SRZD


Jeanine Gall

srzd/upload/6/5/65F237A10E1D832F8332DB79DDB3CF31FB67B7CF.gifA simplicidade é o máximo da sofisticação.http://www.facebook.com

Comentários desse usuário

Noticia: A final do Salgueiro
Postado: 2015-10-14 10:54:01
Rachel Valença não escreve textos. Rachel Valença dá aula! Este trecho é especial demais, principalmente, no que se refere ao ritmista da escola em relação ao samba que será levado para a avenida, esta opinião do conjunto precisa ser ouvida com mais atenção. "Mas chegou a hora do anúncio do resultado e não teve para mais ninguém: a noite foi da presidente Regina Celi. Disse que não pretendia falar, apenas anunciar os resultados, mas falou e muito. E bem. Uma fala cheia de verdade, em primeiro lugar sobre o constante desrespeito do mundo do samba à mulher. Meu Deus, como ela está certa! De uma dirigente mulher cobram falhas que são permitidas e perdoadas aos homens. Afirmou que os ritmistas fazem a diferença no carnaval. Outra grande verdade, sempre esquecida. Falou depois da solidão do poder, que deve ser compartilhado nos momentos agradáveis, mas está sozinho para enfrentar as dificuldades. Ponto para ela: no mundo do samba, no poder só é bom quem nos favorece. Se ganhamos, foi por nossos méritos e a disputa é limpa. Se perdemos, tudo lá é podre e tome calúnia nos dirigentes. E completou abordando a covardia que é ser atacada anonimamente, por pessoas que não se assinam e não mostram a cara. Terminou com uma frase emblemática do que é hoje a disputa: "Marcelo Motta, o samba é teu!" Faz pensar."

Noticia: Mocidade de Vicente de Carvalho: líder das baianas quer levar benefícios para ala
Postado: 2015-07-14 16:14:00
Fico muito feliz de ver a Mocidade de Vicente de Carvalho dando voz a um enredo sobre a NEGRITUDE de forma original, forte, bonita, prá cima! As contribuições variadas a cultura são o ponto final deste enredo que começa falando de muita luta e obstáculos, mas que termina mostrando que hoje a negritude dita moda nos mais diferentes segmentos. Acho importante esse destaque onde o orgulho, a criatividade e a beleza sejam ressaltados diante de anos de opressão e injustiças, isso ajuda a fortalecer a auto-estima de todos nós brasileiros, independente da cor da pele, somos uma mistura colorida e precisamos aprender a respeitar todos os povos responsáveis por construir a nossa matriz e a nossa história. Quando fui convidada para fazer as fotos que deram origem a logo de divulgação, eu vi nos olhos dos componentes o brilho especial que costuma ser o ponto de partida para grandes realizações. Muito obrigada a João Elis Filho por ter me chamado para este trabalho, à carnavalesca Renata Luiza Reluz pela forma linda e gentil com que conduziu os clicks, ao Presidente e a toda diretoria. A Mocidade de Vicente de Carvalho passou a morar no meu coração desde então, e desejo um Carnaval glorioso a todos os componentes! Axé! Jeanine Gall - Fotos FOCO2.

Noticia: Enredo vendido e bem pago!
Postado: 2015-05-11 11:53:15
Na contramão de tudo isso, o Império Serrano continua se mantendo firme e forte com enredos que não se submetem a esta prática, mesmo com toda a dificuldade que a tarefa exige. Para o próximo Carnaval, o enredo "Silas canta a Serrinha" não poderia ser mais autêntico, é a própria Escola falando das suas raízes, de onde nasceu, com seus baluartes em destaque na figura de um dos maiores compositores de sambas de enredo de todos os tempos: Silas de Oliveira. Isso é a cara do Império Serrano, é esse o tipo de Carnaval que eu desejo ver, assim como foram elaborados os anteriores com Peregrinos da Fé, Angra com os Reis e Dona Ivone Lara. Porém, não tem sido fácil resistir, a Escola se vê incompreendida ou prejudicada por um time de jurados que não consegue enxergar nada mais além de glamour e grana, o samba e suas figuras mais importantes são deixados de lado. Ter esse tipo de debate é uma alternativa saudável de "puxar as orelhas" de quem tem a responsabilidade direta com a preservação da cultura do Carnaval. Grana, dinheiro, poder não podem ser maiores que a Arte, caso contrário, perderemos totalmente a identidade daquilo que somos e fazemos diferente de todos os outros, o bom e velho SAMBA.

Noticia: Império Serrano: 68 anos sem grilhões
Postado: 2015-03-23 15:02:02
Emocionante, Hélio Ricardo Rainho! Que beleza de texto! A mais perfeita tradução do que é ser, amar e defender esta Escola de Samba, que nasceu no Morro da Serrinha, através dos braços fortes da estiva e da nobreza da sua gente! Parabéns ao Glorioso Império Serrano! Fiquei muito honrada de ver minhas fotos colorindo este belo relato, obrigada! Feliz, feliz, feliz!

Noticia: Império Serrano canta forte seu samba e empolga Sapucaí
Postado: 2015-01-11 11:27:21
Império Serrano coisa de garotada??? Tem gente aí precisando se informar melhor.

Noticia: Conversa de botequim
Postado: 2014-11-03 11:51:20
Recado para os incrédulos: O IMPÃ?RIO SERRANO está mais vivo que nunca! Na primeira edição do Samba na Serrinha que tive o prazer de participar com a mesma galera que está promovendo o Botequim do Império, vi esta semente brotar com Tiago Sales, Lucas Nunes, Julio Morais, Joyce Lacôrte, Marcelo Marcelo, Diego Sales, Jeffinho da Serrinha, Vagner Imperiano de Fé, Italo Costa Ribeiro e tantos outros feras da Sinfônica do Samba. Uma imensa felicidade ver este evento acontecer na Quadra da Escola, trazendo de volta o clima que tanto precisamos. Porém, não podemos perder de vista uma frase importante neste belo texto de Rachel Valença: "Meu Império sempre lidou mal com as coisas que dão certo..." Desejo que o sucesso deste evento continue e se potencialize, para isso, temos a base de talentos jovens que não se cansam de exaltar o amor inegável pelo passado da Escola, mas de olho no futuro. O mais importante para mim está concretizado: a preservação e exaltação da nossa maravilhosa matriz imperial está garantida. Ã?, Sorte!

Noticia: O samba-enredo em questão
Postado: 2014-10-20 19:04:09
Eu, que sou apaixonada por Carnaval, sempre achei muito esquisito ver compositores concorrerem na disputa de samba em várias agremiações ao mesmo tempo. Pela primeira vez vejo no seu texto esse fato mencionado por alguém que entende do riscado, achei que esse incômodo fosse apenas meu, que minha visão estava ultrapassada. Pelo que me lembro, cada Escola tinha sua ala de compositores que tentavam a cada ano superar a concorrente em poesia e beleza, cada um que cuidasse do seu quintal, de regar a sua grama e que nela brotassem as flores. Impossível imaginar Silas de Oliveira ir compor samba enredo na Mangueira porque se aborreceu em Madureira...(Ih, isso deu samba!) Acredito que o talento de dentro de casa deve ser preservado, valorizado e estimulado através das rodas de samba de quadra. Nesse sentido, vejo com muita alegria a volta do Botequim do Império e da roda de samba que acontece na Serrinha, promovida por uma geração de ritmistas novatos e muito comprometidos com as tradições da Escola. Perfeita sua análise, Hélio Ricardo Rainho, o compositor e a composição não podem, não devem e jamais estarão acima da própria Escola.

Noticia: Seminário SRZD-Carnaval: primeiro debate do dia fala sobre valor do sambista
Postado: 2014-10-04 16:51:34
O anonimato dos pseudo perfis garantem boas risadas.

Noticia: Seminário SRZD-Carnaval: julgamento das escolas esquentou debate
Postado: 2014-10-04 16:47:49
O anonimato dos pseudo perfis garantem boas risadas.

Noticia: Seminário SRZD-Carnaval: enredos foram assunto do segundo debate da noite
Postado: 2014-10-03 16:52:55
O Seminário SRZD Carnaval não pode mais se restringir a uma única edição anual. Como apaixonada por Carnaval e tudo que lhe diz respeito, vejo neste evento a chance, talvez a única, onde os sambistas conseguem dar voz ao que sabem, ao que está indo bem e o que precisa ser modificado com urgência, para que a arte e a excelência do maior espetáculo da Terra sejam amplificados, sem que se perca de vista a sua raiz principal: o próprio sambista, o chão da Escola e os seus baluartes. O povo que gosta de Carnaval de verdade não quer ver apenas luxo, beleza e aparatos mirabolantes, ele quer ver a sua gente ali, a sua cara, a sua maneira de sambar que nenhuma academia de dança vai ser capaz de reproduzir, como foi dito na primeira noite de debates. Este evento é de uma importância tal para a cultura do RJ que precisa ser repetido mais vezes, o volume de pessoas só aumenta a cada ano. Os assuntos abordados são conduzidos com maestria por dois experts incontestáveis: Helio Ricardo Rainho e Rachel Valença, só por este fato, já vale como aula. Parabéns a todos os envolvidos, tudo estava lindo, bem humorado e leve, como o próprio Carnaval deve ser. Quando será o próximo?? Sou Jeanine Gall, fotógrafa e assessora da Velha Guarda Show do Império Serrano.

Noticia: Seminário SRZD-Carnaval: julgamento das escolas esquentou debate
Postado: 2014-10-03 16:51:12
O Seminário SRZD Carnaval não pode mais se restringir a uma única edição anual. Como apaixonada por Carnaval e tudo que lhe diz respeito, vejo neste evento a chance, talvez a única, onde os sambistas conseguem dar voz ao que sabem, ao que está indo bem e o que precisa ser modificado com urgência, para que a arte e a excelência do maior espetáculo da Terra sejam amplificados, sem que se perca de vista a sua raiz principal: o próprio sambista, o chão da Escola e os seus baluartes. O povo que gosta de Carnaval de verdade não quer ver apenas luxo, beleza e aparatos mirabolantes, ele quer ver a sua gente ali, a sua cara, a sua maneira de sambar que nenhuma academia de dança vai ser capaz de reproduzir, como foi dito na primeira noite de debates. Este evento é de uma importância tal para a cultura do RJ que precisa ser repetido mais vezes, o volume de pessoas só aumenta a cada ano. Os assuntos abordados são conduzidos com maestria por dois experts incontestáveis: Helio Ricardo Rainho e Rachel Valença, só por este fato, já vale como aula. Parabéns a todos os envolvidos, tudo estava lindo, bem humorado e leve, como o próprio Carnaval deve ser. Quando será o próximo?? Sou Jeanine Gall, fotógrafa e assessora da Velha Guarda Show do Império Serrano.

Noticia: Seminário SRZD-Carnaval: primeiro debate do dia fala sobre valor do sambista
Postado: 2014-10-03 16:41:44
O Seminário SRZD Carnaval não pode mais se restringir a uma única edição anual. Como apaixonada por Carnaval e tudo que lhe diz respeito, vejo neste evento a chance, talvez a única, onde os sambistas conseguem dar voz ao que sabem, ao que está indo bem e o que precisa ser modificado com urgência, para que a arte e a excelência do maior espetáculo da Terra sejam amplificados, sem que se perca de vista a sua raiz principal: o próprio sambista, o chão da Escola e os seus baluartes. O povo que gosta de Carnaval de verdade não quer ver apenas luxo, beleza e aparatos mirabolantes, ele quer ver a sua gente ali, a sua cara, a sua maneira de sambar que nenhuma academia de dança vai ser capaz de reproduzir, como foi dito na primeira noite de debates. Este evento é de uma importância tal para a cultura do RJ que precisa ser repetido mais vezes, o volume de pessoas só aumenta a cada ano. Os assuntos abordados são conduzidos com maestria por dois experts incontestáveis: Helio Ricardo Rainho e Rachel Valença, só por este fato, já vale como aula. Parabéns a todos os envolvidos, tudo estava lindo, bem humorado e leve, como o próprio Carnaval deve ser. Quando será o próximo?? Sou Jeanine Gall, fotógrafa e assessora da Velha Guarda Show do Império Serrano.

Noticia: Gabriel Castro, o reizinho de Madureira, chegou!
Postado: 2014-08-19 12:40:51
A matéria trata do trabalho de um jovem diretor da Ala de Passistas do Império Serrano, da sua trajetória de sucesso e o respeito que ele tem conquistado dos segmentos mais tradicionais da Escola e das outras agremiações. Acho que está faltando interpretação de texto. A Escola possui páginas e grupos nas redes sociais onde as sugestões e reclamações são bem vindas. Alho é uma coisa, bugalho é outra.

Noticia: Gabriel Castro, o reizinho de Madureira, chegou!
Postado: 2014-08-18 14:41:41
"Em Madureira, inovar é ser tradicional." O normal seria ouvir essa frase de algum membro da Velha Guarda da Escola, vindo do jovem Gabriel Castro é um alegre alívio, sei que minha Escola de coração pode contar com esse rapaz que entende de verdade o que é ser Imperiano, não é necessário radicalizar na mudança ao ponto de correr o risco da perda de identidade, ele consegue fazer o novo de olho no antigo, que maravilha isso! Parabéns a Gabriel Castro por todo esse trabalho de valorização da Ala de Passistas do Império Serrano, responsável por idealizar e viabilizar o primeiro Clipe Oficial dos passistas que caiu nas graças dos internautas e arranca elogios e vivas de todos que o assistem. Parabéns a Helio Ricardo Rainho que é este cavaleiro apaixonado por Carnaval e grande defensor da arte dos Passistas, dando-lhes apoio, voz e visibilidade, nem sempre os recursos são os ideais em todas as agremiações, mesmo assim, o que vale é a paixão por fazer, o que mais importa é o passo da mulata, o bailado do malandro e seus requebros febris. O Império Serrano é mestre na formação de talentos variados, contar com Gabriel Castro no corpo desta Escola é uma tremenda sorte, é arteem verde e branco na passarela a nos extasiar.

Noticia: Fotógrafa cria manifesto no Facebook pela unidade do Império Serrano
Postado: 2014-05-20 18:28:12
Helio Ricardo Rainho, muito obrigada é pouco diante do imenso carinho do seu olhar sobre o meu trabalho dedicado a resgatar a postura e o orgulho dos Imperianos. Fiquei muito triste ao ver o nome da minha escola sendo jogado no chão, com os talentos de vários segmentos travando uma batalha feia de se ver nas redes sociais. Não podemos continuar com essa exposição tão negativa. Minha intenção foi a de tentar abrir os olhos de todos para o TAMANHO do IMPÃ?RIO SERRANO. Procurei evitar um posicionamento político, sem destacar chapas ou candidatos, o meu foco era a PAIXÃ?O E O VALOR DOS SEUS COMPONENTES, aqueles que conheci no dia a dia. As contribuições dessa escola, que é um símbolo de resistência cultural do mundo do samba, são incontestáveis. Preciso agradecer ao Capoeira Machado da VELHA GUARDA SHOW DO IMPÃ?RIO SERRANO(um dos maiores cuiqueiros desse país), que me convidou em novembro de 2012 para cobrir a homenagem a SILAS DE OLIVEIRA, no dia de Zumbi. Obrigada a todos da VGS! Espero que o Império Serrano se reconheça nos seus melhores ângulos e que todos os envolvidos nesta luta pelo melhor para a Escola, se lembrem de abrir mais os olhos, que pensem mais na arte para que a essência não se perca, afinal de contas, SOMOS UM IMPÃ?RIO!

Noticia: Um basta ao anticarnaval
Postado: 2014-03-13 18:27:23
A vontade que me deu lendo esse texto de Hélio Ricardo Rainho foi a de escrever aqui aquele palavrão que é perfeito nessa hora! Ã? de lavar a alma essa análise para quem é amante do Carnaval de VERDADE e torcedor de uma ESCOLA DE SAMBA de VERDADE, no meu caso, o Império Serrano. Chega de dar mérito a um Carnaval que foge à sua essência, que não dá Luz e Holofotes ao conjunto de pessoas, valores e características que fazem a verdadeira folia Momesca acontecer! Eu já tinha falado isso aqui após a apuração: Grupo Especial prá que e prá quem? Parabéns, Helio Ricardo Rainho, a sua voz é a voz de milhares de fãs descontentes, desconfiados e saudosos de pessoas CORAJOSAS que sabem avaliar e dizer: CARNAVAL Ã? OUTRA COISA! TEXTO MARAVILHOSO!!!!!!!!

Noticia: Tabus do Samba - Parte 2 - 'Passista masculino acabou!'
Postado: 2013-03-05 00:09:52
Concordo com tudo, Helinho! A ala de passistas dos dias de hoje parece ligada em alta voltagem, há uma disputa clara prá ver quem samba mais rápido, um horror! Parece comercial de pilha Duracell. Os verdadeiros malandros do samba riscado migraram para outras alas, eles ainda podem ser vistos camuflados na Velha-Guarda ou misturados a outras alas próximas à bateria. Os rapazes da ala de passistas querem disputar com as meninas, não querem cortejá-las! Eles querem ser a Globeleza! Nisso não há preconceito, é apenas a constatação de um fato, é a morte de um importante personagem dos desfiles de escolas de samba, o malandro bailarino que sabe sambar sem perder a masculinidade, coisa linda de se ver. Sinto falta daqueles passos mágicos, surpreendentes, galanteadores e viris, com viés de mestre-sala cuja bandeira que defende é saia da sua mulata, da sua partner. Nos ensaios técnicos fica mais fácil reconhecer os malandros resistentes, geralmente, abre-se um espaço considerável à sua volta, e quem abre esse espaço espontâneo é a admiração. Quem é que consegue ficar indiferente ao seu traçado? Respeitosamente, quem não sabe riscar o chão, fica grato em abrir espaço prá arte do samba se apresentar. â??Ã?, o malandro na praça outra vez, caminhando na ponta dos pés...â?

Noticia: Notas carnavalescas 2013
Postado: 2013-02-25 11:00:39
Quanto azedume e deselegância escondidos atrás de um pseudônimo. O site SRZD deveria impedir que comentários de nível duvidoso venham a público. Os blogueiros merecem mais respeito e educação, assim como, as pessoas que fazem comentários sérios e os assinam com nome e sobrenome. Não somos obrigados a concordar com as opiniões alheias, mas educação na crítica é fundamental.

Noticia: Carnaval 2013: reflexões necessárias
Postado: 2013-02-19 16:47:59
Ã? verdade, Helinho! Meu Império Serrano quando passa na Sapucaí o ar fica diferente! A direção da escola precisa aprender a ousar mais sem perder a força da sua tradição. Parabéns pelo texto. Beijos!

Noticia: Notas carnavalescas 2013
Postado: 2013-02-19 10:46:53
Parabéns, Rachel! Mais uma vez, a lucidez e a elegância até nas críticas. Infelizmente, a sua competência, conhecimento e a educação não estão ao alcance de todos. Eu, que assisti ao desfile na Sapucaí e também vi de casa no domingo, percebo claramente o quanto uma transmissão desastrada pode prejudicar a avaliação do público que vê um desfile apenas pela TV, a impressão que se tem é que é tudo igual, principalmente, para quem nunca colocou os pés na passarela. Apesar de respeitar o trabalho de todas as escolas, mesmo não gostando do estilo de algumas delas, verifico o quanto se pode mascarar para melhor ou para pior a passagem pela avenida. Comentarista de Carnaval tem que conhecer, entender e amar Carnaval! Ã? preciso saber quem são as personalidades de cada escola, como e onde surgiram, qual foi sua trajetória, seus grandes sucessos e possíveis fracassos, é preciso competência no assunto. Milton Cunha e Chico Spinoza fizeram gols de placa e salvaram a partida em vários momentos, mas, na transmissão das imagens nem Chico e nem Milton podem salvar! No livro de Fernando Pamplona, O Encarnado e o Branco, que li uma semana antes do Carnaval, existe a receita de uma transmissão de sucesso, quem viu a Manchete sabe do que estou falando. Por falar em passado, romantismo, saudosismo, anos 70, 80, e não reconhece a importância do bonde, nunca vai entender o privilégio de entrar na espaçonave.

Noticia: Um passo atrás
Postado: 2013-01-17 18:06:05
Um samba-enredo bem construído, bonito, amarradinho com a melodia e com refrões fortes e empolgantes (tem uns que a gente fica torcendo prá chegar a hora de cantar) são fundamentais e podem, sim, decidir um campeonato! Quando um samba maravilhoso aparece e cai na boca do povo, a escola toda se envolve e ganha outra cara, já vimos isso acontecer antes, Bum Bum, Zumbi, Peguei um Ita no Norte, entre outros, são prova disso. O samba-enredo quando é assim arrebata todo mundo. Uma escola pode até vencer um campeonato com um sambinha mais ou menos, mas o esforço fica muito maior prá chegar lá. Estamos carentes há anos de uma safra de respeito, com pelo menos 6 sambas que todos saibam cantar do início ao fim. Quer ver? 2009, 2010, 2011, canta uns 3 inteirinhos aí. Duvido! Falta de bons compositores não é, toda escola tem seus bambas e suas parcerias. Acho que tá faltando é emoção e sobrando enredos estranhos e de conveniência mais esquisita ainda. Fico até com pena de quem teve que suar a testa prá fazer um samba-enredo falando de iogurte, tarefa hercúlea e ingrata. Isso sem entrar no mérito da famosa marmelada, vi sambas belíssimos serem jogados no lixo em favor de composições pobres, sem graça, medíocres. Ai, São Beto Sem Braço, que saudades! Ilumina com sua genialidade! Mais uma vez, Rachel Valença falou e disse! Lucidez e talento fora do comum!

Noticia: Meu samba, cidadão carioca
Postado: 2012-12-05 14:48:27
Tive o prazer e o privilégio de acompanhar o Império Serrano no Trem do Samba representado pelos ilustres componentes da Velha Guarda, por imperianos apaixonados e pelo público que não dispensa um batuque de respeito e qualidade. Fotografei, cantei, pulei, trabalhei e me emocionei demais com tudo que vi. O carioca tem uma coisa singular, a alegria solidária! Gente que nunca se viu e que sorri em comunhão ao cantar o mesmo samba, acho isto incrível! No Trem do Samba é tão legal quanto o Metrô no dia de desfile, purpurina pelo chão, fantasias coloridas, cada ala defendendo o seu samba em perfeita harmonia. Brigas? Nunca vi. O samba tem o poder de manifestar os mais variados comportamentos, dá margem à infinitas análises, no meu caso, transformo em imagens o que sinto, às vezes, o texto também acontece, como numa psicografia, estranho, mas é verdade. Toda a reverência e respeito ao Samba, por tudo que ele representa, carrega e produz! Vida Longa à cultura carioca!