flor (BF) para o Carnaval 2016 desta 5ª feira, 1º/10/2015 nem é notícia. Neste o texto é de autoria da colaboradora Cristiane Moraes que o redigiu de forma acrítica. O fato é que devido ser comandada por capos-presidentes de ´honra´ e executivo que não são sambistas verdadeiros, quem se expõe como serviçal sambista-profissional é o diretor geral de Harmonia & Carnaval, mestre Laíla. Isso é claro desde a 7ª colocação da BF no Carnaval 2014. Na oportunidade a BF apresentou desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público cujo agravante foi. De tão pífio o patrocinado enredo (O astro da comunicação brasileira) homenageando o ex-todo poderoso chefão da Globo, Boni, levou o samba a ser mudado por mestre Laíla. O qual a mando dos patrões comprou briga com a LIESA. Resultado. Equivocadamente as agremiações mudaram 25 julgadores. Isso propiciou a ´conquista´ do título 2015 da BF, a despeito de outro desfile militarizado e pífios samba e enredo patrocinados por 10 milhões de dólares da ditadura oligárquico-burguesa da Guiné Equatorial. Ante esse ´título´ que envergonhou até sua parcela consciente de adeptos, os capos-presidentes da BF tiveram que engolir o autoral enredo (Mineirinho genial. Nova Lima: Cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortal). Por isso mestre Laíla passou a falar em desfile 2016 mais ?leve´ e a mentir que a safra seja boa. Agora, incoerentemente admite fazer junção. Já vi esse filme em 2013 quando a BF foi vice através dos pífios samba e enredo (Amigo fiel, do cavalo do amanhecer ao manga-larga marchador). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Comissão de frente da Portela terá trio de coreógrafos
Postado: 2015-10-01 17:46:11
Esta notícia mostra que a diretoria praticamente nota 10 de nossa Portela ? discordei somente do apoio & voto ao continuísmo na LIESA ? está obcecada por conquistar o 22º título em 2016. Cujo ano é o 3º e último deste 1º mandato da diretoria. A contratação do inovador & vitorioso, mesmo que em uma só agremiação, carnavalesco Paulo Barros (PB) por si só significou isso. Na apresentação o carnavalesco afirmou: ´Desenvolverei o carnaval 2016 com a cara da Portela´. A partir da escolha do enredo: ´No voo da águia, uma viagem sem fim...´, da sinopse, da safra de sambas concorrentes e agora desta notícia, o planejamento e a estruturação para o desfile 2016 da Majestade do Samba não deixa dúvida sobre o seguinte. A citada afirmação do carnavalesco tornou-se um mantra para a diretoria da Águia Altaneira & Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Assim, para pôr em prática tal afirmação a diretoria portelense se inspirou em outra que foi dita por um dirigente, segundo a qual: ´Pra vencer é preciso ousar´. Quer dizer, há um cirúrgico controle sobre a carta-branca que é dada ao carnavalesco PB. Primeiro foi a contratação do jovem & promissor carnavalesco João Vitor Araújo para funcionar como assistente direto do inovador & vitorioso colega. Agora, as contratações dos coreógrafos Marcelo Sandryni e Roberta Nogueira para se somarem à colega Ghislaine Cavalcante na responsabilidade pela Comissão de Frente (CF) não deixa dúvida disso. Não por outra razão, um dos coordenadores das alas de passistas, o bamba Valci Pelé, recebe treinamento & capacitação para no futuro tornar-se coreógrafo à medida que também atua na CF. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Mangueira: Qual samba representará melhor a Estação Primeira em 2016?
Postado: 2015-09-30 09:55:59
O samba concorrente-parceria liderada pelo compositor Alemão do Cavaco é o favorito para se sagrar ´hino´ oficial 2016 da gloriosa Estação 1ª de Mangueira. Aliás, qualquer um dos três finalistas pode vir ser ótima trilha sonora para a verde-rosa fechar com chave de ouro a 2ª feira dos desfiles carnavalescos do Grupo Especial já ao raiar da 3ª feira. Atribuo tal favoritismo ao seguinte. No Carnaval 2015 a Estação 1ª de Mangueira voltou a obter do quadro de julgadores (QJ) da LIESA notas 10 unânimes no quesito samba-enredo, quando apresentou o enredo ´Agora chegou a vez vou cantar: Mulher de Mangueira, mulher brasileira em 1º lugar´ desenvolvido pelo bom carnavalesco Cid Carvalho. Nessa favorita parceria 2016 permanecem os mesmos compositores de 2015, apenas o compositor Deivid Domênico foi substituído por Lacyr Mangueira. Registre-se que a verde-rosa não conquistava notas 10 unânimes no quesito samba-enredo desde o ´atípico´ Carnaval 2011 quando apresentou desenvolvido pelos carnavalescos Mauro Quintaes e Wagner Gonçalves o enredo: ´O filho fiel, sempre Mangueira´ que homenageou o inesquecível compositor-poeta Nelson Cavaquinho. Na oportunidade somente nove das 12 agremiações foram avaliadas pelo QJ da LIESA, tendo a Estação 1ª de Mangueira ficado na 3ª colocação a longínquos 2,6 pontos da campeã. Foi a última vez que a verde-rosa voltou no desfile das campeãs. Que é o objetivo da agremiação no Carnaval 2016. Ou seja, ficar entre a 4ª e a 6ª colocação, embora a minoria fanática-pentecostal mangueirense fique ´p´ da vida. O fato é que não se pode crer que a gloriosa & respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira seja uma das três agremiações que disputarão o título de campeã 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Vila Isabel: Qual samba representará melhor a escola de Noel Rosa em 2016?
Postado: 2015-09-29 15:33:48
O samba concorrente favoritaço para se sagrar ´hino´ oficial 2016 da Unidos de Vila Isabel é o da parceria liderada por Martinho da Vila. Tudo, porque se trata da obra musical liderada pelo presidente de honra da agremiação e idealizador do enredo (Memórias do Pai Arraia ? um sonho pernambucano, um legado brasileiro) cuja sinopse o próprio Martinho da Vila redigiu a quatro mãos com quem desenvolverá o tema, o bom carnavalesco ainda sem título que o consagre, Alex de Souza. Além disso, na parceria da bela obra musical estão os seguintes compositores. O campeoníssimo compositor-sambista bamba de escritório-firma André Diniz, o colega Arlindo Cruz mais os compositores Leonel e a filha de Martinho, Mart´Nália. A única vez que Martinho da Vila concorreu e deixou de ganhar se deu na disputa para o Carnaval 1997. Isso, porque o samba vencedor de autoria do compositor J.C Couto, de fato era melhor. À época a imprensa noticiou que o tráfico impôs isso. Ou seja, teria exigido enquanto pagamento de uma grana-preta devida pelo então dirigente da Unidos de Vila Isabel, Wilson Vieira Alves o Moisés. O enredo apresentado foi (Não deixe o Samba morrer) desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Félix. A Vila Isabel acabou na 9ª colocação. De lá pra cá, Martinho concorreu e venceu outras duas vezes. Em 2010 quando o enredo (Noel ? a presença do Poeta da Vila) foi desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza, a Vila Isabel ficou na 4ª colocação. Já em 2013 a Vila Isabel sagrou-se campeã apresentando desenvolvido pela carnavalesca-mestre Rosa Magalhães, o enredo (A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo ? água no feijão, que chegou mais um). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (ENCERRADA) Enquete/Vila Isabel: Qual samba representará melhor a escola de Noel Rosa em 2016?
Postado: 2015-09-29 15:33:48
O samba concorrente favoritaço para se sagrar ´hino´ oficial 2016 da Unidos de Vila Isabel é o da parceria liderada por Martinho da Vila. Tudo, porque se trata da obra musical liderada pelo presidente de honra da agremiação e idealizador do enredo (Memórias do Pai Arraia ? um sonho pernambucano, um legado brasileiro) cuja sinopse o próprio Martinho da Vila redigiu a quatro mãos com quem desenvolverá o tema, o bom carnavalesco ainda sem título que o consagre, Alex de Souza. Além disso, na parceria da bela obra musical estão os seguintes compositores. O campeoníssimo compositor-sambista bamba de escritório-firma André Diniz, o colega Arlindo Cruz mais os compositores Leonel e a filha de Martinho, Mart´Nália. A única vez que Martinho da Vila concorreu e deixou de ganhar se deu na disputa para o Carnaval 1997. Isso, porque o samba vencedor de autoria do compositor J.C Couto, de fato era melhor. À época a imprensa noticiou que o tráfico impôs isso. Ou seja, teria exigido enquanto pagamento de uma grana-preta devida pelo então dirigente da Unidos de Vila Isabel, Wilson Vieira Alves o Moisés. O enredo apresentado foi (Não deixe o Samba morrer) desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Félix. A Vila Isabel acabou na 9ª colocação. De lá pra cá, Martinho concorreu e venceu outras duas vezes. Em 2010 quando o enredo (Noel ? a presença do Poeta da Vila) foi desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza, a Vila Isabel ficou na 4ª colocação. Já em 2013 a Vila Isabel sagrou-se campeã apresentando desenvolvido pela carnavalesca-mestre Rosa Magalhães, o enredo (A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo ? água no feijão, que chegou mais um). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Imperatriz Leopoldinense confirma Marquinhos Art'Samba como intérprete oficial
Postado: 2015-09-29 09:25:10
Desde que recentemente o próprio bom intérprete Marquinhos Art´Samba anunciou à imprensa ter deixado a Unidos de Padre Miguel, especulou-se que ele iria ser contratado pela Imperatriz Leopoldinense. Na oportunidade, o intérprete afirmou estar em negociação com uma agremiação do Grupo Especial do Carnaval Carioca. O currículo do ótimo intérprete Nêgo registra que ele sempre deu o seu característico show nas agremiações das quais foi contratado. Considera-se que em termos de qualidade & timbre vocal, Nêgo cante, interprete e puxe samba-enredo até melhor que o irmão Neguinho da Beija Flor. O problema de Nêgo sempre foi sua notória falta de consciência & disciplina profissional, ou de incompatibilidade em fazer voz oficial com outro intérprete conforme suas passagens pelo Império Serrano e Mocidade Independente. Assim, a demissão pela Imperatriz Leopoldinense do ótimo intérprete Nêgo e a consequente contratação do bom intérprete Marquinhos Art´Samba, só dá para se atribuir à autoritária filosofia político-administrativa apelidada de ´empresarial´ imposta pelo patrono & presidente executivo da agremiação, pelo fato dele não ser sambista-verdadeiro e ter como agremiação do coração outra nas cores verde-branco, a Império Serrano. Vide a característica frieza empresarial da nota oficial divulgada pela Imperatriz Leopoldinense acerca da demissão do ótimo intérprete Nêgo e a contratação do bom intérprete Marquinhos Art´Samba. Observe-se a típica hipocrisia empresarial da nota ao desejar boa ´sorte´ para o desempregado ótimo intérprete Nêgo. O qual pelo visto, deverá infelizmente ficar fora do Grupo Especial do Carnaval Carioca mais uma vez conforme ocorreu recentemente. Quem também precisará de boa sorte será o bom intérprete Marquinhos Art´Samba. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-09-28 18:04:31
Este prestigioso site está atrasado na cobertura da disputa na Portela cuja próxima eliminatória, dia 02/10/2015, ocorrerá entre cinco sambas concorrentes. Conforme faço todos os anos, dia 16/10/2015 assistirei à final, embora este ano, eu tenha podido assistir a eliminatória do dia 04/09/2015. O que direi é público e notório, sempre propugnei isso. A exemplo da leitura das notas do quadro de julgadores da LIESA durante a apuração na Sapucaí cujas justificativas urgem tornarem-se transparentes passando ser entregues simultaneamente à imprensa. As Comissões Julgadoras e ou/diretorias das escolas de samba têm que passar a fazer o mesmo. Ou seja, a partir das eliminatórias até a final, os sambas concorrentes eliminados e ou/não-vencedores tem que ter suas justificativas entregues à imprensa presente às quadras no momento dos anúncios. O Salgueiro mudou a forma do concurso/disputa de sambas concorrentes, porém, ainda sem a imprescindível transparência em relação aos sambas concorrentes eliminados e ou/não vencedores. No caso de nossa Portela ante a sinopse do enredo (No voo da águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros a situação é gritante. Sambas concorrentes com ótimos subquesitos melodia/ritmo e letra/poesia coerentes em relação à sinopse têm sido injustamente eliminados. Por outro lado, embora igualmente ótimos no subquesito melodia/ritmo, outros sambas concorrentes têm subquesito letra/poesia incoerentes em relação à sinopse, discriminam um dos bairros-base da Portela (Oswaldo Cruz) e ou agrava a incoerência em relação à sinopse, quando utiliza arrogância e ou/prepotência na desnecessária clemência por respeito à agremiação. Afinal, nossa Portela tem como símbolo a águia, é altaneira e autodenomina-se a Majestade do Samba enquanto a mais vitoriosa, sendo por si só respeitada. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Semifinal Mangueira: confira os vídeos de apresentação dos sambas
Postado: 2015-09-28 17:37:49
Em outro site votei no samba concorrente-parceria liderada pelo compositor Alemão do Cavaco enquanto favorito a se sagrar ´hino´ oficial 2016 da gloriosa Estação 1ª de Mangueira. Porém, qualquer um dos três finalistas pode vir ser ótima trilha sonora para a verde-rosa fechar com chave de ouro a 2ª feira dos desfiles carnavalescos do Grupo Especial já ao raiar da 3ª feira, dia 09/02/2016. Atribuo tal favoritismo ao seguinte. No Carnaval 2015 a agremiação do presidente de honra-eterno Mestre Jamelão voltou a obter do quadro de julgadores (QJ) da LIESA, unanimidade em notas 10 no quesito samba-enredo, quando apresentou o enredo: ´Agora chegou a vez vou cantar ? mulher de Mangueira, mulher brasileira em 1º lugar´ desenvolvido pelo bom carnavalesco Cid Carvalho. Haja vista, a parceria do samba concorrente 2016 é mesma de 2015, apenas o compositor Deivid Domênico foi substituído por Lacyr Mangueira. Registre-se que notas 10 unânimes no quesito samba-enredo da verde-rosa não ocorria desde o ´atípico´ Carnaval 2011 quando foi apresentado desenvolvido pelos carnavalescos Mauro Quintaes e Wagner Gonçalves o enredo: ?O filho fiel, sempre Mangueira? que homenageou o inesquecível Nelson Cavaquinho. Na oportunidade, a Estação 1ª de Mangueira ficou na 3ª colocação (somente nove das 12 agremiações foram avaliadas pelo QJ da LIESA) a longínquos 2,6 pontos da campeã, tendo se tornado a última vez que voltou no desfile das campeãs. O que é a perspectiva & objetivo da agremiação no Carnaval 2016. A minoria fanática-pentecostal mangueirense fica ´p´ da vida. Mas, o fato é que não se crê que a gloriosa & respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira seja uma das três agremiações que brigarão/disputarão o título de campeã 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Semifinal Mangueira: confira os vídeos de apresentação dos sambas
Postado: 2015-09-28 17:37:48
Em outro site votei no samba concorrente-parceria liderada pelo compositor Alemão do Cavaco enquanto favorito a se sagrar ´hino´ oficial 2016 da gloriosa Estação 1ª de Mangueira. Porém, qualquer um dos três finalistas pode vir ser ótima trilha sonora para a verde-rosa fechar com chave de ouro a 2ª feira dos desfiles carnavalescos do Grupo Especial já ao raiar da 3ª feira, dia 09/02/2016. Atribuo tal favoritismo ao seguinte. No Carnaval 2015 a agremiação do presidente de honra-eterno Mestre Jamelão voltou a obter do quadro de julgadores (QJ) da LIESA, unanimidade em notas 10 no quesito samba-enredo, quando apresentou o enredo: ´Agora chegou a vez vou cantar ? mulher de Mangueira, mulher brasileira em 1º lugar´ desenvolvido pelo bom carnavalesco Cid Carvalho. Haja vista, a parceria do samba concorrente 2016 é mesma de 2015, apenas o compositor Deivid Domênico foi substituído por Lacyr Mangueira. Registre-se que notas 10 unânimes no quesito samba-enredo da verde-rosa não ocorria desde o ´atípico´ Carnaval 2011 quando foi apresentado desenvolvido pelos carnavalescos Mauro Quintaes e Wagner Gonçalves o enredo: ?O filho fiel, sempre Mangueira? que homenageou o inesquecível Nelson Cavaquinho. Na oportunidade, a Estação 1ª de Mangueira ficou na 3ª colocação (somente nove das 12 agremiações foram avaliadas pelo QJ da LIESA) a longínquos 2,6 pontos da campeã, tendo se tornado a última vez que voltou no desfile das campeãs. O que é a perspectiva & objetivo da agremiação no Carnaval 2016. A minoria fanática-pentecostal mangueirense fica ´p´ da vida. Mas, o fato é que não se crê que a gloriosa & respeitabilíssima Estação 1ª de Mangueira seja uma das três agremiações que brigarão/disputarão o título de campeã 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela seleciona sósias de atores da série 'Perdidos no Espaço'
Postado: 2015-09-24 17:47:46
A notícia em questão é coerente com a promessa: ?Desenvolverei um desfile carnavalesco 2016 com a cara da Portela? feita por Paulo Barros assim que o artista- sambista profissional, inovador & vitorioso, mesmo que numa só agremiação, chegou à Majestade do Samba. O carnavalesco tem consciência de que o DNA da Portela é apresentar desfile carnavalesco que seja apoteótico, competitivo e emocionante, significando espetáculo/show artístico, cultural, musical em termos de canto e dança complementado por riqueza plástica e visual. Tudo impulsionado por uma bateria-orquestra cuja denominação-marketing, não por acaso, é a Tabajara do Samba. Ao contrário de certa afilhada portelense cuja bateria-orquestra não tem denominação-marketing, embora tenha excelência na qualidade. Tudo, porque é comandada, treinada e ensaiada para estar afinada com a filosofia político-administrativa de seu patrono não-sambista verdadeiro e por ele apropriada do colega que outrora notabilizou certa coirmã, que é a seguinte. ´Conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Haja vista, certo adepto fanático pentecostal & idólatra do patrono de tal afilhada portelense que não merece ter o nome citado tenta ´vender´ a mentira de que os trabalhos no barracão da Portela estariam paralisados, por causa de desavença entre o carnavalesco e a direção da Majestade do Samba. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela seleciona sósias de atores da série 'Perdidos no Espaço'
Postado: 2015-09-24 17:47:46
A notícia em questão é coerente com a promessa: ?Desenvolverei um desfile carnavalesco 2016 com a cara da Portela? feita por Paulo Barros assim que o artista- sambista profissional, inovador & vitorioso, mesmo que numa só agremiação, chegou à Majestade do Samba. O carnavalesco tem consciência de que o DNA da Portela é apresentar desfile carnavalesco que seja apoteótico, competitivo e emocionante, significando espetáculo/show artístico, cultural, musical em termos de canto e dança complementado por riqueza plástica e visual. Tudo impulsionado por uma bateria-orquestra cuja denominação-marketing, não por acaso, é a Tabajara do Samba. Ao contrário de certa afilhada portelense cuja bateria-orquestra não tem denominação-marketing, embora tenha excelência na qualidade. Tudo, porque é comandada, treinada e ensaiada para estar afinada com a filosofia político-administrativa de seu patrono não-sambista verdadeiro e por ele apropriada do colega que outrora notabilizou certa coirmã, que é a seguinte. ´Conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Haja vista, certo adepto fanático pentecostal & idólatra do patrono de tal afilhada portelense que não merece ter o nome citado tenta ´vender´ a mentira de que os trabalhos no barracão da Portela estariam paralisados, por causa de desavença entre o carnavalesco e a direção da Majestade do Samba. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (Encerrada) Enquete: na sua opinião, qual é o melhor samba-enredo da Série A do Rio?
Postado: 2015-09-23 18:09:45
Votei no samba-enredo da Unidos do Viradouro, cujo percentual até agora é de mais 51%. Logo eu que no Grupo Especial sou portelense de coração e na Série A, embora a Viradouro seja a afilhada da Portela dentre as agremiações niteroienses, a de minha simpatia é a Acadêmicos do Cubango. Faço questão de declarar isso, porque o voto em uma enquete sobre qual o melhor samba-enredo deve ser dado, comparando-se os subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo em relação à sinopse do enredo & tema além da identidade artístico-cultural da agremiação em questão. O fato é que observo que na Série A, a maioria dos leitores/leitoras do site vota dessa forma que mencionei. O que é louvável. Diferentemente do Grupo Especial onde se vota bem mais no samba-enredo da agremiação do coração. O que é reflexo de uma espécie de fanatismo pela agremiação que se tem no coração assim como da filosofia de ´conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Que é o que ocorreu nos desfiles da Sapucaí durante os anos da década de 1990 e no 1º ano deste século, sendo que tais desfiles militarizados ultimamente voltaram ocorrer. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: (Encerrada) Enquete: na sua opinião, qual é o melhor samba-enredo da Série A do Rio?
Postado: 2015-09-23 18:09:45
Votei no samba-enredo da Unidos do Viradouro, cujo percentual até agora é de mais 51%. Logo eu que no Grupo Especial sou portelense de coração e na Série A, embora a Viradouro seja a afilhada da Portela dentre as agremiações niteroienses, a de minha simpatia é a Acadêmicos do Cubango. Faço questão de declarar isso, porque o voto em uma enquete sobre qual o melhor samba-enredo deve ser dado, comparando-se os subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo em relação à sinopse do enredo & tema além da identidade artístico-cultural da agremiação em questão. O fato é que observo que na Série A, a maioria dos leitores/leitoras do site vota dessa forma que mencionei. O que é louvável. Diferentemente do Grupo Especial onde se vota bem mais no samba-enredo da agremiação do coração. O que é reflexo de uma espécie de fanatismo pela agremiação que se tem no coração assim como da filosofia de ´conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Que é o que ocorreu nos desfiles da Sapucaí durante os anos da década de 1990 e no 1º ano deste século, sendo que tais desfiles militarizados ultimamente voltaram ocorrer. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla relembra a história do Carnaval do Rio
Postado: 2015-09-22 11:56:10
Posto outra vez meu comentário acerca da notícia em questão, excluído pela editoria: ?Será ´coincidência´ o fato de o vídeo-blog deste prestigioso site com mestre Laíla ter sempre esta pífia qualidade técnica sonora? Ou, será discriminação devido à origem proletária, preta/negra/afrodescendente e de baixa escolaridade do vídeo-blogueiro, tudo mal disfarçado pela informalidade da gravação? Informalidade esta agravada pelo fato do vídeo-blogueiro ter literalmente por trás a imagem do nefasto capo presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro da Beija Flor. Haja vista, por exemplo, as gravações dos vídeos-blogs com o maestro dos maestros regentes de baterias-orquestras mestre Odilon também são informais, realizadas ultimamente em um calçadão da orla marítima carioca. Porém, nem por isso, a qualidade técnica sonora é ruim. Ou, será porque diferentemente de mestre Laíla, mestre Odilon embora também seja proletário, é professor e branco? Quanto ao vídeo blog em questão, mestre Laíla faz uma valiosíssima volta no tempo relembrando personalidades & figuras históricas que fizeram e fazem do Carnaval Carioca ser o que é. No entanto, é preciso explicar que mestre Laíla mostra não ter consciência filosófico-política suficiente para compreender que o carnavalesco dos carnavalescos o inesquecível Mestre Fernando Pamplona era, de fato, líder nato. Só que a liderança nata do saudosíssimo Mestre se devia à sua assumida convicção de militante marxista-leninista, além de professor e genial carnavalesco?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Gustavo Henrique, Bruno Lima, Thiago na Fé, Thiago Gotelip, Júnior Falcão, Rafa Cavaliere, Nêgo Branco e Jorge Miguel
Postado: 2015-09-22 10:44:19
Comprovei durante a eliminatória de sambas concorrentes, dia 04/09/2015, na quadra de nossa Portela a excelência desta obra musical. É parceria de jovens compositores liderada por Gustavo Henrique mais Bruno Lima, Thiago na Fé, Thiago Gotelip, Junior Falcão, Rafa Cavaliere, Nêgo Branco e Jorge Miguel. Este samba é merecedor de ir à final dia 16/10/2015, a qual faço questão de estar presente. O samba tem métrica, subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo do DNA dos clássicos portelenses. Abrilhantada pelo intérprete oficial salgueirense Leonardo Bessa, esta obra musical propicia à bateria-orquestra Tabajara do Samba exibir toda sua magnitude. Ou seja, impulsionada pela letra poética tanto quanto pela excelência rítmica da melodia, a bateria-orquestra mostra sua marca registrada. O majestoso suingue no qual, dentre a magia rítmica & sonora dos instrumentos, as caixas lideradas pelo próprio maestro-regente da Tabajara do Samba, mestre Nilo Sérgio. O que leva qualquer pessoa, mesmo não tendo samba no pé a não ficar alheia, tentando, pelo menos, ensaiar as chamadas sambadinhas. Espero voltar a encantar-me novamente com as apresentações deste e do outro samba que aponto como notas 10 e merecedores de se tornarem finalistas. Isso porque não cometem os equívocos dos outros quatro que permanecem na disputa, os quais não estão de acordo com o enredo (No voo da águia, uma viagem sem fim...). Ou seja, não são coerentes em relação à águia, símbolo oficial da Portela a Majestade do Samba cujos bairros suburbanos-bases são Oswaldo Cruz e Madureira. Em outras palavras, por ser agremiação altaneira, guerreira e a mais vitoriosa do Carnaval Carioca, nossa Portela não precisa de samba concorrente com refrão arrogante e ou/prepotente clamando respeito. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-09-22 10:17:37
Assisti à eliminatória na quadra de nossa Portela, dia 04/09/2015. Farei o mesmo na final, dia 16/10/2015. Daí cheguei à seguinte conclusão, o samba concorrente-parceria liderada pelos compositores-bambas Toninho Nascimento e Luiz Carlos Máximo se equivoca no subquesito letra/poesia discriminando o bairro-base portelense Oswaldo Cruz no início do único refrão: ´A águia de Madureira (sic) voltou/Pro solo sagrado de nossa (sic) bandeira (...) A águia de Madureira (sic) voltou de azul e branco/O batuque do samba chamou´. Tal erro grave se repete no samba-parceria liderado pelo compositor-bamba & poeta lírico o baluarte mestre Noca da Portela e pelo compositor-bamba Celso Lopes: ´(...) Sou indomável minha paixão é altaneira/Ninguém segura o povo de Madureira (sic) (...)´. Assim como no samba concorrente-parceria liderado pelo compositor-bamba Jorge do Batuque: ´(...) Viajante em tempo real/De Madureira (sic) vim brincar o Carnaval (...)´. Tal erro geográfico-filosófico que discrimina o bairro-base portelense Oswaldo Cruz se soma à arrogância/prepotência de clamar por respeito à agremiação que é altaneira e a mais vitoriosa, por isso respeitada, no principal refrão do samba-parceria liderado pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro: ´Eu sou a águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar (sic), sou a Portela (sic) (...) Que vai brilhar no pavilhão de Madureira (sic)´. Dentre os que permanecem são notas 10 nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo somente os sambas concorrentes-parcerias liderados pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco e pelo compositor que lidera a promissora parceria de jovens Gustavo Henrique. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça parceria de Neyzinho o Cavaco, Flavio Viana, Charles Braga, Tadeuzinho e Girão
Postado: 2015-09-22 10:07:29
Esta obra-prima de samba concorrente se tornou o 1º que mais me `agrada´ para a final que assistirei, dia 16/10/2015, quando será definido o ´hino´ oficial 2016. Cheguei a tal conclusão, depois que assisti na quadra de nossa Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira a eliminatória em questão, dia 04/09/2015. Essa obra musical tem DNA dos clássicos portelenses no subquesito letra/poesia e no subquesito melodia/ritmo. Tudo harmonizado com o enredo (No voo da Águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo inovador e vitorioso carnavalesco, mesmo em uma só agremiação, Paulo Barros. Este, conforme prometeu ao chegar à Águia Altaneira: `Farei um carnaval com a cara da Portela´ redigiu junto com sua equipe uma sinopse à altura disso. A criação da obra musical é liderada pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco em parceria com os colegas Charles Viana, Charles Braga, Tadeuzinho e Girão. O canto é abrilhantado pelo ótimo intérprete Roosevelt o Pixulé junto com Emerson Dias, embalados pelo magistral suingue da bateria-orquestra Tabajara do Samba. Ouça-se o seu magistral suingue/marca registrada em toda métrica do samba especialmente nos dois bis: (Ê ê ê mar! No balanço das ondas eu vou navegar/Ê ê ê mar! Seus encantos desvendar) e (Ô ô ô ô pois o samba me levou/ A fincar minha bandeira onde ninguém jamais pisou). Tal apoteose rítmica erige no início do único refrão (Eu vou nas asas da Águia viajar/A Tabajara do Samba faz balançar/E pra quem duvidou, é bom se segurar/Chegou Portela fazendo o povo sambar). Ou seja, na transição da marcação rítmica digamos meio-pagodeada, para samba de enredo em si, o repique ou repinique modula a conversão. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: com quatro obras, escola antecipa final de disputa
Postado: 2015-09-21 11:02:54
ROBERTO, parceiro, inveja/despeito é pecado capital. Os seus ´beicinhos´ em relação aos meus comentários envergonham a comunidade nilopolitana consciente & não-fanática pentecostal pela afilhada da Majestade do Samba, a Beija Flor (BF) a mais vitoriosa da era-sambódromo, a Deusa da Passarela. Você sempre mostrou ser ´capacho´ do capo presidente de ´honra´ da BF que além não ser sambista verdadeiro é torcedor da verde-rosa. Você representa um capitão-do-mato e ou/analfabeto político, mentindo sobre os meus comentários os quais são assinados e fundamentados. As eventuais divergências e ou/polêmicas são democráticas e próprias da pluralidade de ideias e opiniões. Para lhe zoar, ROBERTO, do poeta austríaco Bertolt Brecht o texto O Analfabeto Político: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. (Rsrsrs). Agora, ROBERTO, de autoria do sambista-compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a letra da obra musical Não É Bem Assim: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. (Rsrsrsrsrsrsrs) Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: com quatro obras, escola antecipa final de disputa
Postado: 2015-09-18 16:24:45
Tanto a Beija Flor (BF) quanto o diretor geral de Harmonia & Carnaval da agremiação nilopolitana, mestre Laíla, merecem todo respeito pelo que significam. Agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a BF é a Deusa da Passarela apesar de ter se tornado impopular, por causa do seguinte. Devido seu capo patrono não-sambista verdadeiro ter se apropriado da filosofia político-administrativa do colega & comparsa capo-patrono & presidente executivo da Rainha da Zona da Leopoldina de ´conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Isso acabou ficando agravado. Tudo, porque o diretor geral de Harmonia & Carnaval da BF tenha 52 anos de gabaritada experiência no Carnaval Carioca, andou arrostando pura prepotência: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da Deusa da Passarela´. Depois do malogrado 7º lugar no Carnaval 2014 quando a BF ficou fora do desfile das campeãs, mestre Laíla tinha baixado a bola. Porém, por causa do ´apoteótico´ desfile que garantiu o título de campeã à BF no Carnaval 2015, ele voltou à carga. Em declaração por ocasião da eliminatória de sambas concorrentes para o Carnaval 2016, 5ª feira, 17/10/2015, ele não se fez de rogado: `Posso garantir que a BF possui a melhor (sic) safra do ano novamente (sic). Tem agremiação que não tem um samba (que preste para escolher). Porém, nós temos quatro´. O mestre Laíla disse isso referindo-se às obras musicais finalistas dia 08/10/2015, que concorrem a ´hino´ oficial 2016 da BF. Cujo enredo é o pífio: ´Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal ? Marquês de Sapucaí, o poeta imortal´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: com quatro obras, escola antecipa final de disputa
Postado: 2015-09-18 16:24:44
Tanto a Beija Flor (BF) quanto o diretor geral de Harmonia & Carnaval da agremiação nilopolitana, mestre Laíla, merecem todo respeito pelo que significam. Agremiação mais vitoriosa da era sambódromo, a BF é a Deusa da Passarela apesar de ter se tornado impopular, por causa do seguinte. Devido seu capo patrono não-sambista verdadeiro ter se apropriado da filosofia político-administrativa do colega & comparsa capo-patrono & presidente executivo da Rainha da Zona da Leopoldina de ´conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Isso acabou ficando agravado. Tudo, porque o diretor geral de Harmonia & Carnaval da BF tenha 52 anos de gabaritada experiência no Carnaval Carioca, andou arrostando pura prepotência: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da Deusa da Passarela´. Depois do malogrado 7º lugar no Carnaval 2014 quando a BF ficou fora do desfile das campeãs, mestre Laíla tinha baixado a bola. Porém, por causa do ´apoteótico´ desfile que garantiu o título de campeã à BF no Carnaval 2015, ele voltou à carga. Em declaração por ocasião da eliminatória de sambas concorrentes para o Carnaval 2016, 5ª feira, 17/10/2015, ele não se fez de rogado: `Posso garantir que a BF possui a melhor (sic) safra do ano novamente (sic). Tem agremiação que não tem um samba (que preste para escolher). Porém, nós temos quatro´. O mestre Laíla disse isso referindo-se às obras musicais finalistas dia 08/10/2015, que concorrem a ´hino´ oficial 2016 da BF. Cujo enredo é o pífio: ´Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal ? Marquês de Sapucaí, o poeta imortal´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Já estava pensando em parar', diz Luizinho Andanças, novo intérprete da Unidos de Padre Miguel
Postado: 2015-09-16 17:20:36
Serve de exemplo sobre o significado do que é o mercantilizado mundo do samba, a contratação profissional pela escola de samba Unidos de Padre Miguel do muito bom intérprete Luizinho Andanças para suceder enquanto voz oficial o colega igualmente muito bom intérprete Marquinhos Art´Samba, que acabou de deixar a agremiação. Não por outra razão, Andanças afirma ter pensado em abandonar a carreira de sambista-profissional. É que ele está de volta a uma agremiação do grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2016 depois ter ficado fora em 2014 e em 2015, desempregado. Tudo, porque foi demitido da vizinha da Unidos de Padre Miguel a Mocidade Independente na qual foi voz oficial em 2012 e em 2013. Ou seja, após o Carnaval 2011 quando a são-gonçalense Unidos do Porto da Pedra foi a 8ª colocada no Grupo Especial (GE), Andanças deixou a agremiação da qual foi a voz oficial desde 2005. A alegação foi a de que ele (Andanças) tinha sido contratado por uma agremiação do GE mais tradicional e vitoriosa. Em 2012 a agremiação são-gonçalense acabou rebaixada para o grupo de acesso/Série A na qual permanece. Agora, para o Carnaval 2016 em que a vice-campeã 2015 Unidos de Padre Miguel se credencia ao título consequentemente conquistar o direito de ascender ao GE, ironicamente Andanças retorna ao Carnaval Carioca. Já o intérprete Marquinhos Art´Samba deixou a agremiação vermelho-branco da Vila Vintém em franca ascensão e ainda não anunciou oficialmente por qual será contratado profissionalmente nem se de fato é do GE conforme se especula. Saudações carnavalescas, o portelense Almir de Macaé.

Noticia: 'Samba É Nosso' promove sorteio da ordem dos desfiles da Intendente Magalhães
Postado: 2015-09-16 12:44:44
Este prestigioso site tomou partido através do texto `(O presidente Jorge Castanheira é o cara do Carnaval) redigido por seu diretor-proprietário o jornalista-empresário Sidney Rezende, por ocasião da eleição na caixa-preta LIESA, em maio passado. Agora, ante a queda de braço junto à RioTur travada pela Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) e a `liga´ que autodenomina ser representativa das agremiações da Série B (LIESB), mas, realiza `sorteio´ também para os desfiles das Séries C, D, E. Este site `estranhamente´ não toma partido. Observe-se que o texto em questão ao divulgar como espécie de `press-release´ a nota oficial da LIESB é assinado pela `redação SRZD´. Já a informação referente à ACSN é assinada pelo blogueiro do site, Aloísio Villar. O qual é presidente da recém-fundada & parceira da associação, a Nação Insulana. Esta, ocorre se trata de dissidência da filiada à LIESB, Boi da Ilha. Em outras palavras, este site quando lhe foi `conveniente´ tomou partido a favor do continuismo na caixa-preta LIESA. Porém, deixa de fazê-lo sobre quem (ACNS ou LIESB) deve gerir o Carnaval da passarela popular realizado na Estrada Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. O blogueiro do site Aloísio Villar e eu estamos fechados com a ACSN, por motivos óbvios. Já o site SRZD-Carnaval oficialmente `está em cima do muro´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Samba É Nosso' promove sorteio da ordem dos desfiles da Intendente Magalhães
Postado: 2015-09-16 12:44:44
Este prestigioso site tomou partido através do texto `(O presidente Jorge Castanheira é o cara do Carnaval) redigido por seu diretor-proprietário o jornalista-empresário Sidney Rezende, por ocasião da eleição na caixa-preta LIESA, em maio passado. Agora, ante a queda de braço junto à RioTur travada pela Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) e a `liga´ que autodenomina ser representativa das agremiações da Série B (LIESB), mas, realiza `sorteio´ também para os desfiles das Séries C, D, E. Este site `estranhamente´ não toma partido. Observe-se que o texto em questão ao divulgar como espécie de `press-release´ a nota oficial da LIESB é assinado pela `redação SRZD´. Já a informação referente à ACSN é assinada pelo blogueiro do site, Aloísio Villar. O qual é presidente da recém-fundada & parceira da associação, a Nação Insulana. Esta, ocorre se trata de dissidência da filiada à LIESB, Boi da Ilha. Em outras palavras, este site quando lhe foi `conveniente´ tomou partido a favor do continuismo na caixa-preta LIESA. Porém, deixa de fazê-lo sobre quem (ACNS ou LIESB) deve gerir o Carnaval da passarela popular realizado na Estrada Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. O blogueiro do site Aloísio Villar e eu estamos fechados com a ACSN, por motivos óbvios. Já o site SRZD-Carnaval oficialmente `está em cima do muro´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Há dois anos, Luizito contou sua trajetória ao SRZD: 'Enquanto eu tiver saúde, vou ficando por aqui'
Postado: 2015-09-15 17:13:56
Passado mais de uma semana do falecimento do então intérprete oficial da Estação 1ª de Mangueira, Luiz Couto Pereira da Silva o Luizito (1954 a 2015) torna possível comentar o que de fato ele significou para o mundo do samba. O qual é um meio comunitário, de arte, cultura e dignidade. Porém, devido não ser apartado da sociedade, dela reproduz mazelas como a hipocrisia de `canonizar´ pessoas públicas e famosas. De fato, o saudoso Luizito mostrou dignidade de artista, tornando famosa sua carreira de sambista-profissional na gloriosa verde-rosa durante 17 anos, os últimos oito como intérprete oficial e mais nove enquanto uma das vozes de apoio do presidente-eterno mangueirense & maior Cantor, sambista, intérprete e puxador de sambas-enredo todos os tempos, Mestre Jamelão. Haja vista, Luizito iniciou carreira como apoio do igualmente saudoso intérprete oficial da Caprichosos de Pilares, Carlinhos de Pilares, na década dos anos de 1980 em cuja agremiação permaneceu 16 anos sendo quatro como intérprete oficial. Aliás, em termos de timbre & qualidade vocal Carlinhos e Luizito se equivaleram, interpretando sambas-enredo com muita garra, bossa/suingue e emoção que superaram suas limitações. Tanto que tendo chegado à Estação 1ª de Mangueira em 1997 e se tornado intérprete oficial a partir de 2007, somente em 2015 o saudoso Luizito foi agraciado com o Estandarte de Ouro. O próprio presidente-usurpador mangueirense, Ivo Meirelles, chegou a colocar três intérpretes dividindo voz oficial com o saudoso Luizito. O qual em meio ao bordão de pura prepotência que criou para a Mangueira `a maior escola de samba do Planeta´, inegavelmente significou a interpretação de samba-enredo com garra e emoção. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira presta homenagem a Luizito e apresenta Ciganerey
Postado: 2015-09-15 17:11:15
Passado mais de uma semana do falecimento do então intérprete oficial da Estação 1ª de Mangueira, Luiz Couto Pereira da Silva o Luizito (1954 a 2015) torna possível comentar o que de fato ele significou para o mundo do samba. O qual é um meio comunitário, de arte, cultura e dignidade. Porém, devido não ser apartado da sociedade, dela reproduz mazelas como a hipocrisia de `canonizar´ pessoas públicas e famosas. De fato, o saudoso Luizito mostrou dignidade de artista, tornando famosa sua carreira de sambista-profissional na gloriosa verde-rosa durante 17 anos, os últimos oito como intérprete oficial e mais nove enquanto uma das vozes de apoio do presidente-eterno mangueirense & maior Cantor, sambista, intérprete e puxador de sambas-enredo todos os tempos, Mestre Jamelão. Haja vista, Luizito iniciou carreira como apoio do igualmente saudoso intérprete oficial da Caprichosos de Pilares, Carlinhos de Pilares, na década dos anos de 1980 em cuja agremiação permaneceu 16 anos sendo quatro como intérprete oficial. Aliás, em termos de timbre & qualidade vocal Carlinhos e Luizito se equivaleram, interpretando sambas-enredo com muita garra, bossa/suingue e emoção que superaram suas limitações. Tanto que tendo chegado à Estação 1ª de Mangueira em 1997 e se tornado intérprete oficial a partir de 2007, somente em 2015 o saudoso Luizito foi agraciado com o Estandarte de Ouro. O próprio presidente-usurpador mangueirense, Ivo Meirelles, chegou a colocar três intérpretes dividindo voz oficial com o saudoso Luizito. O qual em meio ao bordão de pura prepotência que criou para a Mangueira `a maior escola de samba do Planeta´, inegavelmente significou a interpretação de samba-enredo com garra e emoção. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Chora a Mangueira: Foi-se Luizito
Postado: 2015-09-15 17:05:35
Passado mais de uma semana do falecimento do então intérprete oficial da Estação 1ª de Mangueira, Luiz Couto Pereira da Silva o Luizito (1954 a 2015) torna possível comentar o que de fato ele significou para o mundo do samba. O qual é um meio comunitário, de arte, cultura e dignidade. Porém, devido não ser apartado da sociedade, dela reproduz mazelas como a hipocrisia de `canonizar´ pessoas públicas e famosas. De fato, o saudoso Luizito mostrou dignidade de artista, tornando famosa sua carreira de sambista-profissional na gloriosa verde-rosa durante 17 anos, os últimos oito como intérprete oficial e mais nove enquanto uma das vozes de apoio do presidente-eterno mangueirense & maior Cantor, sambista, intérprete e puxador de sambas-enredo todos os tempos, Mestre Jamelão. Haja vista, Luizito iniciou carreira como apoio do igualmente saudoso intérprete oficial da Caprichosos de Pilares, Carlinhos de Pilares, na década dos anos de 1980 em cuja agremiação permaneceu 16 anos sendo quatro como intérprete oficial. Aliás, em termos de timbre & qualidade vocal Carlinhos e Luizito se equivaleram, interpretando sambas-enredo com muita garra, bossa/suingue e emoção que superaram suas limitações. Tanto que tendo chegado à Estação 1ª de Mangueira em 1997 e se tornado intérprete oficial a partir de 2007, somente em 2015 o saudoso Luizito foi agraciado com o Estandarte de Ouro. O próprio presidente-usurpador mangueirense, Ivo Meirelles, chegou a colocar três intérpretes dividindo voz oficial com o saudoso Luizito. O qual em meio ao bordão de pura prepotência que criou para a Mangueira `a maior escola de samba do Planeta´, inegavelmente significou a interpretação de samba-enredo com garra e emoção. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Noca da Portela, Celso Lopes, Challes André, Vinicius Ferreira, Rafael Gigante e André do Posto 7
Postado: 2015-09-13 11:58:26
Explicarei porque este samba concorrente, sendo o 4º que mais me `agrada´, corre o risco de não ir à final, dia 16/10/2015, quando se definirá o `hino´ oficial 2016 de nossa Portela. Isso, caso se repita final com três sambas concorrentes conforme em 2012, 2013, 2014 e 2015, apesar dele ser liderado pela dupla de compositores-bambas vencedora deste ano, o poeta-lírico mestre Noca da Portela e Celso Lopes. É que diferentemente dos três sambas concorrentes que mais me `agradam´, ou seja, os liderados por Waldir 59, Neyzinho do Cavaco e Gustavo Henrique, o samba concorrente em questão se equivoca no subquesito letra & poesia (... Ninguém segura o povo de Madureira...). Isto é, se equivoca geográfica e filosoficamente uma vez que nossa Portela é pertencente aos bairros suburbanos Oswaldo Cruz e Madureira. Com maior gravidade devido ter ocorrido em refrãos principais, isso também ocorreu nos ótimos sambas concorrentes liderados por Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo e por Wanderley Monteiro & Samir Monteiro. No caso deste pra piorar mais ainda, o refrão tem a chamada licença poética significativa de arrogância e ou/prepotência clamando por respeitar a altaneira e guerreira agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira. Isto é, absurdamente clama por respeitar a mais vitoriosa & respeitada do Carnaval Carioca, a Majestade do Samba (Eu sou a Águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de Madureira). Em outras palavras, se o samba concorrente liderado por mestre Noca da Portela e Celso Lopes, não for à final deve-se ao mencionado equívoco geográfico-filosófico. Saudações carnavalescas, o portelense Almir de Macaé.

Noticia: Portela promove mais uma eliminatória nesta sexta; oito sambas seguem na disputa
Postado: 2015-09-12 18:27:05
Para o Carnaval deste ano eu pude assistir em quadra somente a final. Para o Carnaval 2016 farei o mesmo dia 16/10/2015, só que pude assistir à eliminatória do dia 04/09/2015. Com a devida fundamentação escolhi quatro sambas concorrentes ? isso ocorreu em 2011 ? que mais me `agradam´ para ir à final. Por ordem de `agrado´ o quarteto para disputar a final em nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira são: 01) Parceria liderada pelos baluartes compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha. 02) Idem pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco. 03) Idem de jovens sambistas portelenses liderada pelo compositor Gustavo Henrique. 04) Idem liderada pela dupla de compositores vencedora anterior Noca da Portela e Celso Lopes. Esta, obviamente na remota hipótese de a final ser disputada por quatro sambas concorrentes. As fundamentações para o porquê de tal ordem em meu `agrado´ se encontram nos locais apropriados para isso. Ou seja, junto às gravações dos mesmos aqui neste site. Por fim, parodiando o samba concorrente mais ouvido & tido equivocadamente como o `melhor´ que é o da parceria liderada pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro. De coautoria deste e do compositor Álvaro Maciel a íntegra da letra do samba Vida de Compositor: `Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela promove mais uma eliminatória nesta sexta; oito sambas seguem na disputa
Postado: 2015-09-12 18:27:05
Para o Carnaval deste ano eu pude assistir em quadra somente a final. Para o Carnaval 2016 farei o mesmo dia 16/10/2015, só que pude assistir à eliminatória do dia 04/09/2015. Com a devida fundamentação escolhi quatro sambas concorrentes ? isso ocorreu em 2011 ? que mais me `agradam´ para ir à final. Por ordem de `agrado´ o quarteto para disputar a final em nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira são: 01) Parceria liderada pelos baluartes compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha. 02) Idem pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco. 03) Idem de jovens sambistas portelenses liderada pelo compositor Gustavo Henrique. 04) Idem liderada pela dupla de compositores vencedora anterior Noca da Portela e Celso Lopes. Esta, obviamente na remota hipótese de a final ser disputada por quatro sambas concorrentes. As fundamentações para o porquê de tal ordem em meu `agrado´ se encontram nos locais apropriados para isso. Ou seja, junto às gravações dos mesmos aqui neste site. Por fim, parodiando o samba concorrente mais ouvido & tido equivocadamente como o `melhor´ que é o da parceria liderada pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro. De coautoria deste e do compositor Álvaro Maciel a íntegra da letra do samba Vida de Compositor: `Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-09-12 18:09:52
Para o Carnaval deste ano eu pude assistir em quadra somente a final. Para o Carnaval 2016 farei o mesmo dia 16/10/2015, só que pude assistir à eliminatória do dia 04/09/2015. Com a devida fundamentação escolhi quatro sambas concorrentes ? isso ocorreu em 2011 ? que mais me `agradam´ para ir à final. Por ordem de `agrado´ o quarteto para disputar a final em nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira são: 01) Parceria liderada pelos baluartes compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha. 02) Idem pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco. 03) Idem de jovens sambistas portelenses liderada pelo compositor Gustavo Henrique. 04) Idem liderada pela dupla de compositores vencedora anterior Noca da Portela e Celso Lopes. Esta, obviamente na remota hipótese de a final ser disputada por quatro sambas concorrentes. As fundamentações para o porquê de tal ordem em meu `agrado´ se encontram nos locais apropriados para isso. Ou seja, junto às gravações dos mesmos aqui neste site. Por fim, parodiando o samba concorrente mais ouvido & tido equivocadamente como o `melhor´ que é o da parceria liderada pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro. De coautoria deste e do compositor Álvaro Maciel a íntegra da letra do samba Vida de Compositor: `Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)´. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Gustavo Henrique, Bruno Lima, Thiago na Fé, Thiago Gotelip, Júnior Falcão, Rafa Cavaliere, Nêgo Branco e Jorge Miguel
Postado: 2015-09-12 17:47:45
Comprovei durante a eliminatória de sambas concorrentes, dia 04/09/2015, na quadra de nossa Portela a excelência desta obra musical. É parceria de jovens compositores liderada por Gustavo Henrique mais Bruno Lima, Thiago na Fé, Thiago Gotelip, Junior Falcão, Rafa Cavaliere, Nêgo Branco e Jorge Miguel. É o 3º samba merecedor de ir à final dia 16/10/2015, a qual faço questão de estar presente. O samba tem métrica, subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo do DNA dos clássicos portelenses. Abrilhantada pelo intérprete oficial salgueirense Leonardo Bessa, o samba conforme os demais merecedores de se tornarem finalistas propicia à bateria-orquestra Tabajara do Samba exibir toda sua magnitude. Ou seja, impulsionada pela letra poética tanto quanto pela excelência rítmica da melodia, a bateria-orquestra mostra sua marca registrada. O majestoso suingue no qual, dentre a magia rítmica & sonora dos instrumentos, os repiques ou repiniques modulam magistralmente a conversão da marcação. O que leva qualquer pessoa, mesmo não tendo samba no pé a não ficar alheia, tentando, pelo menos, ensaiar as chamadas sambadinhas. Espero voltar a encantar-me novamente com as apresentações deste e dos outros sambas que aponto como finalistas. Isso porque os quatro não cometem os equívocos de outros bastante ouvidos e tidos equivocadamente como `melhores´ estando de acordo com o enredo (No voo da águia, uma viagem sem fim...). Isto é, são coerentes em relação à águia, símbolo oficial da Portela de Oswaldo Cruz e Madureira a Majestade do Samba. Isso por ser agremiação altaneira, guerreira e a mais vitoriosa do Carnaval Carioca. Ou seja, não precisa de samba concorrente com refrão arrogante e ou/prepotente clamando respeito. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça parceria de Neyzinho o Cavaco, Flavio Viana, Charles Braga, Tadeuzinho e Girão
Postado: 2015-09-11 11:00:38
Este samba concorrente é o 2º que mais me `agrada´ sendo um dos três que deverão disputar renhidamente a final, dia 16/10/2015, para definição do `hino´ oficial 2016 de nossa Portela a Majestade do Samba. Cheguei a tal conclusão, depois que assisti na quadra de nossa Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira, dia 04/09/2015, a eliminatória ali realizada. Ali constatei que a métrica dessa obra musical tem o DNA dos clássicos portelenses tanto no subquesito letra & poesia quanto no subquesito melodia & ritmo. Tudo harmonizado com o enredo (No voo da Águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo inovador e vitorioso carnavalesco, mesmo em uma só agremiação, Paulo Barros. Este, conforme prometeu ao chegar à Águia Altaneira: `Farei um carnaval com a cara da Portela´ redigiu junto com sua equipe uma sinopse à altura disso. A criação da obra musical é liderada pelo compositor-bamba Neyzinho do Cavaco em parceria com os colegas Charles Viana, Charles Braga, Tadeuzinho e Girão. O canto é abrilhantado pelo ótimo intérprete Roosevelt o Pixulé junto com Emerson Dias, embalados pelo magistral suingue da bateria-orquestra Tabajara do Samba. Para tanto, o samba concorrente exibe esse suingue em toda sua métrica especialmente em dois bis: (Ê ê ê mar! No balanço das ondas eu vou navegar/Ê ê ê mar! Seus encantos desvendar) e (Ô ô ô ô pois o samba me levou/ A fincar minha bandeira onde ninguém jamais pisou). Tal louvação rítmica se escancara logo a partir do inicial e único refrão (Eu vou nas asas da Águia viajar/A Tabajara do Samba faz balançar/E pra quem duvidou, é bom se segurar/Chegou Portela fazendo o povo sambar). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela promove mais uma eliminatória nesta sexta; oito sambas seguem na disputa
Postado: 2015-09-10 19:47:50
Explicarei porque o samba concorrente liderado por Waldir 59 e Casquinha é o primeiríssimo do meu `agrado´ para se sagrar samba-enredo oficial 2016 de nossa Portela. Não me canso de ouvir a gravação de tal obra-prima musical. Além disso constatei na quadra dia 04/09/2015 a magnitude desse samba concorrente, cantado pelo muito bom intérprete, Anderson Paz, acompanhado pela bateria-orquestra Tabajara do Samba. Caso o mesmo se torne `hino´ oficial da Águia Altaneira, imagine-o cantado pelos ótimos intérpretes oficiais Wantuir e o gogó de ouro Wander Pires!?. É uma magnífica proposta de trilha sonora para o enredo (No voo da Águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo inovador & vitorioso carnavalesco Paulo Barros (PB) cuja sinopse foi redigida majestosamente pela equipe dele. Liderados pelos baluartes compositores-poetas mestres Waldir 59 e Casquinha, os coautores dessa obra-prima musical (Lincoln Prof. Godin, Eros Fidelis, De Lima, Barreto, Claiton de Itajaí e Sílvio Vargas o Doutor) revelaram-se inspirados. Esse samba tem métrica mais os subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo que são o DNA dos clássicos de nossa Majestade do Samba. É o preferido da maioria absoluta da Comissão Julgadora. Dentre tantos, Falcon (vide a expressão: `Ousar é vencer´ que ele cunhou), mestre Monarco, o príncipe Paulinho da Viola, o próprio carnavalesco PB (a frase no refrão: `Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino é Portela...´ tem a cara dele) e Tia Surica a quem indaguei e ela respondeu: `Quero sempre o melhor para nossa agremiação´. Com certeza, caso se sagre `hino´ oficial 2016 da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira obterá as usuais notas 10 unânimes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-09-10 16:55:29
Explicarei porque este samba concorrente liderado por Waldir 59 e Casquinha é o primeiríssimo do meu `agrado´ para se sagrar samba-enredo oficial 2016 de nossa Portela. Além de não me cansar encantando-me com esta gravação, constatei na quadra dia 04/09/2015 a magnitude desta obra-prima musical cantada pelo muito bom intérprete, Anderson Paz, acompanhado pela bateria-orquestra Tabajara do Samba. Imagina, caso se torne `hino´ oficial da Águia Altaneira, cantado pelo ótimo Wantuir e pelo gogó de ouro Wander Pires!?. É uma magnífica proposta de trilha sonora para o enredo (No voo da Águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo inovador & vitorioso carnavalesco Paulo Barros (PB) cuja sinopse foi redigida majestosamente pela equipe dele. Liderados pelos baluartes & compositores-poetas os mestres Waldir 59 e Casquinha, os coautores desta obra-prima musical (Lincoln Prof. Godin, Eros Fidelis, De Lima, Barreto, Claiton de Itajaí e Sílvio Vargas Vargas o Doutor) revelaram-se inspirados. Esta obra-prima musical tem a métrica assim como os subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo que é o DNA dos clássicos de nossa Majestade do Samba. É a preferida da maioria absoluta da Comissão Julgadora. Dentre tantos, Falcon (vide a expressão: `Ousar é vencer´ que ele cunhou), mestre Monarco, o príncipe Paulinho da Viola, o próprio carnavalesco PB (a frase no refrão: `Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino é Portela...´ tem a cara dele) e Tia Surica a quem indaguei e ela respondeu: `Quero sempre o melhor para nossa agremiação´. Com certeza, caso se sagre `hino´ oficial 2016 da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira obterá as usuais notas 10 unânimes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Waldir 59, Casquinha, Linconl Prof Godin, Eros Fidelis, De Lima, Barreto, Doutor e Cleiton de Itajaí
Postado: 2015-09-10 16:47:08
Explicarei porque este samba concorrente é o primeiríssimo do meu `agrado´ para se sagrar samba-enredo oficial 2016 de nossa Portela. Além de não me cansar encantando-me com esta gravação, constatei na quadra dia 04/09/2015 a magnitude desta obra-prima musical cantada pelo muito bom intérprete, Anderson Paz, acompanhado pela bateria-orquestra Tabajara do Samba. Imagina, caso se torne `hino´ oficial da Águia Altaneira, cantado pelo ótimo Wantuir e pelo gogó de ouro Wander Pires!?. É uma magnífica proposta de trilha sonora para o enredo (No voo da Águia, uma viagem sem fim...) a ser desenvolvido pelo inovador & vitorioso carnavalesco Paulo Barros (PB) cuja sinopse foi redigida majestosamente pela equipe dele. Liderados pelos baluartes & compositores-poetas os mestres Waldir 59 e Casquinha, os coautores desta obra-prima musical (Lincoln Prof. Godin, Eros Fidelis, De Lima, Barreto, Claiton de Itajaí e Sílvio Vargas Vargas o Doutor) revelaram-se inspirados. Esta obra-prima musical tem a métrica assim como os subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo que é o DNA dos clássicos de nossa Majestade do Samba. É a preferida da maioria absoluta da Comissão Julgadora. Dentre tantos, Falcon (vide a expressão: `Ousar é vencer´ que ele cunhou), mestre Monarco, o príncipe Paulinho da Viola, o próprio carnavalesco PB (a frase no refrão: `Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino é Portela...´ tem a cara dele) e Tia Surica a quem indaguei e ela respondeu: `Quero sempre o melhor para nossa agremiação´. Com certeza, caso se sagre `hino´ oficial 2016 da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira obterá as usuais notas 10 unânimes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Toninho Nascimento, Luiz Carlos Máximo, Gustavo Albuquerque, Elias Camilo Jorge Jr. e Alexandre Fernandes
Postado: 2015-09-10 12:23:16
Este samba concorrente deixou de ser o 2º que mais me `agrada´ (o primeiríssimo é o liderado pelos baluartes & compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha) para tornar-se `hino´ oficial 2016 de nossa Portela. Tudo, porque é incompreensível que uma dupla de compositores-bambas como Toninho Nascimento e Luiz Carlos Máximo tenha liderado a criação de uma obra musical tendo os seguintes equívocos. O único e inicial refrão do samba o subquesito letra & poesia (A Águia de Madureira voltou/Pro solo sagrado da nossa bandeira/Foi buscar na viagem sem fim/Mais uma estrela pra mim/A Águia de Madureira voltou/De azul e branco, o batuque do samba chamou) se trata da chamada licença poética repetitiva de dizer que a Águia, isto é, a Portela é somente de Madureira, quando também é de Oswaldo Cruz. O que acaba prejudicando quase todo o refrão à medida que tem a frase (Pro solo sagrado da nossa bandeira) reafirmando o equívoco geográfico-filosófico de que a Portela é somente de Madureira. Uma pena, não fosse isso, seria uma obra-prima do mesmo gabarito da mencionada que é a primeiríssima em meu `agrado´ para sagrar-se samba-enredo 2016 oficial de nossa Portela. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Laíla traz novidades na disputa de samba
Postado: 2015-09-10 11:07:31
ROBERTO, parceiro, você deveria envergonhar-se de bancar dublê de idólatra do capo-presidente de `honra´ da Beija Flor e agente provocador... Rsrsrs... Faz tempo que enviei foto tanto para a redação deste site quanto para a do site Carnavalesco. A editora-responsável deste site, jornalista Luana Freitas, em resposta ao meu pedido neste sentido, disse que não podia nem por minha foto nem por uma caricatura da mesma conforme os blogueiros do site têm. Já o site Carnavalesco sequer me respondeu, simplesmente retirou minha inscrição via Facebook de lá, deixando no ar somente a de minha amada mulher Ivania Ribeiro que tem foto. Por isto é que estou a utilizando. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-09-10 10:45:19
A despeito de ser o mais ouvido da Portela, o samba concorrente liderado pelos compositores Samir Trindade e Wanderley Monteiro deverá ser um dos próximos a ser eliminado. Ou seja, o `samba dos crias´ conforme autodenomina enquanto marketing os próprios coautores & adeptos da obra musical cairá antes da final para escolha do samba-enredo oficial 2016 da agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira a realizar-se dia 16/10/2015. Chego a esta conclusão depois de ter assistido do início ao fim a eliminatória realizada em quadra pela Portela, dia 04/09/2015. Na oportunidade pude conversar com pelo menos um dos coautores dos então 10 sambas concorrentes, dois foram eliminados. O fato é que o `samba dos crias´ já no primeiro e principal refrão (Eu sou a Águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem, mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de Madureira) no subquesito letra & poesia tem os seguintes erros. O primeiro e gravíssimo erro é exatamente de criação, referindo-se apenas ao bairro suburbano Madureira. É público e notório, a Majestade do Samba situa-se geograficamente entre os bairros Oswaldo Cruz e Madureira. O segundo erro de criação é de natureza filosófica. O refrão inteiro tem conotação da chamada licença poética significativa de arrogância e ou/de prepotência. O que não tem nada a ver com a Águia Altaneira. Esses dois erros graves de criação são apontados pelos mencionados membros da ala de compositores da Portela com os quais conversei. Haja vista, os próprios e conscientes admiradores desse samba concorrente estão propondo mudança em boa parte de tal refrão. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Wanderley Monteiro, Samir Trindade, Elson Ramires, Lopita 77, Dimenor e Edmar JR
Postado: 2015-09-10 10:39:43
A despeito de ser o mais ouvido da Portela, o samba concorrente liderado pelos compositores Samir Trindade e Wanderley Monteiro deverá ser um dos próximos a ser eliminado. Ou seja, o `samba dos crias´ conforme autodenomina enquanto marketing os próprios coautores & adeptos da obra musical cairá antes da final para escolha do samba-enredo oficial 2016 da agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira a realizar-se dia 16/10/2015. Chego a esta conclusão depois de ter assistido do início ao fim a eliminatória realizada em quadra pela Portela, dia 04/09/2015. Na oportunidade pude conversar com pelo menos um dos coautores dos então 10 sambas concorrentes, dois foram eliminados. O fato é que o `samba dos crias´ já no primeiro e principal refrão (Eu sou a Águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem, mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de Madureira) no subquesito letra & poesia tem os seguintes erros. O primeiro e gravíssimo erro é exatamente de criação, referindo-se apenas ao bairro suburbano Madureira. É público e notório, a Majestade do Samba situa-se geograficamente entre os bairros Oswaldo Cruz e Madureira. O segundo erro de criação é de natureza filosófica. O refrão inteiro tem conotação da chamada licença poética significativa de arrogância e ou/de prepotência. O que não tem nada a ver com a Águia Altaneira. Esses dois erros graves de criação são apontados pelos mencionados membros da ala de compositores da Portela com os quais conversei. Haja vista, os próprios e conscientes admiradores desse samba concorrente estão propondo mudança em boa parte de tal refrão. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Laíla traz novidades na disputa de samba
Postado: 2015-09-09 17:48:14
O diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor (BF) mestre Laíla sabe tudo, mostrando gabarito e que faz jus não somente ao cargo que ocupa a mais de 25 anos, mas, sim ser eleito presidente. É de excelência na qualidade o conhecimento técnico dele ao falar sobre afinação (vocal) e harmonia (canto) em relação ao gênero musical samba de enredo. Coisa de catedrático, de sambista verdadeiro & bamba. Já sobre o Carnaval 2016 da BF ele disse ultimamente, com todo respeito, duas `bobagens´. Primeiro, ele afirmou que a agremiação apresentará um desfile `mais leve´. Segundo, ele disse que antes do desfile a BF cantará o Hino Nacional Brasileiro. Desde que perdeu o 3º tri da História em 2009, os dois primeiros ocorreram em 1976/7/8 e em 2003/4/5, a partir do título em 2011 notadamente em 2015 a BF tornou-se visivelmente impopular, chegando ser estrepitosamente vaiada em público. Tudo, por causa do patrono e do presidente não-sambistas verdadeiros os quais se apropriaram da filosofia político-administrativa que outrora notabilizou a Imperatriz. Ou seja `conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Desfile 2016 `mais leve´ foi caô do mestre Laíla. Quanto a cantar o Hino Nacional Brasileiro, antes dos desfiles de domingo e 2ª feira de Carnaval a LIESA põe uma banda marcial para tocar tanto o hino Cidade Maravilhosa quanto o hino oficial do Brasil. Uma vez que será a 3ª a desfilar no domingo quando a banda marcial já terá tocado os citados hinos, caso a BF cante o Hino Nacional Brasileiro deverá ser outra vez sonoramente apupada. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Laíla explica motivo de componentes cantarem hino antes do desfile na Sapucaí
Postado: 2015-09-08 16:02:19
O mestre Laíla age como `inocente´ útil dos presidentes de `honra´ e do executivo não-sambistas verdadeiros da Beija Flor (BF) quando dá uma explicação grotesca como essa. Anualmente a LIESA põe uma banda marcial para executar na Marquês de Sapucaí antes dos desfiles carnavalescos de domingo e 2ª feira, o hino Cidade Maravilhosa e o Hino Nacional do Brasil. Ademais, os dois aludidos presidentes da BF não têm nada de patriotas. Ao contrário, são contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades dentre as quais integrar máfias como a do bingo e ou/das máquinas caça-níqueis. Ambos são visados pela Justiça e pelas Polícias Federal e Civil, por isso não dão declarações à imprensa. Porém, mandam mestre Laíla enquanto profissionalizado diretor-geral de Harmonia & Carnaval da BF se expor ao `ridículo´. Os dois capos-presidentes da BF têm consciência de que são os responsáveis pela impopularidade da agremiação. A qual é causada por eles terem se apropriado da filosofia político-administrativa que outrora notabilizou a Imperatriz de `conquistar´ títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público incluso o consciente & envergonhado nilopolitano presente à Sapucaí e o de casa que assiste pela tevê. Não será realizar `esquenta´ cantando o Hino Nacional Brasileiro (já executado por uma banda marcial) uma vez que a BF será a terceira a desfilar no domingo de Carnaval, que tornará a agremiação simpática ao público. Apesar do enredo 2016 da BF homenagear a personalidade da História do Brasil que dá nome à avenida onde se localiza o sambódromo, a agremiação correrá o risco de ser novamente vaiada. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Wanderley Monteiro, Samir Trindade, Elson Ramires, Lopita 77, Dimenor e Edmar JR
Postado: 2015-09-08 12:35:31
Assisti à eliminatória realizada na quadra de nossa Portela, 6ª feira, 04/09/2015. Sinto-me seguro para analisar o samba concorrente em questão. Por dever de consciência e ofício, pois, além de portelense-militante por caso sou jornalista, ouvi pelo menos um compositor dos então 10 sambas concorrentes. Com a óbvia exceção do próprio sambista, compositor-bamba que é portelense de coração e aculturado pelos sambas de escritório-firma que venceu na Beija Flor, Samir Trindade, os demais me garantiram: A ala de compositores da Águia Altaneira ou da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira não aceita e crê que a Comissão Julgadora da Majestade do Samba até a semifinal eliminará o samba concorrente cuja parceria é liderada pelo citado compositor e por Wanderley Monteiro. De acordo com o que me confidenciaram tais compositores os quais não revelarei os nomes a pedidos dos próprios, o samba concorrente liderado por tal dupla de compositores sofre críticas até de admiradores da obra musical. Os quais propõem mudar o primeiro e principal refrão: `E sou a Águia, fale de mim quem quiser/Mas é melhor respeitar, sou a Portela/Nessa viagem mais uma estrela/Que vai brilhar no pavilhão de Madureira´. Ou seja, tal samba concorrente é iniciado tendo equívoco na construção do subquesito letra & poesia. Ainda segundo os compositores dos demais sambas concorrentes, além disso tal obra musical embora tenha belo subquesito melodia & ritmo, a mesma é adequada para o tipo de desfile que a Portela nunca sou apresentar, que é desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público. Por isso creem que até a semifinal tal samba concorrente seja eliminado. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 31 de agosto a 6 de setembro
Postado: 2015-09-08 08:43:50
Sobre ranking semanal dos sambas concorrentes mais ouvidos do carnaval carioca grupo especial ? diferentemente deste site que ainda não fez isso - acertou o site Carnavalesco passando a publicar os três mais escutados em cada uma das 12 agremiações. Tal ranking não pode ser confundido como os `melhores´ cuja conceituação é `subjetiva´ significando `escolha/preferência` de cada leitor/leitora para se tornar samba-enredo oficial. A propósito disso, a partir das fases eliminatórias até a final, cada escola de samba deve ser transparente entregando à imprensa e anunciando para o público presente às quadras justificativas sucintas dos sambas eliminados e ou/não vencedores. A informática propicia isso e elimina dúvida sobre a ética da `escolha´. Dúvida esta, que ocorre com as notas dadas pelo quadro de julgadores da LIESA sem a simultaneidade das justificativas das mesmas. As quais só se tornam do conhecimento da imprensa e do público muitos dias depois. O resultado dessa falta de transparência é que ultimamente essa mazela voltou agravada por aquilo que ocorreu nos anos da década de 1990 e início deste século. Ou seja, agremiações `conquistam´ títulos e ou se classificam entre as `campeãs´ através de desfiles militarizados apelidados de técnicos, supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Para tanto, o samba-enredo tem que ter pobreza no subquesito letra & poesia sendo apelidado de `licença poética´. Tudo, para harmonizar com o subquesito melodia & ritmo `adequado` ao aludido desfile militarizado. Enquanto portelense assisti em quadra a eliminatória da última 6ª feira, 04/09/2015, do início ao final. Concordei com os dois sambas eliminados e cada vez mais me convenço da necessidade da citada transparência. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 24 a 30 de agosto
Postado: 2015-09-07 19:18:42
Os rankings dos sambas concorrentes mais ouvidos não podem ser confundidos como os `melhores´. Significa `escolha` de cada pessoa para se tornar o samba-enredo oficial. Iniciadas as eliminatórias até a final, cada agremiação deve ser transparente entregando à imprensa e anunciando para o público presente às quadras justificativas sucintas dos sambas eliminados e ou/não vencedores. Isso elimina dúvida sobre a ética na `escolha´ da diretoria e ou/na Comissão Julgadora. Dúvida essa que ocorre com as notas dos julgadores da LIESA devido à falta de simultaneidade das justificativas. As quais só se tornam do conhecimento da imprensa e do público muitos dias depois. Tal falta de transparência/mazela ultimamente se agravou como nos anos da década de 1990 e início deste século. Ou seja, agremiações `conquistam´ títulos e ou se classificam entre as `campeãs´ através de desfiles militarizados apelidados de técnicos, supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Para tanto, o samba-enredo tem que ter pobreza no subquesito letra & poesia sendo apelidado de `licença poética´. Tudo, para harmonizar com o subquesito melodia & ritmo `adequado` ao aludido desfile militarizado. Enquanto portelense assisti em quadra a eliminatória da última 6ª feira, 04/09/2015, do início ao final. Concordei com os dois sambas eliminados e me convenci da necessidade da citada transparência. Tudo devido ao seguinte. Exceto obviamente os compositores da própria parceria do samba concorrente liderado pela dupla Wanderley Monteiro e Samir Trindade, apesar do mesmo liderar tais rankings não é aceito pela ala de compositores da Portela. Ou seja deverá ser um dos eliminados até a semifinal. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 24 a 30 de agosto
Postado: 2015-09-07 19:15:52
Sobre ranking semanal de sambas concorrentes mais ouvidos do carnaval carioca grupo especial acertou o site Carnavalesco passando a publicar os três mais escutados em cada uma das 12 agremiações. Tal ranking não pode ser confundido como os `melhores´ cuja conceituação é `subjetiva´ significando `escolha/preferência` de cada leitor/leitora para se tornar samba-enredo oficial. A propósito disso, a partir das fases eliminatórias até a final, cada escola de samba deve ser transparente entregando à imprensa e anunciando para o público presente às quadras justificativas sucintas dos sambas eliminados e ou/não vencedores. A informática propicia isso e elimina dúvida sobre a ética da `escolha´. Dúvida esta, que ocorre com as notas dadas pelo quadro de julgadores da LIESA sem a simultaneidade das justificativas das mesmas. As quais só se tornam do conhecimento da imprensa e do público muitos dias depois. O resultado dessa falta de transparência é que ultimamente essa mazela voltou agravada por aquilo que ocorreu nos anos da década de 1990 e início deste século. Ou seja, agremiações `conquistam´ títulos e ou se classificam entre as `campeãs´ através de desfiles militarizados apelidados de técnicos, supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Para tanto, o samba-enredo tem que ter pobreza no subquesito letra & poesia sendo apelidado de `licença poética´. Tudo, para harmonizar com o subquesito melodia & ritmo `adequado` ao aludido desfile militarizado. Enquanto portelense assisti em quadra a eliminatória da última 6ª feira, 04/09/2015, do início ao final. Concordei com os dois sambas eliminados e cada vez mais me convenço da necessidade da citada transparência. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-09-03 18:48:03
RETIFICAÇÃO: Ao invés do samba-enredo 2014 intitulado (Retratos de um Brasil plural) conforme erroneamente mencionei antes. Ocorreu no Carnaval 2013 o samba-enredo (A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo: `Água no feijão que chegou mais um´) a parceria na criação musical. Na oportunidade, escola de samba Unidos de Vila Isabel merecidamente conquistou título de campeã. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: ouça o samba da parceria de Martinho da Vila, André Diniz, Mart'Nália, Arlindo Cruz e Leonel
Postado: 2015-09-03 18:47:16
RETIFICAÇÃO: Ao invés do samba-enredo 2014 intitulado (Retratos de um Brasil plural) conforme erroneamente mencionei antes. Ocorreu no Carnaval 2013 o samba-enredo (A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo: `Água no feijão que chegou mais um´) a parceria na criação musical. Na oportunidade, escola de samba Unidos de Vila Isabel merecidamente conquistou título de campeã. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: ouça o samba da parceria de Martinho da Vila, André Diniz, Mart'Nália, Arlindo Cruz e Leonel
Postado: 2015-09-03 18:21:20
Com apenas nove sambas inscritos para o Carnaval 2016, em meio à crise pela qual passa a agremiação, a ala de compositores da Unidos de Vila Isabel (UVI) mostra não se encontrar motivada e produtiva. A UVI vem mal das pernas. Em 2014 foi `agraciada´ com a 10ª colocação pelo `generoso´ quadro de julgadores da LIESA, e em 2015 acabou na penúltima (11ª) colocação a 1,5 ponto do rebaixamento. Sua safra 2016 de sambas concorrentes revela que o mais `trágico´ na crise pela qual passa é ver seu merecidíssimo presidente de honra & ícone da Música Popular Brasileira, Martinho da Vila `manchar sua biografia´. Embora pose de `socialista´ por ser simpatizante do carcomido PCdoB, ele exibe voracidade burguesa & granaleira. Isto é, revela ser escravizado da ambição pela grana-preta de direitos autorais, apesar de bem-sucedido profissional, financeira e economicamente. O agravante nisso é que ele é o idealizador do bom enredo intitulado (Memórias do ?Pai Arraia´- um sonho pernambucano, um legado brasileiro) fazendo justa & histórica homenagem ao falecido político ligado à Educação, Cultura e Artes do ponto de vista do povo pobre e oprimido, o ex-governador pernambucano e ex-prefeito recifense, Miguel Arraes. Para tanto, Martinho da Vila fez novamente parceria musical com outros dois sambistas-compositores bambas e granaleiros, Arlindo Cruz e André Diniz. Ambos notórios sambistas de escritório/firma. Completam a parceria os compositores Leonel e a filha de Martinho da Vila, Mart´Nália substituindo o granaleiro irmão, Tunico da Vila. É provável que tal samba concorrente seja `escolhido´ samba-enredo oficial 2016 da UVI conforme ocorreu com o do Carnaval 2014. A despeito disso, sem sectarismo, um e outro são belas obras musicais. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-09-03 18:17:08
Com apenas nove sambas inscritos para o Carnaval 2016, em meio à crise pela qual passa a agremiação, a ala de compositores da Unidos de Vila Isabel (UVI) mostra não se encontrar motivada e produtiva. A UVI vem mal das pernas. Em 2014 foi `agraciada´ com a 10ª colocação pelo `generoso´ quadro de julgadores da LIESA, e em 2015 acabou na penúltima (11ª) colocação a 1,5 ponto do rebaixamento. Sua safra 2016 de sambas concorrentes revela que o mais `trágico´ na crise pela qual passa é ver seu merecidíssimo presidente de honra & ícone da Música Popular Brasileira, Martinho da Vila `manchar sua biografia´. Embora pose de `socialista´ por ser simpatizante do carcomido PCdoB, ele exibe voracidade burguesa & granaleira. Isto é, revela ser escravizado da ambição pela grana-preta de direitos autorais, apesar de bem-sucedido profissional, financeira e economicamente. O agravante nisso é que ele é o idealizador do bom enredo intitulado (Memórias do ?Pai Arraia´- um sonho pernambucano, um legado brasileiro) fazendo justa & histórica homenagem ao falecido político ligado à Educação, Cultura e Artes do ponto de vista do povo pobre e oprimido, o ex-governador pernambucano e ex-prefeito recifense, Miguel Arraes. Para tanto, Martinho da Vila fez novamente parceria musical com outros dois sambistas-compositores bambas e granaleiros, Arlindo Cruz e André Diniz. Ambos notórios sambistas de escritório/firma. Completam a parceria os compositores Leonel e a filha de Martinho da Vila, Mart´Nália substituindo o granaleiro irmão, Tunico da Vila. É provável que tal samba concorrente seja `escolhido´ samba-enredo oficial 2016 da UVI conforme ocorreu com o do Carnaval 2014. A despeito disso, sem sectarismo, um e outro são belas obras musicais. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Patrick Carvalho é o novo coreógrafo da comissão de frente da Porto da Pedra
Postado: 2015-09-02 16:45:07
Explicarei onde a política administrativa para os cargos de coreógrafo e carnavalesco da diretoria da Portela é comunitária e antirracista, ao contrário da dos presidentes de `honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros da Beija Flor (BF). Ao ser contratada pela diretoria portelense para o Carnaval 2014, a coreógrafa Ghislaine Cavalcante incorporou à sua equipe objetivando torná-lo coreógrafo, um dos coordenadores das alas de passistas, Valci Pelé. A coreógrafa foi a responsável pela CF da agremiação nilopolitana de 2005 a 2010 quando foi injustamente demitida porque a BF perdeu o título dois anos seguidos. Ocorre o Carnaval 2010 consagrou a CF da campeã Tijuca no imbatível enredo `É segredo! (A chave do mistério)´ do atual carnavalesco da Portela, Paulo Barros. Isso causou a `conquista´ do título de campeã 2011 através do midiático enredo (A simplicidade de um rei) com absurdos 1,4 ponto da vice e 2,6 pontos da 3ª colocada, tendo a BF se apropriado do tipo de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público que outrora tinha notabilizado a Imperatriz Leopoldinense. Nesse período a direção da BF assumiu a prepotência de arrostar: `A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. Daí, então a BF deixou de contratar tanto carnavalesco para a Comissão de Carnaval quanto coreógrafo que fosse negro. Que o diga o coreógrafo Patrick Carvalho que é da Baixada, foi da BF mas não foi aproveitado profissionalmente. Já o assistente direto do carnavalesco Paulo Barros que é preparado para vir a sucedê-lo é o colega João Vitor Araújo que é negro. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Patrick Carvalho é o novo coreógrafo da comissão de frente da Porto da Pedra
Postado: 2015-09-02 12:38:46
É oportuno dizer aqui o seguinte. O mundo do samba por não ser apartado da sociedade que é capitalista e racista, dentre outras mazelas/opressões, reproduz a do racismo sobre pretos, negros, afrodescendentes. Diferentemente dos Estados Unidos onde há burguesias branca e negra, no Brasil o racismo sobre a maioria afrodescendente (aproximadamente 65% da população) é uma opressão específica, estratégica e indissociável da mais perversa delas, a de classe social. Cujo racismo sobre os afrodescendentes é agravado pela hipocrisia que tenta disfarçar tal opressão. Vide que no mundo do samba onde a maioria é histórica e majoritariamente pobre, negra e oprimida a chamada comunidade, não há mulher negra exercendo cargo de carnavalesca nem de coreógrafa responsável pela Comissão de Frente (CF). A Portela é que de 2014 pra cá através da boa coreógrafa Ghislaine Cavalcante que é branca, passou a preparar com treinamento e capacitação para que no futuro possa assumir tal cargo, um dos coordenadores das alas de passistas, Valci Pelé. A citada coreógrafa teve passagem pela Beija Flor (BF) da qual foi demitida depois do Carnaval 2012. Tudo, devido à hipócrita filosofia político-administrativa imposta pelos presidente de `honra´ e o executivo da BF que não são sambistas-verdadeiros. De lá pra cá os coreógrafos responsáveis pela CF da agremiação nilopolitana tem sido somente brancos, conforme o atual e bom corégrafo Marcelo Misailidis. O que levou o coreógrafo Patrick Carvalho que é negro e da comunidade da Baixada a não ser profissionalmente aproveitado pela racista e hipócrita filosofia político-administrativa dos aludidos presidentes de `honra´ e o executivo não-sambistas verdadeiros da BF. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Sambas concorrentes da Beija-Flor voltam a se apresentar nesta quinta
Postado: 2015-09-01 18:55:22
Os leitores do site que sejam fanáticos-pentecostais pela Beija Flor (BF) e ou/idólatras do capo patrono não-sambista verdadeiro da agremiação vão chiar. Mas o fato é que além de se apropriar da antiga filosofia e estratégia político-administrativa que outrora notabilizou a Imperatriz. Ou seja ?conquistar? títulos através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Dentre os sete sambas que permanecem na disputa há notórios exploradores & granaleiros compositores que disputam em diversas agremiações e grupos ambicionando a grana-preta de direitos autorais. No samba 04 JR Beija Flor, no 07 Serginho Aguiar, no 39 Sidney de Pilares. No samba 13 além de Marquinho Beija Flor e J. Veloso a parceria conta com um de nome Jorge Babu o qual caso não seja homônimo trata-se de um acusado judicialmente de integrar grupo de extermínio de menores. Para ter-se ideia do ?prestígio? da BF junto ao quadro de julgadores (QJ) da LIESA, no Carnaval 2013 por escassos 0,3 pontos a BF não foi bicampeã, sendo vice. Já o enredo ?Amigo fiel, do Cavalo do Amanhecer ao Mangalarga Marchador? obteve do QJ da LIESA generosas duas notas 10 e duas notas 9,9. Já o samba-enredo obteve uma nota 9,9 e três notas 10. Na letra do samba das coautorias dos citados Marquinho Beija Flor, J. Veloso mais Cláudio Russo foram consideradas licenças poéticas estas pérolas: ? (..) Sou Mangalarga Marchador!/(...) Sou o puro sangue azul e branco um acalanto (...) Sou o seu cavalo de batalha/Se a memória não me falha/Chegou a hora de gritar é campeão!?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Intendente Magallhães: Liesb divulga nota oficial sobre disputa pela gestão dos desfiles
Postado: 2015-09-01 16:28:47
Não é a mais correta a política editorial do site neste imbróglio que envolve a Riotur sobre quem gerirá os desfiles dos grupos de acesso/Séries B, C, D, E. Com todo respeito, não está claro da parte do site sobre quem é gabaritado para tal. Ou seja, para gerir os desfiles do Carnaval realizados na passarela popular da Intendente Magalhães no bairro suburbano Campinho. Se é a chamada liga independente das escolas de samba LIESB que pleiteia junto à Riotur gerir somente os desfiles do grupo de acesso/série B. Ou se é a Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) que reivindica gerir os desfiles das séries B, C, D, E. Nessa controvertida questão o conceito filosófico de apartidarismo do site não é transparente. Parece confundir-se com a pretensa neutralidade de quem não toma partido. Ao se limitar a publicar nota oficial conforme esta da LIESB, o site não faz conforme o seu diretor proprietário e responsável o jornalista-empresário Sidney Rezende. O qual no caso da eleição, no final de maio passado, na LIESA não se fez de rogado defendendo o continuísmo representado pela reeleição para um quinto mandato não-consecutivo do presidente do órgão, que não é sambista verdadeiro, o economista Jorge Castanheira. Na oportunidade, sem constrangimento algum, o jornalista-empresário publicou o texto: (Jorge) Castanheira é o cara do Carnaval. Muitos de nós que militamos no mundo do samba discordamos e criticamos. Mas o fato é que o site assumiu uma posição, tomou partido. Agora deve fazer o mesmo. Conforme é público e notório de nossa parte, consideramos que a ACSN é gabaritada para gerir os desfiles das Séries B, C, D, E. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Saiba tudo sobre a final da Viradouro
Postado: 2015-08-31 16:38:58
Parabéns à diretoria da afilhada niteroiense de nossa Majestade do Samba a Viradouro pela feliz escolha do seu samba enredo oficial 2016, em meio a outros quatro finalistas. Dentre os quais o da parceria liderada pelo compositor-bamba, bem-sucedido cantor da Música Popular Brasileira, Dudu Nobre. O qual é notório, midiático e granaleiro sambista de escritório-firma que concorre em diversas agremiações e grupos daqui e de Sampa, ambicionando a grana-preta de direitos autorais. A despeito do presidente viradourense Gusttavo Clarão também ser, enquanto compositor-bamba, o mencionado sambista de escritório-firma, não se deve ser sectário, deixando de reconhecer que sua gestão como presidente é a de um bamba praticamente nota 10. Modéstia à parte, este tipo de análise fundamentada, aprofundada e justa deveria ser feita por colunistas como Luiz Carlos Magalhães do site Carnavalesco, a despeito do mesmo também ter os seus méritos, com todo respeito. O fato é que a escolha do ?hino´ oficial da Viradouro para o grupo de acesso/ Série A do Carnaval Carioca 2016 foi acertadíssima. Trata-se de uma belíssima obra musical em parceria liderada pelos compositores Felipe Filósofo e Paulo Cesar Feital. Apesar da obra contar com a nociva participação do granaleiro compositor-sambista de escritório-firma que corre atrás da grana-preta de direitos autorais em diversas agremiações e grupos como Zé Glória. O enredo (O alabê de Jerusalém, a saga de Ogundana) a ser desenvolvido pelo experiente, vitorioso e carnavalesco-membro da Academia Brasileira de Belas Artes o mago das cores Max Lopes, tendo como trilha sonora o samba-enredo em questão, tem tudo para tornar-se carro-chefe de um desfile da Viradouro que seja ao mesmo tempo apoteótico, majestoso, competitivo, emocionante e vitorioso. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Parceria de Sardinha ganha mais uma vez na Cubango
Postado: 2015-08-31 15:07:47
É preocupante - pode estar equivocada - a estratégia filosófico-político-administrativa da Cubango objetivando ser campeã da Série A e ascender ao Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca, causada pela escolha de seu samba-enredo oficial 2016. Tudo, porque o subquesito melodia & ritmo do samba-enredo escolhido é adequado para desfile militarizado apelidado de técnico, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar. Não é este o tipo de desfile com a identidade, a tradição, enfim não é o tipo de desfile ideal para a Cubango. Embora tenha sido acertada a mudança de enredo afro para o autoral (Um banho de mar à fantasia) a ser desenvolvido pelo bom, experiente e vitorioso carnavalesco Cid Carvalho. Exatamente por ele já ter integrado a comissão de carnaval da agremiação atualmente caracterizada por ?conquistar´ títulos através dos citados desfiles militarizados. Com inteira razão o carnavalesco chama atenção para o fato de que o samba-enredo 2016 da Cubango necessita ser ?pra cima´. Isto é, ser alegre, apoteótico, competitivo, leve e emocionante. Haja vista, a Cubango será a sétima e última a desfilar no dia 06/02/2016, sábado de Carnaval. Ou seja, o tão sonhado objetivo de conquistar o título de campeã da Série A consequentemente ascender ao GE não é compatível com desfile militarizado. Não é mera ?coincidência´ na composição em parceria do samba-enredo 2016 da Cubango, ao compositor-bamba cubanguense Sardinha tenham se juntado compositores bambas & proprietários de escritórios-firmas como Samir Trindade, Elson Ramires e Cláudio Russo. Os quais são vorazes granaleiros que concorrerem em diversas agremiações e grupos ambicionando a grana-preta de direitos autorais. Saudações carnavalescas, o portelense & simpatizante cubanguense Almir de Macaé.

Noticia: Final Cubango: parceria de Sardinha é campeã!
Postado: 2015-08-31 15:04:54
É preocupante - pode estar equivocada - a estratégia filosófico-político-administrativa da Cubango objetivando ser campeã da Série A e ascender ao Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca, causada pela escolha de seu samba-enredo oficial 2016. Tudo, porque o subquesito melodia & ritmo do samba-enredo escolhido é adequado para desfile militarizado apelidado de técnico, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar. Não é este o tipo de desfile com a identidade, a tradição, enfim não é o tipo de desfile ideal para a Cubango. Embora tenha sido acertada a mudança de enredo afro para o autoral (Um banho de mar à fantasia) a ser desenvolvido pelo bom, experiente e vitorioso carnavalesco Cid Carvalho. Exatamente por ele já ter integrado a comissão de carnaval da agremiação atualmente caracterizada por ?conquistar´ títulos através dos citados desfiles militarizados. Com inteira razão o carnavalesco chama atenção para o fato de que o samba-enredo 2016 da Cubango necessita ser ?pra cima´. Isto é, ser alegre, apoteótico, competitivo, leve e emocionante. Haja vista, a Cubango será a sétima e última a desfilar no dia 06/02/2016, sábado de Carnaval. Ou seja, o tão sonhado objetivo de conquistar o título de campeã da Série A consequentemente ascender ao GE não é compatível com desfile militarizado. Não é mera ?coincidência´ na composição em parceria do samba-enredo 2016 da Cubango, ao compositor-bamba cubanguense Sardinha tenham se juntado compositores bambas & proprietários de escritórios-firmas como Samir Trindade, Elson Ramires e Cláudio Russo. Os quais são vorazes granaleiros que concorrerem em diversas agremiações e grupos ambicionando a grana-preta de direitos autorais. Saudações carnavalescas, o portelense & simpatizante cubanguense Almir de Macaé.

Noticia: Parceria de Sardinha ganha mais uma vez na Cubango
Postado: 2015-08-31 10:32:11
É preocupante - pode estar equivocada - a estratégia filosófico-político-administrativa da Cubango objetivando ser campeã da Série A e ascender ao Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca, causada pela escolha de seu samba-enredo oficial 2016. Tudo, porque o subquesito melodia & ritmo do samba-enredo escolhido é adequado para desfile militarizado apelidado de técnico, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar. Não é este o tipo de desfile da identidade, da tradição, enfim não é o tipo de desfile ideal para a Cubango. Embora tenha sido acertada a mudança de enredo afro para o autoral ?Um banho de mar à fantasia? a ser desenvolvido pelo bom, experiente e vitorioso carnavalesco Cid Carvalho. Exatamente por ele já ter integrado a comissão de carnaval da agremiação atualmente caracterizada por ?conquistar? títulos através dos citados desfiles militarizados. Com inteira razão o carnavalesco chama atenção para o fato de que o samba-enredo 2016 da Cubango necessita ser ?pra cima?. Isto é, alegre, apoteótico, competitivo, leve e emocionante. Haja vista, a Cubango será a sétima e última a desfilar no dia 06/02/2016, sábado de Carnaval. Ou seja, o tão sonhado objetivo de conquistar o título de campeã da Série A consequentemente ascender ao GE não é compatível com desfile militarizado. Não por ?mera? coincidência, os compositores bambas & proprietários de escritórios-firmas, vorazes granaleiros que concorrerem em diversas agremiações e grupos correndo atrás da grana-preta de direitos autorais Samir Trindade e JR Beija Flor lideram junto com o compositor-bamba cubanguense Sardinha, a parceria na criação do samba-enredo 2016 oficial da escola de samba Acadêmicos do Cubango. Saudações carnavalescas, o portelense & simpatizante cubanguense Almir de Macaé.

Noticia: Chegou a hora! Jr. Beija-flor é bicampeão na Unidos de Padre Miguel
Postado: 2015-08-29 20:13:00
Ficou dividido, pouco representativo da comunidade e equivocado o samba-enredo 2016 escolhido pela Unidos de Padre Miguel (UPM). Os excessivos quatro sambas finalistas mostraram que a UPM â?? fundada em 12/11/1957 â?? é a irmã mais nova da vizinha Mocidade Independente (MI) fundada em 10/11/1955. Dois dos cinco membros da CJ, o carnavalesco Edson Pereira e o mestre da bateria â??Guerreirosâ? Dinho dividem trabalhos artísticos-profissionais na UPM e na vizinha. Ocorre, a vizinha é do Grupo Especial (GE) onde conquistou cinco títulos 1979, 85, 90, 91 e 96. Já a UPM que foi 3ª colocada em 2014 e vice em 2015 na Série A, desde 1972 está fora do GE. Vide o que disse ao site SRZD-Carnaval o presidente Lenilson Leal: â??Quero comandar a UPM na volta ao GE enquanto campeã da Série A, porém falta à agremiação um olhar de delicadeza do quadro de julgadores da LIERJ. Gostei muito de dois dos quatros sambas finalistas. A escolha é feita pela CJâ?. Segundo mestre Dinho: â??O samba-enredo precisa estar de acordo com o que quer o carnavalesco. Não o que quer a diretoria de Harmoniaâ?. Ao lado do vice-presidente da MI, Rodrigo Pacheco, o carnavalesco da UPM viu ser escolhido dentro do enredo â??O quinto dos infernosâ? como â??hino´ oficial 2016 a parceria cujo subquesito letra & poesia tem boa qualidade e irreverência. Já o subquesito melodia & ritmo é o da atual campeã que â??conquistaâ? título através de desfile militarizado, apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar público. Cuja parceria é liderada por compositores-bambas vitoriosos, granaleiros de firmas-escritórios que concorrem em diversas agremiações e grupos, ou seja experts nisso. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Vem meu amor mamulengar'! Curicica cantará samba de Washington Motta e Cia
Postado: 2015-08-28 11:41:26
Ã? oportuno postar também aqui o seguinte comentário. Ã? um equívoco a diretoria da escola de samba Curicica ter aceito sugestão e convidado a cantora Elba Ramalho para dividir voz com o seu intérprete oficial, Ronaldo Ylê, no CD do grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2016. Essa equivocada sugestão tinha que ser do produtor musical do CD de propriedade da LIERJ e da gravadora da Globo a Som Livre, Ivo Meirelles. O qual, embora seja um sambista-profissional, não tem consciência ética, uma vez que se apropriou da denominação-marketing da bateria da Estação 1ª de Mangueira quando usurpou a presidência da agremiação, obrigando-a mudar o nome da bateria. Para ter-se ideia, não há experiência do gênero na Série A. No Grupo Especial no Carnaval 1999 a então campeã 1998 Mangueira e a vice Beija Flor obrigaram seus intérpretes oficiais Mestre Jamelão e Neguinho da Beija Flor a dividir a gravação respectivamente com os cantores gentilmente cedidos por suas gravadoras, Alexandre Pires e Belo. Resultado, de tão pífia a experiência, nunca mais voltou a ocorrer. A ótima cantora Elba Ramalho ainda não respondeu à diretoria da escola de samba União do Parque Curica, inclusive porque terá primeiro que ser gentilmente cedida pela gravadora multinacional da qual é contratada. Coisa da qual não se crê, por se tratar de concorrente da citada gravadora de discos das Organizações Globo. Ã? correto que o estreante mestre da bateria â??Audaciosaâ?, da Curicica, mestre Léo, tenha introduzido na gravação do CD os instrumentos musicais zabumba, triângulo e sanfona dado o viés artístico-cultural nordestino no tema do enredo da agremiação para o Carnaval 2016: â??Corações mamulengosâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-26 12:01:30
Com todo respeito à â??lógicaâ? opinião da independente dublê de fanática-pentecostal pela agremiação do coração & arrependida idólatra paulobarriana, atenção ao seguinte. No final deste meu comentário, a íntegra da letra do samba concorrente que mais me â??agradaâ? dentro do enredo â??No voo da Águia, uma viagem sem fim...â?. O qual está apto para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa Portela. Ã? óbvio que o carnavalesco Paulo Barros, mestre Monarco e Marcos Falcon, não irão assumir isso. Os três mais Paulinho da Viola, dentre outros que sejam membros da Comissão Julgadora, até mesmo baluartes da Velha Guarda como Tia Surica, devido terem gravado a introdução pagodeada do samba concorrente liderado por Samir Trindade & Wanderley Monteiro, farão o mesmo não-assumindo isso. O fato é que todos irão votar na obra musical nota 10 no subquesito letra & poesia e no subquesito melodia & ritmo. A parceria liderada pela dupla de baluartes os compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha: â??Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!. Ã? pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃ?O). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer. Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... Ã? Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia Guerreira... Eterna paixão (REFRÃ?O)â?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-26 11:20:21
Para conscientizar portelenses e não-portelenses admiradores do samba concorrente 2016 da Portela, a parceria liderada pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro. Esta obra musical de fato tem ótima qualidade no subquesito letra & poesia e no subquesito melodia & ritmo em relação à sinopse do autoral enredo â??No voo da Águia, uma viagem sem fim...â? a ser desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros. Analisando com o característico e aguçado senso crítico de portelense, há pelo menos dois outros sambas concorrentes que me â??agradamâ? mais nos dois já citados subquesitos, estando mais gabaritados a se tornar samba-enredo oficial 2016 da Portela. São pela ordem os sambas liderados pelos baluartes portelenses enquanto compositores-poetas Waldir 59 & Casquinha e pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo cujas obras musicais serão analisadas no devido espaço de comentário de cada uma. Somente Wanderley Monteiro é compositor genuína e fielmente portelense. Os outros cinco coautores, Elson Ramires, Lopita 77, Dimenor, Edmar Jr e Samir Trindade são no máximo compositores portelenses de coração aculturados melódica e ritmicamente com a filosofia de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público da afilhada nilopolitana da Portela em cuja agremiação sempre disputaram, inclusive sagraram-se vencedores de sambas-enredo. Notadamente Samir Trindade o qual, a despeito de ser um compositor-bamba nota 10 no subquesito melodia & ritmo, é granaleiro e ou/de â??escritório/firmaâ?. Isto é, corre vorazmente atrás da grana-preta de direitos autorais concorrendo em diversas agremiações e grupos. O que eticamente falando é incompatível com os desfiles apoteóticos, majestosos e emocionantes da Águia Altaneira ou da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Vem meu amor mamulengar'! Curicica cantará samba de Washington Motta e Cia
Postado: 2015-08-26 11:02:57
Parabéns à comunidade e ao corpo de jurados da União do Parque Curicica pela escolha da bela obra musical em parceria liderada pelo trio de bambas Pitimbu, Washington Motta & Marcelo Valência como samba-enredo oficial da agremiação para a Série A do Carnaval Carioca 2016. Comandada pelo presidente de honra João de Jesus devido à trágica morte por assassinato dia 07/06/2015 três meses depois de eleito do presidente-executivo Wagner Raphael de Souza o Dádi, a Curicica abrirá o 2º dia de desfiles da Série A da LIERJ na Sapucaí, no sábado de Carnaval. Apesar desse samba-enredo oficial ainda contar com alguns sambistas-compositores bambas granaleiros, isto é, que correm ambiciosa, voraz e escravisadamente atrás da grana-preta de direitos autorais concorrendo em diversas agremiações e grupos. A obra musical escolhida â??hino´ oficial, de fato dentre as quatros finalistas era a mais gabaritada nos subquesitos letra & poesia e melodia & ritmo. Seja em relação à sinopse do enredo â??Corações mamulengosâ? a ser desenvolvido pelo carnavalesco Marcus Ferreira que estreia na agremiação, seja em relação à vital identidade da Curicica em apresentar desfiles carnavalescos alegres, belos, leves, soltos e competitivos. A despeito de que sua melhor colocação (7ª) na Série A tenha ocorrido em 2014 quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Mauro Quintaes, o enredo â??Na garrafa, no barril, salve a cachaça, patrimônio cultural do Brasilâ?. Em 2015 quando apresentou desenvolvido pelo bom carnavalesco de estilo barroco e ainda sem título a consagrá-lo, Paulo Menezes, o enredo â??Três tenoresâ? homenageando mestre Monarco, Martinho da Vila e Arlindo Cruz, a Curicica acabou na 12ª colocação. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Bicampeão! Parceria peso-pesado de Lucas Donato vence no Império Serrano
Postado: 2015-08-25 17:55:20
Ao escolher dentre três obras musicais equivalentes e aquém da qualidade da sinopse, a liderada por compositores-bambas granaleiros e midiáticos como samba-enredo oficial 2016, a Comissão Julgadora (CJ) da Império Serrano joga nas costas da agremiação e da comunidade uma única responsabilidade. Apresentar desfile à altura da tradição imperiana e conquistar o título da Série A, retornando ao Grupo Especial. Ao site SRZD-Carnaval um dos coautores da obra musical vencedora o jovem sambista-compositor com DNA de bamba, Lucas Donato confessou: â??Gastamos de 25 a 30 mil reais principalmente entre a semifinal e a final, devido ao tempo apertado entre uma e outraâ?. Outro coautor, o baluarte Aluísio Machado usou prepotência declarando ao site Carnavalesco: â??Faremos um grande desfile de escola de samba de verdade, sem bobagens, sem circoâ?. Já o diretor de Carnaval, Paulo Santi disse: â??A safra foi excelente, os três sambas finalistas estavam de acordo com a sinopse do enredo. O escolhido atende à necessidade da agremiação, porque fizemos observações entre a comunidade presente em quadraâ?. Será, mesmo? A escolha de samba-enredo urge ter transparência. Isto é, a partir das fases eliminatórias inclusa a semifinal assim como na final, a CJ da agremiação tem que ser transparente. Ou seja, tem que entregar à imprensa e informar ao público presente justificativas sucintas das eliminações dos sambas concorrentes inclusive na semifinal e dos não-vencedores na final. A modernidade da informática propicia isso. Tudo, para não deixar â??dúvidaâ? alguma sobre a ética na escolha do samba-enredo oficial. Por que será que a bateria-orquestra Sinfônica do Samba não fez as tradições descida para a quadra e o encerramento da escolha desfilando pela Avenida Edgard Romero? Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor elimina três sambas na primeira noite de apresentação
Postado: 2015-08-24 17:48:11
Não me incomoda que parceiro aqui se travista de â??amigoâ? e poste â??comentárioâ? revelando a canalhice típica dos nilopolitanos fanáticos-pentecostais pela afilhada portelense & idólatras do capo patrono não-sambista verdadeiro da agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo. Dentre tais â??comentáriosâ? do vídeoblog de mestre Laíla neste site agora erigiu â??propagandaâ? de um membro da oligárquico-burguesa & mafiosa família exploradora da comunidade nilopolitana como sucessor do aludido capo patrono não-sambista verdadeiro. O fato é que tais mencionados fanáticos-pentecostais & idólatras nilopolitanos não esclarecem se um dos coautores do samba concorrente nº 13, Jorge Babu, é homônimo ou o próprio acusado judicial expulso do PT devido ser integrante de grupo de extermínio de jovens cuja maioria sempre é de pretos, negros, afrodescendentes. Repito sem cansar-me a Beija Flor (BF) é escola de samba perene, está na História como a mais vitoriosa da era-sambódromo, a Deusa da Passarela. A agremiação e a comunidade nilopolitana fazem jus a todo respeito. O que não merece é a filosofia político-administrativa do patrono da BF â?? roubada do colega patrono & presidente da Imperatriz â?? de â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade e emocionar o público inclusa a parcela consciente & envergonhada de adeptos nilopolitanos presente ao sambódromo da Sapucaí, mesmo a de telespectadores em casa. Aqui, de fato mestre Laíla se compromete equivocadamente enquanto dublê de vídeo-blogueiro do site e de subserviência à citada filosofia político-administrativa do capo patrono não-sambista verdadeiro nilopolitano, embora seja gabaritadíssimo diretor-geral de Harmonia & Carnaval da BF. Contudo, ele deve ser respeitado como um dos baluartes de nosso mundo do samba. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 17 a 23 de agosto
Postado: 2015-08-24 16:32:37
Para conscientizar portelenses e não-portelenses admiradores do samba concorrente 2016 da Portela, a parceria liderada pelos compositores-bambas Samir Trindade e Wanderley Monteiro. Esta obra musical de fato tem ótima qualidade no subquesito letra & poesia e no subquesito melodia & ritmo em relação à sinopse do autoral enredo â??No voo da Águia, uma viagem sem fim...â? a ser desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros. Analisando com o característico e aguçado senso crítico de portelense, há pelo menos dois outros sambas concorrentes que me â??agradamâ? mais nos dois já citados subquesitos, estando mais gabaritados a se tornar samba-enredo oficial 2016 da Portela. São pela ordem os sambas liderados pelos baluartes portelenses enquanto compositores-poetas Waldir 59 & Casquinha e pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo cujas obras musicais serão analisadas no devido espaço de comentário de cada uma. Somente Wanderley Monteiro é compositor genuína e fielmente portelense. Os outros cinco coautores, Elson Ramires, Lopita 77, Dimenor, Edmar Jr e Samir Trindade são no máximo compositores portelenses de coração aculturados melódica e ritmicamente com a filosofia de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público da afilhada nilopolitana da Portela em cuja agremiação sempre disputaram, inclusive sagraram-se vencedores de sambas-enredo. Notadamente Samir Trindade o qual, a despeito de ser um compositor-bamba nota 10 no subquesito melodia & ritmo, é granaleiro e ou/de â??escritório/firmaâ?. Isto é, corre vorazmente atrás da grana-preta de direitos autorais concorrendo em diversas agremiações e grupos. O que eticamente falando é incompatível com os desfiles apoteóticos, majestosos e emocionantes da Águia Altaneira ou da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta a falta de dinheiro e o impacto nas escolas
Postado: 2015-08-24 10:57:07
Não me incomodo com parceiro de militância em nosso mundo do samba que aqui se traveste hipocritamente de â??amigoâ? postando â??comentárioâ? revelador da canalhice típica dos nilopolitanos fanáticos-pentecostais pela afilhada portelense & idólatras do capo patrono não-sambista verdadeiro da agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo. Não por outra razão, agora erigiu aqui â??propagandaâ? de um membro da oligárquico-burguesa & mafiosa família exploradora da comunidade nilopolitana como sucessor do aludido capo patrono não-sambista verdadeiro. O fato é que tais mencionados fanáticos-pentecostais & idólatras nilopolitanos não esclarecem se um dos coautores do samba concorrente nº 13, Jorge Babu, é homônimo ou o próprio acusado judicial expulso do PT devido ser integrante de grupo de extermínio de jovens cuja maioria sempre é de pretos, negros, afrodescendentes. Repito sem cansar-me a Beija Flor (BF) é escola de samba perene, está na História como a mais vitoriosa da era-sambódromo, a Deusa da Passarela. A agremiação e a comunidade nilopolitana fazem jus a todo respeito. O que não merece é a filosofia político-administrativa do patrono da BF â?? roubada do colega patrono & presidente da Imperatriz â?? de â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade e emocionar o público inclusa a parcela consciente & envergonhada de adeptos nilopolitanos presente ao sambódromo da Sapucaí, mesmo a de telespectadores em casa. Aqui no site SRZD-Carnaval, de fato mestre Laíla se compromete equivocadamente enquanto dublê de vídeo-blogueiro do site e subserviente da citada filosofia político-administrativa do capo patrono não-sambista verdadeiro nilopolitano, embora seja gabaritadíssimo diretor-geral de Harmonia & Carnaval da BF. Contudo, ele deve ser respeitado como um dos baluartes de nosso mundo do samba. Saudaç

Noticia: Unidos de Padre Miguel terá quatro sambas na final
Postado: 2015-08-22 18:36:28
Uma das duas escolas de samba localizadas na Vila Vintém, a Unidos de Padre Miguel tem como cores oficiais vermelho-e-branco tendo sido fundada em 12/11/1957. Apesar de no passado ter sido apelidada de â??irmã menorâ? da coirmã & vizinha nas cores verde-e-branco Mocidade Independente, a Unidos de Padre Miguel já desfilou entre as grandes & tradicionais no Grupo Especial (GE) em 1960, 1964, 1971 e 1972. Atualmente no grupo de acesso/Série A organizado pela LIERJ na Sapucaí, a Unidos de Padre Miguel em 2015 quase chegou lá, sagrando-se vice-campeã quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira, que prossegue na agremiação, o enredo: â??O cavaleiro armorial mandacariza o Carnavalâ? homenageando o falecido poeta e escritor Ariano Suassuna. Para o Carnaval 2016 a Unidos de Padre Miguel apresentará desenvolvido pelo citado carnavalesco o enredo: â??O quinto dos infernosâ?. Dentre os quatro sambas concorrentes finalistas, ao que consta, duas obras musicais em parceria não são integradas por exploradores, nocivos e granaleiros sambistas-compositores midiáticos e ou/de â??escritório-firmaâ?, ainda que talentosos & bambas. Ou seja, dois sambas concorrentes não são compostos por escravizados, ambiciosos e vorazes sambistas-compositores que correm atrás da grana-preta de direitos autorais concorrendo em diversas agremiações e grupos. Uma é liderada pelo compositor Flavinho Bento. A outra por sinal, a de meu â??agradoâ? é a liderada pelo trio de bambas Jefinho Rodrigues, Marquinho Índio e Lauro. Para ter-se ideia, um dos sambas concorrentes compostos pelos já mencionados sambistas-compositores midiáticos, granaleiros, de firma e ou/escritório, tem como coautores Xande Pilares, W. Corrêa, Ribeirinho, Gilson Bernini, Jassa, Dilson Marimba e Marquinho Beija Flor. O outro é a parceria liderada por Samir Trindade e JR Beija Flor. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor elimina três sambas na primeira noite de apresentação
Postado: 2015-08-21 19:13:27
Ã? oportuno meu comentário postado no site Carnavalesco acerca do texto: â??O mundo das disputas de sambaâ? do colunista Ricardo Barbieri. O texto é uma crônica, o colunista se identifica, embora seja público e notório que também é sambista-compositor. Apesar de crônica ser texto jornalístico redigido de forma livre e pessoal tendo como tema fatos ou ideias da atualidade, e não existir â??objetividadeâ? ao redigi-lo, porque toma-se uma série de decisões, em larga medida subjetivas, influenciadas por posição pessoal, hábito ou emoção. Quem redige deve ser o mais â??objetivoâ? possível. No texto há corretas críticas e denúncias sobre mazelas existentes no tema abordado. As quais parecem â??inverossímeisâ?, sem dar â??nome aos boisâ?, agravado pelo texto não ser propositivo. Nas disputas, a partir da fase eliminatória até a final, os sambas eliminados devem ter sucintas justificativas apresentadas à imprensa e ao público presente às quadras. Transparência de justificativas para a imprensa que urgem ocorrer simultaneamente à leitura das notas dos julgadores da LIESA no dia da apuração na Sapucaí. A modernidade da informática propicia isso. Os dirigentes das agremiações que concorrem em parcerias musicais antiteticamente sem se afastarem antes dos cargos devem ser denunciados. Na disputa de samba da Beija Flor, no de nº 13 o sambista-compositor, Jorge Babu, caso não seja homônimo, é acusado judicialmente de integrar grupo de extermínio de menores, expulso do PT. Corrupção é uma mazela intrínseca à sociedade capitalista, como é no mercantilizado mundo do samba a exploração dos sambistas-compositores de escritórios ou de firmas sobre os colegas-pombos e ou/que não sabem pegar em uma caneta. Estes são vítimas. Não devem ser discriminados & estigmatizados. São analfabetos políticos. Devem ser conscientizados. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela aposta na fidelidade de seus torcedores para driblar crise econômica
Postado: 2015-08-21 08:28:01
Nesse 3º e último ano de 1º mandato iniciado em maio de 2013, enquanto torcedor-amante portelense considero praticamente nota 10 a filosofia político-administrativa da atual diretoria comandada pelo presidente de honra mestre Monarco, presidente-executivo Serginho Procópio e vice Marcos Falcon. Apenas discordei em maio de 2015, do apoio e voto dados à reeleição e ao continuísmo na diretoria da LIESA. Haja vista fez renascer das cinzas como membro vitalício do Conselho de Grandes â??Beneméritosâ? do órgão, o nada saudoso ex-presidente portelense Carlinhos Maracanã. Agora, a íntegra da letra do samba concorrente que mais me agrada dentro do enredo â??No voo da Águia, uma viagem sem fim...â?. Apto consequentemente para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa Portela, a obra musical nota 10 tanto no subquesito letra & poesia quanto no subquesito melodia & ritmo, parceria liderada pela dupla de baluartes os compositores-poetas Waldir 59 e Casquinha mais os compositores Linconl Prof. Godin, Eros Fidélis, De Lima, Barreto, Cleiton de Itajaí e Doutor: â??Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!. Ã? pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃ?O). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer. Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... Ã? Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia Guerreira... Eterna paixão (REFRÃ?O)â?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: com 10 sambas, escola inicia a disputa nesta quinta-feira
Postado: 2015-08-20 11:49:20
O que comentarei poderá â??desagradarâ? e ou/irritar nilopolitanos que sejam fanáticos-pentecostais pela agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo & idólatras do dublê de capo e patrono não-sambista verdadeiro da Beija Flor (BF). O fato é que o aludido dublê deverá prosseguir com a equivocada filosofia e estratégia de buscar a â??conquistaâ? do título através de desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público incluso a parcela nilopolitana consciente & envergonhada presente ao sambódromo e, mesmo o de casa. Isso, porque, 1º o objetivo é a â??conquistaâ? de título enquanto enganação à comunidade nilopolitana explorada pela contravenção penal do jogo de bicho e outras criminalidades. 2º o aludido capo se viu obrigado engolir o não-usual & sofrível enredo autoral â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal â?? Marquês de Sapucaí, o poeta imortalâ?. Então, em tempos de crise/guerra urubu é galeto... Rsrsrs... Assim, agravado por outra equivocada filosofia político-administrativa que é ter ala de compositores escancarada a todo e qualquer tipo de sambista-compositor inclusos marginais e ou/exploradores como sambistas de â??escritórioâ?. Na safra 2016 de sambas concorrentes da BF que varia entre obras sofríveis e razoáveis, no máximo boas, os três que me â??agradamâ? são pela ordem. O 39 liderado pela dupla Marcelo Guimarães & Sidney de Pilares, o 07 idem Serginho Aguiar & Dr. Rogério e o 04 idem Marcelo Valência & JR. Beija Flor. O 13 idem Marcelo Guimarães & J. Veloso também me â??agradaâ?, porém, é possível que um dos coautores, Jorge Babu, seja a nefasta figura de quem é judicialmente acusado de integrar grupo de extermínio de menores, por isso, expulso do PT. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira a sinopse do enredo de 2016 da Império Ricardense
Postado: 2015-08-18 19:52:26
Tem boa qualidade a sinopse do enredo â??Meu lugarâ? da escola de samba Império Ricardense para o grupo de acesso/Série E do Carnaval Carioca 2016, o denominado Carnaval Popular realizado anualmente na Intendente Magalhães no bairro suburbano Campinho. Fundada em 2015, a Império Ricardense é filiada à Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) encarregada pelo poder público como organizadora dos desfiles carnavalescos dos grupos de acesso/Séries C, D, E. Já o grupo de acesso/Série B é alvo de uma disputa junto ao poder público entre a ACSN e a LIESB sobre qual organizará os desfiles carnavalescos. Tudo leva a crer que será a ACSN por ser representativa de mais 40 agremiações quem ganhará a queda-de-braço. Haja vista, a LIESB é sucedânea da extinta AESCRJ cuja causa da extinção foi não ter sido transparente e ética nas prestações de contas das subvenções do poder público. Tanto que três agremiações do grupo de acesso/Série B â?? Arranco, Tradição e União de Jacarepaguá - estão enfileiradas como parceiras da ACSN. A sinopse do enredo 2016 da Império Ricardense é assinada pelo presidente da agremiação, Jatir Costa, e o desenvolvimento do tema, viés cultural e fio condutor do enredo â??Meu lugarâ? está a cargo de uma Comissão de Carnaval. O título â??Meu lugarâ? também é o de uma obra musical de autoria do sambista, compositor e cantor Arlindo Cruz do Império Serrano agremiação atualmente na Série A cujos desfiles são organizados pela LIERJ na Sapucaí, sua letra & poesia se refere ao bairro Madureira. Por sua vez, o enredo â??Meu lugarâ? da Império Ricardense é concernente à História, Cultura e Geografia do bairro Ricardo de Albuquerque. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: blogueiro faz homenagem a Candeia, que completaria 80 anos em agosto
Postado: 2015-08-18 11:46:37
Em memória do maior filósofo & poeta de nosso mundo do samba, Mestre Candeia, que se vivo fosse teria completado 80 anos ontem, dia 17 de agosto, dois prezados parceiros & blogueiros deste site, Carlos Nobre e Hélio Ricardo Rainho, oportunamente fizeram as devidas honras ao mérito do Mestre. Uma vez que a Comunicação Social especialmente o Jornalismo ensina não existir a chamada objetividade, pois, ao se redigir um texto ou se fazer uma comunicação oral toma-se uma série de decisões que são em larga medida subjetivas, influenciadas por posições pessoais, hábitos e emoções. Ã? guisa de contribuir com as homenagens ao Mestre, enquanto seu contemporâneo e então jovem discípulo, chamo atenção para o seguinte fato. Sob a liderança do Mestre, o Grêmio Recreativo de Artes Negras e Escola de Samba (GRANES) Quilombo foi fundado dia 08/12/1975, por influência do movimento social antirracista o recém-fundado em 08/07/1975 o chamado movimento negro carioca Instituto de Pesquisas das Culturas Negras (IPCN). Do qual sou um dos 48 fundadores, todos também fundadores do GRANES Quilombo. Por fim, registro à época, todos e todas fundadores e fundadoras portelenses conforme o Mestre fizemos questão de afirmar que não deixávamos de amar nossa Portela a Majestade do Samba, a Águia Altaneira ou ainda a Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Cuja agremiação coerentemente não deixa de louvar o Mestre enquanto um de seus baluartes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Escolas da Série A clamam por melhor estrutura
Postado: 2015-08-17 15:57:54
Insultar-me não esconde a falta de fundamentação de meus detratores. Só utilizo o espaço para comentários via-Facebook de minha mulher a mangueirense Ivania Ribeiro, porque o próprio site Carnavalesco retirou o meu enquanto opção devidamente inscrito no site. O meu detrator & sambista-compositor deixa de concorrer na agremiação do coração usada em seu nome artístico sem esclarecer a coisa. A parceria no samba liderado por tal trânsfuga ocorre com um aburguesado jornalista da Globo tido como celebridade, que não é sambista-compositor. Reafirmo é a escravizada ambição em ganhar a grana-preta de direitos autorais paga pela LIERJ e a Som Livre a gravadora de discos da Globo de quem posa de â??socialistaâ?. Já o adepto da Porto da Pedra que é estagiário de advogado é mau causídico. Ele próprio afirma existir compadrismo em todas parcerias dos sambas concorrentes no não-transparente e mercantilizado concurso em quadra para escolha do samba-enredo oficial 2016 da Porto da Pedra. Reconhece não existir por parte do presidente da ala de compositores e do presidente-executivo da agremiação a correta filosofia político-administrativa de prestigiar os sambistas-compositores da comunidade com treinamento & capacitação através de concursos de outros gêneros de samba como o de quadra, de roda e partido-alto. Porém, â??advogaâ? para o da parceria liderada pelo trânsfuga da agremiação de Noel afirmando que a comunidade (sic) abraçou (sic) tal obra musical. Por isso a comunitária e respeitável agremiação são-gonçalense afilhada da tricolor insulana afilhada portelense amarga desde 2013 colocações distantes da volta como campeã da Série A, deixando de conquistar o direito de retorno ao Grupo Especial do qual não devia ter saído. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta a safra de sambas da Beija-Flor para 2016
Postado: 2015-08-17 15:37:30
Antes que detratores meus entre os adeptos fanáticos-pentecostais & idólatras do capo patrono não-sambista verdadeiro da nilopolitana afilhada portelense voltem a citar meu nome da forma calhorda conforme costumam fazer. Faço o seguinte esclarecimento. No espaço de comentário de certo blogueiro deste site, devido o mesmo estar agindo como trânsfuga da agremiação de Noel que usa em seu nome artístico ao não-disputar samba na Vila Isabel, mas sim na Porto da Pedra. Há uma réplica de um comentário meu postado no site Carnavalesco que refuta os seus insultos a mim dirigidos por falta de fundamentação. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta a safra de sambas da Beija-Flor para 2016
Postado: 2015-08-15 19:29:31
O mestre Laíla é injustiçado no mundo do samba, reflexo da sociedade capitalista e racista sobre afrodescendentes, porque são a maioria dos pobres. Há 45 anos é produtor musical dos CDs do Grupo Especial provando gabarito de sambista-verdadeiro para ser presidente da LIESA, sem ser o diretor de Carnaval. Já no órgão da Série A, LIERJ os CDs são produzidos sob o comando do diretor de Carnaval. Pior é na Beija Flor (BF) onde ele é relegado há 26 anos ao cargo de diretor geral de Harmonia e Carnaval, sem sequer ser cogitado como presidente. Tudo, porque quem manda é um patrono apelidado de presidente de â??honraâ?, porque não é sambista-verdadeiro, mas contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades. O que faz mestre Laíla expor-se com impropriedades quando não-diz que a responsabilidade de a BF desde 2011 não obter notas 10 unânimes no quesito samba-enredo é do patrono. Em 2013 embora tivesse excelência somente no subquesito melodia & ritmo o samba-enredo â??Amigo fiel, do cavalo do Amanhecer ao Manga-larga Marchadorâ? ganhou dos julgadores da LIESA absurdas três notas 10 + uma descartada nota 9,9. Haja vista, no subquesito letra & poesia há â??licenças poéticasâ? (sic) como o cavalo falar na 1ª pessoa, ter memória que não falha, apesar de ser coisa de elefante e dizer que chegou a hora de gritar é campeão! Tudo, porque após a perda do 2º tri da BF em 2009, o patrono se apropriou da filosofia de apresentar e â??conquistarâ? títulos, vide os de 2011 e 2015, através de desfiles apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Unidos da Tijuca: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-14 15:26:46
Não é â??surpresaâ? ver reproduzidas, aqui e no site Carnavalesco, sem consciência crítica alguma, mazelas da sociedade capitalista alavancada atualmente pelo agronegócio. Aqui e lá há â??comentáriosâ? que exaltam o ufanismo no subquesito letra & poesia de alguns sambas concorrentes 2016 da Unidos da Tijuca. Tudo, porque o enredo â??Semeando Sorriso, a Tijuca festeja o solo sagradoâ?, por si só diz tudo. Enquanto uma das mais antigas e tradicionais escolas de samba, a Unidos da Tijuca somente nos últimos anos se tornou competitiva, grandiosa e vitoriosa. Graças à chamada gestão estratégica eficiente praticada pelo mercantilismo de milionários patrocínios, mídia e marketing comandados pelo presidente da agremiação e do Conselho Fiscal da LIESA, o empresário Fernando Horta. Ã? clara sua filosofia político-administrativa específica para a ala de compositores, não realizar treinamento e capacitação através de concursos de outros gêneros de samba como o de quadra, roda e ou partido-alto. Por isso, a a ala conta com poucos sambistas-compositores bambas. O agravante é a corrida ao ouro, isto é, a busca desenfreada pela grana-preta de direitos autorais paga pela gravadora de discos da LIESA aos coautores do samba concorrente que se sagrar vencedor. O que é feito por sambistas-compositores sem identidade alguma com a Unidos da Tijuca inclusos os granaleiros. Os quais, embora bambas são escravizados pela ambição de ganhar a citada grana-preta. Ou seja os sambistas-compositores empresários & exploradores dos colegas de parceria que são trabalhadores, pobres e oprimidos. São os sambistas-compositores de â??escritórioâ?. Ã? inegável que em termos do subquesito melodia & ritmo há bons e ótimos sambas concorrentes na safra em questão. Oportunamente analisarei com mais profundidade a safra. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta derrubada da 'torre de TV' da Sapucaí
Postado: 2015-08-13 20:26:24
O que comentarei sobre a safra de sambas concorrentes da Beija Flor (BF), mesmo alguns parceiros nilopolitanos que fingem não ser fanáticos-pentecostais e idólatras do patrono não-sambista verdadeiro da BF fazem beicinhos através da expressão â??velho comentário repetitivoâ? e ou/fazem provocações insultuosas a mim ou ainda buscam enxovalhar a imagem do merecido patrono in memória portelense Natal. Nada disso me incomoda. O fato reconhecido pelos próprios nilopolitanos com consciência crítica, é de que a safra fica entre sofrível e razoável. Consequência da filosofia político-administrativa do patrono da BF que se viu obrigado a engolir o autoral e sofrível enredo â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortalâ?. O qual, não é usual no mercantilismo do patrono, o qual somente é ultimamente competitivo através do casamento enredo patrocinado & desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erro, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público em casa e presente ao sambódromo inclusa a parcela consciente e envergonhada de adeptos nilopolitanos. Fruto disso e especificamente de equivocada ala de compositores sem treinamento & capacitação dos concursos de outros gêneros de samba como de quadra, de roda e ou/partido alto. Tal ala já sem poder fazer o â??milagre de tirar leite de pedraâ? como agravante é escancarada para os sambistas-compositores empresários os nocivos â??escritórios de sambaâ?, os exploradores dos parceiros sambistas-compositores trabalhadores pobres e oprimidos. São os próprios nilopolitanos com consciência crítica quem apontam se salvarem apenas como obras musicais razoáveis, os sambas concorrentes das parcerias lideradas pelas duplas Marcelo Guimarães & Sidney de Pilares, Marquinho BF & J. Veloso e Marcelo Valência & JR BF. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor classifica apenas 10 sambas para disputa de quadra
Postado: 2015-08-13 20:23:00
O que comentarei sobre a safra de sambas concorrentes da Beija Flor (BF), mesmo alguns parceiros nilopolitanos que fingem não ser fanáticos-pentecostais e idólatras do patrono não-sambista verdadeiro da BF fazem beicinhos através da expressão â??velho comentário repetitivoâ? e ou/fazem provocações insultuosas a mim ou ainda buscam enxovalhar a imagem do merecido patrono in memória portelense Natal. Nada disso me incomoda. O fato reconhecido pelos próprios nilopolitanos com consciência crítica, é de que a safra fica entre sofrível e razoável. Consequência da filosofia político-administrativa do patrono da BF que se viu obrigado a engolir o autoral e sofrível enredo â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta imortalâ?. O qual, não é usual no mercantilismo do patrono, o qual somente é ultimamente competitivo através do casamento enredo patrocinado & desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erro, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público em casa e presente ao sambódromo inclusa a parcela consciente e envergonhada de adeptos nilopolitanos. Fruto disso e especificamente de equivocada ala de compositores sem treinamento & capacitação dos concursos de outros gêneros de samba como de quadra, de roda e ou/partido alto. Tal ala já sem poder fazer o â??milagre de tirar leite de pedraâ? como agravante é escancarada para os sambistas-compositores empresários os nocivos â??escritórios de sambaâ?, os exploradores dos parceiros sambistas-compositores trabalhadores pobres e oprimidos. São os próprios nilopolitanos com consciência crítica quem apontam se salvarem apenas como obras musicais razoáveis, os sambas concorrentes das parcerias lideradas pelas duplas Marcelo Guimarães & Sidney de Pilares, Marquinho BF & J. Veloso e Marcelo Valência & JR BF. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: União da Ilha corta três sambas e segue com 12 na disputa
Postado: 2015-08-13 18:12:49
Muito bom intérprete, Ciganerey deu declaração ao site Carnavalesco defendendo isenção dos colegas-vozes oficiais nas disputas em quadra para escolha do samba-enredo das agremiações das quais os tenham enquanto profissionais contratados. Cuja declaração não teve o propósito, porém, serve de crítica ao fato do ótimo e eticamente equivocado intérprete oficial da União da Ilha, Ito Melodia, ter gravado o samba concorrente na parceria dos compositores Almir da Ilha, Bujão e Carlos Diamante, concernente ao enredo 2016: â??Olímpico por natureza... Todo mundo se encontra no Rioâ?. Ainda sobre o intérprete Ciganerey, ele está de volta pela 4ª vez à escola de samba Paraíso do Tuiutí atualmente no grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2016 que é realizado anualmente pela LIERJ na Sapucaí. Ciganerey iniciou carreira de sambista, intérprete, puxador e ou/cantor em 1984 na Engenho da Rainha onde permaneceu até 1993. Posteriormente ele abrilhantou o carro de som de diversas agremiações no grupo de acesso como Alegria da Zona Sul, Arranco do Engenho de Dentro, Inocentes de Belford Roxo e Em Cima da Hora. Em função de seu talento vocal, Ciganerey teve bela passagem no Grupo Especial erroneamente chamado de â??eliteâ? de 2011 a 2013 defendendo as cores verde-rosa da gloriosa Estação Primeira de Mangueira. Na qual provavelmente não permaneceu devido ter sido contratado pelo nada saudoso o então presidente-usurpador Ivo Meirelles. Somente isso explicaria o fato de não ter permanecido, pois, é público e notório que Ciganerey canta, interpreta e ou/puxa samba-enredo muitíssimo melhor que o sofrível intérprete oficial mangueirense Luizito. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta derrubada da 'torre de TV' da Sapucaí
Postado: 2015-08-12 18:52:00
Os presidentes de â??honraâ?, os patronos não-sambistas verdadeiros das agremiações, os contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades, não dão entrevistas à imprensa. Quem se expõe são os autênticos sambistas, poucos dirigentes e ou/funcionários. Na mais vitoriosa da era-sambódromo, Beija Flor (BF) quem faz isso são dois dos carnavalescos da Comissão, FranSérgio, e o diretor geral de Harmonia & Carnaval mestre Laíla, que é vídeo-blogueiro deste site. No qual é surpreendentemente o entrevistado ter sido o figurista Wladimir Morellembaumm, que declarou: â??O desfile 2016 da BF será leve e lindo!â?. Antes disso, enquanto vídeo-blogueiro do site, mestre Laíla tinha afirmado que o desfile 2016 da BF será â??mais leve!â?. O fato é que ninguém crê nisso. Embora o presidente de â??honraâ? da BF o honorabilíssimo Anísio Abrahão David seja torcedor da verde-rosa e apesar dele ter fingido â??renunciarâ? enquanto um dos três membros vitalícios do Conselho â??Superiorâ? (CS) que até então indicava para o quadro de julgadores da LIESA a campeã e a rebaixada. Anísio não renunciou como representante da BF na LIESA nem ao sucedâneo do CS, o â??novoâ? Conselho de Grandes â??Beneméritosâ? (CGB). Ou seja, ele não abandonará a filosofia e a estratégia de â??conquistarâ? títulos apresentando desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público inclusa a consciente e envergonha parcela da â??campeãâ? 2011 e 2015 presente ao sambódromo. Afinal vem dando certo ele ter-se apropriado da filosofia que notabilizou seu colega no CGB da LIESA o presidente-executivo e patrono da Imperatriz, Luizinho Drumond durante os últimos cinco dos sete títulos â??conquistadosâ? pela agremiação em 1994-95, 1999, 2000 e 2001. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: 'Trabalhar no Carnaval requer afinco e responsabilidade', aconselha figurinista
Postado: 2015-08-12 18:34:19
Os presidentes de â??honraâ?, os patronos não-sambistas verdadeiros das agremiações, os contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades, não dão entrevistas à imprensa. Quem se expõe são os autênticos sambistas, poucos dirigentes e ou/funcionários. Na mais vitoriosa da era-sambódromo, Beija Flor (BF) quem faz isso são dois dos carnavalescos da Comissão, FranSérgio, e o diretor geral de Harmonia & Carnaval mestre Laíla, que é vídeo-blogueiro deste site. No qual é surpreendentemente entrevistado ter sido o figurista Wladimir Morellembaumm, que declarou: â??O desfile 2016 da BF será leve e lindo!â?. Antes disso, enquanto vídeo-blogueiro do site, mestre Laíla tinha afirmado que o desfile 2016 da BF será â??mais leve!â?. O fato é que ninguém crê nisso. Embora o presidente de â??honraâ? da BF seja torcedor da verde-rosa e apesar de ter fingido â??renunciarâ? enquanto um dos três membros vitalícios do Conselho â??Superiorâ? (CS) que até então indicava para o quadro de julgadores da LIESA a campeã e a rebaixada. Anísio não renunciou como representante da BF na LIESA nem ao sucedâneo do CS, o â??novoâ? Conselho de Grandes â??Beneméritosâ? (CGB). Ou seja, ele não abandonará a filosofia e a estratégia de â??conquistarâ? títulos apresentando desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público conforme os de 2011 e 2015. Afinal vem dando certo ele ter-se apropriado dessa filosofia que notabilizou o seu colega no CGB da LIESA o presidente-executivo e patrono da Imperatriz Leopoldinense, Luizinho Drumond durante os últimos cinco dos sete títulos â??conquistadosâ? pela agremiação em 1994-95, 1999, 2000 e 2001. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Chave Azul se apresenta e sete sambas são cortados
Postado: 2015-08-12 12:04:39
A última final em nossa Portela com mais de três parcerias â?? quatro â?? ocorreu na disputa para o Carnaval 2011. De lá para cá, as disputas ocorreram sempre entre três sambas concorrentes. Para o Carnaval 2016, caso a final dia 16/10/2015 volte a ocorrer entre quatro sambas, não creio nisso, sendo coerente com os 13 que mais me â??agradamâ?, dois disputam a 4ª vaga. O da parceria liderada pelo trio de bambas Neyzinho do Cavaco-Flávio Viana-Charles Braga. A outra vaga surpreendentemente é disputada pelo da parceria liderada pelo quarteto vencedor do samba-enredo 2015 Noca da Portela-Celso Lopes-Charlles André-Vinícius Ferreira. As três primeiras vagas pertencem aos das parcerias lideradas pela dupla de poetas e baluartes os mestres Waldir 59 & Casquinha, pela dupla de bambas vencedora dos sambas-enredo 2012, 2013 e 2014, Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. Que corretamente chiou em 2015 ante um sistema de escolha praticado por uma Comissão Julgadora que não dá transparência, deixa â??dúvidaâ? ao não apresentar simultaneamente para a imprensa e o público presente à quadra, as imprescindíveis justificativas. As quais devem ser sucintas e em todas as fases eliminatórias inclusas a semifinal e a final. A 3ª vaga de samba concorrente finalista pertence à inegável bela obra musical a parceria liderada pelo bamba o vitorioso coautor dos sambas-enredo 2010, 2011, 2012 e 2013 Wanderley Monteiro e Samir Trindade. Em termos éticos, Monteiro corretamente não concorreu em 2014 devido ocupar uma das diretorias de Cultura. Agora, faz ele faz incoerente e indevida parceria com calouros portelenses vitoriosos em coirmãs nas quais sempre concorrem de forma empresarial e nociva apelidadas de â??escritórios de sambaâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Chave Azul se apresenta e sete sambas são cortados
Postado: 2015-08-10 20:12:48
Ã? oportuno postar aqui também o seguinte comentário postado no site Carnavalesco. Salve, salve Sílvio Vargas Vargas, o sambista-compositor Doutor, aquele abraço. Não era preciso ter agradecido â?? sou eu quem agradece â?? por nos ter brindado com o já citado belíssimo samba concorrente 2015 de nossa Portela, a parceria liderada pelo sambista-compositor bamba com foro de poeta, mestre Caixa Dâ??Água. Agora que fui informado de sua nova parceria liderada pelos sambistas, compositores e poetas, mestres Waldir 59 & Casquinha parecerá que ajo demagogicamente jogando-lhes confetes... Rsrsrs... Explicando, ao listar os 13 sambas concorrentes 2016 de nossa Portela que mais me â??agradamâ?, pus a obra musical em parceria liderada pelos bambas Toninho Nascimento (TN) & Luiz Carlos Máximo (LCM) como a 1ª. Ocorre ao fazê-lo fiquei e continuo angustiadamente com dúvida em relação ao samba concorrente em cuja obra musical o parceiro integra. Confesso não saber mais se o mantenho como 2º, ou se passo-o a 1º, consequentemente invertendo a colocação do mesmo com o da parceria liderada pelos bambas TN & LCM. O fato é que do meu ponto de vista, uma dessas belíssimas obras musicais é que tem que se sagrar o â??hino´ oficial 2016 de nossa Majestade do Samba. Em função de minha pública e notória oposição à nociva participação no mundo do samba dos chamados sambistas-compositores de â??escritórioâ?, por motivos óbvios rejeito a hipótese do belo samba concorrente infelizmente liderado pelo bamba Wanderley Monteiro junto com Samir Trindade vir a tornar-se samba-enredo oficial 2016 de nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Explicarei o porquê disso detalhadamente quando analisar cada um dos citados 13 sambas concorrentes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 3 a 9 de agosto
Postado: 2015-08-10 20:08:04
Ã? oportuno postar aqui também o seguinte comentário postado no site Carnavalesco. Salve, salve Sílvio Vargas Vargas, o sambista-compositor Doutor, aquele abraço. Não era preciso ter agradecido â?? sou eu quem agradece â?? por nos ter brindado com o já citado belíssimo samba concorrente 2015 de nossa Portela, a parceria liderada pelo sambista-compositor bamba com foro de poeta, mestre Caixa Dâ??Água. Agora que fui informado de sua nova parceria liderada pelos sambistas, compositores e poetas, mestres Waldir 59 & Casquinha parecerá que ajo demagogicamente jogando-lhes confetes... Rsrsrs... Explicando, ao listar os 13 sambas concorrentes 2016 de nossa Portela que mais me â??agradamâ?, pus a obra musical em parceria liderada pelos bambas Toninho Nascimento (TN) & Luiz Carlos Máximo (LCM) como a 1ª. Ocorre ao fazê-lo fiquei e continuo angustiadamente com dúvida em relação ao samba concorrente em cuja obra musical o parceiro integra. Confesso não saber mais se o mantenho como 2º, ou se passo-o a 1º, consequentemente invertendo a colocação do mesmo com o da parceria liderada pelos bambas TN & LCM. O fato é que do meu ponto de vista, uma dessas belíssimas obras musicais é que tem que se sagrar o â??hino´ oficial 2016 de nossa Majestade do Samba. Em função de minha pública e notória oposição à nociva participação no mundo do samba dos chamados sambistas-compositores de â??escritórioâ?, por motivos óbvios rejeito a hipótese do belo samba concorrente infelizmente liderado pelo bamba Wanderley Monteiro junto com Samir Trindade vir a tornar-se samba-enredo oficial 2016 de nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Explicarei o porquê disso detalhadamente quando analisar cada um dos citados 13 sambas concorrentes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira os sambas mais ouvidos da semana de 3 a 9 de agosto
Postado: 2015-08-10 20:03:48
Sob o risco - caso me equivoque novamente - de eu ser mais uma vez zoado (rsrsrs) pelo sumido leitor do site SRZD-Carnaval, o parceiro portelense conforme sou, José Aragão. Mais adiante a â??subjetivaâ? ordem dos 13 sambas concorrentes que mais me agradam para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa agremiação. Desde 2010 não acerto qual a Comissão Julgadora define como samba-enredo oficial. Em 2015 o samba concorrente que mais me â??agradouâ? foi o da parceria liderada pelo compositor-bamba com foro de poeta mestre Caixa Dâ??Água, que acabou injustamente eliminado em uma das semifinais. Então, passei a torcer para o 2º de minha â??preferênciaâ?, o da parceria tricampeã 2012, 2013 e 2014 liderada pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo, que não foi vitoriosa e chiou. Para não deixar dúvida sobre a ética na definição do samba-enredo a solução é passar existir a seguinte transparência. As justificativas sucintas das eliminações até a final devem ser simultaneamente apresentadas para imprensa e o público presente em quadra. A ordem de minha â??preferênciaâ? para se sagrar samba-enredo oficial da Portela em 2016 são as parcerias lideradas pelos compositores: 01) Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. 02) Waldir 59 & Casquinha. 03) Wanderley Monteiro & Samir Trindade. 04) Celso Lopes & mestre Noca da Portela. 05) Neyzinho do Cavaco & Flávio Viana. 06) mestre Caixa Dâ??Água & maestro Jamir da Portela. 07) Roberto de Souza & Leonardo-Léo Henriques. 08) Juan Espanhol & Sylvio Paulo. 09) Gerson PM & Darcy Maravilha. 10) Edeor de Paula & Edson Alves. 11) Jorge do Batuke & Madalena Araguaci 12) Gustavo Henrique & Tiago na Fé. 13) Fátima Índia & David Bruno. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: Chave Azul se apresenta e sete sambas são cortados
Postado: 2015-08-10 20:01:01
Sob o risco - caso me equivoque novamente - de eu ser mais uma vez zoado (rsrsrs) pelo sumido leitor do site SRZD-Carnaval, o parceiro portelense conforme sou, José Aragão. Mais adiante a â??subjetivaâ? ordem dos 13 sambas concorrentes que mais me agradam para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa agremiação. Desde 2010 não acerto qual a Comissão Julgadora define como samba-enredo oficial. Em 2015 o samba concorrente que mais me â??agradouâ? foi o da parceria liderada pelo compositor-bamba com foro de poeta mestre Caixa Dâ??Água, que acabou injustamente eliminado em uma das semifinais. Então, passei a torcer para o 2º de minha â??preferênciaâ?, o da parceria tricampeã 2012, 2013 e 2014 liderada pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo, que não foi vitoriosa e chiou. Para não deixar dúvida sobre a ética na definição do samba-enredo a solução é passar existir a seguinte transparência. As justificativas sucintas das eliminações até a final devem ser simultaneamente apresentadas para imprensa e o público presente em quadra. A ordem de minha â??preferênciaâ? para se sagrar samba-enredo oficial da Portela em 2016 são as parcerias lideradas pelos compositores: 01) Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. 02) Waldir 59 & Casquinha. 03) Wanderley Monteiro & Samir Trindade. 04) Celso Lopes & mestre Noca da Portela. 05) Neyzinho do Cavaco & Flávio Viana. 06) mestre Caixa Dâ??Água & maestro Jamir da Portela. 07) Roberto de Souza & Leonardo-Léo Henriques. 08) Juan Espanhol & Sylvio Paulo. 09) Gerson PM & Darcy Maravilha. 10) Edeor de Paula & Edson Alves. 11) Jorge do Batuke & Madalena Araguaci 12) Gustavo Henrique & Tiago na Fé. 13) Fátima Índia & David Bruno. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Videoblog: Laíla comenta derrubada da 'torre de TV' da Sapucaí
Postado: 2015-08-10 19:42:10
Conforme afirmei anteriormente, demoraram, porém, erigem nos comentários de nilopolitanos aqueles para-além do fanatismo pentecostal pela agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo, Beija Flor (BF) a Deusa da Passarela, e da idolatria ao seu patrono não-sambista verdadeiro. O qual tem como Escola do coração a verde-rosa e por sinal a imagem aparece logo atrás do vídeo-blogueiro do site, o diretor geral de Harmonia & Carnaval da BF, mestre Laíla. Compreendamos a BF enquanto instituição é perene, está na História e deve ser respeitada enquanto tal. Qualquer que seja o sentimento e ou/posicionamento deve ser sobre a filosofia político-administrativa dos dirigentes, os quais não podem ser idolatrados. Sem hipocrisia, a â??antipatiaâ? e ou/a â??oposiçãoâ? que existem em relação à BF ocorrem devido o seguinte. O patrono não-sambista verdadeiro da agremiação se apropriou da filosofia e da estratégia de apresentar desfiles e â??conquistarâ? títulos de â??campeãâ? que outrora notabilizaram o colega-comparsa dele de contravenção penal do jogo de bicho e de outras criminalidades, o presidente & patrono da Rainha da Zona da Leopoldina. Da qual é público e notório que dos sete títulos (1980, 1981, 1994, 1995, 1999, 2000 e 2001) os cinco últimos foram â??conquistadosâ? através de desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Já os da BF â??conquistadosâ? assim foram o do atípico ano de 2011 quando apresentou enredo midiático e o da maior cara-de-pau e mais vergonhoso, o de 2015. Ou seja, o mestre Laíla praticamente não tem responsabilidade nisso como aqui foi dito antes, por ele ser funcionário. O ônus é do patrono não sambista-verdadeiro da BF. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-10 16:10:01
Ã? oportuno postar aqui também o seguinte comentário postado no site Carnavalesco. Salve, salve Sílvio Vargas Vargas, o sambista-compositor Doutor, aquele abraço. Não era preciso ter agradecido â?? sou eu quem agradece â?? por nos ter brindado com o já citado belíssimo samba concorrente 2015 de nossa Portela, a parceria liderada pelo sambista-compositor bamba com foro de poeta, mestre Caixa Dâ??Água. Agora que fui informado de sua nova parceria liderada pelos sambistas, compositores e poetas, mestres Waldir 59 & Casquinha parecerá que ajo demagogicamente jogando-lhes confetes... Rsrsrs... Explicando, ao listar os 13 sambas concorrentes 2016 de nossa Portela que mais me â??agradamâ?, pus a obra musical em parceria liderada pelos bambas Toninho Nascimento (TN) & Luiz Carlos Máximo (LCM) como a 1ª. Ocorre ao fazê-lo fiquei e continuo angustiadamente com dúvida em relação ao samba concorrente em cuja obra musical o parceiro integra. Confesso não saber mais se o mantenho como 2º, ou se passo-o a 1º, consequentemente invertendo a colocação do mesmo com o da parceria liderada pelos bambas TN & LCM. O fato é que do meu ponto de vista, uma dessas belíssimas obras musicais é que tem que se sagrar o â??hino´ oficial 2016 de nossa Majestade do Samba. Em função de minha pública e notória oposição à nociva participação no mundo do samba dos chamados sambistas-compositores de â??escritórioâ?, por motivos óbvios rejeito a hipótese do belo samba concorrente infelizmente liderado pelo bamba Wanderley Monteiro junto com Samir Trindade vir a tornar-se samba-enredo oficial 2016 de nossa Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Explicarei o porquê disso detalhadamente quando analisar cada um dos citados 13 sambas concorrentes. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Final da Alegria da Zona Sul: saiba como foi o evento que definiu o hino de 2016
Postado: 2015-08-10 11:57:08
Ã? oportuno postar também aqui o seguinte comentário. São louváveis as discordantes opiniões do colunista jornalista Luiz Carlos Magalhães (LCM) e do leitor do site Carnavalesco Daniel Barbosa (DB) acerca da final entre quatro sambas concorrentes que definiu o â??hino´ oficial da Alegria da Zona Sul para o grupo de acesso/Série A do Carnaval Carioca 2016 cujo enredo â??OGUMâ? será desenvolvido pelo carnavalesco Marco Antônio Falleiros. O leitor fundamenta discordância enquanto quem acompanhou in loco a disputa que definiu como samba-enredo oficial 2016 da agremiação a numerosa parceria liderada pela dupla de compositores o novo intérprete oficial do Império Serrano, Pixulé & Thiago Meiners. Cuja obra musical tem boa qualidade, sem passar disto, nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo. Conforme o colunista LCM, também considero surpreendente a escolha do citado samba concorrente enquanto â??hino´ oficial 2016 da Alegria da Zona Sul. Conforme ele me â??agradaâ? mais o samba concorrente da parceria liderada pela dupla o vice-presidente da União da Ilha Márcio André & Daniel Katar. Já o leitor tem digamos mais â??agradoâ? pelos sambas concorrentes das parcerias lideradas pelas duplas Samir Trindade & Walace Harmonia e pela própria dupla Pixulé & Meiners. Reafirmo, são democraticamente respeitáveis as opiniões tanto do colunista LCM quanto do leitor DB. Sobre a opinião do colunista, embora corretamente ele não tenha afirmado tratar-se de plágio, que somente ocorre quando há sete notas musicais em sequência, a obra musical com a qual o â??hino´ oficial 2016 da Alegria da Zona Sul tem certa lembrança ou coincidência melódica é o samba-enredo â??Mercedes Batista â?? de passo a passo, um passoâ? da Cubango em 2008. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: com 38 sambas, escola divide a disputa em duas chaves
Postado: 2015-08-09 17:20:03
Sob o risco - caso me equivoque novamente - de eu ser mais uma vez zoado (rsrsrs) pelo sumido leitor do site SRZD-Carnaval, o parceiro portelense conforme sou, José Aragão. Mais adiante a â??subjetivaâ? ordem dos 13 sambas concorrentes que mais me agradam para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa agremiação. Desde 2010 não acerto qual a Comissão Julgadora define como samba-enredo oficial. Em 2015 o samba concorrente que mais me â??agradouâ? foi o da parceria liderada pelo compositor-bamba com foro de poeta mestre Caixa Dâ??Água, que acabou injustamente eliminado em uma das semifinais. Então, passei a torcer para o 2º de minha â??preferênciaâ?, o da parceria tricampeã 2012, 2013 e 2014 liderada pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo, que não foi vitoriosa e chiou. Para não deixar dúvida sobre a ética na definição do samba-enredo a solução é passar existir a seguinte transparência. As justificativas sucintas das eliminações até a final devem ser simultaneamente apresentadas para imprensa e o público presente em quadra. A ordem de minha â??preferênciaâ? para se sagrar samba-enredo oficial da Portela em 2016 são as parcerias lideradas pelos compositores: 01) Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. 02) Waldir 59 & Casquinha. 03) Wanderley Monteiro & Samir Trindade. 04) Celso Lopes & mestre Noca da Portela. 05) Neyzinho do Cavaco & Flávio Viana. 06) mestre Caixa Dâ??Água & maestro Jamir da Portela. 07) Roberto de Souza & Leonardo-Léo Henriques. 08) Juan Espanhol & Sylvio Paulo. 09) Gerson PM & Darcy Maravilha. 10) Edeor de Paula & Edson Alves. 11) Jorge do Batuke & Madalena Araguaci 12) Gustavo Henrique & Tiago na Fé. 13) Fátima Índia & David Bruno. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-09 17:14:58
Sob o risco - caso me equivoque novamente - de eu ser mais uma vez zoado (rsrsrs) pelo sumido leitor do site SRZD-Carnaval, o parceiro portelense conforme sou, José Aragão. Mais adiante a â??subjetivaâ? ordem dos 13 sambas concorrentes que mais me agradam para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa agremiação. Desde 2010 não acerto qual a Comissão Julgadora define como samba-enredo oficial. Em 2015 o samba concorrente que mais me â??agradouâ? foi o da parceria liderada pelo compositor-bamba com foro de poeta mestre Caixa Dâ??Água, que acabou injustamente eliminado em uma das semifinais. Então, passei a torcer para o 2º de minha â??preferênciaâ?, o da parceria tricampeã 2012, 2013 e 2014 liderada pelos bambas Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo, que não foi vitoriosa e chiou. Para não deixar dúvida sobre a ética na definição do samba-enredo a solução é passar existir a seguinte transparência. As justificativas sucintas das eliminações até a final devem ser simultaneamente apresentadas para imprensa e o público presente em quadra. A ordem de minha â??preferênciaâ? para se sagrar samba-enredo oficial da Portela em 2016 são as parcerias lideradas pelos compositores: 01) Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. 02) Waldir 59 & Casquinha. 03) Wanderley Monteiro & Samir Trindade. 04) Celso Lopes & mestre Noca da Portela. 05) Neyzinho do Cavaco & Flávio Viana. 06) mestre Caixa Dâ??Água & maestro Jamir da Portela. 07) Roberto de Souza & Leonardo-Léo Henriques. 08) Juan Espanhol & Sylvio Paulo. 09) Gerson PM & Darcy Maravilha. 10) Edeor de Paula & Edson Alves. 11) Jorge do Batuke & Madalena Araguaci 12) Gustavo Henrique & Tiago na Fé. 13) Fátima Índia & David Bruno. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Tuiuti já tem samba para 2016!
Postado: 2015-08-09 12:03:46
Ã? oportuno postar também aqui, o que comentei no site Carnavalesco. Ã? louvável o colunista Luiz Carlos Magalhães (LCM) ser jornalista, diretor Cultural de nossa Portela, professor e ter esclarecido duas questões ao analisar a final entre três sambas concorrentes a â??hino´ oficial 2016 da Paraiso do Tuiutí na Série A do Carnaval Carioca. A 1ª questão louvável foi LCM ter reafirmado a filosofia político-editorial do site como pluralista em relação ao quesito samba-enredo enquanto trilha sonora. Isto é, enquanto um dos nove quesitos nos quais uma agremiação se propõe apresentar no desfile carnavalesco que é um concurso-competição. A 2ª questão louvável foi o colunista LCM, que também é professor, ter esclarecido didática e pedagogicamente a diferença entre â??farra do boiâ? no sul do País, uma injustificável crueldade com o animal bovino e a â??farra do boiâ? no nordeste, uma questão cultural no folclore daquela região brasileira. Quanto à análise em si sobre os três sambas finalistas estou de acordo com o colunista LCM. Ã? óbvio que democrática e diferentemente do colega Ricardo Barbiere (RB), respeito a opção filosófica â??pragmáticaâ? do colunista LCM de não ser crítico da mazela de uma obra musical em parceria ser liderada por compositor â??sambista de escritórioâ?. Ã? o caso do samba-enredo 2016 escolhido como oficial pela direção da Paraíso do Tuiutí. Ou seja, pelo menos um dos coautores da bela obra musical é assumido portelense afastado da agremiação justamente por isso. Porém, o mesmo nega ser um notório bamba com estilo poético enquanto compositor â??sambista de escritórioâ?. Afinal, embora ambos sejam jornalistas, suburbanos e militantes-sambistas, LCM não tem o mesmo perfil filosoficamente crítico de RB. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-08 11:01:31
Pra zoar portelenses e não-portelenses que não enxergam um palmo além dos narizes. Isto é, não veem o que está por trás dos interesses no jogo pesado, não raro, sujo do Carnaval que é disputado na Sapucaí & nas quadras das Escolas de Samba. Do poeta austríaco Bertolt Brecht o texto intitulado O Analfabeto Político: â??O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionaisâ?. Agora, já na â??subjetivaâ? ordem que mais me agrada para se sagrar â??hino´ oficial 2016 de nossa amada Portela, os sambas concorrentes são as obras musicais nas parcerias lideradas pelos seguintes compositores: 01) Toninho Nascimento & Luiz Carlos Máximo. 02) Waldir 59 & Casquinha. 03) Wanderley Monteiro & Samir Trindade. 04) Celso Lopes & mestre Noca da Portela. 05) Neyzinho do Cavaco & Flávio Viana. 06) mestre Caixa Dâ??Água & maestro Jamir da Portela. 07) Roberto de Souza & Leonardo-Léo Henriques. 08) Juan Espanhol & Sylvio Paulo. 09) Gerson PM & Darcy Maravilha. 10) Edeor de Paula & Edson Alves. 11) Jorge do Batuke & Madalena Araguaci 12) Gustavo Henrique & Tiago na Fé. 13) Fátima Índia & David Bruno. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-07 16:08:43
No site Carnavalesco alguns portelenses conforme também sou aceitaram a provocação de certa independente fanática-pentecostal & arrependida idólatra-paulobarriana no debate sobre a qualidade da safra 2016 de sambas concorrentes da Portela. Aqui neste site tal independente passou a negar depois de ter admitido ser racista em relação aos afrodescendentes sob a hipocrisia de que a melhor amiga dela é uma mulher negra. Porém, filosoficamente falando ela não nega ser aburguesada, eleitora e situada no espectro político-ideológico de direita-reacionária, que quer um retrocesso no Brasil com a volta da direita-tucana ao poder. Quanto ao equivocado conceito de funcionalidade, não de qualidade poética no subquesito letra e beleza rítmica no subquesito melodia nos sambas da safra 2016 da Portela, é o seguinte. Sem poder assumir preconceito e intolerância típicas das pessoas adeptas do mundo do samba evangélicas-pentecostais em relação aos umbandeciados e ou/candombleciados sambas-enredos notas 10 unânimes da Portela em 2015, 2014, 2013 e 2012, tal independente desqualifica a safra 2016. Tudo, porque o carnavalesco em questão se precipitou dizendo que permaneceria na Mocidade Independente e depois deixou-a. Ocorre ele deixou-a por coerência filosófica enquanto inovador e vitorioso artista-sambista de criação & desenvolvimento de enredo carnavalesco, mesmo que numa só agremiação, devido não-assumida incompatibilidade em prosseguir comandado por patrono não-sambista verdadeiro apelidado de presidente de â??honraâ?. Foi por isso e, não por cachê que ele deixou a Mocidade e veio para a Portela onde o cachê é menor, porém é comandado por sambistas-verdadeiros. Esse despeito ao carnavalesco ocorre igualmente entre fanáticos-pentecostais da nilopolitana afilhada portelense, por ele ser originário de lá. Por mera â??coincidênciaâ? essa afilhada portelense é madrinha da Mocidade e comandada por não-sambista verdadeiro.

Noticia: Beija-Flor: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-08-06 17:26:03
O que direi adiante poderá ser considerado por nilopolitanos fanáticos-pentecostais como â??provocaçãoâ?. O fato é que a despeito de ser a mais vitoriosa da era sambódromo, a Beija Flor (BF) apropriou-se da filosofia e da estratégia que outrora notabilizaram a Imperatriz Leopoldinense, a de apresentar e â??conquistarâ? título de â??campeãâ? através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público inclusa a parcela consciente e envergonhada da comunidade de tal â??campeãâ? presente à Marquês de Sapucaí. Haja vista, a qualidade da safra de sambas concorrentes depende da sinopse consequentemente do enredo escolhido por uma agremiação. Chega ser â??tragicômicoâ? o fato de ser sofrível a qualidade do autoral enredo 2016 da BF intitulado â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal â?? Marquês de Sapucaí o poeta imortalâ?. Somente nilopolitano fanático-pentecostal e idólatra do patrono não-sambista verdadeiro da BF, que por sinal é torcedor da verde-rosa, para considerar como do mesmo patamar os enredos e as safras de sambas concorrentes 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira, da Mocidade Independente, do Salgueiro, da Portela e da BF. A propósito, na sofrível safra de sambas concorrentes 2016 da BF se salva como de ótima qualidade em termos do subquesito melodia & ritmo o samba da parceria liderada pelo compositor-bamba Marcelo Guimarães. Consciente, mestre Laíla já deve estar ligado nisso tanto quanto no fato de que a responsabilidade de repetir-se em 2016 a 5ª colocação de 2006 é do patrono não-sambista verdadeiro da BF que é torcedor mangueirense. Explicando, caso em 2016 a BF fique na 5ª colocação será a repetição do que ocorreu em 2006, depois do tri 2003, 2004 e 2005. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-06 17:17:58
O que direi adiante poderá ser considerado por nilopolitanos fanáticos-pentecostais como â??provocaçãoâ?. O fato é que a despeito de ser a mais vitoriosa da era sambódromo, a Beija Flor (BF) apropriou-se da filosofia e da estratégia que outrora notabilizaram a Imperatriz Leopoldinense, a de apresentar e â??conquistarâ? título de â??campeãâ? através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público inclusa a parcela consciente e envergonhada da comunidade de tal â??campeãâ? presente à Marquês de Sapucaí. Haja vista, a qualidade da safra de sambas concorrentes depende da sinopse consequentemente do enredo escolhido por uma agremiação. Chega ser â??tragicômicoâ? o fato de ser sofrível a qualidade do autoral enredo 2016 da BF intitulado â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal â?? Marquês de Sapucaí o poeta imortalâ?. Somente nilopolitano fanático-pentecostal e idólatra do patrono não-sambista verdadeiro da BF, que por sinal é torcedor da verde-rosa, para considerar como do mesmo patamar os enredos e as safras de sambas concorrentes 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira, da Mocidade Independente, do Salgueiro, da Portela e da BF. A propósito, na sofrível safra de sambas concorrentes 2016 da BF se salva como de ótima qualidade em termos do subquesito melodia & ritmo o samba da parceria liderada pelo compositor-bamba Marcelo Guimarães. Consciente, mestre Laíla já deve estar ligado nisso tanto quanto no fato de que a responsabilidade de repetir-se em 2016 a 5ª colocação de 2006 é do patrono não-sambista verdadeiro da BF que é torcedor mangueirense. Explicando, caso em 2016 a BF fique na 5ª colocação será a repetição do que ocorreu em 2006, depois do tri 2003, 2004 e 2005. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-08-05 19:38:17
Quando a Portela contratou o inovador & vitorioso carnavalesco em uma só agremiação, Paulo Barros (PB), para o lugar do colega o assumido portelense e vitorioso em três agremiações diferentes, Alexandre Louzada, este afirmou que PB era o carnavalesco que a Portela estava precisando mesmo. Já o presidente de honra, mestre Monarco, declarou que se o patrono in memória Natal fosse vivo, PB teria sido contratado bem antes. Por sua vez PB disse que tomou aulas de samba na Portela e que o desfile 2016 terá a cara dela. Vide a sinopse do enredo: â??No voo da Águia, uma viagem sem fim...â?. Em meio aos comentários sobre os primeiros sambas concorrentes divulgados é â??naturalâ? as reações contrárias, mesmo de portelenses devido PB ter sua imagem colada a da agremiação pela qual se tornou vitorioso. O mesmo ocorre em relação aos arrependidos idólatras paulobarrianos entre tijucanos, independentes e até nilopolitanos de onde PB é originário. Tudo por despeito. Não consegui ouvir â?? só tem no site SRZD/Carnaval onde a gravação não toca - o samba da parceria liderada pelo compositor-bamba Edeor de Paula, que deve ser ótimo, a julgar o antológico samba-enredo 1976 da Em Cima da Hora â??Os sertõesâ? que é de autoria dele. Também estão entre bons e ótimos sambas as parcerias lideradas por Noca da Portela & Celso Lopes, por Jorge do Batuque, por Espanhol, por Carlinhos Madureira, pelos jovens Gustavo Henrique + Bruno Lima + Thiago na Fé e por Roberto de Souza + Leonardo-Léo Henriques + Jorge da Lyra. E o da parceria liderada pelos bambas Wanderley Monteiro & Samir Trindade que é portelense e por isso deixou a Beija Flor. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: após divulgar sambas, escola anuncia as chaves da disputa
Postado: 2015-08-05 09:54:38
Espero ter-se iniciada a conscientização dos nilopolitanos parceiros de militância no mundo do samba acerca do que sempre propugnei aqui. Foi o torcedor mangueirense e não-sambista verdadeiro o presidente de â??honraâ? da Beija Flor (BF) quem se apropriou da filosofia notabilizadora de seu comparsa de contravenção penal do jogo de bicho e de outras criminalidades, o presidente da Imperatriz que é torcedor imperiano, a de â??conquistarâ? título através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Isso ocorreu em 2011 quando a BF â??conquistouâ? o título com 1,4 ponto de diferença da vice e 2,6 pontos da 3ª colocada. Apresentar desfile e â??conquistarâ? título assim se repetiu em 2015. No dia da recente eleição na caixa-preta LIESA, 28/05/2015, o presidente de â??honraâ? da BF até â??renunciouâ? ao Conselho â??Superiorâ? (CS) que indicava para o quadro de julgadores do órgão a campeã e a rebaixada. Porém, ele não abriu mão de representar a BF nas plenárias deliberativas da LIESA. Por isso o CS foi extinto e criado o â??novoâ? Conselho de Grandes Beneméritos (CGB). Ademais, a competitividade em disputar título da BF é baseada no chão da Escola que é nota 10, no casal mestre-sala e porta-bandeira idem e na bateria-orquestra idem. Então, para 2016 a BF apresentará um sofrível & quase inédito enredo autoral â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal - Marquês de Sapucaí o poeta imortalâ?. Quanto à safra há sambas com qualidade entre razoável e ótimo. Porém, somente no subquesito melodia & ritmo. Não, no subquesito letra & poesia. Igualzinho em 2011 e em 2015. Tudo, por causa de enredos sofríveis. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Beija-Flor: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-08-04 18:04:15
Fez bem mestre Laíla ter dito ao site Carnavalesco que separou em três grupos os 22 sambas inscritos, para ouvi-los primeiro no barracão e que não descarta eventuais cortes, antes mesmo das eliminatórias em quadra. Já que quem define a filosofia e a estratégia de apresentar tanto desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar quanto enredo e samba-enredo é o patrono apelidado presidente de â??honraâ? da Beija Flor (BF). O qual não é sambista verdadeiro, embora seja torcedor mangueirense. Quando mestre Laíla afirmou que o desfile 2016 da BF será mais leve, ele o fez por ofício enquanto profissional-sambista gabaritado e merecidamente bem remunerado. Ele sabe que o patrono da BF se viu obrigado engolir o autoral enredo â??Mineirinho genial! Nova Lima: Cidade natal. Marquês de Sapucaí â?? o poeta imortalâ?. Que será desenvolvido sem patrocínio. Não, por ser autoral, mas por causa da crise financeiro-econômica que campeia no mundo incluso o do samba onde os patronos não mais investem; porém exploram as comunidades através da contravenção penal do jogo de bicho e outras criminalidades. O mestre Laíla é consciente, a estratégia de buscar combinar a apresentação de desfile militarizado carro chefiado por enredo autoral deixou de ser vitorioso na BF. O derradeiro foi o de 2011. O de 2015 deu no que deu. Agravado pela mazela do patrocínio de 10 milhões de dólares da ditadura oligárquico-burguesa guineense-equatorial, tal enredo não ganhou notas 10 unânimes conforme o de 2011. O qual assim como o samba-enredo 2015 somente é nota 10 em melodia & ritmo, sendo razoável em letra & poesia. Tudo, por causa de enredos que são sofríveis. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'O samba mudou de uma fase romântica para empresarial', opina compositor
Postado: 2015-08-03 12:37:13
Intitulada â??O samba mudou de uma fase romântica (sic) para uma fase empresarial (sic)â?, não foi boa a entrevista ao site SRZD-Carnaval de três dos compositores de parcerias campeãs em 2004, 2010, 2011, 2013 e 2014 na Imperatriz Leopoldinense: Me Leva, Drummond e Zé Glória. Juntos com os colegas Maninho do Ponto, Rômulo Meireles e contando com as chamadas participações especiais de Gil Branco e Toinho, eles formam parceria que permanece concorrendo a â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz no enredo: â??Ã? amor... Que mexe com minha cabeça e deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ?. Que será desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues, e é patrocinado sendo uma homenagem à dupla caipira Zezé de Camargo e Luciano; a cara do presidente e patrono não-sambista verdadeiro o contraventor penal do jogo de bicho Luizinho Drumond. O qual na década dos anos de 1990 e início do século, se notabilizou como introdutor da filosofia â?? tomada pela campeã 2011 e 2015 â?? de â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Os compositores Drummond e Zé Glória salientaram experiência e fidelidade como valores fundamentais para o sucesso de uma boa parceria musical. Já o colega Me Leva veio com a estória de que o tradicionalismo artístico-cultural do mundo do samba por ele considerado como fase romântica, teria se transformado em uma fase empresarial. Ou seja, não criticou a mercantilização sendo pragmático, ao abordar superficialmente o acirramento da concorrência e o encarecimento das disputas, deixando de analisar as mazelas dos sambas de escritório e dos encomendados. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Unidos de Bangu encomendará samba a compositores
Postado: 2015-08-01 17:47:58
Esta notícia é uma VERGONHA. Os sites copiam acriticamente da assessoria de imprensa da escola de samba Unidos de Bangu (UB) que a agremiação está mesmo de olho no patrocínio do não-sambista presidente de â??honraâ? da Mocidade Independente (MI) Rogério Andrade (RA). Isto é, depois de divulgarem a sinopse do enredo 2016 â??60 anos de glórias. A estrela-guia Bangu rumo à vitóriaâ? com o qual a UB quer desfilar na Série B pretendida pela LIESB, no Carnaval Popular da Intendente Magalhães em Campinho, os sites â??noticiamâ? que a agremiação não mais realizará em quadra a disputa para escolha do samba-enredo oficial 2016. Veja no site SRZD-Carnaval a notícia e meu comentário sobre a divulgação da sinopse de Felipe Diniz cujo enredo já citado será desenvolvido pelo carnavalesco Marco Antônio Falleiros. Em cuja sinopse, apesar de ser contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades, RA é idolatrado como: â??O novo detentor das chaves da zona oesteâ?. A UB é filiada à LIESB da qual se tornou refém pleiteando junto ao poder público organizar os desfiles da Série B do Carnaval Popular. Por sua vez a ACSN por ser representativa de mais de 40 agremiações das Séries B, C, D, E quer manter a organização do Carnaval Popular. Em 2014 então ainda filiada à AESCRJ, a UB foi campeã da Série B. Porém, em 2015 na Série A cujos desfiles foram organizados pela LIERJ a UB foi a penúltima (14ª) colocada, sendo novamente rebaixada. Assim, de olho na grana do patrono não-sambista da MI, a UB fará o retrocesso de não realizar em quadra a disputa para definição de seu samba-enredo 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Enquete: você aprovou a demolição da torre de TV da Sapucaí?
Postado: 2015-08-01 11:15:22
Sim, aprovo. Ã? oportuno postar o seguinte comentário. Tem razão o presidente da Liga SP, Paulo Sérgio Ferreira o Serginho quando afirma que o Carnaval Paulistano vem crescendo. Crescimento esse baseado na filosofia político-administrativa privatizada, mercantilizada, capitalista na qual os desfiles carnavalescos das escolas de samba tanto de SP quanto do RJ foram transformados. Ã? um equívoco a reportagem feita pelo jornalista Antônio Junior do site Carnavalesco falar em â??excessos de notas 10 na apuraçãoâ?. Haja vista, o presidente Serginho fala apenas em â??grande quantidadeâ?. Aliás, 336 notas 10 são aproximadamente 66% das 504 notas avaliadas. Isto é, nem se aproximam de 75% (3/4) do total das notas. Que seriam aí sim, um percentual excessivo de notas máximas. Atribuo esse equívoco ao fato dos profissionais e dos órgãos de imprensa serem considerados â??especialistasâ?, mas não serem do ramo conforme é o sambista verdadeiro o presidente Serginho, que é ex-presidente da Unidos de Vila Maria. Diferentemente do colega-presidente da Liga RJ, o economista Jorge Castanheira. O qual foi trazido do mercado de capitais pelos não-sambistas verdadeiros os contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades em 1995. Ou seja, tal economista preside a Liga RJ (LIESA) a cinco mandatos não consecutivos sempre através de aclamatória chapa única. Nessa época erigiram tornando-se público e notório em 2011 e se repetiu em 2015 no Carnaval Carioca, a seguinte mazela. A filosofia político-administrativa de dar título de â??campeãâ? para uma determinada agremiação, apesar da mesma ter apresentado desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público presente ao sambódromo inclusa a parcela consciente da torcida de tal â??campeãâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-31 10:16:19
Tem razão o leitor do site SRZD-Carnaval, Daniel de Oliveira, em relação ao samba concorrente a parceria liderada pelo compositor Rody da Mangueira â?? na opinião do leitor â?? o melhor da safra. Não o tinha ouvido com atenção. De fato é excelente, ainda mais cantado pelo ótimo intérprete Pixulé, que tem tradição cultural e gabarito vocal para um samba assim, candomblenciado e ou/umbandenciado. Este samba tem a ver com o samba-enredo campeão da Estação Primeira 1986 â??Caymmi mostra ao mundo o que a Bahia e a Mangueira têmâ?. Mas, não, com o igualmente campeão de 1998 â??Chico Buarque da Mangueiraâ?, que no máximo é de boa qualidade. Inclusive, o enredo, tema, viés artístico-cultural e fio condutor de homenagem não têm o chamado conteúdo afro consequentemente letra e melodia não são camdomblenciado e ou/umbandenciado. Aliás, o cantor, compositor, poeta, escritor e ícone da Música Popular Brasileira Chico Buarque nem era mangueirense, mas sim portelense. Até então o principal percussionista de Chico Buarque era o ex-maestro da bateria-orquestra portelense Tabajara do Samba, mestre Marçal. Conforme ensinou Trotsky no livro Literatura e Revolução: â?O compromisso dos poetas e dos artistas (inclusos sambistas e atletas esportivos) não é com a coerência e o politicamente correto. Mas, sim com a excelência na qualidade, a qual quando ocorre acaba entrando para a História ajudando a transformá-la, ou, nãoâ?. Ou seja, devido ao título de 1998 Chico Buarque deixou de ser portelense virando mangueirense. O mesmo não ocorreu com Gilberto Gil. Mesmo sendo um dos homenageados no enredo mangueirense de 1994 â??Atrás da verde-rosa só não vai quem já morreuâ?, Gilberto Gil permaneceu sendo um assumido portelense, conforme eu sou. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-30 13:13:30
Ã? alvissareira a safra dos clássicos sambas concorrentes a â??hino´ oficial 2016 da gloriosa Estação 1ª de Mangueira. Isso era esperado dado o que exige História, tradição e títulos da agremiação, a sinopse e o enredo â??Maria Bethânia â?? a menina dos olhos de Oyáâ?; a despeito do promissor carnavalesco Leandro Vieira debutar no jogo pesado, não raro sujo dos desfiles na Sapucaí. Dos anos da década de 1990 pra cá, notadamente em 2011 e repetido em 2015, tornaram-se â??célebresâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. O que não tem nada a ver com a verde-rosa e com coirmãs apoteóticas, majestosas e verdadeiramente vitoriosas. Ã? bom a comunidade mangueirense ter consciência de que em 2016 a agremiação realizará grandioso desfile objetivando honrosa vaga no desfile das campeãs. Antes dos sambas que mais me agradam, em um meio cada vez mais mercantilizado e tendo a agremiação como herança maldita, dívidas milionárias. Não dá para a estapafúrdia â??ideiaâ? de propor no site Carnavalesco que a presidência mangueirense mande (sic) gravar (sic) à parte depois (sic) do Carnaval, um CD ou qualquer coisa (sic) do gênero... Quem bancará os milionários custos disso? Duvido que as capitalistas e monopolistas gravadoras de discos da LIESA, a Som Livre da Globo e ou/as multinacionais do ramo o façam. Os sambas que mais me agradam são os das parcerias lideradas pelos compositores: Lequinho, Leci Brandão, Alemão do Cavaco, Nelson Sargento e Pedrinho da Flor, todos com gravações profissionalizadas + os liderados por Tantinho e por Partidinho, estes excetuando os fatos dos intérpretes não terem gabaritos vocais e ou/mídia à altura. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-28 17:50:47
Conforme era esperado a safra é boa, havia negativismo, mesmo de independentes. A safra propicia uma trilha sonora à altura das tradições, glórias e conquistas da Mocidade Independente; apesar de dominada â?? conforme outras â?? por patrono apelidado de presidente â??honraâ? que não é sambista verdadeiro. Há risco da agremiação ser levada à mazela de apresentar desfile carnavalesco militarizado apelidado de â??técnicoâ?, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público. Mazela essa que ressurgiu com força em 2011 e se repetiu em 2015. O retorno de mestre Jorjão à Não Existe Mais Quente fez ressurgir o swing tradicional da bateria-orquestra Nota 10 do lendário Mestre André do qual ele foi o seu melhor discípulo e sucessor. Embora o saudoso mestre Coé tenha mantido a excelência de Mestre André e de mestre Jorjão, isso não ocorreu quando a Não Existe Mais Quente foi comandada por Andrezinho, Bereco e Dudu. Este, agora sob a coordenação de mestre Jorjão é que mostra o seu DNA do mestre Coé. Ou seja, o swing da bateria-orquestra Nota 10 voltou. Os sambas concorrentes que mais me agradam são os das parcerias lideradas por: Jefinho, Marquinho Índio e Wander Pires â?? Diego Nicolau, Gabriel Teixeira e Ricardo Mendonça â?? Domenil, Moleque Silveira e Eli Penteado â?? Jaci Campo Grande, Zezé Motta e Cia â?? Ricardo Simpatia, J. Giovanni e Cia. Ã? desrespeitoso o â??comentárioâ? (site Carnavalesco) de certa independente sobre o samba liderado por José Carlos Luna. Por fim, a parceria liderada pelos bons compositores Marcelo do Rap e Lúcio Naval caiu no engodo de gastar uma grana preta na gravação com um intérprete, cujo samba concorrente não será defendido em quadra. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 da Unidos das Vargens
Postado: 2015-07-25 19:31:06
Há polêmicas na sinopse do enredo â??A fala da favela para o mundoâ? da Unidos das Vargens (UV) para a Série B o Carnaval Popular 2016 da Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. A pesquisa e a redação do texto são de Leonardo Antan e do responsável pelo desenvolvimento, o carnavalesco Thiago Avhis. Numa delas é traçado paralelo entre os ritmos musicais samba e funk: â??Têm a mesma trajetória filosófica, sociológica e antropológica, pois, são originários dos becos e barracos das periferias cujas comunidades são constituídas majoritariamente por pretos, negros, afrodescendentes que no Brasil são pobres, oprimidos, marginalizados e perseguidos pelas políciasâ?. Ainda segundo a sinopse: â??O samba e o funk suplantaram barreiras sociais e conquistaram o Rio de Janeiro e o Brasil, virando sinônimo de cultura, um patrimônio, exemplo de força da periferiaâ?. Porém, no item fundamento para a sinopse a batida do funk veio das ruas de Miami nos Estados Unidos. Não bastasse isso, a UV é uma das 13 filiadas à recém-fundada LIESB, liga que pleiteia junto ao poder público organizar os desfiles da Série B. Ocorre, a LIESB é sucedânea da AESCRJ que se extinguiu porque funcionou sem transparência e ética na prestação de contas das subvenções do poder público. Esta acusação é feita pela Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) representativa de mais de 40 agremiações, as quais reivindicam a ACSN como organizadora dos desfiles das Séries B, C, D, E. Cujos desfiles em 2015 foram organizados pelo poder público, tendo a UV se sagrado vice-campeã da Série C, quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Thiago Avhis o enredo: â??Sertão carioca, o Rio para além do Redentorâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 da Unidos das Vargens
Postado: 2015-07-25 19:31:06
Há polêmicas na sinopse do enredo â??A fala da favela para o mundoâ? da Unidos das Vargens (UV) para a Série B o Carnaval Popular 2016 da Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. A pesquisa e a redação do texto são de Leonardo Antan e do responsável pelo desenvolvimento, o carnavalesco Thiago Avhis. Numa delas é traçado paralelo entre os ritmos musicais samba e funk: â??Têm a mesma trajetória filosófica, sociológica e antropológica, pois, são originários dos becos e barracos das periferias cujas comunidades são constituídas majoritariamente por pretos, negros, afrodescendentes que no Brasil são pobres, oprimidos, marginalizados e perseguidos pelas políciasâ?. Ainda segundo a sinopse: â??O samba e o funk suplantaram barreiras sociais e conquistaram o Rio de Janeiro e o Brasil, virando sinônimo de cultura, um patrimônio, exemplo de força da periferiaâ?. Porém, no item fundamento para a sinopse a batida do funk veio das ruas de Miami nos Estados Unidos. Não bastasse isso, a UV é uma das 13 filiadas à recém-fundada LIESB, liga que pleiteia junto ao poder público organizar os desfiles da Série B. Ocorre, a LIESB é sucedânea da AESCRJ que se extinguiu porque funcionou sem transparência e ética na prestação de contas das subvenções do poder público. Esta acusação é feita pela Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) representativa de mais de 40 agremiações, as quais reivindicam a ACSN como organizadora dos desfiles das Séries B, C, D, E. Cujos desfiles em 2015 foram organizados pelo poder público, tendo a UV se sagrado vice-campeã da Série C, quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Thiago Avhis o enredo: â??Sertão carioca, o Rio para além do Redentorâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: São Clemente: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-24 18:49:44
Ã? boa a safra 2016 da S. Clemente cujo enredo â??Mais de mil palhaços no salãoâ? da carnavalesca Rosa Magalhães. Que em 2015 desenvolveu o folclórico enredo â??A incrível história do homem que só tinha medo da Matinta Perera, da Tocandira e da Onça-pé-de-Boiâ? que â??homenageou´ o carnavalesco dos carnavalescos, o saudoso e revolucionário Fernando Pamplona. O enredo ganhou dos â??suspeitosâ? julgadores da LIESA três notas 10 + o descartado 9,8. Já o samba-enredo não obteve nota 10, mas sim duas 9,9 + duas 9,8 sendo uma descartada. O que levou a agremiação à 8ª colocação, embora tivesse â??sonhado´ com o desfile das campeãs. Tudo, porque a carnavalesca é â??idolatradaâ? no mundo do samba onde não há mulheres negras no cargo e as únicas são a do Salgueiro, Márcia Lage, parceira do marido o carnavalesco Renato Lage mais a própria Rosa Magalhães. Sua fase áurea, o bi 1994/95 e o tri 1999/2000/2001, ocorreu na Imperatriz. Na qual ela permaneceu no cargo enquanto serviu à filosofia do patrono não-sambista verdadeiro de apresentar desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ?, supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Quando o ciclo vitorioso se esgotou em 2009, a Imperatriz acabou na 7ª colocação, fora do desfile das campeãs, causando a demissão da carnavalesca. Ela só voltou a sagrar-se campeã em 2013 na Vila Isabel onde não ficou porque sofreu calote. O enredo e a safra 2016 da S. Clemente foram erroneamente considerados satíricos, irreverentes e ou/críticos; e até â??politizados e de protestosâ?. Dos quais são gabaritados a â??hino´ oficial as parceiras lideradas pelos compositores: Helinho 107, Rodrigo índio, Carlinhos Rio Bonito e o próprio Arlindo Neto. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vídeo: 'Acreditamos na Justiça para retomar nossos trabalhos na quadra', diz presidente da Vila
Postado: 2015-07-24 14:23:16
â??Vamos renascer das cinzas/Plantar de novo o arvoredo/Bom calor nas mãos unidas/Na cabeça de um grande enredo/Ala de compositores/Mandando o samba no terreiro/Cabrocha sambando/Cuíca roncando/Viola e pandeiro/No meio da quadra/Pela madrugada/Um senhor partideiro. Sambar na avenida/De azul e branco/Ã? o nosso papel/Mostrando pro povo/Que o berço do samba/Ã? em Vila Isabel (BIS). Tão bonita a nossa escola!/E é tão bom cantarolar/La, la, iá, iá, iá, iá, ra iá/La, ra, iáâ?. Esta é a íntegra da letra da obra-prima musical, o samba intitulado â??Renascer das Cinzasâ? de autoria do sambista, compositor e compadre do presidente de honra Martinho da Vila, mestre Zé Katimba. Esta obra musical foi gravada pelo próprio presidente de honra da agremiação de Noel assim como pela filha de Martinho, a sambista, compositora e cantora Mart´Nália. Esse samba serve para ilustrar a declaração em questão, do presidente-executivo da escola de samba Unidos de Vila Isabel, Luciano Ferreira o Luciano da Vila. Todo axé para a afilhada de minha amada Majestade do Samba, a Unidos de Vila Isabel. Pena, que nesse momento o qual, com certeza, a agremiação de Noel irá superar haja familiar, sambista e compositor-bamba do presidente de honra Martinho da Vila, que a despeito disso, esteja revelando faceta de granaleiro. Isto é, por ser escravizado pela ambição de ganhar a grana-preta de direitos autorais paga pela gravadora de discos da Globo Som Livre e pela LIERJ, que o mesmo não concorra na Vila Isabel. Mas, sim em outra agremiação, correndo atrás de mídia, ao fazer parceria â??musicalâ? com um jornalista da Globo, que nem compositor-sambista é. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Série A: agremiações ganharão DVD de divulgação dos sambas
Postado: 2015-07-23 19:10:50
Ã? injustificável e sem transparência ética a substituição de Leonardo Bessa pelo ex-presidente & usurpador da gloriosa Estação Primeira de Mangueira, Ivo Meirelles, que é figura nefasta ao nosso mundo do samba devido as mazelas do seu mal legado deixado na verde-rosa. Ã? público e notório estando incluso nesse â??legadoâ? dívidas milionárias para a atual gestão mangueirense, além do mesmo ter-se apropriado ao registrar em cartório como de sua propriedade, a denominação-marketing Surdo Um que era utilizada pela bateria-orquestra da Estação Primeira de Mangueira. Que, por isso foi obrigada passar utilizar a denominação Tem Que Respeitar Meu Tamborim. Infelizmente, ele é tratado de forma paternalista com esse equivocado retorno à produção fonográfica e áudio visual da LIERJ. O presidente do órgão, Déo Pessoa assim como os colegas-presidentes das agremiações que integram a LIERJ â??atravessaram o sambaâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Vila Isabel: 'Se precisar, ensaiaremos no Salgueiro ou na Estácio', diz presidente
Postado: 2015-07-23 18:36:10
â??Vamos renascer das cinzas/Plantar de novo o arvoredo/Bom calor nas mãos unidas/Na cabeça de um grande enredo/Ala de compositores/Mandando o samba no terreiro/Cabrocha sambando/Cuíca roncando/Viola e pandeiro/No meio da quadra/Pela madrugada/Um senhor partideiro. Sambar na avenida/De azul e branco/Ã? o nosso papel/Mostrando pro povo/Que o berço do samba/Ã? em Vila Isabel (BIS). Tão bonita a nossa escola!/E é tão bom cantarolar/La, la, iá, iá, iá, iá, ra iá/La, ra, iáâ?. Esta é a íntegra da letra da obra-prima musical, o samba intitulado â??Renascer das Cinzasâ? de autoria do sambista, compositor e compadre do presidente de honra Martinho da Vila, mestre Zé Katimba. Esta obra musical foi gravada pelo próprio presidente de honra da agremiação de Noel assim como pela filha de Martinho, a sambista, compositora e cantora Mart´Nália. Esse samba serve para ilustrar a declaração em questão, do presidente-executivo da escola de samba Unidos de Vila Isabel, Luciano Ferreira o Luciano da Vila. Todo axé para a afilhada de minha amada Majestade do Samba, a Unidos de Vila Isabel. Pena, que nesse momento o qual, com certeza, a agremiação de Noel irá superar haja familiar, sambista e compositor-bamba do presidente de honra Martinho da Vila, que a despeito disso, esteja revelando faceta de granaleiro. Isto é, por ser escravizado pela ambição de ganhar a grana-preta de direitos autorais paga pela gravadora de discos da Globo Som Livre e pela LIERJ, que o mesmo não concorra na Vila Isabel. Mas, sim em outra agremiação, correndo atrás de mídia, ao fazer parceria â??musicalâ? com um jornalista da Globo, que nem compositor-sambista é. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo e leia a sinopse de 2016 do Gato de Bonsucesso
Postado: 2015-07-23 16:40:09
Tem excelência na qualidade a sinopse do enredo â??Catcherê-Doimã. Lendas e festas de Mãdubiâ? com o qual a escola de samba Gato de Bonsucesso se apresentará na Série D o Carnaval Popular 2016 que se realiza anualmente na Estrada Intendente Magalhães, no bairro suburbano Campinho. Redigido pelo carnavalesco Guilherme Estevão o responsável pelo desenvolvimento do enredo, o texto teve supervisão do historiador e enredista Marcos Roza. O Gato, conforme é mais conhecida a agremiação, é uma das mais de 40 filiadas à recém-fundada Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) encarregada pelo poder público de organizar as Séries C, D, E, pleiteando também a Série B reivindicada pela LIESB. Ou seja, no imbróglio da disputa junto ao poder público pela organização da Série B, a ACSN acusa a LIESB de ser sucedânea da extinta AESCRJ. Ainda segundo a ACSN, a extinção da AESCRJ ocorreu justamente devido à falta de transparência & ética na prestação de contas das subvenções repassadas pelo poder público para as 13 escolas de samba acumpliciadas e filiadas à LIESB. A escola de samba Gato de Bonsucesso tem como presidente Jorge Magrão. Na Série D 2015 a agremiação foi a 6ª colocada quando apresentou desenvolvido pelo carnavalesco Rafael Oliveira o enredo â??450 anos do Rio de Janeiroâ?. Curiosamente, o Gato é digamos uma agremiação adolescente com 17 anos incompletos, foi fundada em 16/02/1999, tendo como madrinha de batismo a Portela. Nos desfiles apresentados tanto na Série D em 2015 e 2014 quanto na Série C em 2013 quando por sinal o hilariante título do enredo foi â??Gato malandro sonha, mas, não engole moscaâ?, o intérprete oficial foi Mangueira. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Liga das Escolas de Samba do Rio é condenada a devolver R$ 4,8 milhões
Postado: 2015-07-23 11:36:33
Por não ser definitivo, deve ser saudado com cautela o ganho de causa na Ação Civil movida em 1995 pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra o indevido monopólio privado da LIESA sobre o patrimônio material do interesse público-comunitário que são os desfiles carnavalescos e suas atividades financeiro-econômicas correlatas que se realizam no sambódromo da Marquês de Sapucaí. Embora o site SRZD-Carnaval deva ser elogiado pelo furo de reportagem noticiando o fato em questão, outro não pode ser esquecido. Ã?s vésperas do continuísmo do indevido monopólio privado da LIESA representado pela reeleição para o 5º mandato não-consecutivo da presidência e da diretoria-executiva do órgão, o diretor proprietário & responsável do site o jornalista-empresário Sidney Rezende publicou texto de propaganda eleitoral intitulado: â??(O presidente da LIESA) Jorge Castanheira é o cara do Carnavalâ?. A saudável Ação Civil movida pelo MPE não propugna que tudo relacionado aos desfiles carnavalescos realizados no sambódromo tenha o salutar monopólio estatal. Isto é, que tudo seja concebido, organizado e gerenciado pelo estado, cabendo à LIESA o honroso papel de órgão privado de consulta, apoio e principalmente de fiscalização dos gastos públicos. Ao invés disso, por se tratar de uma instituição burguesa o MPE advoga o seguinte. Que no contrato firmado indevidamente em 1995 pela prefeitura carioca e a RioTur dando de graça o salutar monopólio estatal do Carnaval na Marquês de Sapucaí para o órgão privado LIESA ocorra licitação para outras empresas privadas participarem do chamado gerenciamento dos bilionários negócios dos desfiles carnavalescos da escolas de samba na Marquês de Sapucaí, o autodenominado maior espetáculo da Terra. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: parcerias de Denise Reis e Carlinhos Santos são eliminadas da disputa
Postado: 2015-07-22 17:40:23
Serei coerente com o que afirmei quando da divulgação dos sambas concorrentes 2016 na niteroiense agremiação de minha simpatia na Série A do Carnaval Carioca, a Acadêmicos do Cubango. Haja vista, amor sinto somente pela Portela, sem fanatismo do tipo pentecostal e ou/idolatria à filosofia político-administrativa dos dirigentes da Majestade do Samba. Filosofia político-administrativa esta, praticamente nota 10, da qual é público e notório que discordo em relação ao apoio e voto dados ao continuísmo na direção da caixa-preta LIESA recentemente. Da mesma forma, sou um propositivo crítico da forma não-transparente de disputa de sambas em quadra. Para tanto, à medida que as eliminações ocorram tenho propugnado que as direções e ou/comissões julgadoras das agremiações devem torná-las transparentes para a imprensa e o público presente. Isto é, apresentar simultaneamente sucintas justificativas das mesmas. Tudo, para não deixar dúvida alguma, conforme ocorre agora com a eliminação do samba concorrente que considero com excelência na qualidade, um dos gabaritados a tornar-se ´hino´ oficial 2016 da Acadêmicos do Cubango, que é o da sambista & compositora-bamba Denise Reis. A quem dedico a íntegra da letra da obra-prima musical que é o samba de coautoria dos compositores Álvaro Maciel e o portelense Wanderley Monteiro: â??Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)â?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: parcerias de Denise Reis e Carlinhos Santos são eliminadas da disputa
Postado: 2015-07-22 17:40:22
Serei coerente com o que afirmei quando da divulgação dos sambas concorrentes 2016 na niteroiense agremiação de minha simpatia na Série A do Carnaval Carioca, a Acadêmicos do Cubango. Haja vista, amor sinto somente pela Portela, sem fanatismo do tipo pentecostal e ou/idolatria à filosofia político-administrativa dos dirigentes da Majestade do Samba. Filosofia político-administrativa esta, praticamente nota 10, da qual é público e notório que discordo em relação ao apoio e voto dados ao continuísmo na direção da caixa-preta LIESA recentemente. Da mesma forma, sou um propositivo crítico da forma não-transparente de disputa de sambas em quadra. Para tanto, à medida que as eliminações ocorram tenho propugnado que as direções e ou/comissões julgadoras das agremiações devem torná-las transparentes para a imprensa e o público presente. Isto é, apresentar simultaneamente sucintas justificativas das mesmas. Tudo, para não deixar dúvida alguma, conforme ocorre agora com a eliminação do samba concorrente que considero com excelência na qualidade, um dos gabaritados a tornar-se ´hino´ oficial 2016 da Acadêmicos do Cubango, que é o da sambista & compositora-bamba Denise Reis. A quem dedico a íntegra da letra da obra-prima musical que é o samba de coautoria dos compositores Álvaro Maciel e o portelense Wanderley Monteiro: â??Caiu, meu samba-enredo caiu/Caiu por terra/Meu coração. Nada de mágoa, ressentimento/Tudo em prol da agremiação (BIS). Linda melodia, linda poesia/Não achei defeito algum/Mas samba-enredo só ganha um (BIS). O samba é um pedaço de nós/Inspirado, feito com amor/Caiu, vou consolar o parceiro. Primeiro vou controlar minha dor, minha dor/Esta é a vida de um compositor (BIS)â?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Renascer: conheça o samba oficial do Carnaval 2016
Postado: 2015-07-22 16:59:19
Conforme afirmou ao site SRZD-Carnaval o sambista compositor-bamba Cláudio Russo: â??Independente de comparações conseguimos chegar a um grande sambaâ?. Ele se referiu ao excelente samba-enredo da Renascer para o Carnaval Carioca Série A 2016 encomendado pelo presidente Antônio Carlos Salomão, intitulado: â??Ibejís - na brincadeiras de criança: Os orixás que viraram santos...â? cujo enredo será desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Em 2015 alegando salomonicamente que se viu obrigado a encomendar samba-enredo ao invés de realizar as disputas justamente porque a agremiação se encontrava praticamente sem quadra devido às obras da prefeitura carioca, o citado presidente da Renascer encomendou a igualmente excelente obra musical â??Candeia! Manifesto ao povo em forma de Arteâ?. Cuja parceria na criação musical também foi dos compositores Cláudio Russo, Teresa Cristina e Moacyr Luz assim como o enredo foi desenvolvido pelo próprio carnavalesco Jorge Caribé. Na oportunidade, embora o samba-enredo tenha conquistado prêmios e notas 10 unânimes dos julgadores da LIERJ, a Renascer ficou na intermediária (9ª) colocação. O fato é que, apesar de ser assumido portelense de coração, o sambista compositor-bamba Cláudio Russo se afastou da ala de compositores da Majestade do Samba na qual é coautor de antológicos sambas-enredo, depois que se tornou â??suspeitoâ? â?? o que ele nega â?? de ser um sambista-compositor empreendedor ou sambista-compositor empresário e ou/ainda sambista-compositor de escritório. Está correta a tradicional filosofia político-administrativa da direção portelense de prestigiar sua ala de compositores que é um celeiro de bambas e de poetas trabalhadores aos quais dá treinamento e capacitação através de concursos de outros tipos de samba como o de roda e partido-alto, não permitindo a participação dos aludidos sambistas-compositores de escritório. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Acadêmicos de Madureira: leia sinopse para desfile de 2016
Postado: 2015-07-21 17:16:03
Tem boa qualidade a sinopse do enredo â??Viva eu, sim. Para a alegria de vocês: Pra ser Cubango, não se conta até três!â? com que a Acadêmicos de Madureira desfilará na Série E 2016, da Intendente Magalhães no bairro suburbano Campinho, o Carnaval Popular. A pesquisa e redação do texto que homenageia a coirmã niteroiense da Série A da Sapucaí, a Acadêmicos do Cubango, é do carnavalesco Noan Hilton óbvia e igualmente responsável pelo desenvolvimento. Ele em 2015 no então Grupo de Avaliação, desenvolveu o enredo: â??Vou comprar, vou sambar, sarava! Do jongo à capoeira, chegou Madureira!â? que deu à agremiação a 8ª colocação. Uma das mais de 40 filiadas & parceiras à recém-fundada Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) que pleiteia junto ao poder público organizar os desfiles das Séries B, C, D, E, a Acadêmicos de Madureira junto com as demais bradam confiarem no êxito da ACSN. A qual disputa com a sucedânea da desmoralizada & extinta AESCRJ, a também recém-fundada LIESB quem organizará os desfiles específicos da Série B na Intendente. Para tanto, a LIESB se escora em 13 agremiações que aderiram filiando-se a essa liga sucedânea da AESCRJ. Não por outra razão, a ACSN acusa a LIESB de ser tão nefasta ao mundo do samba quanto foi a extinta AESCRJ, pois, seria constituída por escolas de samba sem transparência & ética na prestação de contas das subvenções do poder público. Na sinopse do enredo 2016 da Acadêmicos de Madureira é errônea a menção ao Grupo Especial do Carnaval Carioca na Sapucaí como â??eliteâ?. Afinal, o mundo do samba é um meio comunitário de excelência em Artes, Cultura e Dignidade. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Com sete sambas inscritos, Império da Tijuca iniciou a disputa neste domingo
Postado: 2015-07-20 17:25:39
Excetuando as redes sociais onde vigoram â??futilidades e baixariasâ?, nos sites do mundo do samba cada leitor ou leitora é livre, comenta o que quiser. Porém, sem ser â??negativistasâ? respeitando a Império da Tijuca e a Caprichosos, citadas no site Carnavalesco. Um patético â??comentárioâ? diz: â??Os sete primeiros (sic) sambas da Império da Tijuca são fracos (sic)â?. Ã? tragicômico, o leitor ignora que o regulamento define que no quesito Samba-Enredo avalia-se os subquesitos letra e melodia, observando-se a forma poética e melódica como o Enredo é apresentado. Já dentre questionamento, críticas e negativismo sobre a safra, um â??comentárioâ? que põe dúvida à obra do falecido artista homenageado pelo Enredo. Por sinal, esse â??comentárioâ? foi feito por um homônimo de um falecido senador pernambucano fiel-escudeiro da ditadura militar que chegou a ser vice-presidente da República. Para zoar os â??negativistasâ? da safra, esclareço o seguinte. Dos compositores-bambas em parceria no samba-enredo 2015 (O Império nas águas doce de Oxum) merecedor de nota máxima, na safra 2016 duas obras musicais foram inscritas entre as sete concorrentes. Me refiro aos sambas em cuja parceria permanecem os compositores Bola, Zezinho Prof. e Gallo mais Fernando Moreira assim como a parceria de Márcio André e Marcão Meu Rei mais André Levy, Paulinho Poeta e Vaguinho. Isso, sem falar em outras obras musicais. A parceria liderada pelos compositores-bambas Gilmar L. Silva e Rodolfo Caruso cujo samba é cantado pelo ótimo intérprete Nêgo, a liderada Henrique Badá e Eduardo Katata samba cantado pelo bom intérprete David do Pandeiro e a liderada pelos compositores Alípio Carmo e Ferreti cujo samba é cantado pelos intérpretes Leonardo Bessa e Bruno Ribas. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Com sete sambas inscritos, Império da Tijuca iniciou a disputa neste domingo
Postado: 2015-07-20 12:48:39
Tem boa qualidade as sete obras musicais que concorre a samba-enredo â??O tempo ruge, a Sapucaí é grande e o Império aplaude o Felomenalâ? para o Carnaval Carioca Série A 2016 da Império da Tijuca. Conforme declarou ao site SRZD-Carnaval o carnavalesco responsável pelo desenvolvimento do enredo, Junior Pernambucano: â??A agremiação vive o desafio de mudar estilo, cara e estética uma vez que o ponto forte do enredo é se propor a ser alegre e irreverente. A Escola objetiva encerrar a 1ª noite de desfiles na Sapucaí de forma apoteótica. A pequena quantidade na boa qualidade das obras musicais concorrentes fará com que a comunidade se familiarize com as mesmas, e consequentemente otimize a definição do â??hino´ oficial 2016 da Império da Tijucaâ?. Que foi injustiçada como agremiação ioiô pelo â??suspeitoâ? quadro de julgadores da LIESA em 2014, então no Grupo Especial. Para ter-se ideia, dentre as notas dadas à agremiação nos dez quesitos apreciados, ocorreu somente uma nota 10 no quesito Evolução. A despeito de a Império da Tijuca ter apresentado desfile merecedor de permanecer no GE. Haja vista, na oportunidade tanto o quesito Enredo â??BATUKâ? quanto o quesito Samba-Enredo se mostraram dignos de notas máximas. Na Série A 2015, a agremiação foi 3ª colocada ficando a exíguos 0,4 de pontos da campeã, quando apresentou Enredo e Samba-Enredo intitulados â??O Império nas águas doce de Oxumâ?. No Carnaval Carioca Série A 2016 a Império da Tijuca homenageará o saudoso artista citado no enredo como Felomenal e falecido em 2014, José Wilker. O qual foi ator & diretor de teatro mais apresentador, ator, narrador e crítico de cinema e televisão. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Com sete sambas inscritos, Império da Tijuca iniciou a disputa neste domingo
Postado: 2015-07-20 12:48:39
Tem boa qualidade as sete obras musicais que concorre a samba-enredo â??O tempo ruge, a Sapucaí é grande e o Império aplaude o Felomenalâ? para o Carnaval Carioca Série A 2016 da Império da Tijuca. Conforme declarou ao site SRZD-Carnaval o carnavalesco responsável pelo desenvolvimento do enredo, Junior Pernambucano: â??A agremiação vive o desafio de mudar estilo, cara e estética uma vez que o ponto forte do enredo é se propor a ser alegre e irreverente. A Escola objetiva encerrar a 1ª noite de desfiles na Sapucaí de forma apoteótica. A pequena quantidade na boa qualidade das obras musicais concorrentes fará com que a comunidade se familiarize com as mesmas, e consequentemente otimize a definição do â??hino´ oficial 2016 da Império da Tijucaâ?. Que foi injustiçada como agremiação ioiô pelo â??suspeitoâ? quadro de julgadores da LIESA em 2014, então no Grupo Especial. Para ter-se ideia, dentre as notas dadas à agremiação nos dez quesitos apreciados, ocorreu somente uma nota 10 no quesito Evolução. A despeito de a Império da Tijuca ter apresentado desfile merecedor de permanecer no GE. Haja vista, na oportunidade tanto o quesito Enredo â??BATUKâ? quanto o quesito Samba-Enredo se mostraram dignos de notas máximas. Na Série A 2015, a agremiação foi 3ª colocada ficando a exíguos 0,4 de pontos da campeã, quando apresentou Enredo e Samba-Enredo intitulados â??O Império nas águas doce de Oxumâ?. No Carnaval Carioca Série A 2016 a Império da Tijuca homenageará o saudoso artista citado no enredo como Felomenal e falecido em 2014, José Wilker. O qual foi ator & diretor de teatro mais apresentador, ator, narrador e crítico de cinema e televisão. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-18 19:08:59
Destaco o seguinte nos vídeos da cobertura jornalística feita pelo site Carnavalesco acerca do encerramento do ciclo de premiações alusivo ao Carnaval Carioca 2015 Grupo Especial (GE) e Série A, o Troféu Gato de Prata, realizado na noite do dia 15/julho, no Teatro Rival-Petrobrás: Ocorreu à altura a premiação de melhor agremiação da Série A conferida à vice-campeã Unidos de Padre Miguel, representada pelos shows de seus segmentos mais expressivos, de sua bateria-orquestra e do bom intérprete oficial Marquinhos Art´Samba. O mesmo se deu com a apresentação-show da melhor porta-bandeira & bailarina do GE, Selminha Sorriso, da â??campeãâ? Beija Flor cujo ótimo samba-enredo somente em melodia foi agraciado pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA com imerecidas duas notas 10 mais duas notas 9,9 e foi cantado opacamente por Neguinho da Beija Flor. A mesma falta de brilho foi mostrada tanto pela melhor bateria-orquestra do GE, a Pura Cadência da 4ª colocada Unidos da Tijuca, quanto pelo canto de um de seus intérpretes-apoio o qual recorreu ao inesquecível samba-enredo campeão 2010 â??Ã? segredo!â? que é nota 10, para só depois cantar o samba-enredo simplesmente bom & sem alguma nota 10 de 2015. Conforme eram esperadas, foram brilhantes os shows dos segmentos representativos da melhor agremiação do GE 2015, Salgueiro, representado por seus mais expressivos segmentos e pelo canto dos bons intérpretes oficiais Serginho do Porto e Leonardo Bessa. Majestoso, apoteótico e emocionante foi a apresentação-fechamento da noite de premiação liderada pelos intérpretes oficiais da agremiação de melhor comunicação com o público (Portela) Wantuir e Wander Pires cantando o hino oficial portelense e em seguida o samba-enredo nota 10 unânime de 2015. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-18 19:08:57
Destaco o seguinte nos vídeos da cobertura jornalística feita pelo site Carnavalesco acerca do encerramento do ciclo de premiações alusivo ao Carnaval Carioca 2015 Grupo Especial (GE) e Série A, o Troféu Gato de Prata, realizado na noite do dia 15/julho, no Teatro Rival-Petrobrás: Ocorreu à altura a premiação de melhor agremiação da Série A conferida à vice-campeã Unidos de Padre Miguel, representada pelos shows de seus segmentos mais expressivos, de sua bateria-orquestra e do bom intérprete oficial Marquinhos Art´Samba. O mesmo se deu com a apresentação-show da melhor porta-bandeira & bailarina do GE, Selminha Sorriso, da â??campeãâ? Beija Flor cujo ótimo samba-enredo somente em melodia foi agraciado pelo suspeito quadro de julgadores da LIESA com imerecidas duas notas 10 mais duas notas 9,9 e foi cantado opacamente por Neguinho da Beija Flor. A mesma falta de brilho foi mostrada tanto pela melhor bateria-orquestra do GE, a Pura Cadência da 4ª colocada Unidos da Tijuca, quanto pelo canto de um de seus intérpretes-apoio o qual recorreu ao inesquecível samba-enredo campeão 2010 â??Ã? segredo!â? que é nota 10, para só depois cantar o samba-enredo simplesmente bom & sem alguma nota 10 de 2015. Conforme eram esperadas, foram brilhantes os shows dos segmentos representativos da melhor agremiação do GE 2015, Salgueiro, representado por seus mais expressivos segmentos e pelo canto dos bons intérpretes oficiais Serginho do Porto e Leonardo Bessa. Majestoso, apoteótico e emocionante foi a apresentação-fechamento da noite de premiação liderada pelos intérpretes oficiais da agremiação de melhor comunicação com o público (Portela) Wantuir e Wander Pires cantando o hino oficial portelense e em seguida o samba-enredo nota 10 unânime de 2015. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 da Vila Isabel
Postado: 2015-07-18 10:45:38
Ao contrário do SRZD-Carnaval, o site Carnavalesco manteve na sinopse do enredo 2016 da Vila Isabel frases lapidares do homenageado o saudoso político & homem de Cultura, Miguel Arraes e de imortais como escritor & poeta Ariano Suassuna, o bispo católico Dom Helder Câmara e o educador Paulo Freire os quais têm tudo a ver com o tema e o viés artístico-cultural. â??Memórias do â??Pai Arraia´ um sonho pernambucano, um legado brasileiroâ? é o título do enredo idealizado pelo presidente de honra, Martinho da Vila, sinopse redigida juntamente com o carnavalesco que desenvolverá o tema, Alex de Souza. Para facilitar a criação de obras musicais por parte da ala de compositores, a excelente sinopse tem tudo para gerar samba-enredo e enredo merecedores de notas máximas. Só não é â??perfeitaâ? porque o cultural, nacional e histórico Movimento ou Centro de Cultura Popular devia ter sido citado por extenso; não como sigla MCP. Haja vista que o enredo foi idealizado por um sambista-bamba & ícone da Música Popular Brasileira e a sinopse redigida junto com um bom carnavalesco ainda sem título a lhe consagrar. O que não tira as possibilidades de notas máximas, pois, esses dois estratégicos quesitos são assim definidos pelo regulamento oficial. Enredo é o desenvolvimento artístico-cultural de tema ou conceito no qual haja equilíbrio a partir da concepção até a realização. Samba-Enredo os subquesitos (letra e melodia) devem ser avaliados separadamente, observando-se a forma poética e a melódica de como o enredo é apresentado. Dado à tradição, chão, competitividade, glórias e conquistas da agremiação de Noel, a atualidade estrutural da Vila Isabel lhe dá a esperança de honrosa colocação intermediária e longe do rebaixamento. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-16 18:25:35
Posto aqui meu comentário, porque este site não cobriu o evento em questão. O título de campeã do Carnaval Carioca 2015 se expôs como â??vergonhosoâ?. Vide no site Carnavalesco o encerramento das premiações, a 6ª edição do Troféu Gato de Prata, 4ª feira, 15/07, no Teatro Rival-Petrobrás, na Cinelândia. Nenhuma premiação deu â?? só o suspeito quadro de julgadores da LIESA â?? o título de melhor agremiação para a â??campeãâ? 2015 do GE do Carnaval Carioca, devido ela ter apresentado desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ?, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público; inclusa a consciente e envergonhada parcela nilopolitana presente ao sambódromo. Idealizado pelo sambista, compositor, cantor e jornalista, Tico do Gato, e constituído por colegas do meio carnavalesco na Comissão Julgadora, a 6ª edição do citado Troféu considerou como agremiação de maior comunicação com o público a Portela e como a melhor Salgueiro. Cujo diretor de Carnaval considerado o melhor, Dudu Azevedo, declarou: â?Já estamos fazendo as alegorias e finalizando os protótipos das fantasias. Não é fácil quando começamos o Carnaval em junho e no julgamento não termos aquilo que esperávamos, por isso os prêmios são tão importantes para a genteâ?. Na cara-de-pau representou a LIESA o gerente da central de vendas dos caríssimos ingressos, Heron Schneider: â??Apelo aos empresários e órgãos públicos para que continuem apoiando a eventos como o Troféu Gato de Prata acontecer todos anos, para que o Carnaval continue como a maior publicidade do Brasil no exterior como é hojeâ?. Afinal, até então bancados pela LIESA e tidos como â??gratuitosâ? para o público, os ensaios técnicos passarão a ser subvencionados pelas verbas públicas da Lei Rouanet. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-16 18:25:35
Posto aqui meu comentário, porque este site não cobriu o evento em questão. O título de campeã do Carnaval Carioca 2015 se expôs como â??vergonhosoâ?. Vide no site Carnavalesco o encerramento das premiações, a 6ª edição do Troféu Gato de Prata, 4ª feira, 15/07, no Teatro Rival-Petrobrás, na Cinelândia. Nenhuma premiação deu â?? só o suspeito quadro de julgadores da LIESA â?? o título de melhor agremiação para a â??campeãâ? 2015 do GE do Carnaval Carioca, devido ela ter apresentado desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ?, supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público; inclusa a consciente e envergonhada parcela nilopolitana presente ao sambódromo. Idealizado pelo sambista, compositor, cantor e jornalista, Tico do Gato, e constituído por colegas do meio carnavalesco na Comissão Julgadora, a 6ª edição do citado Troféu considerou como agremiação de maior comunicação com o público a Portela e como a melhor Salgueiro. Cujo diretor de Carnaval considerado o melhor, Dudu Azevedo, declarou: â?Já estamos fazendo as alegorias e finalizando os protótipos das fantasias. Não é fácil quando começamos o Carnaval em junho e no julgamento não termos aquilo que esperávamos, por isso os prêmios são tão importantes para a genteâ?. Na cara-de-pau representou a LIESA o gerente da central de vendas dos caríssimos ingressos, Heron Schneider: â??Apelo aos empresários e órgãos públicos para que continuem apoiando a eventos como o Troféu Gato de Prata acontecer todos anos, para que o Carnaval continue como a maior publicidade do Brasil no exterior como é hojeâ?. Afinal, até então bancados pela LIESA e tidos como â??gratuitosâ? para o público, os ensaios técnicos passarão a ser subvencionados pelas verbas públicas da Lei Rouanet. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-16 12:19:25
Ã? equivocada essa estória do ótimo Neguinho da Beija Flor se aludir comparativamente ao imortal Mestre Jamelão e somente emprestar sua voz gravando sambas concorrentes 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira e da madrinha da agremiação nilopolitana, Portela a Majestade do Samba. Ã? o que informe o site Carnavalesco. Embora ele próprio considere sua voz um pouco rouca, no que eu concordo, Neguinho da Beija Flor é ótimo intérprete oficial e de relativo sucesso profissional enquanto cantor da Música Popular Brasileira (MPB). Ã? patética a alusão comparativa dele ao presidente de honra eterno da verde-rosa, Mestre Jamelão, inigualavelmente o maior intérprete oficial de todos os tempos e um dos maiores Cantores da MPB. Não creio que Neguinho da Beija Flor grave de graça sambas concorrentes da Mangueira e da Portela, sem participar das disputas em quadra. Isso, depois dele ter tomado a benção autorizativa de quem ele idolatra como â??papaiâ? vergonhosamente nas gravações dos sambas-enredo da agremiação nilopolitana. Isto é, depois dele ter sido autorizado pelo não-sambista verdadeiro & torcedor mangueirense o presidente de â??honraâ? e patrono da Beija Flor, o contraventor penal do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades, Aniz Abrahão David o â??Anísioâ?. Em outras palavras, se as parcerias de compositores mangueirenses e portelenses vierem aceitar isso, remunerando-o pelas gravações será uma vergonha! Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: 'Vou experimentar algo que nunca fiz em 40 anos de carreira', diz Neguinho
Postado: 2015-07-16 12:13:46
Ã? equivocada essa estória do ótimo Neguinho da Beija Flor se aludir comparativamente ao imortal Mestre Jamelão e somente emprestar sua voz gravando sambas concorrentes 2016 da gloriosa Estação Primeira de Mangueira e da madrinha da agremiação nilopolitana, Portela a Majestade do Samba. Ã? o que informe o site Carnavalesco. Embora ele próprio considere sua voz um pouco rouca, no que eu concordo, Neguinho da Beija Flor é ótimo intérprete oficial e de relativo sucesso profissional enquanto cantor da Música Popular Brasileira (MPB). Ã? patética a alusão comparativa dele ao presidente de honra eterno da verde-rosa, Mestre Jamelão, inigualavelmente o maior intérprete oficial de todos os tempos e um dos maiores Cantores da MPB. Não creio que Neguinho da Beija Flor grave de graça sambas concorrentes da Mangueira e da Portela, sem participar das disputas em quadra. Isso, depois dele ter tomado a benção autorizativa de quem ele idolatra como â??papaiâ? vergonhosamente nas gravações dos sambas-enredo da agremiação nilopolitana. Isto é, depois dele ter sido autorizado pelo não-sambista verdadeiro & torcedor mangueirense o presidente de â??honraâ? e patrono da Beija Flor, o contraventor penal do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades, Aniz Abrahão David o â??Anísioâ?. Em outras palavras, se as parcerias de compositores mangueirenses e portelenses vierem aceitar isso, remunerando-o pelas gravações será uma vergonha! Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-15 18:36:24
Repito aqui o que comentei no site Carnavalesco. Na Série A 2015 disputaram o título: A campeã Estácio (299,7 pontos), a vice Unidos de Padre Miguel (299,4), a 3ª colocada Império Serrano (299,3), a 4ª colocada Cubango (298,9), a 5ª colocada Tuiutí (298,8) e a 6ª colocada Império da Tijuca (298,7). Assim, para o Carnaval Carioca Série A 2016 em termos de efetiva disputa de título a Viradouro se juntará à vice Unidos de Padre Miguel, à 3ª colocada Império Serrano, à 4ª Cubango, à 5ª Tuiutí e à 6ª Império da Tijuca. As demais oito agremiações: Caprichosos, Inocentes, Renascer, Santa Cruz, Porto da Pedra, Curicica, Alegria da Zona Sul e Rocinha evidentemente que objetivam realizar grandiosos desfiles. Mas, não disputar título. O mesmo no Grupo Especial. Ou seja, vão â??brigarâ? pelo título e ou/honrosas vagas no desfile das campeãs a â??campeãâ? 2015 Beija Flor (269,9 pontos), mesmo que repita â?? que é o que creio que ocorrerá â?? desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público mais a vice Salgueiro (269,5), a 3ª colocada Grande Rio (269), a 4ª colocada Unidos da Tijuca (269), a 5ª colocada Portela (269) e a 6ª colocada Imperatriz (268,9). Mocidade (268,5), São Clemente (268,4), União da Ilha (267,2) e Estação 1ª de Mangueira (267,1) vão â??brigarâ? por honrosas vagas no desfile das campeãs e ou/por colocações intermediárias e longe do rebaixamento. Já Unidos de Vila Isabel (266,2) e a ascendente Estácio vão â??brigarâ? para ver quem se mantem no Grupo Especial do Carnaval Carioca 2017. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mangueira vence enquete do SRZD sobre melhor enredo do Grupo Especial para 2016
Postado: 2015-07-15 18:36:24
Repito aqui o que comentei no site Carnavalesco. Na Série A 2015 disputaram o título: A campeã Estácio (299,7 pontos), a vice Unidos de Padre Miguel (299,4), a 3ª colocada Império Serrano (299,3), a 4ª colocada Cubango (298,9), a 5ª colocada Tuiutí (298,8) e a 6ª colocada Império da Tijuca (298,7). Assim, para o Carnaval Carioca Série A 2016 em termos de efetiva disputa de título a Viradouro se juntará à vice Unidos de Padre Miguel, à 3ª colocada Império Serrano, à 4ª Cubango, à 5ª Tuiutí e à 6ª Império da Tijuca. As demais oito agremiações: Caprichosos, Inocentes, Renascer, Santa Cruz, Porto da Pedra, Curicica, Alegria da Zona Sul e Rocinha evidentemente que objetivam realizar grandiosos desfiles. Mas, não disputar título. O mesmo no Grupo Especial. Ou seja, vão â??brigarâ? pelo título e ou/honrosas vagas no desfile das campeãs a â??campeãâ? 2015 Beija Flor (269,9 pontos), mesmo que repita â?? que é o que creio que ocorrerá â?? desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? supostamente sem erros, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público mais a vice Salgueiro (269,5), a 3ª colocada Grande Rio (269), a 4ª colocada Unidos da Tijuca (269), a 5ª colocada Portela (269) e a 6ª colocada Imperatriz (268,9). Mocidade (268,5), São Clemente (268,4), União da Ilha (267,2) e Estação 1ª de Mangueira (267,1) vão â??brigarâ? por honrosas vagas no desfile das campeãs e ou/por colocações intermediárias e longe do rebaixamento. Já Unidos de Vila Isabel (266,2) e a ascendente Estácio vão â??brigarâ? para ver quem se mantem no Grupo Especial do Carnaval Carioca 2017. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Inocentes: 'Essa homenagem superou minhas expectativas', diz Cacá Diegues
Postado: 2015-07-15 09:54:17
Acertou em cheio a escola de samba Inocentes de Belford Roxo ao escolher homenagear no Carnaval Carioca Série A 2016 o cineasta Cacá Diegues através do enredo â??Retratos de um Brasil em cenaâ?. O cineasta é inegavelmente um dos maiores da História do Brasil, embora ele nem lembrasse â?? o regulamento da LIERJ não exige ineditismo â?? já ter sido homenageado em 2004 no então Grupo B pela extinta escola de samba Acadêmicos da Barra da Tijuca (ABT) no enredo intitulado: â??Luz, câmera e ação, na Barra da Tijuca, Cacá Diegues é pura emoção!â? que foi desenvolvido pelos carnavalescos Marcyo de Olliveira e Markus Aramha. Na oportunidade a ABT acabou na 9ª colocação, sendo uma das rebaixadas. Já o enredo 2016 da Inocentes será desenvolvido pelo carnavalesco Márcio Puluker cuja agremiação depois do polêmico título de campeã 2012 do então Grupo A acabou sendo ioiô no Grupo Especial 2013 quando ficou na última colocação (12ª) sendo novamente rebaixada. Ã? época a Inocentes era presidida pelo irmão do atual presidente Rodrigo Gomes, o contestado Reginaldo Gomes que foi obrigado a renunciar. Em 2015 na Série A do Carnaval Carioca a Inocentes ficou em uma colocação intermediária, 8ª quando apresentou desenvolvido pelos carnavalescos Walter Guilherme e Márcio Puluker, enredo de homenagem ao presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira: â??Nelson Sargento â?? samba inocente, pé no chãoâ?. O que significa dizer é jornalismo de â??bajulaçãoâ? o site Carnavalesco ter posto enquanto título de notícia: â??De â??cara novaâ??, a Inocentes quer brigar pelo título (sic) da Série A com o enredo sobre Cacá Dieguesâ?. Com todo respeito, espera-se grande samba-enredo, grandioso desfile da Inocentes 2016, mas, não disputar título. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Mocidade recebe 'Rio Mix Festival' em sua quadra neste domingo
Postado: 2015-07-14 15:08:42
Esteve ausente na feijoada da Mocidade Independente domingo, dia 12/07/2015, o presidente de â??honraâ? o patrono não-sambista verdadeiro o aburguesado contraventor penal do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades, Rogério Andrade. Ele não aparece na galeria de fotos do site Carnavalesco. A imprensa considerada especializada é acrítica. O site SRZD-Carnaval até chegou noticiar a realização da feijoada. Porém, sequer cobriu o evento. O que prova aquilo que sempre denunciei com o propósito de conscientização da comunidade da Mocidade e daquelas comandadas/dominadas por patronos apelidados de presidente de â??honraâ?. Isto é, os contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades como integrarem máfias do bingo e ou/das máquinas caça-níqueis, não são sambistas-verdadeiros e não estão nem aí para o Carnaval & mundo do samba. A razão dos mesmos estarem infiltrados no meio se deve ao objetivo de se perpetuarem em auferir lucros milionários através da exploração, opressão e dominação das escolas de samba e de suas comunidades. A ausência do presidente de â??honraâ? da Mocidade Independente na feijoada deixa isso claro como água. Afinal, a coirmã e vizinha Unidos de Bangu irá homenageá-lo no Carnaval Carioca 2016 Série B, na Intendente Magalhães, através do enredo â??60 anos de glórias, a estrela-guia Bangu rumo à vitóriaâ?. O qual tem como tema os 60 anos de fundação, dia 10 de novembro vindouro, da Mocidade Independente. Em troca, o patrono Rogério Andrade na sinopse é idolatrado como â??o novo detentor das chaves da zona oeste cariocaâ?. Ou seja, ele está bancando/patrocinando tudo do Carnaval 2016 da Unidos de Bangu, conforme afirmou o seu porta voz e vice-presidente da Mocidade Rodrigo Pacheco. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Imperatriz: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-13 18:28:32
Reafirma talento poético a ala de compositores da Imperatriz nessa safra de sambas concorrentes 2016. A princípio sofrível, o enredo patrocinado â??Ã? o amor... Que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ? a ser desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues pode surpreendentemente transformar-se em ótimo, conforme define o regulamento da LIESA: Ã? o desenvolvimento artístico-cultural de tema a ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização. Mais adiante citarei os sambas que têm tudo para se tornarem finalistas consequentemente â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz. A qual faço jus, deixou de apresentar desfiles na forma pela qual se notabilizou e a partir de 2011 passou a ser apresentados pela atual campeã. Que são desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? e supostamente sem â??errosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Trata-se de parca & porca filosofia de apresentar desfiles carnavalescos imposta por patronos não-sambistas verdadeiros. Isto é, imposta a ambas agremiações comandadas por contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrarem máfias como as do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Os quais, para tanto se incrustaram na carcomida instância de poder na LIESA que indica para o quadro de julgadores a campeã e a rebaixada, o ex-Conselho â??Superiorâ? o atual Conselho de Grandes â??Beneméritosâ?. Por ora, não tenho preferência a â??hino oficial 2016 da Imperatriz. Então destaco cinco, as parcerias lideradas pelos compositores-bambas: O mais vitorioso do Carnaval Carioca Guga e Elymar Santos - Niltinho Tristeza, Carlos Kind, Jorge Arthur, Josimar mais Marcos Balão - Zé Katimba e Aldir Senna â?? Tuninho Professor e Marquinho Lessa â?? Me Leva, Gil Branco e Zé Glória. Saudações carnavalescas, Almir de Mac

Noticia: Imperatriz: confira os vídeos com as apresentações dos sambas concorrentes
Postado: 2015-07-13 17:47:54
Reafirma talento poético a ala de compositores da Imperatriz nessa safra de sambas concorrentes 2016. A princípio sofrível, o enredo patrocinado â??Ã? o amor... Que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ? a ser desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues pode transformar-se em surpreendente ótimo, conforme define o regulamento da LIESA: Ã? o desenvolvimento artístico-cultural de tema a ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização. Mais adiante citarei os sambas que têm tudo para se tornarem finalistas consequentemente â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz. A qual faço jus, deixou de apresentar desfiles na forma pela qual se notabilizou e a partir de 2011 passou a ser apresentados pela atual campeã. Que são desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? e supostamente sem â??errosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Ambas agremiações são comandadas por patronos não-sambistas verdadeiros, isto é, são comandadas por contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrarem máfias como as do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Os quais se incrustaram na carcomida instância de poder na LIESA que indica para o quadro de julgadores a campeã e a rebaixada, o ex-Conselho â??Superiorâ? o atual Conselho de Grandes â??Beneméritosâ?. Por ora, não tenho preferência a â??hino oficial 2016 da Imperatriz. Então destaco cinco, as parcerias lideradas pelos compositores-bambas: O mais vitorioso do Carnaval Carioca Guga e Elymar Santos - Niltinho Tristeza, Carlos Kind, Jorge Arthur, Josimar mais Marcos Balão - Zé Katimba e Aldir Senna â?? Tuninho Professor e Marquinho Lessa â?? Me Leva, Gil Branco e Zé Glória.

Noticia: Imperatriz: confira os vídeos com as apresentações dos sambas concorrentes
Postado: 2015-07-13 17:47:54
Reafirma talento poético a ala de compositores da Imperatriz nessa safra de sambas concorrentes 2016. A princípio sofrível, o enredo patrocinado â??Ã? o amor... Que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ? a ser desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues pode transformar-se em surpreendente ótimo, conforme define o regulamento da LIESA: Ã? o desenvolvimento artístico-cultural de tema a ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização. Mais adiante citarei os sambas que têm tudo para se tornarem finalistas consequentemente â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz. A qual faço jus, deixou de apresentar desfiles na forma pela qual se notabilizou e a partir de 2011 passou a ser apresentados pela atual campeã. Que são desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? e supostamente sem â??errosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Ambas agremiações são comandadas por patronos não-sambistas verdadeiros, isto é, são comandadas por contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrarem máfias como as do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Os quais se incrustaram na carcomida instância de poder na LIESA que indica para o quadro de julgadores a campeã e a rebaixada, o ex-Conselho â??Superiorâ? o atual Conselho de Grandes â??Beneméritosâ?. Por ora, não tenho preferência a â??hino oficial 2016 da Imperatriz. Então destaco cinco, as parcerias lideradas pelos compositores-bambas: O mais vitorioso do Carnaval Carioca Guga e Elymar Santos - Niltinho Tristeza, Carlos Kind, Jorge Arthur, Josimar mais Marcos Balão - Zé Katimba e Aldir Senna â?? Tuninho Professor e Marquinho Lessa â?? Me Leva, Gil Branco e Zé Glória.

Noticia: 'Vou experimentar algo que nunca fiz em 40 anos de carreira', diz Neguinho
Postado: 2015-07-11 18:20:32
Os adeptos nilopolitanos idólatras do ótimo intérprete oficial Neguinho da Beija Flor vão chiar, talvez até me insultem. O fato é que se ele for interpretar sambas concorrentes em quadra de outras agremiações será um bom â??testeâ?. Isto é aferirá o gabarito dele próprio e o prestígio da atual campeã que carrega no nome. Ele já declarou não gostar de seu timbre vocal, por achá-lo um pouco rouco. Concordo. Já a agremiação â??conquistouâ? o título através de um desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ?, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público inclusa a consciente e envergonhada parcela nilopolitana presente ao sambódromo. Em outras palavras, assim como considero caô a estória contada por mestre Laíla de que em 2016 a Beija Flor irá apresentar um desfile mais leve. Ou seja, quem decide a filosofia de desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? são o patrono e o presidente-executivo da Beija Flor. Os quais fazem isso por convicção de não-sambistas verdadeiros. Não creio que Neguinho da Beija Flor vá encarar esse â??testeâ? e ou/que â??papaiâ? vá deixar. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-07-11 12:10:23
Variam de razoável a excelente a safra de 45 sambas concorrentes do Salgueiro para o Carnaval 2016. A disputa ocorrerá aos sábados iniciando-se dia 18/07. Os 45 sambas serão divididos em 04 grupos A, B, C cada um com 11 sambas mais o grupo D com 12 sambas. A cada sábado serão eliminados seis sambas dos grupos A, B, C e sete do grupo D. Os 20 sambas classificados ficarão divididos em duas chaves A, B a partir do dia 15/08 e C, D a partir do dia 22/08 quando um samba será eliminado. Será a 1ª fase que será concluída dias 29/08 e 05/09. Já a 2ª fase com 16 sambas será disputada através de mata-mata quando dois sambas irão â??duelarâ?, classificando-se somente um a cada sábado. Ou seja, dias 12/09 e 19/09 ocorrerão em ambas datas quatro confrontos de sambas, as chamadas oitavas de final. Observação, nessas duas datas os 16 sambas estarão divididos em duas chaves as quais ficarão a cargo da Comissão de Carnaval do Salgueiro. As quartas de final isto é quatro confrontos entre oito sambas ocorrerá dia 26/09. Palpite: Samba 06 parceria liderada por Xande de Pilares, samba 19 idem Tico do Gato, samba 13 idem Bello do Andaraí, samba 14 idem David Corrêa, samba 17 idem Marcelo Motta, samba 07 idem Demá Chagas, samba 30 idem Raoni Ventapane e samba 12 idem Antônio Gonzaga. A semifinal isto é os dois confrontos entre quatro sambas ocorrerá dia 03/10. Dia 10/10 ensaio na quadra com os dois sambas finalistas cantados pelos dois intérpretes oficiais do Salgueiro. Dia 11/10 após a feijoada ocorrerá a finalíssima com o anúncio do samba-enredo 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Salgueiro: ouça os sambas concorrentes para o Carnaval 2016
Postado: 2015-07-11 12:10:23
Variam de razoável a excelente a safra de 45 sambas concorrentes do Salgueiro para o Carnaval 2016. A disputa ocorrerá aos sábados iniciando-se dia 18/07. Os 45 sambas serão divididos em 04 grupos A, B, C cada um com 11 sambas mais o grupo D com 12 sambas. A cada sábado serão eliminados seis sambas dos grupos A, B, C e sete do grupo D. Os 20 sambas classificados ficarão divididos em duas chaves A, B a partir do dia 15/08 e C, D a partir do dia 22/08 quando um samba será eliminado. Será a 1ª fase que será concluída dias 29/08 e 05/09. Já a 2ª fase com 16 sambas será disputada através de mata-mata quando dois sambas irão â??duelarâ?, classificando-se somente um a cada sábado. Ou seja, dias 12/09 e 19/09 ocorrerão em ambas datas quatro confrontos de sambas, as chamadas oitavas de final. Observação, nessas duas datas os 16 sambas estarão divididos em duas chaves as quais ficarão a cargo da Comissão de Carnaval do Salgueiro. As quartas de final isto é quatro confrontos entre oito sambas ocorrerá dia 26/09. Palpite: Samba 06 parceria liderada por Xande de Pilares, samba 19 idem Tico do Gato, samba 13 idem Bello do Andaraí, samba 14 idem David Corrêa, samba 17 idem Marcelo Motta, samba 07 idem Demá Chagas, samba 30 idem Raoni Ventapane e samba 12 idem Antônio Gonzaga. A semifinal isto é os dois confrontos entre quatro sambas ocorrerá dia 03/10. Dia 10/10 ensaio na quadra com os dois sambas finalistas cantados pelos dois intérpretes oficiais do Salgueiro. Dia 11/10 após a feijoada ocorrerá a finalíssima com o anúncio do samba-enredo 2016. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Enquete encerrada: qual é o melhor enredo do Grupo Especial para o Carnaval 2016?
Postado: 2015-07-10 11:42:10
Conforme ensinou o filósofo dos filósofos Karl Marx (1818 a 1883): â??O critério da verdade é a práticaâ?. O ex-presidente FHC de fato foi apoiado em São Paulo pelo colega ex-presidente Lula na eleição para o Senado em 1978 e participou do movimento nacional Diretas já (rejeitada pelo Congresso Nacional em 1984). A Lei de Anistia que não foi ampla, geral e irrestrita foi aprovada durante o último desgoverno da ditadura militar (1964 a 1985) com contornos fascistas, general João Figueiredo. O ex-presidente Lula deve ser situado no espectro político-ideológico de centro-esquerda. Já o ex-presidente FHC deve ser situado no espectro político-ideológico de centro, nada mais além disso. Vide as criminosas quase 100% de privatizações do País. Como não sou sectário, compreendo os equívocos de quem, sendo trabalhadora no serviço público, não saiba situar os dois ex-presidentes brasileiros em termos de espectro político-ideológico. Afinal, a aludida parceira em nosso mundo do samba agora nega isso, inclusive afirmando que uma de suas maiores amigas é uma mulher negra. Mas, o fato é que certa vez aqui mesmo ela admitiu ser â??racistaâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Enquete encerrada: qual é o melhor enredo do Grupo Especial para o Carnaval 2016?
Postado: 2015-07-10 11:42:09
Conforme ensinou o filósofo dos filósofos Karl Marx (1818 a 1883): â??O critério da verdade é a práticaâ?. O ex-presidente FHC de fato foi apoiado em São Paulo pelo colega ex-presidente Lula na eleição para o Senado em 1978 e participou do movimento nacional Diretas já (rejeitada pelo Congresso Nacional em 1984). A Lei de Anistia que não foi ampla, geral e irrestrita foi aprovada durante o último desgoverno da ditadura militar (1964 a 1985) com contornos fascistas, general João Figueiredo. O ex-presidente Lula deve ser situado no espectro político-ideológico de centro-esquerda. Já o ex-presidente FHC deve ser situado no espectro político-ideológico de centro, nada mais além disso. Vide as criminosas quase 100% de privatizações do País. Como não sou sectário, compreendo os equívocos de quem, sendo trabalhadora no serviço público, não saiba situar os dois ex-presidentes brasileiros em termos de espectro político-ideológico. Afinal, a aludida parceira em nosso mundo do samba agora nega isso, inclusive afirmando que uma de suas maiores amigas é uma mulher negra. Mas, o fato é que certa vez aqui mesmo ela admitiu ser â??racistaâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira a sinopse do enredo da Leão de Nova Iguaçu
Postado: 2015-07-09 18:38:48
Ricardo Lopez, agradeço-lhe enquanto dublê de detrator e meu fã por ler meus comentários. Seu preconceito contra quem reside fora do Rio onde residi durante 15 anos, junto com sua ignorância política o cega de enxergar quem de fato faz mal ao nosso mundo do samba. Então, vou lhe zoar duas vezes... Rsrsrsrsrs... Primeiro, do poeta austríaco Bertolt Brecht o texto intitulado O Analfabeto Político: â??O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionaisâ?... Rsrsrs... Segundo, de autoria do sambista-compositor-poeta portelense, Waldir 59, a íntegra da letra da obra musical intitulada Não Ã? Bem Assim: â??Não, não é bem assim/Ã? bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mimâ?... Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Enquete encerrada: qual é o melhor enredo do Grupo Especial para o Carnaval 2016?
Postado: 2015-07-09 17:53:27
Este site recentemente fez campanha para a reeleição da presidência da LIESA. Depois não fez cobertura jornalística do seminário na UERJ: â??Sonhar não custa nada, ou quase nada? Horizontes dos desfiles das escolas de sambas do Rio de Janeiroâ?. Por isso repito aqui um comentário acerca de outro evento que não contou com cobertura jornalística do site SRZD-Carnaval. Apoio a proposição do colunista do site Carnavalesco o jornalista & diretor cultural de nossa Portela, Luiz Carlos Magalhães, de que a mesa de debate da â??VozeRioâ? também ocorra em 2016 por ocasião da Carnavália-Sambacom. Até lá, como o propósito da â??VozeRioâ? é debater estruturalmente o Carnaval, ou seja, os blocos de rua mais os desfiles das escolas de samba na Sapucaí e na Intendente Magalhães, chamo atenção para o seguinte. O impressionante n° de seis milhões de participantes em um mês nos blocos de rua do Rio é comparável ao público assistente tanto na Intendente; por sinal chamado de Carnaval Popular quanto na Sapucaí. Nesta, devido à transmissão da televisão para o Brasil e o mundo inteiro. Temos que dar todo apoio às ideias de mudanças do Carnaval feitas pela jornalista Flávia Oliveira nessa edição da â??VozeRioâ?. A jornalista correta, lúcida e corajosamente, apontou enquanto um dos problemas estruturais do Carnaval das escolas de samba a equivocada filosofia política privada e monopolista dominadas pelos não-sambistas verdadeiros, os contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades. Só não podemos ser ingênuos à medida que a jornalista é trabalhadora de O Globo, ela sofrerá pressões tanto da vênus platinada quanto da LIESA que é dominada pelos citados não-sambistas verdadeiros. Afinal, Globo e LIESA: Tudo a ver... Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira a sinopse do enredo da Leão de Nova Iguaçu
Postado: 2015-07-07 18:50:33
A Leão de Nova Iguaçu é uma das 13 filiadas à LIESB sucedânea da AESCRJ pela qual sagrou-se campeã 2015 da Série C, realizada pelo poder público na Intendente Magalhães em Campinho. As escolas de samba da LIESB são acusadas pela Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) que representa mais de 40 agremiações das Séries B, C, D, E, dentre outras mazelas, de não serem transparentes na prestação de contas das subvenções do poder público. Por isso, ACSN e LIESB travam uma batalha pelo direito de organizar especificamente a Série B. Ã? de ótima qualidade a sinopse do enredo 2016 da Leão, que curiosamente teve pesquisa e redação de texto do pesquisador & enredista bamba, Marcos Roza, colaborador da ACSN. Já a ideia original, criação e desenvolvimento do enredo â??Pas de Dance, hoje tem festa no arraiáâ? será do carnavalesco-bamba Cid Carvalho o qual também desenvolverá o enredo 2016 na Série A, realizado pela LIERJ, da Cubango: â?Um banho de mar à fantasiaâ?. A Leão foi â??ioiôâ? no Grupo Especial do Carnaval Carioca em 1992 quando apresentou desenvolvido pela Comissão formada pelos carnavalesco Fábio Borges, Adalmir Braga e Paulo Sottero, o enredo â??O Leão na selva de ilusõesâ? que homenageou a falecida novelista da Globo, Janete Clair. Ã? possível que o carnavalesco Cid Carvalho desenvolva â??de graçaâ? o autoral enredo 2016 da Leão, pois, as agremiações da LIESB são tidas como comunitárias e â??pobresâ?. Afinal, a Unidos de Bangu está de olho no patrocínio do patrono da Mocidade Independente chamado de â??O novo detentor das chaves da zona oesteâ? na sinopse do enredo 2016 intitulado â??60 anos de glórias. A estrela-guia Bangu rumo à vitóriaâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Conheça o enredo da Vila Isabel para 2016, de autoria de Martinho da Vila
Postado: 2015-07-06 18:45:40
Nosso mundo do samba por não ser apartado da sociedade, dela reproduz mazelas. Desde o anúncio pela direção da agremiação de Noel da escolha do enredo em questão, e que seria o presidente de honra, Martinho da Vila, quem redigiria a sinopse, tenho dito. Ã? preciso o bom senso de aguardar a sua divulgação, lê-la e analisá-la, para depois se for o caso fazer as críticas fundamentadas. Não, os comentários â??antipolíticosâ?? (sic) daqueles e daquelas que â??achamâ? não haver interesses políticos por trás no chamado maior espetáculo da Terra. Vide o vergonhoso resultado do Carnaval 2015 grupo especial que deu o título a uma agremiação depois da mesma ter apresentado um desfile militarizado apelidado de â??técnicoâ? e supostamente â??sem errosâ?, frio, monótono e sem capacidade de emocionar o público nele inclusa a consciente e envergonhada parcela nilopolitana presente ao sambódromo. Haja vista, os quesitos Enredo e Samba-Enredo do desfile da â??campeãâ? 2015 tiveram as seguintes â??excelênciasâ? em filosofia política. Ao enredo foram dadas pelo â?insuspeitíssimoâ? quadro de julgadores (QJ) da LIESA três notas 10 mais uma 9,9. Ignorou-se a redundância no título da preposição sobre (Um griô conta a História: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre (sic) a trilha de nossa felicidade) que foi patrocinado pela disfarçadamente homenageada ditadura oligárquico-burguesa guineense-equatorial. Mais: o viés artístico-cultural foi baseado no racialismo que é a ideologia e ou crença fundamentalistas na não-cientificamente comprovada existência de â??raçasâ? humanas. O que levou a um samba-enredo de fato com excelência somente em melodia & ritmo, o qual foi â??agraciadoâ? pelo QJ da LIESA com duas notas 10 mais duas notas 9,9. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo da Unidos de Bangu, que vai homenagear a Mocidade
Postado: 2015-07-06 16:58:07
De olho no patrocínio do não-sambista presidente de â??honraâ? da Mocidade Independente (MI) Rogério Andrade (RA), a Unidos de Bangu (UB) divulgou a sinopse do enredo 2016 com o qual quer desfilar na Série B da LIESB, no Carnaval Popular da Intendente Magalhães em Campinho. Na sinopse de Felipe Diniz cujo enredo â??60 anos de glórias. A estrela-guia Bangu rumo à vitóriaâ? será desenvolvido pelo carnavalesco Marco Antônio Falleiros, apesar de RA ser contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades, ele é idolatrado como: â??O novo detentor das chaves da zona oesteâ?. Já o vice-presidente da MI, Rodrigo Pacheco afirmou: â??Vamos ajudar no que for precisoâ?. Uma das 13 filiadas à LIESB, a UB dela se tornou refém na briga junto ao poder público contra a Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) pela organização do Carnaval Popular. Haja vista, além de contar com mais de 40 agremiações das Séries B, C, D, E a ACSN acusa a LIESB de ser integrada por escolas de samba sem transparência na prestação de contas de verbas públicas. Vide que em 2014 na Série B da então AESCRJ, a UB foi campeã. Porém, em 2015 na Série A da LIERJ foi a penúltima (14ª) colocada, novamente rebaixada. Temendo críticas da comunidade e da ala de compositores, a UB no item 13 do regulamento da disputa de samba intimida: â??Serão eliminados os sambas com letras que atentem contra a moral (sic), bons costumes (sic), pessoas (sic), entidades (sic) e poderes constituídos (sic)â?. Já o item 17 prevê: â??Não será permitido agressão (sic) verbal (sic) à comissão organizadora ou aos jurados, o grupo que o fizer será desclassificadoâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo da Unidos de Bangu, que vai homenagear a Mocidade
Postado: 2015-07-06 16:58:07
De olho no patrocínio do não-sambista presidente de â??honraâ? da Mocidade Independente (MI) Rogério Andrade (RA), a Unidos de Bangu (UB) divulgou a sinopse do enredo 2016 com o qual quer desfilar na Série B da LIESB, no Carnaval Popular da Intendente Magalhães em Campinho. Na sinopse de Felipe Diniz cujo enredo â??60 anos de glórias. A estrela-guia Bangu rumo à vitóriaâ? será desenvolvido pelo carnavalesco Marco Antônio Falleiros, apesar de RA ser contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades, ele é idolatrado como: â??O novo detentor das chaves da zona oesteâ?. Já o vice-presidente da MI, Rodrigo Pacheco afirmou: â??Vamos ajudar no que for precisoâ?. Uma das 13 filiadas à LIESB, a UB dela se tornou refém na briga junto ao poder público contra a Associação Cultural Samba é Nosso (ACSN) pela organização do Carnaval Popular. Haja vista, além de contar com mais de 40 agremiações das Séries B, C, D, E a ACSN acusa a LIESB de ser integrada por escolas de samba sem transparência na prestação de contas de verbas públicas. Vide que em 2014 na Série B da então AESCRJ, a UB foi campeã. Porém, em 2015 na Série A da LIERJ foi a penúltima (14ª) colocada, novamente rebaixada. Temendo críticas da comunidade e da ala de compositores, a UB no item 13 do regulamento da disputa de samba intimida: â??Serão eliminados os sambas com letras que atentem contra a moral (sic), bons costumes (sic), pessoas (sic), entidades (sic) e poderes constituídos (sic)â?. Já o item 17 prevê: â??Não será permitido agressão (sic) verbal (sic) à comissão organizadora ou aos jurados, o grupo que o fizer será desclassificadoâ?. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira o enredo e a sinopse de 2016 da Unidos da Tijuca
Postado: 2015-07-03 12:23:45
Fica patenteado como bamba o pesquisador & enredista Marcos Roza pelo enredo 2016 da Unidos da Tijuca: â??Semeando Sorriso, a Tijuca festeja o solo sagradoâ?. O qual tem como patrocinado tema, viés artístico-cultural e fio condutor homenagear a cidade de Sorriso a maior produtora brasileira e mundial de soja, a capital nacional do agronegócio, localizada a 420 km de Cuiabá a capital do Estado de Mato Grosso. O desenvolvimento será do departamento de Carnaval da agremiação, o carnavalesco Mauro Quintaes mais Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcos Paulo. Em um Carnaval & mundo do samba mercantilizado e afinado com a filosofia político-administrativa do empresário Fernando Horta, presidente da agremiação tijucana e do poderosíssimo Conselho Fiscal da LIESA, não há â??surpresaâ? alguma no fato. Haja vista, o regulamento da LIESA define assim o quesito Enredo (o desenvolvimento artístico-cultural de tema ou conceito no qual haja equilíbrio a partir da concepção até a realização). Considero caracteristicamente desqualificadores os sectários ataques (â??imitaçãoâ??, â??cópiaâ?? e â??plagio´) feitos por leitores dos sites Carnavalesco e SRZD-Carnaval ao enredo em questão, notadamente por adeptos fanáticos-pentecostais por agremiações historicamente useiras e vezeiras em apresentar enredos desse tipo. E o que é pior â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ?. Isto é, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar a parcela consciente não fanática-pentecostal de tais agremiações. Ã? preciso o bom senso de aguardar os sambas concorrentes e a escolha do samba-enredo da Unidos da Tijuca, a despeito de que a agremiação até mesmo quando conquistou seu último em 2014, ter obtido unânimes quatro notas 10 do quadro de julgadores da LIESA. Porém, ultimamente no quesito Samba-Enredo tem ficado bem longe disso. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Confira o enredo e a sinopse de 2016 da Unidos da Tijuca
Postado: 2015-07-03 12:23:44
Fica patenteado como bamba o pesquisador & enredista Marcos Roza pelo enredo 2016 da Unidos da Tijuca: â??Semeando Sorriso, a Tijuca festeja o solo sagradoâ?. O qual tem como patrocinado tema, viés artístico-cultural e fio condutor homenagear a cidade de Sorriso a maior produtora brasileira e mundial de soja, a capital nacional do agronegócio, localizada a 420 km de Cuiabá a capital do Estado de Mato Grosso. O desenvolvimento será do departamento de Carnaval da agremiação, o carnavalesco Mauro Quintaes mais Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcos Paulo. Em um Carnaval & mundo do samba mercantilizado e afinado com a filosofia político-administrativa do empresário Fernando Horta, presidente da agremiação tijucana e do poderosíssimo Conselho Fiscal da LIESA, não há â??surpresaâ? alguma no fato. Haja vista, o regulamento da LIESA define assim o quesito Enredo (o desenvolvimento artístico-cultural de tema ou conceito no qual haja equilíbrio a partir da concepção até a realização). Considero caracteristicamente desqualificadores os sectários ataques (â??imitaçãoâ??, â??cópiaâ?? e â??plagio´) feitos por leitores dos sites Carnavalesco e SRZD-Carnaval ao enredo em questão, notadamente por adeptos fanáticos-pentecostais por agremiações historicamente useiras e vezeiras em apresentar enredos desse tipo. E o que é pior â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ?. Isto é, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar a parcela consciente não fanática-pentecostal de tais agremiações. Ã? preciso o bom senso de aguardar os sambas concorrentes e a escolha do samba-enredo da Unidos da Tijuca, a despeito de que a agremiação até mesmo quando conquistou seu último em 2014, ter obtido unânimes quatro notas 10 do quadro de julgadores da LIESA. Porém, ultimamente no quesito Samba-Enredo tem ficado bem longe disso. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-01 19:32:52
A verde-branco Cubango é a agremiação de minha simpatia â?? amor somente à Portela - em Niterói a Cidade Sorriso. Na qual, a afilhada portelense é a vermelho-branco Viradouro. Para o Carnaval 2015 da carioca Salgueiro cujas cores também são vermelho-branco chegou à final vencida pelo samba-parceria liderada pelo compositor Xande de Pilares, o samba do jovem compositor Antônio Gonzaga. Agora na Cubango 2016 concorre o da compositora Denise Reis. O qual conforme o do jovem compositor salgueirense, têm excelência na qualidade tanto em letra quanto em melodia & ritmo. O que causa as imprescindíveis emoção e alegria exigidas em samba que tenha poesia. Além do samba dela, os outros dois gabaritados para se tornar â??hino´ oficial 2016 da Cubango são as desiguais, ricas e poderosas parcerias de oito compositores cada, lideradas pelos vitoriosos Sardinha, Cláudio Russo e Samir Trindade mais a outra por Gabriel Martins e Lequinho. O que enseja o debate de ideias sobre a forma de disputa de sambas que seja, não â??perfeitaâ?. Mas, sim democrática, transparente e ética. Ainda mais na Cubango cuja filosofia político-administrativa específica da direção é democratista. Ao invés de prestigiar a ala compositores com treinamento e capacitação através de concursos de outros gêneros de sambas como o de roda e partido-alto antes das disputas de sambas-enredo, pratica o mesmo democratismo de diversas coirmãs ao aceitar participação de qualquer sambista-compositor. Mesmo dos clandestinos, hipócritas e não-assumidos donos de â??escritóriosâ?. Os quais apesar de muitos serem bambas são granaleiros. Ou seja, são escravizados pela ambição de ganhar a grana preta de direitos autorais pagas pelas gravadoras de discos das ligas, concorrendo em mais de uma agremiação do mesmo Grupo ou Série. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Cubango: ouça os sambas concorrentes ao hino de 2016
Postado: 2015-07-01 19:32:52
A verde-branco Cubango é a agremiação de minha simpatia â?? amor somente à Portela - em Niterói a Cidade Sorriso. Na qual, a afilhada portelense é a vermelho-branco Viradouro. Para o Carnaval 2015 da carioca Salgueiro cujas cores também são vermelho-branco chegou à final vencida pelo samba-parceria liderada pelo compositor Xande de Pilares, o samba do jovem compositor Antônio Gonzaga. Agora na Cubango 2016 concorre o da compositora Denise Reis. O qual conforme o do jovem compositor salgueirense, têm excelência na qualidade tanto em letra quanto em melodia & ritmo. O que causa as imprescindíveis emoção e alegria exigidas em samba que tenha poesia. Além do samba dela, os outros dois gabaritados para se tornar â??hino´ oficial 2016 da Cubango são as desiguais, ricas e poderosas parcerias de oito compositores cada, lideradas pelos vitoriosos Sardinha, Cláudio Russo e Samir Trindade mais a outra por Gabriel Martins e Lequinho. O que enseja o debate de ideias sobre a forma de disputa de sambas que seja, não â??perfeitaâ?. Mas, sim democrática, transparente e ética. Ainda mais na Cubango cuja filosofia político-administrativa específica da direção é democratista. Ao invés de prestigiar a ala compositores com treinamento e capacitação através de concursos de outros gêneros de sambas como o de roda e partido-alto antes das disputas de sambas-enredo, pratica o mesmo democratismo de diversas coirmãs ao aceitar participação de qualquer sambista-compositor. Mesmo dos clandestinos, hipócritas e não-assumidos donos de â??escritóriosâ?. Os quais apesar de muitos serem bambas são granaleiros. Ou seja, são escravizados pela ambição de ganhar a grana preta de direitos autorais pagas pelas gravadoras de discos das ligas, concorrendo em mais de uma agremiação do mesmo Grupo ou Série. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Portela: "Vou fazer um desfile com a cara da escola", diz Paulo Barros
Postado: 2015-07-01 18:47:51
Dos vídeos da cobertura jornalística na apresentação & entrega para ala de compositores da Portela do seu enredo 2016 intitulado â??No voo da águia, uma viagem sem fim...â? destaco o momento de pura emoção: O canto do hino portelense liderado pelo intérprete oficial Wantuir Oliveira. O gogó de ouro Wander Pires prossegue enquanto participação especialíssima para cantar & gravar o CD junto com Wantuir o samba-enredo 2016 quando o mesmo for definido e no carro de som durante os desfiles na Sapucaí. Tudo continuará conforme ocorreu para o Carnaval 2015 quando Wander Pires foi contratado depois de ter encantado interpretando o então samba-concorrente (ImaginaRio, 450 anos de uma cidade surreal) a obra musical da parceria liderada pelos compositores Celso Lopes & mestre Noca da Portela. Tanto Wander Pires quanto os demais intérpretes do carro de som portelense o melhor do Carnaval Carioca, o Pavarotti do Samba Rychachs, Cremilson e Rogerinho â?? intérprete oficial 2016 da Império da Tijuca - estarão livres para interpretarem profissionalmente em quadra os sambas concorrentes. Registre-se ainda que Wantuir Oliveira no Carnaval Carioca 2005 deu o show cantando & interpretando na azul-pavão e amarelo-ouro tijucana o samba do enredo então criado e desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros intitulado: â??Saiu por um lado, entrou pelo outro... Quem quiser que encontre outro!â?. A propósito, por fim, sem aceitar a provocação de certa independente fanática pentecostal & arrependida idólatra paulobarriana feita em outro site, reafirmo o que sempre disse conceituando o carnavalesco. Ele é vitorioso em apenas uma agremiação na qual, por ser inovador ou conforme ele próprio afirmou enquanto produtor de espetáculos, criou, desenvolveu e apresentou belos enredos tipos dos da Broadway. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 da Portela
Postado: 2015-07-01 18:33:07
Dos vídeos da cobertura jornalística na apresentação & entrega para ala de compositores da Portela do seu enredo 2016 intitulado â??No voo da águia, uma viagem sem fim...â? destaco o momento de pura emoção: O canto do hino portelense liderado pelo intérprete oficial Wantuir Oliveira. O gogó de ouro Wander Pires prossegue enquanto participação especialíssima para cantar & gravar o CD junto com Wantuir o samba-enredo 2016 quando o mesmo for definido e no carro de som durante os desfiles na Sapucaí. Tudo continuará conforme ocorreu para o Carnaval 2015 quando Wander Pires foi contratado depois de ter encantado interpretando o então samba-concorrente (ImaginaRio, 450 anos de uma cidade surreal) a obra musical da parceria liderada pelos compositores Celso Lopes & mestre Noca da Portela. Tanto Wander Pires quanto os demais intérpretes do carro de som portelense o melhor do Carnaval Carioca, o Pavarotti do Samba Rychachs, Rogerinho â?? intérprete oficial 2016 da Império da Tijuca - estarão livres para interpretarem profissionalmente em quadra os sambas concorrentes. Registre-se ainda que Wantuir Oliveira no Carnaval Carioca 2005 deu o show cantando & interpretando na azul-pavão e amarelo-ouro tijucana o samba do enredo então criado e desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros intitulado: â??Saiu por um lado, entrou pelo outro... Quem quiser que encontre outro!â?. A propósito, por fim, sem aceitar a provocação de certa independente fanática pentecostal & arrependida idólatra paulobarriana, reafirmo o que sempre disse conceituando o carnavalesco. Ele é vitorioso em apenas uma agremiação na qual, por ser inovador ou conforme ele próprio afirmou enquanto produtor de espetáculos, criou, desenvolveu e apresentou enredos tipos dos da Broadway. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 da Portela
Postado: 2015-07-01 12:31:11
A sinopse tem excelência na qualidade conforme esperava-se de um inovador (não no caso deste enredo & tema) e vitorioso carnavalesco - mesmo que numa só agremiação â?? Paulo Barros (PB). O qual a assina junto com sua trinca feminina de pesquisadoras & redatoras, Isabel Azevedo, Simone Martins e Ana Paula Trindade. PB ao declarar ao site Carnavalesco: â??As primeiras lembranças carnavalescas desde minha infância & adolescência em Nilópolis são das obras-primas os sambas-enredo da década dos anos de 1970 da Portela, pela qual agora posso dizer que torçoâ?. Isso pode causar â??ciúme, invejaâ? aos nilopolitanos assim como â??despeito, reaçãoâ? aos tijucanos e independentes & arrependidos idólatras paulobarrianos. Estes revelam exatamente isso ao â??criticarâ? ter supostamente destoado (sic) e ou deslocado (sic) do restante (sic) mesmo que isso seja um detalhe (sic) a parte intitulada (Eu não sou daqui, eu não sou de lá) na sinopse, que corretamente em um tema abstrato, se refere à viagem (navegação) eletrônica/internet. Ã? patética as â??críticasâ? de déja vu comparando o enredo portelense 2016 (No voo da Águia, uma viagem sem fim...â? aos enredos tijucanos vice-campeão 2005 a 0,1 ponto de diferença (Entrou por um lado, saiu pelo outro... Quem quiser que invente outro!â? E ao enredo campeão 2010 intitulado Ã? segredo! (A chave do mistério). Em 2016 na Portela PB será assessorado pelo jovem carnavalesco João Vitor Araújo e comandado pela Comissão (Falcon o supervisor, Procópio o presidente-executivo, mestre Monarco o de honra e Luiz Carlos Bruno o diretor de Carnaval e também carnavalesco que trabalhou com PB na Tijuca em 2005). O evento de entrega da sinopse merece mais imagens que as poucas fotos dos sites Carnavalesco e SRZD-Carnaval. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Porto da Pedra: 'Gosto muito da escola e estou chegando para somar', diz Tunico da Vila
Postado: 2015-06-30 16:51:27
Não â??surpreendeâ? que a Porto da Pedra para o Carnaval Carioca grupo de acesso/Série A 2016 um dos sambas concorrentes terá parceria dos compositores da agremiação são-gonçalense Niu Souza, Luiz Matos, Alexandre Cardoso, do â??trânsfugaâ?? da agremiação de Noel embora bom compositor Tunico da Vila e do jornalista da Globo Pedro Bial que nem sambista-compositor é. No livro Literatura e Revolução, Trotsky ensina: â??O compromisso dos poetas e artistas inclusos atletas esportivos e sambistas não é com o politicamente correto. Mas, sim produzir obras de excelência, que quando ocorrem entram para a História ajudando a transformá-laâ?. Não é essa a filosofia político-administrativa específica da direção da Porto da Pedra em relação à disputa de sambas, que não é democrática, transparente e ética. Ao invés de prestigiar sua ala de compositores, a direção da Porto da Pedra por mero democratismo abre a disputa conforme fazem diversas agremiações em busca de suposto â??marketingâ?. Tudo, porque as alas de compositores no restante do ano antes das disputas de samba-enredo ficam sem treinamento & capacitação que deve ser realizadas através de concursos de sambas de roda e ou partido-alto, por exemplo. Contribuem para essa mazela a alienação, o conformismo e a subserviência dos próprios sambistas das alas de compositores de tais agremiações, sobretudo dos presidentes dessas alas que não reagem, aceitando passivamente essa mazela conforme se vê na parceria da notícia em questão. Pelo fim dessa mazela de nosso mundo do samba! Pelo treinamento & capacitação dos sambistas-compositores através de concursos de gêneros de samba como o roda e partido-alto! Objetivando samba-enredo com excelência em letra e em melodia, por disputas de sambas democráticas, transparentes e éticas! Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Noticia: Leia a sinopse do enredo de 2016 do Império da Tijuca
Postado: 2015-06-30 12:03:29
A sinopse em questão foi otimamente bem redigida em versos pelos pesquisadores Marcelo Martins e Marcelo Moraes Caetano, obviamente que com a aquiescência do carnavalesco Junior Pernambucano. Ao ser redigida dessa forma a sinopse propõe poesia à ala de compositores na criação das obras musicais. Isto é, sugere que os sambas concorrentes sejam alegres & emocionantes consequentemente o samba-enredo a ser definido enquanto carro-chefe do desfile 2016 a ser apresentado pela Império da Tijuca. Haja vista, no tema do enredo, tanto o viés artístico-cultural quanto o fio condutor homenageia o Felomenal, ou seja, homenageia o saudoso ator de tevê, de teatro no qual também foi diretor e ator & crítico de cinema José Wilker (1946 a 2014). Que tinha como agremiação do coração a Acadêmicos do Grande Rio pela qual desfilou diversas vezes, sendo a mais marcante em 2007 quando em meio ao enredo desenvolvido pelo carnavalesco Roberto Szaniecki intitulado â??Caxias â?? o caminho do progresso, um retrato do Brasilâ? o Felomenal representou no terceiro setor â?? a emancipação caxiense - o lendário político Tenório Cavalcanti o homem da capa preta, tendo inclusive empunhado Lurdinha a famosa metralhadora do político. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.